Arquivo da tag: cuidados

Amenize os efeitos do clima seco na pele com dicas simples

Além dos problemas respiratórios, dores de cabeça e irritações nos olhos, o clima seco também prejudica fortemente a pele, que precisa de cuidados redobrados nesses dias 

Em tempos de temperatura alta e umidade baixa a pele mostra imediatamente sinais de desidratação. A especialista em Cosmetologia Avançada e Farmacologia Jackeline Alecrim explica que nessa época do ano a pele tende a perder mais água.

“O clima seco contribui para o ressecamento da pele, e são esses fatores externos que fazem como que sinais de envelhecimento se tornem mais evidentes, daí a importância de redobrar os cuidados”, afirma a especialista.

A boa notícia é tratamentos simples amenizam os efeitos do clima e garantem que a pele continue bem cuidada apesar da estação.

Hidrate-se

mulher meia idade tomando agua

O maior segredo para não sofrer é a água, que deve ser consumida com mais frequência nos períodos secos. “Nosso organismo é composto por, aproximadamente, 70% de água e, principalmente nesta época, é fundamental ter cuidado com a hidratação, sendo fundamental não apenas para a pele mas para todas as células do organismo, inclusive para a saúde do couro cabeludo”, explica Jackeline.

Proteja a pele

pele hidratação protetor solar

Com as alterações do clima, a rotina de cuidados também deve ser alterada. Proteger a pele é um cuidado essencial já que nesse período as barreiras naturais ficam comprometidas e o chamado manto hidrolipídico é alterado. O ideal é dar preferência a sabonetes neutros, tônicos suaves e líquidos. “Para nutrir profundamente a pele e prolongar a hidratação é recomendado o uso de óleos vegetais como o óleo de coco e extravirgem, que possui lipídios altamente biocompatíveis com a nossa pele, podendo ser usado logo após o banho, com a pele ainda úmida. Além disso, evite lavar excessivamente a pele, preservando assim, a proteção natural”, orienta.

Atenção especial aos lábios

pexels protetor labial lábios
Pexels

Os lábios são extremamente suscetíveis ao ressecamento, já que nesta região não existem glândulas produtoras de suor ou oleosidade, por isso o primeiro sinal de ressecamento geralmente são sentidos nos lábios, que sofrem com as famigeradas rachaduras. “Como os lábios não possuem glândulas sebáceas como o resto do corpo, ficam mais sujeitos ao ressecamento. Por isso, opte por hidratantes labiais com vitamina E, pantenol e óleos vegetais”, finaliza Jackeline.

Saiba como cuidar da pele na primavera

Dermatologista Camila Moulin esclarece que características da época refletem no bem-estar da pele e que por isso merece cuidados especiais

Primavera, conhecida como a estação das flores, começou no dia 23 de setembro, e costuma ter temperaturas agradáveis e dias ensolarados. Porém, algumas das características da estação refletem no bem-estar da pele que por isso merece cuidados especiais.

A dermatologista Camila Moulin faz um alerta sobre os cuidados com a pele neste período. Com a primavera os dias ficam mais longos e a quantidade de radiação ultravioleta oscila assim como as temperaturas. Num mesmo dia podemos ver sair o sol forte e sofrermos uma mudança repentina acompanhada de uma chuva forte. Mudanças de estação significam mudanças no cuidado com a pele.

“Apesar de não estarmos ainda no alto verão é recomendado não descuidar do uso regular do filtro solar. Este item é obrigatório! Mesmo que você tenha diminuído suas reaplicações de filtro solar durante o dia, nos dias de inverno, recomendo voltar a reaplicar seu filtro de eleição a cada 4/4 horas, como você já fazia no último verão. Abuse de sombrinhas, roupas com filtro solar, chapéus e óculos escuros para ter uma maior proteção”, explica Camila.

A dermatologista elaborou algumas dicas para manter a pele sempre bem cuidada:

mulher meia idade creme

Hidrate a pele: o clima ainda está seco e é preciso repor a água que perdemos, mesmo que a pele seja oleosa. Lembre-se que óleo e água não são a mesma coisa. Há excelentes hidratantes para uma pele mista ou oleosa, que podem ser prescritos por dermatologista após uma análise minuciosa do seu tipo de pele. Produtos à base de ácido hialurônico são imbatíveis.

mulher rosto esfoliante liveabout
Foto: LiveAbout

Esfoliação: é importante para remover a pele morta. Primavera é período de renovação. Evite esfoliantes muito abrasivos. Nesta época mesmo a esfoliação deve ser suave para garantir o melhor resultado e não danificar a pele. Recomendo duas vezes por semana no período entre o inverno e verão.

Primavera é uma época interessante para uso de hidroxiácidos, menos irritantes que o ácido retinóico. Excelente momento também para iniciar depilação definitiva visando o uso de biquínis no verão – o que também ajuda a controlar casos de foliculite.

