Arquivo da tag: geladeira

Dicas para conservar alimentos na geladeira da maneira correta + receita

Alguns cuidados são indicados para manter os produtos em boas condições por mais tempo e evitar o desperdício

O descuido no armazenamento dos alimentos na geladeira aumenta a probabilidade de o produto perder as boas condições de consumo antes do vencimento, gerando o desperdício. Para evitar que isso ocorra, a Tirolez, uma das marcas mais tradicionais de laticínios do País, sugere alguns cuidados fundamentais:

mulher limpando geladeira 2

1. Higiene da geladeira. Separando o processo por etapas, o primeiro passo é a higienização do interior da geladeira. É recomendado esvaziar o espaço e usar bicarbonato de sódio e água para limpar. Removedores ou outras soluções com álcool não são indicados por conta do cheiro, que pode ser absorvido pelos alimentos. Antes de devolver os produtos ao seu devido lugar, é necessário checar a data de validade e o estado de conservação de cada um;

2. Divisão dos espaços. Considere sempre o tipo de produto que será armazenado na geladeira antes de separar cada um por compartimentos. Por exemplo, na porta, podem ser inseridos produtos em conservas, bebidas, condimentos e outros alimentos industrializados, que não requerem refrigeração intensa;

geladeira aberta
3. Temperaturas mais altas. As prateleiras superiores são mais frias, pois estão mais próximas do freezer. Nelas, devem ser armazenados alimentos que tenham maior sensibilidade às variações de temperaturas, como as carnes cruas, frios e os laticínios, como queijos, cremes e requeijões;

4. Temperatura intermediária. As prateleiras intermediárias devem acomodar alimentos semipreparados, sucos, ovos, saladas prontas e sobras de alimentos;

5. As gavetas inferiores podem comportar legumes e verduras. Acima, podem ficar as frutas e os produtos que, em breve, serão descongelados;

ovos geladeira
6. Não é recomendável deixar os ovos na porta da geladeira, pois essa área sofre constante mudança de temperatura, o que pode possibilitar o desenvolvimento e reprodução de bactérias;

validade
7. Atenção à embalagem. Fique atento ao vencimento dos alimentos e ao tempo de duração após as embalagens estarem abertas.

Viu como é fácil? Com pequenos cuidados, você consegue conservar os alimentos por mais tempo.

Agora, a Tirolez propõe uma sugestão de prato prático, preparado em apenas 30 minutos, que pode ser ideal para o almoço ou para o jantar. Confira:

Creme de mandioquinha gratinado

Creme-de-Mandioquinha-Gratinado-com-Requeijao (1)

Ingredientes
500 g de purê de mandioquinha (cozida e passada na peneira)
1 xícara (chá) de Creme de Leite Fresco Tirolez (200 ml)
1 colher (chá) de sal (4 g)
½ xícara (chá) de Queijo Parmesão Tirolez ralado (55 g)
Noz-moscada (preferencialmente ralada na hora)
6 colheres (sopa) de Requeijão Cremoso Tirolez (78 g)
1 colher (sopa) de açúcar (13 g)
1 cebola média em tiras finas (140 g)

Modo de Preparo
Preaqueça o forno a 180 ºC. Em uma tigela, misture bem a mandioquinha, o creme de leite, o sal e 2 colheres (sopa) de queijo parmesão Tirolez e adicione noz-moscada a gosto. Distribua metade da mistura em 6 tigelas refratárias individuais (9 cm de diâmetro x 4 cm de profundidade). Coloque 1 colher (sopa) de requeijão cremoso Tirolez no centro de cada tigela, cubra com o restante do creme de mandioquinha e alise a superfície. Em uma frigideira pequena, leve ao fogo o açúcar, mexendo sempre, até começar a caramelizar. Adicione a cebola e mexa até que fique levemente murcha e caramelizada. Distribua as cebolas nas tigelas e polvilhe com o restante do queijo parmesão Tirolez. Coloque as tigelas em uma assadeira e leve ao forno por 15 minutos, ou até gratinar. Sirva quente.

Dicas
– Se preferir, faça essa receita sem a cebola caramelizada.
– Faça essa receita em uma travessa de 30 cm x 20 cm.

