Arquivo da tag: kurotel

Pausa necessária: spa é a melhor opção para o começo do ano

Kurotel, em Gramado, tem programa detox para minimizar os impactos das festas de fim de ano e para encarar 2022 com nova mentalidade

O ano novo vem sempre junto a resoluções de novas atitudes, principalmente àquelas de adquirir hábitos mais saudáveis física e mentalmente. Por isso, a experiência em um spa como o Kurotel, que completa 40 anos, é o melhor presente que alguém pode se dar. O centro contemporâneo de saúde e bem-estar, localizado em Gramado, é o destino certo para concretizar essas resoluções.

O Kur tem um programa detox, ideal para restabelecer o equilíbrio do organismo e minimizar os impactos das festas de fim de ano, com alimentação leve, saudável e rica em nutrientes. O programa foi desenvolvido por um time de nutrólogos, nutricionistas com especialização internacional e apoio de uma equipe interdisciplinar, a fim de potencializar os resultados individuais de cada cliente. Para equilibrar o corpo, por exemplo, é importante investir na eliminação de toxinas por meio da inclusão de alimentos que auxiliam nesta “limpeza” corporal.

A eliminação de substâncias que o corpo não necessita é um dos mecanismos mais importantes do organismo. Para desintoxicar, é necessário aumentar o consumo de alimentos que alcalinizem o organismo e reduzir o consumo de alimentos e bebidas que o acidifiquem, além da ingestão de muita água. O termo “detoxificação” significa “limpeza do organismo” e é um processo natural que promove a eliminação das substâncias tóxicas que não são essenciais. Mas isto não significa ficar uma semana a base de sucos verdes, sopas e chás “detox”. O processo de eliminação de toxinas não acontece em um período curto, 3 a 7 dias. Para que o processo de detoxificação aconteça e realmente permaneça é preciso cultivar bons hábitos e iniciar um novo estilo de vida.

A alimentação correta é fundamental neste processo: os alimentos que mais acidificam o organismo (e que, portanto, devem ser evitados ou ao menos reduzidos) são: café, sal refinado, açúcar, carne vermelha, queijos, leite, farinha de trigo (e seus derivados), bebidas alcóolicas. O excesso de soja também não é indicado. Já os alimentos que mais alcalinizam, e que, portanto, devem ser incluídos em abundância, são as frutas e vegetais em geral, mas com destaque para os que seguem: brotos, brócolis, couve, alho, lentilha, melão, lima, limão, maçã, temperos e ervas como aipo, salsinha, gengibre e alecrim.

Além da alimentação, o Kur tem os tratamentos completos para cada objetivo dos seus clientes, seja relaxar, emagrecer, desestressar etc., feitos com terapias naturais com água, ervas medicinais, fitoterapia, fisioterapia, nutrologia, saúde estética bucal, estética, dermatológica, emocional, cardiológica, clínica até a análise criteriosa da genética individual. Tudo isso com os mais modernos equipamentos e tecnologias na área do bem-estar. Sua real vocação é compartilhar conhecimento sobre estilo de vida saudável para que seus clientes tenham melhor saúde e mais vida.

Kurotel: Rua Nações Unidas, 533, Bavária, Gramado – RS
Atendimento: 0800 970 9800 | +55 (54) 99121-2132
De segunda a sexta – das 8h00 às 19h00
Sábados – das 10h00 às 17h30
Email: contato@kurotel.com.br

Quem come mais frutas, verduras e legumes por dia reduz risco de morte, aponta pesquisa

Quanto mais frutas e vegetais as pessoas comem, menor a probabilidade de morrerem, em qualquer idade

Segundo Mariela Silveira, médica diretora do Kurotel – Centro Contemporâneo de Saúde e Bem-Estar, um trabalho publicado na Journal o Epidemiology and Community Health em 2014 precisa ser aproveitado neste momento de pandemia da Covid-19 em todo o mundo. Pesquisadores da University College London estudaram 65.226 homens e mulheres acima de 35 anos de idade e os acompanharam durante sete anos e meio para avaliar o impacto da ingestão de frutas verduras e legumes ao dia na saúde.

Quem comia no mínimo três porções ao dia tinha 14% menos risco de mortalidade. Os que ingeriam pelo menos cinco frações tinham 29% menos, quem absorvia sete porções reduzia em 36% e quem alimentava-se mais do que sete quantidades de frutas, verduras ou legumes ao dia reduzia para 42% o risco de morte, incluindo doenças cardiovasculares e câncer. O ideal é que cada porção tenha o tamanho da palma da mão.

“Ou seja, quanto mais frutas e vegetais as pessoas comiam, menor a probabilidade de morrerem, em qualquer idade. Se este trabalho mostra que a mortalidade é reduzida comendo-se frutas, verduras e legumes, significa que o organismo se torna mais forte e a redução de doenças, bem como sua recuperação, também. Por isso esta é uma medida barata e de saúde pública”, comenta Mariela.

A alimentação é um item fundamental para a saúde. Somos o reflexo daquilo que comemos, pois cada célula do nosso corpo é formada a partir dos nutrientes que fornecemos ao organismo por meio da alimentação. A falta ou quantidade insuficiente de um único nutriente já é capaz de gerar consequências negativas ao organismo. Os alimentos são como remédios naturais.