O segredo dos cuidados nesta época do ano é que ainda podemos realizar tratamentos de cor, textura e renovação celular, que muitas vezes não recomendamos no verão. É uma época ótima para tratamentos como peelings, lasers fracionados e microagulhamento. A pele, quando renovada na primavera, chega ainda mais brilhante no verão.

preenchimento

Tratamentos cosméticos que ajudam a retardar os sinais do envelhecimento são recomendáveis na primavera: ajudam a minimizar os danos que o tempo seco do inverno provocou. Toxina botulínica e preenchimento costumam ter uma excelente resposta nessa época. Outro tratamento interessante é o Ultraformer 3, que pode realizar uma espécie de “lifting sem cortes” nos mais velhos ou até mesmo uma espécie de “banco de colágeno” em pacientes mais jovens interessados em envelhecer com uma pele saudável.

É importante certificar-se de que os produtos utilizados em casa são mesmo os recomendados para a estação. Não deixe de se consultar com um médico especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia para saber se você está no caminho certo.

camila moulin.jpg

Fonte: Camila Moulin é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). No exterior, fez Dermatologia Clínica, Cirúrgica e Cosmética no Mount Sinai Medical Hospital, em Nova York, e no Ackerman Academy of Dermatopathology, na mesma cidade. É graduada em Medicina e pós-graduada em Dermatologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e formada em Cirurgia Dermatológica pelo Hospital Geral de Bonsucesso, no Rio de Janeiro.

Quatro dicas para cuidar dos cabelos grisalhos

Hidratação, proteção e produtos para evitar amarelamento são primordiais para manter a saúde dos fios brancos

Estilosos, os cabelos brancos são tendência nas últimas temporadas. No entanto, os grisalhos naturais exigem cuidados especiais, uma vez que ficam mais quebradiços e ressecados, além de terem tendência a amarelar. Isto acontece porque a descoloração é resultado da queda da produção de melanina, proteína responsável por colorir e dar maleabilidade aos fios.

Vale destacar que, embora o estilo esteja em alta, assumir as madeixas brancas é uma decisão pessoal. “O gosto e o desejo da pessoa nunca devem ser deixados de lado porque não adianta impor um estilo que a deixará infeliz ou desconfortável. O visagismo é importante para que cada um se sinta bem consigo mesma”, afirma Armando Bessa, hairstylist e especialista em visagismo 3D.

Confira quatro dicas para cuidar e manter a beleza dos cabelos grisalhos – seja com ou sem tintura:

#1 Hidratação

cabelos grisalhos pinterest

Quando a produção de melanina reduz, os fios tendem a ficar ressecados e finos, aumentando o frizz. Com isso, a hidratação se torna um passo indispensável na rotina de cuidados. Portanto, investir em xampus e condicionadores que prometem hidratar e nutrir é essencial. “As principais marcas presentes no mercado contam com produtos com esta proposta e que são muito tecnológicos e eficientes, assim, é só escolher o que mais te agrada”, sugere Bessa.

Outra dica é apostar na umectação, que pode ser feita a cada 15 dias. Para criar uma máscara emoliente, a orientação é misturar óleos essenciais, como o de argan ou abacate, a um creme. Depois, basta aplicar por todo comprimento evitando a raiz e deixar agir por, no mínimo, duas horas. Cuidado apenas ao aplicar os óleos diretamente nos cabelos, porque podem criar uma barreira de difícil remoção e que atrapalha a aderência de outros procedimentos.

#2 Evitando o amarelamento, ressecamento e quebras

grisalho mulher cabelo

Quando expostas ao sol e a outros agentes, como a fumaça do cigarro, as madeixas grisalhas podem amarelar e perder o brilho. Para evitar que isto aconteça, o profissional assinala que é preciso utilizar produtos roxos, que incluem xampus e condicionadores. “Como estas linhas podem deixar os fios oleosos e arroxeados, precisamos ter atenção à frequência de uso que, normalmente, deve ser semanal”, pontua.

Ao mesmo tempo, o uso de protetores capilares com FPS, chapéus e lenços para proteger da luz solar, assim como protetores térmicos ao utilizar secador, chapinha ou babyliss, são necessários. “Com essas ações, também impedimos que os cabelos fiquem mais ressecados e quebradiços”, assinala.

#3 Cortes

shutterstock mulher cabelo grisalho curto

O Pixie Cut, antes chamado de ‘Joãozinho’, é opção versátil e prática para quem aderiu aos brancos, visto que os fios são mais arrepiados e este corte permite visual bagunçado. “É um estilo que está em alta e, mesmo que a pessoa prefira o cabelo mais alinhado, é possível fazer uma escova sem perder a modernidade”, orienta Bessa.

Para quem prefere cabelos médios, o Blunt Cut é a melhor escolha. O corte permite diversas modelagens de acordo com o gosto ou a ocasião e também é favorecido pelos fios eriçados em visual messy. Os cortes longos, por sua vez, podem ter bases mais retas. “Isto, somado a fios pouco repicados, pesam e permitem um visual mais alinhado”, completa.

