Arquivo da tag: glúten free

Dieta sem glúten é realmente mais saudável? Emagrece?

Mestre em nutrição Susan Bowerman explica por que a alimentação glúten free nem sempre é eficaz para a perda de peso

Cada vez mais produtos sem glúten estão surgindo nas prateleiras. Para ser ter ideia, espera-se que, em 2027, o tamanho do mercado global dessa categoria chegue a US$ 43,65 bilhões, segundo o relatório da Grand View Research. Alimentos preparados sem glúten são perfeitos para quem sofre com intolerância ou sensibilidade a ele.

No entanto, muitas outras pessoas deixaram de consumi-lo acreditando ser uma ótima estratégia para perder peso. “Mas um alimento sem glúten não significa necessariamente que tenha menos calorias ou seja mais saudável”, coloca a mestre em Nutrição Susan Bowerman, diretora sênior global de Educação e Treinamento em Nutrição da Herbalife Nutrition.

O glúten é uma proteína encontrada no trigo, no centeio e na cevada. Quando consumido, é usado pelo organismo para construir e reparar o tecido muscular ou sintetizar outras proteínas do corpo, como hormônios e enzimas.

Na culinária, esse ingrediente fornece estrutura para produtos assados, mas também pode ser isolado para se tornar um substituto da carne vegetariana, conhecida como seitan ou “carne de trigo”. Como outras proteínas derivadas de cereais, o glúten fornece boa parte dos aminoácidos essenciais – aqueles que o corpo não é capaz de produzir, portanto devem ser consumidos pela alimentação.

Por esse motivo, as pessoas que consomem o seitan como substituto da carne são aconselhadas a incluir outras proteínas vegetais na dieta, como feijão e lentilha, para complementar com outros aminoácidos necessários.

Dieta sem glúten faz perder peso?

Muitas pessoas acham que não conseguem lidar bem com o glúten porque se sentem estufadas ou com gases quando comem grãos ou porque se percebem menos inchadas quando param de comer esses alimentos. Elas também afirmam muitas vezes que perdem peso quando os tiram da dieta.

Mas a questão é que, provavelmente, elas estariam cortando os fast food, alimentos processados e os substituindo por frutas e vegetais ricos em fibras, o que estaria promovendo uma melhor digestão e ajudando na perda de peso.

Como a principal fonte de glúten ainda é o trigo e qualquer coisa feita a partir dele, alguém que evita consumi-lo renuncia alimentos como pão, arroz, macarrão, bolos, tortas e biscoitos e passa a obter mais carboidratos de frutas e vegetais, que é uma estratégia para perder peso.

No entanto, um grande número de produtos glúten free, entre eles, brownies, granola, bolos, biscoitos e até pizza, usam farinha de arroz refinado, amido de milho e fécula de batata no lugar da tradicional farinha de trigo. É carboidrato no lugar de carboidrato. “Portanto, evitar o glúten não vai necessariamente ajudar a reduzir calorias, por isso é tão importante prestar atenção às informações nutricionais da embalagem. Aliás, algumas versões sem glúten ainda podem carregar mais gordura do que a versão regular e, consequentemente, prejudicar a perda de peso”, alerta Susan.

Daí a importância de não seguir uma dieta da moda sem fazer algumas pesquisas antes e também entender que a nutrição é complexa e deve ser específica para cada pessoa.

Fonte: Herbalife Nutrition

Celíacos ganham aplicativo glúten free

Disponível para Android e iOS, o aplicativo Schär On the Go indica estabelecimentos em diversos países para quem segue alimentação sem glúten

A Schär, empresa italiana líder mundial da categoria de alimentos sem glúten, acaba de lançar o aplicativo Schär On The Go. Nele, os usuários podem encontrar desde mercados e restaurantes até hotéis, no mundo todo, nos quais o cardápio seja acessível para quem possui a doença celíaca, doenças glúten-relacionadas ou tenha optado por uma alimentação sem glúten.

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença celíaca afeta, pelo menos, 1% da população mundial. No Brasil, ela afeta mais de 2 milhões de pessoas.   Com o espaço cada vez maior de produtos para pessoas com restrições alimentares, a empresa desenvolveu o aplicativo pensando em facilitar ainda mais a busca.

gluten free sem

O funcionamento é simples e intuitivo, basta o usuário colocar o endereço de destino e o aplicativo encontra os estabelecimentos com produtos sem glúten mais próximos, seja no Brasil, na Europa ou qualquer outra parte do mundo.