Foto: Nicole Franzen

No verão, por exemplo, uma grande aliada da pele é a vitamina C, que tem ação antioxidante, protege dos raios UVA e UVB, preserva a firmeza, elasticidade e resistência da pele. Alguns alimentos ricos em vitamina C são as frutas cítricas (laranja, mexerica, limão), mamão papaia, morango, kiwi, melão, tomate, manga etc.

Também precisamos buscar a adequação dos níveis de vitamina D, por meio de orientação dietética, mudança dos hábitos de vida e suplementação, caso necessário. As duas principais fontes de vitamina D são a síntese pela pele, em resposta à exposição aos raios ultravioleta B, e as fontes dietéticas, que incluem peixes gordurosos, gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau e alimentos fortificados.

Fonte: Kurotel

Médica indica oito passos para aumentar a imunidade

A médica diretora do Kurotel, Mariela Silveira, dá orientações sobre como cuidar da saúde e melhorar a imunidade do organismo

Em tempos de grandes preocupações e cuidados com a saúde é imprescindível procurar aumentar a imunidade a fim de fortalecer o organismo contra eventuais doenças e infecções.

O sistema imunológico está diretamente ligado à proteção do organismo e nossos hábitos e situações cotidianas influenciam para que a imunidade esteja em níveis bons ou ruins.

Transforme o medo em atitudes preventivas e positivas! Quando sentimos muito medo, deprimimos o nosso sistema imunológico por razões neuroendócrinas. Ao fazer isso, acabamos colocando mais adrenalina e cortisol em nossa corrente circulatória e isso, por sua vez, baixa as resistências do organismo. Entretanto, o medo também pode ser benéfico, pois quando bem controlado, oportuniza, de fato, que as pessoas possam colocar atitudes preventivas e positivas na sua vida, cuidando-se para não se expor a perigos.

Confira abaixo, oito passos que irão auxiliar você a cuidar do organismo e, consequentemente, prevenir inúmeras patologias.

mulher meditacao mindfulness selfsetfreeliving
Foto: SelfSetFreeLiving

Aliviando o estresse: sabemos que o acúmulo de tarefas e as rotinas cada vez mais estressantes contribuem para deixar a resposta do organismo comprometida. Agora, com a pandemia, tudo aumenta. Gerenciar as emoções e buscar estratégias para controlar e o estresse e a ansiedade contribuem para fortalecer a saúde. Procure investir em atividades como ioga, meditação e mindfulness que ajudam a reduzir o cortisol e melhorar a imunidade.

fruta assada food network
Foto: Food Network

Ingerindo alimentação rica em nutrientes, balanceada: uma alimentação equilibrada é fundamental para que o organismo funcione bem. Aposte em alimentos como frutas cítricas, oleaginosas, sementes, leguminosas – como feijão, lentilha e ervilha, que são fontes de zinco e são grandes aliados para melhoras as defesas do organismo. Procure comer 7 porções de frutas, verduras e legumes (de preferência frescos e crus), todos os dias. Isto é, sem dúvida nenhuma, uma das medidas mais importantes de saúde que podemos adotar para diminuir a chances de qualquer doença. Se tiver a oportunidade, verifique os níveis de nutrientes no sangue junto a seu médico ou nutricionista para saber o que é essencial para você.

bruce-mars- cama dormir

Dormindo um sono reparador: uma boa noite de sono é capaz de auxiliar de forma muito eficiente o aumento da imunidade. Procure descansar, se possível, de sete a oito horas por dia e preze por ambientes calmos e tranquilos. Evite utilizar eletrônicos – celulares, tablets e computadores – por, no mínimo, uma hora antes de dormir. Essa prática contribui para um sono reparador.

Fazendo exercícios: a prática regular de atividades físicas é essencial para manter a boa saúde e também ajuda a aumentar os níveis de imunidade. Neste momento, opte por aqueles que você possa fazer em casa.

vinho taça tinto

Não abusando da ingestão de álcool: em caso de desejar tomar álcool é importante que não se abuse a quantidade, pois o excesso de bebida pode fazer o sistema ficar intoxicado e piorar a resistência.

o-cigarro-pode-levar-a-infertilidade

Não fumando: o cigarro deixa qualquer pessoa mais suscetível a qualquer infecção de vias aéreas superiores ou inferiores. Parar de fumar é uma medida pratica que impacta diretamente na melhora da imunidade e da saúde como um todo.

lipoaspiracao corpo barriga fita metrica

Tendo um peso saudável: manter o índice de massa corporal e, especialmente, o percentual de gordura corporal controlado, faz com que haja menos resistência insulínica e, por sua vez, maior imunidade. Além disso, essa medida reduz comorbidades como doenças cardiovasculares e cânceres e a ausência dessas doenças favorecem a pessoa a ter casos mais brandos de infecções e a se recuperar mais rapidamente, caso venha a ser acometida de coronavírus ou de outra virose.

mãos sol céu nuvens

Estando em contato com a natureza e com luz solar: se não houver contraindicação por parte de seu dermatologista, tomar sol cedo pela manhã ou no final do dia, é extremamente importante para manter os níveis adequados de vitamina D. E, quando for possível, fazer isto em locais abertos, aonde a natureza possa ser contemplada, é ainda mais benéfico.

Consulta da Imunidade:

Kurotel – Centro Contemporâneo de Saúde e Bem-Estar oferece, para os clientes hospedados, uma consulta específica para aumentar a imunidade de maneira rápida e eficaz. Neste momento, a nutricionista funcional verá o histórico de saúde pessoal e as condições clínicas.

A partir disso, a equipe médica e nutricional poderá solicitar exames para avaliar e prescrever suplementação apropriada para melhorar a imunidade, além de recomendar a alimentação mais adequada para isto, baseada nas últimas evidências científicas. Muito além do coronavírus, o ajuste nutricional para melhorar a imunidade é muito importante para se proteger de diversas viroses e bactérias.

Dra.-Mariela

Mariela Silveira é médica graduada pela Universidade Luterana do Brasil. Pós-graduada em Nutrologia pela Universidade de São Paulo e Especialista em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia, Pós-graduada em Acupuntura Médica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Pós- graduada em Terapia Cognitiva no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Presidente da ONG Mente Viva. Embaixadora do Global Wellness Day Brasil.

Receitas para eliminar toxinas e nutrir o corpo sem radicalismo

Desânimo, inchaço, pele e cabelo sem vida são alguns dos sinais de que seu organismo está com excesso de toxinas. Para reverter esse quadro, apostar em um programa de alimentação desintoxicante é um caminho eficiente para recuperar o organismo de excessos.

“Durante o tratamento de desintoxicação, a alimentação deve ser rica em alimentos que alcalizam o organismo (mínimo 60% da dieta) e reduzida em alimentos e bebidas que acidifiquem o organismo (máximo 40% da dieta)”, sinaliza Michelle Mileto Troitinho, nutricionista do Kurotel – Centro Médico de Longevidade & Spa de Gramado (RS).

Confira, a seguir, práticas para adotar uma filosofia de alimentação mais saudável e focada na desintoxicação:

=Reduza o consumo de café, sal refinado, açúcar branco, carne vermelha, frango de granja, queijos, leite de vaca, farinha de trigo branca (e seus derivados), frituras, embutidos e bebidas alcoólicas por serem considerados alimentos ácidos e proteínas alergênicas mal digeridas pelo organismo. “Todas as vezes que comemos esses alimentos em excesso, desencadeamos uma resposta inflamatória, induzindo a produção de mediadores inflamatórios, que causam um aumento da produção de radicais livres, gerando danos aos hepatócitos”, explica a especialista em nutrição.

=Evite o consumo de qualquer alimento industrializado, que seja cheio de aditivos alimentares, como os que contêm na lista de ingredientes o glutamato monossódico, adoçantes artificiais (sacarina, aspartame), corantes, aromatizantes, estabilizantes e excesso de conservantes, já que são substâncias que podem se acumular no organismo, quando consumidas em demasia, causando toxicidade. “Elas modificam funções e bloqueiam reações metabólicas. O fígado também fica sobrecarregado, pois é o responsável pela produção das enzimas que metabolizaram estas substâncias até serem eliminadas no processo de desintoxicação”, complementa Michelle.

=Deixe de lado frituras e carnes em geral com gordura aparente e aposte diariamente em uma pequena porção de amêndoas, castanhas sem sal, nozes, azeite de oliva, sementes de gergelim, abóbora e girassol, que têm gorduras essenciais e nutrientes antioxidantes como selênio, cobre, zinco e vitamina E, que reduzem inflamação e melhoram a desintoxicação.

organicos

=Substitua o que for possível por alimentos de cultivo orgânico a fim de minimizar a exposição a pesticidas, herbicidas, hormônios e antibióticos. Use frango e ovos caipiras e aumente o consumo de peixes brancos e sardinha fresca (evite salmão de cativeiro e atum em lata, que podem conter metais pesados).

=Dê preferência a alimentos alcalinos, que auxiliam no processo de desintoxicação, como frutas e vegetais em geral, mas, principalmente, brotos, brócolis, couve, alho, amora, mirtilo, lima, limão, laranja, toranja, maçã, alecrim, manjericão, aipo, salsinha, gengibre, orégano, hortelã e açafrão da terra.

=Aumente o consumo de peixes ricos em ômega- 3, como o bacalhau, pirarucu, cavala, salmão selvagem, atum e sardinha frescos. Para complementar a alimentação, inclua ovos caipiras, oleaginosas (castanhas e nozes), aveia, linhaça, chia, feijões, arroz integral, quinoa, batata doce, batata baroa, mandioca, lentilha, grão de bico e kefir.

=Mantenha a hidratação, ingerindo mínimo dois litros deágua dia. Evite o consumo de refrigerantes, sucos em caixinha ou lata, mate, águas saborizadas industrializadas (mesmo as versões dietéticas), pois todos são produtos industrializados cheios de aditivos químicos

Receitas

Salada Antioxidante com Queijo de Búfala e Vinagrete de Frutas Vermelhas

salada desintoxicante.jpg

Ingredientes para o vinagrete
½ xícara (chá) de framboesa (pode usar polpa congelada)
½ xícara (chá) de amora (pode usar polpa congelada)
1 colher (sopa) de aceto balsâmico
1 colher (sopa) de azeite de oliva extravirgem
1 colher (café) de sal marinho não refinado
3 unidades de cebola em conserva
1 colher (sobremesa) de mel (ou calda de agave)

Ingredientes para a salada
8 unidades de morangos
8 unidades de queijo de búfala em bolas
Folhas verdes

Modo de preparo

No liquidificador ou processador, bata todos os ingredientes do vinagrete até obter uma mistura homogênea. Reserve. Corte o morango em quatro partes e corte o queijo de búfala em fatias. Em uma travessa, disponha as folhas, em seguida salpique os morangos e o queijo. Despeje o vinagrete de frutas vermelhas e sirva em seguida. Se desejar, também pode servir o vinagrete em uma louça a parte, em porções individuais.

Rendimento: 4 porções

Sopa de Cebola com Ricota

sopa de cebola.jpg

Ingredientes

4 xícaras (chá) de cebola picada grossamente
1 xícara (chá) de chuchu picado
2 dentes de alho picados
1 colher (café) sal marinho não refinado
1 colher (sopa) de óleo vegetal
2 litros de caldos de legumes caseiro
1 unidade de anis estrelado
3 folhas de louro
4 colheres de sopa de ricota ralada
Tempero verde a gosto (salsinha, cebolinha)

Modo de preparo

Coloque o óleo em uma panela aquecida e refogue primeiramente o alho, depois a cebola. Deixe refogar até ao ponto de a cebola ficar bem dourada, escura, mas sem queimar. Acrescente o chuchu, o caldo de legumes, o sal, o anis e o louro e ferva por 20 minutos, até que a cebola esteja quase desmanchando. Deixe esfriar, retire as especiarias, liquidifique a sopa e volte para a panela até ferver novamente, deixe adquirir a consistência desejada. À parte, misture o tempero verde picado com a ricota ralada e acrescente na sopa na hora de servir.

Rendimento: 6 porções

Suchá de Abacaxi e Erva-doce

sucha

Ingredientes

200 ml de chá de erva-doce
1 rodela de abacaxi
3 folhas de hortelã

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Rendimento: 2 porções

Suco Verde

Suco verde banco de imagem

Ingredientes

200 ml de água de coco
½ maçã
1 lasquinha de gengibre
10 folhas de hortelã
1 folha de couve (com talo)

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Rendimento: 2 porções

Fonte: Kurotel

 

Alimentos para incluir na lista de compras do mês

Safra é a época mais importante de produção natural de qualquer alimento. Nesse período, os ingredientes típicos dos preparos diários tornam-se mais acessíveis, frescos e de melhor qualidade.

Pensando em uma alimentação saudável, rica em nutrientes e com frutas, legumes e verduras em destaque na safra, a equipe de nutrição do Kurotel – Centro Médico de Longevidade e Spa de Gramado lista abaixo aqueles que devem constar na lista de compras do mês. “É importante lembrar que a possibilidade de alimentos serem livres de aditivos químicos quando estão dentro da safra é maior e que o consumo orgânico é sempre a melhor opção para a saúde”, revela Mariellen Emidio Figueroa, nutricionista do Kurotel.

FRUTAS

Banana-nanica: contém carboidratos, fibras solúveis, fósforo, cálcio, cobre, zinco, ferro, iodo, manganês, vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C e triptofano. “Proporciona saciedade e auxilia na produção de serotonina, melhorando o humor. É muito consumida por atletas e praticantes de atividades físicas com o objetivo de melhorar o desempenho, tanto pelo alto conteúdo energético, quanto pelo teor de potássio. Pode ser consumida antes ou depois do treino, atua na regulação das contrações musculares e no equilíbrio hídrico do organismo.

Caju: é rico em vitamina C e compostos bioativos como carotenoides, fitoesteróis e flavonoides, contém ferro, vitamina A, B1, B2, B3. A castanha de caju é rica em fibras, proteínas, minerais (magnésio, ferro, cobre e zinco), vitamina K e complexo B, carboidratos, fósforo, sódio e vários tipos de aminoácidos. Possui função antioxidante e anti-inflamatórias, auxiliando na prevenção e tratamento de diversas doenças crônicas como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares. Além disso, contém beta-sitosterol o qual ajuda no controle do perfil lipídico. Possui ainda propriedades diuréticas e cicatrizantes. É rico em fibras promovendo uma maior saciedade e ajudando no controle do peso corporal.

carambola pippalou
Foto: Pippalou/MorgueFile

Carambola: contém vitamina A, C, vitaminas do complexo B, potássio e antioxidantes. Fortalece o sistema imunológico, atua no combate de radicais livres e auxilia no controle da pressão arterial. Porém a carambola contém uma substância (caramboxina) que é tóxica principalmente em pessoas com problemas renais, pode causar sintomas como soluços constantes, vômitos, fraqueza muscular, confusão mental, convulsão, podendo levar a morte. De acordo com os estudos, mesmo as pessoas saudáveis se exagerarem no consumo ou tomarem grandes quantidade do suco, podem desenvolver problemas neurológicos e insuficiência renal aguda.

Kiwi: é fonte de vitamina A, C, B6, potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras. Auxilia na proteção antioxidante, prevenção de câncer, doenças cardiovasculares, funcionamento do intestino, controle do colesterol, fortalecimento do sistema imunológico, controle da pressão arterial e prevenção de gripes e resfriados.

Laranja-pera: contém grandes quantidades de vitamina C. Essa poderosa vitamina aumenta a proteção contra infecções, tem propriedade cicatrizante e um alto poder de proteção antioxidante. Os antioxidantes protegem o organismo da ação prejudicial dos radicais livres. Além disso, seus antioxidantes melhoram o funcionamento dos vasos sanguíneos, ajudando a prevenir algumas doenças do coração. O consumo de laranja diariamente pode ser benéfico para aumentar o colesterol bom (HDL) e diminuir o colesterol ruim (LDL). A laranja também facilita a função intestinal por conter alto teor de fibras solúveis, encontradas na polpa e no bagaço. O betacaroteno, fitonutriente que confere a cor à laranja, auxilia na prevenção do câncer. O consumo regular de suco de laranja foi associado à menor incidência de hipertensão arterial e obesidade em homens adultos, sugerindo que o suco ou seus componentes auxiliam na prevenção da hipertensão e em menor prevalência de sobrepeso e obesidade.

laranja-lima - FOTO LEVE BEM
Foto: Leve Bem

Lima: os nutrientes da laranja lima são semelhantes aos da laranja em geral, a diferença está na acidez, sendo a lima de menos ácida que as outras qualidades de laranjas.

Maçã: contém pectina (fibra solúvel), presente na casca da maçã, que atua no sistema digestório, funcionamento do intestino (pode ser consumida por pessoas com diarreia ou constipação), auxilia no controle da saciedade e redução do colesterol. Possui flavonoides que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce, vitaminas B1 e B2 que ajudam a regular o sistema nervoso. Contém potássio, indispensável para a o controle dos batimentos cardíacos e pressão arterial.

Mamão: fruta com boa de ácido fólico, vitamina A, complexo B, E, K, magnésio, cobre, potássio, e dos antioxidantes zeaxantina, luteína, licopeno. Estes nutrientes promovem a saúde dos sistemas cardiovascular imunológicos, e na prevenção do câncer. Também está presente na sua composição a papaína, uma enzima que ajuda na digestão das proteínas, e fibras dietéticas, que aumentam o peristaltismo intestinal auxiliando nos sintomas de obstipação.

tangerina pixabay
Pixabay

Tangerina/mexerica: é rica em vitaminas C, B1 e B2, as quais ajudam à saúde dos nervos, pele, olhos, cabelos, fígado e boca. Além de conter grande quantidade de fibras, de sais minerais como magnésio, potássio, cálcio e fósforo, e da substância betacaroteno (precursor da vitamina A), que aumenta a resistência às infecções. Apresentam também compostos antioxidantes, que auxiliam, protegendo o organismo contra o envelhecimento precoce, reduzindo os riscos de câncer, doenças cardiovasculares e neurodegenerativas.

Morango: é rico em vitamina C, uma vitamina hidrossolúvel (solúvel em água) de extrema importância para o organismo humano e encontrada em frutos cítricos. Desempenha um papel fundamental no desenvolvimento e regeneração dos músculos, pele, dentes e ossos, na formação do colágeno e no metabolismo em geral. Dentre as propriedades do morango, destacam-se a sua ação antioxidante, a capacidade de reduzir a suscetibilidade a infecções, o seu efeito diurético e sua atividade anti-inflamatória. Além dessa vitamina, possui compostos fenólicos que agem também como antioxidantes naturais, possuem atividade anticarcinogênica, menor incidência de doenças coronarianas e ação bactericida e fungicida. Dentre os minerais, a fruta contém cálcio , potássio, magnésio, manganês, ferro, zinco e cobre, nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo.

VERDURAS

Agrião: hortaliça fonte das vitaminas A, B2, B3, C e K, e dos minerais cálcio, fósforo, ferro, magnésio e potássio. Possui propriedades antioxidantes pela presença da lactucina e da lactupricrina, substâncias que conferem o sabor amargo à hortaliça e com ação ansiolítica e sedativa, que amenizam o estresse. Também é fonte de prebióticos, inulina e fruto-oligassarídeos, que estimulam o processo de digestão e alimentam as bactérias benéficas do intestino, melhorando o trânsito intestinal. Além disso, contribui para a boa saúde do fígado, pois estimula a eliminação das toxinas.

Alho-poró: vegetal que pertence à família do alho e da cebola. É rico em vitaminas B1, B6 e C, e dos minerais cálcio, magnésio, manganês, fósforo, sódio, potássio, ferro e zinco. Possui ações anti-inflamatória, antibacteriana e vasodilatadora. Seu consumo é eficaz para o controle da pressão arterial, saúde cardiovascular e prevenção do câncer, pois as propriedades nutricionais do alho-poró neutralizam a ação dos radicais livres no organismo.

couve brocolis

Brócolis e couve-flor: pertencem a classe das brássicas, possuem fitoquímicos (glicosinolatos e isotiocianatos), substâncias importantes para prevenção do câncer, pois apresentam elevada atividade antioxidante, minimizando assim os danos oxidativos e auxiliando na detoxificação do fígado. Contém genistelina, substância com o poder de inibir o crescimento de tumores. Também são fontes de vitamina C, essencial para o fortalecimento do sistema imunológico, formação de colágeno, absorção do ferro e redução de colesterol. São também fontes de vitamina K, cálcio, fósforo e potássio, nutrientes importantes para a saúde óssea e cardiovascular.

Chicória: alimento de baixo valor energético e se destaca por ser um alimento com maior de teor de inulina (fibra solúvel). Também é fonte de vitaminas e minerais como: vitamina A, B6, vitamina C, potássio, cálcio, ferro, magnésio e fibra solúvel (inulina). Por conter inulina contribui para o equilíbrio da flora intestinal, sistema digestivo, controle do colesterol e prevenção de doenças cardiovasculares.

Coentro: utilizado na culinária como tempero. Contém ácido linoleico (sementes), vitamina K, A, C, B1, B2 e B3, cálcio, fósforo, magnésio, zinco, potássio, fibras, antocianinas e óleos essenciais (sementes). É potente antioxidante (combate os radicais livres), atua na prevenção de diabetes, doenças cardiovasculares, câncer, distúrbios do trato digestivo e respiratório. Também possui atividade antimicrobiana, podendo ser utilizado para conservar os alimentos.

couve

Couve: é uma crucífera com inúmeros benefícios para saúde. Possui propriedades antioxidantes (flavonoides e carotenoides) que neutralizam a ação dos radicais livres, prevenindo o câncer e o envelhecimento precoce. Além disso, estimula as funções hepáticas, gástricas e intestinais contribuindo para o processo desintoxicação e eliminação das substâncias tóxicas do organismo. É fonte vegetal mais biodisponível em cálcio, essencial para a saúde óssea. Contém magnésio, mineral importante para o bom funcionamento dos neutransmissores como a serotonina e dopamina, melhorando o humor, sono e a disposição. É rica em ácido fólico, ferro, vitamina C e complexo B nutrientes essenciais para a manutenção das funções orgânicas e fortalecimento do sistema imunológico, prevenindo as doenças cardiovasculares e neurodegerativas.

Escarola: excelente fonte de vitaminas A, B2, B5, C e K, e dos minerais ferro, potássio, magnésio, zinco e selênio. Além de possuir um alto teor de fibras, especialmente a inulina, que tem efeito prebiótico, estimulando o crescimento das bactérias benéficas no intestino.

Espinafre: possui baixo valor energético e um elevado teor de nutrientes, vitamina A, B2, B6, vitamina C, E, K, folatos e minerais tais como o ferro, magnésio, cálcio, potássio e fósforo. Contém boa quantidade de fibras o que contribui para a saciedade. Os nutrientes, como a vitamina K, o magnésio e o cálcio auxiliam na manutenção óssea, prevenção da aterosclerose. As vitaminas antioxidantes A, C e polifenóis neutralizam a ação dos radicais livres, protegendo o organismo da oxidação do colesterol. O aumento do consumo diário de vegetais de cores verdes, diminui a incidência de diabetes tipo 2.

Stock-Photo mostarda
Stock Photo

Mostarda: rica em minerais cálcio, fósforo, ferro, magnésio, zinco e potássio nutrientes importantes para a formação e manutenção da saúde óssea e imunológica. Contém vitaminas do complexo B, que protege a pele e mantém um bom funcionamento do metabolismo. As folhas possuem propriedades digestivas e laxativas.

Rúcula: possui vitaminas A, C, cálcio, ferro, potássio e fósforo. Nutrientes importante para a saúde da pele e da visão, auxilia no fortalecimento do cabelo e no desenvolvimento de ossos e dentes.

Erva-doce: planta medicinal de nome científico Pimpillena anisum. Mais conhecida pelos seus efeitos calmantes e sedativos, e estimulante do processo digestivo. É fonte dos minerais potássio, ferro, zinco, cobre, selênio, manganês, magnésio, e das vitaminas A, B1, B2, B3, B6 e ácido fólico. Na sua composição também está presente o ácido málico, um ácido orgânico, que auxilia no processo de geração de energia dentro das células, aumenta as defesas do sistema imunológico e participa do processo de desintoxicação das toxinas (principalmente de metais tóxicos). As fibras presentes na erva-doce contribuem para o esvaziamento gástrico e bom funcionamento do intestino.

LEGUMES

abobora

Abóbora e abobrinhas: são alimentos fontes de potássio, cálcio, fósforo, magnésio, zinco, fibra, vitaminas A, C, E e complexo B. A abóbora com a coloração alaranjada, contém carotenoides, que são componentes antioxidantes que o corpo transforma em vitamina A, esses nutrientes auxiliam na proteção da pele contra os malefícios da luz solar. O consumo de carotenoides protege o organismo de doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer e também previne problemas de visão. As vitaminas do complexo B ajudam no funcionamento do sistema nervoso, previnem doenças neurológicas e proporcionam mais energia ao organismo. Também é recomendada para quem quer emagrecer e para pessoas diabéticas, pois é um alimento rico em fibras, possui em sua composição carboidratos de baixo índice glicêmico, além de proporcionar saciedade.

