Arquivo da tag: cia. da consulta

Dia Mundial de Prevenção do Suicídio: principais dúvidas e como lidar

Hoje, 10 de setembro, é o dia em que se discute a prevenção do suicídio, psiquiatra da Cia. da Consulta esclarece sobre o tema que mata aproximadamente 800 mil pessoas por ano no mundo

O Setembro Amarelo é o mês de prevenção ao suicídio, uma campanha importante para abordar um fenômeno complexo. O objetivo é estimular o debate sobre o tema para garantir ajuda e atenção adequadas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda maior causa de morte no mundo entre a população de 15 a 29 anos.

Anualmente, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida, porém nove em cada dez mortes por suicídio poderiam ser evitadas. Embora, em 2019, os índices terem caído globalmente, a taxa entre adolescentes que vivem nas grandes cidades brasileiras aumentou 24% entre 2006 e 2015, segundo pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Nas unidades da Cia. da Consulta a psiquiatria é a terceira especialidade mais procurada entre os pacientes. O psiquiatra Caio Pinheiro responde as principais questões sobre o tema e dá algumas dicas importantes sobre como agir e ajudar:

shutterstock mulher cama dor depressao.jpg

– Quais os comportamentos mais comuns?
Caio Pinheiro: Muitas pessoas em risco de suicídio estão com problemas em suas vidas entre os desejos de viver e de acabar com a dor psíquica. Isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades de que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como ‘“preferia estar morto’” ou ‘quero desaparecer’ podem indicar necessidade de ajuda. É importante ficar atento às frases de alerta, pois por trás delas estão os sentimentos de pessoas que podem precisar de apoio emocional. E, é preciso investigar e buscar um especialista, sempre que possível. Quando identificado, o profissional de saúde pode ajudar a diminuir o risco de suicídio.

– Como lidar com uma pessoa que dá indícios de comportamento suicida?
Caio Pinheiro: A primeira medida preventiva é entender que falar sobre o suicídio é proteger o próximo. Ouvir atentamente e com calma, entender os sentimentos com empatia, expressar respeito pelas opiniões e valores, conversar honestamente, mostrar sua preocupação, cuidado e afeição e focar nos sentimentos da pessoa. Essas atitudes são medidas que podem ajudar quem está com o risco de suicídio e aliviar a dor psíquica. O melhor caminho é a conversa, quebrar tabus e compartilhar informações para que seja estimulado o diálogo. Saber reconhecer os sinais de alerta é um passo crucial.

– Quais as características próprias de quem está sob o risco de suicídio?
Caio Pinheiro: Indivíduos com características suicidas podem ter comportamentos semelhantes que costumam ser próprios do estado em que se encontra a maioria das pessoas sob risco de suicídio: ambivalência – quase sempre querem ao mesmo tempo alcançar a morte, mas também viver; impulsividade – pode ser um impulso transitório e durar alguns minutos ou horas, normalmente desencadeados por eventos negativos do dia a dia; e rigidez/constrição – a consciência passa a funcionar de forma dicotômica: tudo ou nada, pensam constantemente no tema como única solução.

casal tristeza

– Que tipo de fatores costumam desencadear a motivação suicida?
Caio Pinheiro: Existem alguns fatores predisponentes – que aumentam o risco de suicídio: histórico familiar, alcoolismo ou outros vícios, transtornos mentais, tentativas de suicídio prévias, doenças físicas, desesperança, isolamento social, pertencimento a uma minoria étnico-sociais (mulheres, negros e população LGBT) ou sexual (homossexuais e transexuais), ter passado por abuso físico, emocional ou sexual. Assim como outros pontos como desemprego ou aposentadoria. Os fatores precipitantes – que desencadeiam uma crise de suicídio – incluem a separação conjugal, ruptura de relação amorosa, rejeição física e/ou social, alta recente de hospitalização psiquiátrica, graves perturbações familiares, perda de emprego, modificação da situação econômica ou financeira, gravidez indesejada (principalmente para solteiras), vergonha e temor de ser descoberto por algo socialmente indesejável.

– Todo depressivo tem precondição para ser um suicida?
Caio Pinheiro: É preciso desconstruir que a depressão é o único fator de risco para o suicídio, pois todos os outros transtornos psiquiátricos podem motivar um ato suicida. Nem todo suicídio está associado à depressão e também nem todo paciente deprimido quer se suicidar. A depressão tem diversos estágios e o suicídio é um dos atos mais graves. Ele vem, muitas vezes, com a sensação de desesperança em relação à melhora, de um sofrimento psíquico que é muito forte e profundo.

