Arquivo da tag: granola

Aprenda a preparar a uma das delícias servidas no café da manhã na Pousada do Sandi: granola da casa

Quer apreciar o café da manhã da Pousada do Sandi em sua casa? A Granola da Casa uma deliciosa opção saudável para o desjejum. Confira a seguir o passo a passo:

Granola da Casa

Ingredientes:
1 xícara de chá de aveia em flocos grandes (200g)
1/3 de xícara de chá de castanha-do-pará, castanhas ou nozes picadas (70g)
½ xícara, ou 100g de chá de sementes de girassol ou mix de sementes (chia, linhaça, girassol e abóbora sem casca)
2 unidades de banana-passa picadas
100 gramas de damasco, tâmaras, uvas passas e ameixas secas
3 colheres de sopa de mel ou melaço
1 colher de sopa de açúcar mascavo
1 colher de chá de canela em pó
1 pitada de sal
2 colheres de sopa de óleo de boa qualidade (50 ml)

Modo de preparo:
Em uma frigideira grande antiaderente, coloque a aveia, as castanhas picadas, as sementes de girassol (ou mix de sementes). Acrescente o mel, o açúcar mascavo, a canela, o sal e o óleo. Misture bem com uma espátula de silicone, para envolver todos os ingredientes (se preferir, misture os ingredientes da granola numa tigela). Leve a frigideira ao fogo médio e deixe cozinhar por 6 minutos, mexendo de vez em quando com a espátula, até o açúcar derreter e a granola começar a dourar. Abaixe o fogo e mantenha a granola na frigideira, mexendo de vez em quando por 8 minutos até a granola ficar bem dourada e sequinha sem correr o risco de queimar.

Atenção: a granola só fica crocante depois que esfriar, cuidado para não cozinhar demais e queimar. Desligue o fogo e misture a banana picada. Transfira a granola para uma travessa (ou assadeira) e deixe esfriar completamente em temperatura ambiente antes de servir ou armazenar. A granola permanece crocante por 1 mês, armazenada num pote com fechamento hermético em temperatura ambiente.

Foto: Abhishek Hajare

Fonte: Pousada do Sandi

Oito alimentos aliados da pele e dos cabelos

Para ver os efeitos estéticos, é necessário o consumo diário adequado de nutrientes essenciais para a produção, manutenção e a proteção dos componentes que fazem parte dos tecidos cutâneo e capilar

Não é só uma rotina de uso de dermocosméticos e produtos capilares que garante a saúde e a beleza da pele e dos cabelos. De acordo com a nutricionista consultora da Jasmine Alimentos, Fernanda Seiffer, uma alimentação rica em nutrientes específicos pode ser o grande diferencial para deixar mais saudáveis e bonitos os cabelos, pele e unhas.

“Muito além da rotina de beleza, precisamos incluir em nossas vidas hábitos alimentares equilibrados e que proporcionem o aporte diário adequado de nutrientes essenciais para a produção, manutenção e a proteção dos componentes que fazem parte dos tecidos cutâneo e capilar, como o colágeno, o ácido hialurônico e a queratina, além de vitaminas e minerais, como o zinco, vitamina C, vitamina A e ferro. Além de se preocupar com a saúde intestinal, responsável pela absorção dos nutrientes ingeridos.”, afirma a nutricionista.

Ela acrescenta que o cuidado com a escolha de ingredientes para cada uma das refeições deve levar em consideração o perfil “pro-aging”, ou seja, que cada alimento contribuam para a desaceleração do envelhecimento cutâneo e do enfraquecimento capilar.

“É importante lembrar, ainda, do papel do ômega-3, que proporciona efeito anti-inflamatório e dos compostos bioativos presentes nos alimentos, como licopeno, betacaroteno, sesamina, catequinas, antocianinas e ácido elágico, que fornecem efeito antioxidante, combatendo os radicais livres gerados por fatores como exposição ao sol, padrão alimentar inadequado, estresse, tabagismo e poluição. Todos afetam a estrutura da pele, podendo estimular a flacidez, a presença de rugas e manchas e, nos cabelos, levar à despigmentação, proporcionando um aumento dos fios brancos”, completa Fernanda.

