Arquivo da tag: dúvidas

Pergunte ao especialista: médicos respondem as 6 perguntas mais frequentes entre os usuários

Somente em 2021, foram recebidas mais de 96 mil perguntas totalizando mais de 500 mil questões e 720 mil respostas.

Ao sentir algo fora do normal em relação à saúde, é comum que muitas pessoas busquem informações na internet sobre determinado sintoma, doença ou algum assunto que gere vergonha e desconforto. Somente em 2021, na página Pergunte ao Especialista, um espaço gratuito para perguntas anônimas sobre saúde, que são respondidas pelos especialistas da Doctoralia, foram recebidas mais de 96 mil questões.

As respostas mais acessadas em 2021 estão relacionadas à sexualidade e Covid-19. Com o objetivo de sanar as principais dúvidas da população, os especialistas Isnard Maul, pneumologista, e Aline Ambrosio, ginecologista e sexóloga, ambos membros da Doctoralia, retomam e esclarecem as questões.

Qual o tempo normal de uma masturbação até a ejaculação? E se for menor que o tempo usual, é ejaculação precoce?

Aline: Somente para efeito de estudos científicos que fixamos um tempo para definir se a ejaculação é tardia ou precoce. Se o homem se sente angustiado com o tempo que ejacula, causando sofrimento, ele deve procurar auxílio com um terapeuta sexual para tratar seu desconforto. A ejaculação precoce é definida quando o tempo de latência entre a penetração e a ejaculação é menor do que um minuto. E a retardada é quando ocorre após 25 minutos ou mais. Mas sempre é considerado uma disfunção sexual se trouxer sofrimento ao indivíduo ou ambos (ele e a parceira) repetidamente e por seis meses.

Qual remédio é o mais indicado para cortar a menstruação na hora?

Aline: Antes de sair tomando remédio para cortar a menstruação, deve-se passar por uma avaliação médica, pois não são todas as mulheres que podem tomar hormônios sendo isentas de risco.

Quanto tempo após a relação sexual, o teste de gravidez da farmácia já pode confirmar o resultado?

Aline: Depende da qualidade do teste. Alguns testes mais sensíveis podem dar resultados positivos até uns 5 dias antes da próxima menstruação. Porém, se realizar o teste nesta fase e der negativo, precisa-se repetir após o período de atraso menstrual para se ter certeza de que não teve um resultado falso-negativo e que realmente não está grávida.

Depois de quanto tempo a pílula começa a fazer efeito contra a gravidez?

Aline: Geralmente, há um período de adaptação para qualquer método contraceptivo. Assim, recomendamos o uso de prevenção extra por pelo menos um mês, como o preservativo. Vale ressaltar, que os preservativos têm a função de evitar as ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e são extremamente indicados nos contatos casuais.

Quanto tempo o paladar e o olfato costumam voltar ao normal depois de uma gripe?

Maul: Alterações do paladar e olfato são comuns durante quadro de infecções virais do trato respiratório superior e estas costumam melhorar após melhora do quadro agudo, mas em 6 a 13% dos casos podem persistir. Nessa pequena parcela que permanecerá com sintomas, estudos mostram que 81% dos pacientes terão recuperação em até um ano. Para os pacientes que possuem sintomas crônicos, pode ser realizado tratamento com treinamento olfativo.

Covid-19: posso consumir bebidas alcoólicas mesmo positivado? E logo após a vacina?

Maul: Não, o consumo de bebidas deve ser evitado durante o tempo em que se está positivo. Nesse período devemos favorecer a recuperação do organismo, adotando hábitos saudáveis: repouso, hidratação e uso de medicações para tratamento dos sintomas de dor, febre, obstrução nasal. Também não é recomendado o uso de bebidas alcoólicas logo após a vacinação, pois as vacinas podem ter efeitos colaterais, tais como dor no corpo, febre, que serão mais bem avaliados e devidamente tratados na ausência do consumo de álcool.

Fonte: Doctoralia

Site esclarece dúvidas sobre vacinas contra Covid-19 que começam a ser aplicadas no Brasil

Depois de receber autorização das autoridades de saúde, a campanha de vacinação contra a Covid-19 começa a ser distribuída para a população da primeira fase, que engloba profissionais de saúde na linha de frente de combate à doença, além de idosos.

O trabalho de desenvolvimento das vacinas foi intenso e cerca de um ano após o surgimento da pandemia, a imunização já está sendo disponibilizada. Apesar de o tema ser destacado diariamente na mídia, muitas são as dúvidas relacionadas a esse tipo de proteção. Para esclarecer as principais questões, o Campus São Paulo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) lançou uma página na internet, no formato de perguntas e respostas.

