Arquivo da tag: azeite

Prepare minipizzas de presunto cru com muçarela e ovos de codorna

Fim de semana pede pizza. Com várias versões que agradam os mais diversos paladares, esse prato muito apreciado ao redor do mundo fica completo e ainda mais saboroso quando finalizado com azeite.

Por isso, a Gallo selecionou para compartilhar com você uma receita deliciosa de minipizza de presunto cru com muçarela e ovos de codorna e o Azeite de Oliva Extra Virgem Gallo Reserva, que enaltece todos os sabores.

Confira o passo a passo:

Minipizzas de presunto cru com muçarela e ovos de codorna

Ingredientes da minipizza:
• Azeite de Oliva Extra Virgem Gallo Reserva a gosto
• 2 embalagens de massa de pizza
• 50g de queijo muçarela
• 5 colheres de sopa de molho pesto
• 100g de presunto cru
• 6 ovos de codorna
• Orégano a gosto
• Folhas de rúcula a gosto

Ingredientes do molho pesto
• 100ml de Azeite de Oliva Extra Virgem Gallo Reserva
• 100g queijo parmesão ralado
• Folhas de manjericão a gosto
• 100g de nozes

Modo de preparo molho pesto:
Coloque em um recipiente os 100ml de Azeite Gallo Extra Virgem Reserva, nozes e manjericão.
Triture até obter uma consistência semilíquida. Após, adicione 100g de queijo parmesão ralado para obter uma consistência pastosa ao molho e reserve.

Modo de preparo pizza:
Abra a massa de pizza semipronta e espalhe o molho pesto homogeneamente sobre ela.
Acrescente a muçarela por cima da massa. Leve as pizzas pelo tempo indicado que diz na embalagem, em seguida, retire-as e abra 3 ovos de codorna por cima de cada pizza. Adicione fatias de presunto cru a gosto, e leve ao forno novamente por mais 10 minutos. Polvilhe cada pizza com orégano e rúcula a gosto e regue com Azeite de Oliva Extra Virgem Gallo Reserva para finalizar.

Produto utilizado: Azeite de Oliva Extra Virgem Gallo Reserva combina os sabores amargo e picante com notas furtadas. Ideal para dar personalidade a qualquer prato.

Taco de frango, rápido e gostoso

Quer fazer um lanche rápido e gostoso? As tortilhas Rap vão te ajudar. Confira:

Taco de Frango | Rap 10

Ingredientes:
2 tortilhas Rap10 Integral
1 filé de frango
Azeite (a gosto)
Pimenta-do-reino (a gosto)
Sal (a gosto)
6 folhas de espinafre
Coentro (a gosto)
4 colheres de sour cream

Modo de preparo:
Separe as tortilhas Rap10 e dobre-as ao meio, em forma de taco. Para que elas continuem nesse formato, coloque-as “penduradas” em uma grelha de micro-ondas, e leve para assar por 5 min a 100°C. Em uma frigideira, adicione azeite, frango, pimenta-do-reino e sal. Reserve. Pique o espinafre e um pouco de coentro. Agora, você pode começar a montar os tacos. Adicione primeiro o espinafre, depois o frango e salpique coentro. Finalize com 2 colheres de sour cream para cada tortilha.

Rendimento: 2 porções

Fonte: Rap 10

Sete superfoods para complementar o seu cardápio diário

Além de nutrir o corpo, alguns alimentos contribuem para a manutenção da saúde mesmo em pequenas quantidades

Não é segredo que alguns alimentos são capazes de fornecer nutrientes essenciais para prevenção de doenças e manutenção da saúde. Nessa categoria entram as “superfoods”, que são os alimentos que concentram grandes quantidades de nutrientes em pequenas quantidades favorecendo o metabolismo, a saúde mental, o sistema imunológico e prevenindo contra o envelhecimento das células.

