Arquivo da tag: benefícios

Abacate: conheça 13 benefícios desta fruta considerada um superalimento

Enquanto a maioria das frutas consiste principalmente de carboidratos, o abacate é rico em gorduras saudáveis

É uma fruta deliciosa, rica em fibras, potássio, sódio, magnésio, vitamina A, C, E, K 1, folato, B-6, niacina, ácido pantatênico, riboflavina, colina, luteína, zeaxantina, criptoxantina, fitoesteróis e gorduras monoinsaturada, que ajudam a reduzir os riscos de doenças crônicas. É frequentemente citado como um superalimento, o que não é surpreendente, dadas as suas propriedades para a saúde.

Existem centenas de tipos de abacates que variam em formas, tamanhos, cores e texturas. No Brasil, são produzidas as variedades Breda, Fortuna, Geada, Margarida, Ouro Verde, Quintal e Hass (conhecida como avocado).

Saiba um pouco mais sobre os benefícios da fruta com a nutricionista Adriana Stavro:

Protege contra danos ao DNA

Foto: Szafirek/Morguefile

Um estudo com 83 pilotos de avião do sexo masculino de uma companhia aérea Americana, sobre biomarcador de exposição à radiação cósmica e danos ao DNA, (esta população é exposta a altos níveis de radiação ionizante [RI] conhecida por danificar o DNA, acelerando o processo de envelhecimento), mostrou que a alta ingestão de vitaminas C e E, betacaroteno, beta criptoxantina, luteína e zeaxantina, podem proteger contra danos cumulativos ao DNA em pessoas expostas a RI.

Diminui hipertensão

Os abacates são ricos em potássio. Uma porção de 100 gramas contêm 14% da dose diária recomendada (RDA), em comparação com 10% na banana, que é um alimento típico com alto teor de potássio. Na revisão sistemática e meta-análises sobre o efeito do aumento da ingestão de potássio na prevenção de doenças cardiovasculares, que incluiu 22 ensaios clínicos randomizados com 1.606 participantes com hipertensão e lipídios altos no sangue, e 11 estudos de coorte com 127.038 participantes relatando doença cardiovascular, acidente vascular cerebral ou doença cardíaca, mostrou que o aumento da ingestão de potássio reduziu a pressão arterial sistólica em 3,49 e a diastólica em 1,96.

Diminui colesterol total e LDL e aumenta HDL

Foto: Avocado.org

O abacate é uma excelente fonte de ácidos graxos monoinsaturados em dietas destinadas ao tratamento da hipercolesterolemia. O abacate é rico em esteróis vegetais, que demonstraram diminuir o colesterol ao bloquear sua absorção na corrente sanguínea. Eles também são ricos em vitaminas e minerais, incluindo vitamina E, C, magnésio, folato e zinco. O consumo do abacate mostrou redução dos níveis de colesterol total, triglicerídeos, colesteróis LDL e aumento do colesterol HDL (bom).

Extrato de abacate pode aliviar os sintomas da osteoartrite (OA)

A OA é uma doença crônica comum, dolorosa e debilitante, que atinge milhares de indivíduos. Estudos sugerem que o consumo de 300mg de insaponificáveis de abacate (ASU), podem reduzir a OA de quadril e joelho.

Reduz risco de doença cardíaca

Uma meta-análise com 50 estudos sobre o efeito da dieta mediterrânea na síndrome metabólica mostrou que, uma dieta rica em gordura monoinsaturada era eficaz na prevenção da síndrome metabólica. Outro estudo sobre dieta mediterrânea e incidência e mortalidade por doença cardíaca e derrame, acompanhou por de 20 anos e seguiu mais de 74.000 mulheres com idades entre 38 e 63 anos. Os autores relataram que as mulheres que aderiram a uma dieta no estilo mediterrâneo tinham menor risco de derrame.

Ajudar a absorver melhor os antioxidantes

Silverstylus/Pixabay

Os lipídios dietéticos são considerados um fator importante para a biodisponibilidade de carotenoides. No entanto, a maioria das frutas e vegetais ricos em carotenoides são pobres em lipídios. No estudo de 2005 que avaliou o consumo de óleo de abacate ou abacate e a absorção de carotenoides, mostrou que o consumo de 150g de abacate ou 24g de óleo de abacate na salada, aumentou a absorção de alfacaroteno, betacaroteno e lluteína.

Pode prevenir e ajudar a tratar o câncer

Um estudo de 2015 publicado na Cancer Research mostrou que a abacatina B, um composto derivado do abacate, pode ajudar a matar as células de leucemia. Uma revisão de pesquisa de 2015 publicada no Journal of Agricultural and Food Chemistry descobriu que, os fitoquímicos presentes no abacate os tornam potencialmente benéficos para a prevenção desta doença.

Saúde ocular

Foto: California Avocado Comission

Os abacates contêm luteína e zeaxantina, dois fitoquímicos importantes para a saúde dos olhos. Incluir a fruta na alimentação, ajuda a reduzir o risco de desenvolver degeneração macular relacionada à idade.

