Arquivo da tag: envelhecimento

Avon, em parceria com universidade, desenvolve tecnologia inovadora para estímulo do colágeno

Descoberta do Protinol promete revolucionar o futuro do mercado global de skincare com a primeira solução capaz de aumentar dois tipos de colágeno, o I e o III

A Avon, primeira marca a estabilizar a vitamina C em 1996, volta a revolucionar os cuidados com a pele com o lançamento global de uma tecnologia inédita e patenteada, o Protinol. Desenvolvido em parceria com a Universidade de Manchester, ele é capaz de impulsionar a produção de colágeno tipo I e tipo III. Também conhecido como colágeno de bebês, o tipo III fornece uma estrutura para o colágeno tipo I e, juntos, formam uma poderosa teia capaz de estimular o desenvolvimento de uma matriz de pele firme e com elasticidade.

Quase 80% da pele é composta por colágeno. Quando equilibrados, os tipos I e III são responsáveis pela estrutura e firmeza da pele. No entanto, por volta dos 25 anos, o colágeno tipo I é reduzido em cerca de 1% ao ano, enquanto o colágeno tipo III começa a se esgotar ainda na infância. Para se ter uma ideia, em bebês, a proporção de colágeno tipo I e III é de 1:1; aos 25 anos, de 2:1, e aos 40 anos, de 3:1, o que resulta em perda da elasticidade. O poder da tecnologia da Avon está no estímulo desse equilíbrio, devolvendo a firmeza perdida.

De acordo com Anthony Gonzalez, diretor regional de Desenvolvimento de Produtos para Cuidados com a Pele e Maquiagem da Avon, estimular a produção de ambos os colágenos ao mesmo tempo era uma solução desconhecida no mercado de beleza até agora: “Enquanto a maioria dos produtos se concentra em aumentar apenas o colágeno tipo I, a nossa mais recente descoberta do Protinol™ aumenta a produção de colágeno tipo I e III, redefinindo a matriz da pele para ficar mais próxima daquela encontrada em bebês, com mais firmeza”.

Os resultados impressionantes foram uma surpresa inclusive para a equipe de especialistas da Avon. “Quando descobrimos os benefícios dessa tecnologia, enviamos uma amostra para nossos parceiros na Universidade de Manchester, Reino Unido. Após os testes, perceberam que o Protinol™era capaz de elevar a proporção de ambos os tipos de colágeno, tornando-se uma descoberta maior do que prevíamos. A solução tem a capacidade de fazer uma mudança profunda na ciência de skincare, realmente transformando o comportamento da pele”, conclui Gonzalez.

“Esta é a primeira vez que eu vejo um aumento significativo do colágeno III em um tratamento tópico”, completa Ardeshir Bayat, cientista clínico, pesquisador e professor sênior da Universidade de Manchester.

A novidade faz parte de um calendário contínuo de diversos lançamentos que serão apresentados a partir de fevereiro deste ano. No Brasil, a data de chegada da nova tecnologia ainda não está definida.

O primeiro Skincare Summit global da Avon:

A apresentação da última descoberta faz parte do primeiro Skincare Summit global da marca, um evento pensado para promover uma importante discussão sobre o passado, presente e futuro do skincare. Realizado em Nova Iorque, nos dias 29 e 30 de janeiro, para cerca de 50 jornalistas e influenciadores de 12 países, e com a presença de líderes da Avon de diferentes categorias como R&D, Inovação e Produto, o evento revelará a tecnologia e seu impacto sobre o mercado e sobre o ritual de cuidados com a pele.

O quem vem por aí:

Para o Brasil, o calendário de lançamentos de 2020 da Avon em cuidados com a pele do rosto vai reforçar os atributos de tecnologia e inovação de Renew, além de destacar o pioneirismo da marca com a introdução de soluções inéditas. “A Avon se concentra em estar um passo à frente quando se trata de inovações em cuidados com a pele. Por isso, todos os lançamentos de 2020 cumprem o objetivo de entregar tecnologia avançada em skincare acessível. O primeiro grande lançamento do ano, que chega em fevereiro no mercado, o Renew Triplo Ácido Hialurônico é um exemplo disso”, afirma Denise Figueiredo, diretora executiva das categorias de Skincare, Toiletries e Fragrâncias da Avon Brasil.

O Renew Triplo Ácido Hialurônico é um tratamento cosmético intensivo com concentração de 1.5% de ácido hialurônico que age no preenchimento de rugas e linhas finas, especialmente a longo prazo. Outro diferencial da fórmula é a combinação de três tamanhos de moléculas de ácido hialurônico que atuam desde a superfície até as camadas mais profundas, onde surgem as rugas.

Responsável por manter a pele lisa e firme, o ácido hialurônico é produzido naturalmente pelo organismo, mas sofre redução com o passar dos anos. O ativo é indicado pelos dermatologistas para ajudar no preenchimento dos espaços entre as células, no tratamento de linhas, rugas e flacidez e, ainda, na proteção e recuperação do colágeno.

renew triplo acido

O preço sugerido do Renew Triplo Ácido Hialurônico é R$ 119,90. Preço de lançamento: R$ 99,90

Vitamina C

“A Avon foi a primeira marca a estabilizar a vitamina C e, recentemente, trouxe para o mercado brasileiro o superconcentrado antioxidante Renew Vitamina C, que em três gotas por dia garante uma pele sempre radiante. Com mais de 1 milhão de unidades vendidas desde o lançamento, o produto teve sucesso absoluto e garantiu uma nova linha à base de vitamina C, com tônico e esfoliantes faciais”, complementa Denise.

A vitamina C é essencial para manter a pele radiante e, com ação antioxidante, reparar e evitar envelhecimento precoce, mas não é produzida pelo organismo. Por isso é tão importante incluí-la no ritual de beleza diário.