As superfoods podem ser facilmente encontradas e até entregues na porta de casa. A Boa Terra oferece este serviço, além de ter uma vasta lista com frutas, verduras e legumes que vão complementar o cardápio. Confira abaixo:

GreenMe

=Linhaça: a semente é rica em ômega 3, minerais como potássio, fósforo, magnésio, cálcio e enxofre e vitaminas E, D e do complexo B. O consumo favorece as defesas do organismo e reduz o risco de doenças cardíacas e na redução do LDL (o colesterol ruim).

=Chia: apresenta boas doses de ômega-3, antioxidantes, cálcio, proteínas, fibras, vitaminas e minerais. As sementes ajudam a controlar níveis de glicose no sangue, colesterol e triglicerídeos.

=Azeite: concentra vitamina E, polifenóis e ácidos graxos monoinsaturados, que ajudam a prevenir o risco de doenças cardiovasculares, ao mesmo tempo que favorecem o controle dos níveis de colesterol. Estudos indicam que o azeite também reduz o risco de Alzheimer.

=Abacate: a fruta é repleta de nutrientes, além de ter fibras, potássio, magnésio e vitaminas do complexo B, K e C, ideias para o bom funcionamento do organismo. O abacate também apresenta um aminoácido chamado triptofano que ajuda na produção de serotonina, responsável pela sensação de bem-estar no corpo.

Foto: Clara Sander/Pixabay

=Espinafre: as folhas apresentam boas doses de ferro, cálcio, fósforo, potássio, magnésio, fibras, proteínas, carboidratos, além de vitaminas A, K e B2. O consumo regular contribui para a saúde dos olhos e pode prevenir doenças cardiovasculares. Para a absorção de todos os minerais, é recomendado ingerir a hortaliça com alimentos ricos em vitamina C, tais como laranja, abacaxi ou acerola.

=Aveia: contém fibras solúveis que auxiliam no controle da glicemia, sendo excelente para os diabéticos. Os cereais também são ricos em cálcio, ferro, magnésio e vitaminas do complexo B. Entre os benefícios para a saúde estão: controle da pressão arterial, redução do colesterol ruim, melhora na digestão e na saúde do coração, incluindo mais energia e diminuição do cansaço.

Foto: Gadini/Pixabay

=Alho: é um dos temperos que mais colaboram para uma vida saudável. O alho é rico em minerais que nutrem o organismo, como potássio, cálcio e magnésio. A alicina presente ajuda a saúde do coração ao reduzir os níveis de colesterol e coágulos no sangue. As funções respiratórias também são beneficiadas graças às suas propriedades expectorantes e anti sépticas.

Como receber sua cesta em casa?
No site A Boa Terra, o cliente consegue visualizar a lista de produtos disponíveis que variam entre frutas, legumes, verduras e produtos de mercearia. O cliente ainda pode personalizar ou escolher a sugestão do sítio (R$ 36 a R$ 124) – assinaturas semanais custam de R$ 50 a R$ 163 reais. A Boa Terra entrega em São Paulo, Barueri, Osasco, Guarulhos, Santo André, São Bernardo, São Caetano, Ribeirão Preto e cidades mais próximas ao Sítio na região de Itobi.
.

Da Serra da Mantiqueira para a mesa: Orfeu lança portfólio de azeites

Já premiada, linha premium chegou ao mercado em julho e trouxe dois monovarietais, Arbosana e Koroneiki, mais o Blend da Safra 2020

Na Fazenda Rainha, localizada próxima a Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais, Orfeu vem cultivando suas oliveiras há mais de 10 anos. O terroir que se mostrou perfeito para o cultivo de premiados cafés tornou-se berço também de excelentes azeites. A 1.300 metros de altitude, ao redor da Capela de Santa Clara, uma das últimas obras do renomado arquiteto Oscar Niemeyer, sete variedades de olivas vêm sendo cultivadas e testadas.

orfeu_colheita_de_azeite__2_

E, agora, o resultado de anos de dedicação chega à nossa mesa: Orfeu Azeites Especiais traz um portfólio de azeites brasileiros extravirgens que será lançado em julho e já nasce com importantes premiações mundiais da categoria.

