Arquivo da tag: cachaças

Novo cardápio da Água Doce traz três novidades em rótulos de cachaças

Produzidas no interior de São Paulo e Minas Gerais, novas bebidas chegam às lojas no final do mês

Há mais de 30 anos, a Água Doce Sabores do Brasil é referência na culinária brasileira. Fundada em Tupã, no interior de São Paulo, a marca se consolidou no mercado de alimentação com um modelo de restaurante aconchegante e rústico, que tem um cardápio variado com receitas típicas do Brasil e DNA interiorano. Sempre atenta às novidades em gastronomia e em coquetelaria, a rede lança, em março, um cardápio que traz três novos rótulos de destilados.

“Estamos sempre atentos para trazer novidades à mesa do cliente. Analisamos o mercado de cachaça constantemente e promovemos diversas degustações para chegar à conclusão de quais destilados podem fazer parte do nosso cardápio. Esta análise é fundamental para mantermos a qualidade e reconhecimento no mundo das cachaças. Além disso, toda a degustação é realizada com o objetivo de harmonizar com os pratos servidos nos restaurantes da marca”, ressalta Delfino Golfeto, que é fundador da Água Doce e responsável pelas avaliações para a rede, além de ser considerado o embaixador da cachaça no Brasil.

A primeira novidade é o destilado Zlot, produzido no interior de São Paulo, em São José do Rio Pardo, que foi criado para atender os consumidores mais exigentes. De nome grego que significa Zelo, Cuidado e Primos, a cachaça é envelhecida e maturada em tonéis de Carvalho, além de ter monitoramento de mestres de universidades especialistas da área. Outra bebida destaque no cardápio da Água Doce é a Barriga Dura. Também produzida no interior paulista, em Monte Alegre do Sul, a bebida possui coloração âmbar e paladar com remissões de amêndoas, baunilha e especiarias. Por serem envelhecidas no Carvalho, as duas cachaças harmonizam com receitas que contam com suínos e carne de sol em sua composição.

Para finalizar as novidades no portfólio de destilados, a Água Doce traz para os seus clientes a cachaça Excelência. Criada em Passa Quatro, em Minas Gerais, a bebida é produzida por meio de um blend. Armazenada por seis meses em barris de Jequitibá e Carvalho, a cachaça possui coloração amarelada proveniente das madeiras em que envelhece. Uma curiosidade sobre o destilado é que seu nome foi escolhido por ser entendido em vários idiomas: em inglês, excellence; em espanhol, excelencia; em italiano, eccellenza; e em francês, excellence. A bebida harmoniza com pratos que levam suínos e peixes.

É importante ressaltar que os rótulos de cachaça estarão no novo cardápio da rede disponível para os consumidores no final do mês. Além destas bebidas, a Água Doce oferece um serviço completo de coquetelaria com drinques diversos compostos por gim, whisky e outros destilados. A marca também oferece aos clientes um amplo menu de pratos da gastronomia brasileira, como o Escondidinho, que é o carro-chefe nos restaurantes e conta com diferentes versões como frango, bacalhau, carne de sol, camarão, palmito e alho-poró. Atualmente, a rede possui 80 unidades espalhadas por sete estados brasileiros.

Informações: Água Doce

Festival de Inverno com queijos, cachaça, vinhos e sopas vai aquecer São Paulo

Além do festejado queijo canastra, haverá vários outros tipos de queijo, inclusive premiados, e receitas suculentas e exclusivas para o festival. Para combinar, vinhos, cachaças, sopas, cremes e o delicioso Romeu e Julieta. Animação com o conceituado DJ Dinho Garcia e presença do hipnólogo e hipnoterapeuta Rafael Oliveira. Em local amplo, coberto, climatizado, acessível e com entrada gratuita.

Os loucos por queijo podem comemorar! Os “ratinhos” de plantão pediram um novo bis e o Espaço As Meninas Feiras e Eventos irá atender. Sim, haverá o 3° Festival do Queijo de São Paulo no próximo fim de semana! Será nos dias 13 e 14 de julho (sábado e domingo), das 12 às 19 horas, na Vila Mariana (a poucos metros do metrô Ana Rosa). O local é amplo, coberto, climatizado, de fácil acesso e com rampa para cadeirantes. Anote na agenda, confirme presença pelos links a seguir e fique por dentro de tudo que vai ter no evento.

