Arquivo da tag: criança

Prepare o Bolinho no Pote e curta o fim de semana com a criançada

Treloso ensina a fazer uma receita especial para os dias de descanso

O clima fica mais leve e agradável durante o fim de semana, que pode se tornar mais gostoso com receitas que deixam a hora da refeição mais animada. Para inspirar você, Treloso, marca de biscoitos e bolinhos infantis da Vitarella, ensina como fazer Bolinho de Pote, uma delícia que vai conquistar crianças e adultos.

Gostou da dica? Confira abaixo a receita completa:

Bolinho no Pote

Ingredientes:

Pote 1
1 unidade de Bolinho Treloso de baunilha
100 g de brigadeiro preto mole
50 g de brigadeiro branco mole

Pote 2
1 unidade de Bolinho Treloso de chocolate
100 g de doce de leite
50 g de doce de leite

Modo de preparo:

Pote 1
No pote, comece com uma camada de bolinho sabor baunilha, depois, uma de brigadeiro preto, outra de brigadeiro branco e, por último, decore e bolinho.

Pote 2
No pote, comece com uma camada de bolinho sabor chocolate, doce de leite, doce de leite e, por último, decore com e bolinho.

Fonte: Treloso/Vitarella

Caso Henry Borel: o casamento da psicopatia com o narcisismo perverso*

Na última semana o Brasil foi surpreendido com mais uma história de dor e comoção, com a morte do pequeno Henry Borel, de quatro anos. Uma tragédia com mais dois personagens investigados como suspeitos do crime: a mãe de Henry e o padrasto do menino. Muitos se perguntam porque tanta crueldade. E o que chama a atenção é a frieza com que os fatos se deram, além do comportamento apresentado pela mãe e pelo padrasto. Traçando um perfil psicológico dos dois, diante do que tem sido noticiado, podemos ver que a união de traços de psicopatia do padrasto com sinais de narcisismo perverso da mãe pode ter sido determinante para o desfecho trágico dessa história.

A psicopatia é mais comum do que se pensa. Infelizmente, os psicopatas vivem entre nós e essa identificação não é muito simples. Estudos estatísticos demonstram que o transtorno possui níveis de intensidade e que, de cada 100 pessoas, em torno de quatro a cinco podem apresentar sintomas característicos ao distúrbio.

HealthyPlace

Os psicopatas se apresentam, na maioria dos casos, como simpáticos e amáveis. São sempre cativantes e, muitas vezes, prestativos. A sedução é uma das características marcantes deste personagem. Também são inteligentes e sábios. O lado negativo fica por conta da frieza e dos cálculos estrategistas diante das situações, pois não sentem culpa alguma. Além disso, o remorso não faz parte de seu rol de sentimentos. Psicanaliticamente falando, possuem uma predominância da instância psíquica de personalidade ID, o que explica o modo de vida voltado, único e exclusivamente para seu prazer pessoal e para o atingimento de seus objetivos e metas. Não importa o que o outro sente ou quer, importa o que eu desejo – essa é a bandeira que um psicopata empunha.

A psicopatia é muitas vezes confundida com um transtorno de conduta. O diagnóstico final que decreta afetações do transtorno relata disfunções neurológicas associadas a um conjunto de sentimentos influenciados por crenças limitantes natas ou aprendidas ao longo da vida. Os primeiros sinais podem aparecer ainda quando criança, em um grau mais leve e moderado. Por isso, é muito importante um acompanhamento profissional de perto quando se identificar qualquer indício de alteração comportamental motivado por perversidades e frieza. Um psicopata, quando criança, apresenta algumas características muito peculiares como: mentiras frequentes, dificuldade em seguir regras, são antissociais, insensibilidade emocional, conturbações ao tentar manter amizades, praticam bullying e até podem vir a cometer pequenos delitos transgressores, como roubos, violências e vandalismos.

Mas cuidado, o diagnóstico final que decreta que a pessoa pode ser um psicopata ou não, para ser realmente finalizado com êxito, pauta-se na ancoragem de intensidade e frequência com que esses episódios e comportamentos acontecem. O mais comum é que, por serem muito inteligentes e inquietos quanto à busca por conhecimento, a grande maioria dos psicopatas têm ciência das características do seu posicionamento destoante dentro da sociedade e, com isso, camuflam seus reais sentimentos e ações – o que causa grande dificuldade na definição do distúrbio.