“Trabalhamos há uma década no cultivo de oliveiras. Aprendemos muito ao longo dos últimos anos na busca pela excelência de um azeite, comparável aos melhores do mundo, com o frescor de ser produzido em nossas fazendas. Depois dos nossos cafés, chegou a hora de mostrar que o Brasil é também produtor de azeites de altíssima qualidade”, afirma José Renato Dias, CEO da Orfeu Cafés Especiais.

orfeu_colheita_de_azeite

Conhecida também pelos premiados cafés que produz, a Fazenda Rainha tem 90 hectares de oliveiras de sete variedades diferentes plantadas: as espanholas Arbosana, Arbequina e Picual, as italianas Coratina e Grapollo e a variedade grega Koroneiki. O lagar, local de extração do azeite, está instalado no centro da plantação, o que garante a extração do óleo em cerca de duas horas depois da colheita, preservando os frutos e dando a característica de frescor marcante ao azeite Orfeu.

“Tive o prazer de participar mais uma vez este ano da colheita de olivas na região de São Sebastião da Grama (MG), e em particular na Fazenda Rainha, da Orfeu”, conta Antonio Giuseppe Lauro, presidente da Evo Iooc Italy International Olive Oil Competition. “Cada azeite de oliva produzido na Fazenda de Orfeu teve sua personalidade muito bem definida, cada variedade com diferentes características, mas com um denominador comum: a excelência”, completa o especialista.

Orfeu Azeites Especiais já chega ao mercado com grandes títulos. Em 2018 ficou entre os dez melhores azeites do mundo na premiação Terra Olivo, que acontece anualmente em Israel, e foi posicionado como melhor azeite do Hemisfério Sul e Melhor Azeite da América Latina no concurso italiano Evo Iooc, um dos mais respeitados do setor. Em 2020 este resultado se repete com nosso azeite Blend da Safra. Com o objetivo de manter o melhor do Brasil para os brasileiros, Orfeu garante o frescor de um produto extraído na Serra da Mantiqueira e a qualidade de um dos melhores azeites do mundo.

“Um azeite de oliva da variedade Koroneiki (grega), ou de Picual (espanhola) ou ainda Coratina (italiana) produzidos no Brasil é muito mais complexo e balanceado que as mesmas variedades produzidas em seus lugares de origem”, afirma Lauro.

azeite_orfeu_arbosana_mazeite_orfeu_koroneiki_mazeite_orfeu_blend_da_safra_m

Orfeu Azeites Especiais chega ao mercado trazendo dois rótulos monovarietais, Arbosana e Koroneiki, e o Blend da Safra com Coratina, Grappolo e Picual. As garrafas de 350 ml saem por R$ 149,90 cada e estão à venda no e-commerce da marca e também em supermercados e lojas especializadas no Brasil.

Azeite de oliva: nutricionista responde principais dúvidas e ensina receitas

Renata Guirau nutricionista do Oba Hortifruti dá dicas de como escolher, quais são as melhores formas de inserir o azeite na alimentação e os benefícios do consumo

Se existe um ingrediente que sempre está presente na cozinha, é o azeite de oliva! Prático e versátil, esse óleo é um dos itens mais utilizados na hora de agregar aroma e sabor nas mais variadas receitas. Para quem tem dúvidas sobre qual azeite escolher, como acrescentar na alimentação e como esse alimento pode beneficiar a saúde, a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau, responde aos questionamentos que mais escuta no consultório.

Ao final, a profissional também ensina receitas simples nas quais o azeite ganha todo o destaque no prato: molho pesto, azeite aromático e até uma manteiga de azeite.

1. Quais são os benefícios do consumo do azeite?
Renata: Assim como outros tipos de óleos vegetais, o azeite é livre de colesterol ruim (LDL) e fonte de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas (incluindo o ômega-9). O consumo auxilia no controle sérico de colesterol, ajuda a proteger a saúde cardiovascular e também a reduzir a inflamação do organismo.

Azeite Aromatizado (1) (002)

2. O azeite é mais saudável que outros tipos de óleo?
Renata: Como mencionado anteriormente, o azeite é um tipo de gordura que deve fazer parte da nossa alimentação, entretanto, ele sozinho não fornece todos os ácidos graxos essenciais que precisamos. Por isso, a recomendação é incluir outros tipos de gordura na dieta, principalmente o ômega-3 dos peixes. De qualquer forma, podemos considerar que é mais saudável que outros óleos vegetais, como o de soja e o de canola.

3. Qual a diferença entre os tipos virgem, extravirgem e refinado? Como escolher a melhor opção?
Renata: O que difere é principalmente o teor de acidez permitido em cada tipo. O azeite refinado pode ter acidez maior que 2%. É um produto geralmente obtido de azeitonas de qualidade inferior, sem padronização de sabor e que, por isso, precisa passar por refinamento industrial para padronização das características sensoriais. Já o azeite virgem deve ter acidez entre 1% a 2%. Ele deve ser extraído das azeitonas sem adição de nenhum produto químico. O azeite extravirgem é obtido desta mesma forma, mas deve ter acidez inferior a 1%. Também vale mencionar que o extravirgem é mais sensível ao calor, quando comparado às demais variedades. Na hora de escolher, os principais pontos a serem considerados são: o tipo de preparo (para cozinhar ou temperar) e o sabor que mais agrada. Há também quem goste de verificar a origem de produção.

4. Qual a melhor forma de inserir o azeite na alimentação?
Renata: A melhor maneira é usar no preparo de alimentos e no tempero de saladas. Também pode ser usado para regar carnes já prontas e massas. Outra opção, muito comum em países europeus, é regar pães com o azeite imediatamente antes do consumo. Dessa forma, conseguimos obter o sabor e aproveitar todos os benefícios do tempero.

Azeite Aromatizado (2) (002)

5. É verdade que aquecer o azeite pode ser prejudicial para a saúde?
Renata: Aquecer o azeite a altas temperaturas pode fazer com que ele produza uma substância chamada acroleína, que é irritante ao estômago. Isso acontece quando o azeite atinge temperatura suficiente para produzir uma fumaça esbranquiçada (o que chamamos de ponto de fumaça). Se o azeite for aquecido apenas para refogar algum tempero ou for utilizado para regar alguma preparação que será assada, dificilmente chegará a essa temperatura em que ele “queima”. Ainda assim, uma sugestão para esses preparos quentes seria usar o azeite virgem (e não o extravirgem), que é mais resistente à temperatura. É importante ressaltar que o azeite não é uma boa opção para o preparo de alimentos fritos sob imersão, como parmegiana, pastel e outros pratos em que o alimento é mergulhado na gordura fervendo.

6. O azeite engorda? Podemos consumi-lo à vontade?
Renata: O azeite engorda se for consumido em excesso, já que é uma gordura, ainda que boa. Todo alimento fonte de gordura será bastante calórico e deverá ser consumido com moderação. Não existe uma quantidade padrão indicada para cada pessoa. Pode ser consumido diariamente, desde que o suficiente para o preparo ou tempero dos alimentos. Dessa forma, não fará mal à saúde.

Agora que você já sabe como inserir o azeite de maneira saudável na sua alimentação, confira as receitas selecionadas pela nutricionista:

Molho Pesto

Molho Pesto (002)

Ingredientes
2 xícaras de folhas de manjericão fresco
1/2 xícara de nozes picadas
1 xícara de queijo parmesão ralado
2 dentes de alho picados
1 1/2 xícara de azeite
Sal a gosto

Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador ou mixer. Use para temperar saladas, acompanhando pães e torradas ou massas.

Azeite Aromatizado

azeite e pimenta

Ingredientes
100 ml de azeite extravirgem
1 dente de alho
1 ramo de alecrim
1 ramo de tomilho
1 pimenta dedo-de-moça fatiada

Preparo:
Coloque o azeite em um recipiente de vidro que possa ser bem fechado. Acrescente os temperos. Deixe descansando por pelo menos 5 dias antes de consumir. Use no preparo de receitas e para temperar saladas.

