Arquivo da tag: ervilha

Dia Mundial das Leguminosas: conheça seis ricas em ferro que não podem faltar na dieta

Sim, elas também têm uma data só para elas. Em comemoração ao Dia Mundial das Leguminosas (10), a Raízs, supermercado online de orgânicos e saudáveis pioneiro em valorizar o pequeno produtor, separou seis leguminosas ricas em ferro que não podem faltar na sua dieta. Veja:

Feijões: rico em ferro, cálcio, magnésio, fibras, vitaminas do complexo B e proteínas.

Soja: fornece proteínas, fibras, vitamina K, cálcio, ferro, fósforo, magnésio, zinco para o organismo.

Foto: Ulrike Leone/Pixabay

Grão-de-bico: fonte de proteínas, fibras, minerais como ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e vitaminas do complexo B.

Lentilha: contém fibras solúveis e insolúveis, proteínas, magnésio, ferro, vitaminas do complexo B.

Amendoim: ferro, zinco e potássio são alguns dos sais minerais presentes nessa leguminosa, assim como vitaminas do complexo B.

Ervilha: grande quantidade de vitaminas do complexo B, de fibras e de minerais como fósforo, ferro, potássio e zinco.

Todos os itens citados estão disponíveis no site da Raízs.

Aprenda como fazer Risi e Bisi com bacon, um clássico da gastronomia italiana

Eder ensina a receita do prato, que surpreende pelo sabor e pela facilidade no preparo

O Risi e Bisi, ou arroz e ervilhas em italiano, é um prato tradicional da região do Vêneto, principalmente da cidade de Veneza, na Itália, que tem textura um pouco mais cremosa em relação ao risoto original e leva também o bacon, que harmoniza perfeitamente. A Eder, marca de salsichas, linguiças, bacon e frios, ensina como preparar este prato delicioso, que fica pronto rapidinho, em apenas quarentena minutos, ideal para um jantar especial devido ao ar sofisticado que apresenta.

Você sabia que “Risi, bisi e fragole!” (arroz, ervilha e morango!) era o grito de guerra dos venezianos, fazendo uma analogia às cores da bandeira italiana quando, no século XIX, houve a invasão austríaca na Itália? Aproveite para contar aos convidados enquanto serve o prato.

O segredo nesta receita é o bacon Eder, feito com um corte da barriga suína que contém parte da paleta e uma porção maior de carne. Defumado naturalmente, é muito saboroso e leva um toque a mais de sabor ao Risi e Bisi.

Confira abaixo a receita completa, que rende quatro porções.

Risi e Bisi com bacon

Ingredientes:
1 colher de sopa de azeite
1 cebola pequena bem picada
1 dente de alho amassado
100 g de bacon Eder em cubos pequenos
2 xícaras de arroz Arbóreo
1 lt de caldo de legumes ou frango
1 xícara de ervilhas frescas ou congeladas
½ xícara de salsa picada
1/4 de queijo parmesão ralado
200 ml vinho branco
1 colher de sopa de manteiga

Modo de preparo:
Refogue o bacon na manteiga. Acrescente a cebola e depois o alho. Quando dourados coloque o arroz. Mexa um pouco e logo adicione o vinho branco. Deixe o vinho ferver e coloque pouco a pouco o caldo, mexendo sempre. Adicione as ervilhas frescas. Quando o arroz estiver cozido adicione o azeite e o parmesão emulsionando bem.Acrescente a salsa no momento de servir. Deve ser servido bem quente, cremoso e com os grãos cozidos “al dente”.

Tempo de preparo: 40 minutos
Rendimento: 4 porções

Fonte: Eder

Alimentos que contribuem com a microbiota intestinal

Alimentação é parte essencial dos cuidados com a saúde do intestino

Sabemos que a alimentação é parte essencial dos cuidados com a saúde do intestino. Portanto, vale uma reflexão importante sobre a maneira como nos alimentamos no nosso dia a dia. Afinal, o que colocamos no prato pode influenciar diretamente na saúde, bem-estar e fazer com que escolhas saudáveis virem parte da nossa rotina, como um passo importante para a prevenção de inúmeras doenças.

Um dos órgãos em que a alimentação afeta o funcionamento e eficácia é o intestino, delgado e o grosso. Dentro dele, um conjunto colonizado de bactérias, vírus e outros conjuntos de microrganismos, chamado de microbiota intestinal (conhecida também como flora intestinal), ajuda o corpo a garantir defesas naturais, fortalecendo a imunidade e evitando que as bactérias patogênicas se proliferem.

Além disso, para manter a saúde da microbiota em dia, alguns alimentos são aliados, por conterem nutrientes e outros componentes que o corpo humano irá absorver. Confira a seguir seis deles:

Iogurtes: os alimentos fermentados, como é o caso do iogurte, são ricos em bactérias que contém o ácido láctico. De acordo com um estudo de revisão publicado no periódico Journal of Translational Medicine, esse alimento possui uma fonte de microrganismos ingeríveis que podem regular, de forma benéfica, a saúde intestinal e até mesmo tratar ou prevenir doenças inflamatórias intestinais.

Laticínios: assim como o iogurte, alimentos como leite, queijos e outros derivados são capazes de ajudar a microbiota intestinal por meio das bactérias do ácido láctico. O leite fermentado, por exemplo, é fonte de Bifidobacterium e de Lactobacillus, fontes de probióticos naturais que podem regular o funcionamento do intestino.

Ervilha: fonte de proteínas de origem vegetal, a ervilha é uma leguminosa bastante usada em saladas, ensopados e sopas. Seu consumo, de acordo com um estudo de revisão publicado pelo Nutrients, também pode estar associado ao aumento de probióticos como Bifidobacterium e de Lactobacillus intestinais, além de diminuir a concentração de bactérias patogênicas.

Getty Images

Soja: alimento produzido em grandes quantidades no Brasil, a soja é um grão que pode ajudar no aumento de micro-organismos importante para a colonização da microbiota intestinal, como Bifidobacterium, Clostridiales e Deferribacteraceae. Para os cientistas, o seu potencial benéfico está em um composto natural presente no próprio alimento, chamado de isoflavona, que contrabalanceia os efeitos prejudiciais de outras fontes alimentares com a da soja.

Maçã: de acordo com uma pesquisa publicada pelo International Journal of Biological Macromolecules, a maçã é uma fruta rica em polissacarídeos com potencial efeito de equilibrar os microrganismos da microbiota intestinal, funcionando como um probiótico natural e aumentando a quantidade de bactérias benéficas para a saúde do intestino.

LuminiIslandWild

Peixes: o atum e outras espécies de peixes mais gordurosos são ricos em ácidos graxos importantes para consumo, como o ômega 3. Esses ácidos não são sintetizados pelo corpo humano e, por isso, precisam ser consumidos em uma dieta equilibrada. Eles podem exercer uma ação positiva na microbiota intestinal, restaurando-a e aumentando a produção de compostos anti-inflamatórios para a prevenção de doenças.

Cultive seu melhor

Com o slogan “Cultive Seu Melhor”, Culturelle Probiótico chega às farmácias de todo o Brasil com um portfólio amplo, atendendo às necessidades de homens e mulheres adultos, gestantes e crianças, com recomendação para uso diário. Essa é a marca de probiótico mais prescrita por pediatras e a mais recomendada por farmacêuticos nos Estados Unidos, sendo a de maior confiança do consumidor no mercado americano.

Para adultos, Culturelle Probiótico Saúde Digestiva tem apresentações de 10 e 30 cápsulas vegetais com 10 bilhões de culturas ativas (UFC) de origem natural, sem glúten e livre de lactose e açúcar, com recomendação de uso de 1 cápsula ao dia. Preço sugerido: R$ 63,99 para 10 cápsulas e R$159,99 para 30 cápsulas

Para crianças a partir de 1 ano de idade, a marca lança inicialmente Culturelle Probiótico Junior em 2 apresentações, sachês e comprimidos mastigáveis. A apresentação recomendada a partir de 1 ano de idade vem com 6 sachês unitários e 5 bilhões de culturas ativas (UFC). Pode ser adicionada em alimentos e bebidas para consumo. Preço Sugerido: R$ 32,29

