Arquivo da tag: bio mundo

Confira cinco alimentos que ajudam a parar de fumar

No Dia Mundial sem Tabaco, a Bio Mundo separou algumas opções saudáveis que podem ajudar na luta contra o vício

Para de fumar certamente é um ato difícil para muitas pessoas. Isso ocorre porque o vício já está relacionado à rotina, por exemplo, no consumo de café, ansiedade e ao humor. E, em tempos de pandemia, isso pode aumentar. Porém, a prática não traz à saúde nenhum benefício e pode ser responsável por diversos tipos de cânceres e doenças cardíacas e pulmonares.

No processo de parar de fumar, o primeiro passo é reconhecer os estímulos que levam à prática. A cafeína, por exemplo, faz com que a pessoa se sinta mais ansiosa, pois é um ingrediente estimulante, e as substâncias viciantes da nicotina do cigarro liberam no corpo uma sensação incrível de prazer. Para controlar a vontade e a ansiedade, a inserção de atividades físicas e o consumo de uma alimentação equilibrada são grandes aliados nessa batalha.

Para contribuir com a data que visa o controle do tabagismo, a partir da conscientização dos malefícios, a Bio Mundo, franquia de alimentos naturais e saudáveis, separou opções de alimentos e bebidas para quem deseja largar a dependência de forma mais tranquila e natural.

Chá de ervas

Foto: Rickyy Sanne/Morguefile

Além de ser uma bebida natural à base de água, os chás são calmantes e uma boa opção para substituir o café. A grande dica é realmente tirar da dieta bebidas que contenham cafeína, substância que aumenta o desejo pelo cigarro, diminuindo a ansiedade. Fatores que estão diretamente ligados à vontade de fumar.

Laranja: um dos principais alimentos para largar o cigarro

O cigarro causa uma grande perda de nutrientes, entre eles a vitamina C, e o fazer a reposição dessa vitamina por meio da ingestão da fruta, o fumante sente menos vontade do cigarro. Isso ocorre pois, ao perder os nutrientes e as vitaminas, o corpo costuma buscá-los em elementos da nicotina, o que causa severa dependência. Com o consumo de laranja, a vitamina C retorna ao organismo, que passa a sentir menos falta do fumo.

Óleo de linhaça

Rico em ômega 3, o óleo de linhaça estimula a liberação da serotonina, hormônio responsável por equilibrar o humor, fator importante para quem quer parar de fumar. Além da substância estar relacionada a perda de peso, já que ao parar de fumar algumas pessoas notam o ganho de calorias.

Castanha-do-pará

Pixabay

A castanha-do-pará é rica em selênio, mineral com alto poder antioxidante que auxilia na prevenção de doenças e no fortalecimento do sistema imunológico, além de estar ligado a melhora do humor. Com o consumo de poucas unidades ao dia já é possível atingir a recomendação diária de nutrientes, que contribuem também na melhora do cansaço, tristeza e ansiedade.

Leite

Um copo de leite também pode ser um grande aliado nessa luta. Pesquisas confirmam que tanto o leite quanto os seus derivados, como queijo ou iogurte,ajudam a eliminar a nicotina do organismo do fumante, e também alteram o sabor do cigarro,

Fonte: Bio Mundo

Alfarroba é excelente substituta do chocolate; confira receita de bolo

Nutricionista da Bio Mundo comenta sobre vantagens do fruto para o organismo das pessoas

Quem não sente vontade de comer aquele chocolate depois do almoço? Para algumas pessoas essa é uma verdadeira tentação, ainda mais quando estamos em algum tipo de dieta. Porém existe uma alternativa, a alfarroba. A fruta de origem mediterrânea pode substituir o cacau nas receitas e trazer ainda mais benefícios para o organismo.

O que é alfarroba?

A fruta, proveniente da alfarrobeira, é uma espécie de vagem e sua polpa, quando moída e torrada, provê um pó rico em nutrientes. Quando colocados lado a lado com o cacau, percebesse que são alimentos muito similares quanto ao gosto e a aparência, sendo a alfarroba levemente mais adocicada.

Mas qual é a opção mais saudável? Nessa disputa acirrada a alfarroba leva a melhor. A nutricionista Ellen D’arc, da Bio Mundo, explica que, apesar de ambos serem bons para a saúde, o cacau possui 23% de gordura, enquanto a frutinha do mediterrâneo possui apenas 0,7%. “Além disso, a alfarroba também é rica em antioxidantes, em vitaminas e baixo índice glicêmico”, acrescenta.