#4 Na hora da coloração

cabelos grisalhos hairmag.org
Foto: Hairmag

Para quem opta por tingir os brancos, não há diferença no processo. Antes de colorir, é imprescindível garantir que os fios estejam saudáveis, com pH equilibrado e sem resíduos de cloro, sal ou procedimentos anteriores, por exemplo. “Além disso, lembrar sempre de utilizar colorações ou tonalizantes de qualidade e recorrer a ajuda de um profissional em caso de dúvidas”, explica o hairstylist e especialista em visagismo 3D.

Para não sobrecarregar, o ideal é que o processo seja feito apenas quando pelo menos 30% do cabelo estiver branco. Outro ponto a ser considerado é a escolha do produto. Tinturas cobrem a superfície com mais eficiência e os grisalhos aparecem conforme os fios crescem. Já os tonalizantes saem aos poucos com as lavagens, assim, os brancos podem aparecer não apenas próximo à raiz, mas também no comprimento.

Sobre Armando Bessa

armando bessa.jpg

Aos 13 anos, o hairstylist Armando Bessa iniciou sua vida profissional ao lado do pai, em uma barbearia no interior de Minas Gerais. Aos 18 anos, se mudou para São Paulo, onde, em 1991, inaugurou o próprio salão, o Armando Bessa Beauty Lounge. O espaço foi o primeiro especializado em visagismo no estado e conta, atualmente, com mais de 30 profissionais.

Além de cortes femininos, masculinos e infantis, o estabelecimento oferece serviços como coloração, barbearia, maquiagem, manicure, podologia, estética, massagem, Dia da Noiva e Day Spa.

Com formação variada, Bessa passou por instituições internacionais como Jacques Dessanges na França, Joico e Toni & Guy Hairdressing Academy, ambas nos Estados Unidos. Apaixonado pela profissão, ele possui especialização em psicodinâmica do trabalho e está em constante atualização de tendências e técnicas. Recentemente, se tornou especialista em visagismo 3D, sendo um dos primeiros brasileiros a serem certificados pelo criador da técnica, Claude Julliard.

 

Peles diferentes necessitam de tratamentos diferentes

Brasil possui miscigenação de peles e cada uma precisa de cuidados específicos

O Brasil é um país conhecido por sua mistura de etnias, por isso não existe uma única pele brasileira, mas várias. Desse modo, são encontrados diversos tipos, pois, a pele brasileira é mais complexa por ser oriunda de uma miscigenação de negros, índios e europeus (negros, pardos e brancos). Há, ainda, diferenciações teciduais únicas oriundas da radiação ultravioleta expressiva e altas temperaturas.

Em conjunto, essas ocorrências traduzem a pele brasileira como única no mundo e, por isso, requer tratamentos, composições e blends de ativos extremamente especiais e com concentrações diferenciadas.

Diferentes tratamentos

maquiagem mulher negra shutterstock
Shutterstock

Adélia Mendonça, especialista em dermocosméticos de alta performance, sendo pioneira no Brasil nas áreas de estética íntima e skincare de alto percentual ativo, e fundadora da Adélia Mendonça Cosméticos, aponta que peles diferentes precisam de tratamentos estéticos específicos.

“A barreira córnea tem atuação seletiva de retenção/bloqueio. Porém, sua existência é vital para a proteção aos agentes ambientais. As composições devem saber manejar o tecido sem uma violação ou processo inflamatório agudo, enquanto estimula a proliferação de novas células vivas. Esse manejo é vital para a pele ter qualidade, resistência e tração necessárias. Dependendo do tipo de pele, são necessários produtos específicos para que haja permeação cutânea (absorção profunda dos ativos na pele)”, destaca.

Cuidados

protetor solar creme rosto mulher

Para se ter uma pele saudável, é preciso ter alguns pilares básicos de tratamento, divididos em higienização, tonificação, dermocorreção e fotoproteção. Além disso, Adélia aponta que, para o melhor aproveitamento de dermocosméticos, deve-se utilizar produtos direcionados para o seu tipo de pele e, o ideal, é que os cuidados comecem já a partir dos 18 anos.

Tipos de pele

Adélia ainda lembra que reconhecer qual o seu tipo de pele é fundamental para saber quais produtos usar e que, principalmente no Brasil, uma única pele pode apresentar aspectos de tipos variados.