Visto que existem diferentes graus de psicopatia, que variam desde os mais leves, moderados e até os graves, podemos afirmar que nem todos chegam a se tornar assassinos. Podem desempenhar papéis de destaque em seu meio social e usar de algum poder conferido a eles para praticar delitos com total frieza emocional que, em muitos casos, chegam a impressionar. Podendo também ser autores de fraudes, golpes, estelionatos e roubos.

Os psicopatas podem, ainda, mostrar uma faceta carregada de sinais que demonstram que o distúrbio da psicopatia é latente. São eles: egocentrismo; mentiras; trapaças e manipulações; ausência de culpa, remorso e empatia; observação constante ao comportamento do outro, analisando os passos de suas vítimas; alterações severas de humor, com ataques de agressividade; podem ser superficiais e eloquentes; estão sempre envolvendo emocionalmente as pessoas que se encontram vulneráveis; vivem a elogiar todos e a perfeição faz parte de seus objetivos. Porém, os psicopatas nunca buscam ajuda porque não se sentem incomodados com suas ações. São desprovidos de sentimentos e mudar não está nunca em seus planos.

Getty Images

Analisando o perfil da mãe do pequeno Henry, podemos identificar indícios claros de desenvolvimento de uma personalidade de natureza narcísica perversa, onde a maior preocupação é consigo mesma. Pessoas que apresentam esse distúrbio estão sempre em busca da perfeição estética, afinal manter uma máscara sedutora para a sociedade é o mais importante. O foco está sempre voltado para as aparências, onde o excesso de vaidade prevalece em detrimento da empatia e compaixão pelo outro. Não conseguem fazer muitos vínculos emocionais e uma pitada de egoísmo está sempre presente em seu caráter perturbador.Esse perfil narcísico, normalmente, não consegue se abalar com o luto. E isso ficou claro, na história triste e dramática do filho, vítima de maus tratos e agressões.

A junção destas duas personalidades doentias, certamente, foi o estopim determinante na morte trágica da criança de quatro anos. A busca por poder e status percebida em ambos personagens descritos aqui, padrasto e mãe, associada a todas as características de desvios de conduta e de transtornos, foram fatores cruciais que completam essa receita desastrosa que culminou na morte de uma criança indefesa, vulnerável e sofrida.

Portanto, o casamento do narcísico e do psicopata pode potencializar a perversidade severa que irá rejeitar a presença de um terceiro personagem. Provavelmente, motivo que levou às práticas de maus-tratos, com o intuito consciente e velado de eliminar um obstáculo: o menino. O casal, motivado por seus sintomas transgressores, não conseguiam transmitir afeto e amor para a criança. Visto que a sedução doentia e aparente da mãe e o papel forçado de bom moço e bom político do padrasto misturou-se com a perversidade e frieza requintada presentes no crime.

Depositphotos

Enfim, se nem tudo que reluz é ouro, fica claro que todo o cuidado é pouco no quesito relacionamentos. O charme e a inteligência utilizados para impressionar e seduzir o outro podem ser ingredientes bombásticos. Neste caso, a ausência de sentimentos denuncia os fatos e, infelizmente, Henry foi vítima do lado sombrio da mente de pessoas que deveriam apenas proteger e amar.

*Andréa Ladislau é doutora em Psicanálise Membro da Academia Fluminense de Letras; Administradora Hospitalar e Gestão em Saúde Pós Graduada em Psicopedagogia e Inclusão Social Professora na Graduação em Psicanálise Embaixadora e Diplomata In The World Academy of Human Sciences US Ambassador In Niterói. Professora Associada no Instituto Universitário de Pesquisa em Psicanálise da Universidade Católica de Sanctae Mariae do Congo. Professora Associada do Departamento de Psicanálise du Saint Peter and Saint Paul Lutheran Institute au Canada.

Mundo Verde entra no mercado de produtos para bem-estar e cuidados pessoais

Linha Florais de Bach Elixir traz dez produtos como foco em imunidade, redução de peso, ansiedade, entre outros usos

Mundo Verde – rede especializada em saúde, bem-estar e em curadoria de produtos naturais e orgânicos – acaba de lançar uma linha de florais de Bach de sua marca própria Elixir com o objetivo de oferecer produtos voltados para o bem-estar e cuidados pessoais. A nova linha conta com dez tipos diferentes de florais, sendo um deles voltado a crianças, o primeiro produto para o público infantil do portfólio de marca própria da rede.