– Somente pessoas com transtornos mentais têm comportamento suicida?
Caio Pinheiro: Estima-se que em até 90% das vezes o suicídio está associado a transtornos mentais. Por exemplo, há os casos de pessoas que agem pelo impulso, com tentativas não relacionadas a transtornos mentais. Também indivíduos que oferecem um sacrifício por fazer parte de uma seita religiosa, os homens-bombas (atos terroristas), que pensam que aquele ato suicida poderia trazer algum tipo de salvação ou mérito, como um contexto cultural.

mulher triste

– Quem planeja se matar está determinado a morrer?
Caio Pinheiro? A sensação de desesperança muito profunda faz com que algumas pessoas pensem na morte como uma solução e elas podem chegar a planejar esse ato suicida, mas, nem sempre, já tomaram a decisão. O pensamento não está necessariamente associado ao plano de um ato suicida, pode ser um sinal de alarme importante e merece uma atenção muito intensa. São necessários cuidados e uma certa vigilância.

– Pessoas que falam sobre suicídio estão procurando ajuda ou suporte?
Caio Pinheiro: As pessoas que conversam sobre o suicídio, estão abertas a falar no tema e, geralmente, o fazem como uma maneira de pedir ajuda. Muitas vezes ela divide seu pensamento pela angústia de lidar com o assunto e para buscar um acolhimento.

– A maioria dos suicídios ocorre sem alerta?
Caio Pinheiro: Existem alguns comportamentos comuns que, quando associado a outros transtornos psiquiátricos, podem ser sinais. Como indivíduos que se preparam para solucionar problemas pendentes e fechar ciclos para deixar suas questões resolvidas. Pelo menos dois terços das pessoas que tentam ou que se matam haviam sinalizado de alguma maneira sua intenção para amigos, familiares ou conhecidos.

– Uma pessoa que tenta se matar uma vez tentará novamente?
Caio Pinheiro: Segundo estudos, após uma tentativa de suicídio existe um risco maior da pessoa cometer até duas novas tentativas em dois anos. Existe uma probabilidade de 80% da pessoa tentar novamente até dois dias após a primeira tentativa. A ameaça de suicídio também deve ser sempre levada a sério, pois demonstra um sofrimento e a necessidade de ajuda.

amizade solidariedade depressão mulher pixabay 2

– Perguntar se a pessoa está pensando em se matar pode induzi-la ao suicídio?
Caio Pinheiro: Quando conhecemos alguém que está com problemas, dificuldades ou sofrimento, conversar e buscar entender o que a pessoa está passando e sentindo nesse momento são fatores protetores. Não se deve ter medo de abordar o assunto, pois sozinha a pessoa pode se sentir sem apoio. Dessa forma, é possível criar uma rede de suporte entre familiares e amigos.

– Quem se mata é fraco?
Caio Pinheiro: Não. O suicídio vem como uma solução de algo que gera uma angústia muito intensa. O que dirige a ação auto infligida é uma dor psíquica insuportável e, não, uma atitude de covardia ou coragem. “Dizer que a pessoa é fraca, muitas vezes, é por julgamento ou não entendermos a dor do próximo. Deve-se ter em mente que ela está em desespero e é preciso ter cuidado para compreender esse sofrimento que o outro está passando para chegar nesse ato, que podem ter diversos aspectos psiquiátricos envolvidos”, explica o psiquiatra.

Fonte: Cia. da Consulta

Restaurante: as melhores escolhas para cada situação

Do italiano ao japonês: aprenda a fazer boas escolhas para não atrapalhar o processo de emagrecimento

Para quem deseja perder peso, sair de casa para ir ao restaurante sempre é um teste para o autocontrole. São nesses momentos que perdemos o controle da situação e nos rendemos às tentações que estão bem ali à nossa disposição. Por outro lado, o segredo do emagrecimento saudável está justamente em aderir a hábitos saudáveis de longo prazo – a famosa reeducação alimentar.

O primeiro passo é ter determinação para querer de fato transformar seus hábitos alimentares. Sabe aquele ditado de que quantidade não é qualidade? “Essa frase resume o conceito básico da reeducação alimentar, pois se trata de escolher nutrir o corpo com alimentos de qualidade, e não em quantidade” resume Juliana Mauri, nutricionista da Cia. da Consulta.