Entretanto, é essencial atentar para a observação destacada pela engenheira de alimentos da Jasmine, Erika de Almeida Rodrigues Zifchak. Ela explica que, para que exerçam efeitos positivos, os alimentos precisam ser consumidos associados a outros hábitos saudáveis, como uma alimentação variada. “Por isso, o envolvimento de médicos e nutricionistas no processo é tão importante”, reforça.

Os oito aliados da saúde e da estética

“Pela oferta de nutrientes, alguns alimentos são mais indicados para a manutenção de uma pele saudável e de um cabelo bem nutrido”, aponta a analista de pesquisa e desenvolvimento da Jasmine Alimentos. Erika de Almeida. Confira 8 indicados pela engenheira de alimentos:

=Quinoa: uma pesquisa do Programa de Mestrado e Doutorado em Biotecnologia Industrial da Universidade Positivo (UP) descobriu que as propriedades hidratantes e antioxidantes do óleo de Quinoa fazem dele um componente valioso para aplicação em produtos cosméticos. O estudo foi desenvolvido em parceria com O Boticário e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), publicada na renomada revista Scientific Reports. Ao ser ingerida na alimentação, a Quinoa pode trazer ao organismo oferta de magnésio, vitaminas do complexo B, ferro, potássio, cálcio, fósforo, vitamina E e antioxidantes. A semente fornece, ainda, os aminoácidos essenciais para o bom funcionamento do corpo.

=Red berries: goji berry, cranberry e açaí são frutas vermelhas e roxas que atuam como aliadas da saúde capilar e cutânea. O consumo de goji berry, além de favorecer a amenização de desordens estéticas, como a celulite, já que apresenta flavonoides e polissacarídeos em sua composição, substâncias com efeito antioxidante, é uma excelente fonte de vitamina C, nutriente essencial para a síntese de colágeno. O cranberry e o açaí, ricos em antocianinas e resveratrol, respectivamente, pode oferecer também proteção à pele e aos cabelos.

Foto: Clara Sander/Pixabay


=Amêndoas: os efeitos do consumo diário de amêndoas na pele de mulheres menopausadas se mostraram muito benéficos, segundo estudos, e demonstraram que estas oleaginosas contribuíram com a melhora da hiperpigmentação da pele e da presença de rugas faciais, ocasionadas pelo fotoenvelhecimento. Tais benefícios podem se relacionar com o fato de as amêndoas serem uma rica fonte de polifenóis e vitamina E, que atuam como antioxidantes, protegendo a pele.

=Chia: por ter aminoácidos essenciais, contribui com a síntese proteica, essencial para a manutenção dérmica e o crescimento dos fios capilares, favorecendo o fortalecimento dos cabelos e da pele. Também concentra alto teor de ômega-3, que irá modular a inflamação e outras desordens cutâneas associadas, como celulite e acne.

=Castanha-do-Brasil: são uma das principais fontes alimentares de selênio, mineral com efeito antioxidante que protege a pele e o cabelo dos radicais livres.

Foto Agromix.In

=Gergelim: uma semente rica em sesamina, um composto bioativo que tem potencial papel na redução da queda de cabelo e na proteção da coloração dos fios capilares. Além disso, contém excelentes concentrações de vitamina B1, ferro, magnésio, manganês, cobre e zinco, que podem auxiliar a manutenção da saúde capilar e cutânea.


=Aveia: é fonte de silício, um importante mineral para a saúde capilar e cutânea, por atuar na sustentação do colágeno, proteína presente em ambos os tecidos.
=Molho de tomate orgânico: o licopeno do molho de tomate contribui com a saúde cardiovascular e, associado a outros nutrientes e nas quantidades adequadas, exerce efeito fotoprotetor, favorecendo a amenização dos danos causados pelos radicais livres produzidos após a exposição solar.

Fonte: Jasmine

Linha Multigrãos é novidade da Quaker

As novas versões Mix de Grãos e Granola são opções certeiras para um cardápio mais nutritivo

Uma alimentação balanceada e nutritiva é essencial para fortalecer e manter o bom funcionamento do organismo. Por isso, de olho nas necessidades dos seus consumidores e em seus novos hábitos de alimentação, Quaker lança a linha Multigrãos, nas versões Mix de Grãos e Granola – este último nos sabores cranberry/ maçã e banana/ maçã. Ambos os produtos são ideais para consumo com frutas, iogurte, leite, açaí, ou em complemento a outros lanches diários.

