Arquivo da tag: ginger

Aprenda a preparar Ginger: drinque feito com gim e brotos de poejo

A bebida é do premiado restaurante D’autore, de Campinas (SP)

Que tal aprender um drinque novo? Ginger é a dica do D’autore, casa especializada em alta gastronomia, localizada em Campinas, interior de São Paulo. A bebida é perfeita para saborear no verão, além ser sofisticada e refrescante.

O drinque leva gim, água tônica, suco de limão siciliano, gengibre, zimbro e refrescantes brotos de poejo, uma planta da família das plantas mentoladas como o hortelã. Confira a receita:

Ginger do D’autore

Ingredientes
50 ml de gim
110 ml de água tônica;
10 ml de suco limão siciliano;
3 fatias de gengibre;
4 bagas de zimbro;
2 brotos de poejo.

Modo de Preparo
Em uma taça de vinho coloque os brotos de poejo, as bagas de zimbro, o suco de limão siciliano e as fatias de gengibre picadas. Encha de gelo, acrescente o gim e a água tônica. Com uma colher bailarina, mexa para misturar os ingredientes. Decora com hortelã ou alecrim.

D’autore: Rua dos Bandeirantes, 313, Cambuí, Campinas (SP). Horário de funcionamento: terça a quinta: das 12h às 15h / das 19h às 22h; sexta: das 12h às 15h / das 19h às 22h; sábado: das 12h às 15h / das 19h às 22h e domingo: das 12h às 16h. Reservas: (19) 3307-3921.

Hoje, Ginger foi viver no céu dos gatinhos

“Eu ainda lembro do dia em que te encontrei…”

ginger _ (3)

Pois é, foi em agosto de 2012, eu estava trabalhando no UOL e finalmente fiquei cara a cara com ela na minha rua. Ela, como outros gatos, gostava de ficar na garagem de um prédio. Não sei se ela era de alguém, mas eu tenho certeza de que a havia visto antes, em uma madrugada fria e chuvosa em que tive de ir cedo para o aeroporto e ela estava lá, literalmente no meio da rua. Aflitivo.

Mas voltando àquele dia de agosto, oito anos atrás, não foi fácil pegá-la. Ela entrou no prédio, e ficou atrás das grades. Deitou-se no chão e mostrou a barriguinha. Perguntei para o porteiro se ela era de alguém do prédio, ele disse que não, mas que uma pessoa a tinha pego, mas como ela não se deu bem com os gatos da casa, foi colocada na rua de novo. Quem faz isso? Tentei pegá-la, mas só funcionou quando deixei a caixa de transporte aberta com atum dentro. Demorou, mas ela entrou e eu a peguei.

ginger cobrindo os olhos deitadaginger tomando solginger escondida

Ela não se deu bem com as gatas que eu já tinha na época. Pior: fazia xixi em qualquer lugar. Foi preciso muita paciência. Mas ela repetiria isso toda vez que sentisse ciúme, como quando peguei duas gatinhas de uma pessoa da rua que foi internada e não voltou mais pra casa. Sofá e cama eram as vítimas. Elas três nunca se deram bem, assim como as mais velhas, Penélope e Jolie. Tentei quase tudo, até Feliway, só faltou o Jackson Galaxy.

Mas isso foi diminuindo até parar. Em 2015, meus gatos pegaram rinotraqueíte dos gatos do vizinho, que moravam dois andares abaixo. Só de ficarem no corredor. Foi terrível. Eram oito gatos doentes, sendo que Penélope e Ginger não melhoraram, ficaram internadas por dias. Penélope era doente renal e, durante a internação, descobrimos que Ginger havia se tornado doente também. Depois de dias de internação, Penélope não resistiu. Desde então, Ginger vinha se tratando. Tinha altos e baixos, mas conseguíamos manter a doença estável.

GINGER E FLORESginger gordinha

Se com as meninas ela não se dava muito bem, com o albino, fofo e surdo Ringo era puro amor. Com o Pelé nem tanto, mas ficavam juntos de vez em quando. Ginger e Ringo viviam às lambidas. Muito fofo de se ver. Cada gato tem uma personalidade, uma característica e Ginger era muito meiga. Em mais de uma ocasião, quando eu aumentava o tom da voz ao telefone, ela vinha perto de mim e começava a miar, parecia dizer: calma, calma… E quando eu chorava. Sim, ela vinha e miava pra mim. Nenhum outro fez isso, só ela.