Rendimento: 4 a 6 porções
Tempo de preparo: 30 minutos

Fonte: Tirolez

Aprenda a maneira correta de conservar alimentos na geladeira

Alguns cuidados são indicados para manter os produtos em boas condições por mais tempo e evitar o desperdício

O desperdício de alimentos no Brasil é um assunto alarmante, contabilizando 26 toneladas descartadas por ano, levando em consideração produtos em boas condições que são jogados fora ou o descuido na hora do armazenamento, atitude que aumenta a probabilidade de o produto estragar antes do vencimento.

A Tirolez, atenta a essa situação, dá dicas para evitar um dos erros mais frequentes: a má organização da geladeira. Confira alguns cuidados fundamentais para manter a qualidade dos produtos:

mulher limpando geladeira

=Separando o processo por etapas, o primeiro passo é a higienização do interior da geladeira. É recomendado esvaziar o espaço e usar bicarbonato de sódio e água para limpar. Removedores ou outras soluções com álcool não são indicados por conta do cheiro, que pode ser absorvido pelos alimentos. Antes de devolver os produtos ao seu devido lugar, é necessário checar a data de validade e o estado de conservação de cada um;
=Considere sempre o tipo de produto que será armazenado na geladeira antes de separar cada um por compartimentos. Por exemplo, na porta, podem ser inseridos produtos em conservas, bebidas, condimentos e outros alimentos industrializados, que não requerem refrigeração intensa;

geladeira mensatic morguefile
=As prateleiras superiores são mais frias, pois estão mais próximas do freezer. Nelas, devem ser armazenados alimentos que tenham maior sensibilidade a variações de temperaturas, como as carnes cruas, frios e os laticínios, como queijos, cremes e requeijões;

geladeira aberta
=As prateleiras intermediárias devem acomodar alimentos semipreparados, sucos, ovos, saladas prontas e sobras de alimentos;
=As gavetas inferiores podem comportar legumes e verduras. Acima, podem ficar as frutas e os produtos que, em breve, serão descongelados;

ovos geladeira
=Não é recomendável deixar os ovos na porta da geladeira, pois essa área sofre constante mudança de temperatura, o que pode possibilitar o desenvolvimento e reprodução de bactérias;
=Fique atento ao vencimento dos alimentos e ao tempo de duração após as embalagens estarem abertas.

Viu como é fácil? Agora aprenda a preparar uma receita especial da marca.

Okonomiyaki Tirolez

Okonomiyaki.jpg

Ingredientes:
Molho de queijo óleo de gergelim
4 colheres (sopa) de Requeijão Tirolez
2 colheres (café) de óleo de gergelim

Okonomiyaki
½ xícara (chá) de farinha de trigo
1 cenoura descascada e ralada
2 xícaras (chá) de repolho picado
¼ de xícara (chá) de água
2 ovos
2 colheres (sopa) de Requeijão Tirolez
1 colher (café) de sal
Azeite para untar

Modo de preparo:

Molho de queijo e óleo de gergelim:
Em um recipiente, misture o requeijão e o óleo de gergelim. Reserve.

Okonomiyaki:
Em um recipiente, misture a farinha, a cenoura, o repolho, a água, os ovos, o requeijão e o sal. Em uma frigideira untada com azeite, despeje a massa do okonomiyaki em pequenas porções, com ajuda de uma colher, forme discos e deixe grelhar dos dois lados (repita o procedimento até a massa acabar). Sirva com o molho de queijo e óleo de gergelim.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 20 minutos

Fonte: Tirolez

 

 

Qual é a melhor opção: cooler ou cervejeira?

O que é unanimidade entre os que bebem cerveja é que ela deve estar gelada. No entanto, geladeiras residenciais podem demorar para deixar a bebida na temperatura ideal, bem como, se passar do tempo, podem fazer com que ela congele.

Assim, existem opções no mercado para os amantes de cerveja que são cooler e cervejeiras, cujas principais características são armazenar exclusivamente a bebida, bem como mantê-la na temperatura correta. Porém, por serem diferentes produtos, a cervejeira e o cooler possuem suas vantagens e desvantagens.

No infográfico que segue, produzido pela Narcel Equipamentos para Gastronomia, são abordadas as diferenças entre cooler e cervejeira, mostrando qual é a melhor aplicação para cada situação.

