Arquivo da tag: finados

Bolo de ricota com limão siciliano é sugestão para feriado

Chef Cecília Victorio dá receita de bolo prático que fica molhadinho e delicioso

Feriado e você se animou para ir para cozinha e preparar um bolo fofinho para o lanche da tarde. Para quem gosta da ideia, a chef Cecília Victorio preparou uma versão com sabor cítrico, perfume de limão siciliano, bem molhadinha e que derrete na boca de tão macia. Fica irresistível. Confia a receita e aproveite para deixar seu dia mais gostoso:

Bolo de Ricota e Limão Siciliano

Ingredientes:
60g de suco de limão siciliano – 60ml
Raspas de 1 limão siciliano
60g de leite integral – 60ml
4 ovos – 4 gemas / 4 claras em neve
180g de açúcar refinado – 1 ½ xícara
125g de creme de ricota – 1/3 xícara
50g de óleo de milho – 50ml
220g de farinha de trigo – 2 xícaras de chá
20g de amido de milho – 2 colheres de sopa
15g de fermento em pó – 1 colher de sopa

Modo de preparo:
Misture o suco de limão e o leite. Deixe descansar por 10 minutos. Reserve. Bata as gemas com o açúcar na batedeira em velocidade máxima por 2 minutos até ficar esbranquiçado. Junte o creme de ricota e o óleo e bata por 1 minuto. Ainda batendo, acrescente a farinha e o amido aos poucos alternando com a mistura do leite e limão feita acima. Pare de bater. Adicione as claras em neve e mexa com o fuê delicadamente. Por último junte o fermento, as raspas e mexa com o fuê sem bater. Forre com papel manteiga uma forma com fundo falso de 20cm.Coloque a massa e leve ao forno a 180º C por 45 minutos. Retire do forno e deixe esfriar. Polvilhe sobre o bolo açúcar gelado.

Fonte: Bolos da Cecília

Finados

A morte não é nada.
Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.

Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Me deem o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene
ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora
de suas vistas?

Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho…

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi.

Henry Scott Holland

Fiesta de Diá de Muertos celebra a tradicional cultura mexicana

O Consulado Geral do México e o Memorial da América Latina celebram nos dias 2 e 3 de novembro a Fiesta de Día de Muertos declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco

Há mais mistérios entre a vida e a morte do que podemos imaginar. De acordo com a tradição do México Antigo, no Dia dos Mortos, os vivos se encontram com eles para celebrar a vida e a morte em um banquete de sabores, cores e muita música boa.

O evento acontece nos dias 2 e 3 de novembro, sábado e domingo, das 11 às 21 horas no Memorial da América Latina e conta com exposição de “Altares de Muertos”, concurso de fantasias, festival gastronômico mexicano, venda de artesanatos, ringe com lutadores de “Lucha Libre”, música mexicana e latina, entre outras atividades imperdíveis. A entrada é gratuita.

O festival gastronômico latino está recheado de ótimas opções que vão dar água na boca. Dentre elas: tacos mexicanos de diversos sabores com carne, carne de porco, frango e vegetarianos a partir de (R$ 17,00); Chillis a partir de (R$ 10,00); empanadas de carne a partir de (R$ 10,00); burritos a partir de (R$ 20,00); nachos a partir de (R$ 20,00); Ceviches a partir de (R$ 20,00); quesadillas de carne a partir de (R$ 20,00); Patacones a partir de (R$ 20,00); chimichangas a partir de (R$20,00); Patacones a partir de (R$20,00); brigadeiros a partir de (R$ 8,00): bolos gelados a partir de (R$ 14,00); burrito de nutella creme de ninho e banana a (R$ 16,00); tacos doces a partir de (R$ 15,00); dentre outras delícias.

shutterstock_comida mexicana
Shutterstock

TACOS
Shutterstock

Além das opções de comida, é possível encontrar bebidas como Piña Colada; Mojito; Margarita; Ice Tea de Hibisco com laranja a (R$ 9,00); Pink Lemonade a (R$ 9,00) e refrigerantes diversos a partir de (R$ 7,00). Vale ressaltar que todas as bebidas que contém álcool serão vendidas, é claro, somente para pessoas maiores de 18 anos.