O Sérum Antioxidante Vitamina C protege contra o envelhecimento, uniformiza o tom e revitaliza a pele, garantindo viço e frescor. De uso diário e indicado após o gel de limpeza, o Tônico Facial com Vitamina C e Ácido Glicólico, por sua vez, completa a limpeza ao revigorar e remover as células mortas. Além disso, ilumina a pele e desperta a aparência contra o cansaço.

Para completar a linha, a Máscara Esfoliante Facial Térmica promove uma esfoliação térmica suave que ajuda a abrir os poros para facilitar o processo de remoção de impurezas. O resultado é uma pele renovada, macia e radiante. O preço sugerido para Sérum Antioxidante Vitamina C é R$ 99,99, o Tônico Facial com Vitamina C e ácido glicólico R$35,90 e a Máscara Esfoliante Facial Térmica R$ 42,90.

linha vit c avon

Os produtos podem ser adquiridos com uma revendedora Avon ou pelo e-commerce.

Informações: SAC 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h.

Emagreci e pareço mais velha. Por quê? E o que posso fazer?

Problema comum em quem emagreceu demais, a perda do volume facial tende a deixar o rosto com mais flacidez, rugas, olheiras mais intensas, além de um ar mais triste e cansado. Saiba o que fazer para ter o corpo de agora com o rosto vivo de antes

Perder peso não é fácil. E essa parece ser a luta de muitos brasileiros, uma vez que mais da metade da população do país está em sobrepeso enquanto a obesidade atinge uma em cada cinco pessoas, segundo dados do final do ano passado do Ministério da Saúde. Mas para quem conseguiu fazer uma reeducação alimentar, reduziu as quantidades, optou por uma atividade física e está mais magro, surge um outro problema: parecer mais velho.

“Quando pensamos em perda de peso, pensamos sempre na perda de volume e de gordura corporal, num corpo mais esguio, em mais energia e numa autoconfiança perdida que fora agora reconquistada. Até aqui, tudo bem, são efeitos naturais dos quilos perdidos. Mas um processo de perda de peso tem ainda implicações também no rosto, afinal perdemos gordura no corpo inteiro, e isso nem sempre agrada”, afirma o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

De acordo com o médico a perda de peso causa a redução do volume que mantinha a pele mais esticada. “Com essa redução, há uma ‘sobra’ da pele, obviamente se considerarmos uma perda expressiva de gordura”, diz o médico. “Este fenômeno é particularmente mais importante no rosto, sendo mais significativo no terço inferior e no pescoço”, afirma o especialista. A acentuação da flacidez do rosto e do pescoço parece ser a consequência mais clara, porém, mais rugas, mais olheiras e mudança da expressão facial aparecem também.

De acordo com Marcella Garcez, médica nutróloga e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia, o ideal é que qualquer emagrecimento rápido ou que conte com perda ponderal de mais de 10% do peso corporal, tenha acompanhamento médico.

“Só assim é possível descartar patologias e carências que agravam os sinais físicos de um emagrecimento não orientado. Como em muitas ocasiões a perda de peso não é monitorada, as intervenções nutrológicas devem ser incorporadas assim que o aspecto de envelhecimento precoce ou acelerado pelo emagrecimento for notado. Com mudanças no hábito alimentar e a prescrição individualizada de suplementos alimentares, muito do aspecto indesejável pode ser minimizado”, diz a médica. “Mas o objetivo nessa situação é obter as melhores respostas e resultados nos procedimentos estéticos ou cirúrgicos eleitos para corrigir cada alteração”, completa.

Apesar de não ser possível combater a genética e de haver fatores que não controlamos, perder peso de forma gradual, ter uma boa alimentação, privilegiar a hidratação, ter uma boa rotina de beleza e não ter hábitos nocivos são formas de atenuar os efeitos da perda de peso. Mas vamos entender o que acontece de fato no processo de emagrecimento expressivo e o que pode ser feito:

desenfo rosto antes e depois

#1 Menos firmeza – flacidez da pele do rosto e do pescoço não é apenas uma consequência do passar dos anos. Quem diz adeus a alguns (ou muitos) quilos pode deparar-se também com esta realidade, visto que a perda de peso leva a uma diminuição do tecido celular subcutâneo na face, havendo redução do volume geral. “Isso faz com que a pele fique mais flácida e com aparência mais enrugada. Além disso, um processo de emagrecimento rápido leva a um aumento da produção de radicais livres, que levam a um maior dano no colagênio, contribuindo para o aumento da flacidez”, esclarece o médico. “A flacidez excessiva que ocorre nos processos de emagrecimento muito rápidos geralmente se dá pelo menor aporte proteico que traz como consequência a redução na síntese de fibras colágenas, que dão estrutura à derme. Além de aminoácidos provenientes de proteínas, as fibras de colágeno precisam de vitamina C para serem formadas e ainda a estrutura de matriz extracelular é composta de minerais como silício. Portanto uma orientação alimentar com aumento de consumo alimentar ou suplementar de proteínas, vitamina C e silício são condicionais nessa situação”, diz Marcella.