Qual-é-a-melhor-opção-cooler-ou-cervejeira 11.pngQual-é-a-melhor-opção-cooler-ou-cervejeira 22

 

 

Chef ensina receitas com ingredientes que você deve ter na geladeira

Para quem tem um dia a dia corrido e não quer abrir mão do sabor e do equilíbrio, pratos práticos são as melhores opções. Pensando nisso, a Chef Natália dos Santos, da Unilever, ensina a preparar duas receitas com ingredientes que você tem na geladeira. Confira!

Batata rostie com recheio de vegetais e queijo branco

Batata_Rostie.jpg

Ingredientes

350 gramas de batata
meia xícara (chá) de água fervente
1 cubo de caldo de legumes Knorr Balance
1 abobrinha pequena ralada no ralo grosso
1 cenoura pequena ralada no ralo grosso
150 gramas de queijo branco ralado no ralo grosso
2 colheres (sopa) de azeite de oliva

Modo de preparo

Descasques as batatas e coloque-as em uma panela. Cubra com água e cozinhe por 10 minutos, ou até ficarem cozidas, porém firmes. Espere esfriar e rale-as no ralo grosso. Reserve. Em uma tigela, coloque a água e dissolva o cubo de caldo de legumes Knorr. Balance. Divida em duas partes, na primeira misture a metade das batatas e reserve.
Em outra tigela, misture a abobrinha, a cenoura, o queijo e o restante do caldo de legumes Knorr Balance dissolvido. Reserve. Em uma frigideira grande (24 cm de diâmetro), coloque o azeite. Espalhe metade da batata, forrando o fundo da frigideira.
Distribua o recheio e cubra com o restante da batata. Leve ao fogo médio por 15 minutos, ou até dourar. Vire cuidadosamente para dourar o outro lado. Sirva em seguida.

#DicasdaChef
Não deixe a batata cozinhar demais ela deve ficar “al dente” para que fique crocante ao dourar. Você pode utilizar a abobrinha e a cenoura com a casca e o queijo branco ralado no ralo grosso. Rendimento: 6 porções. Tempo de preparo: 40 minutos. Calorias por porção: 169.

Arroz integral refrescante

arroz_integral_refrescante

Ingredientes

4 xícaras (chá) de água
2 cubos de caldo de legumes Knorr
1 xícara (chá) de arroz integral
2 palmitos picados
1 pepino japonês médio picado
2 tomates médios, sem pele, picados
2 colheres (sopa) de gergelim preto

Modo de preparo

Em uma panela média, ferva a água e dissolva os cubos de caldo de legumes Knorr. Junte o arroz e cozinhe, com a panela parcialmente tampada, por 30 minutos, ou até ficar macio e secar o líquido. Retire do fogo e deixe esfriar. Junte o palmito, o pepino, os tomates e o gergelim e misture delicadamente. Sirva em seguida.

#DicadaChef: Sirva com alface crespa cortada em tiras. Rendimento: 6 porções. Tempo de preparo: 40 minutos. Calorias por porção: 160

Fonte: Knorr

Cuidados para conservar os alimentos no verão devem ser redobrados

As altas temperaturas do verão são ideais para aproveitar o sol, as praias e piscinas, mas também demandam muita atenção na hora de conservar os alimentos e evitar intoxicações e problemas de saúde. Neste caso, o calor e a umidade típicos da estação são fatores que podem aceleram os processos de degradação dos alimentos em geral, especialmente os que são sensíveis à deterioração microbiológica, ou seja, que propiciam um ambiente adequado para o crescimento de bactérias, bolores ou leveduras.

O engenheiro da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que atua no Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), Assis Euzébio Garcia, orienta a manter o produto na embalagem original, que foi dimensionada para protegê-lo adequadamente, exceto se não possível o refechamento. “Muitas embalagens têm sistema de refechamento pós-abertura e as embalagens flexíveis permitem o uso de clipes para fechamento após consumo parcial do produto”, afirmou.

Para os casos onde não é possível um bom fechamento após abrir a embalagem, ele recomenda a transferência para um recipiente com fechamento hermético, independente se o produto deverá ficar em temperatura ambiente, refrigerador ou freezer. “O fechamento adequado retarda o ressecamento superficial do produto e aumenta a higiene do acondicionamento”, ressaltou o especialista, que dirige o Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea), do Ital.