O conteúdo aborda pontos como a eficácia, tempo de proteção e efeitos colaterais existentes no processo de imunização.

Os interessados podem acessar a página clicando aqui.

Principais dúvidas e erros de quem busca uma alimentação saudável

Carboidratos, glúten, gordura e colesterol, o que realmente faz mal e como melhorar a qualidade de vida

Comer ou não comer? Eis a questão. Esta é uma pergunta que acompanha as refeições de muita gente que busca seguir uma alimentação saudável. Dúvidas sobre dietas, consumo de gordura e carboidrato, preparo dos alimentos, entre outras se tornam comuns no dia a dia, principalmente no começo de uma reeducação alimentar.

Porém, como separar os mitos das verdades para manter uma alimentação saudável e de qualidade? A nutricionista Ellen D’arc, da Bio Mundo , rede de lojas que busca promover saúde e bem-estar por meio de produtos saudáveis, explica alguns dos mitos que envolvem uma alimentação saudável.

Posso retirar o carboidrato das refeições?

Foto: Everyday Health

A dieta Low Carb é muito procurada por quem planeja emagrecer. Consiste na redução drástica no consumo diário de carboidratos, retirada de alimentos como massas, tubérculos e açúcar e incluir mais fibras, gorduras e proteínas. “Reduzir drasticamente a ingestão de carboidrato pode ser prejudicial à saúde, o nutriente é importante fonte de energia para o corpo. Esse tipo de dieta pode levar a dificuldade de concentração, fadiga, afeta o humor, comprometimento no rendimento das atividades físicas e deficiência nutricional. A recomendação é uma dieta equilibrada para todos os indivíduos. Dietas restritivas devem ser feitas com acompanhamento nutricional e por um determinado período estrategicamente”, afirma Ellen. Uma dica da especialista é buscar o carboidrato em fontes saudáveis e de baixo índice glicêmico, como grãos integrais, vegetais e frutas, evitando assim o consumo excessivo de pães e massas refinados.

Devo dar adeus ao glúten?

Klacomas/Pixabay

Glúten é o nome dado a uma família de proteínas presentes naturalmente em grãos como trigo, centeio e cevada. É ele que dá a elasticidade em alimentos, como a massa e o pão. Esses alimentos carregam vitaminas e fibras, que ajudam a equilibrar o conjunto de bactérias que vivem em nosso sistema digestivo. O glúten deve ser realmente evitado para quem sofre com uma doença celíaca. “O organismo de um celíaco não produz uma enzima responsável por digerir a proteína, que desencadeia um processo inflamatório no intestino”, informa Ellen. Dietas sem glúten ganham espaço mesmo para aqueles não celíacos. As pessoas associam o glúten à retenção de liquido, dificuldade na digestão e enxaqueca. A recomendação é procurar um profissional para melhor orientá-lo.

Gorduda sempre faz mal?

Foto: Max Straeten / Morguefile

Existem três grupos de gordura, são elas saturadas, trans e insaturadas. As duas primeiras devem ser consumidas moderadamente ou até evitadas, devido ao aumento do colesterol ruim (LDL) entre outras implicações na saúde, como obstruções das artérias. As gorduras insaturadas são necessárias para o bom funcionamento do organismo. “Ela é capaz de reduzir os níveis de triglicérides e de possibilidade de infarto. Eles protegem os órgãos, liberaram ácidos graxos, sais biliares e produzem hormônios”, destaca. A nutricionista aconselha o consumo diário de fontes de gorduras boas, como castanhas, amêndoas, nozes, sementes, alguns tipos de peixe, abacate e azeite de oliva extravirgem.

Devo excluir o ovo da dieta?


Não! O ovo aumenta o HDL que é considerado o bom colesterol, por isso o consumo de ovo não é prejudicial. Além disso, é fonte de proteína e contém lecitina que dificulta a absorção do colesterol ruim no intestino, importante para saúde do coração. “A clara tem o valor calórico mais reduzido e é fonte de proteína, por isso criou-se a cultura de comer apenas a clara e jogar a gema fora, mas a gema é rica em nutrientes, contém 40% da proteína e a maior parte das vitaminas, minerais e antioxidantes”, explica a nutricionista. Além do bom colesterol, o ovo é rico em antioxidantes, proteína, fósforo, selênio, vitamina A e complexo B. Os nutrientes dele conferem saciedade, melhoram o perfil lipídico e o funcionamento do sistema imune. Porém, devido as calorias, ele deve ser consumido sem exageros.