Os novos produtos da linha chegam neste contexto em que o consumidor preza cada vez mais por um estilo de vida balanceado. “Passando mais tempo em casa, os consumidores têm uma oportunidade de ter mais controle do que consomem e de como compor o cardápio diário. Assim como os outros produtos Quaker, os dois lançamentos chegam para somar versatilidade, sabor e nutrição para diferentes momentos de consumo, seja no café da manhã com frutas, no lanchinho com iogurte ou numa tigela de açaí de sobremesa”, comenta Cecília Dias, diretora de Marketing da PepsiCo Brasil Alimentos.

Nesse contexto, alimentos como os cereais integrais podem contribuir com uma grande variedade de nutrientes. A aveia, em especial, é conhecida pela sua alta concentração de fibras solúveis – as chamadas betaglucanas, que podem ajudar no controle e redução do colesterol. Além disso, é uma aliada para o bom funcionamento do intestino e pode contribuir para promover a sensação de saciedade.

Quaker Multigrãos Mix de Grãos, é composto pela aveia integral orgânica em flocos, flocos de cevada, centeio, e ganham um toque de textura e sabor com a presença da castanha de caju e da maçã desidratada. Essa mistura de ingredientes entrega proteína, fibras e minerais e é uma ótima oportunidade para enriquecer seu café da manhã, lanche ou até mesmo para incluir nas suas receitas.

Já Quaker Multigrãos Granola permite aos consumidores explorar sabores de Quaker em novas formas de consumo. O produto possui selo orgânico e também é composto pela aveia integral, flocos de arroz e milho, castanha e frutas secas e é também uma excelente opção para compor um cardápio nutritivo e equilibrado

A campanha de lançamento de Quaker Multigrãos, nas versões Mix de Grãos e Granola, contará com peças e ações diferenciadas nas redes sociais da marca, nos pontos de venda, além dos canais de e-commerce.

Além disso, para gerar experimentação nos consumidores, Quaker Multigrãos estará com uma campanha de Cash&Back no valor de até R$ 20,00 em créditos na compra de qualquer item da nova linha. A mecânica é muito simples! Após comprar qualquer produto da linha, o consumidor precisará apenas cadastrar a nota fiscal no site e receber 100% do dinheiro da sua compra de volta, em crédito, pelo App RecargaPay. A experiência estará disponível até dia 31 de agosto.

Os novos produtos serão comercializados, primeiramente, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Quaker Multigrãos Mix de Grãos está disponível na versão 148g, com preço médio sugerido de R$ 6,99; e Quaker Granola Multigrãos, na versão de 250g, com preço médio sugerido de R$ 13,99.

*Referente apenas aos produtos da linha Quaker Multigrãos participantes. Limitado ao valor de R$ 20,00 e a no máximo 2 produtos por CPF. Promoção válida até 31 de agosto de 2021.

Fonte: PepsiCo

Inverno chegou: confira 7 dicas para criar uma rotina de alimentação saudável

A mudança de estação traz a possibilidade de inovar no cardápio sem prejudicar a saúde

Com a chegada do inverno, os descuidos com a alimentação começam a dar sinais. A explicação para as mudanças que ocorrem no nosso organismo nessa época do ano, segundo médicos, é que, com as temperaturas mais baixas, o corpo gasta mais energia para se manter aquecido, necessitando de uma quantidade maior de calorias. Mas, será que é possível manter uma alimentação saudável em dias tão gelados? A engenheira de alimentos Erika de Almeida garante que sim, e o melhor, sem abrir mão de comidas gostosas e, ao mesmo tempo, cuidando da saúde.

“Com o clima frio, é importante redobrar a atenção com o que comemos. Da mesma forma, cuidar para não cometer exageros nas refeições, pois no inverno ficamos vulneráveis a algumas doenças sazonais. E lembrando que manter uma alimentação saudável é fundamental para a preservação da saúde”, aconselha a analista de pesquisa e desenvolvimento da Jasmine Alimentos. Com a pandemia de Covid-19, se torna ainda mais vital tomar todos os cuidados para conservar a imunidade.

Confira abaixo sete dicas de alimentos que ajudam na diversificação do cardápio e na manutenção da saúde (e do peso) durante o inverno.

