Arquivo da tag: feijão

Arroz e feijão: nutricionista esclarece principais mitos e verdades sobre tradicional prato brasileiro

Com uma linha completa de arrozes e feijões, Meu Biju traz curiosidades sobre a brasileiríssima combinação

O arroz e feijão é um dos pratos que melhor representa a cultura e culinária do país. E embora esteja presente diariamente na mesa da maior parte das famílias brasileiras, muitos mitos e verdades ainda circulam em torno da popular e consagrada combinação. Afinal de contas, comer arroz e feijão todos os dias engorda? O arroz integral é melhor que o branco? É preciso deixar o feijão de molho? Quais benefícios esses alimentos podem fornecer?

Pensando nisso, a marca Meu Biju, que oferece uma linha completa de produtos, desde os tradicionais arroz branco e feijão carioca e preto até outras variedades como o Arroz Especial Para Risoto, os 8 Grãos Integrais (com aveia ou quinoa) e feijões diferenciados como o Vermelho e o Macassar, consultou a nutricionista Dra. Aline Maldonado Franzini de Alcântara para esclarecer as principais dúvidas sobre o tema.

Mitos e verdades sobre o arroz e feijão

Arroz e feijão se complementam.
Verdade:
o arroz e o feijão se completam em sabor, em fonte de energia para o corpo, oferecem nutrientes importantes ao organismo e ainda promovem saciedade. O arroz é rico em metionina e cisteína e pobre em lisina, já o feijão, rico em lisina e pobre em metionina e cisteína. Assim, combinados, nos fornecem todos os aminoácidos essenciais. Tanto que o Guia Alimentar do Ministério da Saúde recomenda o consumo diário de ambos.

Comer arroz e feijão todo dia engorda.
Mito:
o arroz e o feijão consumidos na quantidade adequada e de maneira equilibrada não engordam, ainda ajudam as pessoas que querem perder peso, pois promovem a sensação de saciedade, oferecendo nutrientes para o bom funcionamento do organismo.

Arroz integral é melhor que o arroz branco.
Verdade:
o arroz integral mantém em sua composição o farelo e o germe, que são retirados do arroz branco durante o processo de limpeza. Isso faz com que o arroz integral mantenha suas fibras e seus nutrientes preservados. Além disso, promove uma maior saciedade, devido a quantidade de fibras presentes e também possui um índice glicêmico menor que o do arroz branco.

Arroz branco engorda mais que o integral.
Mito:
em termos de calorias, ambos têm quase a mesma quantidade. Em 100 g de arroz branco cozido temos 128 Kcal, já em 100 g de arroz integral cozido temos 124 Kcal (FONTE: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TACO 4 Edição – 2011). Porém, como já falado anteriormente, o arroz integral oferece mais nutrientes e tem maior quantidade de fibras, melhorando o funcionamento intestinal e do organismo como um todo.

Todos os feijões são fontes de ferro e devem ser consumidos diariamente.
Verdade:
segundo o Guia Alimentar do Ministério da Saúde, devemos comer feijão diariamente. O feijão é rico em proteínas vegetais, vitaminas e minerais como o ferro. Pertence ao grupo das leguminosas, podendo variar o uso com outros tipos de feijões, vagem, grão de bico, lentilha, ervilha e soja, por exemplo.

Deixar o feijão de molho evita flatulências após o consumo.
Verdade:
o feijão e outras leguminosas possuem substâncias que chamamos de antinutrientes, que são fitatos, taninos, entre outros. Essas substâncias reduzem a absorção de nutrientes e dificultam a digestão dos mesmos, gerando gases e desconforto intestinal. Deixando o feijão de molho, fazendo a técnica do “remolho” como já se dizia antigamente, é essencial para reduzir essas substâncias antinutricionais e melhorar a absorção das proteínas, vitaminas e minerais desses alimentos, melhorando também todo o processo de digestão. Estudos mostram que pelo menos oito horas de remolho são essenciais, sendo ideal chegar até 24 horas, com até três trocas de água. Esse processo acelera o tempo de cocção também.

Os benefícios nutricionais do feijão estão apenas nos grãos.
Mito:
porém, o caldo possui poucos benefícios quando comparado aos grãos, que são a principal fonte de nutrientes e de fibra do alimento. Quem gosta do caldo, o ideal é batê-lo com os grãos para se obter uma maior concentração de nutrientes do alimento, melhorando a saciedade, o trânsito intestinal e o funcionamento do organismo.

Adicionar arroz e feijão no preparo de outras receitas mantém suas propriedades nutricionais.
Verdade:
pode se usar arroz e feijão para fazer diversas preparações. Como já falado, os dois combinados têm ainda mais propriedades. O que devemos nos atentar para não ocorrer uma interação entre nutrientes é evitar alimentos ricos em cálcio e cafeína no almoço e jantar.

Para se inspirar no preparo de pratos diferenciados com arroz e feijão para o dia a dia, a marca Meu Biju disponibiliza uma série de receitas em seu site . Os produtos Meu Biju estão disponíveis nas principais redes de varejo, mas podem também ser adquiridos pelo e-commerce Armazém Tio João.

Dia Mundial das Leguminosas: conheça seis ricas em ferro que não podem faltar na dieta

Sim, elas também têm uma data só para elas. Em comemoração ao Dia Mundial das Leguminosas (10), a Raízs, supermercado online de orgânicos e saudáveis pioneiro em valorizar o pequeno produtor, separou seis leguminosas ricas em ferro que não podem faltar na sua dieta. Veja:

Feijões: rico em ferro, cálcio, magnésio, fibras, vitaminas do complexo B e proteínas.

