Arquivo da tag: casa

Cinema em casa: conheça essa tendência

Ambiente de lazer pode ser espaço curinga no décor

Projeto Andrea Benthien | Foto: Rodrigo Ramirez.

Para os cinéfilos de plantão, ter uma sala de cinema em casa pode ser a realização de um sonho. Definir um espaço de lazer como esse pode mudar a experiência dos moradores no lar – podendo proporcionar grandes momentos de diversão em frente à telona. Mas para ter um espaço que atenda as necessidades é de suma importância pensar na tecnologia, isolamento acústico e decor.

O primeiro passo para uma experiência completa na sala de cinema é pensar no projeto de áudio e vídeo. Marcelo Fogaça, proprietário da Live Max, empresa especializada no segmento, explica a importância dos equipamentos nesse tipo de ambiente. “Eles proporcionam uma experiência sensorial aos moradores e investir em produtos de qualidade pode transportar o usuário para dentro do filme sem sair do sofá. É um investimento que vale a pena”. E complementa, “hoje é possível transformar 12 controles remotos em apenas um clique no celular, com o aplicativo desenvolvido exclusivamente para cada cliente”.

Projeto Alessandra Gandolfi| Foto: Marcelo Stammer.

Além da tecnologia para oferecer experiências únicas de imersão, é preciso também um projeto de isolamento acústico. Para o engenheiro Jocinei Portes, da Construtora Portes, o tratamento acústico é o principal fator na hora de construir uma sala de cinema. “O isolamento otimiza a entrega sonora, melhorando a experiência do morador. Esse tipo de serviço isola tanto os ruídos externos, como os internos”, revela o engenheiro. Existem diferentes tipos de isolamento, em alguns casos, apenas uma janela com proteção acústica pode resolver o problema. Mas em outros casos, é necessário um isolamento mais elaborado, que necessita de um projeto adequado. Portes ainda lembra que “o pensamento estratégico para atender a necessidade do cliente pode mudar a acústica no ambiente, sem grandes modificações estruturais”, aponta.

Luz é Tudo

Projeto Andrea Benthien | Foto: R. R. Rufino.

Outro fator que contribui para uma experiência completa é o projeto luminotécnico do espaço. Oferecer diferentes cenas com a iluminação e desenvolver a menor interferência de luz externa pode trazer a sensação de um verdadeiro cinema. “Para sair do tradicional e criar um projeto cênico na sala, é necessário ousar na automação e na dimerização da luz. Atendendo a diferentes momentos no ambiente”, relata a arquiteta Andrea Benthien.

Andrea ainda lembra do perigo que alguns elementos do decor podem trazer ao cinema em casa: “É importantíssimo fugir dos móveis e elementos refletivos como espelhos e laca, que aumentam a luminosidade do espaço, o que prejudica na hora de assistir a um filme”, revela a arquiteta.

Conforto é um dos principais sinônimos de uma sala de cinema, por isso comprar moveis pensados para essa finalidade são elementos curinga no ambiente. A arquiteta pontua a possibilidade de desenvolver móveis exclusivos para o ambiente: “Não adianta ter uma superestrutura tecnológica e se esquecer do conforto, por isso, escolher sofás e poltronas que cumprem esse papel traz mais aconchego aos moradores”, afirma.

Quais os cuidados com a alimentação em casa?

Nos últimos meses temos vivido uma reviravolta com a pandemia e nos vimos obrigados a passar mais tempo dentro de casa. Isso trouxe à tona uma questão muitas vezes deixada de lado pelas pessoas: a alimentação. Agora observamos o que estávamos comendo e nem sempre consideramos todos os hábitos adequados, bem como, a preparar o próprio alimento.

Para alguns, o estresse aumentou e levou ao maior consumo de alimentos prontos, ricos em açúcares, gorduras e sódio. Para outros, a pandemia oportunizou a criação de uma melhor relação com a comida, com maior tempo para planejar as compras e preparar os alimentos com todo o cuidado necessário.