Boas formas de atenuar o problema é conciliar a dieta com uma rotina de aplicação de cremes antienvelhecimento de composição com ação antioxidante, como vitamina C, E e resveratrol, que aumentam a firmeza e dão luminosidade à pele. “A aplicação de cremes com retinoides leva a um aumento da produção de colágeno, ajudando a combater a flacidez”. Em clínica, há opções para prevenção e tratamento do problema, como procedimentos como radiofrequência, ultrassom microfocado, preenchimento de ácido hialurônico, mesoterapia, peelings, lasers, entre outros. “A radiofrequência e o ultrassom microfocado são boas opções para a flacidez leve a moderada, enquanto os preenchedores representam uma boa estratégia para devolver um pouco do volume perdido com o processo de emagrecimento”, afirma o médico.

mulher rosto flacido antes depois brightside

#2 Mais rugas – você emagreceu e notou que tem mais rugas? É normal. “Quando perdemos peso, a pele perde a capacidade de retrair por causa do dano no colágeno e na elastina, que são fundamentais para a elasticidade da pele”, explica o cirurgião. “A perda de gordura na face também leva ao aparecimento de mais rugas, pois a pele não tem capacidade para se retrair quando perde o que está debaixo de si, e quanto mais idade a pessoa tem, pior é a capacidade de recuperação. Há rugas que podem aparecer ou ficar ainda mais pronunciadas se já existiam”, argumenta. De acordo com Marcella, as rugas ocorrem em grande parte pelos mesmos motivos que causam a flacidez da pele, porém a radiação ultravioleta agrava ou acelera muito o aparecimento das linhas mais demarcadas.

“Por isso, além de um aporte proteico, de vitamina e silício, para prevenir rugas ou manter os resultados dos tratamentos, o ideal é aumentar a ingestão alimentar ou suplementar de antioxidantes que tenham atividade fotoprotetora oral, como é o caso dos carotenoides, os ácidos graxos ômega 3 e os polifenóis provenientes de frutas vermelhas”, diz a médica. Nas rugas, os preenchedores e a toxina botulínica, segundo o médico, acabam surtindo bons efeitos. “No caso das demarcações mais profundas, quando são muitas, a cirurgia das rugas, ou ritidoplastia, pode trazer mais resultados”, diz o cirurgião.

olheira

#3 Olheiras mais intensas – menos peso pode levar a mais olheiras? Sim. Mais uma vez, a perda de gordura no rosto é a responsável. “Grande parte da nossa gordura facial está, digamos, na zona das bochechas, e quando essa gordura desaparece, essa zona ‘despenca’ e a olheira fica mais pronunciada, podendo apresentar uma cor mais azulada ou azul acastanhada”, afirma o dermatologista Jardis Volpe.

“No caso das olheiras, depois de descartar situações patológicas e equívocos de hábito alimentar, uma hidratação por via oral adequada e a redução do consumo excessivo de sódio deve ser orientado, para evitar a formação frequente de olheiras fundas e bolsas que agravam a flacidez e o envelhecimento precoce na região”, afirma a nutróloga Marcella. Segundo Volpe, os preenchimentos faciais com ácido hialurônico podem ajudar a corrigir a profundidade da olheira e os cuidados diários devem ser feitos com cremes específicos para a área dos olhos, em formulações com retinol, meiyanol, hyaxel, alistin e vitamina C. “Além disso, podemos usar suplementações com Exsynutriment e Bio-Arct”, diz o dermatologista.

mulher pensando depressao grisalha

#4 Ar mais cansado e triste – quando a almofada entre a pele e o músculo, que é a gordura, diminui, é comum que a pele fique mais flácida e algumas regiões ao redor dos olhos e da boca ficam muito semelhantes à expressão que usamos quando estamos tristes ou cansados. Os exemplos mais comuns são o aumento da olheira e a queda dos cantos da boca. E esse é um dos principais motivos da consulta pós-perda de peso.

“A pessoa sente-se mais triste, ou seja, a pessoa fica com o rosto mais triste, e é essa tristeza que identificamos e queremos tratar. Quando o fazemos, não estamos apenas a tratar a pele e outras estruturas, estamos também a tratar a expressão. Temos de diagnosticar as emoções da pessoa, não apenas o tipo de pele e o seu estado, temos de identificar a expressão da pessoa, o que transmite”, afirma o cirurgião plástico.

“Se a perda de peso não foi acompanhada, o período de tratamento da pele deve ser, por meio de orientações alimentares e suplementares que preparam o organismo para obter melhores e mais duradouros resultados para os procedimentos corretivos. Além das questões estéticas, um hábito alimentar equilibrado, variado e natural, acompanhado de suplementos alimentares individualizados, são capazes de auxiliar o organismo a manter-se saudável e prevenir disfunções próprias do envelhecimento acelerado”, completa a nutróloga.

Outdoor Running Series

Por fim, os médicos destacam que a mudança de hábitos após o emagrecimento deve priorizar uma alimentação mais balanceada, evitar o cigarro, praticar atividade física e ter uma rotina skincare adequada à pele.

Fontes:

Mário Farinazzo é cirurgião plástico, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o médico é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Professor de Trauma da Face e Rinoplastia da Unifesp e Cirurgião Instrutor do Dallas Rinoplasthy e Dallas Cosmetic Surgery and Medicine Annual Meetings.  
Marcella Garcez é médica nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran. A médica é Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.
Jardis Volpe é dermatologista; Diretor Clínico da Clínica Volpe (São Paulo). Formado pela Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Membro da Sociedade Americana de Laser, da SBD e da Academia Americana de Dermatologia; Pós-graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC; Atualização em Laser pela Harvard Medical School.

 

Pele madura tem menor firmeza e hidratação, saiba como tratá-la

Além de tratamentos em clínica, cremes e cápsulas prescritas por dermatologistas melhoram a qualidade da pele madura, que sofre com deficiência natural de estrogênio

Na faixa etária dos 40 aos 50 anos, as rugas se acentuam e a pele começa a ficar marcada com “rugas em repouso”, a flacidez já está em um grau moderado e as queixas são de perda do contorno facial e formação do aspecto “buldogue” das bochechas caídas.

“Ocorre a diminuição dos coxins de gordura da face, a bochecha começa a murchar, então, além da consulta a um dermatologista, que poderá propor alguns tratamentos como toxina botulínica e estimuladores do colágeno, os cremes devem ser usados para melhorar a qualidade da pele, sua hidratação e a questão das manchas”, afirma a farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, Mika Yamaguchi.

