Arquivo da tag: dieta japonesa

Os incríveis benefícios da “Dieta Japonesa da Manhã”

Um dos obstáculos de muitas dietas está no orçamento, conta o portal Visa Saúde. A maioria das pessoas não quer ou não pode gastar muito com uma alimentação saudável. No entanto, há programas de perda de peso que não exigem muito dinheiro. Uma prova está na Dieta Japonesa da Manhã.

Você já percebeu como é difícil encontrar alguém que nasceu no Japão e esteja acima do peso. E não é apenas questão de genética. Mas de manter um cardápio equilibrado. Nessa dieta, o mais surpreendente é o segredo utilizado para ajudar no emagrecimento: a banana.

Criado por Hitoshi Watanabe, o método chegou a ganhar um livro. Entenda como funciona a seguir.

O que é a dieta japonesa da manhã

banana

Chamada também de regime japonês da manhã, a dieta se tornou um sucesso online nos últimos meses. E não é à toa. Sua premissa é simples. Para emagrecer e ter mais saúde, a fórmula seria simples:

=comer 1 banana pela manhã;
=beber muita água em temperatura ambiente ao longo do dia.

O médico responsável por essa indicação afirma ter testado vários tipos de planos alimentares ao longo de sua vida. No entanto, a fruta teria dado mais resposta. Desenvolvida ao lado de sua esposa farmacêutica, essa dieta seria livre de efeitos colaterais, podendo ser seguida por qualquer pessoa.

Porque a banana está na dieta

Ainda que nem sempre recebam seu devido valor, as bananas são muito ricas para a saúde. Contando com uma grande quantia de amido dentre seus nutrientes, contribuem tanto para a perda de peso quanto para a sensação de saciedade.

Quando consumida, a banana segue diretamente para o intestino grosso, sem se dissolver no intestino delgado. Assim, o amido começa a fermentar no intestino grosso, onde as bactérias do órgão a transformam em ácidos graxos de cadeia curta. Esses ácidos reduzem a síntese de colesterol no fígado e são absorvidos como nutrientes. Além disso, a banana melhora as funções do trato intestinal, alimentando as células. Portanto, deixa o organismo mais saudável.

Quais são os 6 passos da dieta japonesa da manhã

Embora sua base seja simples, há uma lógica específica por trás do método. É preciso seguir algumas regras e entender como elas funcionam. São seis passos:

=Ainda em jejum, você precisa comer 1 banana, e então tomar um copo de água em temperatura ambiente logo em seguida. A ideia é que não consuma mais nada até o horário do almoço. Você deve esperar 20 minutos após comer a banana. Se ainda sentir fome, pode comer mais uma;

=Beba o máximo de água em temperatura ambiente ou morna para acelerar seu metabolismo naturalmente. Não beba nada com álcool e evite a ingestão de leite;
Seu jantar não pode ser consumido depois das 20h. Depois desse horário, é ideal que não comer mais nada.

=Lembre de não sobrecarregar seu estômago. Pense sempre em uma regra de 80/20. Consuma apenas 80% do que está no seu prato e deixe 20%. Para evitar o desperdício, tente diminuir o tamanho de seus pratos.

dormir sono despertador relogio

=Vá para a cama antes da meia-noite. A falta de sono está diretamente relacionada ao aumento de peso.

=Você pode comer o que quiser no almoço e jantar, mas entre as refeições, os lanches só podem ser frutas. Nada de pão, biscoitos ou outras guloseimas.

Embora possa parecer difícil, a verdade é que se você tem muitas frutas à disposição, fica mais fácil não sentir falta de outros alimentos, especialmente com adição de açúcar. E como os resultados vão aparecer em pouco tempo, vai perceber que vale a pena.

Quais são os outros benefícios da banana

banana

Além de contribuir muito para o emagrecimento saudável, o consumo de banana é aliado de todo o organismo. Comer a fruta regularmente ajuda a:

-acelerar o metabolismo;
-aumentar a sensação de saciedade;
-garantir muito nutrientes para o organismo;
-fornecer fibra e potássio;
-reduzir a aparência da celulite;
-diminuir a vontade e o impulso por doces.

Na prática, a promessa é de que a dieta japonesa da manhã vai te ajudar a se sentir com mais energia, com os níveis de açúcar controlados. Para a perda de peso, será um aliado para evitar que coma além do necessário. Para acelerar ainda mais o processo, considere alguns suplementos naturais como cromofina ou zero caps.

Sem contar que nossa alimentação precisa sempre priorizar os alimentos in natura. Quanto mais conservantes são adicionados à dieta, mais chance de ter inchaço e de deixar seu metabolismo mais lento.