Muitos benefícios

As vantagens de incluir a alfarroba na alimentação são inúmeras. O alimento é rico em fibras naturais que regulam a flora e o bom desempenho intestinal, além de promover uma digestão com mais qualidade. A pele também não fica de fora desse combo de benefícios. A nutricionista explica que a fruta é abundante em vitaminas A e C, poderosos antioxidantes que previnem o envelhecimento precoce, além de estimular a produção de colágeno. “A alfarroba não possui nenhum agente estimulante, como a cafeína. Também não contem alergênicos e por ser um fruto possui açucares naturais”, completa a especialista.

O coração agradece

E ainda dá para ficar melhor! “A alfarroba também ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, visto que é fonte abundante de gorduras poli-insaturadas, aquelas benéficas ao organismo, reduzindo os níveis de mau colesterol (LDL) no sangue”, explica a nutricionista.

Liberada para todos

Desde diabéticos até gestantes, todo mundo pode usufruir dos benefícios do fruto. As fibras presentes na alfarroba retardam o processo de digestão e evitam os picos de glicose, auxiliando no tratamento da diabetes. “Para as gestantes, o magnésio é essencial para evitar o risco de osteoporose e ainda colabora na tolerância à dor” acrescenta Ellen.

Bolo de Alfarroba

Ingredientes:
150 g de manteiga
75 g de farinha de alfarroba
3 ovos
180 g de açúcar mascavo claro
Uma pitada de sal
½ colher de chá de essência de baunilha
65 g de farinha de trigo integral
½ colher de chá de fermento químico
Preaquecer o forno a 180º C.

Modo preparo:
Untar com manteiga e polvilhar levemente com farinha uma forma com cerca de 18 x 20 cm. Derreter a manteiga em banho-maria ou no micro-ondas. Misturar bem a manteiga com a farinha de alfarroba. Em uma travessa separada bater os ovos com o açúcar, o sal e a baunilha até que fiquem leves e espumosos. Adicionar a mistura de manteiga e alfarroba e continuar a bater até que esteja uma massa homogênea. Juntar a farinha peneirada com o fermento e bater levemente, apenas até misturar todos os ingredientes. Leve ao forno por cerca de 25 minutos ou até que esteja cozido e tenha o centro ligeiramente úmido. Retirar do forno e deixar arrefecer durante cerca de 5 minutos antes de desenformar.

Fonte: Bio Mundo

Dia do Beijo: Bio Mundo ensina receitas de batons veganos para você mesma fazer em casa

Sempre pensando em opções mais naturais para o dia a dia, a marca de alimentos saudáveis traz combinações para preservar a saúde dos lábios e ainda dar cor

Nessa terça-feira (13), comemora-se o Dia do Beijo. E, pensando em opções sustentáveis, a Bio Mundo, franquia de alimentos naturais e saudáveis, traz receitas caseiras de batons veganos para ajudar a preservar a saúde dos lábios e ainda dar cor, escolhendo a ideal para cada mood.

Além da praticidade em fazer um batom novinho, as opções veganas são livres de toxinas ou conservantes. Dentre os ingredientes estão presentes óleo de coco, manteiga de cacau e frutas, como amora, framboesa e romã, além de óleos essenciais.

Confira as receitas abaixo:

Batom Vermelho

Ingredientes
1 colher (sopa) de manteiga de cacau
2 colheres (sopa) de óleo de coco
1 amora
2 gotas de óleo essencial de amora

Modo de preparo:
Primeiro amasse a amora e misture as gotas do óleo essencial. Reserve. Enquanto isso, ferva em banho-maria a manteiga de cacau e acrescente o óleo de coco. Depois, misture tudo e espere esfriar. Mantenha refrigerado.

Batom Rosa

Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga de cacau
2 colheres (sopa) de óleo de coco
½ limão
1 folha de repolho roxo pequeno
½ xícara (chá) de água
2 gotas de óleo essencial de limão

Modo de preparo:
Em um pilão ou triturador, bata o repolho com o limão, ferva e misture com a água. Reserve. Em banho-maria, derreta a manteiga de cacau e misture ao óleo de coco. Depois, em um recipiente coloque uma colher de chá da água tonalizada com repolho e limão, acrescente as gotas do óleo essencial e o restante dos ingredientes. Espere esfriar. Mantenha refrigerado.

Batom Alaranjado

Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga de cacau
2 colheres (sopa) de óleo de coco
1 colher (chá) de colorau
2 gotas de óleo essencial de sua preferência

Modo de preparo:
Ferva em banho-maria a manteiga de cacau e acrescente o óleo de coco. Depois, misture a colher de colorau e as gotas do óleo essencial e esperar esfriar. Mantenha refrigerado.