Mas o que é necessário para ter uma alimentação adequada?

Confira sete itens para te ajudar:

1. Primeiro temos que evitar o consumo de comidas ultraprocessadas e processadas, ou seja, aquelas que normalmente estão prontas, cheias de ingredientes e ao nosso fácil alcance como bolachas, salgadinhos, refrigerantes, chocolates, bolos e alimentos congelados prontos para o consumo. Esses alimentos, normalmente, em uma pequena porção ofertam elevada quantidade calórica, além de açúcares, gorduras e sódio em excesso.


2. Em seguida, devemos substituir os alimentos mencionados acima por alimentos saudáveis que tragam saciedade. É o caso de preferirmos frutas, salada de frutas, cookies integrais e refeições equilibradas. Esses alimentos conferem boa quantidade de vitaminas, minerais e compostos bioativos que são essenciais à nossa saúde.


3. Outro ponto importante na alimentação diz respeito a oferta de fontes de alimentos proteicos magros. Temos cortes de carnes vermelha magras como patinho, coxão mole e lagarto, mas também opções de frango (sem pele), porco, peixe e ovos. Tirar a gordura aparente das carnes antes de cozinhá-las ou assá-las também é importante. Para diminuir o tempo na cozinha, prepare quantidades para congelar em pequenas porções. Opções vegetarianas proteicas interessantes são feijão, grão-de-bico, lentilhas, ervilhas e soja. As leguminosas conferem diversidade na alimentação e oportunidade de congelamento de preparações prontas como hambúrguer de lentilha, bolinho de soja, almôndegas de feijão, e podem enriquecer saladas e sopas. Proteínas devem compor todas as refeições principais.


4. Outra questão fundamental diz respeito ao consumo de verduras e legumes duas vezes ao dia. Estas conferem baixo teor calórico e são riquíssimas em vitaminas, minerais e fibras, conferindo grandes benefícios à saúde. Como sugestão, deixe as folhas lavadas e escorridas em um pote com tampa. Assim você terá salada limpa para várias refeições. Legumes cozidos (beterraba, chuchu, vagem, brócolis, couve-flor, etc) podem ser preparados em maior quantidade para o almoço e jantar. Aproveite para adicionar sementes ou frutas em suas saladas. Esta é uma forma de adicionar nutrientes às preparações.


5. Também precisamos falar sobre o método de preparo dos alimentos: as frituras, por serem mais práticas, rápidas e palatáveis, acabam se tornando hábito na cozinha. Por isso, o ideal é evitar, deixando para apenas alguns momentos do mês. Frituras podem ser substituídas por preparações assadas ou cozidas.

Pixabay

6. Outro ponto importante: evite o uso exagerado de manteiga, creme de leite, e outros molhos nos alimentos. Assim suas preparações ficam mais saudáveis e com menor teor calórico.


7. E por fim crie ou inove nas preparações. Converse com seus amigos, teste novas receitas com ingredientes saudáveis. Isso lhe ajudará a se alimentar melhor e manter a saúde em dia.

Fontes: Thais Mezzomo é coordenadora e Alisson David Silva é professor do curso de Nutrição do Centro Universitário Internacional Uninter

Setembro Amarelo: o impacto positivo dos exercícios físicos no combate à depressão

Com bate-papo entre psicóloga e educadora física, Selfit lança podcast sobre saúde mental em apoio ao Setembro Amarelo

Muito além dos benefícios estéticos, a prática de atividades físicas vem mostrando cada vez mais seu impacto positivo na saúde mental. Ao se exercitar regularmente, o organismo libera neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer e felicidade, atuando no alívio do estresse e na melhora de quadros de ansiedade.

Atenta a isso, a rede low cost high value Selfit Academias adere ao Setembro Amarelo, campanha criada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), com o objetivo de conscientizar a população promovendo ações para o combate ao suicídio.

Por meio de um bate-papo entre a educadora física Juciele Sá e a psicóloga Mayara Santana, a primeira edição de setembro do Podcast Inspire, da Selfit, aborda o impacto dos exercícios físicos no combate à depressão.