O processo exige uma mudança no estilo de vida, motivo pelo qual muitas pessoas desistem no meio do caminho. “Não é fácil, mas contribui para a perda de peso e ainda traz inúmeros benefícios para sua saúde”, completa a especialista. A causa para a demora em obter resultados pode estar na presença de hábitos inofensivos do nosso dia a dia, mas que são capazes de sabotar o processo de emagrecimento. Além disso, não podemos nos isolar totalmente de uma vida social e o segredo é saber fazer boas escolhas independentemente da situação. Confira a seguir as dicas da nutricionista:

No restaurante Italiano

Hábito ruim:
· Comer massas com recheios.
· Optar por molhos gordurosos, como o de queijo e o branco.
· Utilizar queijo ralado em excesso.

massas-1

Solução
Prefira as massas sem recheio.
Priorize pratos com molho vermelho.
Controle o consumo de queijo ralado.

Na churrascaria

Hábito ruim:
· Comer carnes gordurosas e em excesso, mesmo que já esteja satisfeito.

CampCarne

Solução
· Fuja da típica frase “vamos fazer valer o dinheiro que foi pago pelo rodizio”.

Inicie a refeição pela salada.
Prefira as carnes magras com menor teor de gordura, como maminha ou alcatra.
Opte também por peixes e peito de frango sem pele.
Evite alimentos fritos.
Peça uma salada de fruta para a sobremesa.

Na hamburgueria

Habito ruim:
· Pedir lanche com mais de um hambúrguer.
· Incluir condimentos, como queijo e molhos.
· Optar por acompanhamentos como batata frita e refrigerante.

07_mcchicken_1
McDonalds

Solução
Peça sanduíche de frango ou peixe.
Evite molhos e queijos.
Prefira tomar água.

No restaurante japonês

Hábito ruim:
· Consumir arroz em excesso, pois o arroz japonês pode conter açúcar em seu preparo.
· Optar por frituras em excesso.
· Tomar suco de fruta durante ou após a refeição.

comida japonesa alimentação

Solução
Prefira consumir o temaki sem arroz.
Priorize o sushi de peixe, pois o de camarão é gorduroso e mais calórico.
Evite as frituras.
Peça um picolé de fruta para a sobremesa.
Beba água para acompanhar a refeição, pois os sucos são calóricos.

Fonte: Cia da Consulta é uma clínica que oferece serviços médicos de alta qualidade a preços acessíveis. Disponibiliza consultas em mais de 32 especialidades, entre elas clínica geral, cardiologia, ginecologia, oftalmologia, além de check ups, exames e cirurgias

 

 

Dia Mundial da Água: confira benefícios que o consumo traz para a saúde

Hoje, dia 22 de março, é comemorado o Dia Mundial da Água. Sabia que ela representa cerca de 60% do peso total do corpo de um indivíduo adulto? É por isso que está relacionada a praticamente todo funcionamento do nosso corpo e se manter hidratado é fundamental para a manutenção da saúde.

“Além de atuar no processo fisiológico, como na digestão, a água auxilia o transporte de substâncias, ajuda a eliminar toxinas através da urina e da transpiração e também é importante na regulação da temperatura do nosso corpo”, comenta a nutricionista da Cia. da Consulta, Juliana Mauri.

Muitas pessoas acabam se esquecendo de ingerir água ao longo do dia, mas saiba que isso pode ser um sinal de alerta para o corpo e prejudicial para a saúde. “Sede, boca seca, pele seca, olhos secos, lábios rachados, urina mais escura, redução do volume urinário, perda de peso e cansaço são alguns indícios de que a ingestão de água precisa estar mais presente na sua rotina e podem indicar desidratação”, indica Mauri.

O IOM (Institute of Medicine) recomenda 3,7 litros de líquidos total/dia para homens e 2,7 litros para mulheres. Alimentos também são ricos em água, sobretudo frutas e vegetais, e ajudam o organismo a suprir suas necessidades diárias. “Cerca de 20% do nosso fluído é proveniente dos alimentos”, explica a especialista.

Até aqui já deu para entender que a água só traz coisas boas para o nosso corpo, certo? Confira a seguir cinco benefícios de seu consumo listados pela nutricionista da Cia. da Consulta, Juliana Mauri:

Proporciona saciedade

Hidratacao agua mulher

A água nos causa saciedade, pois distende o estômago e diminui a fome. Por isso, o seu consumo antes das refeições pode ajudar no processo de emagrecimento.

Reduz cansaço e fadiga muscular

mulher bebendo agua2

Um dos motivos do cansaço pode ser o baixo consumo de água. Ela contribui para uma recuperação mais rápida e tem ação diurética, eliminando as toxinas que causam a fadiga. Logo, manter o organismo hidratado ajuda a aliviar a fadiga após o exercício.