“Devido a essa miscigenação, uma só pele pode apresentar diversas condições, como manchas, oleosidade, acne e outros aspectos. Portanto, na Adélia Mendonça Cosméticos, desenvolvemos dermocosméticos para atender cada necessidade de pele. Além disso, nossos dermocosméticos são hipoalergênicos, livres de parabenos e oil-free”, explica.

shutterstock mulher pele rosto
Shutterstock

Os tipos de pele são oleosa, mista e seca. Para reconhecer cada tipo, a especialista deu algumas dicas:

Pele oleosa: apresenta uma camada grossa, espessa, com cravos, poros abertos e oleosidade excessiva.
Pele mista: apresenta oleosidade, cravos e poros abertos na região da testa, nariz e queixo (zona T).
Pele seca: no Brasil, esse tipo de pele é mais comum na região sul, por maior influência europeia, onde o clima é mais frio e as peles são claras e apresentam menor quantidade de óleo.

Fonte: Adélia Mendonça atua na área de estética há mais de 40 anos. Começou a se dedicar aos estudos em cosmetologia a partir de um problema estético pessoal para o qual não conseguia encontrar solução. Possui especialização em Estética Facial Corretiva, realizada em Buenos Aires (Argentina), e já participou de pesquisas na Europa, Estados Unidos e América do Sul. Fundou seu próprio laboratório, a Indústria de Cosméticos Adélia Mendonça, para aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo de seus anos de estudos. Desde então, desenvolve dermocosméticos de alta performance.

Dicas de como cuidar dos cachos com praticidade

Mesmo com a correria do dia a dia, é necessário dar atenção especial aos fios –conheça alguns truques infalíveis para cuidar dos cabelos cacheados.

Algumas dicas práticas e eficazes podem ser a solução para cachos definidos, saudáveis e lindos. Por isso, a Keune Haircosmetics separou alguns produtos que ajudam para manter a beleza dos fios em dia – e ainda protegê-los de possíveis danos!

Entre as dicas, estão a proteção térmica (uma grande aliada!) e um ativador de cachos para definir sua forma. Dependendo da região do país, por exemplo, o volume dos cachos pode diminuir pela temperatura. E, com a escolha certa de produtos finalizadores, é possível reverter esse efeito e ter cachos volumosos.

keune 1

Se o seu desejo é ter um produto versátil que pode ser utilizado de várias maneiras, aposte no Keune Blowout Gelée. Para quem gosta de cachos bem definidos, brilhantes e controlados, a dica é aplicá-lo no cabelo úmido por sessões e deixá-lo secar naturalmente ou usar o difusor. Agora para quem gosta dos cachos com menos controle, é indicado usar da mesma forma, porém quando o cabelo estiver seco os cachos devem ser soltos com um pente garfo para expandir e dar volume. Agora se o desejo é mudar de visual radicalmente, o Keune Blowout Gelée pode ser usado para fazer uma escova lisa, pois ele possui proteção térmica de até 230°c.

keune 2

Já para a hora da modelagem, o uso de um creme ativador para definição é ideal. Por isso, o Keune Style Curl Cream é uma ótima pedida: o produto realça ainda mais a beleza das ondas ou dos cachos, definindo-os, e proporciona brilho. Esse produto também é muito indicado para quem gosta de fazer o processo de fitagem para definir os cachos. Para criar volume extra pode ser usado o difusor, já que ele possui proteção térmica e a alta temperatura não prejudicará os fios.

Fonte: Keune Haircosmetics

Seis áreas esquecidas durante a rotina diária de cuidados com a pele

Dermatologista Kédima Nassif explica como prevenir o envelhecimento precoce de regiões como pescoço, colo e pálpebras, que geralmente não recebem a atenção e os cuidados que necessitam

Na hora da rotina de beleza diária da pele, muitas pessoas tendem a concentrar-se no rosto, afinal é a região onde surgem os sinais de envelhecimento mais evidentes, como rugas e linhas de expressão. Porém, outras regiões do corpo, como joelhos e cotovelos, também sofrem igualmente, e as vezes até mais (por conta das características da pele da região), com os danos externos que levam ao processo de envelhecimento precoce. Logo, necessitam de cuidados tanto quanto o rosto.

Então, para ajudar você a manter estas regiões saudáveis, a dermatologista e tricologista Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, apontou as áreas geralmente esquecidas durante a rotina diária de cuidados com a pele e explicou como tratar de cada uma delas. Confira:

cotovelo pele cuidados.png

– Joelhos e cotovelos: são áreas com poucas glândulas sebáceas, sendo naturalmente mais secas, além de serem regiões de dobra e atrito, o que faz com que fiquem endurecidas e ásperas. Por isso, os cuidados mais importantes com estas partes do corpo são a esfoliação e a hidratação. “A esfoliação dos cotovelos e joelhos deve ser realizada uma vez por semana com produtos formulados com partículas esfoliantes maiores, como a semente de apricot, e ativos como ureia em alta concentração, entre 15 a 20%. Isso vai fazer com que o tecido fique mais macio, pois a pele que estava por baixo, coberta pelas células mortas, é mais jovem e com maior poder de hidratação”, explica a médica. “Já com relação a hidratação, esta deve ser feita duas vezes ao dia, de preferência logo após o banho, para proteger as regiões contra a desidratação e os atritos que elas sofrem. O ideal é que estes produtos sejam formulados com substâncias que melhoram a textura e nutrição da pele corporal, como as vitaminas E e C e os óleos naturais de amêndoas, maracujá, framboesa ou girassol”. Quando essas áreas, além de ásperas e desidratadas, também estão acinzentadas, a médica sugere o uso de hidratantes com ácido salicílico, que possui um maior poder de penetração nessa região onde os poros estão mais fechados.

pescoço

– Pescoço e colo: de acordo com a dermatologista, a pele do pescoço e colo é muito fina e sensível devido à menor quantidade de glândulas sebáceas, por isso envelhece mais rápido do que em outras áreas do corpo. Dessa forma, manter alguns cuidados diários com essa região é fundamental para evitar o envelhecimento precoce. “Deve-se começar sempre pela limpeza, utilizando um sabonete líquido ou óleo de banho. Após isso, recomendo aplicar um creme hidratante com ativos antioxidantes, como vitamina C e Alistin. Clareadores e cremes estimuladores de colágeno, como o Densiskin e Hyaxel, também ajudam a manter a pele do colo mais jovem”, afirma. “Para finalizar, é essencial a aplicação de um fotoprotetor com FPS 30, que deve ser reaplicado a cada duas horas, principalmente se você estiver utilizando roupas decotadas.”

orelha rosto ouvido.jpg

– Atrás das orelhas: “Pessoas que possuem a pele e os cabelos oleosos tendem a apresentar descamação da pele atrás das orelhas, o que pode indicar doenças, como a dermatite seborreica, que, ao contrário do que muitos pensam, não atinge apenas o couro cabeludo. Da mesma forma, quem tem a pele mais seca também pode apresentar desidratação nessa região, que também deve ser fotoprotegida – assim como a orelha em si. Também é fundamental investir nos cuidados com esta região, lavando o local de uma a duas vezes por dia com um sabonete à base de extratos de alecrim, camomila e zinco ou até mesmo com o shampoo para cabelos oleosos que você utiliza. Em seguida, utilize um cotonete para aplicar um pouco de tônico adstringente na região.”

olho

– Pálpebras: o principal problema que afeta as pálpebras é a flacidez que surge na região com o passar dos anos. Porém, é possível retardar o aparecimento da alteração através do uso de cremes específico para a área dos olhos, que devem conter ativos que não agridem a pele e são menos propensos a causarem irritações, além de possuírem propriedades tensoras, antioxidantes e hidratantes, como a vitamine C, A e E. “Além disso, é fundamental o uso de um fotoprotetor, visto que, nos últimos anos, a incidência de câncer de pele aumentou em 10% nas pálpebras. O ideal então é que este produto seja hipoalergênico e oftalmologicamente testado, pois a área dos olhos é muito sensível e suscetível a irritação. No dia a dia, vale a pena apostar nos óculos escuros com proteção UV, para garantir que a pele dessa região não seja agredida”, finaliza a dermatologista.

Kédima Nassif é dermatologista e tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui Residência Médica em Dermatologia também pela UFMG; realizou complementação em Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal, transplante capilar pela FMABC e em Cosmiatria e Laser pela FMABC. Além disso, atuou como voluntária no ensino de Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. 

Dermatologista dá dicas de como lavar os cabelos corretamente

Você sabia que a saúde dos seus cabelos pode estar relacionada com a forma de lavar os fios? Para ajudar você nesta atividade tão rotineira, a médica dermatologista Mayara Bravo, da Clínica Karla Assed Curitiba, selecionou algumas dicas:

banho cabelo agua chuveiro pixabay

– Evite água quente, preferindo a água mais fria que suportar – a alta temperatura danifica as fibras capilares e aumenta a oleosidade do couro cabeludo;

– Aplique uma quantidade pequena de shampoo nas mãos (ao despejar o produto diretamente no couro, a quantidade pode acabar sendo muito maior do que você imagina);

lavando cabelo.jpg

– Cuidado com as unhas ao massagear os fios: seu couro cabeludo é sensível, use sempre as pontas dos dedos;

– Enxágue até ter certeza que não ficaram resíduos, pois eles tendem a deixar o cabelo mais “pesado”;

creme cosmético mulher mão

– Use produtos específicos para seu tipo de cabelo. Se você tiver mais de uma necessidade capilar, como a maioria das mulheres, tenha duas opções de shampoo e condicionador e alterne o uso;

– Aplique o condicionador somente no comprimento e nunca na raiz, deixando o produto agir pelo tempo indicado na embalagem, e enxágue bem;

secando cabelo toalha

– Na hora de secar com a toalha, faça movimentos suaves e aperte delicadamente a toalha contra os fios para retirar o excesso de água. Jamais torça os cabelos, tampouco friccione.

Vale sempre lembrar que em qualquer sinal de irritação ou desconforto, suspenda imediatamente o uso de qualquer produto e procure um especialista, afinal com saúde não se brinca.