A técnica dos florais de Bach foi desenvolvida pelo médico britânico Edward Bach na década de 1930 e conquistou o mundo. Os Florais de Bach Elixir são 100% naturais, sem açúcar, conservantes, sabores ou aromas artificiais, com uma embalagem de vidro de 30ml na cor âmbar para manter a qualidade do produto.

Para compor a linha, foram escolhidos florais que atuam na melhora das condições mentais e físicas como: imunidade, redução de peso, reparação do sono, ansiedade, tensão e estresse, cansaço físico e mental, estímulo de libido e superação de vícios.

“Os florais são extratos líquidos de plantas e flores, sem efeitos colaterais que atuam no equilíbrio da energia e das emoções diminuindo estresse, depressão e sentimentos desagradáveis, que muitas vezes são desencadeados pela vida moderna e suas cobranças” conta Flávia Morais, Diretora de Nutrição e Desenvolvimento de Produtos do Mundo Verde.

Os Florais de Bach Elixir já podem ser adquiridos nas unidades físicas do Mundo Verde, e-commerce, delivery e drive-thru, em algumas regiões do Brasil. Para localizar a loja mais próxima, clique aqui.

A rede oferece ainda o serviço gratuito Olá Nutri, para esclarecimentos de dúvidas, dicas e orientações por meio do telefone 0800 022 25 28 e pelo e-mail olanutri@mundoverde.com.br.

Veganismo na infância, pode?

Nutricionista explica como pais veganos podem educar os filhos dentro do estilo de vida que elimina o consumo de produtos de origem animal

No domingo, 1º de novembro, comemora-se o Dia Mundial do Veganismo. E muitos adultos, adeptos ao veganismo, estão ensinando os filhos a seguirem o mesmo estilo de vida, mas ainda restam dúvidas sobre como substituir produtos de origem animal na rotina das crianças, inclusive quando se trata da alimentação, por ser um fator decisivo no desenvolvimento saudável dos pequenos.

“É importante que os pais informem o pediatra sobre o hábito alimentar da família, principalmente após o período de aleitamento materno exclusivo, para que o médico atue na prevenção de carência de nutrientes na criança, recomendando a suplementação de vitaminas se necessário”, informa a nutricionista Jessica Santos, da Superbom.

Confira abaixo alimentos que não podem faltar no cardápio de uma criança vegana

Vegetais de folhas escuras: espinafre, escarola e rúcula devem fazer parte das refeições de todo vegano porque o principal nutriente presente nesses tipos de vegetais é o ferro, encontrado também na carne vermelha, e extremamente necessário para as crianças já que melhora a resistência a infecções e previne a anemia. 

Leguminosas: variedades como feijão, grão-de-bico e ervilha além de também serem fontes de ferro, são considerados ótimos substitutos da carne animal porque têm alta concentração de proteínas, fundamentais para o bom funcionamento do organismo das crianças.

Pixabay

Cereais integrais: ricos em vitaminas do complexo B e de fibras alimentares, os cereais contribuem para a melhora do sistema digestivo e também são uma ótima fonte de energia por terem carboidratos complexos. “Esses cereais podem ser introduzidos na alimentação dos pequenos através de pães, biscoitos e massas feitos com farinhas integrais”, sugere. 

Miroro/Pixabay

Substitutos de carnes e queijos: por fim, a nutricionista indica ainda alimentos prontos enriquecidos com vitaminas que podem substituir os de origem animal no cardápio das crianças como proteínas vegetais e queijos veganos, sendo que algumas opções ainda tem a vitamina B12, importante para quem tirou a carne animal da alimentação. 

Sugestões de produtos – Superbom

Proteínas da ervilha – Superbom

As opções de carnes 100% plant-based feitas a partir da proteína da ervilha da Superbom são enriquecidas com vitaminas A, B12, B9, além dos minerais ferro e zinco, portanto nutritivos para as crianças e toda a família. Estão disponíveis nas versões: Frango Vegano, Coxinha Vegana, Steak sabor Peixe e Burger Gourmet vegan.

Queijos veganos Superbom

Os queijos veganos da Superbom são nutritivos e saborosos, ideias para compor lanches e refeições das crianças. Disponível nos sabores cheddar, prato, mussarela, provolone, parmesão e na versão gourmet brie, cheddar, parmesão e mussarela.

Fonte: Superbom

Afinal, de quem é a culpa das crianças sem limites?