Mantém o açúcar no sangue estável

Os abacates são ricos em nutrientes com propriedades que podem impactar favoravelmente o balanço energético. Adicionar abacate à sua alimentação ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue controlados. A gordura presente na fruta não altera a glicemia. Isso significa que os pacientes diabéticos podem se beneficiar com o consumo. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Loma Linda descobriu que, os participantes que comeram meio abacate no almoço relataram se sentir satisfeitos por mais tempo. Também mostrou que comer abacate não resultou em aumento nos níveis de açúcar no sangue. Os pesquisadores acreditam que o consumo pode ser benéfico na manutenção do peso e controle do diabetes.

Melhora a saúde digestiva

A fibra do abacate não só estabiliza o açúcar no sangue, mas também ajuda a melhorar a saúde digestiva, e ajuda a mudar o equilíbrio de bactérias no intestino, aumentando as saudáveis e diminuindo as prejudiciais que podem ser a chave de alguns problemas digestivos. A gordura do abacate também nutre o revestimento do intestino, o que diminui a chance de constipação e os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII).

Melhora a função cognitiva e mantém sistema nervoso saudável

Os ácidos graxos são cruciais na manutenção do sistema nervoso saudável, sistema reprodutivo e processos cognitivos. Como seus ácidos graxos são um dos melhores benefícios do abacate, isso o torna um excelente alimento para o cérebro. Esses ácidos ajudam a equilibrar os hormônios que afetam diretamente o humor. Dietas com mais gordura podem reduzir os riscos de depressão, ansiedade e outros transtornos mentais, pois facilitam os mecanismos adequados de processamento de pensamentos, produção de hormônios e redução de estresse que ocorrem no cérebro. Consumidores de abacate têm maior colesterol HDL, menor risco de síndrome metabólica, menor peso, IMC e circunferência da cinturaAuxilia na perda de peso

Um estudo randomizado publicado no Nutrition Journal em 2013, para avaliar o efeito do consumo de abacate Hass na saciedade, mostrou que a adição de 150g de abacate Hass (avocado) no almoço, influenciou a saciedade pós-ingestão durante um período subsequente de 3 e 5 horas em adultos com sobrepeso.Proteção contra doenças crônicas


De acordo com o Programa do Departamento de Medicina Interna e Ciências Nutricionais da Universidade de Kentucky , a ingestão elevada de fibras está associada a menores riscos de desenvolver doença cardíaca, hipertensão, diabetes, obesidade, doenças gastrointestinais, derrame, sensibilidade à insulina, hipercolesterolemia, e ajuda na perda de peso. Apesar de sua textura cremosa, o abacate contém aproximadamente 3g de fibras a cada 100g da polpa.

Fonte: Adriana Stavro é Nutricionista Funcional e Fitoterapeuta Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein – Mestranda do Nascimento a Adolescência pelo Centro Universitário São Camilo.

Benefícios do Óleo de Kukui, presente no iluminador corporal da Best Bronze

Ingrediente utilizado no Luminate promove tratamento da pele e do cabelo

Originário do Havaí, o Óleo de Kukui era utilizado pelos nativos da região séculos atrás como tratamento para problemas de pele. Hoje, suas ricas propriedades possibilitam a recuperação dos tecidos de danos causados, tornando-o indispensável para os cuidados com a beleza. Antenada às novidades, a Best Bronze, empresa referência no mercado de autobronzeadores há mais de 15 anos, possui em seu portfólio o Luminate, iluminador corporal e capilar favorito das celebridades, que leva em sua fórmula o ingrediente e oferece inúmeros outros benefícios.

O Óleo de Kukui é extraído das castanhas de mesmo nome e leva, em sua composição, gorduras benéficas, que são facilmente absorvidas pela pele e cabelo. Por esse motivo, ele promove hidratação profunda, regenerando as camadas da derme e suavizando irritações, feridas e cicatrizes. No cabelo, ele é responsável por recuperar os fios ressecados e sem brilho e, ainda, por auxiliar no tratamento de caspa, pois hidrata o couro cabeludo e evita sua descamação.

luminate_pernas_1

O ingrediente também é rico em antioxidantes e vitaminas A, C e E, que combatem a ação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce dos tecidos. Assim, ele age como um eficaz anti-idade, reduzindo as linhas de expressão e rugas.
Com a ação do Óleo de Kukui, o Luminate da Best Bronze, além de oferecer brilho dourado para o corpo e os fios, promove hidratação intensa, nutrição, cuidados anti-aging e anti-inflamatórios, o que reforça o objetivo da marca de unir beleza e tratamento. Apesar de possuir o óleo na composição, o produto deixa a pele macia, suave e com toque seco. No cabelo, ele ainda ajuda a fixar penteado ou escova delicadamente.

luminate

Valor sugerido:
Luminate – R$ 149,90 (150ml)
Mini Luminate – R$ 49,90 (50ml)

Informações: Best Bronze – SAC – 0800 891 5370

Dia do Tomate: conheça curiosidades e benefícios da fruta + receitas

Hoje, 1º de fevereiro, é comemorado o Dia do Tomate, um dos alimentos mais versáteis e nutritivos. Presente em uma infinidade de saladas e molhos, o tomate é apreciado cru, cozido ou processado, conferindo sabores diferentes às receitas.