Segundo Fernando Menezes, diretor geral da Schär no Brasil, o intuito é que os celíacos possam ter a melhor experiência ao viajar para uma cidade ou país que não conhecem, seja a trabalho ou por lazer. “Muitas vezes as pessoas não conseguem viajar para determinado local porque não têm a segurança de que vão encontrar opções sem glúten. Queremos descomplicar essa parte no planejamento para que todos consigam aproveitar”.

shutterstock mulher usando celular
Shutterstock

Gratuito, o aplicativo é compatível com iOS e Android e está disponível na App Store e Google Play Store. Também pode ser usado na forma desktop pelo site da marca.

 

As dietas da moda: saiba os riscos e os cuidados

Em busca de soluções imediatistas, quase que milagrosas para a conquista “do corpo perfeito” (perda de peso), muitas pessoas optam por fazer as famosas “dietas da moda”. Essas dietas não respeitam a individualidade nutricional e prometem resultados rápidos com restrições alimentares que podem ser perigosas para a saúde.

Todas as pessoas têm a mesma necessidade nutricional? Adotar essas “modinhas” é seguro? Até que ponto a saúde pode ser afetada? “A saúde atrelada a uma dieta saudável, balanceada e diversificada é algo que não sai de moda”, esclarece Ana Paula Del’Arco, nutricionista e consultora da Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos).

Modismos à mesa

alimentos dieta prato fita metrica

As dietas da moda quase sempre recomendam a exclusão de algum grupo alimentar e, consequentemente, de nutrientes, o que fatalmente afeta o desempenho do organismo, que necessita de todos os nutrientes em equilíbrio para o seu adequado funcionamento.

Sem lactose

sem lactose

Modismo que já teve mais adeptos, retirar a lactose da dieta não emagrece, explica Ana Paula. A lactose é um nutriente, é o açúcar do leite, que deve fazer parte de uma dieta balanceada. A lactose não traz nenhum malefício para a saúde, salvo para aquelas pessoas com intolerância à lactose diagnosticada.

Os principais atributos nutricionais do leite e seus derivados se destacam por estes alimentos serem fontes importantes de proteína de alto valor biológico, por serem a principal fonte de cálcio na alimentação, além de conterem minerais e vitaminas em abundância.

Dentro de uma dieta balanceada, os lácteos contribuem para a manutenção do peso saudável, sendo seu consumo recomendado para todas as fases da vida do ser humano, desde crianças, adolescentes, adultos, praticantes de atividade física, gestantes, lactantes e idosos.

Gluten Free

gluten free sem

Nos últimos anos, levadas por noções equivocadas, relatos de celebridades ou simplesmente por modinha do momento, muitas pessoas passaram a excluir glúten da sua alimentação.

O glúten é a fração proteica do trigo e não faz nenhum mal para a saúde, exceto para aqueles com doença celíaca. Remover ou reduzir drasticamente o glúten da dieta para quem não tem doença celíaca é incorrer no erro de fazer substituições que podem prejudicar a saúde, além de desenvolver uma sensibilidade antes inexistente.

Low Carb

verduras legumes frutas

As dietas de emagrecimento rápido são os modismos mais frequentes e a queridinha da vez é a Low Carb, a famosa dieta de Atkins, agora repaginada, onde frutas e legumes são bem-vindos e representam as únicas fontes de carboidratos da dieta. “Nesta dieta a monotonia alimentar é bastante forte, acarretando na privação de diversos nutrientes para o adequado funcionamento do corpo”, alerta Ana Paula.

Sucos detox

suco-detox

Os sucos detox já estiveram mais em alta, mas ainda são adotados por muitas pessoas no intuito de desintoxicar, desinchar ou de “purificar o organismo”. Entretanto, a privação de nutrientes e de fontes consistentes de energia para o corpo, acabam intoxicando ainda mais o organismo, dado que o corpo aumenta a produção de hormônios relacionados ao estresse quando está em estado de privação energética. E os efeitos não param por aí, tomar apenas sucos por 2 ou 3 dias, diminui a frequência intestinal, aumentando o acúmulo de toxinas no intestino, prejudicando a frequência de evacuação.

Realizar dietas de emagrecimento ou para ganho de peso, sem a devida orientação, pode causar sérias complicação para o organismo. Cada pessoa tem necessidades específicas e individuais, e por isso, o acompanhamento de um nutricionista é fundamental. “A exclusão e/ou a restrição de grupos alimentares da dieta afeta diretamente a saúde. O equilíbrio e a variedade na dieta são fundamentais para garantir a adequada nutrição do organismo, sem deficiências e sem excessos nutricionais”, finaliza Ana Paula.

