Arquivo da tag: banco de sangue

Inverno: alerta máximo para doação de sangue em São Paulo

Banco de Sangue de São Paulo sensibiliza doadores para aumentar os estoques sanguíneos, que estão com déficit que chegam a 60%

Com a chegada do inverno, uma situação se agrava nos Bancos de Sangue do país: a queda brusca nas doações de sangue. No aconchego de seus lares, as pessoas se esquecem de praticar esse simples gesto que pode salvar até quatro vidas.

De acordo com Bibiana Alves, líder de captação do Banco de Sangue de São Paulo, normalmente já há uma queda de 40% nas doações de sangue no inverno, o que é muito grave, pois justamente neste período aumentam as doenças respiratórias.

“Essa situação se agrava com pandemia, e nosso estado de alerta fica em torno de 60% de redução no número de doações. Paradoxalmente, o número de atendimentos vem aumentando em razão da retomada da vida social, do retorno de cirurgias eletivas, além dos pacientes que prosseguem em tratamentos de anemias, câncer, dentre outros procedimentos”, explica Bibiana, informando ainda que o sangue O- enfrenta uma situação pior.

Segundo a líder de captação, são necessárias 100 doações diárias para manter os estoques em níveis saudáveis. “Nossa expectativa com esse alerta à população é que as pessoas se mobilizem para nos ajudar doando sangue o quanto antes, pois o reflexo do estoque baixo pode ser grave”, ressalta Bibiana.

doação de sangue pixabay
Pixabay

Requisitos básicos para doação de sangue:
• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;
• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
• Estar em boas condições de saúde;
• Pesar no mínimo 50 kg;
• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;
• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
• Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;
• Não ter tido sífilis, Doença de Chagas ou Aids;
• Não ter diabetes em uso de insulina;
❗ Consulte a equipe do banco de sangue em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.

Critérios específicos para o Coronavírus:
• Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;
• Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 14 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue;
• Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 14 dias após o último contato com essas pessoas;
• Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).

doacaodesangue

Banco de Sangue de São Paulo
Unidade Paraíso
Endereço: Rua Tomas Carvalhal, 711 – Paraíso – Tel.: (11) 3373-2000
Atendimento: segunda a sexta, das 8h às 17h, e sábado, das 08h às 16h. Estacionamento gratuito Hotel Matsubara – Rua Tomas Carvalhal, 480

Unidade Hospital Edmundo Vasconcelos
Endereço: Rua Borges Lagoa, 1450 – Vila Clementino – Tel.: (11) 5080-4435
Atendimento: segunda a sábado, das 8h ao 12h
Estacionamento gratuito

Campanha Junho Vermelho alerta para risco de falta de sangue em São Paulo

Déficit de 50% nos estoques pode comprometer tratamento de pacientes; Banco de Sangue de São Paulo convoca doadores

Se em um inverno ‘normal’ as pessoas já deixavam de doar sangue por sair menos de casa, imagine em uma situação de pandemia, com isolamento social. Por esta razão, os Bancos de Sangue em geral estão com seus estoques em situação crítica, operando com déficits que ultrapassam a marca de 50% de sua capacidade.

“Neste período em que aumentam as doenças respiratórias, corremos o risco de ficar totalmente sem sangue para os pacientes dos hospitais que necessitam de transfusões e outros procedimentos. Convocamos urgentemente doadores de todos os tipos sanguíneos a se solidarizarem a esta causa e comparecem aqui no Banco de Sangue de São Paulo. Esse gesto salva muitas vidas”, diz Bibiana Alves, líder de captação do Banco de Sangue de São Paulo.

Esse alerta à população coincide com a campanha Junho Vermelho, uma mobilização nacional, alusiva à cor do sangue, que tem o intuito de conscientizar a sociedade sobre a importância do gesto solidário de doar sangue, especialmente nesta época do ano. Nesta edição, sua importância assume um papel ainda maior em razão do momento que o país enfrenta.

“As pessoas estão com medo de sair de casa para doar sangue. Mas é preciso que elas saibam que estamos tomando todas as medidas de segurança e proteção. E que o sangue, em muitos casos, é a única esperança de vida, para o qual não existe nenhum substituto”, ressalta Bibiana.

Em comemoração ao Junho Vermelho, o Banco de Sangue de São Paulo estará presenteando os doadores ao longo deste mês com máscaras personalizadas.

como-doar-sangue

Requisitos básicos para doação de sangue:
• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;
• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
• Estar em boas condições de saúde;
• Pesar no mínimo 50 kg;
• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar três horas. Não é necessário estar em jejum;
• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
• Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;
• Não ter tido sífilis, Doença de Chagas ou Aids;
• Não ter diabetes em uso de insulina;
❗ Consulte a equipe do banco de sangue em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.