Frutas como doce

AlexasFotos/Pixabay

Esfriou e já dá aquela vontade de comer chocolates e doces variados? A engenheira de alimentos alerta que é preciso intensificar os cuidados com o consumo desses alimentos nos dias mais frios – que sempre “pedem” um docinho. Uma alternativa é trocar o doce por uma fruta da estação, como morango, maçã, pera, uva, laranja e outras, que pode ser consumida em qualquer momento do dia e saciar o desejo de comer doces. “É claro que é importante se conhecer e ter esses momentos de ‘flexibilidade’, mas vale salientar que é necessário ter equilíbrio e buscar sempre se alimentar da forma mais saudável possível”, destaca.

Varie nas sopas com ingredientes nutritivos

A estação mais fria do ano combina com sopas, caldos e cremes. Mas, embora possam ser muito saudáveis, dependendo dos ingredientes, podem surtir o efeito contrário e propiciar ganho de peso. Erika de Almeida orienta que, na hora do preparo, sejam evitados ingredientes ricos em carboidratos em uma mesma receita como, por exemplo, arroz, batata, mandioca e macarrão. Sendo assim, uma alternativa é acrescentar legumes e verduras nas sopas. Além de altamente nutritivos e saudáveis para a manutenção da imunidade, eles agregam mais sabor ao prato. Algumas opções são: brócolis, couve-flor, couve, acelga, cenoura e agrião.

Aposte na granola

Conhecidas por integrarem o café da manhã, as granolas são ótimas pedidas para o lanche da tarde e a refeição antes de dormir, de acordo com Erika. Com grãos que auxiliam o bom funcionamento do intestino, além de serem super saborosas.

Substitua o pão branco

Para acompanhar as sopas típicas do inverno, as torradas e o pão branco são os queridinhos de muitos. No entanto, a sugestão é a substituição pelo pão integral com grãos e pelo pão sem glúten, opções mais saudáveis.

Troque por integrais

Foto: Nudnik/Pìxabay

O consumo de produtos integrais propicia o aumento da sensação de saciedade por conta das fibras que, por sua vez, previnem os exageros. Além disso, auxiliam o organismo na redução dos níveis de colesterol e de açúcar no sangue, e não contém açúcares nem gorduras, portanto, não provocam aumento de peso.

De olho no açúcar


Basta cair a temperatura e logo o consumo de bebidas quentes, como café e chás, ganha destaque. Mas é preciso, segundo Erika, cuidar na hora de adoçar a bebida. “Hoje em dia, existem outros substitutos ao açúcar branco. O ideal é tomar o líquido sem nenhum aditivo químico, no entanto, para quem gosta da bebida mais doce, algumas opções são o Stevine Líquido, um adoçante natural e com zero caloria, Açúcar Mascavo e Calda de Agave”, sugere.

Alimentos com vitaminas

No inverno, a vitamina C é fundamental, reforça Erika, pois atua nas células de defesa do organismo, fortalecendo os anticorpos e prevenindo gripes e resfriados. É encontrada em alimentos como: laranja, limão, goji berry, acerola, morango, brócolis, couve e cenoura. Já a vitamina E age diretamente como antioxidante e fortalece o sistema imunológico. Castanha-do-pará, amêndoas e nozes, óleos vegetais, folhas verde-escuras, como rúcula, couve, agrião e espinafre são alimentos que contêm a vitamina.

Fonte: Jasmine Alimentos

Vegano passa fome? Veja fontes de proteínas e vitaminas para adeptos do hábito alimentar

Nutricionista da Superbom, empresa pioneira na produção de alimentos saudáveis, separou dicas imperdíveis para quem procura uma refeição livre de origem animal, mas rica em sabor

O veganismo vai muito além do fato de não consumir carne. Dentre vários motivos, muitos escolhem esse estilo de vida por questões de saúde, éticas ou ambientais. Segundo uma análise realizada pela Universidade de Florença, na Itália, as pessoas que aderem a esse hábito têm 15% menos de chance de sofrer de câncer comparando com os não adeptos.

Cyntia Maureen, nutricionista da Superbom , empresa pioneira na produção de alimentos saudáveis, afirma que umas das vantagens de ser vegano ou vegetariano estrito é a prevenção de doenças crônicas e outras enfermidades. “Quando feita de forma correta e acompanhada por um profissional da saúde, a prática pode ajudar na prevenção da hipertensão, diabetes e do câncer de mama. Além disso, diminui a probabilidade de obesidade, pois há um aumento no consumo de fibras, presentes nos vegetais, cereais, oleaginosas e leguminosas, que trazem uma maior sensação de saciedade e melhoram significativamente a atuação do intestino”, explica.

Muitos se enganam ao pensar que ao seguir esse novo estilo de vida o cardápio terá apenas folhas e verduras. A riqueza das opções de alimentos disponíveis no mercado abrange diversos grupos alimentares como legumes, verduras, frutas, cereais, leguminosas, sementes, oleaginosas. “É possível fazer combinações variadas e ter um prato saboroso, colorido e, principalmente, nutritivo, que atenda as necessidades de cada indivíduo”, afirma a nutricionista.

Abaixo, Cyntia indica alimentos que não podem ficar de fora da mesa dos seguidores deste estilo de vida. Confira:

• Carnes vegetais (análogos de carnes)

Miroro/Pixabay

São produtos feitos à base de leguminosas como soja, grão-de-bico, ervilha. “Ótimas opções para quem procura substituir proteínas animais mantendo os níveis em equilíbrio”, comenta.

• Sementes

Foto Agromix.In

Sementes de chia, linhaça, girassol e gergelim fornecem boas quantidades de proteína, Ômega-3 e vitaminas do complexo B. O gergelim é também excelente fonte de cálcio. “O consumo das sementes somado a uma boa ingestão de água é muito importante para ajudar no funcionamento do intestino. Além disso, provoca uma lenta absorção de açúcar no sangue, prevenindo e tratando diabetes.” explica.

• Cereais integrais

Como o arroz integral, aveia, amaranto, trigo, quinoa e centeio, são boas fontes complementares de proteína vegetal, fornecem vitaminas do complexo B, ferro e fibras. “Por evitarem as carnes, os veganos possuem um receio de não obter a quantidade ideal de proteína diária. Mas essas opções, associadas as leguminosas, substituem tranquilamente o alimento cárneo e ainda ajudam a manter uma prática mais saudável bem como prevenção de vários tipos de doenças.” acrescenta.

• Oleaginosas

Castanhas, amêndoas, nozes, avelãs e macadâmias são ricas em gorduras boas, proteínas, fibras e antioxidantes. Além disso são fontes de vitaminas E e do complexo B, e de minerais como zinco, potássio, manganês, ferro, cobre e selênio. “Entre os pontos positivos, está o fato de que elas possuem Ômega 3, que auxilia o organismo a utilizar a gordura como fonte de energia, traz benefícios cerebrais, diminui as taxas do mau colesterol (LDL) e aumenta as do bom (HDL).” finaliza.

Confira abaixo produtos da Superbom excelentes para veganos:

Carne Vegetal

Geleia de Frutas Vermelhas com Chia

Granola Premium

A Granola Premium da Superbom é um mix de cereais composta por frutas secas, grãos, oleaginosas e adoçantes naturais. É um preparo que concentra carboidratos, lipídios, fibras, alto conteúdo de vitaminas A, D e E. Muito baixo em sódio, fonte de fibras, isento de gorduras trans. O resultado disso, é a melhora dos casos de prisão de ventre, redução do colesterol e da incidência de câncer no intestino. Sem contar que seu bom funcionamento dá maior disposição e proporciona uma pele mais bonita. A granola também é uma aliada na luta contra o envelhecimento, já que os minerais presentes, em especial selênio e zinco, são antioxidantes e ajudam a manter as células sempre jovens.

Fonte: Superbom

Confira quais alimentos favorecem o funcionamento do intestino

Embora seja um dos sintomas relacionado a algumas doenças digestivas e distúrbios intestinais, a prisão de ventre geralmente está ligada à alimentação. Comum em várias idades, esse desconforto é decorrente de diversos fatores, como o baixa ingestão de fibras, pouca ingestão de líquidos, sedentarismo, além do consumo excessivo de proteína animal e de produtos industrializados. Segundo a Sociedade Brasileira de Coroproctologia, cerca de 30% dos brasileiros sofrem com esse incômodo abdominal.

Segundo Cyntia Maureen, nutricionista da Superbom , empresa pioneira na produção de alimentos saudáveis, consumir alimentos ricos em fibras e beber muita água facilita o bom funcionamento do intestino.

“O intestino é o órgão responsável por absorver os nutrientes dos alimentos que ingerimos e eliminar aquilo que não será utilizado pelo corpo. A falta de líquido pode tornar o percurso mais difícil, pois a água dos alimentos será absorvida para a manutenção das funções vitais, consequentemente, deixando as fezes mais secas. Além disso, as fibras tem papel importantíssimo para o bom funcionamento intestinal, pois, contribuem para a formação do bolo fecal e também alimentam as bactérias boas que facilitam o processo”, explica.

De acordo com a especialista, a constipação pode ser causada pelo consumo excessivo de açúcar e gordura, além da falta de exercícios físicos. Pensando nisso, ela separou cinco alimentos que ajudam o trabalho do sistema digestivo e garantem melhora nas complicações intestinais. Confira:

Cereais integrais: “Em sua forma natural ou como farinha, arroz integral, aveia, trigo e granola são componentes que podem auxiliar no combate a prisão de ventre e até mesmo o câncer de intestino”, menciona. As fibras desses alimentos nutrem as bactérias intestinais e estimulam os movimentos peristálticos, favorecendo a eliminação de substâncias tóxicas.

Sementes: a linhaça e chia concentram um tipo de fibra que tem capacidade de absorver água e não soltar mais. Assim, é muito mais fácil evacuar, pois será exigido menos esforço. “Também é importante ingerir muita água junto com esses alimentos, para que eles consigam desempenhar sua função”, destaca Cyntia.

Foto: Max Straeten/Morguefile

Ameixa: muito conhecida por suas atribuições laxativas, a ameixa é rica em fibras e contém substâncias que absorvem mais água do organismo. “Sua ingestão acelera o trânsito intestinal”, aponta.

Maçã: “Conhecida por auxiliar na reversão dos quadros de diarreia, a maçã quando ingerida com a casca facilita o trabalho do sistema digestivo”, ressalta a especialista. Alimentos cozidos costumam não apresentar resistência na digestão, por isso é importante a ingestão daqueles que podem ser consumidos crus e com casca.

Pixabay

Mamão: essa fruta possui uma enzima que auxilia a digerir proteínas e acelerar o percurso do bolo fecal. “O mamão proporciona grandes melhorias na absorção de nutrientes e é excelente para diminuir a constipação. Consumir ¼ dessa fruta por dia já é capaz de melhorar o quadro”, finaliza Cyntia.

Confira abaixo algumas opções disponíveis no catálogo da Superbom ideais para auxiliarem na digestão:

Granola Premium- 500g
A Granola Premium da Superbom é um mix de cereais composta por frutas secas, grãos, oleaginosas e adoçantes naturais. É um preparo que concentra carboidratos, lipídios, fibras, alto conteúdo de vitaminas A, D e E. Muito baixo em sódio, fonte de fibras, isento de gordura trans. O resultado disso, é a melhora dos casos de prisão de ventre, redução de colesterol e da incidência de câncer no intestino. Sem contar que seu bom funcionamento dá maior disposição e proporciona uma pele mais bonita. A granola também é uma aliada na luta contra o envelhecimento, já que os minerais presentes, em especial selênio e zinco, são antioxidantes e ajudam a manter as células sempre jovens.

Geleia de Frutas Vermelhas com Chia
A geleia de frutas vermelhas dá um toque especial aos pratos doces. Além disso é fonte de fibras solúveis, portanto importante na atuação reguladora do intestino. E para aqueles que praticam atividades físicas, também são excelentes fontes de energia. Geleia 100% fruta de frutas vermelhas com chia.

Fonte: Superbom

Overnight Oats é opção para café da manhã nutritivo e barato

Ingredientes custam menos de três reais por porção e receita apresenta versão vegana

Assim como destaca o chef de cozinha Renato Vaiano, o café da manhã é a principal refeição do dia, afinal, ele dará o start e o gás para que todas as tarefas sejam realizadas ao longo das 24 horas.

Pensando nisso, o culinarista definiu a receita de Overnight Oats como seu desjejum. “Meu dia a dia é bem corrido, acabo dormindo tarde e acordando cedo no dia seguinte. E, além do sabor, a facilidade desse prato permite que eu não me preocupe com o café da manhã. É só pegar uma porção na geladeira para comer em casa ou até mesmo a caminho do trabalho”, explica.

O custo baixo é uma das principais vantagens do prato, além, é claro, de seu alto valor nutritivo que reúne vitaminas do completo B e E, fibras, manganês, fósforo, antioxidantes e ômega 3. Todos os ingredientes necessários somam um total de R$ 25,00 que rendem até 11 porções, sendo assim, cada café da manhã sai a menos de três reais.

Para fazer desta a principal receita do desjejum, é preciso dos seguintes ingredientes para preparar uma porção:

Overnight Oats

Ingredientes
• 2 colheres de sopa de aveia
• 6 colheres de sopa de leite
• iogurte grego light
• 1 banana picada
• 3 morangos picados
• 1 colher de sopa de chia
• 1 colher de sopa de granola
• pote de vidro ou taça para servir

Modo de preparo
De início, é preciso misturar a aveia com o leite e, depois, despejar no fundo do pote de vidro. Em seguida, cobrir com metade da banana e um morango já picados. Juntar o iogurte com a chia e colocar em cima das frutas. Logo após, acrescentar a outra metade das frutas picadas e levar à geladeira para descansar de um dia para o outro. Na manhã seguinte, colocar uma colher de granola por cima para tornar o Overnight Oats ainda mais saboroso.

“Cada porção rende, em média, 290 gramas e leva em torno de cinco minutos para montá-las. No entanto, são necessárias dez horas para que a receita descanse sob refrigeração”, esclarece Renato.

Para o chef de cozinha, o diferencial dos pratos está na variedade de texturas, por isso, como dica extra, Renato propõe que castanhas laminadas ou lascas de coco sejam acrescentadas por cima do Overnight Oats. Contudo, é preciso se atentar para que esses itens sejam colocados apenas minutos antes de serem servidos, dessa forma, a crocância e o sabor único estarão garantidos. Existe também a opção de usar outras frutas como manga, uva sem caroço ou kiwi.

É possível, ainda, fazer algumas pequenas modificações na receita para que ela se torne um café da manhã ideal para aqueles que são adeptos a alimentação vegana. “Basta substituir o leite e iogurte por leite de coco, leite de amêndoas, leite de arroz ou leite de soja, neste último caso, ao misturar com a chia, deixe descansar por aproximadamente dez minutos antes de colocar no pote”, sugere o chef.

Esta é uma opção muito recomendada para quem procurar balancear a dieta, já que, seus ingredientes são capazes de promover a sensação de saciedade por um longo período. Além disso, por ser uma receita fresca e refrigerada, seu consumo é indicado para os dias quentes, como os que logo virão.

Nutricionista aponta cinco falsos alimentos saudáveis que estão sabotando sua dieta

Ao tentar equilibrar a alimentação em busca da perda de peso, muitas pessoas acabam caindo na armadilha dos falsos saudáveis. Isso porque, muitos alimentos que parecem inofensivos, são ricos em gorduras ou substâncias químicas que aumentam a ingestão calórica e acabam dificultando o processo de emagrecimento.

A nutricionista Gabi Lodewijks, aponta que muitos deles são os produtos anunciados como light ou diet. “Uma boa dica é sempre olhar o rótulo. Essas nomenclaturas quase sempre são as responsáveis por gerar essa confusão. Nos refrigerantes lights, por exemplo, há grande teor de sódio. Já no chocolate diet, a quantidade de gordura é bem maior”, alerta.

Ainda que os falsos saudáveis existam, a nutricionista aponta que não é preciso apontá-los como vilões, podendo ser encaixados em uma dieta ou reeducação alimentar de acordo com o objetivo. “É a quantidade de consumo desses alimentos que vai ditar se eles vão atrapalhar ou não a perda de peso. O problema é que, ao pensar que são saudáveis, as pessoas tendem a consumi-los sem restrições”, alerta.

Confira os cinco alimentos que não são tão saudáveis quanto parecem:

Gelatina


Apesar de parecer uma alimentação leve, a gelatina não deixa de ser um alimento processado, que possui conservantes, corantes e açúcares em sua composição. Em crianças, o consumo exacerbado pode levar ao desenvolvimento de problemas gástricos e até alergia.

Barra de cereais

Stock Photo

Um dos lanches “fitness” mais rápidos adotados, não é tão nutricional assim. Esse snack, pode esconder gorduras e açúcares na composição, em especial os com cobertura de chocolate. Na hora de comprar, a nutricionista aponta que é preciso ter atenção ao rótulo. Cereais e oleaginosas devem ser os primeiros da lista. Para verificar os açúcares procure por nomes como xarope de glicose, glucose de milho, açúcar invertido ou maltodextrina. “Optar por um mix de frutas secas pode ser uma saída melhor para o lanchinho da tarde”, recomenda.

Granola


Caso o cliente não preste atenção em qual granola está comprando, pode cair em uma pegadinha e consumir mais açúcar do que gostaria. “Compre versões sem compostos cristalizados, além disso, a granola de boa procedência possui grãos e sementes em maior quantidade”, recomenda Gabi.

Pão integral


Por não haver legislação que regule quando de fato um alimento é integral ou não, muitos pães ditos integrais vêm com farinha branca em maior quantidade. “Quando for comprar, a farinha integral deve ser a primeira da lista, o que significa que é o ingrediente em maior quantidade no produto”.

Peito de peru

Foto: John Henrys

Mesmo pouco calórico quando em comparação com demais carnes, o peito de peru não deixa de ser um alimento embutido e, portanto, rico em sódio, corantes e conservantes. Duas fatias médias podem conter até 500 mg de sódio, 1/4 do valor diário recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Açai pode ficar ainda mais gostoso e nutritivo com diferentes tipos de combinação

O açaí já ganhou coração de grande parte dos brasileiros. O produto é ideal para praticar esportes, fazer atividades físicas e até substituir refeições. Pensando nisso, a Oakberry , rede de alimentação rápida e saudável com foco em açaí, oferece mais de 15 opções de toppings saudáveis para os consumidores.

Confira algumas das combinações:

• Granola de Castanha e Mel, Banana e Castanha de Caju
“A castanha de caju ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, auxilia no processo de perda de peso e ganho de massa muscular” afirma Andrea Takayama, Nutricionista da Oakberry. Adicionar granola é uma ótima opção, pois o alimento é fonte de energia e rico em grãos integrais, auxiliando no bom funcionamento do intestino.

• Chia, Coco Ralado, Farinha Láctea e Pasta de Amendoim
O coco ralado é uma ótima alternativa para quem gosta incluir frutas não tão convencionais no açaí. Já a chia e a pasta de amendoim trazem gorduras boas para complementar a refeição.

• Paçoca Zero Açúcar, Amendoim, Mel e Banana
Para quem gosta de paçoca, mas quer passar longe dos açúcares refinados, a opção diet do doce cai como uma luva. Amendoim, banana e mel dão o toque final no produto.

• Morango, Whey Protein, Mel e Granola
“Um ótimo jeito de ingerir Whey Protein é combinar com outros alimentos que possuam um bom valor nutricional. Esta é a opção perfeita para os amantes da academia e esportes” finaliza a nutricionista. O morango e o mel fornecem uma dose extra de energia sem exageros.

Fonte: Oakberry

Granola Vegana Australian agora nas lojas Pão de Açúcar

Sempre buscando oferecer novas sensações e experiências na alimentação dos seus clientes, o Pão de Açúcar traz para as lojas da rede e e-commerce a Granola Australian, desenvolvida pela Hart’s Natural, com o objetivo de levar ao consumidor opções saudáveis e feitas com todo o cuidado e seleção dos melhores ingredientes. A granola é considerada fonte de fibras, além de ser muito versátil, podendo ser consumida no café da manhã ou como snack a qualquer hora do dia.

Diferente da tradicional, a Granola Australian é vegana e desenvolvida a partir de ingredientes saudáveis, tais como: cranberry, maçã, morango, uva passa, chia, aveia e flocos integrais. O produto é sem glúten, sem lactose, livre de transgênicos, com certificado kosher e pode ser encontrado em três sabores: Belgian Chocolate, Classic Nuts e Frutas Vermelhas.

 

O lançamento está disponível em todas as lojas do Pão de Açúcar em São Paulo, com o preço sugerido de R$ 24,99 (300 gramas).

182-granola-frutas-vermelhas-300g-350

Informações: Pão de Açúcar