Arquivo da tag: julia canabarro

Dicas para voltar à alimentação saudável após os feriados

Dietbox reúne dicas e sugestões para retomar a rotina alimentar após os exageros do feriado

Para muitas pessoas, resistir à tentação de abusar dos chocolates na Páscoa os de outras delícias dos feriados prolongados é um desafio. Por isso, quem sente que exagerou na dose pode ter essa sensação de que precisa retomar as rédeas o mais rápido possível. É aí que a maioria pensa em fazer um detox, mas cai no erro de apostar em receitas com promessas milagrosas que de divinas não têm nada.

“Nessa empreitada, que pode durar de alguns dias a semanas, não existe mágica. A chave para voltar aos seus hábitos saudáveis está no equilíbrio das refeições e numa boa hidratação. Por se tratar de um período pós refeições exageradas, o importante é nutrir o organismo com refeições leves, voltar a uma rotina ativa, além de fugir da sensação de culpa”

É o que afirma Julia Canabarro, nutricionista da Dietbox, startup de nutrição, que elaborou algumas dicas flexíveis e adaptáveis a diferentes tipos de rotina para serem colocadas em prática:

Botswanayouth

Mente limpa, corpo limpo
O primeiro passo para reequilibrar sua rotina é a base para qualquer mudança: não se culpar pelo exagero. O autoflagelo psicológico é, na verdade, uma armadilha para o cérebro que em algum momento vai buscar conforto na comida ou em outros vícios. Cuidar dos pensamentos, portanto, é uma das dicas mais importantes desta lista, já que uma mente saudável ajuda a manter o equilíbrio e a saúde física.

Fuja de comidas pesadas
Quando a páscoa acaba, compartilhar o chocolate restante até pode ajudar. Mas lembre-se que ao encher novamente a despensa, você deve focar em alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, legumes e verduras, além de fugir dos industrializados.

Ingredientes essenciais
Após a retirada dos alimentos pesados das refeições, vem a fase de escolher os elementos certos, que farão parte da composição de sucos, chás e pratos. Hibisco, couve, cereais integrais, vegetais frescos, proteínas magras, como peixes brancos, ovos, frango e tofu. Estes são alguns exemplos simples, facilmente encontrados em qualquer mercado, e que quando somados e colocados em uma dieta, são responsáveis pelo bom funcionamento do metabolismo, ajudando o corpo a se recuperar depois de um período de exageros.

Fonte: Dietbox  

Entenda a relação da alimentação na prevenção de doenças

Acompanhamento nutricional pode diminuir o risco de doenças infecciosas e crônicas

Manter uma alimentação saudável proporciona diversos benefícios para a saúde, mente e corpo. Pensando nisso, a nutricionista Júlia Canabarro, da Dietbox, startup de nutrição, reforça as vantagens de adotar hábitos saudáveis. “Com uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais, os benefícios para a saúde são imensos, proporciona o fortalecimento do sistema imunológico e prevenção de diversas doenças”, afirma Júlia.

“Incluir frutas e verduras na rotina, consumir a quantidade ideal de água, evitar o consumo exagerado de doces e frituras e reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, são alguns hábitos essenciais para manter a saúde em dia”, completa a profissional.

Júlia lista os principais benefícios de uma alimentação saudável:

Garante mais energia

A primeira mudança aparente após a mudança dos hábitos é o aumento da energia e disposição para realizar as atividades do dia a dia e também para prática de atividades físicas, o que ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Diminui o risco de doenças crônicas

Uma dieta rica em vitaminas, minerais e fibras ajuda a regular os níveis de colesterol e de açúcar no sangue, prevenindo doenças cardíacas e diabetes.

Previne doenças infecciosas

Botswanayouth

Uma alimentação saudável e equilibrada promove a melhora da função do sistema imunológico, ajudando a prevenir e combater infecções de forma mais eficaz.

Regula a produção de hormônios

Envato Elements

Atua na prevenção de doenças relacionadas à tireoide e fertilidade.

Foto: Pablo Merchan Montes/Unsplash

Ajuda a prevenir o envelhecimento precoce

Uma alimentação rica em antioxidantes contribui para melhora da pele e previne o aparecimento dos sinais de envelhecimento, as tão temidas rugas.

Fonte: Dietbox  

O papel da alimentação na prevenção do câncer de mama

Nutricionista explica que dieta deve ser rica em frutas, vegetais e leguminosas

Um levantamento realizado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostra que 29% dos tumores malignos registrados anualmente no Brasil são de câncer de mama. Muitas vezes, os riscos estão relacionados a fatores genéticos, porém, o mesmo estudo aponta que 30% destes tumores poderiam ser evitados com hábitos de vida saudáveis, como evitar o consumo de alimentos processados, gordurosos e ultraprocessados.