“Manteiga” de Azeite

Manteiga de Azeite (002)

Ingrediente
Azeite extravirgem
Manjericão a gosto (ou ervas de sua preferência)

Modo de preparo:
Separe uma forma de gelo. Cubra o fundo de cada espaço da forma de gelo com uma folha de manjericão. Acrescente o azeite, colocando mais uma folha no meio de cada espaço. Leve ao freezer e consuma em até 30 dias. Use em pães e torradas ou no preparo de receitas.

Fonte: Oba Hortifruti

Dia Mundial da Oliveira e uma receita de dar água na boca

O Dia Mundial da Oliveira é celebrado em diversos países em 24 de novembro, amanhã. Desde 2016, a comemoração foi instituída por meio do Conselho Oleícola Internacional (COI). Aqui no Brasil, a Associação Brasileira de Produtores, Importadores e Comerciantes de Azeite de Oliveira (Oliva), aproveita a data para lembrar os benefícios do azeite de oliva para nossa saúde e dar uma deliciosa receita.

Para a presidente da associação Oliva no Brasil, Rita Bassi, vale lembrar o constante trabalho na prevenção das fraudes e fiscalização dos produtos comercializados. “Enquanto entidade, sempre buscamos conscientizar a população sobre a importância do consumo do azeite, levando em consideração sua procedência e monitorando o mercado sobre possíveis fraudes” aponta Rita.

Mundialmente disseminada, uma das propostas da comemoração desta data é a de reforçar os benefícios que uma dieta rica em azeite traz à saúde das pessoas. Diversos estudos realizados comprovam que consumir cerca de duas colheres de sopa diárias de azeite traz algumas vantagens ao corpo humano.

Benefícios à saúde associados ao consumo de azeite de oliva

O azeite de oliva é rico em vitaminas A, D, E e K, o que contribui para a prevenção de doenças e faz dele um poderoso antioxidante e analgésico, além de estar presente na dieta de quem deseja ficar mais forte de forma saudável, já que ele auxilia no ganho de massa muscular por possuir uma alta densidade energética, sendo também um importante aliado na perda de peso.

Outra característica benéfica no consumo do azeite de oliva é no auxílio ao controle de colesterol. Por ser uma fonte gordura insaturada, o azeite de oliva é um forte aliado no combate à problemas cardiovasculares, já que, além de reduzir o nível de colesterol ruim, ele aumenta o colesterol bom (HDL), que ajuda a evitar o infarto do miocárdio.

A ajuda na prevenção de diabetes também é citada em estudos, pois, além de reduzir o colesterol ruim, o azeite de oliva auxilia no controle do nível de glicose e triglicérides no organismo, sendo um importante aliado na prevenção de diabetes. Contém, inclusive, outros elementos (como o ômega-3) que pode inibirem o crescimento de células cancerígenas e o ataque de radicais livres ao DNA, reduzindo possíveis mutações celulares.

Cupcake de azeite e canela

cupcake oliva.jpg

Ingredientes:
1 xícara de (chá) de farinha de trigo com fermento
1 xícara de (chá) de açúcar
½ xícara de (chá) de azeite
1 colher de (sopa) de canela em pó
1 ovo
½ xícara de (chá) de leite

Preparo:
Misturar todos os ingredientes e bater até obter uma massa homogênea. Despeje a massa nas forminhas para cupcakes com cuidado e leve ao forno preaquecido por 30 minutos a 180°C. Depois, é só dar o toque final com açúcar de confeiteiro ou chantilly.

Fonte: Oliva

Azeite de pequi: saúde que reflete no sabor e no organismo*

O pequi (Caryocar brasiliense, Camb.) é cultivado em todo o território que abrange o cerrado brasileiro e também no Nordeste do país. De grande valor econômico e cultural, o pequi, consumido regularmente, contribui para a prevenção de doenças degenerativas em razão de seu elevado teor de antioxidantes, vitaminas C e E, carotenoides e polifenóis.