Na obra “Déspotas mirins, o poder nas novas famílias”, a psicanalista Marcia Neder analisa a queda do poder patriarcal e as atuais construções familiares

Por que a sociedade atribui às mulheres e às mães a responsabilidade pelas crianças sem limites que infernizam a vida de professores e o convívio sociofamiliar? Esse foi o questionamento que inspirou a tese de pós-doutorado da psicanalista Marcia Neder. O resultado virou livro: a segunda edição de Déspotas mirins, o poder nas novas famílias, lançamento da Editora Metamorfose.

Segundo Marcia, vivemos uma “pedocracia”, nome que ela criou para a era do poder infantil, modelo caracterizado pela vida em família que gira em torno da criança desde a gravidez. De acordo com a escritora, o fim do patriarcado deu mais poder para os pequenos – e não para as mulheres. Como são elas as responsáveis pelos cuidados e educação dos filhos, também tornam-se as mais submetidas a esses novos tiranos.

Outro ponto explorado pela psicanalista são as novas famílias, famílias modernas ou a família brasileira. A “família tradicional”, formada por papai, mamãe e filhos, patriarcal e aparentemente coesa, foi implodida pela modernidade. Hoje, enteados, sogros, meio-irmãos e avós fazem parte dos núcleos familiares, construção que ainda não se adequou para educar.

“O namorado da minha mãe, a avó do meu irmão, o filho do marido da minha mãe, o pai da minha irmã, a mulher do meu pai, a mulher do pai do meu irmão são personagens cada vez mais frequentes no cotidiano das crianças” -Déspotas mirins, o poder nas novas famílias, pág. 18

Ao avançar nas investigações sobre a mulher e o feminino no imaginário da cultura e de suas instituições, Marcia Neder aprofunda as críticas à herança patriarcal da psicanálise e à misoginia da cultura. A função paterna, que faz do poder uma prerrogativa dos homens, concebe o masculino como separado da sensibilidade – esta que seria atributo exclusivo do feminino um ser naturalmente encarregado dos cuidados da “sua” prole.

Além da obra, Marcia é autora de outras produções como “Os Filhos da Mãe: como viver a maternidade sem culpa e sem o mito da perfeição”, que desmistifica a maternidade e mostra o preço que as mulheres pagam por essa idealização.

Sinopse

“Escrito com a erudição e a contundência que caracteriza o estilo da autora, Déspotas mirins, o poder nas novas famílias propõe conceitos inovadores, como o de pedocracia, e termos particularmente felizes, como os de “déspotas mirins”, “filho-fardo” e “filho-tsunami”. Mais que figuras de linguagem, essas expressões me parecem captar dimensões cruciais da experiência de pais e de filhos, tornando a pesquisa de grande utilidade para os que precisam lidar com essas questões. Em resumo, trata-se de um trabalho de grande qualidade, que enriquece sobremaneira a produção psicanalítica brasileira, e cuja publicação assinala um progresso na área da psicologia da família” – Renato Mezan.

Sobre a autora

Marcia Neder é psicanalista com pós-doutorado e doutorado em Psicologia Clínica pela PUC-SP e também professora adjunta (aposentada) da UFMS, onde criou e coordenou a linha de pesquisa Psicanálise e cultura.

Déspotas mirins, o poder das novas famílias
Autora: Marcia Neder
Editora: Metamorfose
Páginas: 190
Venda: Amazon
Preço: R$ 60,00

Link de venda: Site da autora

Máscaras: o que (ainda) é preciso saber sobre o acessório

A otorrinolaringologista Milena Costa destaca alguns pontos para ajudar no uso correto desse artigo que entrou na rotina para ficar

A principal certeza que se leva da pandemia, pelo menos por enquanto, é que a máscara é o mais ‘recente’ item do cotidiano. Inclusive sem data para ir embora ou deixar de ser usada. Utilizá-la é fundamental, mas fazer isso da maneira correta pode ser ainda mais imprescindível.

Pensando nisso, a otorrinolaringologista Milena Costa separou algumas atitudes, pontos e dúvidas que ainda pode ser recorrentes quando o assunto é o uso das máscaras de proteção.

1. Qual máscara escolher?

orna wachman pixabay mascara facial profissional
Com a obrigatoriedade do uso das máscaras, esse novo item começou a ser muito mais fabricado. Por ser uma ferramenta de segurança, é preciso que a máscara siga alguns critérios para que esta desempenhe sua função adequadamente. Uma das circunstâncias a ser levadas em conta na hora de escolher a máscara é o tecido. “Quanto mais fechada a trama do tecido e mais camadas tiver a máscara melhor,” diz a otorrinolaringologista.