Além da versatilidade, vale destacar os benefícios do consumo do tomate. Entre as suas principais propriedades, por exemplo, estão o licopeno, vitaminas A e C, vitaminas do complexo B e minerais como o potássio, fósforo e magnésio. A nutricionista da Predilecta, Bianca Naves cita alguns benefícios do fruto, abaixo, e afirma que “quando mais maduro, maior a concentração desses nutrientes”. Confira:

tomate propriedades

10 Benefícios do tomate

Proteção Solar
Tomates tem licopeno, um antioxidante que ajuda a proteger a pele contra os danos causados pelo sol tornando a pele menos sensível aos danos da luz ultravioleta, uma das principais causas de linhas finas e rugas no rosto.

Pele sempre saudável
O consumo regular de tomates ajudará no aspecto da sua pele, já que ajuda a minimizar poros dilatados, curar a acne e erupções cutâneas ou tratar pequenas queimaduras.

Melhora a visão
Com uma alta quantidade de vitaminas A e C, nossa visão também é muito beneficiada com o consumo deste fruto. O tomate também pode reduzir o risco de desenvolver cataratas.

tomates

Saúde dos ossos
Devido à presença de vitamina K e cálcio, que ajudam a fortalecer e reparar os ossos. O licopeno é antioxidante e ajuda a melhorar a massa óssea, que é uma ótima maneira de combater a osteoporose.

Reduz problemas capilares
A acidez e vitaminas do tomate ajudam no equilíbrio dos níveis de pH no seu cabelo, além de fortalecer, proporciona brilho para fios opacos, danificados e sem vida.

Ajuda a reduzir níveis de açúcar no sangue
É fonte do mineral cromo, que pode ajudar os diabéticos a regular os níveis de açúcar no sangue. Além disso, por ser um alimento de baixa caloria, se torna um aliado para às pessoas que estão tentando perder peso.

Previne câncer
Um estudo publicado no Jornal do Instituto Nacional do câncer sugere que comer mais tomates reduz o risco da doença em órgãos como: próstata, pulmão, estômago, entre outros.

Melhora as noites de sono
De acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia, aqueles que consomem mais licopeno dormem melhor em comparação com pessoas que não o fazem.

Reduz a pressão arterial
O licopeno, Vitamina C e outros antioxidantes são os principais encontrado no tomate e são conhecidos por melhorar a saúde cardiovascular. Outro fator importante é que o tomate é rico em potássio, ajudando assim a baixar a pressão arterial.

Reduz a dor crônica
Devido à presença de agentes anti-inflamatórios como bioflavonoides e carotenoides, tomates podem reduzir dores crônicas. O consumo do fruto ajuda a reduzir a inflamação e ainda traz alívio da dor.

Curiosidades

tomates

Fruta, legume ou verdura?
Muitos acham que o tomate é um legume por fazer parte da salada, mas ele é uma hortaliça do tipo fruta, mesmo sem o sabor doce

Pode evitar alguns tipos de câncer
Por ser rico em licopeno (que confere a cor vermelha típica dos frutos), o tomate tem propriedades que evitam o desenvolvimento de diversos tipos de câncer de próstata, ovário e na redução de doenças cardiovasculares.

Demorou para chegar à Europa
Apesar da fama dos molhos italianos, o tomate só chegou à Europa no século XVI. E no início, eles não eram comidos, mas usados como decoração nas mesas de banquetes. Os italianos foram os primeiros a usar tomate como comida. Por lá, chamaram a fruta de “promo d’oro” (pomo de ouro), que também deu origem ao nome da receita de molho de tomate pomodoro.

molho de tomate

Diferenças para o consumo das variedades de tomates
Na hora de escolher qual tomate comprar, leve em consideração que alguns tipos são melhores para molhos, in natura nas saladas ou outros usos. Confira:

=Tomate caqui (longa-vida ou convencional): consumo in natura
=Tomate Santa Cruz/Santa Clara/Débora: consumo in natura e molhos caseiros;
=Tomate italiano/saladette: consumo in natura, molhos caseiros e tomate seco;
Tomate mesa rasteiro e tomateiro industrial: consumo in natura, molhos caseiros, extratos, ketchup;
=Tomates cereja e grape: consumo in natura

Receitas

Penne ao Extrato de Tomate Livre Predilecta

penne ao extrato

Ingredientes
1 xícara de chá de penne
1 e ½ xícara de chá de água
½ cebola
1 dente de alho
1 colher de sopa do Extrato de Tomate Livre Predilecta
½ colher de sopa de azeite
1 xícara de chá de tomate cereja
5 azeitonas pretas sem caroço
2 ramos de manjericão fresco
½ colher de chá de sal
Pimenta do reino
Parmesão ralado

Modo de preparo
Descasque e pique a cebola e o alho. Lave e corte os tomates cerejas ao meio e fatie as azeitonas em quatro partes, no sentido de comprimento. Leve uma panela ao fogo médico e quando aquecer, regue com o azeite. Em seguida, coloque a cebola e o sal e refogue por três minutos, até dourar. Adicione o alho e refogue por mais um minuto. Adicione o Extrato de Tomate Livre Predilecta e misture bem. Depois coloque o macarrão, os tomates, as azeitonas e a água. Mexa bem, raspando o fundo da panela;
Coloque as folhas de manjericão e tempere com a pimenta do reino. Misture e, quando ferver, deixe cozinhar por cinco minutos. Após isso, tampe a panela e deixe cozinhar por mais dez minutos. Quando estiver pronto, sirva com parmesão ralado.