Clínica Karla Assed – Opus One Ecoville – Rua Deputado Heitor Alencar Furtado, 3350 – 5º andar – Curitiba

Assumir o cabelo branco não é descuido, é estilo: veja dicas para ter fios deslumbrantes

Xampu específico, evitar secador e hidratação podem ajudar a manter o cabelo saudável

Deixar os fios de cabelos brancos a mostra é cada vez mais comum entre homens e mulheres a partir de 50 anos. Longe de ser descuido, é uma questão de estilo. Atualmente, os cabelos grisalhos estão na moda e já há quem busque descolorir o cabelo para atingir o branco perfeito. Famosos como Fernanda Young, as jornalistas Sandra Annenberg e Carla Vilhena, a cantora Pink, o apresentador Otaviano Costa, os atores George Clooney, Jeffrey Dean Morgan e Matt LeBlanc já exibem as suas madeixas grisalhas.

ana luiza feres.jpg

A psicóloga Ana Luiza Feres, 50 anos, de Ribeirão Preto (SP), resolveu manter os cabelos grisalhos há quase três anos. “Parei de tingir o cabelo e comecei a minha transição para o grisalho em julho de 2016. E estou adorando. Sou super entusiasta, acho que todas as mulheres que queiram, deveriam assumir os cabelos brancos. Para mim, fez muita diferença essa mudança porque tem a ver com não querer parecer mais jovem do que sou. Estou mais feliz assim”, conta ela.

De acordo com o dermatologista Caio Lamunier, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), o branqueamento do cabelo é provocado pela perda dos melanócitos, que são células capazes de produzir a melanina, que é justamente o que dá cor aos fios. A perda desses melanócitos, portanto, é um processo comum do envelhecimento, mas que está determinado pela genética. É por essa razão que algumas pessoas começam a ter fios brancos mais cedo do que outras.

A dermatologista Adriana Vilarinho, da Clínica Vilarinho, explica que os fios brancos têm uma textura mais frágil e maior maleabilidade que os pigmentados, são mais sensíveis às agressões externas e têm as cutículas dos fios abertas com maior facilidade, o que, muitas vezes, provoca aquele aspecto de frizz ao cabelo. Os fios brancos apresentam textura mais frágil e maior maleabilidade que os pigmentados; são mais sensíveis também às agressões externas e têm as cutículas dos fios abertas com maior facilidade, o que muitas vezes dá aquele aspecto de “frizz” ao cabelo.

O estresse, por exemplo, pode ajudar a acelerar o processo de branqueamento do cabelo. Isso acontece porque ele aumenta a produção de radicais livres que, por sua vez, provocam uma inflamação naqueles fios que, geneticamente, já estavam programados para branquear um dia.

Adeus, tintura

O especialista listou algumas dicas de cuidados com os cabelos brancos. Veja como seguir a tendência e manter os fios saudáveis e sedosos.

grisalho mulher cabelo
Shutterstock

=Hidratação: aquele espaço antes preenchido pela melanina, agora está poroso. É por essa razão que os cabelos brancos são mais leves e arrepiados. Para contornar o problema, o ideal é caprichar na hidratação semanal. Escolha uma máscara hidratante, de preferência com queratina, aminoácidos ou óleos vegetais, e aplique no cabelo, seguindo as recomendações da embalagem.“Para as pontas, a hidratação deve ser mais intensa para aqueles fios mais ressecados, com o uso de máscaras de hidratação de 1 a 2 vezes por semana e o uso diário de condicionadores com propriedades para fechar as cutículas. Em pontas com menor tendência a ressecamento, pode-se usar as máscaras apenas 1 vez por semana”, explica Adriana.

penteando os cabelos keratinbeautyblog
Foto: keratinbeautyblog

=Cuidado na hora de escovar: há pessoas que são quase que agressivas ao escovar os cabelos. Quando eles se tornam brancos, porém, é bom maneirar. Esse cuidado se deve à porosidade dos fios brancos, que se tornam mais quebradiços. Por isso, trate seu cabelo com bastante carinho.

mulher meia idade grisalho

=Use e abuse do leave-in: além da hidratação semanal, use um bom leave-in nos cuidados diários com o cabelo. Esse creme sem enxágue vai atuar também na hidratação do cabelo até a próxima lavagem, deixando os fios brilhantes e saudáveis.

shampoo xampu cabelo grisalhos.jpg

=Use xampus específicos: já viu na prateleira da farmácia aquele xampu cinza ou roxo? Pois é! Eles são ideais para usar nos fios brancos, pois impedem que eles fiquem com aspecto amarelado. No entanto, fique atento à formulação deles, que precisa conter ativos hidratantes para manter o cabelo saudável. “Vale usar também um shampoo – recomendado por um dermatologista – que possa colaborar para manter o pH dos fios”, explica Adriana.

