Arquivo da tag: especiarias

Ervas e especiarias, entenda a diferença e saiba mais sobre elas

Nutricionista Adriana Stavro ensina a usar 33 ervas e especiarias para tornar suas refeições ainda mais deliciosas

Qualquer pessoa conhece a importância das ervas e especiarias, usadas há séculos, tanto para fins culinários quanto medicinais.Elas acrescentam cor, textura, sabor, aroma e são basicamente a alma de qualquer cozinha.

Definir o que é uma erva e o que é uma especiaria pode ser complicado. De um modo geral, as ervas são usadas frescas e têm uma vida útil mais curta. Já as especiarias são secas e podem ser armazenadas em recipiente de vidro hermético por muito mais tempo (máximo 1 ano). Mas vamos descrevê-las um pouco melhor.

Sunset Magazine

Erva – É uma planta ou parte de uma planta, que é usada como medicamento ou para dar sabor aos alimentos. Os botânicos descrevem as ervas como uma planta pequena com sementes e partes carnudas, amigas dos médicos e elogiadas por cozinheiros. As ervas acrescentam sabor e aroma com sutileza.

Foto: Atul Prajapati/Pixabay

Especiarias – São a parte seca da planta como as sementes, cascas, raízes e frutas. Por exemplo, canela (casca), pimenta (fruta), noz-moscada (semente), alho (raiz). As especiarias acrescentam sabores fortes por isso, menos é sempre mais.

Algumas plantas podem ser consideradas ervas e especiarias. Por exemplo, o coentro, sua folha é a erva, enquanto a semente é a especiaria.

Especiarias, inteiras ou moídas?

Os especialistas dizem que, poucas horas depois de serem moídas, as especiarias podem começar a perder o aroma e o sabor. Por isso, o melhor seria moer conforme necessário.Um bom exemplo disso é a pimenta-do-reino moída na hora e a versão pré-moída. No entanto, no mundo real, quando procuram o salgo rápido para dar sabor a um molho, ensopado ou refogado, os temperos pré-moídos são realmente convenientes e, desde que estejam dentro da validade, proporcionam um bom sabor, portanto, não hesite em usá-los.

Em meio a este universo, alho, sal e cebola são a trilogia básica. Porém, na hora de preparar uma refeição especial, o básico já não serve. Para aguçar ainda mais o paladar, é preciso inovar, trazer à tona novos sabor e, incitar novas sensações. Aí surgem as combinações que podem criar uma sintonia de aromas e sabores inesquecíveis,que valem a pena ser exploradas.

Uma mistura famosa é o buquê garni, típica da cozinha francesa. Já a culinária indiana é reconhecida por suas misturas de especiarias, como o Garam Masala. Veja aqui algumas combinações clássicas:

Cinco especiarias (chinesas) – anis estrelado, canela, cravo, pimentão e sementes de erva-doce.
Ervas da Provença (sul da França) – alecrim, semente de erva-doce, manjerona, estragão, tomilho, orégano e lavanda
Tempero italiano – manjericão, orégano, alecrim, tomilho
Tempero Jerk (Caribe) – pimenta da Jamaica, cravo, canela, noz-moscada, tomilho, alho e as pimentas fortes
Garam Masala (indiano) – sementes de coentro, cominho, pimenta preta, cardamomo, canela, cravo, pimentão vermelho seco e açafrão
Bouquet garni (francês) – salsa, tomilho, folhas de louro e aipo

E como combinar sem exagerar?

Na cozinha, escolher as combinações e quantidades corretas dos condimentos para cada tipo de alimento,é um verdadeiro desafio. O truque é obter a mistura certa, para que nenhuma erva ou especiaria domine o sabor do prato.

Por isso, antes de sair misturando tudo com tudo, vale a pena conferir algumas sugestões sobre quais temperos combinam como que. Com o tempo e a vivência na culinária, é possível desenvolver o chamado “bom senso”. Com essa habilidade, só de cheirar e provar o alimento vai saber se exagerou na quantidade ou se precisa complementar. Para quem ainda não chegou neste estágio, confira  algumas ervas e especiarias e explore suas combinações em suas receitas.

Steve Buissinne/Pixabay

Curry: é uma mistura de especiarias incluindo açafrão-da-índia, cardamomo, coentro, gengibre, cominho, noz-moscada, cravo, pimenta e canela. Algumas marcas de Curry chegam a levar setenta plantas diferentes. Inicialmente o Curry servia para temperar exclusivamente o arroz, mas atualmente é usado em inúmeras receitas, como o frango ao Curry.

Cravo: de sabor intenso e ligeiramente picante, combina bem com canela, pimenta do reino, noz-moscada e gengibre. O cravo pode incrementar o sabor de doces, assados e bebidas em geral.

Cominho (moído ou inteiro): adiciona um sabor terroso ligeiramente amargo, e é popular em pratos da América Latina, Oriente Médio, Marrocos e Espanha. Combina bem com coentro, pimenta do reino e gengibre. Sementes recém-moídas têm mais sabor que moídas.

Canela: é uma casca, popular por seu aroma doce e quente. Acrescenta uma nota doce e perfumada a sobremesas e bolos (é essencial para torta de maçã e crumble). Canela em pó tem mais sabor que ramas, que precisam ser quebrados para liberar o aroma .Combina muito bem com cravo e pimenta-do-reino.

Pimenta-do-reino: vinda da Índia, a pimenta do reino além de dar um sabor picante à comida, ajuda o organismo a absorver os nutrientes e facilita a digestão. Ela é encontrada nas variedades verde, vermelha, branca e preta. A cor varia de acordo com a fase em que é colhida. O tempero combina com carnes e molhos, mas não exagere na quantidade.

Pimenta da Jamaica: como o nome sugere, é nativa da América Central e a principal produção vem da Jamaica. É uma especiaria apimentada e quente, vai bem em marinados, picles,e receitas de bolo com mel.Pode ser combinada com canela em pratos doces.

Pimenta calabresa seca: é excelente para dar sabor picante a molhos e temperar carnes. Deve ser usada em pequenas quantidades.

Páprica: de sabor picante ou doce, esse condimento deriva de um tipo de pimentão de cor vermelha e cura e costuma ser usada para adicionar um toque de cor aos alimentos. No entanto, nos últimos anos, fomos apresentados à páprica espanhola, que tem sabor e aroma intensos e defumados. Embora mais caro, vale a pena experimentar. Uma pequena quantidade transforma muitos pratos,molhos, ensopados, sopas e assados com um delicioso sabor de churrasco defumado. Ela vem em variedades quentes, doces e agridoces.

Açafrão da Terra (cúrcuma): além de deixar os pratos com uma cor linda, o sabor do açafrão é único. A especiaria é famosa desde a antiguidade, principalmente na culinária mediterrânea. É indicado para temperar risotos, aves, caldos, massas e doces.

Pixabay

Açafrão: um dos condimentos mais caros do mundo, é essencial na paella espanhola, no risoto alla milanese e em pratos marroquinos. É encontrado também em pó.

Anis estrelado: de sabor forte e aroma doce, vai bem com peixes, frutos do mar, frango, pães, biscoito e doces

Cardamomo: a essência aromática está nas sementes dentro das cápsulas. Usada para aromatizar doces, salgados e algumas bebidas, como chás.

Noz-moscada: possui um sabor adocicado e um aroma bastante forte. Ela é nativa das Ilhas Moluccas e é muito utilizada na índia. Combina com queijos, abóboras, sopas, espinafres, massas, caldos, molho branco, risotos, pratos indianos etc. Além de dar um sabor único a bebidas, como cappuccino e vinhos.

Erva doce – Foto: Hheidi/Pixabay

Erva Doce: de aroma adocicado, as sementes entram no preparo de infusões, peixes, legumes, bolos e biscoitos.

Papoula: é uma semente bem miudinha, crocante e saborosa. São ótimas polvilhadas em pães, bolos, bolachas antes de ir ao forno ou em massas de pudins, pães e tortas salgadas. Pode ser misturada com manteiga Ghee derretida, e usada em preparações com batatas, cenouras, macarrão, risotos, carnes e peixes. Também pode ser misturada com mel e limão e ser usada em recheios de bolos, caldas de sobremesas ou simplesmente ser consumida com frutas e iogurtes. n

Louro: embora seja muito usado no Brasil como tempero aromático do feijão, ele também pode ser adicionado no preparo do arroz e caldos. Basta colocar uma folha lavada na água borbulhando.

Mostarda – Foto; Rieth/Pixabay

Mostarda: os grãos podem ser usados para realçar o sabor de conservas, batatas cozidas e receitas de carne de porco. Já a mostarda em pó é ótima opção para caldos, sopas e molhos.

Ervas frescas

Foto: Gulzer Hossain/Pixabay

Salsa: ou salsinha combina muito com canapés, molhos de ervas, pães, tomates, omeletes, grelhados, recheios e aromatizar manteiga. É encontrada salsa lisa e salsa crespa. A crespa é muito utilizada para decoração de pratos. Também pode ser encontrada na forma desidratada. Porém o ideal é utilizá-la fresca.

Cebolinha: muito utilizada em omeletes, molho vinagrete e molhos à base de creme de leite para peixes. Ótimo também em patês de ricota, queijo cremoso, sopas e saladas. Geralmente é combinada com a salsinha.

Tomilho: aromatize queijos, licores, carnes de churrasco, peixes, tomates ao forno, pizzas e grelhados. Use-o em pó quando quiser só seu sabor e aroma. É ótimo para compor marinadas.

Alho: pode ser utilizado de diversas formas, cru, refogado, picado ou em rodelas. Em geral, os povos mediterrâneos são os maiores apreciadores, empregando-o, geralmente, junto com o tomate e a cebola. Fica ótimo em carnes assadas e para temperar o arroz e feijão.

Bazinga1k980/Pixabay

Alho-poró: é o alho verde, com bulbos e folhas grandes. Bom para o preparo de sopas, ensopados e saladas.

Gengibre: a raiz é quente, doce e picante. Moída, é ideal para bolos, pães, molhos, sopas, aperitivos, carnes, peixes, aves, legumes, saladas, frutas e sucos. Experimente usá-lo junto com o alho no arroz branco, fica uma delícia.

Foto: CreativeCommons

Manjericão: existem mais de cinquenta tipos de manjericão. A maioria das pessoas pensam no manjericão com tomate ou pesto ou usado como guarnição de sobremesa e pratos salgados. Pense além, eles podem ser usados com outras ervas como alho, zimbro, mostarda, páprica, alecrim e adicionado em sopas, saladas e tortas.

Orégano: pode ser usado para os mesmos fins que o manjericão, embora seu aroma seja diferenciado. É tempero típico de cobertura de pizzas, dos molhos italianos para massas. Aromatize saladas de frutos do mar, coloque nos antepastos de azeitonas pretas, em queijos, use no feijão branco em recheios para carnes, aves e carneiro. Podemos utilizar as folhas secas ou frescas, fica ao critério de cada um.

Hortelã: tem um aroma forte e fresco e é um dos sabores mais populares do mundo. Nativa do sul da Europa e mediterrâneo, se adaptou com facilidade ao Brasil. Na culinária ocidental é usada para dar sabor a berinjelas, abobrinhas, ervilhas, batatas e tomates. Vai bem com carnes de frango, porco e vitela. Na culinária árabe a hortelã é essencial para o tabule e o quibe.Combinam bem com sementes de coentro e cominho.

Coentro – Foto: Hans Braxmeier/Pixabay

Coentro: enquanto as folhas são usadas como erva, a semente é uma especiaria. Tem um sabor muito suave e não é nada picante. Esta é provavelmente uma das especiarias mais suaves. É o principal ingrediente do Garam Masala.

Manjerona: é outro tempero que vem das terras mediterrâneas. Possui uma folha semelhante com a do orégano, porém o sabor é diferente. Ela é ideal para aromatizar simples saladas e para valorizar carnes e aves, assim como pratos à base de tomate, sopas, saladas e em peixes grelhados. Vale a pena experimentá-la no feijão preto, o sabor é incomparável.

Alecrim: bata o alecrim seco no pilão com sal e use para temperar batata. Coloque na carne de carneiro para grelhar. Acrescente ao alecrim salsa em pó, alho e pimenta-do-reino para marinar por meia hora carnes brancas que serão grelhadas ou cozidas. Dica: Faça um molho com tomates cozidos e amassados. Misture salsa, cebola picada, açúcar de coco ou demerara (opcional) e pimenta malagueta socada. Sirva o molho com verduras, legumes cozidos e carnes.

Endro (dill ou aneto): muito usado para marinar peixes. É o tempero do famoso bufê de frios dos povos nórdicos, composto de vários peixes marinados. Fica ótimo em cremes de queijos, omeletes, molhos e sopas frias. Sempre colocar no final da preparação.

Foto: CreativeCommons

Salvia: o ideal é usá-la sempre fresca. Basta adicioná-la à comida, seja no início do preparo, no final, ou um pouco nos dois momentos. Desse modo, ela sempre liberará o máximo de seu aroma e sabor. Também não pode ser cortada muito antes de usar para que não escureça e perca suas características. A sálvia libera o máximo de sabor e aroma quando aliada a um tipo de óleo ou gordura, como azeite e manteiga. Combinações clássicas: Carne de porco, vitela, frango, pato, ganso, peru, grãos, ovos, queijos, sobretudo o grana pada no, pecorino e os queijos de cabra. A combinação de abóbora e sálvia é um clássico italiano. Manteiga e sálvia também são acompanhamentos ideais para massas recheadas.

Dica: derreta um pouco de manteiga junto com algumas folhas inteiras de sálvia, e quando a massa estiver pronta, misture a essa manteiga e um pouco da água de cozimento. É simples, mas delicioso. Para aromatizar um azeite com sálvia, é só colocar algumas folhas dentro do azeite e aquecê-lo bem levemente (cerca de 50º C). Depois deixe o azeite esfriar e passe para uma garrafa.

Cerefólio: é um tempero agradável, de sabor sutil. Combina muito bem com saladas, peixes, mariscos cozidos, sopas, omeletes, ovos mexidos, frango, arroz, molhos suaves de manteiga e queijos macios.

Quantidades sugeridas para uso em vários pratos: 2 colheres (sopa) de Cerefólio desidratado para 1 ½ kg de peixe e carnes; 1 colher (chá) de Cerefólio fresco em sopa, em caldos, arroz, omeletes e arroz

Estragão: é uma erva típica da cozinha francesa, usada para realçar o sabor de alguns ingredientes e alimentos. Pode ser combinada com o tomilho e a salsa. O sabor do estragão é adocicado e levemente picante. Lembra um pouco o cheiro e gosto do funcho (erva-doce). Combina muito com saladas, conservas, molhos (como o clássico molho Béarnaise, que acompanha carnes grelhadas e peixes), frango, ovos e tomates. Pode ser usado fresco ou seco, tudo depende da receita.

Foto: Eszter Miller/Pixabay

Dill: também chamado de endro, é muito usado na culinária escandinava e do leste europeu. Suas folhas podem ser delicadas, mas o aroma e sabor são marcantes. As folhas do dill perdem muito seu sabor quando secas, por isso, o ideal é usar sempre fresco. Se acrescentá-lo a um prato quente, prefira fazê-lo no final da preparação, para manter as características da erva. Fica ótima com peixes, creme azedo, maionese, queijos frescos, legumes, verduras, tubérculos, sopas e caldos. Sementes levemente tostadas podem aromatizar manteigas e azeites.

Dicas gerais:

• Todas as ervas frescas podem ser congeladas picadas. Para isso, basta colocá-las em formas de gelo e completar com água ou azeite. Uma vez congeladas, guarde os cubos com as ervas em um pote no freezer. Quando precisar, é só colocar os cubos com as ervas no final da cocção.
• Prefira sempre a versão fresca ao invés da desidratada, são mais saborosas e saudáveis.
• Não compre em grandes quantidades, pois as ervas frescas estragam rapidamente e as especiarias perdem sua cor e o sabor.
• A maioria das ervas não deve ser cozida por muito tempo. É sempre recomendado acrescenta-las no momento final da preparação.
• Alguns temperos podem ser usados crus no final do cozimento, como a pimenta, mas outros ficam mais saborosos quando cozidos, como o cominho e o louro. Se estiver seguindo uma receita, preste atenção na ordem em que os ingredientes são adicionados ao prato.
• Verifique os temperos em sua despensa regularmente. Qualquer especiaria com mais de um ano deve ser descartada.
• As ervas devem ser retiradas do prato no momento de servir.

Receita de Salmão Marinado com Endro

Ingredientes:
700g de salmão fresco
2g de endro liofilizado
50 ml de suco de limão
100 ml de vinagre de framboesa
2 colheres de sopa de azeite de oliva
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:
Fatie finamente o filé de salmão e coloque-o numa vasilha. Polvilhe com sal, pimenta-do-reino e endro. Junte o suco de limão, o vinagre de framboesa e regue com azeite de oliva. Leve à geladeira em recipiente fechado por no mínimo duas horas. Sirva em travessa decorada com ramos de endro.

Receita com Tomilho

Faça uma base com fatias de batatas, coloque o peixe sobre elas, regue com azeite, acrescente sal, vinho branco, ramos de tomilho, feche com papel alumínio e leve ao forno para assar.

Fonte: Adriana Stavro é nutricionista mestre pelo Centro Universitário São Camilo Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Pós-graduada em Nutrição funcional pela VP e em Fitoterapia pela Courses4U

Alimentos antienvelhecimento para mulheres 40+

A beleza vem de dentro, quem nunca ouviu isso? A conexão entre nutrição e beleza da pele, ou melhor, o efeito da nutrição no envelhecimento da pele, tem sido um campo de pesquisa ao longo dos últimos anos. O envelhecimento cutâneo consiste em dois processos, intrínseco e extrínseco. A prevenção é a forma mais eficaz de combater os efeitos do tempo na saúde da pele, e a melhor estratégia de autocuidados é incluir um estilo de vida estruturado com ingestão alimentar de qualidade, com boas quantidades de antioxidantes, alimentos anti-inflamatórios, boas fontes de proteínas, vitaminais e minerais essenciais e gorduras saudáveis.

Neste sentido alguns nutrientes são fundamentais, confira com a nutricionista Adriana Stavro:

Foto: ImageParty/Pixabay

Brócolis – os cuidados com a pele não incluem apenas brilho, mas também sua imunidade. Uma vez que o brócolis é uma fonte de antioxidantes e nutrientes como a vitamina C e minerais como cobre e zinco, o brócolis ajuda a manter a pele saudável. Isso significa que também protege a pele contra infecções, além de manter o brilho natural. Além disso a Vit C auxilia na produção de colágeno, tornando a pele mais jovem. Os brócolis contêm uma substância chamada glucorafanina que é convertida em sulforafano, auxiliando na reparação da pele, tornando-a mais saudável. Assim, comer brócolis renova sua pele mais rapidamente, e dá à sua tez um belo brilho natural.

Fruchthandel_Magazin/Pixabay

Sementes de romã – é uma das frutas mais saudáveis. Sua atividade antioxidante parece ser ainda maior do que a do chá verde. Além disso são ricos em vitamina C, que protegem nosso corpo dos danos dos radicais livres, e ajudam a reduzir os níveis de inflamação. Essas frutas contêm um composto chamado punicalaginas, um antioxidante que pode ajudar a preservar o colágeno da pele, retardando os sinais de envelhecimento. Eles também ajudam a proteger a pele dos danos do sol. Além do mais, os pesquisadores sugerem que diferentes partes da romã podem trabalhar juntas para reparar a pele danificada, e aumentar a produção de colágeno.

Silverstylus/Pixabay

Abacate – são ricos em ácidos graxos, que combatem a inflamação e promovem uma pele macia e flexível. Eles também contêm uma variedade de nutrientes essenciais que podem prevenir o envelhecimento, incluindo vitaminas K, C, E e A, complexo B e potássio. O alto teor de vitamina A nos abacates pode ajudar a eliminar as células mortas, deixando uma pele linda e brilhante. Seu teor de carotenoides também pode ajudar a bloquear as toxinas e os danos dos raios solares, e ajudar a proteger contra o câncer de pele. Além disso, os abacates contêm compostos únicos chamados álcoois graxos poli hidroxilados. Eles podem combater a inflamação, proteger a pele do sol, e ajudar a reparar o DNA danificado. Seu alto teor de gordura monoinsaturada, e os antioxidantes luteína e zeaxantina, fornecem proteção adicional à pele e ao DNA.

Shutterstock

Agrião – atua como um antisséptico interno, aumentando a circulação e distribuição de minerais a todas as células, resultando em maior oxigenação da pele. Rico em antioxidantes, o agrião neutraliza os radicais livres prejudiciais, reduzindo as linhas de expressão, as rugas finas. Os isotiocianatos do agrião também podem prevenir o câncer de pele. Esses compostos interferem nas células malignas, e restauram a função celular normal.

Manfred Richter/Pixabay

Pimentão vermelho – os pimentões vermelhos são ricos em antioxidantes chamados carotenoides, além de vitamina C, que ajuda na produção de colágeno. Os carotenoides são pigmentos vegetais responsáveis pelas cores vermelha, amarela, e laranja em muitas frutas e vegetais. Eles têm uma variedade de propriedades anti-inflamatórias, e pode ajudar a proteger a pele da luz solar, poluição e toxinas ambientais.

Foto: S. Hermann & F. Richter/Pixabay

Mirtilos – são ricos em vitaminas A, C e antocianina. Estes antioxidantes combatem os radicais livres da exposição ao sol, estresse e poluição, moderando a resposta inflamatória, e prevenindo a perda de colágeno, que podem causar danos à pele ao longo do tempo, e acelerar o processo de envelhecimento. Os mirtilos também contêm quantidades significativas de zinco e ferro, ambos elementos amigos da pele.

Mamão – rico em vitaminas A, C, K, E e complexo B, cálcio, potássio, magnésio e fósforo. Fonte de antioxidantes, ajuda a combater os radicais livres, retardar os sinais de envelhecimento, reduz as rugas e linhas de expressão, diminui a acne, (principalmente em adolescente) e melasmas.

Foto: Clara Sander/Pixabay

Espinafre – um super-hidratante cheio de antioxidantes, que ajudam a oxigenar e reabastecer o corpo todo. Também é rico em: vitaminas A, C, E, K, magnésio, ferro heme e luteína. O alto teor de vitamina C desta folha verde, aumenta a produção de colágeno para manter a pele firme. A vitamina A promove cabelos fortes e brilhantes, enquanto a vitamina K ajuda reduzir a inflamação nas células.

Foto: Clara Sander/Pixabay

Amêndoas – são ótima fonte de vitamina E, que ajudam a reparar o tecido da pele, reter a umidade e proteger dos raios UV. As amêndoas contém ácidos graxos ômega-3, um anti-inflamatório que ajuda a fortalecer as membranas celulares da pele contra danos dos raios solares, e dão à pele um brilho preservando sua barreira natural. Além disso, fornecem fibras, gorduras essenciais e proteínas. Elas são responsáveis por deixar a cútis macia e flexível, além de dar-lhe um brilho natural e com aparência mais lisa. Portanto, se você ainda não adicionou essas amêndoas em sua alimentação, faça logo para obter uma pele naturalmente brilhante e saudável.

Foto: Atul Prajapati/Pixabay

Temperos e especiarias – as especiarias fazem mais que apenas adicionar sabor à comida. Eles contêm vários compostos que podem ter efeitos benéficos para a saúde. Pesquisas sugerem que algumas especiarias podem até mesmo ajudar a sua pele a parecer mais jovem. É o caso da canela, que demonstrou aumentar a produção de colágeno, e aumentou a firmeza e elasticidade da pele. Além disso, o gengibre contém gingerol. Este composto tem efeitos anti-inflamatórios que podem ajudar a prevenir as manchas senis, que se desenvolvem devido à exposição ao sol.

Foto: Ivabalk/Pixabay

Batata doce – a cor laranja da batata-doce vem de um antioxidante chamado betacaroteno, que é convertido em vitamina A, e pode ajudar a restaurar a elasticidade da pele, promover a renovação das células mortas, e contribuir para uma pele macia e com aparência saudável. A batata doce também é rica em vitamina C e vitamina E, ambas muito importantes para manter a pele saudável, brilhante e flexível. A vitamina C ajuda a aumentar o colágeno, que fortalece a pele. Os antioxidantes presentes na batata-doce também são responsáveis pelo brilho natural da pele. O tubérculo também é uma fonte rica em antocianinas que ajudam a prevenir manchas escuras, mantendo a atividade dos radicais livres sob controle.

Adriana Stavro é nutricionista funcional e fitoterapeuta. Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein – Mestranda do Nascimento a Adolescência pelo Centro Universitário São Camilo.

Dia do Sorvete: receitas fáceis e saudáveis para fazer em casa

No Dia do Sorvete, celebrado hoje, 23 de setembro, a sobremesa gelada aparece em versões práticas e nutritivas nas sugestões da nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau

Ninguém precisa de desculpas para apreciar um delicioso sorvete. Mas, com as temperaturas subindo e o Dia do Sorvete se aproximando, argumentos não faltam para se refrescar com a sobremesa gelada. Para quem não dispensa os cuidados com a saúde, a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau, sugere as opções caseiras e naturais – que são alternativas saudáveis para afastar o calor e, de quebra, beneficiar o organismo.

De acordo com a profissional, as versões naturais possuem maior teor de nutrientes, como vitaminas, minerais e fibras. Além disso, quando comparados com os sorvetes industrializados, os preparos feitos em casa apresentam gordura e carboidratos diferentes e menos gordura trans e sacarose.

“As receitas com frutas são práticas, saborosas e sempre a melhor escolha quando pensamos em saúde. O picolé de coco, por exemplo, é feito com apenas 4 ingredientes e contribui para a saúde intestinal, muscular, cardiovascular e ainda ajuda no controle dos níveis de colesterol e da glicemia, uma vez que o coco é fonte de potássio, gorduras boas e fibras”, explica a especialista.

Quer outro bom motivo para apostar no preparo caseiro da sobremesa? Existe uma infinidade de sabores que podem ser criados. Ingredientes como polpa de frutas, iogurtes, creme de leite, leite e leite vegetais são muito bem-vindos para as receitas.

“Outros alimentos, como cacau em pó, castanhas, nozes, amêndoas, amendoim, pasta de amendoim e água de coco também ajudam a variar as opções”, sugere a nutricionista.

Na hora de adoçar, vale usar frutas secas ou bem maduras ou então recorrer ao adoçante, açúcar mascavo, de coco ou demerara.

E, para quem quiser explorar ainda mais a criatividade na cozinha e surpreender o paladar, Renata também ressalta que é possível utilizar chás de ervas e ingredientes como hortelã, canela, manjericão, gengibre e baunilha para dar um toque especial.

Se você gostou da ideia de comemorar o Dia do Sorvete com a mão na massa, confira as receitas separadas pela Renata: picolé de coco, sorvete de coco, de especiarias e de manga com abacaxi.

Picolé de coco

Ingredientes
½ xícara de coco seco ralado
200 ml de leite de coco
200 ml de água de coco
4 col de sopa de açúcar mascavo

Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador e coloque em forminhas de picolé. Leve ao freezer por pelo menos 2 horas e sirva em seguida.

Sorvete com Especiarias

Ingredientes 
1 xícara de chá de creme de leite fresco
3 col de sopa de leite em pó
1 col de chá de canela em pó
1 col de chá de cravo em pó
1 xícara de chá de açúcar mascavo
1 xícara de chá de água
1 col de café de essência de baunilha

Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador e leve ao freezer por 3 horas. Retire e bata o conteúdo na batedeira. Leve novamente ao freezer, por cerca de 30 minutos, e sirva em seguida.

Sorbet de Abacaxi com Manga

Ingredientes
2 xícaras de chá de abacaxi maduro picado
½ xícara de chá de coco ralado
1 xícara de chá de manga picada
O mínimo possível de água (só o suficiente para bater)

Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador e leve ao freezer por 3 horas. Retire e bata o conteúdo na batedeira. Leve novamente ao freezer, por cerca de 30 minutos, e sirva em seguida.

Fonte: Oba Hortifruti

 

 

Cúrcuma e açafrão: entenda a diferença entre as duas especiarias

Estudos demonstram que, além do aroma, cor e sabor, esses dois ingredientes têm muito mais a oferecer

Quando se trata de saúde, é sempre bom lembrarmos que a nossa alimentação e, principalmente, os alimentos que escolhemos consumir têm um impacto primordial sobre como nos sentimos física e mentalmente. Muitos temperos e especiarias que acrescentamos a nossos pratos são bastante reconhecidos por suas propriedades terapêuticas. Um exemplo é a cúrcuma (fonte de curcumina) e o açafrão: segundo um artigo publicado no jornal Foods, a curcumina está sendo reconhecida e usada em todo o mundo sob muitas formas e para múltiplos benefícios potenciais para a saúde.

No Japão, o açafrão-da-terra – que contém a curcumina – é servido no chá; na Tailândia, em cosméticos; na China, é usado como corante; na Coreia, é servido em bebidas; na Malásia, é utilizado como antisséptico; no Paquistão, como agente anti-inflamatório; nos Estados Unidos, é colocado em molhos de mostarda, queijo, manteiga e batatas fritas, como conservante e agente colorante, além de estar presente em cápsulas para a saúde. Mas esses são só alguns dos múltiplos usos das especiarias.

Cúrcuma ou açafrão: você sabe a diferença?

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

A cúrcuma (Curcuma longa) é conhecida também como açafrão-da-terra, possui um rizoma subterrâneo e é da mesma família do gengibre. Já o açafrão é proveniente dos estigmas de flores da planta Crocus sativus. São duas plantas distintas, mas com cores bastante parecidas e propriedades medicinais semelhantes.

A cúrcuma sempre foi muito utilizada por populações do sul da Ásia, em pratos com o famoso molho curry, por exemplo. Já o açafrão, foi e continua sendo muito utilizado pelas populações próximas ao Mediterrâneo – principalmente nos pratos conhecidos como paellas.

Açafrão: propriedades antioxidantes

açafrão

Estima-se que o açafrão seja cultivado há mais de 3.500 anos, por várias civilizações, culturas e continentes. Ao longo da história, sempre foi uma das substâncias mais caras do mundo, justificadamente: cada flor possui somente três estigmas, sendo que, para obter 1kg da especiaria, são necessárias, em média, 225 mil estigmas, ou seja, 75 mil flores.

Muitos estudos indicam que as propriedades encontradas no açafrão são atribuídas em especial aos carotenoides – crocina e safranal -, com propriedades antioxidantes e coletores seletivos de radicais livres. “O açafrão vem mostrando efeitos positivos em aplicações ainda mais abrangentes, incluindo antidepressivas e anticonvulsivantes, analgésicas, anticâncer e outros efeitos terapêuticos em diferentes partes do corpo, como cardiovascular, imunológico, visual, respiratório, geniturinário, sistema nervoso central e para desordens digestivas”, explica a médica Elisa Urban.

Para se ter uma ideia do potencial antioxidante de uso diário desse alimento, um estudo clínico mostrou que 50mg de açafrão dissolvido em 100ml de leite, ingerido duas vezes ao dia, diminuiu a suscetibilidade à oxidação de lipoproteínas, protegendo assim de doenças cardiovasculares.

O que é a curcumina?

açafrão da terra

Além de conhecida como açafrão-da-terra, a cúrcuma também é conhecida como turmérico, açafrão-da-índia, açafroa, raiz-de-sol, gengibre-amarelo, e tem sido associada a muitos benefícios, desde a redução de processos inflamatórios até a melhora da saúde cerebral; isso devido a presença de fitoquímicos denominados curcuminoides encontrados em grande quantidade nos rizomas da planta.

Os curcuminoides são pigmentos que possuem poderosas propriedades: antioxidantes, antimicrobianas, anti-inflamatórias e moduladora do sistema imune. Dentre esses curcuminoides, a curcumina é o principal: representa 77%.

Na área da saúde, a curcumina, com seu tom amarelo-ouro vibrante, atua como um anticancerígeno, ajuda a reverter a resistência à insulina, a equilibrar o nível de colesterol ao reduzir o colesterol de baixa densidade (LDL) e triglicerídeos. Ainda, age também como um coletor seletivo de radicais livres (prevenindo assim o dano oxidativo do DNA), reduz a inflamação sistêmica por regular marcadores inflamatórios e também melhora os sintomas de artrite.

Como aproveitar ainda mais a cúrcuma e a curcumina?

curcuma

Para que a cúrcuma leve benefícios medicinais, através da curcumina, a forma e a concentração são essenciais. Tradicionalmente, na culinária, quando comprada em mercados e feiras a especiaria em pó, o rizoma da planta se encontra seco e moído. O sabor é um pouco amargo, sendo muito usado em pós de curry, mostardas, manteigas e corantes. Nesses casos, a curcumina representa apenas aproximadamente 3% da concentração – quantidade não suficiente para benefícios significativos.

Já é possível encontrar o extrato de cúrcuma padronizado com 95% de concentração. A procedência e padronização do extrato são fundamentais, pois qualidade tem custo e características bem definidas.

“A biodisponibilidade da curcumina é muito baixa por ser rapidamente metabolizada e eliminada pelo fígado, por isso, sua associação à piperina, um composto natural encontrado na pimenta-preta, ajuda na absorção. Boas fontes de gorduras como a do coco, também potencializam a absorção, uma vez que a cúrcuma é uma substância lipofílica, ou seja, é melhor absorvida em um meio gorduroso”, esclarece a médica.

Atualmente, também são utilizadas formas farmacêuticas como a formulação que usa a nanotecnologia (nanocurcumina) associada à ciclodextrina ou outro componente que favoreça a absorção. Outra forma de uso é por meio dos fitoquímicos, também conhecidos como compostos bioativos, como os desenvolvidos pela Essentia Pharma, farmácia de manipulação referência no Brasil, que usa matérias-primas como a curcumina e sua riqueza medicinal natural na nutrição.

Ao utilizar o rizoma do açafrão-da-terra na culinária, ralado ou em pó, mesmo que a concentração da curcumina seja inferior à forma padronizada, certifique-se de adicionar pimenta-preta e boas fontes de gordura. Dessa forma, você garantirá melhores benefícios desses nutrientes. Essa é uma das bases de uma receita popular de origem asiática: o golden milk. Uma bebida preparada com leite (animal ou vegetal) e especiarias como a pimenta-preta, canela e cúrcuma.

Quem deseja incluir a bebida na dieta pode encontrar opções prontas, como a da Essential Nutrition, marca brasileira de nutrição funcional, que uniu as especiarias em sua forma mais pura com altas doses de cúrcuma, açafrão, pimenta preta e vermelha, canela, gengibre e cardamomo, à cremosidade e sabor do leite de coco na bebida nutritiva Golden Lift. A receita, difundida na medicina ayurvédica, reforça a importância do equilíbrio entre corpo e mente: trata-se de um elixir rico em compostos bioativos que se complementam e com diversos benefícios terapêuticos.

Benefícios do golden milk

Turmeric-Golden-Milk-Recipe-Image-1-9310

Com superingredientes vindos da natureza, o golden milk é fonte de antioxidantes e anti-inflamatórios que oferecem sensação de conforto, bem-estar e saciedade – atendendo às necessidades biológicas, psicológicas e até emocionais do corpo. Isso porque sua fórmula nutricional é rica em compostos bioativos que atuam em sinergia, proporcionam maior biodisponibilidade ao organismo. Ou seja, eles aumentam o poder de absorção dos ingredientes, otimizando seus efeitos positivos.

Conheça os benefícios do golden milk para a saúde:

=Anti-inflamatório, antioxidante, analgésico e detoxificante;
=Promove equilíbrio dos níveis de colesterol;
=Ajuda na saúde imunológica e cerebral;
=Auxilia na digestão e no metabolismo energético;
=Atua no equilíbrio dos níveis de açúcar do sangue;
=Oferece sensação de conforto e bem-estar;
=Contribui no gerenciamento do peso, reduzindo a compulsão alimentar.

Mas, para que serve o golden milk? Efeitos terapêuticos anti-estresse e ansiedade

Golden-Lift-Essential-Nutrition

Cada ingrediente da receita do golden milk tem um papel importante na composição. E é essa combinação única com açafrão que aumenta os níveis de dopamina e serotonina, neurotransmissores que oferecem sensação de conforto e bem-estar, além de ajudar no controle dos sintomas de estresse e ansiedade.

Ou seja: além de delicioso, golden milk serve também para auxilia a acalmar e pode ser um bom aliado para induzir o sono antes de dormir. E além de ajudar na ansiedade, também promove saciedade, o que o torna uma boa opção para ajudar a matar a vontade de um doce depois do almoço.

Cúrcuma e açafrão para ajudar na depressão e ansiedade

Golden-Lift-pode-ser-misturado-com-cafe

Nas últimas décadas, pesquisadores vêm descobrindo que a depressão maior está associada com uma inflamação crônica, estresse oxidativo e danos microscópicos no nível neural. Devido ao efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes da cúrcuma e do açafrão, ambos demonstram proteger contra uma série de condições degenerativas.

Esse papel protetor é muito importante para a saúde geral do cérebro e está associado ao tratamento para condições de depressão e ansiedade. Muitos estudos demonstraram melhora de sintomas relacionados ao humor, a ansiedade e a depressão. Além de, em alguns casos, terem produzido os mesmos efeitos que uma medicação antidepressiva, porém, sem efeitos colaterais. Ou seja, a cúrcuma e o açafrão vão muito além do que meras especiarias, atuando como verdadeiros aliados da saúde do organismo como um todo.

Com-curcuma-e-acafrao-Golden-Lift-da-Essential-Nutrition-tem-inumeros-beneficios

Golden Lift
Preço Sugerido: 210g | 30 doses: R$145,00
105g | 15 sachês: R$ 80,00

Fonte: Essential Nutrition

 

 

Choco Chá, da Chocolat du Jour, recebe certificado de produto vegano

Bebida agrada tanto aos fãs de chá quanto aos de chocolate, com seu sabor de cacau levemente tostado e aroma acentuado de chocolate. Infusão é encontrada na versão original ou com um toque especial de cravo, cardamomo, erva doce e canela.

O inverno convida para experiências aconchegantes. Criar ilhas de tranquilidade, em meio à correria do dia a dia, proporciona uma sensação de bem-estar, tão necessária para enfrentar o frio da estação.

choco-de-cacau

Para acompanhar essas pausas, e repor a energia, a sugestão da Chocolat du Jour são as bebidas quentes, como o exclusivo e delicioso Choco Chá. Lançado em 2015, em parceria com Carla Saueressig, uma das maiores especialistas em chá do país, no mesmo ano ele foi premiado pela Academy of Chocolate de Londres e acaba de receber o certificado de produto vegano pela organização não governamental “Veganismo Brasil”.

O Choco Chá é uma infusão produzida a partir da amêndoa torrada do cacau fino brasileiro 100% natural, sem açúcar, sem glúten, sem lactose. Rico em antioxidantes, contém minerais como cálcio, fósforo, ferro, magnésio e zinco.

Em 2017, foi lançado o Choco Chá Especiarias, no qual acrescentou-se às amêndoas de cacau o toque exótico das especiarias. São elas: cravo, cardamomo, erva-doce e canela, sabores que harmonizam perfeitamente com o aroma de chocolate fresco, além de trazer ainda mais benefícios para quem consome a bebida.

Choco Chá Especiarias é oferecido em embalagem para ser consumido em casa ou pode ser degustado nas mesas dos Choco Bares das lojas Jardins e Shopping Pátio ​ Higienópolis. No Shopping Cidade Jardim as mesas estão indisponíveis no momento, mas a degustação pode ser feita no bar interno da loja.

grande choco chá

Choco Chá Infusão 150g – Preço: R$ 71,50 / Choco Chá Especiarias Infusão 150g – Preço: R$ 75,00

flagship chocolat du jur.png
Flagship

Chocolat du Jour
Loja Virtual
Flagship: Rua Haddock Lobo, 1421 – Jardins
Shopping Iguatemi – Piso Térreo
Shopping Cidade Jardim – Piso Térreo
Shopping Pátio Higienópolis – Piso Vilaboim

Sobremesas para deixar o Dia das Mães ainda mais doce

Em uma data tão especial, nada mais gostoso que comemorar com sobremesas incríveis. Pensando em adoçar o almoço com sua mãe, a Cozinha Experimental de União preparou duas receitas que com certeza irão agradar todo mundo: receita de Banoffee Pie e sorvete de especiarias com calda de gengibre! Confira o passo a passo abaixo.

Banoffee Pie

banoffee_pie_v2

Ingredientes

Massa
1 e 1/2 xícara (chá) farinha de trigo (165g)
100 gramas Manteiga sem sal
1 gema (20g)
1/2 xícara (chá) açúcar refinado União (80g)
1 colher (chá) essência de baunilha (5ml)

Chantilly
2 xícaras (chá) creme de leite fresco (400ml)
2 colheres (sopa) Açúcar de confeiteiro União Glaçúcar (30g)

Montagem
400 gramas doce de leite cremoso
4 bananas-nanicas cortada em rodelas
raspas de chocolate ao leite para decorar

Modo de preparo

Massa
Preaqueça o forno em temperatura média (180°C).  Em uma tigela, coloque a farinha de trigo, a manteiga, a gema ligeiramente batida, o Açúcar Refinado União e a essência de baunilha, amasse delicadamente com a ponta dos dedos até formar uma massa homogênea. Abra a massa com um rolo, entre dois filmes plásticos próprios para alimento até obter a espessura de 0,5 cm. Forre o fundo e a lateral de uma forma redonda canelada de fundo removível (22 cm de diâmetro). Faça furos na massa com um garfo e leve ao forno por 20 minutos ou até dourar levemente. Reserve até esfriar.

Montagem
Recheie a massa com o doce de leite, distribua as rodelas de banana e cubra om o chantilly. Decore com a raspa de chocolate. Mantenha na geladeira até o momento de servir.

Chantilly
Na batedeira, bata o creme de leite com açúcar de confeiteiro Glaçúcar União até obter um creme em ponto de picos firmes.

Tempo total: 50 min
Rendimento: 8 porções

Sorvete de especiarias com calda de gengibre

sorvete_de_especiarias_com_calda_de_gengibre_e_mascavo_v1

Ingredientes
3 bananas nanicas picadas e congeladas (390 g)
1 copo de iogurte natural (170 g)
meia xícara (chá) de açúcar UNIÃO Mascavo (65 g)
1 e meia colher sopa de canela (10,5 g)

Calda de gengibre
1 xícara (chá) de leite (200 ml)
4 colheres (sopa) de cacau em pó (32 g)
meia xícara (chá) de açúcar UNIÃO Mascavo (65 g)
1 colher (sopa) de gengibre ralado (10 g)
1 colher (sopa) de manteiga (20 g)

Modo de preparo

Sorvete
Em um processador de alimentos, bata a banana, o iogurte natural, o açúcar União Mascavo e a canela e adicione e bata até ficar uma mistura homogênea e cremosa.
Distribua em uma assadeira pequena e leve para o freezer por cerca de 1 hora. Em seguida, retire do freezer e bata mais uma vez no processador.4. Leve para o freezer novamente por aproximadamente de 2 horas ou até endurecer por completo. Sirva acompanhado da calda de gengibre.

Calda de gengibre
Em uma panela, adicione o leite, o cacau, o açúcar União Mascavo, o gengibre e a manteiga e cozinhe em fogo médio, sem parar de mexer, até engrossar levemente.
Espere esfriar e reserve.

Dica:
Experimente adicionar pedaços de chocolate ou de banana no sorvete.

Capacidade da xícara: 200 ml
Tempo de pré-preparo: 4 horas
Tempo de preparo: 20 minutos
Tempo de geladeira: 4 horas
Tempo total: 8 horas e 20 minutos
Rendimento: 4 porções

Fonte: Camil Alimentos

Bebidas turcas para esquentar ou esfriar os ânimos durante o ano todo

Nem pense em ir até a Turquia e não experimentar as delícias dessa terra; entre elas estão as bebidas para lá de típicas Ayran, Sahle e Boza

Que a gastronomia turca é divina, ninguém que tenha experimentado tem dúvida disso. Além da variedade em cores e sabores, as receitas trazem um charme inusitado na mistura de ingredientes e na forma do preparo.

Para quem não tem medo de arriscar, existem três bebidas típicas do país (não alcoólicas) que podem ser encontradas em qualquer cafeteria, durante todas as estações do ano: Boza, Ayran e a Sahlep. Abaixo, um resumo do que te espera em cada uma delas:

boza

Boza – preparada com sementes de grão de bico trituradas, açúcar e canela, a bebida cremosa ganha um tom amarelado. Costuma ser bebida sem nenhum acompanhamento nas noites frias do inverno turco.

ayran

Ayran – feito à base de sal, iogurte e água, essa bebida é comumente mais consumida nas estações quentes do ano, já que é servida gelado. De cor esbranquiçada, ela vem com uma espessura mais cremosa e é extremamente saudável, podendo ser consumida também junto às refeições. Para fazer em casa é fácil, fácil, basta misturar 100 ml do iogurte puro e gelado, com a mesma quantidade de água fria e uma colher de sal (medida da colher de café) e bata no liquidificador ou mixer.

Sahlep

Sahlep – a mistura traz leite e o próprio pó chamado “sahlep” composto por diversas especiarias, que pode ser encontrado em mercados na Turquia ou em algumas casas de especiarias. Pode ser consumida sozinha ou com acompanhamento e normalmente leva um toque de canela em pó ao ser servida.

Sobre a Turquia

Localizada no mediterrâneo, dividida entre os continentes asiático e o europeu e separada pelo famoso Estreito da Turquia, sua geografia é rica e permite diferentes modelos climáticos, que vão do oceânico ao mediterrâneo. A Turquia faz fronteira com 8 países e tem Ancara como capital, enquanto Istambul é a maior cidade e principal centro cultural e comercial, abrigando o Grand Bazaar, ponto turístico que reúne mais de 4 mil lojas e diversos visitantes por dia. Com uma população de aproximadamente 80 milhões, o país abriga diversas cidades encantadoras como Bodrum, Antália, Kusadasi, Göreme, além de ter um povo afetuoso e hospitaleiro e gastronomia riquíssima.

Facebook: Descubra-Turquia

Instagram: @DescubraTurquia

Combinações inusitadas de frutas, especiarias, nuts e blend de chocolates

 

A Big Bang Candy Lab lançou invenções novinhas em folha. Tem doce para quem não curte muito doce, guloseimas para o pessoal que ama garimpar receitas ousadas e criações que deleitam paladares clássicos, mas que ainda sim surpreendem com uma pitada de inovação. Frutas escolhidas a dedo, especiarias, nuts ultra crocantes e blend de chocolates incríveis garantem combinações arrasadoras.

Os novos doces são os primeiros a serem submetidos ao exigente crivo das cobaias intergaláticas da Big Bang Candy Laby, o que torna o lançamento ainda mais especial. E o melhor, todas as criações foram provadas e super aprovadas pela esmagadora maioria dos terráqueos que participaram do 1º Programa de Cobaias, que aconteceu nos três últimos meses. Essas delícias estão disponíveis no showroom da Big Bang, em Pinheiros.  Confira os novos doces:

CARAMELOS CROCANTES

Aviso importante: os novos astros intergaláticos da tropa “Caramelos Crocantes”, Sirius e Vega provocam salivação intensa e uma vontade inexplicável de comer mais. Com um sabor potente, Sirius é um caramelo feito com manteiga noisette, ingrediente que garante uma intensidade extra e uma caramelozidade (!) que você não faz ideia. O recheio combina perfeitamente com a cobertura crocante de chocolate amargo e avelã. É o doce ideal para quem gosta de sabores marcantes.

Sirius: “Ao se quebrar, os explosivos sabores do Sirius aparecem. O sabor da manteiga se mistura com o chocolate e avelã numa dança galáctica com a crocância e seu aroma….” Cobaia Vivigatchinha

sirus.png

Mais docinho que seu companheiro de tropa estelar, o Vega é um caramelo crocante feito com leite de coco caseiro. Remete àquela lembrança de coco queimado que faz um par perfeito com a doçura do caramelo e o crocante da castanha de baru. É altamente viciante, mas você só vai perceber quando já tiver devorado um monte deles.

Vega: “Aroma convidativo, ótima textura do coco queimado, doçura bem equilibrada com uma pitada de sal e boa persistência”. Cobaia Clarinete

vega.png

OS INCLASSIFICÁVEIS

Para ampliar a adorável família dos “Doces Inclassificáveis”, chegam à Big Bang Candy Lab o mix de bombons Poeira Estelar e as tortugas Donatelo e Rafael. Formado por bombons de chocolate ao leite e chocolate amargo, a Poeira Estelar tem um recheio surpreendentemente crocante graças à nebulosa, estrela do Departamento de Mistérios da Big Bang: é feita com uma espuma crocante, tem gostinho de caramelo e derrete na boca. Certamente uma coisa de outro planeta!

Poeira Estelar: Chocolate crocante já é bom, com nebulosa então…

poeira.png

Para homenagear um clássico americano, a tartaruga Donatelo tem patinhas de noz pecã, corpo gorducho de caramelo puxa-puxa e casco potente, feito com uma generosa camada de chocolate meio amargo. Uma combinação que não tem como dar errado!