Lip Tint Natural

Foto: Thrive Market

½ colher (chá) de óleo de coco
3 amoras
1 framboesa
3 sementes de romã

Modo de preparo:
Amasse as amoras e framboesas e reserve. Esprema as sementes de romã e misture tudo com o óleo de coco. Depois é só usar o líquido para dar um tonzinho à boca enquanto a hidrata.

Fotos meramente ilustrativas

Fonte: Bio Mundo

Respostas às cinco principais dúvidas de quem busca uma alimentação saudável

Carboidratos, glúten, gordura e colesterol, o que realmente faz mal e como melhorar a qualidade de vida

Comer ou não comer? Eis a questão. Essa é uma pergunta que acompanha as refeições de muita gente que busca seguir uma alimentação saudável. Dúvidas sobre dietas, consumo de gordura e carboidrato, preparo dos alimentos, entre outras se tornam comuns no dia a dia, principalmente no começo de uma reeducação alimentar.

Porém, como separar os mitos das verdades para manter uma alimentação saudável e de qualidade? A nutricionista Ellen D’arc, da Bio Mundo , rede de lojas que busca promover saúde e bem-estar por meio de produtos saudáveis, explica alguns dos mitos que envolvem uma alimentação saudável.

Posso retirar o carboidrato das refeições?

A dieta Low Carb é muito procurada por quem planeja emagrecer. Consiste na redução drástica no consumo diário de carboidratos, ou seja, a retirada de alimentos como massas, tubérculos e açúcar e incluir mais fibras, gorduras e proteínas.

“Reduzir drasticamente a ingestão de carboidrato pode ser prejudicial à saúde, o nutriente é importante fonte de energia para o corpo. Esse tipo de dieta pode levar a dificuldade de concentração, fadiga, afeta o humor, comprometimento no rendimento das atividades físicas e deficiência nutricional. A recomendação é uma dieta equilibrada para todos os indivíduos. Dietas restritivas devem ser feitas com acompanhamento nutricional e por um determinado período estrategicamente.”

Uma dica da especialista é buscar o carboidrato em fontes saudáveis e de baixo índice glicêmico, como grãos integrais, vegetais e frutas, evitando assim o consumo excessivo de pães e massas refinados.

Devo dar adeus ao glúten?

Foto: Shutterstock

Glúten é o nome dado a uma família de proteínas presentes naturalmente em grãos como trigo, centeio e cevada. É ele que dá a elasticidade em alimentos, como a massa e o pão. Esses alimentos carregam vitaminas e fibras, que ajudam a equilibrar o conjunto de bactérias que vivem em nosso sistema digestivo.

O glúten deve ser realmente evitado para quem sofre da doença celíaca. “O organismo de um celíaco não produz uma enzima responsável por digerir a proteína, que desencadeia um processo inflamatório no intestino”, informa Ellen. Dietas sem glúten ganham espaço mesmo para aqueles não celíacos. As pessoas associam o glúten à retenção de liquido, dificuldade na digestão e enxaqueca. A recomendação é procurar um profissional para melhor orientação.

Gordura sempre faz mal?

Existem três grupos de gordura, são elas: saturadas, trans e insaturadas. As duas primeiras devem ser consumidas moderadamente ou até evitadas, devido ao aumento do colesterol ruim (LDL) entre outras implicações na saúde, como obstruções das artérias.

As gorduras insaturadas são necessárias para o bom funcionamento do organismo. “Ela é capaz de reduzir os níveis de triglicérides e de possibilidade de infarto. Eles protegem os órgãos, liberaram ácidos graxos, sais biliares e produzem hormônios”, destaca. A nutricionista aconselha o consumo diário de fontes de gorduras boas, como castanhas, amêndoas, nozes, sementes, alguns tipos de peixe, abacate e azeite de oliva extravirgem.

Devo excluir o ovo da minha diera?

Stocksy

Não! O ovo aumenta o HDL que é considerado o bom colesterol, por isso o consumo de ovo não é prejudicial. Além disso, é fonte de proteína e contém lecitina que dificulta a absorção do colesterol ruim no intestino, importante para saúde do coração.

“A clara tem o valor calórico mais reduzido e é fonte de proteína, por isso criou-se a cultura de comer apenas a clara e jogar a gema fora, mas a gema é rica em nutrientes, contém 40% da proteína e a maior parte das vitaminas, minerais e antioxidantes”, explica a nutricionista.

Além do bom colesterol, o ovo é rico em antioxidantes, proteína, fósforo, selênio, vitamina A e complexo B. Os nutrientes dele conferem saciedade, melhoram o perfil lipídico e o funcionamento do sistema imune. Porém, devido as calorias, ele deve ser consumido sem exageros.