diane keaton brighside
A atriz Diane Keaton – Foto: BrightSide

=Proteja os fios do sol: Lamunier explica que os raios ultravioletas podem aumentar o ressecamento dos fios brancos, que já não contam com a proteção da melanina contra o sol. Por isso, use produtos com filtro solar nos fios ou, se preferir, aposte em um chapéu quando for se expor ao sol de forma prolongada.

shutterstock mulher grisalho
Shutterstock

=Evite usar secador e prancha: o calor desses aparelhos pode danificar ainda mais o fio, que é mais quebradiço do que os cabelos naturalmente coloridos. Por isso, programe-se para lavar o cabelo em horários que pode deixar secar de forma natural, e, quando for usar o secador ou prancha, jamais esqueça de aplicar um protetor térmico nos fios.

cabelos grisalhos hairmag.org
Foto: Hairmag

=Aproveite que os fios estão mais grossos: quando o fio se torna branco, a estrutura dele também se transforma. Pode reparar, eles são mais grossos do que os naturalmente coloridos, e isso gera mais volume para o cabelo. Esse fato ajuda a pensar em novos cortes de cabelo que emolduram o rosto. Use isso ao seu favor e desfile um branco cheio de estilo por aí.

shutterstock mulher cabelo grisalho curto
Shutterstock

=Não arranque os fios: em hipótese alguma arranque um fio branco, caso você ainda não tenha aceitado a cor natural deles. Isso só gera trauma na raiz do cabelo e não resolve a situação, já que o fio vai nascer novamente branco. O ideal, portanto, é pesquisar jeitos diferentes de usar os fios ao natural e, claro, cuidar deles para mantê-los sempre hidratados e saudáveis.

 

Outono pede cuidados especiais com a pele e cabelos

Menor umidade do ar tende a deixar a pele mais ressecada; dermatologista dá algumas dicas para minimizar os efeitos da estação

Com temperaturas mais baixas e menor umidade do ar, típicas do outono/inverno, tanto a pele quanto os cabelos podem sofrer alterações, trazendo desconforto e reclamações. Até o começo da primavera, a tendência é de um ressecamento cada vez maior, de acordo com o dermatologista José Jabur da Cunha, da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo.

“Nesta época do ano, muita gente se queixa de ressecamento na pele e do pouco brilho ou queda de cabelos. Por isso, manter a hidratação é fundamental. A tendência é a pele ficar mesmo mais ressecada. Não deixe de passar hidratantes (melhor se indicados para peles secas), principalmente em áreas como pernas, joelhos e cotovelos”, orienta o dermatologista. Já em relação aos cabelos, o especialista destaca alguns cuidados importantes: “Evite lavar o cabelo com água muito quente e à noite; e não durma com o cabelo molhado ou preso”, explica.

Algumas doenças de pele também costumam ficar mais acentuadas durante o outono, como a Psoríase, a Dermatite Seborreica e a Dermatite Atópica. E há maior incidência de parasitoses (piolho e sarna). “A consulta a um dermatologista é fundamental para o tratamento adequado”, frisa o médico.

Então, se você quer manter a pele e os cabelos bem cuidados nos dias mais frios de outono e inverno, preste atenção às orientações de Jabur:

mulher bebendo água ibbl

Beba muita água – se você não costuma beber muita água, comece a andar com uma garrafinha a tiracolo diariamente. No outono e inverno, ingerir pelo menos 1,5 litro de água por dia ajuda a hidratar ainda mais e evita problemas na pele causados pelo clima.

mulher corpo creme hidratação pinterest
Pinterest

Hidratação do corpo – se você usa um tipo específico de hidratante, saiba que muitas vezes não é preciso trocá-lo, basta intensificar o cuidado com a pele, aplicando-o diariamente e em quantidades generosas. Já para quem tem pele mais seca, a dica é investir em hidratantes mais específicos. Procure seu dermatologista para uma avaliação, mas de modo geral hidratantes sem perfume, de consistência mais grossa, com ureia ou ceramidas são bem indicados.

lábios boca

Cuidado com os lábios – para não deixar que os lábios sofram com a ação do ar seco e frio, que pode causar rachaduras e até lesões, use sempre um protetor hidratante labial.

freegreatpicture-mulher-banho

Atenção à temperatura do chuveiro – banhos quentes são muito comuns no inverno. Mas apesar de bastante relaxantes, eles deixam a pele ressecada, o que pode piorar com as temperaturas baixas e o clima seco da estação.

aire acondicionado para casa Hasta Importante El mejor aire acondicionado que puedes prar para una casa peque±a Proyecto

Evite o ar condicionado – como ele costuma ressecar a pele, procure usá-lo somente no verão ou quando o tempo estiver bem quente.

esponja de banho pixabay
Pixabay

Fuja do uso contínuo de buchas – usar bucha no banho acaba removendo a camada de proteção da pele que ajuda a mantê-la hidratada naturalmente. Além disso, o uso excessivo de sabonetes também pode ter esse efeito. No inverno os banhos são mais demorados e muitas vezes são um vilão da pele seca. Prefira banhos mais rápidos e sem exageros.