Mas sabe por que isso acontece? “O hormônio estrogênio aumenta a elasticidade, firmeza, produção de matriz extracelular e hidratação. Há uma deficiência natural desse hormônio após esse período, então isso contribui para a menor elasticidade, firmeza e hidratação da pele madura”, completa a especialista em dermo e nutricosméticos.

Além disso, outro tratamento que deve ser feito, segundo a farmacêutica, é o de manchas, justamente porque nessa idade elas podem ter várias origens, sejam hormonais, por exposição solar, poluentes ambientais, poluentes digitais, estresse, cigarro e o próprio envelhecimento sistêmico.

“As hormonais são as mais difíceis de serem tratadas, as demais com um bom tratamento tópico e oral e acompanhamento médico são passíveis de tratamentos; mas as manchas do melasma caracterizam uma doença crônica, em que é necessário um acompanhamento contínuo para controle”, diz a especialista.

Pensando nas necessidades da pele madura, Mika afirma que é necessário o uso de ativos que melhorem os seguintes parâmetros: reepitelização da epiderme, auto-hidratação, redensificação, luminosidade e combate à inflamação. Por isso ela sugere os seguintes tratamentos:

mulher meia idade creme

Reepitelização da epiderme: uso de cremes com os ativos Hyaxel e SWT-7, que vão hidratar a pele profundamente, ao mesmo tempo em que ajudam no preenchimento das células. “As cápsulas também devem ser usadas, com ativos como Exsynutriment e Bio-Arct, que juntos promoverão uma melhora da síntese de colágeno, com melhora da firmeza e do funcionamento celular”, afirma.

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

Auto-hidratação: a farmacêutica sugere os ativos Hyaxel e Arct-Alg, que juntos melhorarão a hidratação natural da pele, triplicando a produção de energia das células da pele. As vitaminas orais indicadas são Exsynutriment (silício para melhorar a sustentação e a flacidez da pele) e In.Cell, que combina vários nutrientes para beneficiar a saúde da pele.

THERAPEUTIQUE FEMMEWOMAN  TAKING MEDICATION
FreeGreatPicture

Redensificação: a união de Scupltessence, Progeline e Densiskin em um mesmo creme promove o redesenho e rearquitetura facial, com efeito ‘Dermorelax’. Para ingestão oral, além de Exsynutriment e In.Cell, a farmacêutica sugere Glycoxil, um ingrediente que tem a capacidade de diminuir os malefícios do açúcar e carboidratos na pele.

gettyimages- mulher pele meia idade

Luminosidade: por meio da associação entre Superox C (aumenta produção de colágeno e ácido hialurônico), Silpearl (associação de silício biodisponível com nutrientes funcionais da pérola para restaurar a luminosidade e o equilíbrio hídrico da pele), Arct-Alg (triplica produção de energia celular) e Overnight Repair (poderoso defensor ambiental além de anti-idade e hidratante), o creme diminui o aspecto opaco da pele, melhorando seu brilho natural. Nas cápsulas, Mika sugere Glycoxil para evitar as manchas provenientes dos malefícios do açúcar e carboidratos, e Bio-Arct, antioxidante que triplica a produção energética, melhorando o aporte de nutrientes.

GettyImages remedios pilulas suplementos.jpg
Getty Images

Combate à inflamação: para tratar a pele inflamada, Mika sugere Pro Barrier Repair e Connect Cell, que vão minimizar os efeitos da inflamação, além de restabelecer a comunicação celular. Para as cápsulas, além de Glycoxil e Bio-Arct, é indicada a suplementação de FC Oral, um modulador inflamatório, com efeito antioxidante e hidratante.

Mika lembra que, antes de qualquer tratamento, é necessário consultar um médico para personalizar as fórmulas de acordo com a necessidade do paciente.

Fonte: Biotec Dermocosméticos–  SAC: 0800-7706160

O segredo da longevidade: existe uma receita para viver mais e melhor?

O aumento da expectativa de vida é realidade. Especialista mostra como chegar à velhice com qualidade

Cerca de 30% dos idosos com mais de 60 anos têm problemas de sarcopenia, entendida como a perda de massa, força e desempenho da musculatura. A boa notícia é que esse mal pode ter seu impacto reduzido ou postergado com cuidados simples ao longo da vida.

“Por volta dos 30 anos, começamos a perder massa muscular, num processo natural, mas a velocidade dessa perda e o impacto que ela causa na qualidade de vida do paciente decorrem diretamente da quantidade de massa magra que as pessoas têm no corpo: quanto menos massa magra tivermos mais riscos corremos”, diz Roberto Miranda, cardiologista e geriatra.

o-segredo-da-longevidade idoso

Segundo dados do IBGE (2018), a expectativa de vida ao nascer dos brasileiros aumenta ano após ano e já atinge 72 anos para os homens e 79 anos para as mulheres, além de ser cada vez mais comum, pessoas comemorem mais de 100 anos de idade. Mas esses números são superados quando pensamos por faixa etária, ainda segundo o IBGE uma mulher com 60 anos, por exemplo, em média viverá mais 22,9 anos, ultrapassando assim o número estimado no nascimento.

Muito se fala em como o país está ou não preparado para cuidar dessas pessoas e pouco sobre como a população está se preparando para viver mais e melhor.

Miranda explica que o indivíduo com pouca massa magra torna-se “fraco” e o quadro pode ser agravado com a incidência de uma doença aguda. Por exemplo: um idoso com boa quantidade de massa magra tende a se recuperar melhor de uma pneumonia, pois o organismo usa esse recurso para auxiliar a recuperação. Com o quadro estabilizado, ainda sobra massa para ele se recuperar e voltar para suas atividades rotineiras. O mesmo não acontece com o idoso com pouca massa magra. Ele tem as chances de morte ou dependência ampliadas, pois o seu organismo pode não ter a força necessária para se recuperar completamente de uma enfermidade pontual.

gettyimages casal chocolate
Getty Images

“Outro problema é a perda de massa e de tecido ósseo (osteoporose), que também é comum e aumentam o risco de fraturas, as quais são extremamente complicadas para lidar e recuperar os pacientes”, ressalta o geriatra.