“Queijo não é mais coisa só de mineiro. É de paulista também e já se consolidou como mais uma das Paixões Paulistanas. E esta nova edição está mais saborosa ainda! Ampliamos a quantidade de produtores artesanais e teremos vários queijos premiados. Ninguém precisa mais ir até Minas comprar! Esperamos todos lá!”, garante Elaine Vilela, sócia-proprietária do Espaço As Meninas Feiras e Eventos.

Um dos destaques é o aguardado Queijo Canastra, um tipo brasileiro de origem e produção na região da Serra da Canastra, em Minas Gerais, há mais de duzentos anos. Ele é primo distante do queijo de São Jorge, de Açores, Portugal, e foi trazido pelos imigrantes da época do Ciclo do Ouro. Há mais de 10 anos foi reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan).

Seis anos antes, o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha) já havia concedido o título de Patrimônio Imaterial ao alimento. O queijo minas artesanal sustenta mais de 30 mil famílias em mais de 600 municípios daquele Estado. Com uma produção de mais de 220 mil toneladas ao ano, o Brasil se mantém como o 6º maior produtor de queijo do mundo.

Vinho, Cachaça, Sopas e Cremes

sopas.jpg

Para acompanhar um bom queijo, existem três combinações campeãs. Uma delas é o vinho, por isso, em paralelo haverá o 1° Festival do Vinho e da Cachaça. Diversos rótulos de vinhos e cachaças artesanais estão confirmados. Para aquecer ainda mais o inverno, outra boa companhia: sopas e cremes. E para completar, um clássico brasileiro: o irresistível Romeu e Julieta.

Fim de semana aquecido

O 3° Festival do Queijo de São Paulo é uma excelente oportunidade para provar e adquirir o que há de melhor em queijos e convidar os familiares e amigos para passar um fim de semana saboreando deliciosas receitas de inverno. O encontro será animado por música da melhor qualidade, com o festejado DJ das noites paulistanas Dinho Garcia.

Para os curiosos de plantão, vale a pena uma experiência com o renomado hipnólogo e hipnoterapeuta Rafael Oliveira, que estará por lá com seus shows de hipnose. Neles é possível até mudar a percepção da realidade pessoal através desta prática que pode ser usada para trazer inúmeros benefícios.

No lado esotérico, leitura de tarot e venda de produtos e acessórios para proteção e bem estar. E os apaixonados por boas compras também terão vez: uma feira de variedades, com semijoias, acessórios, cosméticos e diversos itens de moda e decoração para casa também fará parte do evento.

Este festival traduz bem um dos objetivos dos eventos do Espaço As Meninas: promover um dia agradável o com o melhor da gastronomia, em ambiente acolhedor, amplo e familiar. Uma ótima oportunidade para relaxar, confraternizar, fazer novos e encontrar antigos amigos.

Cardápio Sedutor

Só delícias de encher a boca de água. Queijos variados, dentre eles: o famoso Canastra, o de nozinho, palitinho, minas padrão, meia cura, queijos trufados de damasco e nozes, trufados com azeitonas, trufados de requeijão, minas frescal, parmesão, vialat, provolone, napolitano, queijo com goiabada, provolone temperado, quejio bello (quejo cremoso), o premiado na França Senzala, o azul de Minas (mofo azul), os finos (camembert, brie, taleggio, poivre d’anne e gorgonzola), Vila Minas, du pote, netinho, vila caipira, palitinho temperado e requeijão, além de linguiça, salame, antepastos, sardella e pimentas.

Suculentas sopas de cebola gratinadas, abóbora com gorgonzola, legumes com carne, capelleti in brodo, caldos verdes, caldinho de feijão, caldo veggie, canja, sobá, cremes de abóbora com gengibre, milho com gorgonzola, mandioca com carne seca e queijo, entre outras opções. Pastel; lanche de pernil e calabresa, lanche de picanha; batata rösti, massas artesanais, coxinhas e pastéis assados com massa de ricota em vários sabores.

Para adoçar: fondue de chocolate e caldos de chocolate com morango, cannolis, pudins, coxinha de brigadeiro, merengue, brownie, mini churros, mini sonho, geleias, doce de leite, brigadeiros, carolinas, trufas, bolos de pote, confeitados e da vóbalas caramelizadas, goiabada cascão, balas de coco, balas de banana, sorvetes artesanais, milk shake, doces variados, compotas, biscoitos artesanais, biscoito de polvilho e tiras de laranja cristalizadas, entre outras gostosuras.