Júlia Canabarro, nutricionista da startup de nutrição Dietbox, explica que, além dos exames periódicos, como o autoexame e a mamografia, a alimentação contribui na prevenção da doença. Frutas, verduras, legumes, cereais integrais e leguminosas podem prevenir novos casos de câncer. “Uma dieta equilibrada, à base de hortaliças e frutas, pode atuar preventivamente em casos onde a possibilidade de desenvolver a doença é maior, pois estes alimentos possuem antioxidantes e outras substâncias que ajudam a combater os radicais livres, fortalecendo o organismo”, comenta Júlia .

Freepik

O Outubro Rosa, mês dedicado à conscientização sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama, tem o objetivo de compartilhar informações e contribuir com a redução do número de mortes.

“As mulheres que estão passando por tratamento de câncer de mama precisam seguir um cardápio que permita a ingestão de nutrientes que fortaleçam o organismo. É importante lembrar que cada organismo reage de uma maneira à quimioterapia e, por este motivo, o acompanhamento de um nutricionista é fundamental para que os resultados sejam satisfatórios”, observa a nutricionista.

Alimentos que ajudam a combater o câncer de mama

Frutas vermelhas: são potentes antioxidantes que combatem os radicais livres podendo retardar o crescimento ou desenvolvimento de um tumor.

Fruchthandel_Magazin/Pixabay

Romã: é um alimento aliado ao combate ao câncer de mama. Pesquisam demonstram que os fito químicos presentes na fruta podem inibir a ação do estrogênio – hormônio considerado o principal combustível para o câncer de mama.

Cenoura: estudos mostram que consumir cenoura regularmente pode reduzir significativamente a probabilidade de desenvolver a doença.

Brócolis: é um alimento rico em vitaminas e antioxidantes, assim pode ajudar a prevenir o aparecimento de tumores malignos no organismo, além de auxiliar pacientes que tratam algum tipo de câncer.

Feijão, ervilha e lentilha: estudos indicam que o consumo de alimentos ricos em proteínas e fibras, como leguminosas, pode estar associado a um risco reduzido de cânceres específicos, como câncer de mama, colorretal e de próstata.

Fonte: Dietbox 

Entenda a importância da alimentação na prevenção de doenças

Criada para conscientizar sobre a importância da educação sanitária e o valor da saúde, o Dia Nacional da Saúde, comemorado ontem, 5 de agosto, ganhou forte notoriedade. É importante se cuidar o ano todo, mas para evidenciar a data em especial, a nutricionista Júlia Canabarro, da Dietbox, startup de nutrição, reforça as vantagens de adotar hábitos saudáveis.

“Com uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais, os benefícios para a saúde são imensos, proporciona o fortalecimento do sistema imunológico e prevenção de diversas doenças”, afirma Júlia.

“Incluir frutas e verduras na rotina, consumir a quantidade ideal de água, evitar o consumo exagerado de doces e frituras e reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, são alguns hábitos essenciais para manter a saúde em dia”, completa a profissional.

Júlia lista os principais benefícios de uma alimentação saudável:

Envato Elements

Garante mais energia
A primeira mudança aparente após a mudança dos hábitos é o aumento da energia e disposição para realizar as atividades do dia a dia e também para prática de atividades físicas, o que ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Diminui o risco de doenças crônicas
Uma dieta rica em vitaminas, minerais e fibras ajuda a regular os níveis de colesterol e de açúcar no sangue, prevenindo doenças cardíacas e diabetes.

Foto: Alisa Farov

Previne doenças infecciosas
Uma alimentação saudável e equilibrada promove a melhora da função do sistema imunológico, ajudando a prevenir e combater infecções de forma mais eficaz.

Regula a produção de hormônios
Atua na prevenção de doenças relacionadas à tireoide e fertilidade.

Ajuda a prevenir o envelhecimento precoce
Uma alimentação rica em antioxidantes contribui para melhora da pele e previne o aparecimento dos sinais de envelhecimento, as tão temidas rugas.

Fonte: Dietbox

Com a chegada do inverno, conheça cinco frutas ideais para consumir na estação

Nutricionista da Dietbox elenca as melhores escolhas na hora das compras para os dias mais frios do ano

Adobe Stock


O inverno se iniciou no Brasil na última segunda-feira (21) e, com a chegada da nova estação, uma dúvida paira no ar: quais frutas estão em seu melhor momento de plantação e colheita? Júlia Canabarro, nutricionista da Dietbox, startup de nutrição, explica que é nessa época que frutas como kiwi e morango – ricas em vitamina C – marcam presença nas feiras e mercados e escolher consumi-las em sua devida estação, além de beneficiar a saúde, garante alimentos mais saborosos e nutritivos.