O consumo de pequi em preparações culinárias, bem como na forma de dermocosméticos e nutracêuticos, pode promover benefícios à saúde enfatizados pela ciência. Estudos apontam que o extrato etanólico do fruto possui conteúdo fenólico e atividade antioxidante que ocorrem por meio de moléculas bioativas. O óleo de pequi, por sua vez, tem sido associado à redução dos processos inflamatórios de doenças crônicas e autoimunes, como, por exemplo, o lúpus.

pequi.jpg

Estudos avaliaram as propriedades anti-inflamatórias do óleo de pequi e de seus efeitos na lipemia pós-prandial e na pressão arterial de atletas masculinos e femininos. Alguns atletas foram avaliados antes e após uma corrida – realizada sob o mesmo ambiente e sob as mesmas condições de treino ‒, após ingerirem 400mg de cápsulas de óleo de pequi, ao longo de 14 dias. O consumo do óleo de pequi contribuiu para prevenir, não só a inflamação, mas, também, para reduzir o colesterol ruim (LDL), sobretudo, em atletas masculinos e com mais de 45 anos.

Alimentos elaborados a partir de subprodutos do fruto, como o azeite de pequi, também, têm chamado atenção em razão de seus benefícios à saúde. O azeite de pequi possui coloração vermelho-alaranjada devido à elevada quantidade de carotenoides, sobretudo, betacaroteno com ação pró-vitamina A. Muito tem-se explorado a respeito dos benefícios dos carotenoides na prevenção de doenças como câncer e do aparelho circulatório, uma vez que eles podem inibir a oxidação das moléculas de LDL colesterol, evitando sua deposição na parede de vasos e artérias. Quanto aos ácidos graxos, estudos demonstraram que o azeite de pequi se constitui, principalmente, pelos ácidos oleico (ômega-9) e palmítico (ácido graxo saturado), além de pequenas quantidades de ácido esteárico, linoleico, entre outros.

azeite-de-pequi-50ml-naiak-

Extraído de forma artesanal, o azeite de pequi pode ser empregado em receitas culinárias, aumentando a densidade nutricional e incorporando mais sabor e aroma nas preparações.

Em vista da qualidade nutricional e sensorial, o produto pode melhorar o teor nutricional da dieta, estimular a produção sustentável do pequi no Cerrado brasileiro e conferir às preparações culinárias sabores e aromas diferenciados.

*Caroline Guerreiro – nutricionista consultora da Naiak – CRN 56034

Azeite extravirgem pode ser aliado do coração

Ouvir que o alimento tem gordura é um grande alerta para quem se preocupa com os níveis de colesterol no sangue. Mas, contrariando esse pensamento, o azeite de oliva é um bom exemplo de que é possível ter essa propriedade e trazer benefícios ao organismo, principalmente para a saúde do coração.

azeite-de-oliva-2

De acordo com o cardiologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Lucas Velloso Dutra, por ter em sua composição ácidos graxos monoinsaturados e polifenóis com propriedades antioxidantes, o azeite é capaz de diminuir o colesterol ruim, LDL, e consequentemente, diminuir o riscos de problemas cardíacos.

A recomendação para que essas propriedades, classificadas como gorduras monoinsaturadas, sejam eficazes é que, concomitantemente com a sua ingestão, seja feita a diminuição do consumo de gorduras saturadas de origem animal, geralmente encontradas em produtos industrializados.

“Essa substituição pode reduzir os níveis de colesterol ruim, LDL, e manter os de colesterol bom, HDL. Com isso há diminuição da oxidação do LDL que está envolvido na formação de placas de gordura nas artérias- aterosclerose, responsável por doenças cardiovasculares como o infarto agudo do miocárdio”, explica o médico.

Para garantir os benefícios do azeite, o primeiro passo é reparar nas informações do produto ainda no momento da compra. A dica é optar apenas pelos tipos extravirgem, que possuem acidez menor que 0,8. O segundo passo, fica para o momento da preparação, que segundo Lucas Velloso Dutra deve ser preferencialmente usado em sua forma natural para evitar que perca suas propriedades.

azeite-de-oliva-76
Foto: Oliva

“O azeite deve ser usado em quantidade moderada, com dose diária de 30g/dia e in natura, pois quando aquecido pode perder as propriedades que auxiliam na saúde. Uma boa opção é utilizar o produto para finalizar saladas e outros pratos”, recomenda.