Pizza de Pão com Molho de Tomate Predilecta – Sabor Pizza

pizza de pao

Ingredientes
Pão amanhecido
Molho de Tomate Predilecta – Sabor Pizza
Mozzarella
Orégano

Modo de preparo
Corte os pães em rodelas e coloque-os em uma bandeja que possa ir ao forno. Acrescente o Molho de Tomate Predilecta – Sabor Pizza, a mozzarella e o orégano e leve ao forno preaquecido por 30 minutos a 180ºC. Quando o queijo estiver derretido, a pizza está pronta.

Fonte: Predilecta

Os benefícios científicos de ser um cat lover*

Pesquisa sugere que os gatos podem tornar nossa vida mais feliz e saudável

Todo 8 de agosto é Dia Internacional dos Gatos. E no deste ano, Cora provavelmente começou a manhã como qualquer outra: subindo no meu peito e arranhando meu ombro, exigindo atenção. Eu provavelmente levantei o edredom com sono e ela se aconchegou embaixo dele, esparramada ao meu lado. Para Cora – e, portanto, para mim – todos os dias é o Dia Internacional dos Gatos.

Os gatos podem nos acordar às quatro da manhã e vomitar com uma frequência alarmante, ainda assim, entre 10% a 30% de nós nos chamamos de “cat person (pessoas do gato)” – não pessoas de cães, nem mesmo amantes de gatos e cães com oportunidades iguais. Então, por que escolhemos trazer essas bolas de pelo para nossas casas – e gastamos mais de US$ 1.000 por ano em alguém que não é geneticamente relacionado a nós e, francamente, parece ingrato na maioria das vezes?

A resposta é óbvia para mim – e provavelmente para todos os amantes de gatos por aí, que não precisam de pesquisas científicas para justificar seu amor feroz. Mas os cientistas estudaram de qualquer maneira e descobriram que, embora nossos amigos felinos possam não ser bons para nossos móveis, eles podem dar alguma contribuição à nossa saúde física e mental.

1. Bem-estar

homem-gato-docg

De acordo com um estudo australiano, os donos de gatos têm melhor saúde psicológica do que pessoas sem animais de estimação. Nos questionários, eles afirmam se sentir mais felizes, mais confiantes e menos nervosos, além de dormir, se concentrar e enfrentar melhor os problemas de suas vidas.

Adotar um gato também poderia ser bom para os filhos: em uma pesquisa com mais de 2.200 jovens escoceses entre 11 e 15 anos, as crianças que tinham um forte vínculo com seus filhotes tinham uma qualidade de vida mais alta. Quanto mais apegados, mais se sentiam em forma, enérgicos e atentos, menos tristes e solitários; e quanto mais aproveitavam o tempo sozinhos, no lazer e na escola.

Com suas palhaçadas que desafiam a gravidade e posturas de sono semelhantes a ioga, os gatos também podem nos tirar do mau humor. Em um estudo, pessoas com gatos relataram experimentar menos emoções negativas e sentimentos de isolamento do que pessoas sem gatos. De fato, solteiros com gatos estavam de mau humor com menos frequência do que pessoas com um gato e um parceiro. (Seu gato nunca está atrasado para o jantar, afinal.)

gato computador vice.jpg

Até os gatos da Internet podem nos fazer sorrir. As pessoas que assistem aos  vídeos de gatos on-line dizem que depois sentem menos emoções negativas (menos ansiedade, aborrecimento e tristeza) e sentimentos mais positivos (mais esperança, felicidade e satisfação). É certo que, como descobriram os pesquisadores, esse prazer se torna culpado se o fizermos com a finalidade de procrastinação. Mas ver gatos irritar seus humanos ou serem embrulhados para presente de Natal parece nos ajudar a sentir-nos menos empobrecidos e recuperar nossa energia para o dia seguinte.

2. Estresse

gato frio colo cobertor

Posso atestar que um gato quente no seu colo, fazendo uma boa massagem nas coxas, é uma das melhores formas de aliviar o estresse. Uma tarde, sentindo-me oprimida, eu disse em voz alta: “Gostaria que Cora sentasse no meu colo”. Eis que ela trotou e pulou em cima de mim segundos depois (embora tentativas de replicar esse fenômeno não tenham sido bem-sucedidas).