2. Máscara no lugar certo

pexels mulher colocando tirando mascara
Pexels

Outro ponto que precisa ser reforçado é que não cobrir adequadamente o nariz e a boca ou colocar a máscara no queixo e no pescoço, além de ser ineficiente e não proteger, contamina essas regiões. “O conceito principal é a partir do momento em que se coloca a máscara, ela não deve ser mais manipulada. A não ser na hora de tirá-la, o que deve feito pelas alças que ficam atrás da orelha. Nunca manipular ou ajeitar a máscara, porque se está encostando na parte externa e consequentemente também contaminando a mão.”

3. A hora de trocar – e com higiene!

mascara facial varal lavando limpeza
Conger Design/Pixabay

Dar atenção não só para o uso, mas também para a necessidade e a importância da troca da máscara é outro aspecto fundamental. “As pessoas devem ter mais de uma máscara. E é preciso tirar o conceito de que se pode usar a mesma máscara várias vezes ou por vários dias. Ela é individual e não deve ser dividida”. Segundo a especialista, é aconselhado fazer a troca a cada duas horas, em média, ou se a máscara ficar úmida. “O intuito da máscara também é não permitir, em caso de tosse ou espirro, que as gotículas se dispersem no ambiente. Se for espirrar que seja na máscara, mas cuidado ao manipulá-la e depois encostar na face,” diz.

E nada de deixá-la jogada pela casa. A médica lembra ainda que depois da troca, a máscara de pano deve ser colocada dentro de um saco plástico fechado até o momento da lavagem, e não ficar exposta de forma inadequada no ambiente. “Uma vez chegando em casa se pega as máscaras que foram usadas e as coloca em solução desinfetante. Que pode ser água sanitária”. Milena explica que se for máscara descartável, é interessante colocar em um saquinho fechado e depois jogar no lixo. “Assim, diminui as chances de uma possível dispersão do vírus. Mesmo as máscaras descartáveis devem ser eliminadas corretamente,” afirma Milena.

4. Exercício: com ou sem máscara?

dreamstime mulher exercicio correndo mascara
Dreamstime

“O exercício físico deve ser feito com máscara, principalmente agora que as academias estão abertas”. A médica ainda salienta que mesmo durante o exercício físico na rua o uso da máscara é obrigatório e necessário. “Infelizmente, dá sensação de falta de ar, mas já existem alguns modelos de máscaras voltadas para o esporte, que são bem acopladas. Porém, não tem uma maneira de diminuir a sensação de sufocamento e o exercício deve ser feito de máscara,” afirma.

5. Criança usa máscara?

mascara crianca etsy

No caso dos pequenos é indicado que usem máscaras a partir de dois anos de idade. A otorrinolaringologista explica que essa faixa etária está relacionada com crianças que, teoricamente, já sabem manipular o item de segurança. “Menores de dois anos tendem a ficar manipulando a máscara e isso pode ser até pior, por exemplo, ao colocarem a mão nos olhos. Além disso, crianças menores que essa idade não conseguem usar muito bem a máscara por longos períodos”.

Milena Costa é médica otorrinolaringologista formada pela Faculdade de Medicina de Taubaté, com residência médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e fellowship de pesquisa em Rinologia pela Stanford University, na Califórnia.

Aprenda como fazer lanches práticos no período de home office

Com opções variadas de queijos, é possível preparar receitas fáceis, rápidas e nutritivas

Quando os pequenos estão em casa, a rotina muda, ainda mais quando os pais estão concentrados em home office. As crianças brincam, estudam virtualmente e precisam repor a energia. É essencial economizar tempo na cozinha, aproveitar alimentos que estão na geladeira e na despensa.

Pensando nisso, a Tirolez sugere duas receitas de sanduíches práticos, que ficam prontos em poucos minutos e vão fazer sucesso com as crianças, e também com os adultos.

Varie nos ingredientes e tipos de queijos, criando combinações equilibradas e nutritivas.

Sanduíche Gratinado do Reino

Sanduiche-Gratinado-do-Reino

Ingredientes
4 fatias de pão de forma
150 g de creme de leite
Sal, pimenta e noz-moscada a gosto
4 fatias de presunto cozido
80 g de Queijo Reino ralado grosso Tirolez
30 g de Queijo Reino ralado fino Tirolez

Modo de Preparo
Toste o pão de forma na frigideira até dourar e reserve. Tempere o creme de leite com sal, pimenta e noz-moscada e reserve. Separe cada fatia do pão e espalhe 1 colher (chá) de creme de leite, coloque 2 fatias de presunto, metade do Queijo Reino ralado grosso Tirolez e finalize com a outra fatia do pão. Repita a montagem com as outras duas fatias.
Coloque em um refratário os sanduíches, cubra com o creme de leite restante e polvilhe o Queijo Reino ralado fino Tirolez. Leve ao forno aquecido a 180°C por 10 minutos ou até que esteja gratinado.

Dica: o Queijo Reino pode ser substituído pelo Queijo Prato para Lanche Tirolez.
Rendimento: 2 porções
Tempo de preparo: 20min

Sanduíche Delícia de Verão

Sanduiche-Delicia-de-Verao

Ingredientes
1 copo de Requeijão Cremoso Tirolez
1 colher (sopa) de azeite (13 ml)
1 colher (sopa) de suco de limão (13 ml)
sal
10 fatias de pão
4 folhas de alface crespa em tiras
½ xícara (chá) de palmito picado
1 tomate grande em rodelas
270 g de Queijo Minas Frescal Tirolez, cortado em fatias

Modo de Preparo
Em uma tigela, misture o requeijão, o azeite, o suco de limão e o sal a gosto. Espalhe essa mistura sobre um dos lados de 5 fatias de pão e distribua sobre elas a alface, o palmito, o tomate e o queijo minas frescal Tirolez. Feche com as demais fatias e sirva.

Rendimento: 5 sanduíches
Tempo de Preparo: 10 minutos

Fonte: Tirolez

Campanha social arrecada chocolate para crianças carentes

Sempre preocupado com os menos favorecidos, o Colégio Singular iniciou a tradicional Campanha de Páscoa e, até o dia 3 de abril (sexta-feira), todas as suas unidades, inclusive do cursinho pré-vestibular, receberão doações de chocolates, ovos de Páscoa, bombons e colomba pascal – os quais serão entregues para crianças atendidas por creches, orfanatos e demais entidades beneficentes do Grande ABC.

A iniciativa faz parte do projeto Singular Social, que beneficia mais de 50 instituições do Grande ABC em datas comemorativas como Natal, Dia dos Pais, Mães ou em épocas do ano específicas como volta às aulas e inverno.

aa_páscoa_manhã_arrecadação1

Os endereços das unidades do Singular, para entrega da doação, podem ser conferidos no portal clicando aqui.

Shopping Tamboré: 3ª edição do Festival Degusta traz restaurantes e Parque de Diversão

Evento gastronômico terá a participação de restaurantes como Mocotó, Fôrno e Pita Kebab

O Festival Degusta está de volta ao Shopping Tamboré e, desta vez, traz ainda mais diversão para toda a família. Nos dias 4 a 13 de outubro, às sextas, sábados e domingos, o festival de gastronomia estará no estacionamento aberto com restaurantes renomados, parque de diversão, música ao vivo, área pet e clima descontraído em um evento a céu aberto e com entrada gratuita.

Os visitantes poderão experimentar as saborosas opções de menu pelo valor máximo de R$ 25. Entre os convidados da edição, estão o Mocotó, com os tradicionais Dadinhos de Tapioca e Baião de Dois; o Fôrno, com seu icônico sanduíche de Pastrami; O Feed – Açougue do produtor – com a melhor opção de churrasco; e o Ruaa com sua gastronomia que mescla influências multiculturais.

Para quem já está pensando na sobremesa, a Dona Nuvem traz os divertidos sorvetes com algodão colorido. Os milk-shakes ficam por conta da American Shake, enquanto a Biscoitê apresenta deliciosos cookies e biscoitos.

Já que outubro é o mês das crianças, o Festival Degusta terá um gostinho ainda mais especial para os pequenos. Além de conferir o melhor da gastronomia, com opções de menus kids, um Parque de Diversões estará no local com brinquedos como Montanha-russa, Avião Gira-Gira, Trenzinho e Carrossel. A diversão não para por aí, os participantes ainda vão poder tirar muitas fotos em diferentes cenários, personalizados especialmente para os pequenos.