De acordo com Mayara, que faz parte da plataforma de saúde emocional Moodar, empresa parceira da Selfit, o exercício físico fortalece o crescimento das células cerebrais. “A atividade melhora o fluxo de nutrientes que vão para o cérebro, retardando o nível de envelhecimento e aumentando a sensação de felicidade e bem-estar.”

Um ponto fundamental para criar uma boa rotina de exercícios e trazer benefícios à saúde mental é realizar atividades prazerosas, que atendam às individualidades de cada um.

Juciele explica que, ao praticar exercícios adequados ao seu estilo de vida, o aluno encontra motivação para continuar aumentando os ganhos em todos os sentidos. “Podemos perceber que o aluno passa a apresentar melhora na capacidade cognitiva, reduzindo os níveis de ansiedade e estresse, fornecendo mais energia e aumentando a autoestima”, completa.

Para pessoas que sofrem de quadros avançados de depressão, os efeitos podem ser ainda mais significativos. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas no mundo, sendo a principal causa de incapacidade.

Por isso, Mayara destaca a importância, nestes casos, de um acompanhamento multidisciplinar. Juntos, médicos especialistas em saúde mental, psicólogos e profissionais de educação física podem oferecer uma rede de apoio ao paciente com quadro depressivo, auxiliando na sua recuperação.

“Com a orientação profissional adequada e uma adaptação nos exercícios iniciais, o indivíduo que sofre de depressão poderá, de forma gradual e progressiva, se sentir mais confortável e estimulado a buscar atividades que dão prazer e proporcionem melhora na sua qualidade de vida”, destaca a psicóloga.

E para aqueles que não têm o hábito da prática diária de atividades físicas, a profissional da Selfit Academias faz uma recomendação. “É importante encontrar um tipo de atividade que seja prazerosa, tentando realizá-la no mínimo duas vezes por semana, sempre seguindo a orientação de um profissional.”

Para ouvir o bate-papo entre as duas especialistas na íntegra, confira a partir do dia 7 de setembro pelo Spotify, Deezer e outros agregadores de podcasts.

O Podcast Inspire conta com episódios semanais, sempre trazendo dicas e orientações de profissionais de diferentes áreas relacionadas à saúde, como nutricionistas, psicólogos e educadores físicos, entre outros parceiros da rede.

O canal faz parte de um conjunto de ações idealizadas pela Selfit com o propósito de levar informação de qualidade aos seus alunos, diminuindo a distância entre a academia e seu público, especialmente neste momento de isolamento social.

Aulas virtuais

A rede segue ativa virtualmente com a campanha “Em Casa do Seu Jeito”, oferecendo diariamente Lives e aulas em seus canais na Internet, com dicas de exercícios fáceis a serem realizados em casa, sem a necessidade de contato físico ou uso de equipamentos.

As ferramentas digitais da rede são gratuitas e podem ser utilizadas por toda a população, não apenas por alunos. A Selfit conta ainda com outros dois aplicativos exclusivos para alunos da rede, um para orientação nutricional (App Self Sem Culpa) e outro para treinos, o App Selfit.

Além disso, a marca lançou recentemente um novo site totalmente interativo e responsivo, para auxiliar alunos e toda população durante o período de isolamento social.

O novo portal tem como objetivo reunir em um só lugar todas as ferramentas e conteúdo online trabalhados e disponibilizados pela rede até agora, num ambiente de fácil navegação, mais atrativo, moderno e de maior identidade com a marca.

O site conta ainda com um espaço voltado às empresas parceiras (Deezer, Integralmedica e Liv Up, entre outros), com descontos e promoções especiais, além de um blog com quatro tipos de conteúdo distintos: exercícios físicos a serem feitos em casa, dicas de nutrição, mitos e verdades e temas motivacionais.