Em um estudo, os pesquisadores visitaram 120 casais em suas casas para observar como eles reagiriam ao estresse – e se os gatos ajudariam. Ligados a monitores de frequência cardíaca e pressão arterial, as pessoas foram submetidas a uma série de tarefas assustadoras: subtrair três repetidamente de um número de quatro dígitos e, em seguida, segurando a mão em água gelada (abaixo de 40 graus Fahrenheit) por dois minutos. As pessoas ou estavam sentadas em uma sala sozinhas, com o animal de estimação perambulando, com o cônjuge (que poderia oferecer apoio moral), ou ambos.

Antes do início das tarefas estressantes, os tutores de gatos tinham uma frequência cardíaca e pressão sanguínea em repouso mais baixas do que as pessoas que não possuíam animais de estimação. Durante as tarefas, os donos de gatos também se saíram melhor: eram mais propensos a se sentirem mais desafiados do que ameaçados, seus batimentos cardíacos e pressão arterial eram mais baixos e até cometeram menos erros de matemática. Em todos os vários cenários, os tutores de gatos pareciam mais calmos e cometeram o menor número de erros quando o gato estava presente. Em geral, os donos de gatos também se recuperaram mais rapidamente fisiologicamente.

Por que os gatos são tão calmantes? Eles não nos julgam por nossas habilidades matemáticas fracas ou ficam extremamente angustiados quando estamos angustiados – o que explica por que os gatos foram realmente uma influência mais calmante do que outros significativos em alguns casos.

mulher-gato

Como Karin Stammbach e Dennis Turner, da Universidade de Zurique, explicam, os gatos não são simplesmente pequenos seres que dependem de nós. Também recebemos conforto deles – há toda uma escala científica que mede quanto apoio emocional você recebe do seu gato, com base na probabilidade de procurá-lo em diferentes situações estressantes.

Os gatos oferecem uma presença constante, livre dos cuidados do mundo, que pode fazer com que todas as nossas pequenas preocupações e ansiedades pareçam supérfluas. Como disse a jornalista Jane Pauley: “Você não pode olhar para um gato adormecido e se sentir tenso”.

3. Relacionamentos

sutterstock casal brincando gato
Shutterstock

Gatos são seres que cuidamos e que cuidam de nós (ou pelo menos acreditamos que sim). E as pessoas que investem nesse vínculo entre espécies também podem ver benefícios em seus relacionamentos entre seres humanos.

Por exemplo, a pesquisa descobriu que os tutores de gatos são mais sensíveis socialmente, confiam mais em outras pessoas e gostam mais de outras pessoas do que pessoas que não possuem animais de estimação. Se você se considera uma pessoa que gosta de gatos, tende a pensar que outras pessoas gostam mais de você do que alguém que não é gato nem cachorro. Enquanto isso, mesmo as pessoas que assistem aos vídeos sobre gatos se sentem mais apoiadas por outras do que aquelas que não são grandes fãs da mídia digital felina.

Embora essas correlações possam parecer desconcertantes, faz sentido se você considerar os gatos apenas um nó na sua rede social. “Os sentimentos positivos sobre cães / gatos podem gerar sentimentos positivos sobre as pessoas, ou vice-versa”, escrevem Rose Perrine e Hannah Osbourne, da Eastern Kentucky University.

Quando alguém – humano ou animal – nos faz sentir bem e conectados, aumenta nossa capacidade de bondade e generosidade para com os outros. Como constatou o estudo de adolescentes escoceses, as crianças que se comunicam bem com um melhor amigo são mais apegadas aos gatos, provavelmente porque passam o tempo brincando como um trio.

“Os animais de estimação parecem agir como ‘catalisadores sociais’, induzindo o contato social entre as pessoas”, escreveu o pesquisador do Reino Unido Ferran Marsa-Sambola e seus colegas. “Um animal de estimação pode aceitar características abertamente afetuosas, consistentes, leais e honestas que podem atender à necessidade básica de uma pessoa de sentir uma sensação de valor próprio e amada”.

4. Saúde

catrubbingfaceiwithman-nina-pearman2822x1415
Foto: Nina Pearman

Por fim, apesar do que você já deve ter ouvido falar sobre parasitas cerebrais entre gatinhos e humanos, há evidências de que os gatos podem ser bons para a nossa saúde. Em um estudo, os pesquisadores acompanharam 4.435 pessoas por 13 anos. As pessoas que possuíam gatos no passado eram menos propensas a morrer de ataque cardíaco durante esse período do que as pessoas que nunca possuíram gatos – mesmo quando consideravam outros fatores de risco como pressão arterial, colesterol, tabagismo e índice de massa corporal.

Isso era verdade para as pessoas, mesmo que elas não tivessem gatos atualmente, explicam os pesquisadores, o que sugere que os gatos são mais como medicina preventiva do que tratamento para uma doença em andamento.