Segundo o Ministério da Saúde, aproximadamente 10 milhões de brasileiros têm osteoporose, o que causa 1 milhão de fraturas por ano. Esses graves problemas podem ser minimizados (ou adiados) com mudanças simples no cotidiano: ter estilo de vida ativo, o que significa no mínimo 5 mil passos por dia, ou fazer meia hora de caminhada; ter alimentação balanceada, que não restrinja os alimentos, mas reduza a ingestão daqueles que não contribuem com a saúde; ter equilíbrio emocional, para que o corpo não sofra as consequências de problemas menores; evitar o excesso de álcool e não fumar.

Outra ferramenta importante é a suplementação, que proporciona ao organismo os nutrientes essenciais quando eles não são aportados por meio da dieta nutricional padrão. Um exemplo clássico é a ingesta de proteínas, que na maioria das vezes não atinge a recomendação diária. Uma ótima fonte de proteínas são os peptídeos de colágenos que são isentos de alérgenos, como a proteína do leite, soja e glúten. Uma combinação adequada e balanceada de proteínas associada a vitaminas, minerais e aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA´s) são indispensáveis para a síntese muscular auxiliando na prevenção da sarcopenia.

Já para a saúde dos ossos e contra a osteoporose é necessária uma ingesta adequada cálcio, vitamina D, K e magnésio. Lembrando que os ossos não são formados apenas por cálcio e que o aporte de proteína para os ossos, além da vitamina D e magnésio, é fundamental para a formação de um composto ósseo de qualidade, não esquecendo o papel da vitamina K2 como um carregador do cálcio para os ossos evitando que ele se acumule nas artérias e rins. Vale mencionar que existem diversas fontes de cálcio, e que o Cálcio Citrato Malato, dentre os compostos de cálcio é o melhor absorvido pelo nosso organismo, chegando a ser quase 2 vezes mais absorvido do que o carbonato de cálcio.

Uma alimentação balanceada, seja via dieta nutricional padrão ou suplementada, e a prática de atividade física regular são a chave para manter o organismo em condição de oferecer a melhor resposta frente às necessidades habituais, promovendo um envelhecimento mais saudável e longevo.

mulher idosa praia oculos pixabay

“Nada disso é fácil, mas os resultados são evidentes e comprovados por inúmeros estudos. Por isso, minha dica para todos é: parem de procrastinar. Comecem hoje a fazer a diferença, independente da sua idade”, completa Miranda.

Fonte: Biolab

Suplemento previne envelhecimento da pele e auxilia o equilíbrio hormonal

Desenvolvido especialmente para mulheres maduras, Keep Lady, da Buona Vita, é rico em vitaminas e minerais que atuam prevenindo a formação de rugas, melhorando a elasticidade da pele, protegendo o sistema cardiovascular e promovendo o bom funcionamento do intestino.

Pensado para a mulher madura e experiente, Keep Lady contribui para a firmeza, reduz rugas, regula a imunidade e atua no rejuvenescimento celular. Indicado para mulheres de todos os tipos e fototipos de pele, o produto contém ácido ortossilícico em sua composição, que atua na sustentação da epiderme. Além disso, a formulação também conta com colágeno hidrolisado (resistência e elasticidade dos tecidos), ácido ascórbico (vitamina C – antioxidante, melhora a qualidade da pele) e Vitamina A (proteção imunológica e saúde da epiderme).

O Keep Lady é um nutricosmético desenvolvido especialmente para mulheres com mais de 40 anos que previne o envelhecimento da pele e a formação de rugas, estimula a produção de colágeno e auxilia no equilíbrio hormonal, além de melhorar a função intestinal.

Modo de uso: para resultados satisfatórios devem ser ingeridas, sempre sob orientação de um profissional especializado, duas cápsulas do produto por dia, juntamente com líquido.

keep_lady_rejuvenescimento_mulher.png

Keep Lady Preço: R$ 145,00

Informações: Buona Vita – SAC: (41) 3023-1855

Novo Renew Clinical Lift & Firmeza para tratamento da pele do rosto, colo e pescoço

Com textura em creme e enriquecido com aminoácidos e vitamina B3, ele é ideal para fortalecer, sustentar e hidratar a região tratada

No skincare, além dos cuidados com o rosto, você lembra de tratar o pescoço e o colo? Estas regiões, muitas vezes, esquecidas no ritual de beleza, também merecem cuidados especiais. Sendo assim, pensando em tratar tanto a pele do rosto quanto do pescoço e colo, a Avon apresenta o sérum facial Renew Clinical Lift & Firmeza: sua solução para levantar, sustentar e fortalecer a pele. Inspirada nos famosos resultados de procedimentos dermatológicos, o tratamento conta com a Tecnologia Polypeptide-2X para proporcionar hidratação intensiva e instantaneamente preencher a pele.

A fórmula foi desenvolvida para ajudar a reconstruir a estrutura de suporte da pele do rosto – que contém colágeno, elastina e fibronectina – para uma sensação e aspecto de firmeza. O creme, ao entrar em contato com o calor do corpo, torna-se líquido e libera ativos como Vitamina B3 (Niacinamide) e aminoácidos (Tetrapeptide-4), que penetram rapidamente.

Após a primeira aplicação já é possível sentir a pele mais fortalecida e iluminada; em uma semana de uso, proporciona uma melhora notável na aparência do rosto, pescoço e colo; e depois de três semanas, deixa a região tratada mais firme, tonificada e com aparência mais jovem – aquele efeito lift!