Tortuga Donatelo: “Além do sabor, gostei da combinação das texturas dos ingredientes. O formato também achei bem divertido.” Cobaia Lie

donatelo.png

Já a tortuga marinha Rafael, tem um quê de tropicalidade e celebra os paladares brasileiros. As patinhas super crocantes são feitas de castanhas do Pará, o corpo macio é de caramelo puxa-puxa e o casco tem o sabor incrível de uma mistura autêntica de chocolates da Big Bang. Simplesmente sensacional!

rafael.png

Tortuga Rafael: “É o meu tipo de doce, pois é equilibrado. O caramelo e as castanhas suavizam o gosto do chocolate. Gosto de caramelo, mas não gosto dele muuito puxento e esse estava no ponto ideal.” Cobaia Lethaargic

GELEÍNHAS

Divas intergaláticas, as geleínhas “Aurora” vão ganhar a companhia fabulosa das novas Flicts e Amaro. Combinação perfeita que junta o azedinho do cambuci com a picância do gengibre, a Aurora Flicts agrada os caçadores de novas emoções e surpreende os paladares mais exigentes. Um arraso!

Aurora Flicts: “O sabor ácido do doce de Cambuci é incrível”. Cobaia Lu R.

aurora flicts.png

Para quem gosta da mistura de sabores ácidos, amargos e docinhos, a Aurora Amaro é a escolha ideal. A geleinha é feita de duas camadas, uma com pitanga e a outra com amora. Uma delícia para ser devorada a cada dois minutos ou em menos tempo ainda.

Aurora Amaro: “Apesar de não ser muito fã deste tipo de doce, me surpreendi com o sabor. Estava delicioso!” COBAIA Ciça C.

aurora amaro.png

BISCOITO & COOKIES

Por último, mas não menos importante, está o Éris, delícia que veio abrilhantar a categoria “Biscoito & Cookies”. Um clássico austríaco, o biscoitinho é feito com farinha de amêndoas e um toque de canela que esquenta o paladar e o coração. A surpresa fica por conta do miolo, recheado com uma geleinha firme de framboesa, com pedacinhos da fruta.

eris.png

Éris: biscoitos levinhos de amêndoas com recheio de framboesa. Lembram o aconchego da nave-mãe!

 

Big Bang Candy Lab-Rua Arthur de Azevedo, 495-Pinheiros – São Paulo/SP
Funcionamento: de terça a sexta das 12 às 18 horas; sábados das 11 às 18h30

Maçãs assadas com especiarias e zero açúcar

Que tal aprender uma receita nova e saborosa para experimentar nesse fim de semana? A cozinha experimental da Tal e Qual – marca da Wow! Nutrition, líder no segmento de adoçantes culinários – criou uma receita de maçãs assadas com uvas, nozes e um creme delicioso de várias especiarias. Por não conter adição de açúcar, a receita é ideal para diabéticos e quem está de olho na balança.

Confira outras receitas no Clube Tal e Qual e pelo Doce & Diet – primeiro aplicativo de receitas diet disponível gratuitamente para Android e iOS.

Maçãs assadas com creme inglês diet

Ingredientes:

Para o creme:
· 1 litro de leite desnatado
· 2 colheres (sopa) de especiarias: pau de canela, cravo, sementes de cardamomo cortadas ao meio, anis estrelado
· 1 embalagem de Pudim Doce Menor Sabor Baunilha (25g)

Para as maçãs:
· 4 maçãs Fuji cortadas ao meio e sem caroços (580g) –  Obs.: reserve as ”tampas”
· 8 colheres (chá) de margarina light
· 8 colheres (chá) de adoçante culinário Tal e Qual
· 16 uvas brancas picadas
· 16 nozes picadas
· Canela em pó para polvilhar

Preparo:

1. Faça o creme inglês: ferva o leite com as especiarias, desligue o fogo e deixe a panela tampada por 15 minutos para que o leite absorva os aromas.
2. Coe e misture ao leite o conteúdo da embalagem do pudim. Cozinhe em fogo médio, mexendo sempre, até engrossar. Deixe esfriar.
3. Prepare as maçãs: no miolo de cada maçã, coloque 2 colheres (chá) de margarina e 2 colheres (chá) de adoçante. Coloque as tampas por cima de cada maçã, envolva-as com papel-alumínio e arrume-as em uma assadeira.
4. Asse em forno pré-aquecido a 180°C, por cerca de 50 minutos, ou até que as maçãs fiquem transparentes e macias. Retire o alumínio e coloque-as em pratos de sobremesa.
5. Sirva com o creme inglês (morno ou frio) e decore com as uvas e as nozes. Polvilhe canela por cima e sirva em seguida.

maçã.png

Rendimento: 4 maçãs
Tempo de preparo: 30 minutos
Valor calórico: 160kcal
Grau de dificuldade: Médio

Pinterest Flavor Report 2016: tendências de sabores ao redor do mundo

Com cerca de quatro bilhões de ideias salvas em 2015 na categoria de comida, não faltam receitas originais de todo o mundo para os pinadores incorporarem em seu cardápio. Para temperar o dia a dia dos amantes da gastronomia que procuram sabores de novos lugares sem sair do conforto da sua própria cozinha, o Pinterest acaba de lançar o Pinterest Flavor Report 2016 – uma seleção dos sabores que são tendência ao redor do mundo este ano.

No Brasil, o capim-limão é o grande destaque. Confira os sabores que são tendência no Pinterest no país:

· Capim-limão
· Coentro
· Damasco
· Melão
· Leite de amêndoas
· Farinha de tapioca
· Cardamomo
· Cúrcuma
· Xarope de agave
· Pimenta Sriracha

O Pinterest Flavor Report 2016 revelou que apesar das preferências de sabores diversificarem ao redor do mundo, quatro sabores são tendências mundiais. Confira esses sabores e as melhores ideias para incorporá-los em sua cozinha todos os dias:

Abacaxi – Espetinho de frango teriyaki com abacaxi

espetinho-abacaxi-pinterest

Coco – Camarão crocante ao coco

camarao

Açafrão – Mexilhões em molho de açafrão

mexilhoes

Cúrcuma – Coxas de frango no forno com cúrcuma, coentro e canela

coxas-frango

Tendências

Temperos: uso dos sabores apimentados de todo o mundo
· Cardamomo
· Cúrcuma
· Pimenta Sriracha

Ervas asiáticas: uso das ervas aromáticas asiáticas
· Capim-limão
· Coentro

Frutas: uso dos sabores frutados em receitas diárias
· Damasco
· Melão

Substituições: uso de ingredientes alternativos para quem tem restrições alimentares
· Leite de amêndoas para substituir o leite
· Farinha de tapioca para substituir a farinha
· Xarope de Agave para substituir o açúcar

Spices

Alguns parceiros e influenciadores que são exemplos na plataforma: Comendo com os olhos, Panelinha, Torrada Torrada, Casa e Comida, Dia dia Band e Cybercook.

O Pinterest é o livro de receitas da Internet. É o que as pessoas de todo o mundo estão pesquisando, salvando, desejando e cozinhando todos os dias. Os pinadores estão resgatando receitas antigas em sua cabeça, incorporando ousadas e inesperadas combinações de sabores em sua rotina de cozinhar.

Comida e Bebida é a terceira categoria mais popular no Pinterest em todo o mundo, logo atrás das categorias de Moda feminina e DIY (faça você mesmo). Em 2015, mais de 49 milhões de pessoas salvaram ideias de comida e bebida no Pinterest. E, com mais de 13 bilhões de Pins de comida salvos em 230 milhões de pastas, a plataforma é o lugar ideal para descobrir novas receitas e experimentar novas ideias e sabores.

Mais informações estão disponíveis no blog do Pinterest.