Fonte: Hospital Edmundo Vasconcelos

Receita de Pizza de Mascarpone, Azeitonas e Pesto

Feitos um para o outro, a pizza e o azeite se complementam e garantem uma experiência gastronômica ainda mais especial. Abaixo, você confere a receita de uma redonda com Mascarpone, Azeitonas e Pesto. Opção prática e muito saborosa que, quando combinada com o azeite Gallo Extra Virgem Reserva, fica ainda mais deliciosa.

Perfeito para finalizar pratos e ressaltar os sabores de pizzas e massas, essa opção de azeite apresenta sabor frutado e picante na medida, além de garantir uma experiência gastronômica ainda mais especial.

Pizza de Mascarpone, Azeitonas e Pesto

Ingredientes
50ml de Azeite Gallo Extra Virgem Reserva
20g de Azeitonas Gallo Verdes Fatiadas
250g de farinha com fermento
125ml de água morna
125g de queijo mascarpone
50g de queijo feta
90g de cogumelos frescos laminados
100g de tomate cherry
100g de molho pesto
30g de acelgas em folha
1 colher de café de sal grosso

Modo de Preparo:

Massa:
Comece por preparar a massa juntando numa tigela larga a farinha com o sal. Em seguida, faça um buraco no centro da mistura e coloque a água morna aos poucos, juntamente com metade (25ml) do Azeite Gallo Extra Virgem Reserva. Misture os ingredientes com a ajuda de um garfo. Vá envolvendo toda a massa até obter uma bola que descole facilmente da taça. Se for necessário, junte mais um pouco de farinha. Logo após, deite a massa numa bancada polvilhada com farinha, e amasse até que fique macia, elástica e não cole às mãos.

Montagem:
Estique a massa em uma forma redonda com um rolo de esticar pizza e comece a rechear a pizza. Inicie com o queijo mascarpone e em seguida distribua as azeitonas, o tomate cortado em metades, os cogumelos laminados e pequenos pedaços de queijo feta. Leve ao forno por 10 minutos, a 200ºC. Antes de servir, espalhe o pesto e as folhas de acelga, e finalize com o restante Azeite Gallo Extra Virgem Reserva, regando toda a pizza.

pizza-caseira-1.png

Tempo de preparo: 30min
Dificuldade: Fácil
Rendimento: 4 pessoas

Fonte: Gallo

Aprenda a fazer um delicioso brigadeiro com azeite

Brigadeiro, doce típico brasileiro, é ideal para envolver as crianças na cozinha pois, é uma receita fácil e divertida. Esse clássico pode ficar mais saudável, isso porque toda receita que leva manteiga ou margarina em seu preparo, pode ter o azeite como substituto.

O azeite de oliva é um produto 100% natural, obtido diretamente das azeitonas e seu consumo é importante porque auxilia na diminuição do risco de doenças cardiovasculares e diabetes mellitus, contribuiu para a prevenção de oxidações celulares e de doenças cognitivas relacionadas à idade, ajuda a combater a perda óssea, entre outros. Confira a seguir a receita de Gallo:

Brigadeiro com Azeite

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
100 gramas de chocolate ao leite
20 gramas de cacau em pó
2 colheres de sopa de Azeite Gallo Reserva
Azeite para untar
100 gramas de confeito de chocolate ao leite

Modo de preparo:
Em fogo médio, aqueça brevemente a panela e adicione o leite condensado. Em seguida, acrescente o cacau em pó e misture até ficar homogêneo. Acrescente o chocolate ao leite picado e, novamente, misture até obter uma massa uniforme.
Após misturar bem, acrescente duas colheres de Azeite Gallo Reserva e mexa continuamente até que os ingredientes desgrudem da panela. Acrescente chocolate picado. Reserve.

brigadeiro com azeite.png
Tempo de preparação: 15 minutos
Rendimento: 200 gramas de brigadeiro

Substituição de gorduras por azeite: caso queira adaptar outras receitas e substituir o uso de margarina / manteiga por azeite de oliva, conheça a tabela de equivalências:

tabela azeite

Fonte: Gallo