Vários rótulos de vinhos, cachaças artesanais, licores e cervejas artesanais.

Responsabilidade Social

Mantendo a parceria de vários anos com o Centro de Convivência Início de Luz, que abriga uma creche, serão arrecadados alimentos não perecíveis para a entidade sem fins lucrativos, que cuida de mais de cem crianças carentes das regiões do Cambuci e do centro da capital paulista.

Selo Paixões Paulistanas

O 3° Festival do Queijo de São Paulo, o 1° Festival do Vinho e da Cachaça e o 1° Festival de Sopas e Cremes do Espaço As Meninas têm a certificação dos eventos e ações idealizados sob medida para o gosto dos paulistanos. Para criar o selo e o calendário de eventos, os organizadores fizeram uma vasta pesquisa e identificaram os temas que mais atraem o público da cidade de São Paulo, terra de todos os gostos e sabores. Este selo está produzindo uma variedade de festivais inéditos que acontecem desde 2012 e continuarão ao longo de 2019.

queijoscachaça e vinhosopas e cremes

3° Festival do Queijo de São Paulo, 1° Festival do Vinho e da Cachaça e 1° Festival de Sopas e Cremes
Dias: 13 (sábado) e 14 (domingo) de julho
Horário: 12h às 19h
Local: Associação Hokkaido de Cultura e Assistencial
Endereço: Rua Joaquim Távora, 605, Vila Mariana – próximo ao metrô Ana Rosa (local coberto)
Entrada Gratuita

Cachaça 51 Exportação e 51 Gold ganham selo de excelência

Prêmios qualificam mais uma vez a excelência dos produtos da Cia Müller de Bebidas, mais importante produtora de cachaça do mundo. Desta vez a nível mundial, a Cachaça 51 Exportação e 51 Gold foram premiadas com duas estrelas no Superior Taste Award 2016, do International Taste & Quality Institute (iTQi).

O processo de avaliação foi formado, primeiramente, por uma comissão técnica de 120 chefs de instituições culinárias da Europa que seguem padrões das mais rigorosas competições internacionais. Em um primeiro momento os produtos são avaliados numa degustação às cegas tendo como critério olfato, visão, paladar, sabor, textura, sem embalagem ou qualquer outro tipo de identificação.

Após a análise sensorial realizada pelo júri técnico, o iTQi, monitorado pelo Ministério da Economia Belga – Organização de Mercado, levanta as pontuações de cada produto e a partir daí é emitido um gráfico com desempenho de cada critério avaliado. A Cachaça 51 Exportação e a 51 Gold tiveram uma pontuação de 80% e 90%, considerada excelente.

cachaca-51-gold-cachaca-70cl_temp

A 51 Gold é um produto produzido especificamente para o mercado externo. É um blend de Cachaça Envelhecida em barris de carvalho, uma extensão de linha da tradicional 51, que hoje está presente em mais de 50 países.

Caninha-51-1-Litro-572x1024

Já a Cachaça 51 Exportação, que antes era produzida exclusivamente para o mercado internacional, será introduzida no Brasil. Em embalagem não retornável (diferente da Cachaça 51 tradicional) o produto exportação tem como foco o segmento de preparação de caipirinhas e outros aperitivos.

Não é a primeira vez que a Cia Müller de Bebidas se destaca com competições de qualidade. A Reserva 51, cachaça premium 100% envelhecida em barris de carvalho foi eleita recentemente a quinta melhor cachaça do Brasil no 2º Ranking da Cúpula da Cachaça e do Caderno Paladar do O Estado de S.Paulo. Em 2014, também, conquistou a medalha de ouro do Spirits Selection, um concurso de destilados em que mais de 200 marcas de cachaça concorriam ao prêmio de melhor cachaça, e medalha de prata no International Wine & Spirit Competition, uma das mais conceituadas competições de bebidas destiladas da Europa.

51.png

Já em 2009, ano de seu lançamento, recebeu a Medalha de Ouro na categoria Espirituosos (cachaça envelhecida) do Beverange Testing Institute (BTI), um dos mais importantes e respeitados institutos de análise de bebidas alcoólicas do mundo, que classificou e premiou a Reserva 51 como Exceptional, com 93 pontos. Já em 2010, foi condecorada com uma medalha de prata no Cachaça Masters, evento promovido pela revista The Spits Business, da Inglaterra.