Em outro estudo, James Serpell, da Universidade da Pensilvânia, acompanhou duas dúzias de pessoas que acabaram de adquirir um gato. Eles completaram pesquisas dentro de um ou dois dias após levarem o gato para casa e depois várias vezes nos próximos 10 meses. Na marca de um mês, as pessoas reduziram as queixas de saúde, como dores de cabeça, dores nas costas e resfriados – embora (em média) esses benefícios parecessem desaparecer com o passar do tempo. Como especula Serpell, é possível que as pessoas que formam um bom relacionamento com seus gatos continuem vendo benefícios, e as pessoas que não, bem, não.

mulher-com-gato-gata-pixabay

Grande parte dessa pesquisa sobre gatos é correlacional, o que significa que não sabemos se os gatos são realmente benéficos ou se as pessoas já são apenas um grupo feliz e bem ajustado. Mas, infelizmente, para nós, amantes de gatos, este não parece ser o caso. Em comparação com os amantes de cães, pelo menos, tendemos a ser mais abertos a novas experiências (mesmo que nossos gatos nervosos não sejam). Mas também somos menos extrovertidos, menos calorosos e amigáveis ​​e mais neuróticos. Experimentamos mais emoções negativas e as reprimimos mais, uma técnica que nos deixa menos felizes e menos satisfeitos com nossas vidas.

Pelo lado positivo, isso significa que é mais provável que os gatos realmente nos tragam tanto prazer e alegria quanto afirmamos, embora a pesquisa esteja longe de ser conclusiva. De fato, a grande maioria das pesquisas sobre animais de estimação se concentra nos cães, em parte porque eles são mais fáceis de treinar como assistentes de terapia. “Os gatos foram deixados para trás um pouco pela pesquisa”, diz Serpell. Ainda um osso para conseguir com nossos colegas caninos.

mulher deitada na cama com gato.jpg

Enquanto esperamos por mais dados, continuarei falando para todo mundo que estou feliz por ter um gato na minha vida – e na minha cama, na minha mesa de jantar e me vendo ir ao banheiro. O que perco de sono compenso no amor suave e peludo.

*Kira M. Newman é a editora-gerente do Greater Good. Ela também é a criadora do The Year of Happy, um curso de um ano na ciência da felicidade, e do CaféHappy, um encontro em Toronto. 

Você deve deixar seu gato dormir na cama com você?

Há pontos bons e ruins em compartilhar seu espaço de dormir com seu companheiro felino. Especialistas em saúde analisam o que você deve considerar

gatos na cama

Dizem que os cães são os melhores amigos do homem, mas quem diz isso claramente nunca teve uma companhia felina sólida. Enquanto cada gato é diferente, eles têm algumas características comuns. Além de poder escalar qualquer objeto com habilidades de supergatinho, podem se infiltrar em nossos corações, trazendo conforto e alegria para qualquer um que decida adotá-los.

Isso pode incluir o aconchego na cama à noite. Enquanto alguns gatos podem não estar interessados, outros querem estar o mais próximo possível de suas contrapartes humanas. E muitos humanos parecem preferir assim.

Na verdade, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos estimam que cerca de 50% dos tutores nos Estados Unidos permitem que seus animais durmam na cama com eles.

Bill Fish, cofundador da Tuck.com, diz que, sem dúvida, há pontos positivos em permitir que seu gato fique na cama todas as noites, inclusive dando a ambos uma sensação de segurança, emocional e fisicamente. “Ter um convidado na cama com você também reduz o estresse, bem como traz calor e conforto”, diz ele.

“Quando você sente a respiração rítmica do seu gato, isso o acalma e ajuda você a dormir mais rapidamente”. Mas se o seu gato não dorme calmamente durante a noite é outra questão. Eles podem interromper o seu sono e trazer uma série de outros riscos para a saúde em sua cama também.

Como os gatos podem afetar seu sono

gato na cama com mulher getty
Getty Images

Steve Weinberg, fundador do 911 VETS, afirma que pode ser agradável e confortável ter seu gato dormindo em uma cama com você – alguns literalmente em sua cabeça –  potencialmente acalma a ansiedade e terrores noturnos.

“A desvantagem é que os gatos são animais noturnos”, diz ele. “O dorminhoco humano pode ter seu sono interrompido nas primeiras horas da noite ou ser acordado muito cedo”. Por causa disso, Weinberg diz que dormir com um gato pode ser contraproducente para os padrões típicos de sono e vigília de uma pessoa.

“Muitos gatos gostam de brincar e arranhar ou até mesmo morder os pés humanos movendo-se sob as cobertas”, disse ele. “Há outros problemas, como alergia a pelo de gato ou, se as pulgas não estão sob controle, o ser humano pode receber picadas.”

Os gatos também podem querer aconchegar-se a bebês – assumindo seus próprios papéis de cuidadores da casa -, mas especialistas dizem que os gatos não devem passar a noite com os menores.

Jennifer Maniet, médica veterinária da Petplan Pet Insurance, diz que não é seguro os gatos dormirem com bebês, pois há o risco de sufocar um bebê acidentalmente dormindo no peito ou no rosto.

“Se o gato está assustado ou com medo, o bebê pode ser mordido, arranhado ou pisado quando o gato tentar correr ou pular”, diz ela. “Arranhões e mordidas de gatos podem transmitir doenças a um bebê”. Você pode consultar seu veterinário para encontrar maneiras de manter os gatos fora do berço, diz a veterinária.

Depois, há a questão de saber se o gato compartilha a cama com outros animais além dos humanos. Alguns felinos não se importam, mas outros podem vê-los como uma ameaça, e isso pode criar um caos indesejado no quarto.

“Ter gatos em sua cama também pode promover a dominância”, conta Fish. “Eles começam a sentir que é o território deles e podem ficar agitados se alguém mais entrar na cama”.

Gatos que vivem dentro e fora de casa

gato himalaio

Enquanto alguns gatos estão perfeitamente contentes em nunca sair de casa e reinar supremamente sobre seus reinos internos, outros gatos vivem vidas duelo-dentro-fora. Isso pode representar ameaças diferentes.

Jennifer diz que os gatos ao ar livre estão expostos a mais portadores de doenças. Isso inclui outros felinos, gatos ferais, presas, vermes, pulgas, carrapatos, mosquitos e uma infinidade de outros insetos.

“Todos esses portadores têm o potencial de transmitir doenças como vírus, bactérias, parasitas e muitas outras infecções”, disse. “Também é importante notar que a caixa de areia de gatos em ambientes fechados podem apresentar um risco de doenças para os seres humanos no lar”.

Que tipos de doenças? Vermes gastrointestinais, giardíase, micose, toxoplasmose, peste – sim, a peste – e infecção por hantavírus, diz a veterinária. Isto por causa do que os alérgenos típicos de pelos de animais podem criar.

Durante os meses de verão, quando os carrapatos e outros parasitas são mais ativos, os profissionais do setor recomendam que você verifique regularmente a pele e o pelo do seu gato quanto a possíveis caronistas que espalham doença. Isso é bom para a saúde tanto felina quanto humana.

A melhor maneira de reduzir os riscos de contrair esses riscos à saúde do seu gato, recomenda o CDC, é que os tutores de animais levem seus gatos regularmente ao veterinário para que estejam atualizados sobre suas imunizações.

O que considerar quando acariciar um gato

homem brincando com gato.png

Embora a natureza independente de um gato possa fazer parecer que ele faz o que quiser, muitos de nossos familiares peludos gostam de um abraço. Maniet diz que há algumas coisas a considerar antes de fazermos isso.

Primeiro, novamente, o risco é relativamente baixo de transmissão de doenças. Uma maneira de ajudar a mitigar isso é conversar com seus médicos humanos, incluindo pediatras.

“Adultos e crianças com um sistema imunológico comprometido devido a certas doenças humanas podem estar em maior risco de contrair doenças de animais”, afirma Jennifer. Mas, não importa o seu estado de saúde, existem alguns sinais infalíveis de que o gato deve ser deixado sozinho, pois pode estar tendo seus próprios problemas.

“Não se aconchegue ao seu amigo peludo se ele estiver mostrando algum sinal de doença, como queda de pelo, erupções cutâneas, espirros, tosse, letargia, vômito ou diarreia, para citar alguns”, disse ela.

Em casos como esses, leve seu gato ao veterinário e certifique-se de que ele tenha um atestado de saúde antes de levar seu animal ao quarto.

“Sempre mantenha os cuidados com seu animal de estimação atualizados conforme indicado pelo seu veterinário para determinar o estado geral de saúde e para garantir que ele permaneça livre de doenças”, aconselha a veterinária.

Independentemente de serem gatos internos ou externos, há muitos momentos especiais que podem ser vividos com nossos familiares peludos. Estar ciente dos riscos que podem advir do compartilhamento de nossas camas com eles pode nos ajudar a evitar riscos à saúde e a garantir momentos de ronronar com nossos felinos favoritos.

Fonte: HealthLine

Nota da redação: Nunca deixe seu gato dar “voltinhas”, pois as chances dele contrair doenças, se machucar, brigar, sofrer maus-tratos, ser envenenado, se perder, ser roubado ou atropelado são enormes. Também leve-o frequentemente ao veterinário. Tomando esses cuidados, não há porque temer dividir o espaço com seu bichano.

Salvar

Conheça alguns benefícios da dança para os praticantes

Em 1982, o Comitê Internacional da Dança (CID) da UNESCO criou o Dia Internacional da Dança, comemorado em 29 de abril por conta do nascimento de Jean-Georges Noverre, um dos grandes nomes mundiais da arte. Independentemente de datas especiais, os alunos da Ecofit Club, primeira academia ecológica do Brasil, já descobriram os benefícios da dança para o corpo e para a mente.

“A dança é uma terapia completa. É um universo que oferece total liberdade para os alunos se expressarem, sem padrões nem regras. Democrática, pode ser praticada por todas as idades e perfis”, explica Ariane Castro, professora e coreógrafa da Ecofit Club.

danca-ecofit-club.jpg

Entre os principais benefícios gerados pela dança para a saúde estão a perda de peso; a melhora da coordenação motora, do condicionamento cardiorrespiratório e da consciência corporal; e o desenvolvimento do tônus muscular e da flexibilidade. Mas não é só isso. A dança deixa os alunos cheios de energia e fôlego, além de trabalhar a postura, a memória (por conta do armazenamento de informações) e o equilíbrio.