umidificador 2

Umidifique o ar – para deixar o ambiente da casa ou do escritório mais úmido, coloque um vaporizador ou uma bacia com água. Se escolher a segunda opção, não se esqueça de trocar a água da bacia diariamente.

mulher protetor solar

Protetor solar – o uso do protetor solar é importante mesmo em dias com sol fraco, dias nublados ou com chuva. Para quem preferir, algumas marcas de protetor solar já costumam vir com o FPS associado a hidratantes.

mulher lavando o rosto

Lave o rosto antes de dormir – o rosto acumula impurezas durante o dia. Para desobstruir os poros e deixar a pele limpinha, procure sempre higienizar o rosto antes de dormir para, em seguida, aplicar um hidratante.

Fonte: José Jabur da Cunha é dermatologista da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo

Cabelos cacheados exigem cuidados especiais

Hair stylist e nutricionista dão dicas e cuidados para você manter os cabelos cacheados sempre saudáveis

Os cabelos lisos reinaram por quase duas décadas, mas a tendência mudou e os cacheados com volume voltaram às passarelas, comerciais de TV e novelas. O crespo e black também estão em alta. Estamos entrando na era do cabelo natural. Mas não é porque o natural está na moda que você precisa sair por aí com um cabelo ressecado e sem forma. Um cabelo cacheado bem cuidado é um charme para mulheres em qualquer idade.

mulher cabelo cachos

De acordo com Gracy Balciunas, hair stylist da Depil Class Beauty & Hair, os cabelos cacheados nascem lisos e começam a formar cachos ao longo do fio. Essas ondulações dificultam que a oleosidade produzida na raiz chegue até as pontas tornando-os secos, porosos e com aquele indesejado frizz. Você sabe como cuidar dos seus cachos selvagens?

O ideal é lavá-los com água morna e produtos para cabelos crespos sempre massageando o couro cabeludo com delicadeza. O condicionar deve ser aplicado somente nos fios e ao secar tire somente o excesso de água com uma toalha macia. Desembarace os fios ainda molhados e para isso, use máscaras hidratantes de tratamento e um pente de madeira para eliminar o frizz.

“Finalizadores diários como, por exemplo, gloss, leave-in, reparadores de pontas, spray intensificador de brilho, pomadas e mousses ajudam a dar forma ao cacho. Tente secar os cabelos naturalmente e, se possível, faça hidratações duas vezes por mês no salão. Mantenha o corte em dia para evitar o ressecamento dos fios e preste atenção ao couro cabeludo para ver se há caspa ou algum machucado. Se a resposta for positiva, procure um tricologista para iniciar um tratamento”, orienta Gracy.

Além dos tratamentos e cuidados com os fios, para ter cabelos fortes, nutridos e belos é necessário estar atento ao que se coloca no prato. O cabelo é composto de muitos elementos. Por isso, é fundamental manter uma alimentação balanceada.

Segundo Débora Copelli de Lima, nutricionista, para um bom crescimento e qualidade dos fios é necessário incluir vitaminas no cardápio. As vitaminas do complexo B e, principalmente a B2, são fundamentais já que a falta delas e de minerais pode levar a perda de cabelo ou o surgimento de fios brancos precoces. Inclua carnes, peixes, frango e ovos. Outra vitamina B crucial é a biotina, ela promove o crescimento mais rápido dos fios e está presente em alimentos como ovos, batatas doces e espinafre. O ferro pode ser encontrado no espinafre e carnes magras, ele ajuda a manter os folículos capilares saudáveis.

viola_davis_1-8499494.jpg
A atriz Viola Davis

“O Zinco prevene e trata a queda capilar. Ele está presente em ostras, espinafre, carne vermelha magra, leguminosas e ovos. O selênio, presente na castanha-do-pará, evita a queda capilar, mas cuidado porque muito selênio é tão ruim quanto pouco. Os ômegas 3 e 6 também são ótimos para parar a queda capilar e podem ajudar o cabelo a crescer. Inclua no cardápio salmão, castanhas, sementes e óleos de grainha, girassol, sésamo, abóbora e coco”, finaliza Débora.

Fontes
=Débora Copelli de Lima é nutricionista formada em Gastronomia e Nutrição pela FMU. Atualmente é Nutricionista Esportiva e Clínica, atua com uma equipe de futebol americano e lutadores de Muay Thai, além de praticantes de atividade física em geral.
=Graciele Balciunas é hair stylist com 19 anos de experiência em corte de cabelo, visagismo, colorista. Formada pelo Senac realizou diversos cursos e workshops complementares e de reciclagem em técnicas de cortes, tratamentos, colorimetria, técnicas de clareamentos, entre outras. Está há 16 anos na Depil Class.
=Depil Class Beauty & Hair