Já a apresentação em 10 comprimidos mastigáveis é indicada para crianças a partir de 3 anos de idade e também vem com 5 bilhões de culturas ativas (UFC). Preço Sugerido: R$ 50,99

Fonte: Cellera Farma

100 Foods lança primeira maionese com proteína de ervilha

Após lançar a primeira maionese com óleo de abacate, food tech apresenta a V-Mayo, versão com menos calorias, carboidratos e gorduras, feita de ervilha

Maionese é uma delícia, mas sempre tem aquelas questões: do que ela é feita? Tem muito óleo ou muito ovo? E a quantidade de gorduras? Ou seja, todo mundo gosta, mas evita porque pode não ser saudável.

mayo2

Agora, existem opções mais saudáveis e veganas, como a oferecida pela foodtech brasileira 100 Foods. A V-Mayo, maionese vegana de proteína de ervilha, além de ser mais saudável, é muito saborosa, sendo bastante difícil distingui-la das receitas mais tradicionais. Além da versão tradicional, também está disponível nos sabores de alho e a opção apimentada com chipotle.

A V-Mayo chega às prateleiras tendo produtos diferenciados em sua composição, entre eles, a proteína de ervilha que substitui a necessidade do ovo e entrega uma nova opção aos consumidores que buscam uma maionese com menos calorias, carboidratos e gorduras, além de ser uma opção vegana. A food tech – como são chamadas as startups que levam inovação à alimentação – é também responsável pela primeira maionese feita com óleo de abacate do Brasil, muito mais saudável que as vendidas tradicionalmente nos supermercados.

As maioneses consumidas normalmente tem uma lista extensa de ingredientes, entre eles: óleo de soja, excesso de açúcar, sal e aromatizantes que não fazem bem à saúde. Pensando em como melhorar a alimentação, a startup criou uma maionese substituindo os produtos utilizados pelas outras empresas do mercado alimentício.

Oferecendo produtos que já fazem parte do cotidiano das pessoas, entretanto reformulados para serem mais saudáveis, a marca brasileira pretende abranger um mercado ainda pouco explorado com preços mais atrativos para o consumidor.

mayo

A food tech 100 Foods, nasceu com a proposta de repensar de maneira saudável e plant based, produtos que são normalmente vilões nas mesas dos brasileiros como os molhos condimentados, mostarda, ketchup e a maionese.

Informações: 100 Foods

Outubro Rosa: alimentação x câncer de mama

Escolhas alimentares podem aumentar risco de desenvolvimento da doença

Há anos o mês de outubro é marcado pela campanha nacional de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que em 2018 foram diagnosticados 59.700 novos casos da doença, sendo que 30% poderiam ser prevenidos com alimentação balanceada, atividade física, eliminação do consumo de bebidas alcoólicas e outros hábitos ligados a um estilo de vida saudável.

Para ajudar a esclarecer como as escolhas alimentares atuam na prevenção do câncer de mama, Jéssica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, responde abaixo dúvidas sobre o assunto:

A carne vermelha em excesso aumenta a chance de desenvolver o câncer de mama?

churrasco-kebab-carne

Sim, diferentes estudos realizados por instituições como Universidade de Harvard e Universidade de Leeds, da Inglaterra, apontam que o consumo excessivo de carne vermelha pode facilitar o desenvolvimento do câncer de mama. “Para quem deseja tirar o alimento do cardápio, sem perder o sabor e demais valores nutricionais, pode procurar por substitutos da carne à base de vegetais, como os feitos de proteína da ervilha ou de soja”, sugere.

Quais alimentos podem reduzir o risco da doença?

leguminosas

Ao adotar uma alimentação balanceada e rica em alimentos in natura como frutas, legumes, vegetais e cereais integrais, menor serão as chances de células cancerígenas se desenvolverem. Isso porque fibras alimentares e antioxidantes, encontrados em frutas, leguminosas e cereais, atuam diretamente na eliminação de toxinas do organismo que podem desencadear tumores.

A obesidade é um fator de risco?

obesidade
Foto: Xenia/Morguefile

Sim, por estar associada a péssimos hábitos alimentares a obesidade também representa outro fator de risco do câncer de mama. Além de estar relacionada com diabetes e hipertensão que podem dificultar o tratamento do câncer.

Consumo de bebidas alcoólicas também aumenta o risco do surgimento do câncer de mama?

mesa comida festa brinde

Sim, bebidas alcoólicas em geral quando consumidas regularmente podem ajudar no desenvolvimento de células cancerígenas.

“De uma forma geral, a longo prazo, uma alimentação saudável e pobre em gorduras saturadas, açúcar e alimentos ultraprocessados, além de ajudar a prevenir o câncer de mama, também contribui para reduzir agressividade da doença quando afeta a paciente”, argumenta.

Sugestão de produtos

Substitutos da carne à base de vegetais Superbom

Superbom-para-press-manager

A Superbom possui uma linha de proteínas 100% plant-based feitas a partir da proteína da ervilha, sem nenhum insumo de origem animal como a carne vermelha, associada ao desenvolvimento do câncer de mama.

Fonte: Superbom

 

 

Três jeitos modernos de preparar homus

Inovar na cozinha nem sempre é algo fácil, imagina no tradicional Homus? A pasta árabe, composta originalmente de grão-de-bico, ganhou novas cores e sabores na cozinha de Anna Jones, cozinheira britânica e pupila de Jamie Oliver.

No livro “Um jeito moderno de comer”, da Editora Alaúde, ela aposta no brasileiríssimo feijão preto e até mesmo na ervilha para preparar a iguaria árabe.

images.livrariasaraiva.com.jpg

Para quem deseja testar o resultado em casa, confira três receitas fáceis e descomplicadas do livro da cozinheira. Confira:

Homus de feijão-manteiga, amêndoa e alecrim

Ingredientes

1 lata (400 g) de feijão-manteiga escorrido
Raspas da casca e suco de 1 limão-siciliano
Um punhado de amêndoas inteiras
2 ramos de alecrim, folhas escolhidas
2–3 colheres (chá) de leite de amêndoas ou água
Sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora
Um belo fio de azeite de oliva
Algumas amêndoas inteiras, tostadas e picadas, para finalizar

Modo de preparo

Aqui, juntam-se o alecrim e as amêndoas, à moda italiana. É ótimo para iniciar uma refeição, com algumas fatias de pão chamuscadas ao fogo, regadas com azeite. Eu preparo as minhas com amêndoas cruas, mas as amêndoas tostadas acrescentam um sabor defumado, por isso, experimente ambas. Junte todos os ingredientes, à exceção das amêndoas tostadas, em um processador bata até obter uma mistura tão macia quanto queira. Adicione um pouquinho de água, se necessário, até obter uma boa consistência. Finalize com as amêndoas tostadas e outro fio de azeite de oliva.

Homus de ervilha e ervas verdes

Ingredientes

300 g de ervilhas congeladas
Um maço pequeno de hortelã fresca
Um maço pequeno de manjericão fresco
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem de qualidade
Raspas da casca e o suco de 1 limão-siciliano
Sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora

Modo de preparo

Quem disse que não se pode fazer homus com ervilha? Espalhe-a sobre uma bruschetta ou finalize um simples risoto; as sobras podem até mesmo ser misturadas ao macarrão. Esta receita as crianças adoram. Às vezes adiciono um abacate para ter um pouco mais de cremosidade. Favas também funcionam nesta receita. Uso ervilhas frescas na primavera – no resto do ano, as congeladas são nossas aliadas. Despeje as ervilhas em uma tigela e cubra-as com água fervente. Deixe descansar por um minuto, então escorra. Coloque-as no processador com os demais ingredientes até obter uma pasta verde-clara (um triturador manual também funciona). A seguir, prove e tempere com mais sal e pimenta-do-reino ou limão, se necessário.

Homus de feijão-preto e sementes de abóbora

humus

Ingredientes

1 lata (400 g) de feijão preto
1 pimenta verde sem o cabo e grosseiramente picada, mais pimenta picada, o suficiente para finalizar
Um maço pequeno de coentro grosseiramente picado, mais coentro picado, o suficiente para finalizar
Raspas da casca e suco de 1 limão
1 colher (sopa) de xarope de bordo ou melado de cana
Um bom punhado de sementes de abóbora
Sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora
Um bom fio de azeite de oliva

Modo de preparo

Uma combinação mexicana clássica por uma razão – é muito apreciado e delicioso com tortilhas chips feitas em casa. Coloque todos os ingredientes, à exceção da quantidade extra de pimenta e coentro no processador e bata até obter a textura desejada. Prove e adicione mais sal e pimenta-do-reino, se desejar, e mais azeite ou água, se estiver muito espesso. Transfira para uma tigela. Misture a pimenta e o coentro extras com um pouco de azeite e regue a mistura.

Creme de Ervilha com Linguiça Blumenau

Friozinho pede caldo e pede bebidas quentes. Além de saborosas, as receitas são reconfortantes. Ajudam a espantar o frio e manter a temperatura do corpo mais agradável. Como resistir?

Para deixar o preparo dessas receitas ainda mais prático, a Predilecta apresenta receita do Creme de Ervilha com linguiça Blumenau. A Ervilha Livre Predilecta, como o nome sugere, é livre de adição de açúcar, sal e conservantes.

Creme de Ervilha com linguiça Blumenau

Ingredientes

½ xícara de chá de ervilha enlatada Livre Predilecta
1 xícara de chá de linguiça Blumenau picada
½ cebola média
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 ½ xícara de chá de água
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Corte a cebola em cubos ou, se preferir, passe pela parte grossa do ralador. Reserve. Leve uma panela ao fogo médio, quando estiver quente, acrescente a linguiça picada. Vá mexendo até que fique dourada e crocante. Com um garfo, tire a linguiça e despeje-a em um prato forrado com papel toalha. Na mesma panela coloque a cebola picada e refogue, mexendo sempre, até ficar transparente. Junte a ervilha, mexa bem e coloque a 1 ½ xícara de chá de água. Tempere com sal e pimenta-do-reino e deixe cozinhar por 15 minutos, mexendo de vez em quando. Na própria panela, ou no copo do mixer, bata a sopa (com o mixer), até que fique lisa. Se preferir, deixe a sopa esfriar um pouco, transfira-a para um liquidificador e bata, segurando firmemente a tampa (o vapor a faz saltar). Volte para a panela, aqueça novamente e sirva com as rodelinhas de linguiça.

creme de ervilha e bacon.jpg

Porções: 2 pessoas
Tempo: 30 minutos
Dificuldade: Fácil

Fonte: Grupo Predilecta

Mr. Veggy oferece sete opções de hambúrgueres veganos

Mr. Veggy desenvolveu uma linha de hambúrgueres veganos com sete opções de sabores para quem não quer ingerir alimentos de origem animal ou prefere uma alimentação mais leve e saudável.

Produzidos com vegetais, grãos e temperos naturais, os hambúrgueres Mr. Veggy são oferecidos nas principais redes de varejo em embalagens com seis unidades e também em versões maiores para atender o setor de food service, principalmente as hamburguerias e restaurantes que querem acrescentar opções veganas em seus cardápios.

A linha é composta pelas versões:

hamburguer_de_legumes___fretne

Hambúrguer de Legumes –  preparado com proteína texturizada de soja, milho, cenoura, farinhas de rosca e trigo, cebola, ervilha, gordura de palma, amido de milho, salsa, sal marinho, alho e condimentos naturais. Disponível em caixas de 360g com 6 hambúrgueres e em packs com 12 unidades para o food service.

hamburguer_vegetariano___frente

Hambúrguer Vegetariano – elaborado com proteína texturizada de soja, farinhas de trigo e rosca, cebola, gordura de palma, salsa, amido de milho, sal marinho, alho e condimentos naturais. Disponível em embalagens de 360g com 6 hambúrgueres e com 12 unidades para o food service.

hamburguer_de_grAGBPo_de_bico___frente

Hambúrguer de Grão-de-Bico – combina grão-de-bico com batata em flocos, cebola, gordura de palma, farinhas de arroz e grão-de-bico, polvilho doce, salsa, cebolinha, alho, linhaça, sal marinho e especiarias. Disponível em embalagens com 6 (400g) e 12 unidades para o food service.

hamburguer_de_ervilha

Hambúrguer de Ervilha – leva ervilha, cenoura, farinha de arroz crua, polvilho doce, aveia em flocos, gordura de palma, cebola e salsa fresca, hortelã, limão, sal marinho e especiarias. Disponível em caixas com 6 unidades (360g).

hamburguer_de_quinua

Hambúrguer de Quinua –  feito com quinua em grãos, cenoura, grão de bico, aveia em flocos, cebolinha, gergelim, polvilho doce, sal marinho, alho e condimentos naturais. Disponível em embalagens com 6 (400g) e em packs com12 unidades para o food service.

hambuerguer_de_milho

Hambúrguer de Milho – composto de milho, fubá, farinha de arroz, cebola, gordura de palma, salsa, sal marinho e especiarias. Disponível na versão de 360g com 6 unidades.

hamburguer_de_lentilha

Hambúrguer de Lentilha –  produzido com lentilha, cenoura, cebola, farinha de arroz, batata em flocos, espinafre, cebolinha, linhaça, tomate seco, salsa, alho, gergelim preto, sal marinho e condimentos naturais. Disponível em caixas com 6 unidades (360g) e em packs com 12 para o food service.

hamburguer_de_quinua

Congelados, os hambúrgueres são de fácil preparo. É só colocar os produtos semidescongelados em forma untada com azeite e assá-los em forno médio preaquecido ou grelhá-los em chapa preaquecida. O tempo de preparo e temperatura podem variar de acordo com cada forno.

Onde encontrar: hambúrgueres Mr. Veggy são comercializados em mais de 800 lojas, restaurantes, lanchonetes, redes de varejo e no site com entrega restrita à região da Grande São Paulo.

 

Como tornar a sua dieta mais saudável com grãos

Nutricionista da Bio Mundo explica os benefícios de incluir o alimento nas refeições diárias

Dar os primeiros passos em direção a uma vida mais saudável pode ser mais simples do que se pensa. Um bom começo é através de uma reeducação alimentar, e existem muitas formas de melhorar a sua dieta, uma delas é com o uso de grãos e cereais, que são nutritivos e já estão presentes nas mesas dos brasileiros. Mas como os grãos desempenham esse papel de tornar a vida mais saudável?

Para a nutricionista Larissa Miriam da Bio Mundo, rede de franquias que busca gerar saúde e bem estar na vida das pessoas por meio de uma alimentação saudável, os benefícios que os grãos trazem sãos muitos. “Eles são nutritivos e contém quantidades consideráveis de vitaminas, como complexo B, que é muito importante no cardápio de veganos e vegetarianos. Outro ponto positivo é que, apesar de conter carboidratos, os grãos têm baixo índice glicêmico por sua proporção de fibras, auxiliam na saúde cardiovascular e redução do colesterol” afirma.

A nutricionista destaca também a importância de ficar atento as formas que os grãos são consumidos, que são subdivididos em cereais integrais e grãos refinados. “Elas interferem na qualidade e quantidade de nutrientes do produto. Por causa do processo industrial, os refinados acabam perdendo fibras, vitaminas e minerais. Algo que não ocorre com os integrais”, explica Larissa.

Por esse motivo se deve priorizar o consumo de grãos integrais. Os refinados, como a farinha de trigo branca, são pobres em fibras e vitaminas e podem levar a um aumento da glicemia se consumidos isolados (sem proteínas, gorduras e fibras) na refeição.

De acordo com a nutricionista, é importante variar os tipos de grãos e cereais, quanto maior a variedade mais diversificados são os nutrientes. Entre as melhores opções estão:

– Soja

soja-1600 getty
Getty Images

“Alguns grãos como a soja diminuem até mesmo os riscos de câncer de mama e próstata, mas é preciso ficar alerta com a procedência desses grãos, que de preferência devem ser orgânicos, e não transgênicos, para serem usados com essa finalidade” comenta Larissa.

– Feijão

feijao

Rico em fibras, proteínas, potássio, vitaminas do complexo B, zinco, ferro e magnésio, o feijão é importante para a regulação arterial, reforço do sistema imunológico, reparação muscular e prevenção da anemia.

– Grão de bico

grão de bico max straeten
Foto: Max Straeten/Morguefile

Além dos muito nutrientes, o Grão de Bico possui substâncias que, consumido diariamente, pode reduzir o nível de colesterol ruim do organismo. É também o consumo ideal para quem tem diabete, porque as proteínas e fibras fazem com que a digestão ocorra de forma mais lenta controlando os níveis de glicemia no sangue.

– Ervilha

ervilhas pixabay 1

Ajuda a prevenir doenças cardíacas, melhorar a saúde mental e a evitar lesões oculares, a ervilha traz diversos benefícios para o organismo. Rica em vitamina C e E, polifenois, ácidos fenóicos, entre outros nutrientes, o grão ainda combate a aceleração do envelhecimento.

“Outros grãos podem ser colocados nessa lista, como lentilha, amaranto, arroz integral, quinoa. As opções são muitas quando se trata de tornar a sua dieta mais saudável” finaliza a nutricionista.

Fonte: Bio Mundo

Benefícios dos legumes para cães

Veterinário explica como a cenoura, ervilha e batata doce auxiliam na saúde do seu pet

Provavelmente os tutores já pensaram em dar legumes como petisco para os cães, mas é importante lembrar que não são todas os legumes que fazem bem para seu amigo, apenas alguns possuem propriedades benéficas para a dieta dos pets.

O médico veterinário da Naturalis, Marcello Machado, explica que em hipótese alguma a alimentação do cachorro pode se basear apenas em legumes, pois ele precisa de uma nutrição balanceada com proteínas de qualidade e fibras em níveis ajustados. Alguns alimentos que fazem bem para os humanos são tóxicos para os cães e podem causar sérios problemas digestivos e alérgicos.

O médico veterinário da Naturalis apontou os benefícios dos legumes para os cães:

cenouras Scarletina
Foto: Scarletina/Morguefile

Cenoura: a cenoura é um legume muito presente em nossa alimentação, podendo estar também na dos cães. Além do sabor delicioso, é rica em betacaroteno, vitamina A e sais minerais que contribuem para o fortalecimento das defesas naturais do organismo do cão e são importantes na manutenção da saúde da pele.

rachel-gorjestani ervilhas pixabay
Rachel Gorjestani/Pixabay

Ervilha: a ervilha contribui para a saciedade do cão, pois é rica em fibras alimentares. Também são fontes de minerais como fósforo, cálcio, potássio e ferro, além de conter as vitaminas A, B1, B2, B3 e B6.

batata doce szafirek
Foto: Szafirek/Morguefile

Batata-doce: assim como as ervilhas, a batata-doce é rica em fibras que ajudam a deixar o cachorro satisfeito por mais tempo. Trata-se de um alimento fonte de vitaminas B6 e C, betacaroteno e magnésio.

Como oferecer legumes para o pet

cachorro-vegetais

Caso você já esteja pensando em ir à feira comprar legumes para o seu cachorro, saiba que incrementar esse tipo de alimento no dia a dia dele só fará bem se estiver inserido em uma alimentação balanceada. Por isso, Marcello Machado indica a ração Naturalis. Além de legumes com todas as suas vitaminas e sais minerais, a linha de ração natural conta com frutas e vegetais.

“Para atender o paladar dos cães que gostam de legumes, existem rações no mercado pet como a Naturalis, que além de possuir formulação 100% natural, também conta com sabores, vitaminas, sais minerais e nutrientes para manter o cão sempre bem-alimentado e saudável”, indica Machado e acrescenta: “Naturalis possui em sua composição verduras, carne, ingredientes integrais, e é livre de conservantes artificiais e corantes para o cão crescer com vitalidade e energia, resultando saúde e a longevidade do animal”.

Fonte: Naturalis