“Durante os dias mais frios e secos do ano, é natural que nosso organismo fique mais suscetível a vírus como gripes, resfriados e outras doenças respiratórias. Para isso, nada melhor que priorizar o consumo de frutas que fortaleçam nossa imunidade. Vale deixar isso em mente: além de saudáveis, alguns alimentos estão em seu auge no inverno e podem ser encontrados com mais facilidade, a um preço mais acessível e, claro, com ainda mais sabor”, acrescenta a profissional.

Abaixo, Júlia elencou cinco opções que não podem ficar fora da lista de compras na hora de fazer a feira:

Avocado

Famoso por sua versatilidade, o avocado é rico em gorduras boas, como a ômega-3 e as vitaminas C, E e K. O fruto pode ser utilizado tanto em preparos de receitas salgadas – como a famosa guacamole – quanto doces, saladas de frutas e vitaminas. A nutricionista explica: “O avocado conta com propriedades antioxidantes perfeitas para o fortalecimento do sistema imunológico nos dias mais frios. Priorizá-lo no inverno, quando nosso organismo ‘pede’ por alimentos mais gordurosos, é uma ótima opção.”


Kiwi

O kiwi costuma ser consumido in natura no café da manhã, mas suas possibilidades vão além: sucos, vitaminas e até mousses podem ser preparados com a fruta. A nutricionista da Dietbox explica seus benefícios: “Assim como o abacaxi, laranja e limão, ele fortalece a imunidade por ser rico em vitamina C. É um bom aliado para ajudar a proteger o organismo nos três meses de inverno”.


Morango

AlexasFotos/Pixabay

Além de fortalecer a imunidade por sua alta taxa de vitamina C, o morango ajuda na diminuição de inflamações, por ser rico em compostos anti-inflamatório. Por ser um “coringa”, adquiri-lo no inverno é o momento certo para morangos mais maduros, doces e saborosos. “O melhor de tudo é que, além de saudável, ele é o rei das receitas doces. Afinal, é difícil dizer não a sobremesas como tortas e bolos de morango. Mas, vale lembrar que equilíbrio é a chave para uma alimentação balanceada”, pondera Júlia.

Caqui

Foto: Ceeline/Pixabay

A fruta, rica em vitaminas A, C e fibras, se destaca por seu sabor adocicado. Bom para os dias frios por fortalecer a imunidade, o caqui também combate o estresse e é indicado para o bom funcionamento do intestino, pois evita a prisão de ventre. A nutricionista acrescenta: “o melhor de tudo é que, além de mais saborosa, seu preço durante o inverno é o mais baixo do ano. Junto disso, a fruta é rica em antioxidantes, auxiliando na diminuição de radicais livres.”

Carambola

Pixabay

Por último, conhecida por seu popular formato de estrela, a carambola conta com uma baixa quantidade de calorias sendo indicada para aqueles que desejam consumir alimentos mais leves. A fruta ainda é rica em antioxidantes, combatendo o envelhecimento e ajudando na proteção das células do corpo. “A carambola também auxilia na hidratação por seu alto teor de água, além de ser muito saborosa. Para os dias mais frios que nos esperam, ela é uma ótima pedida para compor uma salada de frutas por sua grande quantidade de vitamina C”, finaliza Júlia.

Fonte: Dietbox  

Confira dicas para evitar ataques à geladeira durante home office

Segundo nutricionista da Dietbox, startup de nutrição, o hábito pode ser decorrente de estresse, sobrecarga ou tempo ocioso

Uma das soluções mais importantes, implementadas pelas empresas na pandemia, foi o home office. A modalidade caiu no gosto dos colaboradores pela flexibilidade e, até mesmo, pela qualidade de vida que oferece em casa e com a família. Mas, com o estilo de trabalho, vieram também os assaltos à geladeira que, agora, ocorrem com mais frequência, por estar sempre ao alcance.

De acordo com pesquisa realizada pela Income Opportunities Magazine, 36% das pessoas afirmaram estarem comendo mais após o home office e 32% disseram ter ganhado peso. Para Júlia Canabarro, nutricionista da Dietbox , startup de nutrição, os ataques à geladeira podem ocorrer devido ao estresse da sobrecarga ou de tempo ocioso, pressão, ansiedade, ou por sentir-se solitário.

“Manter uma alimentação equilibrada, mesmo trabalhando em casa, é fundamental para um bom desempenho nas tarefas e para a saúde no geral, isso porque, a comida está ligada à saciedade e ao prazer, o que contribui para a concentração”, explica Júlia.

Confira dicas da especialista para controlar os ataques à geladeira no home office:

Conscientize-se

O primeiro passo é perceber que comer o tempo todo não é bom – e, a partir disso, entender a necessidade da mudança do hábito.

