Arquivo da tag: interfood

Vinícola argentina La Celia apresenta seus vinhos

Com mais de 130 anos de tradição, produtora é a mais antiga do Vale do Uco em Mendoza, Argentina

Chega ao Brasil uma das marcas de vinho mais prestigiadas na América Latina, a La Celia. A vinícola, que é a mais antiga do Vale do Uco, em Mendoza, na Argentina, foi fundada em 1890 por Eugenio Bustos – o primeiro a plantar uva Malbec originária da França na região.

A produtora, que conta com a experiência da Enóloga Chefe Andrea Ferreyra, com mais de 20 anos de experiência no setor, já atende mercados importantes na Colômbia e em alguns países europeus, como a Irlanda. No Brasil, a La Celia chega com três linhas: Reserva, Pioneer, Elite e Heritage. A série não é nova, mas essa é a primeira vez que seus rótulos chegam com regularidade ao mercado brasileiro, trazidos pela Interfood, importadora de bebidas.

Dentre os rótulos selecionados está o premiado La Celia Heritage Malbec, elaborado com uvas aromáticas altamente expressivas. Antes de sua abertura, ele tem uma passagem por barris franceses por 12 meses e 8 meses na garrafa. Sua colheita é manual, feita em caixas, no ponto ótimo de maturação, com seleção de cachos em vinhedo e adega.

Já o La Celia Elite Malbec, de cor vermelha-rubi intensa, conta com aromas que evocam frutos silvestres e notas de grafite, cereja preta, mocha e especiarias. Por fim, o La Celia Pioneer Cabernet Franc apresenta um forte aroma amadeirado, unido a toques de tabaco, café e minerais, proporcionando uma sensação forte e vigorosa ao paladar, com final de boca longo e intenso.

A La Celia conta ainda em seu portfólio com mais 7 rótulos, ainda não disponíveis no mercado brasileiro. Entre eles, variedades como o Cabernet Sauvignon, Pinot Grigio, Malbec Cabernet Franc e Chardonnay.

Pioneirismo

As origens da La Celia se remontam a 1882 quando o seu fundador, Eugenio Bustos, se instala ao sul do rio Tunuyan para se dedicar a uma fazenda onde planta o primeiro Malbec originário da França. Em 1890 começa a construção da La Celia, a primeira adega do Vale do Uco, que tem este nome em homenagem a sua filha, Celia Bustos.

Anos depois, ela herda esta propriedade e com um forte espírito arrojado e visão de futuro, trabalha nas terras até transforma-las em vinhedos de qualidade mundial.

Enóloga Chefe

Andrea Ferreyra nasceu em Mendoza, Argentina, em 1972. Formou-se na Universidade de Juan Agustín Maza, onde fez também uma pós-graduação em Gestão da Qualidade de Vineyard.

Andrea tem 20 anos de experiência no setor, e já passou por diferentes vinícolas, como a Bodegas y Viñedos La Rural e a Bodega y Cavas de Weinert. Depois de sua vasta carreira na indústria do vinho, ingressou na La Celia em 2006. A sua dedicação, habilidade e o grande amor pelos vinhos, a fez ser nomeada, em 2012, Enóloga Chefe da marca pioneira do Vale do Uco.

Em cada dia de trabalho, Andrea busca a excelência, contribuindo com todo o seu conhecimento e sua paixão pelo mundo dos vinhos, para elaborar os melhores expoentes de linhas destacadas.

Vale do Uco

Com 400 hectares plantados, a La Celia está localizada no Vale do Uco, a 100 kms ao sul da cidade de Mendonza, na Argentina, entre os bairros de La Consulta, Eugenio Bustos e Altamira. É um terroir único, com grande prestígio mundial. Seus solos aluviais, com alta composição de carbonato de cálcio (que se assemelham aos solos da Borgonha, La Rioja e Barolo), estão entre os níveis 1.000 e 1.100 m de altitude, o que significa que as condições climáticas continentais de Mendonza, com baixa pluviosidade (150 a 200mm/ano, concentrado no verão), são adicionadas características únicas de alta variação térmica entre o dia e a noite (média de 17º).

Essas condições se traduzem em vinhos longos e verticais, minerais na boca e taninos elegantes com características calcárias. A diversidade de microclimas, as grandes amplitudes térmicas, e os diferentes solos e alturas, favorecem um ecossistema único para o crescimento de uvas Malbec da mais alta qualidade do Vale do Uco – região internacionalmente conhecida por sua produção de vinhos premium.

Conheça os rótulos

La Celia Heritage Malbec

Ficha técnica
Região: Vale do Uco, Mendonça (1100m de altitude)
Composição varietal: Malbec 100%
Álcool: 14,5%
Acidez: 5,65g/l em ácido tartárico
Açúcar residual: 2,80
pH: 3,65
Notas de degustação
Cor: vermelha arroxeada, com lágrimas densas.
Aroma: o vinho é a expressão máxima em elegância: frutos maduros na forma de geleia, notas balsâmicas, sutis aportes florais, típicos do Malbec La Celia. O envelhecimento em carvalho surge de forma clássica, com marcantes notas tostadas.
Paladar: Na boca, o vinho tem uma entrada doce, com estrutura firme e equilíbrio entre taninos, álcool e acidez. Tem um final persistente.
Recomenda-se decantação de 40 minutos antes da degustação. Sirva a 18ºC. Ideal para acompanhar costela de boi na brasa, legumes grelhados e marquise de chocolate e laranja.

La Celia Elite Malbec

Ficha técnica
Composição varietal: 88% Malbec, 8% Cabernet Franc e 4% Tannat
Região: Vale do Uco, Mendonça (1050 m de altitude)
Colheita: 2011
Álcool: 14,4%
Acidez: 5,5g/l como ácido tartárico
Açúcar residual: 4,50 g/l
Notas de degustação
Cor: vermelho profundo e intenso com tons de roxo.
Aromas: aromas complexos, onde a fruta madura se destaca na forma de geleia, complementada pelos atributos balsâmicos do Tannat e pelas notas picantes do Cabernet Franc. Tudo isto em perfeita harmonia com as notas contribuídas pelo envelhecimento em barris; baunilha e coco.
Paladar: começa com as notas doces do Malbec; muito boa estrutura e equilíbrio.
Servir a 18ºC. Ideal para acompanhar ojo de bife com batatas rústicas e mousse de chocolate. 100% do vinho envelhece em barris de carvalho francês para primeiro e segundo uso durante 12 meses.

La Celia Pioneer Cabernet Franc

Ficha Técnica
Região: Vale do Uco, Mendoza (média de 1000 m de altitude)
Composição varietal: 100% Cabernet Franc
Álcool: 14,1%
Acidez: 5,75g/l em ácido tartárico
Açúcar residual: 3,80
pH: 3,62
Notas de degustação
Cor: vermelho profundo intenso com reflexos rubi.
Aromas: complexo, onde se sobressai a parte frutada, com destaque para a fruta preta fresca: guias pretos e amoras; o picante e a entrada do grafite (mineral). Tudo isso em conjunto com a baunilha e a mocha, entregue pelo envelhecimento em barris.
Paladar: textura muito suave, de taninos doces, com final elegante na boca. Recomendamos decantar 40 minutos antes de servir a 18ºC. Ideal para acompanhar carré de porco e empanadas de cabra assadas no forno de barro.

Fonte: Interfood

Vinhos portugueses para o almoço de Páscoa

A Interfood Importação separou alguns dos seus melhores vinhos do portfólio para harmonizar um dos almoços mais celebrativos do ano, o almoço de Páscoa, que acontece este ano em 27 de março.

A seleção “Portugueses para todos os gostos” apresenta vinhos brancos e tintos, além de um vinho do Porto para finalizar, que será acompanhado de trufas preparadas à base do vinho.

São eles:

– Casal Garcia: são produzidos pela vinícola Aveleda, na região de Minho, mundialmente
conhecida por ser 100% familiar é destaque na produção de vinhos verdes e brancos,
especialmente com a uva Alvarinho;

– Periquita: comercializado pela José Maria da Fonseca como Periquita na Península de
Setúbal, a empresa está presente em mais de 70 países e, no Brasil, tem sido a principal
marca de vinhos europeia;

calem Special reserve_Interfood

– Porto Cálem (Special Reserve): fundada em 1859 por António Alves Cálem, a Porto Cálem
sempre se dedicou a produção de vinhos do porto de alta qualidade. Produzido na região do
Douro, está presente em mais de 30 países e é líder de mercado em locais como França,
Inglaterra e Portugal.

Informações: Interfood