O Memorial da América Latina é um lugar amplo e de fácil acesso por transportes públicos (estação de metrô/trem Barra Funda ao lado e pontos de ônibus nas proximidades), tem bikes (ciclofaixa nos arredores e bicicletário no portão 9) e há vagas para carros em estacionamentos pagos.

Confiram as atrações:

Exposição de altares

Durante a Fiesta, o público poderá conhecer os dois altares vencedores – um de cada categoria, Etec e Fatec – do concurso organizado pelo Centro Paula Souza em parceria com o Consulado do México, envolvendo Etecs e Fatecs do estado de São Paulo. Parte importante da cultura mexicana do Dia de los Muertos, os “Altares” reúnem os elementos mais queridos daqueles que já partiram e este ano homenageiam o importante mexicano Francisco de Toledo, grande artista plástico.

Concurso de Fantasias

festival mexico 8festival mexico 5festival mexico

Uma das mais aguardadas atrações do evento é o concurso de fantasias, dividido em três categorias – infantil (3 a 12 anos), juvenil (13 a 17 anos) e adulto (acima de 18 anos) – que acontecerá no domingo (3). Para participar é preciso se inscrever até 30 minutos antes do início do concurso (programação abaixo) apresentando um documento oficial, e a fantasia deverá ter relação com o tema e com a cultura mexicana(não será considerada fantasias com temática de Halloween). Os vencedores receberão prêmios de acordo com suas categorias como ingressos para parques de diversões, cinema Imax, brinquedos, kits promocionais e muito mais.

Artesanato

CAVEIRAS MEXICANAS
Shutterstock

Diversos expositores levarão à festa os mais variados produtos típicos, como muñecas de Frida (bonecas de Frida Kahlo), caveiras decorativas, roupas e acessórios mexicanos, piñatas e outros objetos de decoração com a temática Día de Muertos.

Lucha Libre

Haverá um ringue da Brazilian Wrestling Federation (BWF) para apresentações de luta livre e workshops para que o público interessado possa aprender os fundamentos básicos da modalidade. As atividades serão comandadas pelo lutador Bob Júnior.

Programação:

Sábado
12h30 às 13h30 – Migrante Calavera
14h às 15h – Guantas
15h30 às 16h30 – Mariachi
17h às 18h30 – Lucha libre
19h às 20h – Triptico Caribe (Cumbia)

Domingo
12h30n às 13h30 – Migrante Calavera
14h às 15h – Camarada Ernesto
15h30 às 16h30 – Mariachi
17h às 18h30 – Lucha libre
19h às 20h – Cambio Latino (Salsa)

Para confirmar presença, clique aqui

A Festa Día de Muertos é uma realização do Consulado Geral do México em São Paulo, com apoio da Fundação Memorial da América Latina, patrocínio de Hopi Hari, do Thermas Water Park, Cinepolis, Coca-Cola FEMSA, Kidzania e Maped e curadoria gastronômica da Art Shine Promoções e Eventos.

Festa Día de Muertos
Data: 02 e 03 de novembro;
Horário: das 11h às 21h;
Local: Memorial da América Latina;
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664;
Estacionamento: Portões 4 e 15 (pago);
Bicicletário: ao lado do portão 9;
Classificação: Livre.