Modo de uso: duas vezes por dia, aplique a quantidade desejada no rosto, pescoço e colo limpos.

renew clinical serum.png

Preço sugerido para o Renew Clinical Lift & Firmeza: R$ 81,90

Onde encontrar: por meio das revendedoras da Avon pelo Brasil e também no site. SAC: 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h.

O envelhecimento e os cuidados com a pele

O envelhecimento ainda é um tema delicado para o ser humano. Não à toa, inúmeros procedimentos, pílulas e chás, entre tantas outras opções, surgem com a promessa de desacelerar ou até mesmo reverter as transformações físicas que a velhice traz.

“Claro que a inteligência humana e suas incríveis descobertas podem (e devem) ser usadas para aumentar nossa qualidade de vida e nossa autoestima em qualquer momento da vida. A dermatologia clínica e estética, por exemplo, fez diversas contribuições. No entanto, o processo de envelhecimento é contínuo e inevitável, seja do ponto de vista anatômico, cardiovascular, alimentar, imunológico ou metabólico”, avalia Luciana Maluf, dermatologista e consultora de beleza da Condor.

A pele, o maior órgão do corpo humano, também sofre mudanças com o passar dos anos. É o que chamamos de envelhecimento intrínseco: aquele que ocorre naturalmente com a passagem do tempo. Essas alterações vão muito além do que os olhos conseguem ver e atingem as três camadas da pele: epiderme, derme e hipoderme.

Na primeira, a camada mais externa, surgem as manchas e alterações de cor (mais amarelada)e de textura, ficando mais áspera e com um aspecto translúcido. Essa transformação acontece porque a renovação celular diminui com a idade.

A camada intermediária (derme), que sustenta a pele, sofre uma atrofia pela destruição das fibras colágenas e fibras elásticas. É aí que surgem as rugas mais profundas. E, por fim, na camada interna (hipoderme), formada basicamente por células de gordura e cujas funções são unir a derme ao corpo e fazer a manutenção da temperatura corporal, a tendência é de diminuição da espessura.

Nova fase, novas rotinas

hellen mirren
A atriz britânica Helen Mirren, de 74 anos

A pele do idoso apresenta uma menor atividade das glândulas produtoras de sebo e de suor, por isso tende a ser mais ressecada e desidratada. Além disso, com a menor atividade de células produtoras de colágeno e elastina, fibras que dão firmeza e sustentação, a pele fica mais fina, flácida e com sulcos, as chamadas linhas de expressão e rugas.

Outro fator comum nessa fase é a diminuição da atividade imunológica, que torna a pele mais suscetível a infecções como micoses, viroses e herpes (do tipo simples e a chamada zoster – causada por infecção viral e capaz de provocar bolhas). O câncer de pele também aparece como risco por conta da exposição exagerada ao sol. Por isso, é fundamental uma observação cuidadosa em caso de lesões persistentes, que não cicatrizam. Elas devem ser examinadas por um especialista para descartar ou confirmar esses diagnósticos.

“Entre os cuidados diários com a pele nesse momento da vida, as recomendações incluem banhos mornos (com sabonetes delicados e que não façam tanta espuma) e hidratação constante. É possível utilizar hidratantes à base de glicerina, uréia ou mesmo produtos que contenham as gorduras normalmente encontradas na pele humana. Isso ajuda a manter a hidratação e evita a coceira decorrente da espessura mais fina e da textura seca”, recomenda a dermatologista e consultora de beleza da Condor.

A hidratação contribui ainda para aumentar a resistência da pele às infecções oportunistas. Uma pele hidratada sofre menos com traumas e microlesões.

Pele e menopausa

julianne moore
A atriz norte-americana Julliane Moore que fará 59 anos em dezembro

A menopausa, conjunto de transformações e reações comuns no processo de envelhecimento feminino, também implica em mudanças na pele. O período fisiológico se dá após a última menstruação espontânea, fase em que a secreção hormonal dos ovários é interrompida, em média por volta dos 45 e 50 anos. Com a queda gradativa dos hormônios estrogênio e progesterona, a pele fica mais ressecada e há a perda das fibras elásticas e de colágeno. Esse cenário provoca uma “baixa” na elasticidade e no tônus, levando à flacidez.

“A prevenção e o combate ao problema estão na fotoproteção, uma vez que a radiação é uma grande vilã no processo de envelhecimento da pele. O ideal é fazer uso diário do protetor com FPS 30, com reaplicações. Para evitar o ressecamento cutâneo, comum nesta fase, o hidratante também é indispensável. Uma dica é buscar informações sobre os dermocosméticos que tenham propriedades antioxidantes, que incentivam a produção de colágeno e garantem a nutrição da pele”, ressalta a dermatologista.

A dermatologia estética entra como grande aliada para a melhoria do aspecto da pele. Procedimentos como o preenchimento com ácido hialurônico, tratamentos com laser de CO2 e luz pulsada, realização de peelings e aplicação de toxina botulínica estão entre os indicados, porém vale sempre consultar um médico dermatologista para saber qual o mais adequado para cada caso.

Fonte: Condor

 

Saiba como ativar proteínas da longevidade e melhorar a qualidade da pele

Estudos apontam que uso de substâncias capazes de ativar as enzimas ligadas à extensão da vida celular pode ajudar a retardar o envelhecimento da pele e prevenir doenças ligadas à idade.

Você já ouviu falar em sirtuínas? As sirtuínas (SIRTs) são enzimas encontradas em diferentes compartimentos das células que desempenham papéis importantes em diversas funções celulares e biológicas. Estudos apontam, por exemplo, que as SIRTs estão diretamente ligadas à extensão da vida celular e da longevidade.

cosmetico face rosto mulher

“As sirtuínas são um conjunto de enzimas que regulam a atividade dos genes responsáveis por processos metabólicos relacionados à reprodução e defesa das células. Dessa forma, as SIRTs atuam na preservação dos tecidos do corpo, assim atrasando o envelhecimento e prevenindo doenças ligadas à idade, como o Alzheimer”, explica o pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma.