Não se prive de alimentos que você gosta

Dentro de uma rotina equilibrada, é possível comer algo que goste e que faça bem, porém cuidando para não exagerar nas quantidades.

Não se sobrecarregue

Entenda os seus limites, planeje metas realistas, faça pausas e entenda que você pode relaxar um pouco. Tirar uma soneca de 20 minutos após o almoço pode ajudar a te desestressar e fazer com que seu trabalho renda mais depois.

Faça mais coisas que te dão prazer

A comida é uma forma de satisfazer os sentidos e, se não estiver satisfeito com a vida, pode ser tornar um hábito tentar preencher esse vazio com alimentos pouco saudáveis. Achar hobbies ou realizar atividades de lazer durante o dia são formas de diminuir a necessidade de compensar-se com comida.

Beba mais água

Muitas vezes é normal confundir fome com vontade de comer, por isso, recomenda-se ingerir bastante água ao longo do dia. Mas, se a fome persistir, priorize petiscos saudáveis.

Planeje as refeições

iStock

O planejamento das refeições evita a ingestão de alimentos por impulso e proporciona uma rica composição nutricional das refeições, escolhendo sempre alimentos ricos em proteínas e fibras, que ajudam a aumentar a saciedade.

Essas dicas podem auxiliar no controle da alimentação, mas, caso se torne um hábito constante, Júlia Canabarro orienta que é importante buscar o acompanhamento de um profissional.

Fonte: Dietbox

Nutricionista ensina como evitar exageros na alimentação das festas de fim de ano

Dentre as orientações, nutricionista da Dietbox diz que se deve evitar jejuar durante o dia e beliscar no preparo das refeições

Mesa farta é convite para a “comilança” nas festas de fim de ano. Pode ser difícil resistir às tentações, que, muitas vezes, são mais calóricas que as refeições habituais. Mas, segundo Júlia Canabarro, nutricionista da startup de nutrição Dietbox, é possível aproveitar as datas sem cometer exageros.

“Se você é a pessoa responsável pela preparação do cardápio, pode fazer escolhas inteligentes já durante o processo. Por exemplo, evitar frituras e se atentar ao excesso de gorduras, condimentos, sal e embutidos nas preparações podem ser cuidados importantes para um cardápio mais saudável”, comenta Júlia.

A nutricionista da Dietbox dá outras dicas para minimizar os efeitos das festas de fim de ano e priorizar uma alimentação equilibrada. Confira:

Se alimente normalmente

“Não tente se restringir durante o dia para poder ‘se permitir’ à noite. O ideal é garantir a saciedade com consumo de frutas, fibras, cereais integrais e água para não chegar à noite faminto”, orienta.

Nada de beliscar durante a preparação

Beliscar os alimentos ao longo do processo de preparo não é uma boa ideia. “Normalmente, o ato de beliscar é feito sem pensar, movido pela ansiedade. Nestes casos, é comum nem percebermos o que estamos ingerindo”, comenta. “Fazer um lanche da tarde equilibrado para sustentar a fome até a hora do jantar, e claro, manter uma boa hidratação são medidas essenciais”, completa a nutricionista.

Escolha bem os alimentos que vão ao prato

No momento de montar o prato, a especialista da Dietbox ressalta a importância de priorizar as preparações mais naturais e, se possível, dar preferência a preparações assadas e temperos naturais. Já a porção servida pode depender da necessidade de cada pessoa, mas é essencial avaliar a saciedade e saber o momento de parar. “Apenas vale se atentar que, caso a quantidade ingerida seja muito alta, pode atrapalhar o sono e ainda causar problemas gastrointestinais”, pondera.

Evite líquidos durante as refeições

Júlia alerta para a ingestão em excesso de líquidos junto às refeições, pois a prática pode gerar grande desconforto gástrico. Os alcoólicos merecem atenção redobrada, pois trazem efeitos negativos ao metabolismo, incluindo a desidratação.

Não se sabote na sobremesa

A dica do jantar também se aplica na sobremesa: avalie a saciedade. “Para quem está em um planejamento um pouco mais restrito, talvez optar por frutas ou comer apenas um dos pratos doces seja a melhor alternativa. Assim, pode ficar mais fácil manter um pouco mais de controle sobre o que ingeriu”, aconselha.

Mesmo assim, cometeu algum exagero?

Se mesmo seguindo as orientações houve algum exagero, não tem problema. “No dia seguinte, não tente compensar fazendo uma restrição alimentar ou abusando de exercícios físicos. Um dia apenas não colocará tudo a perder. Procure comer alimentos leves e naturais como frutas, legumes e verduras, e hidrate-se muito”, conclui a nutricionista.

Fonte: Dietbox