Para quem continua comemorando o Halloween: receita de Olhos de Suspiro

Esta semana tivemos uma das festas mais doces do ano. Não conseguiu comemorar na data? Não tem problema, ainda está em tempo de brincar. Que tal preparar uma  deliciosa e diferente receita para surpreender os convidados? O Olho de Suspiro, dica da União, é uma opção deliciosa e assustadora. Confira:

Olhos de Suspiro

Ingredientes
1 e ½ xícara (chá) de açúcar de confeiteiro Glaçúcar (173 g)
2 claras (80 g)
1 pitada de sal

Montagem
Corante em gel vermelho
Chocolate meio amargo derretido
Confeitos de chocolate coloridos

Para forrar:
Papel manteiga

Modo de preparo

Suspiro
Preaqueça o forno a 100°C e forre o fundo de uma assadeira retangular grande com papel manteiga e reserve. Em uma batedeira, em velocidade média, bata o açúcar de confeiteiro Glaçúcar, com as claras e o sal por 20 ou 25 minutos ou até formar um merengue com picos firmes. Coloque em um saco de confeitar com o bico perlê (2 cm de diâmetro) e faça bolinhas na assadeira de 3 cm de diâmetro, deixando um espaço de 1 cm entre elas. Faça uma cavidade no centro de cada bolinha pressionando levemente com a ponta do dedo umedecida com água. Asse em forno preaquecido por 50 minutos ou até secar. Reserve.

Montagem
Coloque um pingo de chocolate derretido na cavidade de cada bolinha de suspiro e cole um confeito colorido. Faça um pingo de chocolate derretido no centro do confeito para formar o olho. Com a ponta de um palito ou pincel fino, faça pequenas “veias” em volta do confeito com o corante vermelho. Espere secar e sirva em seguida.

Olhos de suspiro.jpg

Capacidade da xícara: 200 ml
Temperatura: baixa (100 ºC)
Tempo de forno: 50 minutos
Tempo de preparo: 40 minutos
Tempo total: 1 hora e 30 minutos
Rendimento: 30 unidades

Fonte: Cozinha Experimental União

Finados: a partir de 2018, animais terão data própria para homenagens

Dia da Memória Pet foi aprovado pelo Governo de São Paulo

 
O Crematório Pet Memorial recebeu os tutores enlutados que perderam seus animais de estimação e querem homenagear sua memória. O assunto agora ganha cada vez mais importância com a aprovação, no último dia 17 de outubro, da lei que institui o Dia da Memória Pet, em São Paulo.

Primeiro e maior crematório de animais de estimação da América Latina, o Pet Memorial tem promovido a data todos os anos. “É um importante momento de conscientização sobre a importância dos animais de estimação em nossas vidas”, diz Evans Edelstein, diretor do Pet Memorial.

crematorio 3

Segundo Joelma Ruiz, psicóloga especialista em luto e consultora do Pet Memorial, a proposta é ajudar as pessoas a aprenderem a lidar com o luto, algo que ainda não é bem aceito quando se trata de animais. A programação inclui acompanhamento psicológico em terapia de grupo e visitas guiadas com as pessoas que quiserem prestar homenagens com flores, ascender velas ou fazer orações. O espaço conta também com capela ecumênica para receber os interessados.

crematorio 2

A dentista Andréa Cristina de Souza, juntamente com a mãe, Alice de Souza, foi até o Pet Memorial com a urna que guarda as cinzas de Dogde, para levar flores e velas na capela onde ocorreu a despedida do poodle, cremado em janeiro de 2016. aos 17 anos.

crematorio8.jpg

“Resolvemos cremá-lo e minha mãe guarda as cinzas em casa. Minha mãe que antes queria um enterro tradicional agora quer ser cremada, para que as cinzas dela se misturem com a dele e sejam jogadas no mar”, completa. “Eu e minha mãe também vamos na igreja São Franscico de Assis todos os últimos domingos do mês para rezar pelo nosso ‘cãopanheiro’. Todos os dias, às 18 horas, minha mãe reza por ele olhando para uma estrelinha que acreditamos ser ele olhando por nós aqui”, relembra com emoção.