Porém, segundo o especialista, o papel destas proteínas no combate ao envelhecimento cutâneo ainda não está totalmente esclarecido, sendo alvo de muitas investigações. Pesquisas demonstram, por exemplo, que as SIRTs participam de eventos desencadeados pela radiação UVA e UVB, o que sugere que as enzimas são participantes chave no fotoenvelhecimento.

“Estudos apontam também que o estresse oxidativo, um dos principais desencadeadores do envelhecimento cutâneo, está correlacionado com uma redução dos níveis de SIRT-1 nos queratinócitos. Sabe-se ainda que este tipo de sirtuína atua na inibição da degradação de colágeno e que a SIRT-3 tem um papel na manutenção cutânea através da diferenciação induzida pelo estresse oxidativo, um processo crucial para a regeneração da pele e importante em doenças cutâneas”, afirma.

Apesar dos estudos nesta área ainda estarem caminhando, a descoberta do papel notório das sirtuínas na promoção da longevidade celular fez com que rapidamente se procurassem substâncias que fossem ativadoras destas enzimas.

“Por exemplo, o resveratrol, substância que pode ser encontrada em vinhos e diversos cosméticos disponíveis no mercado, é comprovadamente um ativador da SIRT-1. Dessa forma, o polifenol é capaz de inibir a expressão das enzimas MMP-1 e MMP-9, responsáveis pela degradação do colágeno”, destaca o pesquisador. “Além disso, ativos como NR Nobel e Resverevine, que podem ser encontrados em dermocosméticos manipulados, também apresentam resultados muito positivos na ativação das sirtuínas”.

Segundo a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o uso destes ingredientes que estimulam e biomimetizam a ação das sirtuínas, principalmente durante a noite, são fundamentais para que não ocorra o envelhecimento precoce das células e, consequentemente, da pele, pois essas substâncias também ajudam a melhorar e controlar o encurtamento dos telômeros, trechos de DNA encontrados nas extremidades dos cromossomos que estão diretamente relacionados ao processo de envelhecimento.

mulher pele madura oleosa

“Dessa forma há a melhora da elasticidade, firmeza, hidratação, lubrificação e preservação da pele por muito mais tempo”, finaliza a médica.

Fonte: 
Claudia Marçal é médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.
Lucas Portilho é consultor e pesquisador em Cosmetologia, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma e Pesquisador em Fotoproteção na Unicamp. Especialista em formulações dermocosméticas e em filtros solares. Diretor das Pós-Graduações do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele Educacional, Hi Nutrition Educacional e Departamento de Desenvolvimento de Novas fórmulas. Atuou como Coordenador de Desenvolvimento de produtos na Natura Cosméticos e como gerente de P&D na AdaTina Cosméticos. Professor e Coordenador dos cursos de Pós-Graduação com MBA do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele Educacional. 

Especialista revela como prevenir envelhecimento da pele causado pela poluição

Sabe-se que a poluição é um fator muito prejudicial à saúde da pele. Pesquisas mostram que ela tira oxigênio da pele e provoca o envelhecimento precoce, assim como os radicais livres no ar também diminuem a quantidade de colágeno, e como consequência, a pele perde elasticidade. Mas para pessoas que vivem nos grandes centros, como Rio e São Paulo, conviver com a poluição é algo inevitável.

Thais Mugani, especialista em estética e CEO da Slimcenter, aponta como a poluição pode prejudicar não apenas o meio ambiente mas a nossa saúde e a da nossa pele: “A poluição é mudança indesejada nas características do meio ambiente, sendo elas físicas, químicas ou biológicas. Os impactos da poluição na pele são silenciosos, ao contrário da radiação solar”.

O que fazer para prevenir os efeitos da poluição na pele? A especialista aponta algumas soluções para atenuar os efeitos nocivos da poluição. Confira:

Limpeza diária

demaquilante limpeza pele mulher

A poluição desencadeia processos inflamatórios que também obstruem os poros, favorecendo o aparecimento de cravos e espinhas. Por isso a limpeza diária da pele é fundamental. O uso de esfoliantes, água modelar e até mesmo substâncias próprias para a remoção de impurezas e maquiagem ajudam a manter a pele saudável e com menor incidência de cravos e espinhas.

Invista em uma higienização diária com um sabonete que limpa profundamente a sua pele, retirando todos os vestígios de produtos utilizados durante o dia e também desobstruindo os poros de resíduos de poluição. O ideal é realizar a higienização pela manhã, ao acordar, e à noite, antes de dormir.

Antioxidantes

270054_560069_mascara_de_vitamina_c_web_

Há a necessidade de prevenir a ação da poluição sempre com produtos antioxidantes como vitamina C, resveratrol, romã, chá verde entre outros. O antioxidante auxilia na redução dos radicais livres, reduzindo também os danos causados por eles.

Hidrate-se

shutterstock mulher pele rosto

Outra questão que a poluição pode influenciar no ressecamento da pele. Já sentiu sua pele ultra ressecada depois de passar um dia inteiro andando no centro de alguma grande cidade? Isso acontece porque as micropartículas, junto com o vento, desequilibram o pH da pele e, em resposta, ela pode apresentar uma textura mais seca e até vermelhidão. Por isso, a hidratação é fundamental para proteger a barreira cutânea. Aposte em produtos com ativos potentes, que vão nutrir a sua pele profundamente, como por exemplo o ácido hialurônico.

Tonifique a sua pele

creme pele indian express
Foto: Indian Express

Lembre-se também de tonificar a pele, para equilibrar o pH, e de hidrata-la. Além disso, é necessário protegê-la com o filtro solar, a fim de manter a radiação longe de causar algum dano permanente.