Informações: Selfit

 

 

Trazer a natureza para dentro de casa é importante para o bem-estar

Sete ideias que ajudam a manter o contato com a natureza e ainda aproximam a família

O contato com a natureza é uma das formas mais simples e eficientes para minimizar o estresse da vida moderna e manter um estilo de vida saudável. Em 2016, um estudo da universidade de Harvard revisou dezenas de pesquisas da área e indicou que o contato com a natureza estimula as pessoas a fazerem mais atividades físicas, perderem peso e terem menos problemas cardiovasculares, além de diminuir potencialmente os problemas de saúde mental, como estresse e depressão.

Esses resultados somaram-se aos de vários outros estudos que também apontam a relação direta da natureza com o aumento na concentração, incremento da memória e a evolução na recuperação de procedimentos cirúrgicos. Mas como manter contato com os elementos da natureza em tempos de pandemia de coronavírus, com parques públicos reabrindo de forma moderada e recomendação de isolamento social? A resposta está na criatividade.

“A natureza é parte integrante e indissociável da saúde humana e, portanto, o acesso a ela deve sempre ser garantido. Além de todos os benefícios que oferece, como ar limpo, água potável e alimentos nutritivos, é na natureza que buscamos o relaxamento, a reconexão com nós mesmos e inspirações para a vida. A natureza é o melhor remédio para a saúde física e para a saúde mental”, diz Leide Takahashi, membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza (RECN), da Comissão Mundial de Áreas Protegidas da União Internacional para a Conservação da Natureza e gerente de Conservação da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

A especialista separou sete maneiras de se conectar com a natureza, mesmo em tempos de isolamento social.

Obras de arte: estudo publicado em 2015 no International Journal of Environmental Research and Public Health apontou que imagens que retratam a natureza ajudam as pessoas a se recuperarem de situações de estresse. Portanto, ter um ou dois quadros em casa com imagens de vegetação ou de paisagens naturais é um jeito simples de cuidar da própria saúde.

Piqueniques caseiros: uma opção bem interessante de manter o contato com a natureza é realizar piqueniques em casa. A atividade é bem simples: basta estender uma toalha colorida na sala, flores, plantinhas e alimentos saudáveis para aproveitar a diversão em família. Essa também é uma oportunidade para educar as crianças sobre a origem dos alimentos e a importância da natureza.

Jardins e hortas: já que não é indicado ainda irmos até à natureza neste momento, por que não trazê-la mais para dentro de casa? Até mesmo quem mora em pequenos apartamentos pode – e deve! – cuidar de plantas, ter um minijardim ou uma pequena horta caseira. O contato com as plantas serve como uma forma eficaz de terapia, ajudando no relaxamento e na sensação de bem-estar. Mais do que isso, quando feito junto com crianças, ajuda a transmitir a mensagem da importância de se conservar e proteger as espécies e o meio ambiente.

Sons da natureza: são como uma música clássica, uma orquestra. Têm o poder de auxiliar o indivíduo a relaxar, se liberar um pouco das questões cotidianas e transportar os pensamentos para lugares e paisagens que transmitem prazer e serenidade. A Fundação Grupo Boticário montou uma playlist no Spotify com sons da natureza para que as pessoas se conectem com o mar, o canto dos pássaros da Mata Atlântica, o coral das aves ao amanhecer, os sons relaxantes produzido pelas baleias, entre outros.

Woodstream Brands

Atividades manuais: esta é uma boa maneira de reunir a família para cocriar objetos que valorizam a vida animal, promover a educação sustentável e se divertir. É possível, por exemplo, chamar a garotada para montar um minhocário, um bebedouro para os pássaros ou um abrigo para pequenas aves. Tudo com material reciclado ou reaproveitado.

Calico’s Nest

Observação de aves: a prática de observação de aves, também conhecida como birdwatching, já mobiliza cerca de 30 mil pessoas no Brasil, segundo dados da Conservação Internacional. E esta é uma prática que pode muito bem ser feita em casa, prestando atenção nas espécies de aves que estão próximas às nossas janelas, varandas e quintais, nas árvores ou até mesmo nas fiações das cidades.

Essências: além de espalhar plantas e vasos pela casa, inclusive como forma de decoração do espaço, é possível usar incensos e essências naturais que remetam à natureza e ajudem no relaxamento.

Fonte: Fundação Grupo Boticário

Mulher, mãe e executiva: como lidar com o home office em tempo integral

As executivas Vanessa D’Angelo e Caroline Raimundo pontuam os desafios de se adaptar ao novo normal enquanto tentam balancear a vida pessoal e profissional durante a pandemia de Covid-19

O período de distanciamento imposto pela pandemia do novo coronavírus proporcionou mudanças no estilo de vida da maioria dos executivos em todo o mundo, que precisaram se adaptar a uma nova forma de trabalhar e liderar, agora, exclusivamente, à distância. Para as mulheres e mães, esta adaptação se mostrou ainda mais desafiadora, já que o novo normal também contempla o fechamento das escolas e os filhos em casa em tempo integral.

vanessa e filhas

Vanessa D’Angelo, Head de Marketing para a América Latina na LogMeIn, já estava acostumada ao trabalho remoto pelo menos duas vezes por semana antes da pandemia e, apesar disso, pontua que nas primeiras semanas de adaptação ao home office somado ao distanciamento foi muito difícil separar o trabalho dos cuidados com a casa e relacionamento com a família. A executiva é casada e mãe de duas adolescentes e, em família, depois de uma conversa séria sobre o momento desafiador, decidiram dividir as tarefas para que a rotina de todos pudesse seguir da melhor forma possível.

Com crianças mais velhas, lidar com a educação das filhas a distância também não foi um grande problema para Vanessa, já que além da idade e facilidade com a tecnologia, as adolescentes também já haviam sido capacitadas por sua escola para utilizar o notebook anteriormente nas aulas presenciais. Porém, essa não é a realidade da maioria das mães.

caroline

Caroline Raimundo, Gerente de Marketing na Acer do Brasil, é mãe de crianças de 5 e 7 anos, em fase de alfabetização e que precisam de auxílio em tempo integral com as aulas online. Para a executiva, conciliar a rotina de liderança remotamente, com os cuidados com a casa e os filhos é, sem dúvidas, um grande aprendizado. “Transformei a mesa da cozinha em um grande coworking onde eu e meu filhos passamos parte do dia juntos, eu trabalhando e eles estudando. E, sempre que há dúvidas nas tarefas da escola, levantam a mão e eu vou ajudá-los”, destaca Caroline.

Não é de hoje que o trabalho remoto se popularizou entre diversas áreas e empresas. Nos últimos anos, com a chegada dos nativos digitais ao mercado, a prática se tornou requisito essencial para inúmeras vagas, principalmente em empresas com atuação global. Apesar disso, no Brasil, ainda era visto por muitos como um tabu.

De acordo com ambas as executivas, diante de todos os desafios do momento atual, a principal cobrança ainda vem delas mesmas. “Eu tinha receio de falar que estava ocupada fazendo uma tarefa de casa e não podia fazer algo do trabalho naquele momento”, conta Vanessa.

Caroline, que ainda não tinha a rotina de trabalhar em casa com frequência antes da pandemia, também pontua o quanto é delicado impor limites aos colegas de trabalho durante o home office em tempo integral: “aprendi a ter horário para conectar e para desconectar, e entendi que não é errado focar em outras atividades da vida pessoal e buscar maior equilíbrio durante este momento. Quando sabemos o momento de colocar e cumprir os horários, todos entendem e te seguem como exemplo”.

mulher casa home office

Apesar das dificuldades, após um período de adaptação, a situação também trouxe muitos benefícios à rotina de negócios das executivas, que se dizem muito mais focadas, criativas e produtivas enquanto trabalham de casa. No quesito família, os benefícios também são inúmeros. “Com a correria do dia a dia, eu nunca tinha conseguido passar tanto tempo com minhas filhas e isso me fez descobrir novas características nelas que em outro momento talvez eu não teria oportunidade, e essa experiência não tem preço”, pontua Vanessa.

A forma como as empresas estão lidando com a nova rotina também pode influenciar bastante na qualidade de vida dos funcionários. De acordo com Caroline, “a Acer vê o bem-estar dos funcionários como a sua maior prioridade neste momento, o que tranquiliza e incentiva suas equipes a continuar prestando serviço de qualidade e com segurança de suas casas”.

A LogMeIn também está priorizando o bem-estar do seu time e para isso criou benefícios para auxiliar os funcionários na aquisição de itens para seus escritórios em casa e decretou, mensalmente, um feriado institucional para incentivar suas equipes de todo o mundo a passar mais tempo de qualidade e em família durante a pandemia de Covid-19.

Para outras mães e executivas que também estão batalhando para equilibrar as tarefas do trabalho e a vida pessoal, as executivas dão dicas simples e práticas que estão as ajudando bastante nos últimos três meses:

homem pai menino cozinha limpeza dissolve
Dissolve

• Criar regras – independente das obrigações e agendas do trabalho e de casa, é importante impor regras para si mesma, para a família e para os colegas de trabalho. Seja criando um horário fixo para cada atividade diariamente; ou deixando claro para a família e os e colegas de trabalho em que momentos você não está disponível, criar uma rotina é fundamental.

nao não Gerd Altmann por Pixabay
Gerd Altmann/Pixabay

• Não ter medo de dizer “não” – a família e os colegas de trabalho precisam estar cientes que haverá momentos em que você não estará disponível para o trabalho e/ou socialização.

Skype- terapia internet
• Separar um tempo para si mesma – seja fazer exercícios, ler, assistir filmes ou até mesmo um novo curso online, é preciso lembrar de separar diariamente momentos para relaxar com atividades prazerosas e relaxantes para você, já que o momento atual tende a causar mais ansiedade e estresse.

Sterna Café lança kit de bebidas de inverno para fazer em casa

Drinques com KitKat, Churros e Marshmallow são as novidades do cardápio

A rede de Franquias Sterna Café lança o seu kit Neste inverno, viaje por novos sabores, com elementos para preparar em casa 3 tipos de bebidas quentes inspiradas em diferentes partes do mundo.

O primeiro drinque é o Calor Churros, feito com Leite Moça, que leva a um passeio pela Península Ibérica. Depois tem o Croc Blanket com KitKat, que remete à terra da Rainha Elisabeth, para finalizar vem o Marsh-mallow Dream, cujo o doce teve seus primórdios no antigo Egito. 

Cada kit contém todos os itens para o preparo adequado da bebida e o modo de fazer. O Calor Churros vem com 2 colheres cheias de pasta de Churros Nestlé, 100ml de leite, 1 xícara de café 50ml especial Sterna, 2 caracóis de chantilly, 1 colher de xerém de amendoim e 1 mini churros. Já o Croc Blanket traz 1 colher de pasta KitKat, 100ml de leite, 1 xícara de café 50ml especial Sterna Café, 2 caracóis de chantilly e 1 KitKat. Finalizando as novidades, o Marsh-mallow conta com 1 xícara de café de leite, 1 xícara (café) de leite de coco, 30 gramas de chocolate belga meio amargo e 3 marshmallows.

Além das delícias do lançamento, o cardápio ainda conta com bebidas quentes, como Cappuccino, Chocolate Quente Belga, Latte, Macchiato, Mocha Nutella, ou os cafés especiais que são o sucesso da marca.

Kit-04

As bebidas também podem ser retiradas já prontas pelo sistema ‘take away’, onde o cliente compra e leva para consumir em outro local, ou pedidas pelo delivery.

Informações: Sterna Café

Casa de Bolos sorteia uma casa no dia 5 de agosto

Além de 10 mil bolos, rede de franquias vai dar uma casa no valor de R$ 100 mil
A promoção Aniversário Premiado da Casa de Bolos que vai sortear no dia 05 de agosto uma casa no valor de R$ 100 mil está chegando ao fim. Mas, ainda dá tempo para cadastrar os cupons até o dia 02/08 e participar da maior ação promocional realizada pela rede pioneira no segmento de bolos caseiros.

A campanha Aniversário Premiado teve início no dia 20 de janeiro e já sorteou um Kit Sala: com uma TV 55’’, home theater e sofá; além de um Kit Cozinha: com um refrigerador, micro-ondas e cooktop.

Casa-de-Bolos (9)

O sorteio acontece via extração da Loteria Federal e para concorrer é preciso cadastrar o cupom adquirido a cada compra de R$ 30,00, no site. No ato do cadastramento, o consumidor concorre ainda a dos 10 mil bolos da promoção.

 

Sugestões de produtos para esquentar a casa neste inverno

Com a chegada do inverno e das temperaturas mais baixas, bate aquela vontade de deixar a casa mais aconchegante, não é mesmo? Em tempos de pandemia, quando muitas pessoas continuam na quarentena e trabalhando em esquema home office, a vontade pode até se tornar necessidade.

Confira algumas sugestões de produtos para aquecer sua casa:

Slide3Slide4Slide5Slide6Slide7Slide8Slide9Slide10Slide11

Informações: Breton Casa /Estúdio Mula Preta / St. James / Tapetah

Plantas e jardim em casa: conheça quatro dicas de cuidados no inverno

Os cuidados, apontados pela empresa Vertical Garden, são simples e preparam a planta para a nova brotação na primavera

O inverno chegou. E, em parte do nosso país, ele vem de verdade, ou seja, as temperaturas realmente caem e o tempo de incidência da luz solar passa a ser menor. Por isso, nesta estação do ano o cuidado com as plantas, seja em ambientes internos ou externos merece atenção.

“No inverno as plantas entram em um estado vegetativo mais lento, como se fosse uma hibernação prévia à primavera”, explica Bruno Watanabe, paisagista da Vertical Garden, empresa referência em paisagismo corporativo e residencial no país. “Há a troca parcial das folhas, o que explica o aspecto amarelado da folhagem, perfeitamente normal na estação. Ele indica que a planta está se preparando para a nova brotação, que normalmente acontece ao final do inverno” diz Watanabe.

No entanto, é preciso prestar atenção na rotina de regas. “O inverno é também um período propício para a poda e adubação”, diz o paisagista. Acompanhe abaixo quatro dicas principais da Vertical Garden para o cuidado com as plantas na estação mais fria do ano.

jardim sustentável markusspiske pixabay 2

Sol – se suas plantas estão em vasos pequenos e médios, de fácil deslocamento, esse é o momento de deixá-las mais próximas do local da sua casa onde a incidência da luz solar é mais duradoura. “Não hesite em arrastar seus vasos para mais próximo de janelas ou varandas nessa época do ano”.

jardim jardinagem regar regador mulher idosa pasja1000 por Pixabay
Foto: Pasja1000/Pixabay

Rega – com a queda das temperaturas e também do metabolismo da planta, as regas no inverno podem ser mais espaçadas. “Isso não significa que a rega será suspensa, mas ao invés de uma rotina diária de rega você pode alterná-la dia sim, dia não”.

mulher fertilizando jardim plantas freepik
Freepik

Adubação –  inverno é a estação da adubação. É possível usar adubos orgânicos, como a terra orgânica, ou os químicos. “Afofe a terra e, se optar pelo adubo químico, que quase sempre contém nitrogênio, tenha o cuidado de colocá-lo mais distante do tronco da planta”.

mulher podando plantas jardim poda leek garden
Leek Garden

Poda – o inverno também é a estação mais propícia para a poda. É importante retirar folhas secas e respeitar o tronco da planta na poda. Uma dica é realizar o corte com tesoura apropriada e cerca de 10 cm acima de cada nó da planta. “Pode parecer muita coisa mas não é. Essa poda vai fortalecer a planta para a brotação na primavera”.

Segundo Watanabe, o cuidado com as plantas é um hábito que favorece muito a nossa saúde física e mental. E estar em contato com o verde têm efeitos benéficos sobre a sensação de bem-estar.

jardim

“Há pesquisas, como a da Universidade de Chibra, no Japão, que atestam que o contato com as plantas reduz em até 16% os índices de cortisol, o hormônio relacionado ao estresse; em 4% a frequência cardíaca, e em 2% a pressão arterial”, finaliza o paisagista.

Fonte: Vertical Garden

Inchaço matinal no rosto é constante na quarentena? Você precisa seguir estas dicas

Várias são as causas para acordar com o rosto inchado pela manhã. Alguns são fáceis de consertar, enquanto outros exigem atenção médica. Saiba algumas dicas para lidar com o problema

Durante o isolamento social, por conta da pandemia do novo coronavírus, estamos mais atentos aos cuidados de saúde e beleza dentro de casa. E é comum perceber que, às vezes, mesmo após uma noite bem dormida, o temível inchaço matinal aparece – e ele tem várias causas.

“Durante o sono, o sistema linfático fica mais lento e, sendo ele o responsável pela absorção de líquido das células, há uma predisposição para esse inchaço. Além disso, há uma influência também da alimentação, bebidas alcoólicas, remédios, alterações hormonais, posição de dormir e até causas genéticas”, explica a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

De acordo com a médica, a tireoide fora de sintonia também tem relação com esse tipo de inchaço. “A glândula produz um hormônio que regula o metabolismo e a temperatura corporal. Se estiver produzindo muito pouco, as alterações metabólicas podem fazer com que aumente o inchaço também”, diz. “Nesse caso, é aconselhável procurar um médico para prescrever a medicação correta”, completa.

Abaixo, ela dá algumas dicas para melhorar o aspecto inchado do rosto durante a quarentena:

mulher bebendo água ibbl

Beba mais água e consuma menos sódio – começando pelo básico, a médica indica o consumo de pelo menos dois litros de água por dia, pois isso é essencial para desinchar o corpo todo. “Água de coco e chá verde também são opções. Mas sempre se lembre de controlar a quantidade de sódio nas refeições, pois ele colabora na retenção de líquido. Temos visto que, dentro de casa por conta da pandemia, as pessoas acabam descuidando muito da alimentação e consumem mais produtos enlatados e processados, ricos em sódio. E fique de olho em sucos de caixinha, que também têm muito sódio na composição”, afirma a médica.

shutterstock_ mulher lavando o rosto
Shutterstock

Lave o rosto com água fria – assim que acordar, lave o rosto com água fria e com um sabonete específico para seu tipo de pele, de preferência com extratos botânicos com ação anti-inflamatória, calmante e descongestionante, como a camomila e erva doce. Eles vão ajudar na diminuição do edema.

mulher agua termal pele beleza

Use água termal (gelada) – na noite anterior, deixe sua embalagem de água termal com ativos calmantes na geladeira. Logo após lavar o rosto, pela manhã, borrife no rosto. “A temperatura fria do produto refresca e descongestiona a pele”, explica.

mulher-dormindo-sono

Fique de olho na posição de dormir – deitar de bruços é a opção que mais favorece o inchaço matinal do rosto. Se possível, eleve a cabeça com mais de um travesseiro e durma de barriga para cima. “Isso também ajuda a não marcar tanto o rosto, o que favorece o aparecimento de rugas”, diz a dermatologista.

mulher madura fazendo exercicio em casa 123rf
123RF

Atividade física e dieta – mesmo confinados dentro de casa, é necessário lembrar que corpo em movimento é corpo saudável, então procure fazer uma atividade física durante o dia, de preferência dentro de casa. “A própria contração muscular já contribui para a drenagem dos líquidos. Alie os exercícios com uma dieta equilibrada, aumentando o consumo de couve, brócolis, repolho, couve-flor, pois tais vegetais melhoram a eliminação de toxinas. Isso vai beneficiar o corpo todo na diminuição do inchaço”, finaliza.

Fonte: Paola Pomerantzeff é dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.