Cará: um tubérculo do mesmo grupo alimentar da mandioca e do inhame. Muito consumindo no Nordeste em substituição do pão e cereais. É um alimento energético de fácil digestão, fonte de fibras, potássio, fósforo, vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio e manganês. Auxilia no fortalecimento do sistema imunológico e no funcionamento adequado do metabolismo dos carboidratos, lipídios e gorduras.

Cenoura: seu principal nutriente é o betacaroteno, uma substância, que durante a digestão, se transforma em vitamina A, muito importante para a visão, pele e mucosas. Com apenas 100g deste alimento as necessidades diárias de Vitamina A podem ser totalmente supridas. Rica também em sais minerais, como fósforo, cloro, potássio, cálcio e sódio, e vitaminas do complexo B, que ajudam a regular o sistema nervoso e a função do aparelho digestivo.

ervilha dmedina
Foto: D.Medina/Morguefile

Ervilha: fonte de vitaminas B1, B2, B3, B6, ácido fólico, ferro, Vitamina C, vitamina K, carotenoides, fibras e proteínas. Auxilia na proteção cardiovascular, manutenção da saúde óssea, metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídios, prevenção de anemia, proteção antioxidante, funcionamento do intestino, controle da glicemia e colesterol.

Fava: pertence ao grupo das leguminosas. Contém ferro, fibras solúveis, boa fonte de proteína vegetal que associado ao arroz, fornece todos os aminoácidos que o nosso corpo precisa para manutenção e síntese dos músculos. É fonte de vitamina do complexo B, que auxilia também a reduzir os sintomas de ansiedade, estresse e fadiga. Por conter grandes quantidades de ácido fólico, auxilia no funcionamento do sistema nervoso e na prevenção de anemia. Possui cálcio e magnésio, nutrientes importantes para a saúde óssea.

Inhame: tubérculo pertencente as várias famílias das dioscoreáceas. É um alimento de excelente fonte energética e de fibras solúveis. Rico em vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C, ácido pantotênico e ácido fólico, e dos minerais potássio, ferro, cálcio, cobre, fósforo e magnésio. Possui propriedades benéficas para a saúde feminina porque ameniza os sintomas da TPM e da menopausa, devido a presença de diosgenina, um fitoesterol que melhora a síntese dos hormônios femininos. As fibras presentes no inhame auxiliam no controle do LDL-colesterol e da glicemia.

mandioca

Mandioca: tubérculo de ótima fonte carboidratos, mas de lenta absorção pelo organismo porque é rico em fibras. Na sua composição nutricional estão presentes os micronutrientes: vitaminas B6, C e ácido fólico, e os minerais magnésio, manganês e cobre. As vitaminas B6 e ácido fólico aumentam a produção de serotonina, um neurotransmissor, que proporciona sensação de bem-estar, combate o estresse e ajuda no controle da saciedade.

Mandioquinha: alimento de função essencialmente energética, pois na sua composição destacam-se os teores de carboidratos em relação aos demais nutrientes, sendo estes de fácil digestão. As proteínas presentes no alimento são incompletas porque apresentam, de modo geral, deficiência na maioria de seus aminoácidos essenciais. É uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, vitamina A, cálcio e fósforo. Desta forma contribui para a saúde óssea, proteção antioxidante e reforça as defesas do organismo.

Nabo: planta crucífera de raiz tuberosa, pertencente à família das brassicáceas. Na composição nutricional da raiz destacam-se a vitamina C e os minerais potássio, sódio, cálcio e fósforo. As suas folhas são comestíveis e ricas em beta- caroteno precursor da vitamina A, vitaminas C, K e ácido fólico, e luteína poderoso antioxidante que auxilia na saúde dos olhos e previne o câncer. O nabo também apresenta ação anti-inflamatória e “purificadora do sangue”, porque exerce um importante papel na eliminação das toxinas do organismo.

Rabanete: raiz contém muitos nutrientes como ácido sulfociânico, isotiocianatos, fibras, vitamina C, vanádio, vitamina A, vitaminas do complexo B, cobre, magnésio, zinco, potássio, cálcio, ferro, fósforo, silício e antioxidantes. Fortalece o sistema imunológico, atua na prevenção de câncer e doenças cardiovasculares, no controle da pressão arterial e no funcionamento adequado dos rins e fígado.

pimentão

Pimentão: pertence à mesma família da pimenta (solanáceas). O sabor picante presente é devido a uma substância chamada capsaicina (encontrada também na pimenta). Contém também vitamina C, vitamina A, minerais como o cálcio, fósforo, ferro e capsorubina (antioxidante e protetor das células). Possui propriedades que auxiliam na saúde da pele, cabelos e unhas.

Fonte: Kurotel 

 

Conheça nutrientes e suplementos para cartilagens fortes e sadias

A única maneira que a natureza encontrou para construir seres humanos é por meio de nutrientes. Fornecendo nutrientes necessários para o organismo é possível ter ossos mais resistentes, músculos mais fortes e cartilagens mais sadias.

“Por isso é recomendada uma alimentação variada rica em antioxidantes como, por exemplo, vitaminas do complexo B; C e E assim como minerais”, afirma Mariela Silveira, médica especialista em nutrologia do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade de Gramado.