No dia 12 de outubro, uma programação especial espera pelos visitantes mirins. Os personagens de Masha e o Urso farão apresentações especiais, às 14h, 16h e 18h, para celebrar a data com muita diversão e alegria.

Menus Promocionais

Entre os dias 4 a 13 de outubro, serão oferecidos menus promocionais a preço único por diversos restaurantes do shopping, além de praça de alimentação e cafés. Restaurantes com serviço, como Outback, Pecorino, La Pasta Gialla e Sí Senor estarão com opções de menus a preço fixo de R$ 46,90, incluindo entrada + prato principal + sobremesa. Operações localizadas na Praça de Alimentação, como Bar do Alemão, Spoletto, Vivenda do Camarão e Chopping, estarão com opções por R$ 22,90, sendo prato principal + bebida ou sobremesa. Já as lojas de cafés e lanches trazem combos de bebida + doce ou salgado por R$ 11,90. A recém-inaugurada Carlo’s Bakery, por exemplo, traz Cannoli + Café Expresso.

Restaurantes participantes evento externo: American Shake | B.lém | BEC | Biscoitê | Brigaderia | Chimi Choripanes | Chopping | Dona Nuvem | Feed | Fôrno | Le Blé D’or | Maui Poke House | Mocotó | Mr Cheney | Oop Gelato | Piola | Pita Kebab | Por Aí Tasca Portuga | Real Burger | Ruaa | Temakeria & Cia

Atrações musicais:
Dia 04/10 – 19h | 20h | 21h Kacá Novais
Dia 05/10 – 15h30 | 18h | 20h | 21h Folksons
Dia 06/10 – 15h30 | 18h | 20h | 21h Emblues Beer Band
Dia 11/10 – 19h | 20h | 21h Sax in The Beats
Dia 12/10 – 17h30 | 19h | 20h | 21h Folksons
Dia 13/10 – 15h30 | 18h | 20h | 21h Emblues Beer Band

Ingressos atividades infantis:
Brinquedão: R$ 10
Avião Gira-gira: R$ 10
Carrossel: R$ 10
Montanha-russa: R$ 10
Carrinho: R$ 10
Trenzinho: R$ 10
Combo: R$ 50 (1 entrada para cada atividade)

IMG_4734.JPG

Festival Degusta
Datas: 4, 5, 6, 11, 12 e 13 de outubro| evento externo, das 12h às 22h
Valor: Entrada gratuita
Local: Shopping Tamboré – estacionamento externo
Endereço: Av. Piracema, 669 – Tamboré, Barueri – SP

Shopping promove campanha social para estimular Natal com solidariedade

Internacional Shopping realiza a “Árvore Solidária” em parceria com as Casas André Luiz, para arrecadar presentes a crianças e jovens com necessidades especiais

O Natal é uma das épocas mais especiais do ano. Com o objetivo de tornar a data marcante para centenas de crianças e jovens, o Internacional Shopping promove a “Árvore Solidária”, em parceria com as Casas André Luiz, Instituição sem fins lucrativos que atende pessoas com deficiência intelectual e física.

+ürvore Solid+íria (22)

Na ação, os clientes poderão retirar uma tag, com nome e idade das crianças e jovens atendidos pela Instituição. As tags, que ficam nas árvores de natal montadas ao lado dos Balcões de Trocas da campanha de Natal do Shopping, trazem mais detalhes sobre a ação, explicando ao cliente como participar. Para colaborar e fazer o Natal das crianças mais feliz, basta adquirir um presente e entregar no local, junto à tag.

Ao todo, 228 crianças e jovens serão beneficiados com os presentes, compartilhando a alegria do Natal com quem mais precisa. A ideia do Shopping é que os clientes apadrinhem um dos assistidos, multiplicando assim o espírito natalino.

Fundada em 1949, as Casas André Luiz atendem hoje cerca de 2000 pacientes, dos quais 600 são residentes e 1400 atendidos em regime ambulatorial, no Ambulatório de Deficiências, que oferece atendimento nas áreas de clínica médica, fisioterapia, fonoaudiologia, neurologia, odontologia, pediatria, psiquiatria, serviço social e terapia ocupacional, entre outros serviços.

A ação será realizada até 24 de dezembro. Os Balcões de Trocas do Internacional Shopping ficam no Piso Térreo, Corredor da loja Ponto Frio e 1º Piso, no Corredor da loja Besni.

WhatsApp Image 2018-12-07 at 12 04 31 (3)

Informações: Internacional Shopping