trio 3trio

ginger ringo e pele
Os três em épocas diferentes

No mês passado, notei que ela estava mais desanimada e vomitando, o exame de sangue mostrou que estava mal da doença. Ficou internada dois dias, tomando soro na veia. Voltou para casa, mas não foi mais a mesma. Neste fim de semana, piorou muito, não comia mais e não conseguia ficar em pé, e começou a ter convulsões (Ringo também tem, ocasionalmente, pois tem um problema no cérebro, mas não é epilético). Espero que nunca veja seu amigo tendo convulsões. É muito aflitivo. E você só pode pedir que não dure muito.

ginger e ringo na caminhaginger e ringo grudadinhosginger

Diante de tudo isso, pesquisei e vi que os sintomas mostravam que ela havia entrado em uma fase terminal. Nunca é fácil colocá-los para dormir, mas é o mais digno diante do sofrimento. E como disse uma veterinária, a eutanásia é uma prova de amor. Eu acredito nisso.

ginger e ringo ult foto
Ginger e Ringo ontem à noite

Vai, Ginger, vai ser feliz no céu dos gatinhos, encontrar seus irmãos e amigos. Um dia a gente vai se encontrar de novo, longe deste insensato mundo.

Com amor, Cármen

Quais fragrâncias remetem à infância? Confira quais são as notas clássicas

Uma fagrância pode despertar boas lembranças da infância e até render ótimas risadas: seja naquele produto muito usado quando criança, ou de cheiros naturais como o da terra molhada

Boas lembranças da infância são recordadas por aqueles já passaram pela melhor fase da vida. E para resgatar os bons momentos dessa época, a Ginger Fragrances, casa nacional de fragrâncias, apresenta as fragrâncias clássicas da infância, capazes de despertar na memória lembranças que ficaram marcadas e que, ocasionalmente, são recordadas com sorrisos e nostalgia.

Quando se fala em perfumes da infância, o cheiro vai muito além de um bom perfume ou creme usado. “Cada um de nós tem suas próprias memórias pessoais, que remetem à infância e a fases diferentes da vida. O bolo no forno, a terra molhada de chuva, o perfume que a nossa mãe usava”, explica Fernanda Faigle, perfumista da Ginger.

Lavanda com abelhas
Lavanda

Além disso, a profissional também explica que a lavanda, a camomila e a nota clássica de talco são perfumes que lembram a infância, pois são capazes de trazer sensação de conforto e segurança emocional. “O cheiro de caramelo, baunilha e chocolate também são relacionados a essa época, pois essas notas possuem uma ligação com cérebro que ativam sensações de prazer e autoindulgência, sendo desejados também nos perfumes adultos”, admite.

jasmim verão pixabay
Jasmim

Todos esses sentidos e emoções são traduzidos em notas delicadas em produtos para os bebês, muitas vezes seguindo o conceito care que traz lavanda, amêndoas, camomila, calêndula, leite, mel e algodão. Notas cítricas e florais como rosa, gerânio, lilás, flor de laranjeira, lírio e jasmim, com fundos transparentes de madeiras e musks leves também aparecem.

Já para crianças maiores, as fragrâncias se assemelham mais com as dos adultos, porém mais leves e menos marcantes. Muitas vezes são compostas por notas frutais como abacaxi, melão e pera; aquosas como notas de mar e cachoeira; cítricas como bergamota, limão e mandarina, ou herbais como alecrim, erva-doce e lavanda.

Vanilla sticks and flower on grey background
Baunilha

Segundo Fernanda, para as meninas as fragrâncias tendem a levar notas de baunilha, mel e caramelo, com estruturas florais, frutas vermelhas ou amarelas. Esses perfumes podem ser encontrados em colônias e cosméticos infantis, sachês para gavetas, aromatizadores de ambientes e até em lojas de roupa que tenham identidades olfativas. Para dar um toque especial durante o desenvolvimento desses produtos, a Ginger possui em seu catálogo notas de talco, camomila e mel voltados para os bebês.

Olfato dos bebê

mae e bebe.jpg

Desde bebê, o ser humano já começa desenvolver a memória olfativa, considerada, inclusive, a mais forte, capaz de despertar emoções e mais fáceis de reativar. Os recém-nascidos conseguem reconhecer a mãe e seu ambiente pelo cheiro, pois isso está ligado ao seu instinto de sobrevivência.

“Isso acontece porque na infância a maioria das situações têm grande relevância emocional para nós, pois a nossa percepção de mundo está em formação. E quando um cheiro é percebido dentro de uma situação de grande relevância emocional, ele fica muito marcado na nossa memória. Ao longo da vida, cada vez que sentirmos o cheiro, essa memória será reativada, desencadeando o mesmo tipo de emoções”, finaliza Fernanda.

Sobre a Ginger

Uma casa de fragrâncias 100% brasileira. Assim é a Ginger, que nasceu atendendo com exclusividade grandes empresas consolidadas do mercado, com produtos e serviços de alta qualidade. A Casa de Fragrâncias possui centro criativo, laboratório com cromatógrafo de última geração (GC-MS) e equipamentos para o desenvolvimento e aplicação de novas fragrâncias. Utiliza ingredientes de altíssima qualidade, incluindo especialidades da perfumaria e óleos essenciais 100% naturais, comprados diretamente dos principais fornecedores globais. A Ginger tem sede em Monte Mor, região metropolitana de Campinas, a 120 km de São Paulo, e filial no sul do país.

 

Conheça as tendências em fragrâncias para a primavera

Com a chegada da nova estação, as flores e cheiros típicos da primavera inspiram novos perfumes. Destacam-se os perfumes à base de flores frescas com toques de especiarias, frutas aquosas e neroli, óleo produzido a partir da flor de laranjeira

flor de laranjeira pixabay
Pixabay

Após uma espera ansiosa a primavera chegou. E com ela, a Ginger Fragrances, casa nacional de perfumes, traz novas tendências de fragrâncias inspiradas nas flores e elementos da estação, que surgem para perfumar ainda mais os dias que se passarão. O encanto da primavera também é revertido nessas fragrâncias tanto para as mulheres, quanto para os homens, para que ambos explorem ainda mais sua beleza de forma leve e natural, combinando com o clima agradável da época.

De acordo com Fernanda Faigle, perfumista da Ginger, as fragrâncias da estação para este ano são arejadas, leves, muitas vezes com toques frescos de especiarias, contendo um tom de malícia e que podem ser encontradas em perfumes, cosméticos e aromatizadores de ambientes. Em algumas essências femininas e masculinas, aparece o patchouli, com seu aroma sensual, o cardamomo, uma especiaria indiana com cheiro marcante, a pimenta rosa, a pimenta preta, mais conhecida como pimenta-do-reino, e o neroli, óleo produzido da flor de laranjeira.

flores perfumes.png

Fragrâncias florais leves também aparecem nos perfumes femininos, sendo elas inspirações da: íris, flor de cerejeira, frésia, magnólia, tuberosa, gardênia e a peônia. Aparece também os osmanthus, uma flor com nota frutada que lembra um pouco o cassis, embora mais delicada.

Frutas aquosas como a pera e a lichia também podem estar presentes em perfumes voltados para mulheres, além do melão, que pode ser encontrado na perfumaria feminina e masculina. A ameixa também está em alta e como tendência para a primavera ela aparece como fruta, para ambos os sexos, e como flor de ameixa, em fragrâncias femininas. Notas de mel, chá mate, chá verde, tonka – sementes da planta cumaru – e leves toques de canela também vêm surgindo nesta estação.

Os perfumes florais, as notas aquáticas, os frutais leves e o fougère – desenvolvido inicialmente por lavanda e cumarina – chipres delicados e orientais leves são os clássicos da estação. Segundo Fernanda, as fragrâncias da primavera inspiram as pessoas. “Elas tendem a evocar sensações de leveza e alegria de viver. Um ‘sentir-se vivo’ de forma relaxada e prazerosa. Uma certa inocência, que mesmo no caso da sedução acontece dentro de um espírito de leveza, muito juvenil”, explica a perfumista.

perfume primavera.png

Para a primavera, as fragrâncias Concept Musk e Concept Cologne, da Ginger, se destacam na estação, pois são frescas, trazendo sensação de leveza. Além delas, Fernanda ressalta também o Ginger Skin, um musk baseado em gengibre e âmbar, que funciona como uma segunda pele.

Sobre a Ginger

Uma casa de fragrâncias 100% brasileira. Assim é a Ginger, que nasceu atendendo com exclusividade grandes empresas consolidadas do mercado, com produtos e serviços de alta qualidade. A casa de fragrâncias possui centro criativo, laboratório com cromatógrafo de última geração (GC-MS) e equipamentos para o desenvolvimento e aplicação de novas fragrâncias. Utiliza ingredientes de altíssima qualidade, incluindo especialidades da perfumaria e óleos essenciais 100% naturais, comprados diretamente dos principais fornecedores globais. A Ginger tem sede em Monte Mor, região metropolitana de Campinas, a 120km de São Paulo, e filial no Sul do país.