Qual melhor forma de preparar os alimentos?

Fugir das frituras já é um bom começo para conquistar um estilo de vida mais saudável. A nutricionista aconselha o consumo de alimentos grelhados, cozidos ou assados, que são opções mais nutritivas e que não causam mal à saúde. “Em altas temperaturas e por longo período o óleo se torna gordura ruim, sendo prejudicial à saúde quando consumido em excesso”, destaca. Por outro lado, segundo Ellen, o processo de cozimento auxilia na absorção de alguns nutrientes pelo corpo, que o torna uma excelente opção para preparar os alimentos. “O passo mais importante para manter uma vida saudável é ter em mente que a alimentação deve ser equilibrada. Buscar comer alimentos nutritivos, não exagerar durante as refeições, aliado ao consumo de bastante água durante o dia”, conclui a nutricionista.

Fonte: Bio Mundo

Tire suas dúvidas sobre como montar uma horta

Cultivar uma horta pode trazer diferentes benefícios, pois permite o consumo de alimentos mais frescos e com maior valor nutricional, já que é você quem cuida de cada detalhe, desde a escolha das sementes até os produtos que serão usados no plantio. Também ajuda crianças e jovens da comunidade a terem acesso à experiência prática na produção de alimentos, o que os ensinam a cuidar mais da natureza e saber um pouco mais sobre como ela funciona.

Isso sem contar as melhorias à saúde, visto que podem servir como terapia para quem sofre de estresse ou depressão causados pela vida corrida na cidade. Até mesmo quem possui problemas de hipertensão ou diabetes, a produção de ervas aromáticas pode auxiliar na substituição de sal e açúcar nas produções culinárias, levando a uma vida de maior qualidade.

Então que tal começar 2019 montado sua própria horta em casa ou em jardins comunitários? Mesmo quem mora em apartamento ou quer plantar em lugares com pouco espaço também pode começar hoje mesmo. E para te ajudar nessa nova empreitada, o Biólogo e Técnico Agropecuário da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Alexandre Moreira, explica como produzir esses alimentos de forma adequada:

· Qual o local mais adequado para montar uma horta?

horta cenouras
Foto: Pixabay

Observe se o local escolhido recebe luz suficiente exigido pela maioria das plantas (no mínimo sete horas por dia), se não tem encharcamento do solo nos dias de muita chuva, se não ocorre muitas plantas daninhas no local escolhido, plantar as espécies de acordo com a sua época adequada de plantio (cada uma tem sua época correta para se plantar). E não esqueça de fazer adubação, correção do solo com calcário e alguns cuidados básicos diários.

· Como posso saber se a terra onde vou plantar é produtiva?

horta_foto_brenda amaral (4)
Foto: Brenda Amaral

No site do IAC (Instituto Agronômico) há informações sobre como mandar uma análise do solo. Coletada uma porção do solo, com as técnicas corretas para essa coleta, tais são enviadas para um laboratório onde serão feitos testes de fertilidade desse solo. O custo é baixo, algo em torno de 30 a 50 reais por análise.

· Posso usar algum tipo de adubo?

jardim

Sim, de acordo com as recomendações que serão baseadas na análise do solo.

· Onde posso conseguir sementes ou mudas de qualidade para plantar?

mudas e sementes.png

Na página de serviços da Cati você confere informações, diretamente do Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes (DSMM)/Cati, sobre onde comprar, os preços de cada uma e como fazer o recebimento pelo correio.

· Quais materiais eu preciso para montar uma horta vertical e sem gastar muito?

horta

Você vai precisar de:
– Tesoura
– Garrafa pet ou balde velho
– Argila expandida (em pedra) ou areia
– Substrato de cultivo (terra)
– Muda ou semente à sua escolha

· E para uma horta em terreno?

jardim terra arando terimakasih0 pixabay

Considerando que o espaço já esteja cercado, com acesso a água, algum lugar para guardar as ferramentas e os insumos, seria preciso algumas coisas básicas como carrinho de mão, enxada, enxadão, pá, regador, rastelo, cavadeira, bandejas de isopor ou plástico para semeadura mangueira de jardim e alguns baldes plásticos.

· Onde se pode conseguir terra para fazer o plantio?

jardim semente congerdesign pixabay

Para as semeaduras pode-se comprar o substrato próprio para isso nas agropecuárias ou floriculturas. Pede-se substrato para sementes de hortaliças.

Por Mariana Chagas, Assessoria de Comunicação da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo