Arquivo da tag: gustavo saczk

4 problemas comuns de pele e como corrigi-los e tratá-los em casa e no consultório

Da falta de viço e iluminação aos sinais do envelhecimento, aqui está o que você pode fazer diariamente em casa e frequentemente nos consultórios para tratar essas alterações e manter a pele linda e jovem

A verdade é que hoje todo mundo tem certeza da importância dos cuidados diários com a pele, mas ‘arriscar’ ainda é o verbo mais relacionado com isso. Apesar de exigente, a geração atual gosta de testar produtos em uma ânsia frenética por ter resultados que – muitas vezes – podem decepcionar (já que os cosméticos têm ação eficaz, mas limitada).

“Visitar um médico é o melhor a se fazer, uma vez que ele poderá indicar o produto e tratamento ideais para o tipo de alteração que o paciente apresenta. Os cosméticos têm ação limitada e muitas alterações precisam ser tratadas em consultório”, explica o dermatologista Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Abaixo, consultamos especialistas para te dar o caminho das pedras sobre o que você pode fazer, em casa e nos consultórios, para tratar 4 das principais alterações de pele:

Falta de viço

Em casa: a pele opaca, sem brilho natural, pode ser consequência de exposição solar demasiada, falta de hidratação e acúmulo de sujidades. O mais importante, então, é ter uma rotina de cuidados com limpeza não abrasiva e produtos que confiram alto poder hidratante, com ativos como ácido hialurônico e pantenol, segundo o médico.

Um esfoliante não abrasivo, como o Esfoliante Facial Rednek pode ser útil, uma vez que o produto é capaz de remover impurezas e células mortas da pele, desobstruindo os poros e ajudando na renovação celular. Se você tem a pele oleosa, saiba que não deve parar por aqui: é necessário hidratar sim! De acordo com o dermatologista Gustavo Saczk, membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, e consultor científico da Età Cosmetics, é importante que essa etapa da rotina skincare seja realizada com produtos especificamente formulados para esse tipo de pele, promovendo hidratação ao mesmo tempo em que controlam a produção de sebo.

Uma novidade é Gel Complex Antiolesidade, da Età Cosmétics. O produto em gel é capaz de hidratar profundamente a pele de maneira prolongada para combater o ressecamento enquanto confere efeito calmante e melhorar a textura da pele. Entre seus ativos, estão os clássicos: ácido hialurônico de baixo peso molecular e o Pantenol.

No consultório: o que há de mais novo e menos invasivo (e dolorido) para melhorar a saúde e o viço da pele é HydraFacial, uma experiência única e completamente personalizável de hidrodermoabrasão capaz de conferir a melhor pele da sua vida. “O HydraFacial promove melhora instantânea da qualidade da pele, auxiliando na uniformização do tom e da textura e no aumento da firmeza, viço, maciez e brilho da pele graças à patenteada tecnologia Vortex-Fusion presente nas ponteiras, que possui um design espiral exclusivo capaz de gerar um efeito de vórtice que, combinado a tecnologia de sucção a vácuo do equipamento, consegue expelir e remover facilmente as impurezas da pele enquanto fornece soluções hidratantes”, explica a dermatologista Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. “Rápida, completamente indolor, não invasiva e sem downtime, assim não atrapalhando a rotina, a experiência HydraFacial pode ser vivenciada por qualquer pessoa, até mesmo por aquelas que possuem pele seca ou sensível. Isso porque os protocolos do HydraFacial podem ser completamente personalizados para atender as características e necessidades específicas de cada tipo de pele, com boosters, peels, LED’s, perks e terapia linfática”, destaca a médica.

Manchas

Em casa: produtos antimanchas usados no tratamento clareador, na sua grande maioria, apresentam mais de um ativo na sua formulação para que o resultado seja mais efetivo. Entre os clássicos, estão a Vitamina C, a Niacinamida e o Ácido Tranexâmico. “A melanina é produzida pelo melanócito através de uma cascata de reações celulares. Essas reações se iniciam com a incorporação de precursores da melanina por esta célula, seguida da síntese e posterior liberação com transferência do pigmento para os queratinócitos, que são células adjacentes mais superfícies na pele”, explica Salomão. “Os ativos clareadores apresentam mecanismos de ação variados. Eles podem atuar inibindo o estímulo inicial, seja ele químico, físico ou biológico. É o exemplo do protetor solar que ajuda a impedir a ação da radiação ultravioleta. Outra ação característica é impedir a absorção dos precursores pelo melanócito. Se compararmos o melanócito a uma fábrica, é como se faltasse matéria-prima para dar início a produção. Os ativos antimanchas também podem impedir a formação de melanina através da inibição de alguma etapa da síntese. Voltando à comparação, é como se alguma máquina da fábrica estivesse com defeito. Os cremes também podem impedir a liberação e transferência do pigmento já produzido. Seria como se tivesse ocorrido algum problema com o sistema de transporte da fábrica”, acrescenta. O protetor solar é o fator mais importante na prevenção da hiperpigmentação (manchas).

Mas produtos clareadores, como Be Fresh, desenvolvido pela Be Belle, também devem ser usados. O cosmético clareador, além de ação despigmentantes, conta com potente ação antiglicante e antioxidante, assim combatendo os danos do açúcar na pele.

No consultório: o que há de mais moderno é o laser de picossegundos Pico Ultra 300. Extremamente rápido e potente para destruir o pigmento causador das manchas, ele atua como grande aliado no combate ao melasma, segundo Salomão. “Atuando por efeito fotomecânico quase puro, o laser de picossegundos leva a um clareamento impactante com baixo risco de hiperpigmentação pós-inflamatória, já que há pouco efeito fototérmico. A grande vantagem é que há uma resposta clinicamente visível já nas primeiras sessões, que deixa o paciente satisfeito e estimulado a completar o tratamento”, afirma o médico.

Olheiras e bolsas

Em casa: um dos grandes erros no skincare é não utilizar produtos específicos na área dos olhos. “Causadas pelo acúmulo de líquido e gordura na região, as bolsas que surgem abaixo dos olhos podem gerar grande desconforto estético, conferindo ao rosto um aspecto cansado e envelhecido”, explica Saczk. O mais indicado é usar produtos de ação drenante.

Um exemplo é o extrato de algas vermelhas, presente no Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos, da Età. O produto confere redução instantânea das bolsas enquanto promove tratamento a longo prazo dessas alterações. “Além da ação de curto prazo, o Extrato de Algas Vermelhas também contribui para a diminuição progressiva das bolsas, pois favorece a expressão de uma enzima envolvida no processo de lipólise, assim auxiliando na queima da gordura localizada abaixo dos olhos”, afirma Saczk. Além desse poderoso ativo, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos ainda conta com um bico de porcelana que facilita a aplicação ao mesmo tempo em que complementa a ação do produto na redução das bolsas, pois possui um toque gelado que ajuda a refrescar e descongestionar a pele e diminuir o inchaço. Aposte também em produtos com ativos como cafeína e Niacinamida.

Em consultório: lasers podem ajudar a tratar as olheiras, mas em alguns casos é preciso usar substâncias injetáveis e até tecnologias para compactar a gordura. É o caso do MultiStation, de 1064 nanômetros, que está presente na plataforma Solon, e é capaz de fazer a lipólise e a compactação dos compartimentos de gordura, além de tracionar os septos, isto é, os ligamentos que estão na região, para combater as bolsas, segundo Salomão. “Uma forma simples que temos para esconder essas bolsas, por exemplo, é o preenchimento das goteiras lacrimais. Em muitos pacientes, quando aplicamos ácido hialurônico ao redor dessas bolsas, tornamos a alteração menos aparente, já que preenchemos a região adjacente para ficar na mesma altura das bolsas, mascarando-as. Além disso, já estão sendo estudadas enzimas lipolíticas seguras capazes de dissolver essas bolsas”, diz o dermatologista.

Linhas finas e sinais de envelhecimento

Em casa: o ácido hialurônico é o grande destaque aqui, para tratar as linhas finas. (Em casa e nas clínicas.) Queridinho na hora do skincare, o ácido hialurônico é, na verdade, uma substância produzida naturalmente pelo organismo que tem como função preencher, hidratar e conferir firmeza à pele, segundo Salomão. O problema é que a produção dessa substância tende a diminuir com o envelhecimento, favorecendo assim o ressecamento e o surgimento de sinais da idade.

Por isso, é importante investir em cosméticos capazes de repor o ácido hialurônico perdido, como é o caso da novidade Be Hialuronic, desenvolvido pela Be Belle. “O Be Hialuronic é um poderoso sérum hidratante de efeito imediato que conta com altíssima concentração de ácido hialurônico para contribuir com a saúde, jovialidade e beleza da pele, já que é capaz de manter altos níveis de água na derme, fortalecer a barreira cutânea, suavizar as linhas finas provocadas pela desidratação, proteger as fibras de colágeno responsáveis pela sustentação da pele e estimular a síntese de ácido hialurônico, conferindo assim efeito de preenchimento duradouro”, explica Ludmila Bonelli, cosmiatra, especialista em dermatocosmética e diretora científica da Be Belle. O ácido hialurônico presente no produto é fracionado e tem baixíssimo peso molecular. Também em casa, você pode potencializar tudo isso com suplementos. “Quando o foco é rejuvenescer e estimular o fibroblasto a produzir mais colágeno, elastina e ácido hialurônico (melhorando assim a elasticidade da pele), os suplementos podem ajudar. Existem ativos por via oral que ajudam neste processo. É o caso do Exsynutriment e Glycoxil”, diz a nutricionista Luisa Wolpe Simas, consultora de nutrição integrada da Biotec Dermocosméticos. “Exsynutriment é o silício estabilizado em colágeno marinho. Ele estimula a produção de colágeno, elastina e ácido hialurônico que confere melhorar do tônus da pele e diminuição da flacidez. Já o Glycoxil, uma carcinina, é um antiglicante, ou seja, diminui o processo de glicação (ligação da molécula de açúcar com a de colágeno) nas proteínas da nossa pele. O uso da carcinina diminui flacidez e melhora a elasticidade da pele”, afirma a nutricionista.

No consultório: em sua forma injetável, o ácido hialurônico é ideal para melhorar a qualidade da pele e linhas finas com o skinbooster: ele é um ‘hidratante injetável’ que estimula o colágeno e melhora as linhas sem paralisar a musculatura (diferente da toxina botulínica). O skinbooster é um procedimento que se faz para aumentar a hidratação da pele. Ele se faz com ácido hialurônico bem fino, em uma densidade bem pequena. “Temos hoje ácido hialurônico injetável em diversas apresentações. A molécula pode ser modificada num processo chamado cross-link que deixa o produto mais resistente à ação de enzimas naturais de nosso organismo, que são os preenchedores. Quando colocados na face, eles dão volume e sustentam os tecidos. O ácido hialurônico pode ser também usado sem o cross-link, sem poder volumizador, mas quando injetado sob a pele, atrai água produzindo uma hidratação de dentro para fora. Essa hidratação estimula que células chamadas fibroblastos produzam mais colágeno. São os chamados skinboosters”, explica a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Quer saber o que é o ideal para você? Consulte um médico para a indicação mais personalizada.

Guia com 10 dicas para recuperar sua pele dos excessos da Páscoa

Os excessos na alimentação durante a época da Páscoa podem causar danos à pele, favorecendo o surgimento da oleosidade e o surgimento de alterações como inchaço, ressecamento e acne. Felizmente, é possível reverter esse quadro através de alguns cuidados simples

Certamente, a Páscoa é uma daquelas datas em que é difícil demais não se deixar levar pelas tentações. Afinal, ovos, barras de chocolate, sobremesas, colombas, massas, enfim, há uma lista de alimentos hiperpalatáveis que deixam a Páscoa mais especial. Mas, apesar de ser uma época deliciosa e recheada de comidas irresistíveis, os abusos na alimentação durante esse período do ano podem prejudicar seriamente a aparência e a saúde de sua pele. “Há um impacto direto da alimentação na pele que, por conta dos abusos, tende a ficar mais oleosa, desidratada, opaca e sofrer com aparecimento de acne e inchaço”, afirma a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Segundo o dermatologista Gustavo Saczk, membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, e consultor científico da Età Cosmetics, a má alimentação no período, juntamente com a falta de um sono de qualidade, pode deixar a pele com uma característica mais cansada e “exausta”. “Quando passamos por processos inflamatórios, seja pela dieta ou maus hábitos, nossa pele também evidencia alguns sinais de fadiga. E isso afeta a pele, dando um ar cansado e envelhecido, com alterações estéticas principalmente na região dos olhos (olheiras, bolsas e falta de hidratação e viço)”, explica o médico. Mas tranquilize-se, pois é perfeitamente possível recuperar os danos sofridos pela pele devido a alimentação desbalanceada da Páscoa através de alguns cuidados simples, que você pode conferir abaixo:

Higienize a pele com cuidado: se a sua pele acordou mais oleosa, não adianta apelar para o excesso de limpeza, principalmente quando ela já está debilitada. Existe até um termo chamado “overwashing”. “Não lave o seu rosto demais. Lavar muitas vezes a pele, prejudica a barreira cutânea: e ela é o que mantém a pele saudável. Para peles oleosas, é importante notar que a limpeza excessiva, sem repor a umidade, pode causar um ressecamento em um primeiro momento e depois a produção rebote de mais oleosidade. Além disso, nossa pele conta com um microbioma, uma ‘população’ de bactérias boas que nos protegem contra doenças e outros problemas, como ressecamento e sensibilidade da pele”, explica o dermatologista Daniel Cassiano, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

“A presença desses microrganismos mantém o pH da pele em equilíbrio. Mas usar sabonetes e cosméticos que reduzem demais essas bactérias pode deixar a pele desprotegida e suscetível a doenças de pele como a dermatite atópica e acne”, completa o médico. Mas como deve ser, então, a limpeza da pele? “A limpeza da pele remove substâncias indesejáveis, como sujeira, sebo e microrganismos, além de células córneas esfoliadas, contribuindo para rejuvenescer a pele. A água, isoladamente, consegue remover cerca de 65% da sujeira e óleo da pele, mas é necessário complementar com um limpador suave. O limpador ideal não deve irritar, danificar nem romper a pele ou barreira cutânea de hidratação”, explica Cassiano .

Pinterest

Aposte em uma esfoliação suave: para devolver a vida e o brilho a pele, é interessante estimular a renovação do tecido cutâneo através do uso de um esfoliante. “A esfoliação, com cautela, pode ser realizada uma a duas vezes por semana para ajudar na renovação celular. Mas, devemos evitar esfoliar peles finas”, aconselha a dermatologista Patrícia Mafra, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Um produto interessante para essa etapa é o Esfoliante Facial Tribeca, da B.URB, que é capaz de remover impurezas e células mortas da pele, desobstruindo os poros e ajudando na renovação celular. Com sementes de Apricot (damasco) em sua composição, o produto é ideal para higienizar o tecido cutâneo.

Realize uma massagem facial: a automassagem é uma ótima maneira de recuperar a beleza e a saúde da pele, reduzindo o inchaço, recuperando a vitalidade, melhorando o tônus muscular e conferindo hidratação à pele. “Isso porque a massagem facial proporciona uma melhora da circulação sanguínea, o que contribui para uma oxigenação eficiente e faz com que as células da pele sejam nutridas adequadamente”, explica a cirurgiã vascular Aline Lamaita, membro do American College of Lifestyle Medicine.

Invista nos antioxidantes: a hidratação tópica da pele é um dos cuidados mais importantes para a sua recuperação, pois, quando desidratado, o tecido não se renova de maneira regular, o que causa a piora da qualidade e textura da pele. “Nessa etapa, é especialmente interessante apostar em produtos altamente concentrados e que conseguem penetrar nas camadas mais profundas da pele, potencializando a hidratação. Na formulação, além do ácido hialurônico, as Vitaminas C e E, o resveratrol e outros antioxidantes podem ser incorporados para conferir mais vitalidade à pele”, diz Paola. Um lançamento que traz o resveratrol e alta propriedade hidratante é o Gel-Complex Antissinais, da Età. No produto, um dos trunfos é o resveratrol mimético, que ainda conta com uma associação de ativos naturais biotecnológicos que agem sinergicamente para impedir os danos causados pelos radicais livres, aumentar a quantidade de fibras de colágeno e elastina e melhorar a densidade e integridade da pele.

Dê uma atenção especial aos olhos: a área dos olhos tem pele extremamente fina, então é normal que ela demonstre um ar de “fadiga” após exageros na dieta. Já é uma realidade no mercado o surgimento de dermocosméticos com ação antifadiga, como o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos, desenvolvido pela Età Cosmetics. “Por meio de seus ativos, esses dermocosméticos são capazes de aumentar a produção de energia das células da pele. Com isso, elas voltam a exercer suas funções corretamente e isso ajuda a tratar as alterações estéticas”, diz Saczk. Um dos principais ativos para essa ação é a taurina vegetal. Presente no produto, ela é obtida do cultivo em fotobiorreatores da alga Janiarubens.

“As algas são reconhecidas pela sua capacidade de produzir energia. Esse ativo energético e antifadiga, quando aplicado na pele, é capaz de aumentar a atividade mitocondrial em 24% e a produção de ATP (energia celular) em 50%. Como resultado, as células trabalham em sua perfeita forma para promover controle do estresse oxidativo, aumento da força de tensão dos fibroblastos e hidratação da pele. O ativo também reforça a reserva natural de água na epiderme, restaura a maciez e elasticidade da pele, estimulando a renovação celular e a função barreira da pele. O seu efeito é imediato: a Taurina Vegetal atenua os sinais de fadiga na primeira aplicação”, explica Saczk. A presença da Taurina Vegetal para melhorar o aporte de energia celular na pele é um avanço que se une aos outros mecanismos de ação do Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos, um dermocosmético multifuncional que promove redução imediata e progressiva das bolsas sob os olhos, atenuando o aspecto de cansaço e também conferindo efeito tensor e preenchedor imediato para combater sinais do envelhecimento, além de ajudar a clarear olheiras e hidratar a pele.

Potencialize a hidratação com máscaras: para recuperar a pele de maneira ainda mais rápida, vale a pena apostar nas máscaras, que são capazes de promover hidratação por oclusão, assim potencializando o tratamento da pele. “O ideal é escolher as máscaras de acordo com sua necessidade. Por exemplo, enquanto as máscaras de argila e carvão ativado auxiliam no controle da oleosidade, as máscaras hidratantes com ingredientes calmantes contribuem para a hidratação e o viço da pele”, destaca Paola. Por exemplo, a Máscara Mineral de Argila Branca Poros, da Be Belle, auxilia na hidratação e na reestruturação da pele, promovendo ação antioleosidade, purificante e anti-inflamatória.

Consuma cápsulas antioxidantes: a suplementação com antioxidantes, como o Glycoxil e o Bio-Arct, é uma maneira excelente de recuperar a pele e devolver seu brilho natural. “O Glycoxil age inibindo o processo de glicação para impedir os efeitos do açúcar na pele, que podem torná-la envelhecida, opaca e manchada. Já o Bio-Arct aumenta a produção de energia no ATP celular, melhorando a nutrição da pele, com consequente resultado na iluminação e brilho facial”, diz a nutricionista Luisa Wolpe Simas, consultora de nutrição integrada da Biotec Dermocosméticos.

Não esqueça do fotoprotetor: o uso de protetor solar é indispensável para evitar que a pele fique ainda mais debilitada do que já está. “Isso porque, ao proteger a pele contra os danos causados pela radiação ultravioleta do sol, o fotoprotetor ajuda a preservar a barreira cutânea, mantendo a pele viçosa, iluminada e livre do ressecamento excessivo”, explica Cassiano. O ideal é que o fotoprotetor contenha, no mínimo, FPS 30 e proteção de amplo espectro (UVA/UVB/Infrared), como é o caso do protetor solar Bonelli Solare, da Be Belle, que ainda confere ação hidratante, antioxidante e rejuvenescedora.

Inclua sessões de HydraFacial: procedimento rápido, eficaz e sem downtime para conferir a melhor pele de sua vida, HydraFacial é precursor do inédito conceito de Beauty Health, que consiste em melhorar a aparência ao mesmo tempo em que promove uma restauração completa da pele para torná-la mais saudável e exuberante. HydraFacial é uma experiência personalizável de hidrodermoabrasão. “O HydraFacial promove melhora instantânea da qualidade da pele, auxiliando na uniformização do tom e da textura e no aumento da firmeza, viço, maciez e brilho da pele graças à patenteada tecnologia Vortex-Fusion presente nas ponteiras, que possui um design espiral exclusivo capaz de gerar um efeito de vórtice que, combinado a tecnologia de sucção a vácuo do equipamento, consegue expelir e remover facilmente as impurezas da pele enquanto fornece soluções hidratantes”, explica a dermatologista Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. “Rápida, completamente indolor, não invasiva e sem downtime, assim não atrapalhando a rotina, a experiência HydraFacial pode ser vivenciada por qualquer pessoa, até mesmo por aquelas que possuem pele seca ou sensível”, diz a médica.

Invista nos hábitos saudáveis: de nada adianta apostar em uma série de cuidados para recuperar a pele e continuar com a mesma alimentação desbalanceada adotada no período da Páscoa. Por isso, volte à rotina dos bons hábitos, evitando alimentos ricos em gorduras e açúcar e buscando por opções mais saudáveis na alimentação. “Invista principalmente em alimentos antioxidantes, como a maioria dos vegetais escuros e as frutas. As proteínas também contribuem muito para a recuperação do tecido cutâneo, assim como a Vitamina C, que é um potente antioxidante, e a Vitamina D, responsável por regular diversas proteínas que fazem parte da estrutura da pele, como o colágeno. Além disso, procure dormir bem, praticar exercícios físicos e evitar vícios como o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas”, finaliza a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery).

Dermatologista esclarece mitos e verdades sobre o botox

A toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, é um dos procedimentos estéticos não cirúrgicos mais realizados no Brasil e no mundo, e não é à toa que surjam muitas dúvidas e inverdades sobre o assunto. Tendo em vista esta realidade, o dermatologista Gustavo Saczk desmistificou algumas questões sobre essa substância que é febre no mundo da estética.

Há oito anos atuando na dermatologia, o médico é chamado o ‘mestre do botox’ e surpreende por não fazer nenhuma marcação antes da aplicação, um dom aperfeiçoado com a prática.

Mitos e verdades

Botox  pode ser usado para preencher lábios, bigode chinês ou qualquer área que precise de volume.

botox bigode chines mulher

Mito: isso é feito por meio de preenchimento. A toxina botulínica não preenche ou aumenta o volume de determinada região. Ao contrário, o botox é usado para suavizar rugas e linhas de expressão por meio do relaxamento do músculo, sem preenchimento.

O efeito do botox não é permanente

shutterstock botox

Verdade: ele dura de 4 a 6 meses. Lembrando que pacientes com muita expressão facial terão uma durabilidade menor da paralisação.

Sua expressão facial não vai ser alterada

mulher rosto

Verdade: isso se o dermatologista ou cirurgião plástico que fizer a aplicação respeitar os pontos corretos de aplicação. A ideia é diminuir as rugas sem alterar sua fisionomia.

 Cremes não substituem o botox

pele rosto mulher creme face

Verdade: eles atuam junto, buscando melhorar sua beleza. O tratamento antissinais deve ser feito de forma global, em conjunto.

Nada substitui uma plástica se o paciente tem indicação, mas o botox será usado junto, assim como os cremes

cosmetic-injectables-botulinum-toxin botox

Verdade: não adianta achar que fazendo plástica você não precisará de botox caso ainda queira melhorar as rugas. As aplicações da toxina botulínica podem postergar a necessidade de uma intervenção cirúrgica, pois, além de atenuarem as rugas de expressão, podem prevenir o surgimento de novas rugas pela reeducação da mímica facial. Este tratamento também pode ser uma opção para pacientes com receio dos procedimentos mais invasivos ou mesmo para pacientes que buscam resultados eficazes sem períodos de recuperação.

Não existe uma idade mínima para o início do tratamento

botox 2.jpg

Verdade: o mais importante é ter a indicação apropriada para o tratamento. O Botox pode ser aplicado em qualquer idade, não causando resistência ou diminuindo seu efeito com o passar do tempo, se for aplicado corretamente. Assim, ele pode funcionar como preventivo no surgimento das rugas.

Seu efeito não é imediato

mulher-rosto

Verdade: as primeiras mudanças são percebidas após 48 horas, entretanto, os efeitos podem ser notados de forma mais completa em até 15 dias após a aplicação.

Botox é diferente do preenchimento

tratamento botox

Verdade: como foi dito antes, ele faz a paralisação da musculatura no local em que é aplicado, não sendo capaz de corrigir rugas estáticas, que são mais profundas e que aparecem mesmo quando você não está movimentando o rosto. Mas pode suavizar rugas que estão começando a aparecer.

Se você tem excesso de pele nas pálpebras, o botox pode dar uma sensação de peso nos olhos

mulher rosto médico palpebras

Verdade: nesses casos, o dermatologista tem que ser criterioso na aplicação.

O tratamento tem duração, em média, de 6 meses

botox.jpg

Verdade: podendo ser mais ou menos tempo, dependendo do organismo de cada paciente. Ao término desse período é necessário procurar o dermatologista para fazer uma reaplicação.

Fonte: Gustavo Saczk é formado pela Universidade Federal do Paraná (2011), consolidou seu nome como um dos principais profissionais da área de saúde em Curitiba onde é considerado o ‘mestre do botox’ e surpreende por não fazer nenhuma marcação antes da aplicação, um dom aperfeiçoado com a prática. Também se destaca no tratamento de cicatrizes causadas pela acne. Criou o “Minuto de pele” – pílulas em vídeo de 1 minuto – onde ele fala sobre diversos assuntos da Dermatologia, seja estética, cirúrgica ou clínica. Também participa do quadro “Minuto de Pele”, uma vez por semana, na Rádio Clube FM, em Curitiba.