Fonte: Slimcenter

Descubra alimentos que aceleram o processo de envelhecimento e como substituí-los

Cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida, explica qual a relação desses alimentos com os terríveis produtos avançados de glicação, agentes que envelhecem a pele

Existem dois principais culpados por acelerar o processo de envelhecimento da pele: a exposição solar e os produtos avançados de glicação (AGEs). “Os AGEs se formam quando a molécula de glicose (açúcar) reage com as proteínas do organismo. Isso gera a glicação que, somada ao excesso de radicias livres produzidos por má alimentação e outros hábitos como tabagismo e privação do sono, leva o organismo ao estresse oxidativo, que danifica o DNA das células provocando menor atividade celular, menor produção de colágeno e fibras elásticas, menor atividade de células de defesa e menor poder de cicatrização”, explica a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Como resultado desse processo, há o aparecimento de rugas, manchas e flacidez.

Há outra parte ruim nessa história. Se não ficou claro, os AGEs são formados principalmente pela má alimentação, incluindo deliciosos bolos, tortas, doces, massas e frituras. Mas o problema é alavancado pelo excesso: é o açúcar excedente que faz mal. E além disso, segundo a cirurgiã plástica, devemos incluir também em nossa dieta os alimentos antirradicais livres, e começar a fazer exercícios físicos, que estimulam nosso sistema antioxidante endógeno a combater os radicais livres. Abaixo, a médica lembra os principais alimentos responsáveis pelo envelhecimento da pele:

Açúcar – o excesso de açúcar em doces e bolos contribui para a formação de AGEs prejudiciais ao colágeno, mas também está envolvido em processos inflamatórios, como a acne. Além de adequar o paladar, buscando consumir menos açúcar, é possível em muitas receitas substituir esse ingrediente por frutas mais doces e mel, que são fontes de vitaminas, ou versões mais ‘magras’, como o açúcar demerara ou o adoçante xylitol – também evitando o excesso.

Batatas fritas – ninguém discute o sabor, mas alimentos feitos em alta temperatura e baixa umidade causam a reação de glicação, com a formação de AGEs, além de aumentarem a produção de radicais livres que podem causar danos celulares à pele. “A exposição aos radicais livres acelera o processo de envelhecimento. A interligação afeta as moléculas de DNA e pode enfraquecer a elasticidade da pele”, diz a médica. O excesso de gorduras do óleo também causa danos ao organismo. Além disso, no caso das batatas fritas, elas são servidas com muito sal, sendo que o excesso de sódio pode tirar água do tecido cutâneo e levar à desidratação, tornando sua pele ainda mais propensa às rugas. Uma boa opção é substituir as batatas fritas por chips de babata doce assada.

Pão – o francês, de fôrma e o croissant são exemplos de alimentos com farinha branca, carboidrato de alto índice glicêmico. Além de envolvido no processo de glicação, seu excesso pode causar inflamação no corpo por aumentar muito a produção de radicais livres. Uma alternativa é apostar nas versões integrais e com grãos, que são excelentes fontes de fibra, e atingem a corrente sanguínea mais lentamente.

Margarina – se você já disse adeus ao pãozinho, mas ainda continua com a margarina, saiba que ela é rica em gordura hidrogenada e muitos aditivos químicos que tornam nossa pele mais vulnerável à radiação ultravioleta, que pode danificar colágeno e elastina, as proteínas de sustentação da pele. Em receitas, o azeite e até o abacate podem ser boas trocas. Para passar no pão, aposte no creme de gergelim (tahine), boa fonte de proteínas e fibras.

Carnes processadas – salsicha, calabresa, bacon e linguiça são exemplos de carnes processadas que podem ser prejudiciais à pele. “Essas carnes são ricas em sódio e gorduras saturadas, que podem desidratar a pele e enfraquecer o colágeno, causando inflamação”, lembra a médica. Esse tipo de proteína pode ser substituído por ovos e frangos ou proteínas vegetais como feijão, grão-de-bico e ervilha.

Sucos industrializados – os de caixinha, no geral, contam com açúcar e sódio em excesso, uma combinação perigosa para acentuar os danos de desidratação da pele e enfraquecimento do colágeno. Sempre que possível, em vez de sucos, o ideal é investir na ingestão da fruta, que traz o carboidrato e as fibras.

Álcool – embora não seja necessariamente um alimento, o álcool é muitas vezes o acompanhamento ideal, mas ele pode causar uma série de problemas quando se trata da pele, incluindo vermelhidão, inchaço, perda de colágeno e rugas. “O álcool esgota seus nutrientes, hidratação e níveis de vitamina A, os quais têm um impacto direto sobre as rugas. A vitamina A é especialmente importante no que diz respeito ao crescimento de novas células e à produção de colágeno, assegurando que a pele seja elástica e livre de rugas”, diz a médica. Uma boa dica é manter-se hidratado e fazer boas escolhas com moderação, como o vinho tinto, que traz a molécula de resveratrol, um poderoso anti-idade. “Essa molécula traz vários benefícios para a saúde em virtude da sua ação antioxidante, que funciona para combater o envelhecimento. Além disso, o resveratrol é capaz de ativar a sirtuína-1, proteína que age no aumento da longevidade celular”, explica. Mas o consumo de álcool deve ser em pequenas quantidades e em pessoas capazes de metabolizar o álcool, ou seja o benefício do vinho tinto não é para todos.

pele beleza alimentação frutas mulher

De acordo com a médica, evitar o excesso desses alimentos é um hábito que deve ser aprendido o quanto antes a fim de impedir que os problemas de pele surjam de maneira precoce. “Consulte sempre seu médico ou nutricionista para adequar sua alimentação”, finaliza a médica.

Fonte: Beatriz Lassance é cirurgiã plástica formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL , é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.