Finados Pet

Além das homenagens no Dia de Finados, a partir do ano que vem os peludos terão uma data própria. No último dia 17 de outubro, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, sancionou a lei que institui o “Dia da Memória Pet”, no segundo domingo de setembro. O projeto é baseado no “Pet Memorial Day”, que já existe há mais de 40 anos nos EUA e na Europa. Em São Paulo, a data será comemorada anualmente no segundo domingo de setembro.

crematorio 6

A ideia é replicar aqui o que já é feito lá fora: visitas aos locais prediletos dos pets levando seus brinquedos, plantio de árvores e “scrapbooks” criados com fotos dos melhores momentos dos animais para divulgação nas redes sociais. Na data também são feitas visitas a ONGs, ações contra o abandono de animais e campanhas de adoção. “Promovendo melhores condições para outros animais, os tutores têm uma sensação de gratidão por terem feito algo por uma boa causa”, acredita Edelstein.

crematorio1

Segundo Joelma, a data é importante para reconhecer essa dor: “A ideia é ajudar a sociedade a validar esse sofrimento”, explica. “O luto pela perda de animais ainda não é reconhecida pela sociedade, porque a gente não tem regras e normas para esse sentimento. No mesmo dia em que a pessoa perde o animal ela precisa voltar para a sua rotina”, acrescenta.

A lei é de autoria do deputado Paulo Correa Jr, presidente do Partido Ecológico Nacional (PEN), e foi incluída no calendário oficial do Estado dada ao ‘tamanho da importância e da relevância que os animais de estimação têm, não só para as pessoas, mas para a economia. “Agora teremos uma data especial para lembrar os pets e celebrar a memória de seus animais queridos”, justifica.

crematorio 7

“A data pode fazer toda a diferença no processo de cura do luto. Ter uma data exclusiva para os animais pode facilitar o processo do luto, pois quando compartilhamos o sofrimento, temos mais condições de passar por esse processo”, finaliza Edelstein.

crematório4

Fonte: Pet Memorial

 

Finados: dia triste para alguns e de festa para outros

Dois de novembro: uma data que, no Brasil, remete a orações silenciosas e certa tristeza ao relembrarmos os que já se foram, o Dia de Finados é também motivo de festa e comemoração em outras partes do mundo.

Inúmeros países celebram o Dia de Finados e cada cultura tem o seu jeito próprio de fazer isso. A data é bastante valorizada nos países latino-americanos e também nos Estados Unidos, mas é no México que se encontra uma das principais celebrações aos mortos.

Segundo a Britannica Digital Learning, o “Dia de los muertos”, como é conhecido por lá, é derivado dos rituais de antepassados que viveram no México há milhares de anos. Sua celebração, que durava um mês, era liderada pela deusa Mictecacihuatl, conhecida como “Senhora dos Mortos”.

Bonecos feitos de papel e cerâmica para o Dia de los Muertos Oaxaca, 1960 Girard Foundation Britannica
Bonecos feitos de papel e cerâmica para o Dia de los Muertos Oaxaca, 1960 – Girard Foundation/Britannica

Com a chegada dos espanhóis ao México e a conversão dos povos nativos para o catolicismo romano, a comemoração mudou de data para coincidir com a celebração do Dia de todos os santos (1º de novembro) e Dia de todas as almas (2 de novembro).

Atualmente, as formas de se festejar o feriado variam de região para região. Em algumas áreas rurais, as famílias adornam locais de sepultura com velas e os alimentos favoritos dos parentes falecidos, na tentativa de persuadir os entes queridos a retornar para uma reunião familiar.

Casal mexicano comemorando o Dia de los Muertos Elizabeth Ruiz Britannica
Casal mexicano comemorando o Dia de los Muertos – Foto: Elizabeth Ruiz/Britannica

Nas áreas urbanas, as pessoas saem às ruas para celebrações festivas e se dedicam ao consumo de alimentos e álcool. Alguns usam máscaras de crânio de madeira conhecidas como calacas. Muitas famílias criam altares em suas casas, como se fossem oferendas, decorando-os com fotos, velas, flores e alimentos. Brinquedos e itens alimentares, incluindo pães e doces, são criados sob a forma de símbolos da morte, como crânios e esqueletos.

Fonte: Britannica Digital Learning