Ajuda no raciocínio e bom-humor

mulher sorrindo

Quando o corpo está ativo e em estado de funcionamento adequado, envia um sinal positivo até o cérebro – o que melhora o humor. A água beneficia os neurônios e proporciona a sensação de bem-estar, além de influenciar a capacidade de raciocínio e memorização. Não tomar a quantidade de água suficiente pode fazer com que o cérebro não processe sentimentos e informações da maneira correta, o que acaba interferindo no humor, na concentração, no raciocínio e em muitas outras coisas.

Retarda o envelhecimento da pele

manchas-pele-sol-mulher

A água hidrata e aumenta a elasticidade da pele evitando o envelhecimento precoce, a acne e as rugas. O colágeno responsável pela sustentação da pele, depende da água para a sua renovação e bom funcionamento. Os cosméticos agem na camada mais externa da pele, enquanto o líquido age nas camadas mais internas.

Previne o mau hálito

mau halito boca mulher

Se você está com mau hálito, isso pode ser um sinal de que o seu corpo necessita de mais água. As pessoas que bebem pouca água ou respiram pela boca têm menos salivação. Por sua vez, a saliva ajuda a eliminar bactérias, manter a língua hidratada e evitar o mau hálito.

Cia. da Consulta disponibiliza exames preventivos na Praça da Sé

Mutirão da saúde acontece até dia 29 de setembro em comemoração ao Dia Mundial do Coração

A Cia. da Consulta exalta o Dia Mundial do Coração, comemorado em 29 de setembro, com uma semana de serviços à população de São Paulo. De 25 a 29 deste mês, a clínica médica – localizada na Praça da Sé – disponibiliza exames com o objetivo de incentivar a prevenção de doenças e promover a conscientização de questões importantes relacionadas à saúde do órgão vital.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 30% das mortes no Brasil acontecem por conta de doenças cardiovasculares (doenças cardíacas que afetam o coração e os vasos sanguíneos). “Queremos mostrar às pessoas a importância de realizar exames regulares com o intuito de prevenir a ocorrência de problemas que poderiam ser facilmente solucionados com acompanhamento médico adequado”, comenta Victor Fiss, fundador da Cia. da Consulta.

O atendimento à população será realizado na clínica médica Cia. da Consulta, sempre das 7 às 18 horas, com os serviços de:

–Exame de glicemia capilar: teste que coleta uma amostra de sangue da ponta do dedo capaz de identificar o nível de glicose. Estudos mostram que o elevado nível de açúcar no sangue pode estar relacionado à maior incidência de doenças cardiovasculares.
–Medida de pressão arterial: importante para detectar a existência de hipertensão arterial, problema que aumenta a pressão nas artérias e não causa sintomas na maioria das vezes. Pode desencadear estreitamento, obstrução e entupimento dos vasos, além de ser fator de risco para doenças cardiovasculares.
–Cálculo do índice de massa corporal (IMC): cálculo realizado a partir do peso (em kg) dividido pela altura (em metros) ao quadrado, que permite identificar se a pessoa está com o peso ideal ou possui algum grau de obesidade ou desnutrição. O aumento do IMC indica sobrepeso, que por sua vez está relacionado ao maior risco de contrair doenças cardiovasculares.
–Oximetria: mede o nível de oxigênio no sangue através de um dispositivo chamado oxímetro. É importante para avaliar a qualidade do sistema cardiovascular e detectar doenças.
–Orientações nutricionais: os pacientes vão receber um material desenvolvido por nutricionista, que indica quais alimentos priorizar para manter uma alimentação saudável e prevenir doenças do coração. Ainda serão disponibilizadas receitas que contém vitaminas e nutrientes aliadas para manter a saúde do coração.

Além dos serviços na área da saúde, os pacientes receberão um manual informativo detalhando os fatores de risco e dicas para prevenção de doenças cardíacas. Para aproveitar os serviços que serão disponibilizados na Semana do Coração, basta se cadastrar pelo site ou telefone da Cia. da Consulta.

15060249932222222222222.png

Serviço
Onde: Cia. da Consulta. Av. Rangel Pestana, 201 – Sé – São Paulo/SP
Quando: 29/09  das 7:00 às 18:00

 

Dia Nacional do Combate ao Colesterol: quais alimentos consumir e evitar

Hoje, 8 de agosto, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Apesar de ser considerado um vilão para a saúde, o colesterol é o principal componente de todas as nossas células e possui um papel importante para o metabolismo. Trata-se de um constituinte da bile e atua na síntese de vários hormônios esteroides do corpo humano, além de ser sintetizado e estocado no fígado.

Para ser transportado na corrente sanguínea, o colesterol necessita do auxílio das lipoproteínas – das quais constam o HDL (considerado como “colesterol bom”) e LDL (rotulado como “colesterol ruim”).

Enquanto o HDL ajuda a eliminar o “colesterol ruim” e a reduzir os riscos de problemas cardíacos, o LDL possui baixa densidade e, ao entrar nas células, faz com que o seu excesso se acumule nas artérias como placas gordurosas. “O abacate é um poderoso aliado para aumentar o HDL e recomendo consumir pelo menos uma colher de sopa por dia”, destaca Emily Sena, nutricionista da Cia. da Consulta.

O excesso de LDL – acima de 200mg/decilitro – é chamado de dislipidemia e pode aumentar os riscos de arteriosclerose, a qual, consequentemente, eleva as chances de doenças cardiovasculares. “Entre os principais riscos estão a maior probabilidade de infarto agudo do miocárdio (IAM), acidente vascular cerebral (AVC) e doença arterial periférica”, comenta Leonardo Martins, cardiologista da Cia. da Consulta.

A alteração dos níveis de colesterol pode encontrar três respostas, dentre elas o fator genético; a ocorrência de doenças, como hipotireoidismo, obesidade, diabetes e insuficiência renal; e os hábitos de vida, ou seja, sedentarismo, tabagismo ou alimentação rica em gordura saturada (sobretudo de origem animal), gordura trans e açúcar.

“Optar por uma vida saudável, praticando exercícios físicos, mantendo-se no peso adequado e evitando comer alimentos gordurosos, ajuda a prevenir o alto colesterol”, recomenda Martins. Dependendo de cada situação, o tratamento sugerido pelo médico pode utilizar remédios para reduzir o colesterol. “Mesmo com o uso de medicamentos, os cuidados com alimentação e exercícios devem ser mantidos por tempo indeterminado”, completa o cardiologista.

Confira abaixo dicas alimentares para combater o “colesterol ruim” elaboradas pela nutricionista da Cia. da Consulta:

Alimentos a serem evitados

– Consumo de alimentos com alto nível de gordura, como coxinha, folhados ou empadas;
– Carnes gordurosas, principalmente aquelas com gordura aparente, entre elas picanha ou pele de frango;
– Frituras em geral;
– Bolachas recheadas e amanteigadas, tortas ou bolos com recheio e com cobertura;
– Manteiga, margarina e banha de porco;

o-que-e-gordura-trans-600x300
– Alimentos industrializados, que são ricos em gordura vegetal hidrogenada e aumentam assim a taxa de colesterol no sangue, como sorvetes ou salgadinhos;
– Gordura saturada, principalmente de origem animal, como queijos amarelos, creme de leite, toucinho e bacon, além de leite, requeijão e iogurte integrais.;
– Embutidos, como salsicha, linguiça ou salame;
– Massa folhada.

Alimentos a serem priorizados

– Dê preferência ao pão, macarrão e arroz integrais;
– Inclua no cardápio as leguminosas, como feijão, soja, lentilha ou ervilhas;
– Prefira cereais integrais, como aveia, trigo, centeio ou cevadinha;
– Dê preferência aos peixes, aves (peito de frango) sem pele e carnes magras cozidas ou assadas;

iogurte profet77 pixabay
Foto: Profet77/Pixabay

– Prefira leite desnatado e iogurte desnatado;
– Dentre os queijos, priorize queijo branco;
– Farelo de aveia, que é rico em fibra e ajuda a diminuir os índices de colesterol;
– Consuma mais gorduras saudáveis, como as monoinsaturadas que ajudam a aumentar HDL presentes no azeite de oliva, abacate, peixes de água fria (salmão, sardinha e atum) e linhaça dourada;

alimentos
– Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes, e coma de forma variada.
– Procure colocar diferentes cores no seu prato;
– Consuma frutas e vegetais crus em abundância.

Para consumir todos os dias

– Frutas vermelhas;

frutas vermelhas pixabay
– Vegetais;
– Peixes de água fria, como cavala, sardinha, bacalhau fresco, salmão grelhados ou assados;

salmao_com_laranja
– Azeite de oliva;
– Alimentos ricos em fibras, como aveia, feijões, grão-de-bico, lentilha, ervilha, trigo e hortaliças;
– Leite desnatado e iogurte desnatado.

Fonte: Cia. da Consulta