Caso seja necessário transferir o alimento, é importante colar uma etiqueta no novo recipiente contendo, no mínimo, o nome do produto, marca, lote, data de abertura e validade após abertura, conforme a recomendação do fabricante.

potes mobly

O filme plástico, disponível em várias versões no mercado, é ideal para revestir utensílios como tigelas, potes e envolver produtos sólidos. “Há também os saquinhos prontos, que são vendidos em unidades ou rolos, os quais permitem o acondicionamento de produtos em geral, mas devem ser fechados com selos, fitas ou prendedores. Também são disponíveis saquinhos com ‘zíper’”, lembrou Assis.

Além de observar sempre as recomendações do fabricante e a data de validade, o especialista indica alguns importantes cuidados com os alimentos que devem ser intensificados no verão:

– Carnes: devem ser comercializadas e estocadas em casa sob refrigeração ou congeladas. Tanto no momento da compra como no preparo, é importante observar se as embalagens a vácuo não estão comprometidas: elas devem aderir ao produto, sem a presença de gás em seu interior. Preparar toda a carne depois de aberta, pois sua vida útil enquanto crua, mesmo sob refrigeração, será mais curta.

carne supermercado  aimee low
Aimee Low/MorgueFile

No caso de congelados, procurar por sinais de descongelamento ou re-congelamento, como líquido congelado nas caixas externas, muitos cristais de gelo no produto, embalagens molhadas, produtos amolecidos ou deformados.

– Legumes e verduras: produtos pré-processados (picados, fatiados etc.) devem ficar sob refrigeração, pois sua sensibilidade a alterações é maior que a do produto in natura inteiro.

legumes

Alimentos adquiridos inteiros devem ser conservados sob refrigeração. Para não ressecar, guardá-los em sacos plásticos ou em gaveta específica na geladeira. Entretanto, frutas como a banana sofrem danos à temperatura de refrigeração. Neste caso, melhor deixá-la em ambiente seco e arejado.

Após retirar as folhas, partes e unidades deterioradas, os legumes e verduras devem ser lavados e deixados de molho por 10 minutos em solução de água clorada. Após enxaguar e embalar, manter sob refrigeração até a hora do consumo.

– Macarrão, açúcar, sal, farinhas em geral: observar se a embalagem está íntegra, sem mofo e insetos. Armazenar em local fresco e sem umidade excessiva. Após abertos, podem ser mantidos na própria embalagem, desde que com algum tipo de refechamento, para manter as propriedades de proteção.

maizena

– Queijos, leites e iogurtes: devem ser mantidos em ambientes refrigerados e recipientes com bom sistema de fechamento. Se não for possível refechar a embalagem aberta, substituir por um recipiente ou envoltório que possa ser fechado. No caso do queijo, quanto maior o contato do envoltório com o produto, ou seja, quanto menor o espaço com ar no interior da embalagem, melhor será a proteção oferecida contra o crescimento de fungos na superfície do produto.

freegreatpicture-leite

– Comidas prontas: Comidas preparadas no lar devem ser mantidas a temperaturas acima de 60°C para consumo imediato. Nos dias muito quentes do verão, as comidas não devem ser deixadas resfriando à temperatura ambiente por muito tempo, pois pode ocorrer a contaminação e desenvolvimento microbiológico. Podem ser mantidas sob refrigeração em recipientes fechados para consumo em curto espaço de tempo (1 – 2 dias) ou congeladas em recipiente fechado se for necessária uma duração maior.

comida congelada andre eautza
Foto: Andre Eautza

– Peixes, mariscos e crustáceos: exigem maior atenção na sua conservação, reduzindo-se ao máximo o tempo de exposição em temperaturas fora do recomendado.

SantaFeira 21316 (29)

Além da perda do produto, falhas de higiene e conservação inadequada do alimento podem causar o desenvolvimento de microrganismos com implicações para a saúde do consumidor. “Quanto maior a temperatura ambiente, maior é a velocidade de deterioração de alimentos, por isso, é preciso muita atenção às recomendações de estocagem e de prazo de validade”, alerta Garcia, ressaltando que a zona de temperatura perigosa para a segurança dos alimentos fica entre 5°C e 60°C.

Por: Paloma Minke / Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo