Arquivo da tag: inverno

Importância da alimentação para a saúde da pele no inverno

Durante o inverno, é normal a diminuição das taxas de umidade do ar devido às temperaturas mais frias. Além disso, nesse período a maior parte das pessoas tende a tomar banhos mais quentes e a transpirar menos. Todos esses fatores em conjunto contribuem para a deixar a pele mais sensível e seca.

Por isso, para evitar ou amenizar o ressecamento da pele do corpo e do rosto é muito importante fazer hidratações corporais mais profundas, se atentar ao consumo adequado de água e investir em uma alimentação mais saudável.

vitamina_a

Vários estudos têm demonstrado a influência do consumo de determinados micronutrientes e outros compostos presentes em alimentos na saúde da pele. As vitaminas C e E atualmente são os melhores exemplos já estudados.

Portanto, nessa época do ano, o ideal é consumir vegetais e frutas como brócolis, repolho, cenoura, morango, laranja e limão, que são fontes importantes de vitamina C, e adicionar às refeições alimentos como castanhas, nozes e amêndoas, ricos em vitamina E que ajudam a proteger a pele contra a ação de radicais livres, minimizando os efeitos de envelhecimento precoce das células e, consequentemente, a formação de rugas e ressecamento da pele.

Já a vitamina C, além de combater os radicais livres, fortalece a pele, deixando-a com aparência mais jovem e viçosa, devido à participação na síntese de colágeno e na contribuição para maior firmeza e sustentação da pele.

Além disso, nesse período é muito comum que as pessoas diminuam a ingestão de água e de líquidos em geral, o que acaba intensificando ainda mais o processo de ressecamento da pele. Quando o consumo de água permanece adequado, a cútis tende a permanecer mais macia e elástica. Para aqueles que apresentam uma dificuldade maior em se hidratar durante o clima frio, uma opção é a ingestão de chás a base de ervas naturais, intercalando com o consumo de água.

chá emily beeson
Foto: Emily Beeson / Morguefile

Para manter a saúde da pele mesmo em climas frios e secos, é necessário se atentar ao cuidado de dentro para fora, com uma alimentação balanceada e com a ingestão correta de líquidos, e não somente o cuidado externo com o uso de hidratantes e outros cosméticos.

*Bruna Pavão é nutricionista da Grano Alimentos

Vinhos brancos encorpados são uma excelente pedida para dias mais frios

Com a chegada do inverno, vinhos brancos com maior estrutura harmonizam perfeitamente com um belo menu para esquentar seus dias mais frios

Uma máxima bem conhecida entre apreciadores de vinho é que os tintos são ideais para o inverno, assim como os brancos casam perfeitamente com o verão. Normalmente, vinhos brancos apresentam uma maior acidez e refrescância, combinando com dias mais quentes, enquanto que vinhos tintos, geralmente mais encorpados e pesados, de coloração mais intensa, associam-se melhor à gastronomia do inverno, que pede pratos mais robustos e reconfortantes.

Contudo, existem muitos vinhos brancos que são ideais para dias mais frios, sim. Por serem mais encorpados e com maior estrutura, tornam-se pares ideais para um menu de inverno ou mesmo para uma degustação solo.

O sommelier Jonas Martins, responsável pelo portfólio de vinhos da MMV Importadora, de Curitiba, diz que o segredo para um bom vinho branco encorpado está na uva selecionada e no processo de fermentação e envelhecimento desse vinho.

“Para um bom vinho branco mais presente, é necessária uma uva com maior estrutura que suporte o envelhecimento e maturação deste vinho. Assim, a uva Chardonnay acaba sendo a escolha ideal para um vinho branco mais encorpado”, explica Martins.

De acordo com o especialista, o fato da Chardonnay ser uma uva de maior estrutura e de propriedades químicas mais ricas faz com ela seja mais encorpada e tenha maior presença na boca. Isso permite que os sabores do vinho permaneçam no paladar, mantendo sua presença. Uvas mais leves, como a Pinot Grigio, permite um vinho mais refrescante, com sabor tendendo ao cítrico, porém com baixa ou pouco persistência em boca.

Essa maior estrutura também faz da Chardonnay uma uva branca apta ao envelhecimento, aceitando muito bem o processo realizado em barris de carvalho, por exemplo. Isso confere ao vinho um sabor exclusivo, pois ao entrar em contato com o tanino existente na madeira, novos aromas e sabores emergem. O barril também permite que o vinho “respire” durante seu envelhecimento, acrescentando maciez ao paladar.

viapianoChar

O portfólio de vinhos da MMV apresenta bons exemplares de Chardonnay encorpados. O Viapiana Chardonnay, vinho brasileiro produzido em Flores da Cunha – RS, apresenta aromas de nozes, chocolate branco, flor de eucalipto, abacaxi e caldas de frutas. É seco e untuoso ao paladar, deixando uma nota de amanteigado ao final.

intrigoCHar

O Inserrata Intrigo Chardonnay é um vinho orgânico produzido na Toscana, Itália. Produzido com a técnica sur lie, quando o vinho é amadurecido em contato com as borras das casca das uvas, o Intrigo passa 4 meses por filtragem em peneira grossa. O vinho é extremamente frutado, com notas de manga, abacaxi, framboesa e gengibre, sendo volumoso a boca e de final alongado.

fortunaChard

A MMV também possui uma linha própria de vinhos, produzidas no Chile em parceria com vinã Requingua. Lá é feito o Fortunatus Reserva Especial Chardonnay, vinho que conta com a participação do sommelier na produção. “Buscamos atender ao paladar do brasileiro para vinhos com o Fortunatus, com muita qualidade, porém com preço acessível e agradável a boca”, afirma Martins.

O Fortunatus Chardonnay tem aroma frutado, toques de baunilha e nozes tostadas, sendo bastante cremoso na boca, macio e de final longo. Ele é envelhecido por seis meses em barris de carvalho francês.

Harmonização

Os vinhos Chardonnay encorpados harmonizam perfeitamente com queijos semiduros com sabores amendoados, como o emmental, gouda, edam. Peixes com um teor de gordura maior, como o salmão, bacalhau e tainha casam perfeitamente com vinhos de maior acidez e presença, em uma combinação de texturas muito agradável ao paladar.

Informações e vendas: MMV

Divino Fogão ensina a preparar sopa de macarrão com frango e legumes para dias mais frios

Parece que o inverno resolveu aparecer. Ao menos em algumas regiões do país as temperaturas caíram, como é comum nesta época. Então, que tal aproveitar e preparar uma sopa para esquentar o corpo e alma? A dica é da rede Divino Fogão. Confira:

Sopa de macarrão com frango e legumes

Ingredientes:
500g de peito de frango em cubos
½ cenoura rolada
½ pacote de macarrão (de sua preferência)
½ cebola ralada
3 dentes de alho picados
3 colheres de azeite
Sal e pimenta a gosto
Louro a gosto
Salsa a gosto
Manjericão ou manjerona a gosto

Modo de preparo:
Em uma panela, refogar o alho e a cebola no azeite. Colocar o frango, deixar refogar até dourar, colocar a água o suficiente para o cozimento e o restante dos ingredientes. Deixar cozinhar por uns 10 minutos para agregar o sabor. Adicionar o macarrão e deixar cozinhando até ficar macio. Colocar em uma sopeira, finalizar com a salsa e servir.

sopa-macarrao-1163653

Tempo de Preparo: 40 minutos
Rendimento: 8 porções

Fonte: Divino Fogão

Aposte em chás naturais para aumentar a hidratação durante o inverno

Além de manter o corpo hidratado, bebida quente feita com ingredientes naturais proporciona outros benefícios para a saúde, segundo a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau

Há quem espere o ano inteiro para a chegada do inverno. E entre todos os costumes que a temporada mais fria do ano traz, existe um hábito que praticamente vai embora: o de beber água. Ainda que não se sinta sede, a hidratação durante as baixas temperaturas deve ser constante e os chás naturais podem ser grandes aliados nessa tarefa, como sugere a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau.

“Apesar de nada substituir a ingestão de água em si, os chás naturais são uma alternativa para favorecer a hidratação do corpo no inverno. Além disso, ainda fornecem outros benefícios para a saúde, que vão desde melhorar a digestão, o sono e a função intestinal, até reduzir a inflamação do organismo e a diminuir a retenção de líquidos. Vai depender do objetivo e da planta escolhida”, comenta a especialista.

Chá Indiano (002)

Um estudo de 2019* incluindo dados de chás de lavanda, fenogrego, camomila, hortelã, hibiscus, erva mate, camomila, chá verde e suas combinações, encontrou benefícios relacionados à saúde da mulher, prevenção de diabetes, de doenças cardiovasculares, de alterações no fígado e até alguns tipos de câncer.

Quer mais motivos para apostar no preparo das bebidas naturais? As receitas de chás com cascas de frutas podem ser uma ótima oportunidade para reduzir o desperdício de alimentos e aproveitar melhor todos os nutrientes que eles podem oferecer. E dá até para consumir gelado, para quem prefere bebidas mais fresquinhas mesmo no frio.

Vale ressaltar que mesmo que os chás naturais somem muitos pontos positivos, devem ser ingeridos com cautela. “Por terem efeitos terapêuticos, os chás devem ser consumidos de forma adequada, tanto no que diz respeito à forma de preparo, quanto na escolha do chá. Os estimulantes, como o de gengibre, chá verde, de hibiscus, preto e branco, devem ser consumidos apenas no período da manhã”, orienta a especialista. “Também é importante destacar que o ideal é que os chás sejam feitos sem adição de açúcares e que gestantes e crianças não devem abusar do consumo de nenhum tipo”, finaliza.

Para quem já era adepto aos chás, mas na opção de sachê, a profissional explica que essa versão não consegue preservar os efeitos terapêuticos da bebida, entretanto, ajudam na hidratação.

Por fim, Renata ensina o passo a passo de quatro opções de chás naturais e ainda dá dicas espertas de preparo. Confira:

Dicas de preparo

•Os chás feitos com as folhas das plantas, chamados de infusão, devem ser preparados com o aquecimento da água até que comece a formar as primeiras bolhas; em seguida, desliga-se o fogo e acrescenta-se a folha escolhida, deixando descansar por cerca de 10 minutos com o recipiente tampado.
•Os chás feitos com as raízes das plantas, como gengibre, canela, cravo ou com frutas, devem ser preparados com o aquecimento da água com a planta junto, por alguns minutos após levantar fervura.

Chá de casca de abacaxi com cravo

Chá de casca de abacaxi (002)

Ingredientes
1 xícara de cascas de abacaxi picadas
5 cravos da índia
500 ml de água

Modo de preparo:
Leve todos os ingredientes ao fogo, cozinhando por 10 minutos após levantar fervura. Coe e sirva em seguida.

Chá de frutas

Chá de Frutas (002)

Ingredientes
1 rodela de abacaxi
1 maracujá
1 maçã picada com casca
3 paus de canela
800 ml de água

Modo de preparo:
Leve todos os ingredientes ao fogo, cozinhando por 10 minutos após levantar fervura. Coe e sirva em seguida.

Chá verde com frutas e gengibre

Chá Verde (002)

Ingredientes
3 xícaras de água
3 colheres de sopa de folhas de chá verde
1 pedaço grande de gengibre (3cm)
Suco de 1 limão
Suco de 1 laranja

Modo de preparo:
Aqueça a água com o gengibre picado. Deixe cozinhando por cerca de 5 minutos após levantar fervura. Desligue o fogo e espera cerca de mais 5 minutos. Então, acrescente as folhas de chá verde, o suco de limão e o suco de laranja. Tampe e deixe descansar por 10 minutos. Coe e sirva em seguida.

Chá indiano

Chá indiano 2 (002)

Ingredientes
500 ml de água
2 bagas de cardamomo
2 paus de canela
3 cravos da índia
1 colher de sopa de mel
100 ml de leite de arroz
2 colheres de sopa de folhas de hortelã

Modo de preparo:
Aqueça a água com o cardamomo, a canela, o cravo e o mel. Deixe cozinhando por cerca de 5 minutos após iniciar a fervura. Desligue o fogo e espere cerca de 5 minutos. Então, acrescente as folhas de hortelã e o leite de arroz. Tampe e espere mais 5 minutos. Coe e sirva em seguida.

Fonte: Oba Hortifruti

*Referência: Poswal FS, Russell G, Mackonochie M, MacLennan E, Adukwu EC, Rolfe V. Herbal Teas and their Health Benefits: A Scoping Review. Plant Foods Hum Nutr. 2019;74(3):266-276. doi:10.1007/s11130-019-00750-w)

Taça quente de chocolate da Água Doce é opção perfeita para curtir o friozinho

Já pensou em misturar chocolate e uísque? A Água Doce Sabores do Brasil ensina a preparar um drinque que une essas duas bebidas. E o resultado, além de saboroso, dá aquela sensação de aconchego que tanto buscamos em dias frios de inverno.

Taça quente de chocolate

Ingredientes:
2 xícaras de leite integral
50g de gotas de chocolate
100g de açúcar refinado
50g de chocolate em pó
90ml de uísque
Chantili e gotas de chocolate para decorar

Modo de preparo:
Em uma panela, adicione o leite, as gotas de chocolate, o açúcar e o chocolate em pó. Mexa até derreter as gotas de chocolate. Acrescente o uísque e mexa novamente. Transfira o chocolate quente para uma taça de sua preferência, complete com chantili e gotas de chocolate. Sugestão de decoração: borde a taça com coco ralado.

taca quente chocolate

Rendimento: 1 porção.
Tempo de Preparo: 15 minutos.

Fonte: Água Doce

Pele ressecada e sem brilho? Aprenda cuidados essenciais para o inverno

No inverno, a umidade do ar fica cada vez menor e a queda da temperatura promove a diminuição da transpiração corporal o que aumenta a sensação de ressecamento da pele. Além disso, o clima frio leva as pessoas a tomarem banhos mais quentes e longos, contribuindo para a disruptura da barreira hidrolipídica que protege a pele, causando mais secura e o surgimento de vermelhidão, descamação e coceira.

As células da camada superficial da pele formam uma barreira física protetora, com impermeabilidade relativa à água, evitando a perda acentuada do líquido de dentro para fora. Produzem ainda uma substância denominada fator de hidratação natural que possui alto poder higroscópico, ou seja, capacidade de captar moléculas de água, a fim de manter o equilíbrio hídrico da pele.

Se a barreira cutânea fosse uma parede, as células seriam os tijolos, mas para uma eficiente proteção os espaços entre os tijolos deveriam ser preenchidos com um bom cimento. Neste caso, o cimento é o produto secretado pelas células da pele, associado a lipídeos secretados pelas glândulas sebáceas, que também possui propriedades antimicrobianas e substâncias precursoras da vitamina D. Por isso não se deve tentar eliminar toda oleosidade da pele, pois ela é benéfica quando na medida certa.

Para manter a beleza e saudabilidade da pele é recomendado realizar uma limpeza gentil, hidratação e proteção contra agentes oxidantes e irritantes como sol, poluição, químicos, cigarro, entre outros; além de ingerir líquido e manter uma alimentação saudável. Investir em procedimentos dermatológicos também é recomendado, e a soma dessas ações trazem benefícios a longo prazo, muito além do clima frio.

Tratamentos de pele

Peeling-de-Cristal-Diamante-Moema-AmadiSpa

As estações mais frias são ótimas para realizar procedimentos dermatológicos mais intensos, pois requerem que o paciente evite a excessiva exposição ao sol. Nessa época, são recomendados tratamentos com lasers para problemas como manchas, rugas, cicatrizes de acne e estrias. Além de peelings com ácidos mais concentrados para uma renovação da pele.

A hidratação da pele deve ser feita em casa com cremes, loções, óleos e máscaras, de forma rotineira. Nas clínicas há a opção de realizar uma hidratação mais profunda, através de técnicas que aumentam a permeabilidade de substâncias reparadoras e antioxidantes que melhoram o viço da pele. O turgor cutâneo também pode ser restaurado rapidamente, por meio de aplicações de ácido hialurônico específico chamado de “skin booster”.

Lembre-se: é importante consultar um dermatologista para saber quais os procedimentos disponíveis para cada objetivo, assim como manter um acompanhamento para os tratamentos realizados.

Alimentação saudável

organicos legumes

Para prevenir o envelhecimento da pele, o ideal é escolher alimentos que são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres. Por exemplo, legumes e hortaliças, frutas ricas em vitamina C como morango, laranja, mexerica, limão e cereja; entre os vegetais, o brócolis, o repolho e a cenoura – rica em carotenoides – são exemplos de alimentos para essa estação.

Existem alimentos que são aliados importantes e devem ser adicionados à dieta: a soja é rica em isoflavonas, substâncias que evitam o ressecamento e melhoram a elasticidade da pele; castanhas, nozes e amêndoas são ricas em vitamina E; e o selênio contém antioxidantes. Todos são compostos importantes para manter a pele saudável e bonita.

Beba água!

Hidratacao agua mulher

Um erro brutal, que muitas pessoas cometem, é diminuir a ingestão de líquidos no frio. Beber água é extremamente importante para conservar a hidratação da pele e o pleno funcionamento de todo o organismo que pode fica mais debilitado nesta época por conta das gripes e resfriados. Um corpo hidratado apresenta uma pele mais macia e elástica.

Para quem possui dificuldade em tomar água, uma dica é inserir na dieta o consumo de chás claros ou de frutas e sucos naturais, além de sopas. Dividindo a quantidade indicada para um dia, de dois litros, entre água e as opções escolhidas. Dessa forma, o consumo torna-se mais prazeroso.

Doenças da estação

Durante o inverno, algumas doenças podem surgir, ou piorar, por causa do frio e ressecamento da pele. As principais são:

dermatite seborreica belgravia centre
Foto: Belgravia Centre

Dermatite seborreica: inflamação crônica e recorrente que ocorre principalmente nas áreas oleosas e que contêm pelos como: couro cabeludo, face (área de barba, sobrancelhas), virilha e tórax anterior, mas também afeta com frequência a lateral do nariz e orelhas. A causa não é totalmente conhecida, e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como o fungo Pityrosporum ovale. Os sintomas são caracterizados por intensa produção de oleosidade, vermelhidão, descamação e coceira. A descamação pode causar caspa, que varia desde fina até a formação de grandes crostas aderidas ao couro cabeludo, a chamada seborreia.

dermatite_atopica

Dermatite atópica: é caracterizada pelo ressecamento e excesso de lesões avermelhadas na pele. A interação entre predisposição genética, fatores ambientais, defeito da barreira cutânea e desregulação imunológica é o que leva ao aparecimento dos eczemas atópicos. O principal sintoma é a coceira, que pode começar antes das lesões cutâneas se manifestarem, podendo atingir a face, tronco e membros. Na infância, as lesões surgem nas bochechas – ainda com poucos meses de idade – podendo disseminar para os braços e pernas. Nos adolescentes e adultos, as feridas localizam-se nas áreas de dobras da pele, como posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços, além da cabeça. Locais em que a pele se torna mais grossa, áspera e escurecida. Pode estar associada à asma e rinite.

psoriase-mulher-peq

Psoríase: doença crônica de pele que geralmente causa lesões avermelhadas em placas e descamativas no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, mas pode afetar qualquer região do corpo. Outras formas de apresentação também existem, como a pustulosa. É causada por fatores genéticos e distúrbio do sistema imunológico. Atinge igualmente homens e mulheres e pode se desenvolver em qualquer idade, mais comumente entre os 20 e 40 anos. Estresse, trauma da pele, medicamentos, infecções e frio atuam como fatores desencadeantes da doença. O quadro da pele pode ser acompanhado por alterações nas unhas e inflamação de articulações.

ictiose-vulgar

Ictiose vulgar: condição hereditária que resulta em uma pele extremamente seca com descamação fina ou até rachaduras de aspecto geométrico. É causada por mutações dos genes que codificam a proteína filagrina, uma das moléculas responsáveis pela impermeabilidade da pele e por sua hidratação. Aparece geralmente na infância e as áreas mais atingidas são os membros, podendo afetar também a face, tronco e o couro cabeludo.

Resumo de dicas para manter a pele hidratada:

Young woman enjoy shower

• Beber, no mínimo, dois litros de água por dia;
• Evitar banhos quentes e demorados. Use um aquecedor portátil no banheiro para aquecer o ambiente e não aumentar a temperatura da água.
• Evitar se ensaboar demais e usar buchas, esponjas, toalhas, escovas para esfregar o corpo, pois isso contribui para retirar o manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele;
• Escolha sabonetes líquidos hidratantes ou para pele sensível/alérgica e passe especialmente nas dobras corporais (axila, virilha, genital), áreas oleosas (face, tórax anterior) e áreas mais sujas como os pés. Nos braços, pernas e abdome prefira o uso de cremes ou óleos higienizadores.

-royalty-free- mulher corpo creme
Royalt Free Image

• Usar hidratante após o banho ajuda na absorção do creme;
• Para peles oleosas e acneicas utilize hidratantes oil free, gel ou sérum;
• Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes específicos com FPS e assim evitar rachaduras; Evite molhar os lábios com a saliva pois piora o ressecamento.

mulher madura rosto creme olhos grisalha
• Use filtro solar diariamente, mesmo nos dias nublados e com chuva. Ele forma um filme protetor que ajudar a bloquear a ação do frio bem como a radiação solar.

Mesmo no inverno, podemos redobrar os cuidados diários com a pele para que ela se mantenha saudável e bonita durante todo o ano. Procure seu dermatologista e mantenha uma rotina de cuidados.

lilian odo

Fonte: Lilian Odo é dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Academia Americana de Dermatologia. Fez especialização em Laser na Universidade de Hokkaido, Japão; e de Cicatrização na Universidade de Boston, EUA. Atualmente, é convidada para ministrar aulas em Congressos de âmbito Nacional e Internacional.

Sterna Café lança kit de bebidas de inverno para fazer em casa

Drinques com KitKat, Churros e Marshmallow são as novidades do cardápio

A rede de Franquias Sterna Café lança o seu kit Neste inverno, viaje por novos sabores, com elementos para preparar em casa 3 tipos de bebidas quentes inspiradas em diferentes partes do mundo.

O primeiro drinque é o Calor Churros, feito com Leite Moça, que leva a um passeio pela Península Ibérica. Depois tem o Croc Blanket com KitKat, que remete à terra da Rainha Elisabeth, para finalizar vem o Marsh-mallow Dream, cujo o doce teve seus primórdios no antigo Egito. 

Cada kit contém todos os itens para o preparo adequado da bebida e o modo de fazer. O Calor Churros vem com 2 colheres cheias de pasta de Churros Nestlé, 100ml de leite, 1 xícara de café 50ml especial Sterna, 2 caracóis de chantilly, 1 colher de xerém de amendoim e 1 mini churros. Já o Croc Blanket traz 1 colher de pasta KitKat, 100ml de leite, 1 xícara de café 50ml especial Sterna Café, 2 caracóis de chantilly e 1 KitKat. Finalizando as novidades, o Marsh-mallow conta com 1 xícara de café de leite, 1 xícara (café) de leite de coco, 30 gramas de chocolate belga meio amargo e 3 marshmallows.

Além das delícias do lançamento, o cardápio ainda conta com bebidas quentes, como Cappuccino, Chocolate Quente Belga, Latte, Macchiato, Mocha Nutella, ou os cafés especiais que são o sucesso da marca.

Kit-04

As bebidas também podem ser retiradas já prontas pelo sistema ‘take away’, onde o cliente compra e leva para consumir em outro local, ou pedidas pelo delivery.

Informações: Sterna Café

Enxaqueca: existe alguma relação das crises de dor com o inverno?

Especialista dá dicas para quem sofre com a doença que atinge cerca de 31 milhões de brasileiros

O inverno chegou e com ele os dias mais frios do ano. Há quem goste, mas para quem tem enxaqueca e sensibilidade às mudanças de temperatura, as crises podem piorar e atrapalhar até mesmo tarefas simples do dia a dia. Conforme o Ministério da Saúde, o problema acomete cerca de 31 milhões de brasileiros, o que corresponde 15% da população. A maioria dessas pessoas têm de 25 a 45 anos. Ainda, de acordo com a entidade, entre as mulheres, a doença afeta até 25%, mais que o dobro da frequência em homens.

mulher computador olhos optix
Foto: Optix

A médica neurologista Fernanda Ferraz, do Hospital Anchieta, de Brasília, explica que a enxaqueca é uma doença crônica que tem diversos gatilhos ambientais e orgânicos, ou seja, variações no ambiente ou no organismo podem desencadear os episódios de dor. “Até o momento, os estudos científicos sobre a associação entre dor de cabeça e clima têm gerado resultados inconsistentes, porém, mudanças no tempo são frequentemente relatadas por alguns pacientes como um dos gatilhos de enxaqueca”, pontua a especialista.

A especialista cita pesquisas realizadas na Alemanha e em Taiwan. Dois estudos analisaram diários de dor de cabeça e a correlação dos episódios com a temperatura do ar e outras variáveis atmosféricas como pressão e umidade e outro estudo correlacionou a ocorrência de mensagens sobre enxaqueca em aplicativos para Smartphone e as mudanças de temperatura.

De maneira geral uma associação significativa foi encontrada entre variáveis meteorológicas e a ocorrência de ataques de enxaqueca, segundo a médica. “Em um dos trabalhos, o início de um ataque, bem como a alta intensidade de dor de cabeça, foram associados à menor temperatura e maior umidade. Os autores concluíram, então, que um subgrupo de enxaquecas é altamente sensível às mudanças de certos componentes climáticos”, acrescenta.

Fernanda explica que diante do número limitado de estudos sobre o tema e do pequeno número de pacientes avaliados nos estudos já realizados não se sabe ao certo como a temperatura do ambiente e as mudanças no clima podem contribuir como gatilhos para a enxaqueca. Segundo a neurologista, especula-se que uma proteína chamada TRPM8 tenha papel na enxaqueca e sua relação com a temperatura, pois este canal é predominantemente expresso em neurônios sensoriais periféricos e é conhecido como o sensor para temperatura fria em tecido cutâneo.

Contudo, ele também é expresso em nervos de órgãos profundos onde o frio provavelmente não é um estímulo. “Além de seu papel na sensação fria, o TRPM8 também contribui para a sensação dolorosa que o frio pode causar na pele ferida ou inflamada- chamada de alodínia fria”, afirma.

dor de cabeca enxaqueca mulher

Ela continua: “estudos pré-clínicos de enxaqueca mostram que a ativação do TRPM8 nas meninges (que são camadas que revestem o cérebro) por estímulos externos ao organismo pode causar e aliviar comportamentos de dor de cabeça, dependendo se outros receptores recebem simultaneamente outros estímulos nocivos. Isso pode ter relação com o relato de vários pacientes de que o frio pode desencadear enxaqueca”, destaca.

Sofre com o problema? Confira dicas de como se cuidar durante o inverno

salto de cordas exercicio

Para a especialista, os pacientes que notam que a enxaqueca piora no inverno devem manter hábitos de vida saudáveis ingerindo bastante líquido e alimentação balanceada, manter uma rotina regular de exercícios físicos aeróbicos, tempo e horário regular de sono, evitar o estresse e exposição a mudanças bruscas de temperatura usando roupas adequadas à temperatura do ambiente.

Aproveite o friozinho para preparar choconhaque cremoso

Um chocolate quente delicioso e cremoso, preparado com ingredientes de qualidade, é uma unanimidade para os dias mais frios do ano. Agora, que tal potencializar a receita e adicionar um bom conhaque? Gostou?

Então, esse é o Choconhaque desenvolvido por José Araújo Netto, idealizador de grandes referências do mercado gastronômico nacional: do Bar Quermesse, O Bar do Açougueiro, Porks – Porco & Chope e Mr. Hoppy. Confira o passo a passo:

Choconhaque

Homemade spicy hot chocolate with cinnamon
Homemade spicy hot chocolate with cinnamon in enamel mug on a slate,stone or concrete background.

Ingredientes
– 1 lata de leite condensado
– 1 lata de creme de leite
– 4 colheres (sopa) de chocolate em pó
– 2 copos (250ml) de leite
– 1 xícara (chá) de conhaque

Modo de preparo
Leve ao fogo o leite condensado, o creme de leite e o chocolate em pó. Mexa bem até formar uma mistura homogênea. Adicione o leite e o conhaque. Misture tudo. Desligue o fogo antes que a mistura ferva, para que o creme de leite não coalhe. Sirva logo na sequência.

Rendimento: dez porções

Inverno pede atenção redobrada às articulações dos pets

Kauê Ribeiro da Silva, veterinário da Vetnil, reforça a importância do acompanhamento veterinário

Assim como os humanos, pets também podem sofrer de problemas nas articulações. Ainda que a enfermidade seja bastante comum durante todo o ano, a chegada do inverno requer ainda mais atenção dos tutores aos possíveis sinais clínicos. Segundo Kauê Ribeiro da Silva, veterinário e analista de desenvolvimento de produtos da Vetnil, problemas articulares podem surgir principalmente em pets idosos, mas complicações preexistentes, como traumas e displasias, também são fatores de risco.

cachorro labrador quieto deitado dor

Entre as principais doenças articulares, pode-se destacar a osteoartrose, que gera dor crônica e acomete em torno de 20% dos cães e gatos em geral. Kauê recomenda que para evitar problemas mais graves, é fundamental que seja realizado um acompanhamento veterinário desde os primeiros sintomas. Com as consultas, o profissional poderá inclusive recomendar uma terapia preventiva (utilizando medicamentos condroprotetores), além de outras medidas como exercícios físicos de leve intensidade e controle de peso, caso o animal apresente sobrepeso.

O veterinário ressalta ainda a importância de se atentar a todos os sinais. Cães com dor crônica em decorrência de doenças articulares tendem a apresentar alterações de comportamento, atrofia muscular, dificuldade de caminhar e se movimentar, letargia e tendem a lamber constantemente as articulações acometidas.

gato deitado triste doente Gundula Vogel por Pixabay
Gundula Vogel/Pixabay

Já os gatos costumam apresentar maior irritabilidade, menor tolerância ao contato (como nos momentos de escovação ou carinho), mudança dos locais usuais de descanso, além de poderem diminuir a interação com o dono e a ingestão de água e comida (principalmente quando o comedouro e bebedouro estão em locais altos – o que normalmente é positivo, mas representa uma dificuldade para um gato com dor).

“Ao observar alguma dessas manifestações ou quaisquer outras no pet, é fundamental que o tutor o leve ao veterinário para que seja realizado um diagnóstico correto e tratamento adequado. A dor crônica é muito prejudicial à saúde dos pets, assim como à nossa, e se torna mais difícil de tratar quanto mais tempo se leva para iniciar a terapia”, complementa Kauê.

Valley Vets, Cardiff
Foto: Valley Vets, Cardiff

Dentre as possibilidades de terapia, a realização de exercícios físicos leves é recomendada, já que os exercícios elevam a temperatura corporal e melhoram a circulação sanguínea, o que ajuda a diminuir a contração muscular e auxilia na reversão dos processos que causam dores musculares e articulares. Outros efeitos benéficos do exercício incluem evitar o sobrepeso e a atrofia muscular (consequências que podem piorar o quadro e a dor articular).

Nesse sentido, um exercício fácil e prazeroso de se realizar com seu cão são os passeios, porém deve-se prestar atenção às regras de isolamento e cuidados para não promover a transmissão da Covid-19. Assim, os tutores devem utilizar máscaras e preferir locais com o mínimo possível de circulação de pessoas.

mulher-mascara-cachorro-passeio-pixabay-silviu-costin

Ao retornar às suas casas, é recomendado higienizar as patas dos cães com solução antisséptica (à base de clorexidina, por exemplo) e lavar bem as mãos, tomando cuidado para que roupas potencialmente contaminadas não contaminem outros objetos da casa. Para os gatos, a utilização de itens de enriquecimento ambiental e de brinquedos que o estimulem é recomendada, mas o tratamento para reduzir a dor e promover a saúde articular deve ser realizado de forma conjunta.

Kauê ainda destaca produtos da Vetnil que podem contribuir para os cuidados com os pets durante o inverno:

Condroton é um medicamento que atua na causa primária das enfermidades articulares, proporcionando melhor qualidade de vida para o animal. Ele é indicado no tratamento de artropatias em geral, doenças tendíneas, pós-operatório de cirurgias articulares, prevenção de doenças osteoarticulares e como auxiliar para os casos de fratura. O Condroton Injetável, com indicação para cães e gatos, está disponível em frasco ampola de 10 ml, enquanto o Condroton, com indicação para cães, tem apresentação em comprimidos de 500 mg e 1000 mg, disponíveis em frascos plásticos com 60 comprimidos.

Geripet é um suplemento formulado especialmente para suprir as principais demandas nutricionais de cães e gatos com idade mais avançada, possuindo nutrientes específicos para uma melhor qualidade de vida de animais idosos. Geripet está disponível em frascos contendo 30 comprimidos.

Meloxinew Comprimido é um anti-inflamatório não esteroidal com atividade preferencial na inibição da COX-2. É indicado para cães e gatos no tratamento da inflamação e dor, aguda ou crônica, nos casos que envolvam tecidos moles ou musculoesqueléticos, além de ser indicado no controle da dor e inflamação em pós-operatório. O produto está disponível em apresentações de 0,5, 1, 2 e 4 mg, em cartuchos contendo 1 blíster com 10 comprimidos e displays contendo 12 blísteres com 10 comprimidos cada.

Ômega3+SE é um suplemento à base dos ácidos graxos essenciais da família ômega-3, obtidos de peixes marinhos de águas frias e fornece EPA e DHA na proporção ideal, além de possuir a Vitamina E e o Selênio, que são potentes antioxidantes. O produto tem duas apresentações, o Ômega3+SE 550 e o Ômega3+SE® 1100, ambos disponíveis em frascos contendo 30 cápsulas.

Fonte: Vetnil

P.S. Você gosta de animais? Eu criei um site só para falar sobre eles, nossos amados amigos. É o Se Meu Pet Falasse. Se inscreva para receber avisos de novos posts. Tem saúde, comportamento, adoção, fofuras… Você vai gostar!