Como preparar os alimentos?

Fugir das frituras já é um bom começo para conquistar um estilo de vida mais saudável. A nutricionista aconselha o consumo de alimentos grelhados, cozidos ou assados, que são opções mais nutritivas e que não causam mal à saúde. “Em altas temperaturas e por longo período o óleo se torna gordura ruim, sendo prejudicial à saúde quando consumido em excesso”, destaca.

Por outro lado, segundo a nutricionista, o processo de cozimento auxilia na absorção de alguns nutrientes pelo corpo, que o torna uma excelente opção para preparar os alimentos.

“O passo mais importante para manter uma vida saudável é ter em mente que a alimentação deve ser equilibrada. Buscar comer alimentos nutritivos, não exagerar durante as refeições, aliado ao consumo de bastante água durante o dia”, conclui a nutricionista.

Fonte: Bio Mundo

Café da manhã fit: saiba como preparar panqueca de coco saudável

Com apenas três ingredientes, delícia sugerida pela Bio Mundo é simples, saborosa e faz bem à saúde

Quem nunca levou uma bronca dos pais ao sair de casa apressado sem tomar o café da manhã? E eles não estavam errados, pois, de fato, a primeira refeição do dia é a mais importante. Isso porque é durante o desjejum que as funções do aparelho digestivo são reativadas e as reservas de energia são repostas. Além disso, sabe-se que esta etapa da alimentação está diretamente ligada à manutenção do peso ideal e ao bom desempenho metabólico.

Para começar o dia com o pé direito, a Bio Mundo ensina você a preparar uma deliciosa panqueca fit de coco. Simples, prática e saborosa, a receita é extremamente nutritiva e oferece inúmeros benefícios à saúde graças ao seu principal ingrediente: o coco.

A fruta, que pode ser encontrada in natura, em forma de farinha, óleo, entre outras opções no diversificado mix de produtos que a Bio Mundo oferece, é rica em proteínas, sais minerais, fibras e gorduras do bem. Versátil, o coco também auxilia no emagrecimento, previne inúmeras doenças, evita o envelhecimento precoce e ainda fortalece o sistema imunológico.

Panqueca fit de coco

Ingredientes
• 2 ovos
• 2 a 3 colheres de açúcar demerara (adoçante ou xylitol)
• 500g de coco ralado fresco e sem açúcar

Modo de preparo: misture bem os ingredientes e leve ao fogo baixo numa frigideira untada com azeite ou óleo de coco até dourar os dois lados. Recheie a gosto (pasta de amendoim é uma ótima opção) e polvilhe com coco ralado.

Fonte: Bio Mundo

Chás: conheça os benefícios do consumo diário

Bio Mundo apresenta as diferentes funcionalidades dos chás da linha BIO 365

O mercado de chá apresenta cada vez mais variedades desse item pelo mundo. A bebida, que tem sido constantemente recomendada por inúmeros nutricionistas, é uma poderosa fonte de nutrientes. Feito através da infusão de flores, raízes, frutos e plantas, o chá é uma bebida que, por ser extraída de maneira natural, consegue proporcionar diversos benefícios para a saúde através de uma gama de tipos e sabores. Além disso, e e seu consumo diário auxilia quem busca uma vida mais saudável.

O chá de hortelã, por exemplo, auxilia no combate ao inchaço, aumenta a secreção do suco digestivo e por isso é um bom aliado para quem sofre com a Síndrome do Intestino Irritável. A erva mate, que também é benéfica para o sistema digestivo, atua sobre nervos, músculos e elimina a sensação de fadiga. Já a camomila, é um importante agente para o fortalecimento da imunidade e antibactericida. O consumo da bebida pode ser quente ou gelado, sendo assim, é uma alternativa saborosas para quem procura se hidratar ao longo do dia.

Pensando nisso, a Bio Mundo – rede de produtos naturais e saudáveis – apresenta os benefícios de alguns chás, que fazem parte da linha Bio 365 – lançamento exclusivo da marca que possui produtos voltados para a manutenção e prevenção da saúde.

A partir de nutrientes funcionais, a rede desenvolveu suplementos alimentares com o objetivo de enriquecer a dieta do consumidor. Entre os mais de 50 itens da nova linha, estão os 8 tipos de chás com diferentes funcionalidades que se complementam e elevam a saúde e bem-estar. O consumidor adquire a unidade com trinta sachês por R$ 30,00. Confira:

Special Tea Levity
Blend que estimula o metabolismo. O mix de ingredientes é um importante ativo no combate ao envelhecimento precoce das células, além de auxiliar na digestão, insônia, prevenção de doenças cardiovasculares e diminuição da ansiedade.
Ingredientes: chá misto de hortelã, mate verde, chá verde, hibisco, laranja amarga, gengibre, sálvia e alecrim.

Special Tea Womem
Um blend para combater a TPM. O mix com sabor de frutas vermelhas auxilia na digestão, acalma o sistema nervoso e reduz a ansiedade.
Ingredientes: chá misto de hibisco, carqueja, maçã, chá verde, alecrim, manjerona e camomila.

Special Tea Harmony
O blend de sabor maracujá é indicado para combater o estresse. Com recomendação de uso ao longo do dia, o mix age contra insônia, ansiedade e dores causadas por tensão.
Ingredientes: chá misto de cidreira, camomila, hortelã, sálvia, laranja e maracujá.

Special Tea Protected
Com sabor de mel, o blend estimula a imunidade. O mix de anis age contra a gripe, cólica, gastrite, tosse e bronquite, além de diminuir inchaço e eliminar toxinas do corpo.
Ingredientes: chá misto de anis estrelado, cúrcuma, lima, erva doce e gengibre.

Special Tea Active
Blend com sabor de abacaxi criado para combater a constipação intestinal. O mix facilita na digestão e alivia dores.
Ingredientes: chá misto de hortelã, funcho, erva doce, endro, abacaxi e camomila. Sabor de abacaxi

Special Tea Action
Pensado para proporcionar mais energia para o corpo, o bland de sabor guaraná é rico em nutrientes, aumenta o metabolismo e age como um antioxidante.
Ingredientes: chá misto de chá verde, hortelã, sálvia, carqueja, gengibre, hibisco, erva mate e guaraná.

Foto: fresh design pedia

Special Tea Good Night
Blend que possui efeito calmante, pensado exclusivamente para quem sofre de insônia.
Ingredientes: chá misto de cidreira, hortelã, erva doce, laranja, melissa, limão, jasmim, sálvia.

Special Tea Satisfaction
Blend com sabor de abacaxi que auxilia no combate a má digestão.
Ingredientes: chá misto de carqueja, funcho, abacaxi, hortelã, boldo, sálvia e noz-moscada. Sabor Abacaxi.

Fonte: Bio Mundo

Principais dúvidas e erros de quem busca uma alimentação saudável

Carboidratos, glúten, gordura e colesterol, o que realmente faz mal e como melhorar a qualidade de vida

Comer ou não comer? Eis a questão. Esta é uma pergunta que acompanha as refeições de muita gente que busca seguir uma alimentação saudável. Dúvidas sobre dietas, consumo de gordura e carboidrato, preparo dos alimentos, entre outras se tornam comuns no dia a dia, principalmente no começo de uma reeducação alimentar.

Porém, como separar os mitos das verdades para manter uma alimentação saudável e de qualidade? A nutricionista Ellen D’arc, da Bio Mundo , rede de lojas que busca promover saúde e bem-estar por meio de produtos saudáveis, explica alguns dos mitos que envolvem uma alimentação saudável.

Posso retirar o carboidrato das refeições?

Foto: Everyday Health

A dieta Low Carb é muito procurada por quem planeja emagrecer. Consiste na redução drástica no consumo diário de carboidratos, retirada de alimentos como massas, tubérculos e açúcar e incluir mais fibras, gorduras e proteínas. “Reduzir drasticamente a ingestão de carboidrato pode ser prejudicial à saúde, o nutriente é importante fonte de energia para o corpo. Esse tipo de dieta pode levar a dificuldade de concentração, fadiga, afeta o humor, comprometimento no rendimento das atividades físicas e deficiência nutricional. A recomendação é uma dieta equilibrada para todos os indivíduos. Dietas restritivas devem ser feitas com acompanhamento nutricional e por um determinado período estrategicamente”, afirma Ellen. Uma dica da especialista é buscar o carboidrato em fontes saudáveis e de baixo índice glicêmico, como grãos integrais, vegetais e frutas, evitando assim o consumo excessivo de pães e massas refinados.

Devo dar adeus ao glúten?

Klacomas/Pixabay

Glúten é o nome dado a uma família de proteínas presentes naturalmente em grãos como trigo, centeio e cevada. É ele que dá a elasticidade em alimentos, como a massa e o pão. Esses alimentos carregam vitaminas e fibras, que ajudam a equilibrar o conjunto de bactérias que vivem em nosso sistema digestivo. O glúten deve ser realmente evitado para quem sofre com uma doença celíaca. “O organismo de um celíaco não produz uma enzima responsável por digerir a proteína, que desencadeia um processo inflamatório no intestino”, informa Ellen. Dietas sem glúten ganham espaço mesmo para aqueles não celíacos. As pessoas associam o glúten à retenção de liquido, dificuldade na digestão e enxaqueca. A recomendação é procurar um profissional para melhor orientá-lo.

Gorduda sempre faz mal?

Foto: Max Straeten / Morguefile

Existem três grupos de gordura, são elas saturadas, trans e insaturadas. As duas primeiras devem ser consumidas moderadamente ou até evitadas, devido ao aumento do colesterol ruim (LDL) entre outras implicações na saúde, como obstruções das artérias. As gorduras insaturadas são necessárias para o bom funcionamento do organismo. “Ela é capaz de reduzir os níveis de triglicérides e de possibilidade de infarto. Eles protegem os órgãos, liberaram ácidos graxos, sais biliares e produzem hormônios”, destaca. A nutricionista aconselha o consumo diário de fontes de gorduras boas, como castanhas, amêndoas, nozes, sementes, alguns tipos de peixe, abacate e azeite de oliva extravirgem.

Devo excluir o ovo da dieta?


Não! O ovo aumenta o HDL que é considerado o bom colesterol, por isso o consumo de ovo não é prejudicial. Além disso, é fonte de proteína e contém lecitina que dificulta a absorção do colesterol ruim no intestino, importante para saúde do coração. “A clara tem o valor calórico mais reduzido e é fonte de proteína, por isso criou-se a cultura de comer apenas a clara e jogar a gema fora, mas a gema é rica em nutrientes, contém 40% da proteína e a maior parte das vitaminas, minerais e antioxidantes”, explica a nutricionista. Além do bom colesterol, o ovo é rico em antioxidantes, proteína, fósforo, selênio, vitamina A e complexo B. Os nutrientes dele conferem saciedade, melhoram o perfil lipídico e o funcionamento do sistema imune. Porém, devido as calorias, ele deve ser consumido sem exageros.

Qual melhor forma de preparar os alimentos?

Fugir das frituras já é um bom começo para conquistar um estilo de vida mais saudável. A nutricionista aconselha o consumo de alimentos grelhados, cozidos ou assados, que são opções mais nutritivas e que não causam mal à saúde. “Em altas temperaturas e por longo período o óleo se torna gordura ruim, sendo prejudicial à saúde quando consumido em excesso”, destaca. Por outro lado, segundo Ellen, o processo de cozimento auxilia na absorção de alguns nutrientes pelo corpo, que o torna uma excelente opção para preparar os alimentos. “O passo mais importante para manter uma vida saudável é ter em mente que a alimentação deve ser equilibrada. Buscar comer alimentos nutritivos, não exagerar durante as refeições, aliado ao consumo de bastante água durante o dia”, conclui a nutricionista.

Fonte: Bio Mundo

Outubro Rosa: um cardápio saudável contribui para prevenção do câncer de mama

Bio Mundo apresenta cinco alimentos para incluir no menu do dia a dia que ajudam no combate à doença e melhoram a qualidade de vida

De acordo com o Inca (Instituto Nacional do Câncer), o tipo que mais afeta as mulheres no Brasil é o câncer de mama, e cerca de 30% desses casos poderiam ser evitados com a adoção de hábitos alimentares saudáveis. Por isso, a Bio Mundo aponta os benefícios de manter um cardápio balanceado a favor da saúde feminina neste Outubro Rosa.

Uma dieta equilibrada é essencial para quem deseja maior qualidade de vida e seguir um menu rico em nutrientes, como os encontrados em legumes, verduras, frutas e cereais, é benéfico para o corpo. Mas lembre-se que é fundamental fracionar as refeições a cada três horas para que sejam feitas 5 ou 6 vezes diariamente.

É importante também não ficar sem comer por períodos prolongados, bem como fazer as refeições sem pressa, mastigar bem os alimentos, priorizar alimentos naturais e ingerir bastante líquido, pois todas essas dicas colaboram para a saúde da mulher. Em média, o ideal é beber ao menos dois litros de água por dia e evitar refrigerantes e bebidas alcoólicas.

Como cada pessoa possui necessidades específicas, a recomendação é consultar um nutricionista para ajudar a montar um cardápio completo e personalizado para refeições mais equilibradas e ricas em nutrientes. E seguir algumas dicas da Bio Mundo que, além de contribuírem para a prevenção do câncer de mama, deixam qualquer menu ainda mais saudável e gostoso, além de auxiliar na melhora da qualidade do sono, do sistema imunológico e no aumento da disposição e da qualidade de vida. Para receber novas dicas sobre o assunto, é só acessar as redes sociais da Bio Mundo.

• Frutas vermelhas

Possuem antocianina, um nutriente que retarda o desenvolvimento de células malignas. Incluir amora, morango, framboesa ou cranberry é uma ótima escolha para compor um cardápio saudável e que ajuda no combate do câncer de mama.

• Chia

Por ser rica em ômega 3, possui nutrientes antioxidantes e anti-inflamatórios, e é também rica em fibras, que auxiliam na redução e absorção de gorduras, evitando a formação de moléculas cancerígenas no intestino da mulher.

• Linhaça

Destaca-se por conter lignana, uma espécie de fitoestrógeno que auxilia no combate ao câncer, já que atua diretamente no combate às células cancerígenas. Por ser rica em fibras e ômega 3, a linhaça ainda oferece um importante componente nutricional para o corpo que evita o surgimento desordenado de células estranhas no organismo.

• Chá Verde

Possui uma quantidade considerável de antioxidantes e, por isso, é um excelente aliado na prevenção do câncer de mama, já que as vitaminas B, C e E dos chás verde, além da cafeína, magnésio, zinco e ferro, aumentam a imunidade.

• Aveia

Pixabay

Carregada de fibras, gera saciedade, melhora o funcionamento do intestino e protege do câncer nesse órgão e previne tumores nas mamas. O cereal pode ser consumido todos os dias com frutas, em vitaminas, tortas e bolos para fortalecer seus benefícios.

Fonte: Bio Mundo

Cinco alimentos que ajudam a diminuir os sintomas da ansiedade

Bio Mundo sugere opções naturais para regular os níveis de tensão e estresse que interferem nas sensações de relaxamento

Você sabia que os hábitos alimentares impactam diretamente na saúde mental? Segundo dados recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com o maior número de indivíduos que sofrem de ansiedade e, dentre os inúmeros motivos para esse quadro, a má nutrição se destaca.

Como a ansiedade é uma resposta natural ao perigo iminente e envolve diferentes hormônios e neurotransmissores, os níveis de tensão e estresse aumentam quando alimentos ultraprocessados, ricos em açucares, carboidratos e conservantes são consumidos em excesso.

Por isso, a Bio Mundo – rede de lojas que busca promover saúde e bem-estar por meio de produtos saudáveis – apresenta cinco opções naturais que interferem diretamente nas sensações de relaxamento e podem ajudar a regular os sintomas da ansiedade. Mas antes de aderir a qualquer dieta, a recomendação é ter o acompanhamento de um profissional de psicologia e de nutrição para tratar a ansiedade.

1- Aveia e grãos integrais

Pixabay

Podendo ser incluída logo no café da manhã, a aveia oferece vitaminas do complexo B e ácido fólico, importantes reguladores do sistema nervoso. Já os grãos, presentes em alimentos como pão, arroz e massas integrais, disponíveis na Bio Mundo, possuem ômega-3, selênio e triptofano, que melhoram as funções cerebrais e os quadros de depressão. E, de quebra, estimulam a saciedade, o que é ideal para quem é ansioso e acaba descontando na comida.

2- Chocolates amargos e com 70% de cacau


Capazes de reduzir a neuroinflamação e melhorar o fluxo sanguíneo, os chocolates são ótimos aliados para reduzir a ansiedade, especialmente os amargos ou com pelo menos 70% de cacau. Por ser rico em flavonoides, antioxidantes e triptofano, um aminoácido presente na produção de serotonina, o chocolate proporciona ao organismo enorme sensação de prazer, felicidade e euforia e são encontrados nas lojas da Bio Mundo de todo o país.

3- Chás


Quentinhos ou frios, os chás, como o de camomila e o verde, são saborosas alternativas naturais para aliviar o estresse. Com propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e calmantes, a bebida é rica em flavonoides e aminoácidos que estabilizam o humor e relaxam os músculos, contribuindo para um sono de mais qualidade. Os chás também ajudam na hidratação corporal e fazem parte do completo mix que a Bio Mundo oferece.

4- Iogurte natural


É consenso entre os especialistas que a inflamação crônica causa grande parte dos quadros de tensão nervosa, ansiedade e depressão. Por isso, compostos lácteos, como o iogurte natural, que faz parte da gama de produtos da Bio Mundo, contribuem para evitar esses problemas, uma vez que são poderosos anti-inflamatórios. Para as mulheres, ele é ainda mais benéfico, pois ajuda a regular os hormônios durante a menopausa e a repor a massa óssea.

5- Suplementos


O uso de suplementos naturais à base de zinco, vitaminas do complexo B, triptofano, magnésio ou canela é um importante aliado para combater os sintomas da depressão e da ansiedade. Nas lojas da Bio Mundo é possível encontrar diversas opções saudáveis para o consumo diário.

Fonte: Bio Mundo

Sopas, chás, frutas e oleaginosas são opções para incluir no cardápio na estação mais fria do ano

Tire os agasalhos do armário, a estação mais fria do ano finalmente chegou. E com a temperatura baixa, uma grande oportunidade de variar o cardápio do dia a dia. São muitas opções de sopas e caldos, massas deliciosas e bebidas quentes, que entram com mais frequência na dieta de algumas pessoas. Mas o inverno também requer alguns cuidados especiais com a alimentação.

Durante os dias mais frios, o corpo precisa aumentar o consumo de energia para manter a temperatura corporal, o que faz com que as pessoas comam mais e optem por refeições mais calóricas. A nutricionista Ellen D’Arc da Bio Mundo, rede de lojas que busca gerar saúde e bem-estar por meio de produtos saudáveis, alerta para os possíveis problemas nos excessos que o inverno pode trazer e dá algumas dicas para conservar a saúde durante essa estação.

“Nesse período é importante redobrar a atenção com o que comemos. Ficamos propensos a cometer exageros nas refeições, ao mesmo tempo que ficamos vulneráveis à algumas doenças sazonais. Manter uma alimentação equilibrada será um bom aliado para evitar esses problemas”, comenta a nutricionista.

1 – Aproveite para variar nas sopas

Caldos e sopas são pratos típicos do inverno e ótimas opções para incluir no cardápio. Podem ser muito nutritivos e excelentes aliados da saúde quando bem preparados. “O uso de produtos integrais vai aumentar a sensação de saciedade, por causa das fibras, e evitar exageros. Além disso, o recomendado é combinar vegetais e legumes para deixar a refeição ainda mais nutritiva”, aconselha a especialista.

2 – Se beneficie das gorduras boas nas pequenas refeições

Lena Volkova/Unsplash

Um excelente item para incluir nas pequenas refeições do dia são as oleaginosas. São ricas em nutrientes e auxiliam no controle do nível do colesterol ruim e bom. “As vantagens dessas sementes são muitas. Por serem práticas vão ajudar a diminuir o consumo de doces e de salgadinhos que aumentam o nível do colesterol ruim”, destaca Ellen.
As formas de utilizar esses grãos e sementes nas refeições são muitas. “Salpique grãos sobre saladas de frutas, vitaminas, iogurtes, caldos e sopas, chia e linhaça são excelentes opções, tornando sua refeição mais saudável e nutritiva” sugere a nutricionista.

3 – Frutas são ótimas opções também

Pixabay

Para as refeições intermediárias, a especialista ainda sugere o consumo de frutas da estação. “Uma boa alternativa é optar por frutas secas e cristalizadas, elas são mais práticas para carregar e não vão deixar você perder os nutrientes e as vitaminas que elas oferecem”, diz a nutricionista.

4 – Não esqueça da hidratação no dia a dia
Com o clima frio a vontade de beber água pode não aparecer tanto quanto no verão, mas isso não quer dizer que no inverno diminui a necessidade de se manter hidratado. “Independentemente da estação do ano, a água desempenha um importante papel no organismo. Além de regular a temperatura corporal, auxilia no transporte de nutrientes, na digestão e em muitas outras reações do corpo humano. Por esses motivos, mesmo quando não sentimos sede, devemos nos hidratar durante todo o dia”, comenta.

5 – As bebidas são aliadas no inverno

A nutricionista destaca que esse é um período para aproveitar e beber chás e sucos de frutas naturais, principalmente as que são fonte de vitamina C, mas alerta sobre o uso do açúcar refinado. “Algumas dessas bebidas podem ajudar a reforçar o sistema imunológico, por serem ricas em vitaminas e nutrientes. Os chás ainda podem exercer a função de auxiliarem o sistema digestivo e no controle do peso. Mas é importante ficar atento na hora de adoçar e não cometer exageros, uma boa opção é o uso do açúcar de coco ou mascavo”, sugere a especialista.

6 – Substituir alguns alimentos


A nutricionista sugere a substituição de alimentos comuns por integrais. Eles são ricos em fibras e promovem benefícios como o bom funcionamento do intestino, controle de açúcar no sangue e colesterol. Também prolonga a sensação de saciedade. “Investir na qualidade das refeições e não somente na quantidade é uma dica valiosa para manter a saúde e o bem-estar em dia no inverno. Substituir alguns alimentos vão ajudar no dia a dia, como por exemplo, escolher uma massa integral quando bater aquela vontade de uma macarronada, ou optar pelos chocolates mais amargos ou alfarroba, um excelente substituto para o doce”, completa Ellen.

Fonte: Bio Mundo