Critérios específicos para o coronvírus:
• Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;
• Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 14 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue;
• Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 14 dias após o último contato com essas pessoas;
• Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).

Banco de Sangue de São Paulo
Unidade Paraíso
Endereço: Rua Tomás Carvalhal, 711 – Paraíso – Metrô Paraíso, saída C, Rua Vergueiro
Telefone: (11) 3373-2050 | (11) 3373-2000
Atendimento: Segunda a sexta, das 08h às 17h, e sábado, das 08h às 16h
Estacionamento Matsubara Hotel (Conveniado): Rua Tomás Carvalhal, 480
Unidade Hospital Edmundo Vasconcelos
Endereço: Rua Borges Lagoa, 1450 – Vila Clementino – Metrô AACD, Rua Pedro de Toledo
Tel.: (11) 5080-4435
Atendimento: Segunda a sábado, das 8h ao 12h
Estacionamento gratuito.

 

São Paulo está entre as 10 cidades no ranking de doações de sangue no Brasil

• Levantamento da 99 destaca as 10 cidades que mais contribuíram com hemocentros durante campanha de incentivo à doação promovida por app
• Corridas realizadas pelo app acumulam 12 mil doações e cerca de 50 mil pessoas impactadas no Brasil
• Campanha será prorrogada para junho, quando se comemora o Dia Mundial do Doador de Sangue, em 14 de Junho

EXAME DE SANGUE MNT
MedicalNewsToday

Os moradores da Grande São Paulo aceitaram o convite da 99, empresa de mobilidade urbana, juntando-se ao movimento de solidariedade para aumentar os estoques dos bancos de sangue da região, com intuito de incentivar a doação de sangue na maior metrópole do Brasil. Entre as 16 cidades que participaram da campanha da empresa, São Paulo ficou entre as dez primeiras colocadas no ranking, que considera o número de doações por 100 mil habitantes.

Foram mais de 2.500* corridas para os hemocentros. E como cada doação pode salvar 4 vidas, mais de 10,2* mil pessoas foram beneficiadas com a iniciativa.
O aplicativo iniciou a campanha em abril e disponibilizou descontos para os principais pontos de doações de sangue do país. Foram mais de 12* mil corridas, que impactaram cerca de 50 mil pessoas por meio das bolsas de sangue coletadas no Brasil.

Confira o TOP10 de cidades mais engajadas na campanha de incentivo a doação de sangue:
• Manaus (151,77)**
• Teresina (91,99)**
• Belo Horizonte (63,49)**
• Goiânia (57,76)**
• Ribeirão Preto (53,91)**
• Brasíla (35,52)**
• Curitiba (24,83)**
• Rio de Janeiro (23,87)**
• Recife (23,41)**
• São Paulo (22,73)**

Em razão do Junho Vermelho, quando é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue (14/06), a 99 irá prorrogar a campanha até 30 de junho, para que mais pessoas possam doar.

“A 99 facilita a conexão das pessoas às cidades diariamente e, dessa vez, nós fomos além. Criamos uma conexão ainda maior de solidariedade, transportando em segurança para os pontos de coletas, os doadores que com um gesto tão simples podem salvar vidas. Ao apoiarmos os hemocentros, reforçamos nossa escolha em agir para transformar”, afirma Pedro Gomes, gerente regional de operações da 99.

Para utilizar os descontos de R$ 30,00 para ir e voltar dos hemocentros participantes da campanha em São Paulo e região, válidos até 30/06, basta incluir o código DOESANGUESP no app. Confira as regras e lista de endereços e cidades participantes clicando aqui.

*Os dados considerados para o levantamento foram fechados em 1º/6
**Número de doações a cada 100 mil habitantes

Hospital Veterinário com um dos maiores bancos de sangue para pets do Brasil

Cães e gatos, assim como seus tutores, podem precisar de transfusão de sangue e a ação dos doadores é fundamental para garantir a recuperação dos pets

A transfusão de sangue em animais acontece há tempos na Medicina Veterinária e, da mesma forma que ocorre com humanos, elas acontecem quando os animais são vítimas de acidentes, entram em um quadro de hemorragia, adquirem doenças transmitidas pelo carrapato, sofrem algum tipo de intoxicação ou mesmo passam por um tratamento específico, como o de câncer.

Desde a implantação do Banco de Sangue Veterinário é possível otimizar a captação dos doadores em um modelo com a máxima biossegurança, para evitar que doenças sejam transmitidas pela transfusão. Além disso é possível fracionar a bolsa de sangue total e obter com isso hemocomponentes, entre eles, concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas e plasma fresco. A prática torna mais eficiente a utilização do material, pois uma única bolsa pode salvar até 3 outros pets.

O Hospital Veterinário Anhembi Morumbi é o único que disponibiliza este serviço de banco de sangue entre os hospitais de escolas particulares e está preparado para receber os pets doadores. O processo de doação de sangue de animais é bastante similar ao dos humanos e a ação é benéfica para todos os envolvidos, inclusive para o pet doador, pois além de auxiliar no tratamento de outro bichinho, o doador tem o sangue totalmente analisado por meio de exames gratuitos, funcionando como um ‘check up’ para o doador.

cachorro sangue

Para ser doador o animal precisa atender alguns pré-requisitos:

– Peso mínimo de 25 quilos para cachorro e entre 4 e 5 quilos para gatos;

– A idade deve ser entre um e oito anos;

– Deve ter temperamento dócil;

– Deve ser vacinado e ter em dia o controle de carrapatos e pulgas;

– Não pode ter processo cirúrgico recente (2 a 3 meses).

Após a coleta, o sangue passa por uma média vinte exames para certificar que o animal doador está bem no que diz respeito a parte ambulatorial. Estando resultado adequado, o pet passa a fazer parte do banco de doadores. Cada doação pode acontecer com intervalos de dois meses e são retirados cerca de 20 ml por quilo, sem qualquer prejuízo para o bichinho.

doaçao sangue gato toronto star
Foto: Toronto Star

É importante destacar que a doação – coleta da bolsa – leva em torno de 15 minutos. O período inteiro com a realização dos exames necessários, leva entre 1h e 1h40 e cada bolsa ajuda, no mínimo, outros três animais. O sangue retirado do doador é reposto em média de 21 dias.

Hovet – Hospital Veterinário Anhembi Morumbi
Local: Rua Conselheiro Lafaiette, 64 – Brás
Tels.: 2790-4642 ou 2790-4643

Banco de Sangue de Ribeirão Preto faz campanha emergencial para doação

Estoques estão abaixo do esperado para esta época do ano e pode faltar sangue

O Banco de Sangue de Ribeirão Preto está com os seus estoques baixos e precisa urgente da doação de todo tipo de sangue, principalmente os dos tipos O- e O+. Se não houver reposição poderá faltar sangue na unidade, inclusive dos tipos mais comuns. Considerado universal, o sangue O- não pode faltar no banco, pois em casos de extrema urgência, quando não há tempo para exames que comprovem qual o tipo de sague do paciente, ele é utilizado pelos hospitais. Já o sangue O+, também em falta, pode ser utilizado por pessoas com sangue A+, B+, AB+ e o próprio O+, por isso também é fundamental que esteja presente nos estoques. Em urgências neonatais, ou seja, com recém-nascidos, apenas estes tipos sanguíneos são utilizados.

Apesar dos avanços científicos, a medicina ainda não encontrou um substituto para o sangue humano. Sempre que uma transfusão é necessária, o paciente só pode contar com a solidariedade de outras pessoas. Doar é simples, rápido e seguro, e esse ato pode ser o diferencial entre viver ou morrer. Cerca de 15 minutos e uma leve picadinha indolor já são suficientes para ajudar a salvar a vida de até três pessoas por meio dos subprodutos do sangue, como plasma, plaqueta, hemácias e crioprecipitado.

Os interessados precisam pesar mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde. Não é necessário fazer jejum, mas é preciso esperar 3 horas após o almoço ou a ingestão de alimentos gordurosos. No local, basta apresentar um documento oficial com foto e ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam de autorização e estar acompanhados por um responsável). O voluntário não pode ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. Quem fez endoscopia deverá aguardar 6 meses após a realização do procedimento.

sangue

O Banco de Sangue de Ribeirão Preto é responsável por atender ao menos cinco hospitais da cidade e realiza cerca de 1.200 transfusões de sangue por mês.

Os interessados em doar não precisam agendar horário, basta comparecer à unidade na Rua Quintino Bocaiúva, 895, no bairro Vila Seixas (atrás do Hospital São Lucas). O horário de atendimento é das 7h às 18h, de segunda a sábado (exceto feriados). Para os doadores há estacionamento gratuito na esquina das ruas Quintino Bocaiúva e Amadeu Amaral. Para mais informações pelo telefone (16) 3610-1515.