Como consumir banana diariamente sem enjoar

Por mais que uma dieta seja eficiente, a verdade é que nosso paladar pode precisar de uma ajudinha. Comer banana todos os dias é desafiador em longo prazo. Por isso, ainda que o ideal seja consumir a fruta naturalmente, você pode prepará-la de diferentes maneiras.

banana com canela canadutch
Canadutcg

Uma receita bastante básica é cortar a banana ao meio, salpicar um pouco de canela e levar ao micro-ondas por um minuto. A textura já será diferente, e a canela também funciona como um meio de acelerar o metabolismo.

banana com aveia frigideira smittenkitchen
Smittenkitchen

Também é possível amassar meia banana, colocar uma colher de farinha de aveia e levar à frigideira. Você terá uma panqueca funcional com preparo simples, e ainda muitos nutrientes. Para evitar que você perca em valor nutricional, por ter aquecido a fruta, deixe metade in natura, para funcionar como uma espécie de recheio.

banana com chia eatwell101
Eatwell101

Outra possibilidade é cortar em rodelas e salpicar com chia. A semente é excelente para aumentar a sensação de saciedade. Logo, se você sente muita fome pela manhã, não vai precisar comer a segunda unidade, pois estará mais cheio.

Por que apostar numa dieta que não gasta muito

bananas- pixabay

O segredo de uma dieta bem sucedida não está no valor financeiro de seus alimentos. Na verdade, é possível seguir um plano alimentar gastando menos do que você imagina. A questão é que muita gente usa o dinheiro como desculpa.

Ainda que uma pessoa esteja acima do peso e compre uma pizza de R$ 45,00 por semana, é possível que ela reclame por ter que gastar em frutas e verduras. Ao final do mês, serão R$ 180,00 que poderiam ter sido gastos na feira, por exemplo.

Ao seguir uma dieta que não gasta muito, a mente é mais facilmente convencida de que dá para emagrecer sem precisar se preocupar com o orçamento. Esse impulso psicológico é muito importante para que a perda de peso seja bem-sucedida.

Fonte: VivaSaúde – Karina Lobo é nutricionista com 15 anos de experiência, formada pela UFSC com MBA em Gestão de Negócios pela UNIP. Apaixonada por comida e por alimentação saudável.

Dieta japonesa vira modelo para o mundo

A rede de supermercados Hirota promove o estilo de vida japonês em ações para desmistificar o preparo das receitas, divulgar os benefícios dos alimentos e com espaço especial para os produtos orientais, em um mix de mais de mil itens. Para confirmar essa tendência, a Organização das Nações Unidas elegeu recentemente o Japão como modelo global de dieta saudável.

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva, disse que o país asiático tem “o nível mais baixo de obesidade entre as nações desenvolvidas, menos de 4%”. “ É uma cultura alimentar única e saudável que inclui vegetais, frutas e peixes”, afirmou. O objetivo da ONU é usar o exemplo japonês no combate a dietas inadequadas, que têm uma ligação direta com doenças crônicas como diabetes, câncer e ataques do coração e derrames.

Jeito japonês

“No Hirota, trabalhamos para divulgar os produtos, mostrando como consumir, como fazer as preparações e os benefícios nutricionais. A gente quer quebrar o tabu de que a comida japonesa é complicada. Muita gente acha que é difícil, mas não é, é muito simples, além de ser ótima para a saúde”, afirma Adriana Miyuki Koizumi, nutricionista da rede.

A maioria dos produtos orientais fica em uma gôndola do programa Muito Mais Vida, lançado pela empresa para promover o bem-estar entre os clientes. Baseado no jeito japonês de viver, que inclui uma série de práticas associadas à longevidade, qualidade de vida, equilíbrio e disposição, o Muito Mais Vida também oferece workshops e ações de saúde nas lojas. “Devemos aprender com eles, principalmente, como equilibrar a alimentação com a nossa rotina (trabalho, atividade física, estresse), a disciplina do equilíbrio da vida”, orienta Adriana.

Dicas orientais

1 – Equilíbrio nutricional: dieta à base de vegetais (ricos em fibras e antioxidantes), arroz (excelente fonte de carboidratos), peixes e soja (grande fonte de proteína).

sushi

2 – Variação: consumo com preparações diversificadas (cozidos, ensopados, refogados, fritos, no vapor e cru) e variedade de alimentos (muitas frutas, legumes e verduras).

3 – Moderação: muitos usam a técnica chamada hara hachi bunme, que consiste em parar de comer quando estiver 80% satisfeito e não até ficar com a barriga estufada. Segundo estudos, o cérebro demora cerca de 20 minutos para registrar que o estômago está cheio.

freegreatpicture-sushi
Foto: FreeGreatPicture

4 – Pequenas porções: alimentos servidos em pequenas porções ficam mais bonitos à mesa e evitam a ingestão de grandes quantidades.

5 – Experiência alimentar: refeições devem ser coloridas e agradáveis para proporcionar um momento de prazer.

sushi

Fonte: Hirota