“A dança tem como uma das principais vantagens a sociabilidade. A necessidade de interagir durante as aulas une os praticantes, criando entre eles uma relação de amizade. A prática aumenta a autoestima e faz verdadeiros milagres contra o mau humor. Dançar vem se revelando, também, uma arma poderosa contra o estresse e a depressão”, diz a especialista.

Ariane ressalta que, como acontece com toda atividade física, o aluno deve estar atento a lesões e restrições médicas antes de iniciar a prática. “No entanto, caso não seja possível realizar algum movimento, a extensa gama de modalidades fará com que ele consiga encontrar uma que se adeque perfeitamente às suas limitações”, afirma.

ritmos

Para a professora, um dos atrativos da dança é a busca pela modalidade ideal, que acontece com a vivência de diferentes tipos, até que se encontre o preferido. “Existem modalidades para todos os gostos. Para saber qual é a sua praia, o aluno deve experimentar, fazer algumas aulas com a consciência de que ninguém vira um dançarino profissional de um dia para o outro. É importante dar uma chance para a dança, se entregar e curtir sem julgamentos”, finaliza Ariane.

Informações: Ecofit

Geleias de frutas oferecem vários benefícios

Do café da manhã ao lanche da tarde, geleias da Troppo! Artesanal são sempre bem-vindas. Mesmo porque são feitas sem conservantes e corantes, e ainda com frutas de cada estação. São ótimas sugestões para quem quer uma opção doce mais saudável e está procurando variadas combinações.

Uma das geleias queridinhas para acompanhar o bolo é a de laranja com gengibre. Os benefícios feitos por essa combinação são incríveis, como combate a depressão, atua como calmante natural, ajuda o estômago a processar melhor os nutrientes, o gengibre é antioxidante e ainda ajuda no emagrecimento. Então, nada melhor do que um acompanhamento assim para um lanche da tarde.

laranja e gengibre.jpg

Já as propriedades da jabuticaba ajudam na elasticidade da pele e combate às rugas. Por isso a geleia de jabuticaba com manjericão é uma alternativa para quem está à procura de algo mais benéfico. Além do mais, o manjericão melhora o sistema imunológico, a pele também, a visão e ainda alivia o estresse.

jabuticaba.png

Agora, imagina um bolo com duas frutas, uma que ajuda no controle da pressão alta e a outra que é um ótimo calmante natural. Assim, a geleia de manga com maracujá, não só vai bem com o bolo, como também com queijo, torradas e até peixes.

manga.png

E, também para ajudar a baixar a pressão, temos a banana, que é rica em potássio e perfeita para isso. Ela também ajuda a normalizar tudo no intestino. Que tal uma geleia de banana com rum, então?

Geleia-de-Banana-com-Rum-Troppo.jpg

Tudo junto e misturado. A geleia tropical traz frutas como manga, goiaba vermelha, papaia e maracujá. Dúvidas que ela é rica em vitaminas?

Geleia-Tropical-Troppo.jpg

Não só harmonizadas com bolo, essas geleias podem ser servidas com iogurtes, pães, queijos e torradas. É para engrandecer o café da manhã ou o lanche da tarde, e ter o sabor da fruta de verdade.

Informações: Troppo! Artesanal

 

 

Linha BB Cream Excellence: benefícios e alta proteção aos cabelos

Os cuidados com o cabelo fazem parte da rotina de toda mulher, mas no verão os tratamentos devem ser redobrados, principalmente por causa dos danos causados aos fios devido à exposição ao sol, piscina e água do mar.

Para manter os cabelos fortes, protegidos, hidratados e com brilho, a Lacan Cosméticos desenvolveu a linha de produtos BB Cream Excellence, que possui 15 benefícios que garantem um tratamento capilar da raiz até as pontas, proporcionando força, hidratação, nutrição e proteção intensa, devolvendo ainda a elasticidade natural dos fios e auxiliando no crescimento. A linha também contribui para um maior espessamento dos fios e tem ação antifrizz.

Todos os produtos foram desenvolvidos com os ativos D-Pantenol, Vitamina A, Filtro Solar, Sericina e óleo de semente de uva, ativo que hidrata, deixa os cabelos com brilho, maciez, nutrição e força. A linha conta com o Shampoo Fortificante BB Cream Excellence. Sua fórmula possui reparação profunda que atua reconstruindo a fibra capilar. Já a Máscara fortalecedora BB Cream Excellence repõe as proteínas, deixando os fios mais encorpados e com maciez intensa.

bbcrean site Lacan

Já o Condicionador Hidratante BB Cream Excellence possui ação desembaraçante e sela as cutículas. Enquanto o Leave In Proteção Térmica BB Cream Excellence finaliza o tratamento, com função termoativa. Pode ser aplicado nos cabelos úmidos, protegendo os fios do calor do secador e da chapinha, e dos danos causados pelos raios solares.

Informações: Lacan Cosméticos