Fonte: Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos)

Forno de Minas retira margarina da linha de pães de queijo

O sabor inconfundível do tradicional pão de queijo mineiro é o mesmo. Mas o aspecto saudabilidade recebeu reforço. A Forno de Minas realizou uma troca de ingredientes na receita do seu carro-chefe. A margarina foi substituída pelo creme de leite fresco.

O diferencial está na produção do creme de leite fresco, elaborado no laticínio próprio, em Conceição do Pará, a 120 km de Belo Horizonte. Além do cuidado com a qualidade e a padronização, o objetivo foi fabricar o ingrediente na especificação ideal para as receitas.

O sabor e a aparência são do pão de queijo original da Dona Dalva. Toda a linha de pão de queijo passou pela modificação – tradicional, coquetel, gourmet, lanche, fit, assado congelado e palito de queijo.

Segundo a gerente de Qualidade, P&D e Meio Ambiente, Danielle Mendonça, o pão de queijo, que é consumido assado, conta também com pontos positivos em sua composição: glúten free, sem aditivos e sem conservantes. “Agora, a empresa se diferencia por produzir uma iguaria mais saudável, além do sabor de sempre”, explica.

Sabor e segurança alimentar

pão de queijo forno de minas.png

O sabor do tradicional pão de queijo mineiro e o respeito pela receita original da iguaria sempre foram premissas da Forno de Minas. Além, claro, de estar alinhada à segurança alimentar. Por isso, seguindo orientações da Anvisa, há mais de 20 anos, a empresa mineira desenvolveu o próprio queijo em seu laticínio, com a formulação e paladar ideais para a receita e o controle de todo o processo de produção da principal matéria-prima – desde a origem do leite até o produto final.

Segundo o CEO da Forno de Minas, Helder Mendonça, a qualidade e a tradição andam juntas. “Fazemos questão de utilizar queijo de verdade – nada de aroma –, produzido com todo o cuidado e sabor que os nossos clientes prezam e que o pão de queijo merece”, explica.

Informações: Forno de Minas

Dona Maria Tapioca investe em cardápio glúten free

São mais de 30 opções que vão desde molhos caseiros a pratos mais elaborados, sobremesas e drinques

Para atender os adeptos que cortaram o glúten com o objetivo de ter uma vida mais saudável, o Dona Maria Tapioca Bar, localizado no Tatuapé, em São Paulo, oferece um extenso menu glúten free para agradar a diversos paladares. As opções vão de molhos caseiros a pratos mais elaborados, sobremesas e drinques.

No total são cerca de 60 opções de pratos livres de trigo, aveia, centeio, cevada e malte. Entre os destaques estão: Escondidinho de Salmão com Shimeji ou Atum com Cebola, cada um custa R$28,50; Tapioca Dona Maria (carne seca, creme de mandioquinha, cebola roxa e pimenta biquinho), por R$18,90, Tapioca Cocoricó (frango desfiado com requeijão, milho e bacon); Tapiozza Dona Maria (pizza individual com massa a base de tapioca recheada com carne seca, creme de mandioquinha, cebola roxa, pimenta biquinho e orégano) por R$30,50; Tapioca Nutella (banana ou morango com nutella) por R$14,90; pudim de tapioca com coco por R$8,90.

maria tapioca 2maria tapioca1maria tapioca3

“O nosso maior objetivo é oferecer uma refeição de qualidade aos nossos clientes. Durante a preparação dos pratos, ficamos atentos para que os utensílios utilizados não contenha resquícios da proteína”, acrescenta Wagner Latchim, chef do Dona Maria Tapioca Bar.

Criançada

A Casa também dispõe no cardápio pratos para a criançada, um deles é o Bacuri Kid, um hambúrguer de tapioca com duas opções de recheio glúten free (hambúrguer red angus e cheddar ou mussarela gratinados ou carne louca especial), acompanhado de batata fritas ou salada, por R$13,50, tem também a Festança Kids, uma tapioca menor recheada com brigadeiro de chocolate ao leite e coberta de MM’s, acompanhada com uma bola de sorvete, por R$11,50.

Serviço
Dona Maria Tapioca Bar – Rua Serra de Japi, 825 – Tatuapé – São Paulo. Funcionamento: de terça a quinta das 11h30 às 23h, sexta e sábado das 11h30 até 1h00 e domingo das 11h30 até às 22h.
.