Soja: fornece proteínas, fibras, vitamina K, cálcio, ferro, fósforo, magnésio, zinco para o organismo.

Foto: Ulrike Leone/Pixabay

Grão-de-bico: fonte de proteínas, fibras, minerais como ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e vitaminas do complexo B.

Lentilha: contém fibras solúveis e insolúveis, proteínas, magnésio, ferro, vitaminas do complexo B.

Amendoim: ferro, zinco e potássio são alguns dos sais minerais presentes nessa leguminosa, assim como vitaminas do complexo B.

Ervilha: grande quantidade de vitaminas do complexo B, de fibras e de minerais como fósforo, ferro, potássio e zinco.

Todos os itens citados estão disponíveis no site da Raízs.

Caldinho de feijão, receita fácil, econômica e saborosa para esquentar o inverno

Algumas receitas são superfáceis de preparar e ficam uma delícia. O caldinho de feijão leva apenas 20 minutinhos para ficar pronto. Além de ser nutritivo, combina com o almoço, jantar, e é perfeito para o inverno. Que tal um caldinho de feijão super-saboroso para fazer hoje?

Flávia Oliveira, médica da Liga da Cozinha Afetiva (projeto que reaproxima as pessoas do alimento e do ato de cozinhar quebrando barreiras criadas e ressignificando o ato de se alimentar) ensina como preparar esta receita prática e saborosa.

Sobre a Liga da Cozinha Afetiva

O feliz encontro de quatro mulheres: as pediatras Flávia Oliveira, Renata Aniceto, a nutricionista materno-infantil Flávia Montanari e a chef coach Paula Duarte que já estão na estrada da Medicina Culinária há tempos, empoderando famílias e profissionais de saúde. Quatro profissionais apaixonadas por culinária, ciência e afeto.

O projeto Liga da Cozinha Afetiva visa reaproximar as pessoas do alimento e do ato de cozinhar quebrando as barreiras que foram criadas ao longo dos anos ressignificando o ato de se alimentar. Com embasamento científico e foco na quebra de paradigmas relacionados à nutrição, valorizar os alimentos além dos nutrientes. A Liga lançou um ebook exatamente com esse objetivo: desmistificar os paradigmas em torno da dificuldade de cozinhar, aliando dicas práticas e também técnicas, nomeado Essência: Medicina do Estilo de Vida e Culinária Afetiva do Projeto Liga da Cozinha Afetiva, o produto já está disponível para venda. Saiba mais em @ligadacozinhaafativa

Caldinho de feijão no pão

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de feijão cozido al dente com caldo (pode ser preto, carioca, branco etc.)
1 e 1/2 xícara (chá) de caldo de legumes caseiro ou água
½ cebola (pequena) branca ralada
1 dente (médio) de alho amassado
1 colher (sopa) de azeite de oliva extra virgem
Quanto baste de sal
Quanto baste de pimenta do reino moída na hora
Caldo de ½ limão (opcional)
2 unidades de pão italiano redondo
½ xícara (chá) de alho-poró crispy (para decorar)

Modo de preparo:
Em uma panela funda, refogar o alho e a cebola no azeite. Adicionar o feijão cozido, regar com o caldo de legumes caseiro (ou água) e misturar bem. Temperar com sal e pimenta a gosto e deixar cozinhar até ferver. Desligar o fogo e bater com um mixer na própria panela até ficar liso (se preferir, bater no liquidificador). Porcionar no pão italiano e polvilhar o alho poró crispy. Se desejar, antes de polvilhar o alho poró crispy, adicionar o caldo de limão. Servir.

Como aproveitar todas as mil e uma possibilidades do arroz; confira receitas

Alimento mais consumido no mundo, o grão possui uma enorme variedade de tipos e pode abrir um leque de oportunidades para variar a alimentação do dia a dia; confira dicas dos especialistas da Camil

Ele é utilizado para desejar felicidade aos noivos e consumido em todo o mundo, mas é mais conhecido mesmo por estar presente no dia a dia do brasileiro: na mais famosa dupla com o feijão, o arroz faz parte da cultura do país, e é um alimento muito nutritivo.

O arroz branco do tipo agulhinha é o mais consumido no Brasil, mas poucos conhecem todas as outras variedades deste grão: dentre os milhares de tipos, podemos encontrar desde o integral até os mais especiais, como arroz preto, o vermelho e o selvagem, além da combinação em um mix com outros grãos, como o 7 grãos integrais.

Mas como aproveitar todas essas possibilidades para variar também o cardápio do dia a dia? A Camil procura incentivar e valorizar o cozinhar em casa por meio da campanha “Comida de Casa é Camil” e traz dicas práticas para aproveitar tudo o que esse alimento muito versátil tem a nos oferecer. Confira abaixo:

• O arroz é um grão extremamente versátil, é possível fazer muitas receitas tendo este alimento como ingrediente principal, como: salada de arroz, arroz de forno, arroz-doce etc;
• Complementar o arroz com alguns ingredientes ajuda a trazer novos sabores para o dia a dia: incluir castanhas, cúrcuma e outras especiarias, e até beterraba para que o arroz fique super colorido! Para este último, outra dica é colocar um pouco de vinagre para que a cor fiquei ainda mais brilhante e viva;
• Preparações que ajudam a reaproveitar o grão: pode ser uma salada com 7 grãos ou os deliciosos bolinhos de arroz, que podem ser incrementados com os sabores de preferência de cada um;
• A tradicional sobremesa de arroz doce também pode ser uma deliciosa opção: a dica é deixar o arroz de molho por 30 minutos, para ajudar na cremosidade. Além disso, ele precisa ficar mais caldoso para que depois de frio não absorva todo o líquido e acabe ficando seco.

“O arroz é um dos alimentos mais versáteis que existem e que está presente na rotina do brasileiro. É importante sempre lembrar que o arroz e feijão são parte da cultura do nosso país e seu consumo é recomendado pelo Guia Alimentar para População Brasileira, pois apresentam diversos nutrientes. Ao aumentar a frequência deles no prato do dia a dia, colaboram para reduzir o consumo dos alimentos ultra processados e assim auxiliam tanto com o aspecto nutricional quanto com o emocional da nossa alimentação”, declara Ivy Oliveira, Gerente de Serviços de Marketing da Camil e que coordena a cozinha experimental da marca.

Além disso, muitas informações são divulgadas em redes sociais sobre o arroz e muitas vezes elas não são verdadeiras, confira algumas das afirmações mais comuns e a verdade sobre elas explicadas pelos especialistas da Camil:

Cookpad

Comer arroz e feijão engorda?
Mito.
Muitas pessoas acreditam que o carboidrato presente no arroz pode levar ao ganho de peso, mas isso é uma ideia errada, visto que nenhum alimento de forma isolada é responsável pelo ganho de peso, e sim quando consumimos alimentos em excesso, em uma quantidade maior do que o corpo necessita. Além disso, muitas pessoas acabam substituindo o arroz e o feijão, alimentos in natura, por lanches ou outros alimentos que consideram melhores para perda de peso, muitas vezes optando por produtos industrializados e menos nutritivos.

É necessário lavar o arroz antes de cozinhar?
Mito.
Esse é um hábito brasileiro que passa de geração em geração, inclusive quem inventou o escorredor de arroz foi uma brasileira no ano de 1959, para retirar as impurezas contidas no alimento que vinha direto do produtor, porém muitas coisas mudaram desde essa época, e hoje em dia não é necessário pois esse processo de limpeza já ocorre na fábrica que elimina essas impurezas. No caso do arroz branco, este apresenta um pó, que é resultado do processo de polimento, ou seja, esse pó não é uma sujeira e sim resquício do próprio arroz, e também não precisa ser lavado.

Arroz e feijão se complementam?
Verdade.
Além de trazerem muitos nutrientes e benefícios, quando são consumidos juntos, eles se complementam em sabor e textura (já que um traz o caldo em sua preparação e o outro tem uma textura mais ‘sequinha’). E também em relação ao lado nutricional, pois o arroz tem o nutriente que falta no feijão para que juntos formem uma proteína completa e, portanto, de alta qualidade no nosso organismo.

O arroz é um alimento nutritivo?
Verdade.
O arroz faz parte do grupo alimentar dos cereais, este grupo abrange os principais alimentos fontes de carboidratos, como o arroz, milho (incluindo grãos e farinha) e trigo (incluindo grãos, farinha, macarrão e pães), além de outros cereais, como a aveia e o centeio. O carboidrato é a principal fonte de energia para o corpo, além disso, os cereais também são fontes de fibras, vitaminas (principalmente do complexo B) e minerais. Combinados ao feijão ou outra leguminosa, os cereais, como o arroz, constituem também uma fonte de proteína de excelente qualidade.

O consumo equilibrado do arroz ajuda na imunidade do corpo?
Verdade.
O arroz é um tipo de cereal, que por possuir carboidratos, é uma ótima fonte de energia. Combinado com o feijão, que possui ferro, potássio, fósforo, magnésio, além de manganês, zinco, selênio e vitaminas do complexo B, torna a refeição muito nutritiva. Todos esses nutrientes, principalmente as vitaminas do complexo B e o zinco, estão intimamente ligados ao funcionamento do sistema imune. Este cereal também é uma ótima fonte de fibras em sua versão integral, que tem atuação no funcionamento adequado do intestino, órgão também relacionado com a defesa do corpo, e ainda apresenta compostos que combatem os radicais livres, protegendo, assim, as células de lesões, inclusive as células do sistema de defesa. O stress é um fator que pode comprometer o sistema imunológico. Comer arroz pode aumentar os níveis de serotonina, um hormônio que pode ajudar na melhora do humor, e até mesmo, auxiliar o sistema de defesa.

Foto: Daniel Dan Outsideclick/Pixabay

Arroz e feijão são fonte de proteínas?
Verdade.
Quando consumidos juntos, o arroz e o feijão possuem todos os aminoácidos essenciais e constituem uma ótima fonte de proteínas. Atualmente, a qualidade das proteínas é verificada pela digestibilidade dos aminoácidos, ou seja, o quanto dessa proteína é efetivamente digerida e absorvida, para ser utilizada no organismo. Dessa forma, as proteínas do arroz com o feijão, quando comparadas a alimentos fontes de proteínas de origem animal, como o frango ou o ovo, mostram ter uma qualidade similar.

Para conferir estas e outras dicas de Comida de Casa Camil, você pode acessar os perfis da marca no YouTube e Instagram.

Veja abaixo três receitas do site de Camil práticas e saborosas para você testar em casa e conferir toda a versatilidade do arroz:

Tomate Recheado com 7 cereais

Ingredientes:
• 6 unidades médias de tomate
• 2 colheres (chá) de azeite de oliva
• 1 unidade de cebola pequena picada
• 1/2 xícara (chá) de espinafre picado
• 1 xícara (chá) de Arroz 7 Cereais Integrais Camil cozido
• sal a gosto
• Pimenta do Reino (Pó) a gosto

Modo de preparo:
Lave os tomates, retire a tampa e as sementes. Vire os tomates para retirar a água e reserve. Preaqueça o forno em temperatura média (180ºC). Em uma panela, aqueça o azeite em fogo médio e refogue o alho e a cebola até dourar levemente. Junte o espinafre e refogue até murchar. Tempere com o sal e a pimenta. Retire do fogo, acrescente os 7 Cereais Integrais Camil cozidos e misture delicadamente. Distribua o recheio entre os tomates e coloque-os em uma assadeira média (33 x 23 cm). Cubra com o papel-alumínio e leve ao forno por 15 minutos. Retire o papel-alumínio e leve ao forno por mais 10 minutos. Sirva a seguir.

Dicas: você pode servir os tomates frios como salada.

Arroz integral de forno

Ingredientes:

Arroz
• 1 colher (sopa) de óleo
• 1/2 unidade pequena de cebola picada
• 1 xícara (chá) de Arroz Integral Camil
• 1 colher (chá) de sal
• 2 e 1/2 xícaras (chá) de água fervente

Molho
• 1 colher (sopa) de óleo
• 1 unidade de Alho picado
• 1/2 unidade pequena de cebola picada
• 1 lata de Tomate pelado
• 1/2 xícara (chá) de água
• sal
• 200 gramas de peito de frango cozido e desfiado
• 1 colher (sopa) de salsinha picada
• 1 unidade de requeijão cremoso light (200g)
• 200 gramas de queijo minas frescal fatiado

Montagem
• queijo parmesão ralado light

Modo de preparo:

Arroz
Em uma panela, aqueça o óleo em fogo médio e doure levemente a cebola. Adicione o Arroz Integral Camil e refogue bem. Junte a água fervente e o sal. Tampe parcialmente a panela e cozinhe em fogo médio por 30 minutos ou até o líquido secar e os grãos ficarem cozidos. Reserve.

Molho
Em uma panela aqueça o óleo em fogo médio, e frite o alho e a cebola até dourarem levemente. Junte os tomates, a água e o sal, e cozinhe até começar a ferver. Separe meia xícara (chá) do molho e reserve. Adicione o frango e cozinhe por mais 2 minutos. Retire do fogo e misture a salsinha. Reserve.

Montagem
Preaqueça o forno em temperatura média (180ºC). Em um refratário retangular (23 x 12 cm), faça camadas com a metade do arroz reservado, espalhe o requeijão, e distribua as fatias de queijo e o molho de frango. Em seguida coloque a outra parte do arroz, o molho de tomates reservado, e polvilhe o queijo ralado. Leve ao forno por 20 minutos e sirva em seguida.

Arroz Doce Romeu e Julieta

Ingredientes:

Creme de queijo
• 2 embalagens de cream cheese pequena
• 1/2 xícara (chá) de açúcar refinado
• 1 unidade de creme de leite caixinha

Arroz doce
• 1/2 xícara (chá) de Arroz Camil
• 2 xícaras (chá) de água
• 600 mililitros de Leite
• 1/2 xícara (chá) de Leite Condensado
• 1 tira de Casca de Limão

Creme de goiaba – montagem
• 300 gramas de goiabada cascão cremosa

Modo de preparo:

Creme de queijo
• Coloque no liquidificador o cream cheese, o açúcar, o creme de leite e bata até ficar homogêneo. Reserve.

Arroz doce
Em uma panela, coloque o Arroz Camil, e a água. Cozinhe em fogo médio, com a panela parcialmente tampada, por 10 minutos ou até começar a secar o líquido. Adicione o leite, o leite condensado e a casca de limão. Misture e cozinhe até ferver. Reduza o fogo e cozinhe, mexendo algumas vezes, por 20 minutos ou até ficar cremoso. Adicione o creme de queijo reservado e misture bem. Reserve.

Creme de goiaba – montagem
Em uma panela, coloque a goiabada e a água e leve ao fogo médio, mexendo sempre até ficar homogêneo. Em 10 taças para sobremesas, coloque camadas alternadas de arroz doce e creme de goiabada, terminando com o arroz doce. Leve à geladeira por, no mínimo 1 hora. Sirva em seguida.

Fonte: Camil Alimentos

Quatro receitas para um fim de semana especial

Uma maneira de homenagear a mulher mais importante das nossas vidas é com um almoço delicioso com a família. Para este Dia das Mães, a Yoki indica quatro receitas fáceis de preparar. Vale dedicar um tempinho na cozinha e oferecer um almoço com toque caseiro e repleto de sabor para comemorar a data. Confira as receitas:

Creme de Feijão Branco com Bacon

Ingredientes
1 colher (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de bacon cortado em pequenos cubos
1 cebola pequena picada
230g de Feijão-Branco Yoki
1 cubo de Caldo de Galinha Kitano
2 xícaras (chá) de água fervente
Um pouco de sal a gosto

Modo de preparo
Em uma panela, aqueça o azeite e frite o bacon em fogo baixo. Reserve. Frite a cebola, junte o feijão, o caldo de galinha dissolvido na água e deixe ferver a receita de creme de feijão com bacon. Retire do fogo, coloque no liquidificador e bata por 1 minuto. Decore sua receita de feijão-branco salpicando o bacon por cima. Acerte o sal se necessário. Sirva a receita de feijão-branco simples cremoso com bacon quente ou fria.

Tempo de preparo: 15 minutos
Rendimento: 2 pessoas

Polpetone ao sugo, parmesão e palha

Ingredientes
400g de patinho ou alcatra moído
100g de lombo suíno
100g de queijo parmesão
50g de cebola picada
1 ovo extra
2 fatias de pão de forma sem casca
50ml de leite integral
2 colheres de sopa de salsa fresca picada
Sal e pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto
80g de mussarela
100g de farinha de rosca
1,5 litro de óleo vegetal ou gordura vegetal hidrogenada
1 pacote de Batata Palha Tradicional 140g

Modo de preparo
Numa vasilha, colocar as fatias de pão picado e adicionar o leite. Misturar bem e reservar.
Cortar o lombo em cubos pequenos. Misturar as carnes com o pão umedecido, a cebola, a salsa, metade do queijo parmesão e o ovo. Misturar muito bem. Temperar com sal, pimenta-do- reino e a noz-moscada. Modelar os polpetones, recheando cada um com 20g de queijo mussarela. Empanar os polpetones na farinha de rosca e fritar no óleo ou gordura bem quente até ficarem dourados. No prato, colocar uma concha de molho de tomate ao sugo e sobre ele o polpetone. Salpicar queijo parmesão ralado e sobre ele a Batata Palha Tradicional Yoki.

Tempo de preparo: 50 minutos
Rendimento: 4 pessoas

Bolinho de Batata Palha

Ingredientes
1 pacote Batata Palha Yoki (140g)
3 ovos
1 1/2 xícara (chá) leite
1 1/2 xícara (chá) mussarela ralada
2/3 xícara (chá) farinha de trigo
Sal e Salsa Kitano a gosto

Passo a Passo
Em uma tigela, misture todos os ingredientes até formar uma massa homogênea e consistente.
Divida a massa em pequenas porções. Em uma panela, aqueça o óleo e frite as porções até ficar dourada. Retire o excesso de óleo sobre papel toalha. Sirva quente.

Tempo de preparo: 30 minutos
Rendimento: 30 pessoas

Pudim de Amendoim

Ingredientes
1 xícara (chá) de açúcar
½ xícara (chá) de água
2 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 lata de leite condensado
2 vezes a mesma medida de leite
½ xícara (chá) de Amendoim torrado Yoki
1 colher (sopa) de Amido de Milho Yoki

Modo de preparo
Em uma panela, misture os ingredientes da calda (água, açúcar e chocolate em pó) e leve ao fogo baixo, sem mexer. Cozinhe até a calda começar a engrossar (não deve ficar muito espessa). Despeje em uma assadeira para pudim (com furo central) e reserve. Bata todos os ingredientes da sua receita com amendoim no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Despeje a mistura na assadeira de pudim com a calda. Leve ao fogo e cozinhe em banho-maria por aproximadamente 1 hora. Dica: para saber se o pudim está no ponto, perfure-o com um palito. Se o palito sair “”limpo”” está pronto. Espere esfriar e leve a sobremesa de amendoim à geladeira por, no mínimo, 4 horas. Desenforme e sirva sua deliciosa sobremesa com amendoim.

Tempo de preparo: 1 hora 20 minutos
Rendimento: 12 pessoas

Fonte: Yoki

Confira uma lista com os piores alimentos para a digestão

A maioria das pessoas, por mais que adorem certos alimentos, tem alguns na lista que acabam fazendo mal ou causando algum problema de digestão. Melhor se privar que sofre, não é mesmo?

Confira alguns alimentos que podem estar na lista, e veja porque eles às vezes fazem mal.

Comidas fritas

Eles são ricos em gordura e podem causar diarreia. Molhos ricos, cortes gordurosos de carne e sobremesas amanteigadas ou cremosas também podem causar problemas. Escolha alimentos assados ​​ou assados ​​e molhos leves que contenham vegetais em vez de manteiga ou creme.

Frutas cítricas

Como são ricas em fibras, podem causar dor de estômago em algumas pessoas. Vá devagar com laranjas, toranjas e outras frutas cítricas se sua barriga não parecer bem.

Açúcar artificial

Mastigar chiclete sem açúcar em excesso, feito com sorbitol, pode provocar cólicas e diarreia. Alimentos feitos com este adoçante artificial podem causar os mesmos problemas. O FDA (a Anvisa dos EUA) já avisou que uma pessoa pode ter diarreia se comer 50 ou mais gramas de sorbitol por dia, embora quantidades muito menores supostamente causem problemas para algumas pessoas.

Muita fibra

Alimentos ricos em carboidratos saudáveis, como grãos inteiros e vegetais, são bons para a digestão. Mas se você começar a comer muitos deles, seu sistema digestivo poderá ter problemas para se ajustar. O resultado: gases e inchaço. Portanto, aumente a quantidade de fibra que você ingere gradualmente.

Feijões

Eles são carregados com proteínas e fibras saudáveis, mas também têm açúcares difíceis de digerir que causam gases e cólicas. Seu corpo não possui enzimas que podem quebrá-los. Em vez disso, as bactérias em seu intestino fazem o trabalho, liberando gases no processo. Experimente esta dica para se livrar de alguns dos açúcares problemáticos: deixe os grãos de molho de molho por pelo menos quatro horas e despeje a água antes de cozinhar.

Repolho e seus primos

Os vegetais crucíferos, como o brócolis e o repolho, têm os mesmos açúcares que produzem os gases do feijão. Seu alto teor de fibras também pode torná-los difíceis de digerir. Será mais fácil para o seu estômago se você cozinhá-los em vez de comê-los crus.

Frutose

Alimentos adoçados com isso – incluindo refrigerantes, doces, sucos de frutas e pâtisserie – são difíceis de digerir para algumas pessoas. Isso pode causar diarreia, inchaço e cólicas.

Alimentos picantes

Pixabay

Algumas pessoas têm indigestão ou azia após ingeri-los, especialmente quando se trata de uma refeição farta. Estudos sugerem que o ingrediente quente da pimenta, chamado capsaicina, pode ser o culpado.

Laticínios

Se eles desencadearem diarreia, inchaço e gases, você pode ser “intolerante à lactose”. Isso significa que você não tem uma enzima que digere o açúcar do leite e outras formas de laticínios. Evite esses alimentos ou experimente um comprimido de venda livre que contenha a enzima que falta.

Hortelã-pimenta

Pode relaxar o músculo na parte superior do estômago, o que permite que os alimentos voltem para o esôfago. Isso pode causar azia. Outros culpados incluem chocolate ou café. Os especialistas dizem que você pode reduzir a pressão que empurra a comida de volta se perder peso extra, comer porções menores e não se deitar depois de comer. Além disso, aprenda quais alimentos causam problemas, para que você possa evitá-los.

Fonte: WebMD

Arroz e feijão não podem faltar nas festas de fim de ano

Não há nada mais tradicional para o brasileiro do que arroz e feijão, não é mesmo? A comida que traz consigo o gostinho de aconchego do lar tem variadas formas de preparo e pode ser consumida em qualquer época do ano. Por isso, a Cozinha Experimental Camil separou algumas receitas que transformam os ingredientes tradicionais do dia a dia em pratos elegantes para as celebrações de fim de ano. Confira:

Bolinho de Arroz com Tender

Ingredientes
2 xícaras (chá) de Arroz Camil cozido
1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado fino
1 colher (sopa) de cheiro-verde picado
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de tender cozido e picado
3 ovos batidos
Óleo para fritar

Modo de preparo
Em uma tigela, coloque o Arroz Branco CAMIL cozido, o queijo parmesão ralado, o cheiro-verde, o fermento em pó, a farinha de trigo, o tender e os ovos. Misture bem. Em uma panela pequena e funda, aqueça o óleo em fogo médio. Faça bolinhos com o auxílio de duas colheres. Frite os bolinhos até dourarem levemente, escorra sobre papel-absorvente e sirva em seguida.

Dica: sirva os bolinhos acompanhados de molho de pimenta ou molho de ervas.
Rendimento: 30 bolinhos
Tempo de preparo: 30 minutos

Arroz com Chester

Ingredientes:
1 colher (sopa) de azeite de oliva
Meia cebola pequena picada
1 xícara (chá) de Arroz Reserva Especial Camil
Meia xícara (chá) de vinho branco seco
1 colher (chá) de sal
1 pitada de açafrão-da-terra em pó
2 xícaras (chá) de água fervente
2 xícaras (chá) de chester assado e desfiado (250 g)
2 colheres (sopa) de amêndoas torradas e grosseiramente picadas
2 colheres (sopa) de uva passa preta sem sementes
3 damascos secos picados
Meia colher (chá) de tomilho fresco picado

Para regar:
Azeite de oliva

Modo de preparo:
Em uma panela, aqueça o azeite em fogo médio e doure levemente a cebola. Adicione o Arroz Reserva Especial Camil. Adicione o sal, o açafrão e a água fervente e cozinhe, com a panela parcialmente tampada, por 10 minutos. Abaixe o fogo, tampe a panela e cozinhe por mais 5 minutos ou até secar o líquido. Junte o chester, as amêndoas, a uva passa, os damascos e o tomilho, e misture delicadamente. Regue com o azeite e sirva a seguir.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 30 minutos

Farofa de Feijão com Bacon

Ingredientes

Feijão
1/2 xícara (chá) de Feijão Rajado Camil
3 xícaras (chá) de Água

Farofa
1 colher (sopa) de azeite
1/2 xícara (chá) de bacon picado
1 unidade de dente de alho picado
1 unidade de cebola pequena picada
2 colheres (sopa) de uvas passas pretas sem sementes
1/2 xícara (chá) de castanhas-de-caju picadas
1/2 xícara (chá) de cenoura ralada grossa
1/2 colher (chá) de sal
1 1/2 xícara (chá) de farinha de milho em flocos
3 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de cheiro-verde picado

Modo de Preparo

Feijão
Em uma panela de pressão, adicione o Feijão Rajado Camil e a água.Tampe a panela e cozinhe por 20 minutos contados a partir do início da pressão. Desligue o fogo e aguarde sair toda a pressão antes de abrir a panela.Escorra os grãos e reserve.

Farofa
Em uma panela, aqueça o azeite em fogo médio de frite o bacon até dourar. Adicione o alho e a cebola e refogue até murchar. Acrescente o Feijão Rajado Camil reservado, a uva passa, as castanhas, a cenoura e o sal, e refogue. Junte, aos poucos e sem parar de mexer, a farinha de milho amarela. Misture a manteiga e o cheiro-verde, e sirva a seguir.

Rendimento: 4 porções
Tempo de Preparo: 35 minutos

Arroz com Champanhe e nozes

Ingredientes
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
1 xícara (chá) de nozes picadas
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
Meia cebola média picada
1 e meia xícara (chá) de Arroz Reserva Especial Camil
1 e meia xícara (chá) de champanhe
1 colher (chá) de sal
2 xícaras (chá) de água fervente
Folhas de tomilho fresco a gosto

Modo de preparo:
Em uma panela, em fogo médio adicione a manteiga e doure as nozes rapidamente. Retire da panela e reserve. Na mesma panela, aqueça o azeite em fogo médio e refogue a cebola até dourar levemente. Adicione o Arroz Reserva Camil e refogue por alguns minutos, acrescente o champanhe, o sal e a água fervente. Tampe parcialmente a panela e cozinhe em fogo médio por 10 a 15 minutos ou até o liquido secar e os grãos estarem cozidos. Desligue o fogo, tampe a panela e reserve por 5 minutos. Solte delicadamente o arroz com um garfo e misture as nozes reservada, adicione o tomilho e sirva em seguida.

Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 25 minutos

Salpicão de feijão bolinha

Ingredientes:

Feijão
1 xícara (chá) de feijão bolinha Camil
5 xícaras (chá) de água

Salpicão
1 cenoura média ralada no ralo grosso
1 xícara (chá) de uvas passas pretas sem sementes
1 peito de frango médio cozido e desfiado
1 xícara e meia (chá) de maçã cortada em cubos pequenos
meia xícara (chá) de salsão picado
1 pimentão vermelho pequeno picado
1 pimentão verde pequeno picado
3 colheres (sopa) de azeite
Suco de 1 limão médio
Sal e pimenta-do-reino a gosto
1 e meia xícara (chá) de maionese

Modo de Preparo:

Feijão
Em uma panela de pressão, coloque o Feijão Bolinha Camil e a água. Tampe a panela e cozinhe por 20 minutos contados a partir do início da pressão. Desligue o fogo e aguarde sair toda a pressão antes de abrir a panela. Escorra o caldo do feijão e reserve os grãos.

Salpicão
Em uma tigela, misture os grãos cozidos do feijão bolinha Camil, a cenoura, as uvas passas, o frango, a maçã, o salsão e os pimentões. Tempere com azeite, o suco de limão, o sal e a pimenta-do-reino. Acrescente a maionese e misture bem. Leve à geladeira por duas horas ou até o momento de servir.

Rendimento: 8 porções
Tempo de preparo: 1 hora e 30 minutos
Tempo de geladeira: 2 horas
Tempo de total: 3 horas e 30 minutos

Arroz à grega com tender

Ingredientes:

Arroz
1 colher (sopa) óleo
1 dente de alho picado
3 xícaras (chá) de arroz Camil
6 xícaras (chá) de água fervente
2 colheres (chá) de sal

Refogado
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola média picada
1 cenoura pequena cortada em cubos pequenos
1 pimentão vermelho cortado em cubos pequenos
1 pimentão amarelo cortado em cubos pequenos
1 pimentão verde cortado em cubos pequenos
2 xícaras (chá) de tender cozido e cortado em cubos pequenos
Meia xícara (chá) de uvas passas pretas sem sementes
Meia xícara (chá) de uvas passas brancas sem sementes

Modo de Preparo:

Arroz
Em uma panela, aqueça em fogo médio o azeite e refogue o alho. Junte o arroz Camil e refogue por alguns minutos. Acrescente a água e o sal. Tampe parcialmente a panela e cozinhe por 10 a 15 minutos ou até o liquido secar e os grãos ficarem cozidos.Desligue o fogo, tampe a panela e reserve.

Refogado
Em uma panela, aqueça em fogo médio o azeite e refogue a cebola e a cenoura até ficar macia. Junte os pimentões e o tender, refogue por mais alguns minutos. Acrescente o Arroz Camil cozido e as uvas passas, misture bem e sirva em seguida.

Rendimento: 8 porções
Tempo de preparo: 30 minutos

Fonte: Cia. União

Nutren Senior expande portfólio com lançamento de sopas nutritivas

Disponível em dois sabores, produto voltado para pessoas 50+ traz fórmula com proteína, cálcio e vitamina D

O mercado de suplementação adulta se encontra hoje no seu melhor estágio: Com projeção de crescimento na casa de duplo dígito em 2020, a categoria de suplementação adulta ascende com a crescente demanda por produtos que contribuam para o bem-estar e fortalecimento do sistema imunológico. Com isso, Nutren Senior – complemento alimentar da Nestlé desenvolvido especialmente para pessoas acima de 50 anos – acaba de ampliar seu portfólio com o lançamento do produto no formato sopa instantânea.

Disponível em dois sabores, feijão com carne e frango com aveia, a novidade chega como uma opção a mais para quem busca refeições mais leves e nutritivas. Após um estudo de mercado e junto aos consumidores em que foi identificado que com o passar dos anos a digestão e mastigação podem vir a se tornar uma complicação, a equipe de Nutren Senior desenvolveu a linha de sopas como uma opção de refeição ou ‘lanche rápido’.

“Grande parte da nossa inovação vem da constante preocupação em estudar o mercado e ouvir nossos consumidores”, ressalta a gerente de marca, Vivian Beppu. “Por isso desenvolvemos as sopas: era algo que ainda estava em falta no mercado para os sêniores. Conseguimos desenvolver um produto prático e saboroso, que além de rico em proteínas e cálcio possui outros nutrientes como vitamina D e zinco”, conclui Vivian.

As sopas Nutren Senior têm 50% menos sódio do que as versões similares no mercado, além de 16 gramas de proteína, cálcio, vitamina D e nutrientes essenciais para uma dieta balanceada., o produto pode ser encontrado em farmácias e supermercados ao preço sugerido de R$ 7,00.

Fonte: Nutren Senior

Arroz e feijão: conheça os benefícios da dupla mais querida dos brasileiros

Estes alimentos são ricos em proteínas e fibras, além de contarem com uma série de nutrientes que fazem bem à saúde

Quando falta criatividade na cozinha, não é preciso sofrer: a dupla arroz e feijão é a escolha certa para garantir a dose de nutrientes que a sua família precisa. O primeiro veio do sudeste asiático, enquanto o segundo foi trazido do norte da África, mas foi em território brasileiro que sua combinação ganhou fama.

Segundo dados de uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de cada dez brasileiros, sete comem feijão diariamente. Em relação ao arroz, estima-se que cada brasileiro consuma 45 kg do alimento por ano.

Mas, afinal, consumir esse prato em tamanha quantidade faz bem para a saúde? E a resposta é sim. “A combinação arroz e feijão pode ser consumida todos os dias sem culpa pelos brasileiros. O importante é não exagerar nas medidas e acrescentar sempre que possível um vegetal para complementar o prato”, afirma a nutricionista clínica Juliana Tavares.

O arroz é rico em vitaminas e aminoácidos que fortalecem o sistema nervoso e muscular, enquanto o feijão é rico em proteínas e fibras. De acordo com a nutricionista, os grãos de feijão podem ajudar até no funcionamento intestinal, prevenindo constipações. “O feijão ajuda no bem-estar geral do corpo. É considerado uma das melhores fontes de proteína e ferro na dieta”, pontua.

arroz com feijao goya foods

Individualmente, esses grãos já trazem muitos benefícios, mas quando consumidos juntos, o arroz e o feijão se complementam. Ambos têm em sua composição um elemento comum: os aminoácidos. Em conjunto, eles ajudam a formar as proteínas do corpo, especialmente nos músculos, pele, cabelos, unhas, ossos e na cicatrização.

“Os aminoácidos deficientes no feijão são justamente os que estão presentes no arroz. O arroz é pobre no aminoácido lisina, presente no feijão. Neste, por sua vez, falta o aminoácido essencial metionina, abundante no arroz. Por este motivo, a combinação do prato de arroz e feijão apresenta um valor proteico muito bom”, diz a nutricionista.

arroz

Com todos esses benefícios, a marca Meu Biju conta com opções que garantem a dose necessária de nutrientes para você. Além dos clássicos arroz branco e integral, a Linha Arroz Meu Biju ainda traz o Parboilizado Tipo 1 e Tipo 2, Especial para Risoto, 8 Grãos com Aveia e 8 Grãos com Quinoa.

feijao

Já a Linha Feijão Meu Biju possui cinco opções para enriquecer as refeições do dia a dia: Branco, Carioca, Preto, Rajado e Vermelho estão nas prateleiras dos supermercados de todo o Brasil.

Fonte: Josapar

Chef ensina receita rápida e prática para ajudar a enfrentar período de isolamento

Nada como uma comida caseira para nos confortar e nos fortalecer nesse momento onde a preocupação mundial gira em torno do combate ao coronavírus. A recomendação é a de ficar em casa e pensando em dar uma mãozinha para aqueles que não querem fazer feio na cozinha, o chef Melchior Neto separou uma receita para ser compartilhada com a família. “A união é essencial para enfrentarmos essa crise e já que estamos isolados, vamos reunir a família para uma refeição cheia de amor e esperança”, diz.

Feijão com carne moída e legumes por Chef Melchior Neto

Ingredientes
2 xícaras (chá) de feijão
1 litro de água
250 gramas de carne moída
4 colheres de sopa de azeite
1 cebola roxa picada
2 dentes de alho picados
2 folhas de louro
1 lata de tomate pelado picado
Queijo coalho cortado em cubos ( 2 espetos )
1 batata sem casca picada
1 cenoura em cubos
100 g de vagem
1 pitada de cominho
Coentro a gosto
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo
Cozinhe o feijão com água e o louro na pressão por 10 minutos. Em uma panela, aqueça o azeite e frite a carne moída até ficar soltinha. Acrescente a cebola roxa, o alho, o cominho e refogue. Coloque o tomate pelado, a batata, a cenoura e a vagem picada. Junte o feijão cozido e o caldo do cozimento, misture e deixe em fogo baixo até que os legumes estejam macios. Tempere com sal e pimenta. Desligue o fogo e coloque o queijo coalho e o coentro. Tampe e deixe descansar 10 minutos para servir. Sirva com arroz e ovo frito.

Feijao-com-carne-moida-e-legumes (1)

Tempo de preparo: 40 minutos
Serve até 6 pessoas