Além disso, atualmente, novos conhecimentos da Medicina e da Bioquímica permitem tratar e prevenir problemas osteoarticulares de maneira mais segura e menos danosa a saúde. O esquema terapêutico mais suave visa não só reduzir o processo inflamatório e melhorar a dor, frequentemente presentes em problemas articulares, mas também reparar a arquitetura estrutural. Alguns aliados da saúde articular são:

Glucosamina: envolvida na formação e reparo de cartilagem, por isso é especialmente útil no tratamento da osteoartrite. “Muitos estudos clínicos mostraram que a suplementação com Glucosamina reduz ou reverte as mudanças degenerativas da cartilagem, dependendo do estágio em que se inicia, resultando em diminuição de dor, calor e edema”, esclarece Mariela Silveira.

OSSOS

Sulfato de condroitina: também proporciona material de construção para cartilagem injuriada pela osteoartite. Além disso, melhora o fluxo sanguíneo articular permitindo que antioxidantes e outras substâncias protetoras repararem o tecido.

Methilsulfonilmetano (MSM): existe naturalmente na alimentação, encontrado em componente de enxofre orgânico. Em experimentos depois da ingestão, MSM doa seu enxofre para aminoácidos essenciais e outras proteínas séricas, além da articulação, colágeno da pele e parede de vasos sanguíneos. Também é incorporado para queratina do cabelo e unhas. “Estudos em animais mostraram que articulações afetadas pela osteoartrite têm menos quantidade de enxofre que em seres sadios, e que ratos com artrite que receberam MSM experimentaram menos degeneração articular. Em estudo duplo-cego em pessoas que tinham osteoartrite, os participantes que receberam MSM tiveram alívio significativo de dor. O MSM é conhecido pela segurança e não toxicidade”, contextualiza a médica especialista em nutrologia.

Ômega 3:  ácido eicosapentanoico que é encontrado especialmente em algas, peixes de água fria e linhaça, possui propriedades anti-inflamatórias, como redução de interleucina. “Estudos mostraram diminuição da rigidez matinal, entre outros, sintoma comum em artrite reumatoide”, indica.

kur spa hotel.jpg

Se você possuir queixas osteoarticulares consulte um médico para avaliar cuidadosamente sintomatologia e individualidade para e prescrever a terapêutica mais adequada para seu caso.

Fonte: Kurotel

 

Receitas antioxidantes ajudam a desintoxicar o organismo do cigarro

Além de fazer mal à saúde, o hábito de fumar interfere na absorção de nutrientes como a vitamina C, o betacaroteno, o selênio e as vitaminas E e do complexo B, importantes para protegerem as células da ação danosa dos radicais livres, produzidos pelas substâncias tóxicas do cigarro.

Ter uma alimentação saudável e rica em compostos antioxidantes é fundamental para o sistema imunológico e para o processo de desintoxicação do organismo. A deficiência de nutrientes, para o fumante, faz com que o seu organismo fique mais sobrecarregado pelos efeitos da nicotina e de todas as substâncias tóxicas presentes no cigarro, que aumentam a produção de radicais livres. Essas substâncias vão gerando uma série de efeitos nas células (envelhecimento e mutações), além alterar as papilas gustativas e irritar a mucosa gástrica, prejudicando a absorção dos nutrientes.

Alguns sintomas que podem indicar o excesso de toxinas: dores musculares, enxaqueca, gosto amargo na boca, fadiga física e mental, distúrbios digestivos, humor deprimido, entre outros. A longo prazo, o acúmulo de toxinas também pode levar à doenças, como câncer, hipotireoidismo, osteoporose, doenças neurodegenerativas, obesidade e outras.

A equipe de nutrição do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade de Gramado (RS) destacou três receitas com alimentos que ajudam a repor esse arsenal de nutrientes perdidos com vício. Ainda assim, para se ter sucesso em um programa antitabagismo, além seguir uma alimentação balanceada que propicie a desintoxicação do organismo, a prática de exercícios físicos que melhorem a condição física e o apoio psicológico com o objetivo trabalhar a dependência comportamental e emocional do cigarro são fundamentais para a prevenção de recaídas.

Suco Verde

suco verde.jpg

Ingredientes
2 maçãs inteiras
2 folhas de couve
½ xicara de hortelã
1 lasca de gengibre
1 unidade de cenoura ou pepino

Modo de preparo
Separe duas maçãs por pessoa. Lave-as, corte-as ao meio e retire as sementes. Pique em pedacinhos e jogue no liquidificador. Não acrescente água. Pressione repetidas vezes o botão pulsar do liquidificador, enquanto empurra as maçãs picadas contra a hélice utilizando um pepino ou uma cenoura para socar. Acrescente 2 folhas grandes de couve picadas grosseiramente e meia xícara de hortelã, 1 lasca de gengibre (uma colher de café). Se desejar, acrescente ainda um punhado de brotos (de alfafa ou trigo ou feijão). Por fim, adicione a cenoura ou o pepino que estavam auxiliando a socar os ingredientes. Coe em um coador de pano e tome em seguida.

Rendimento: 2 porções
Calorias por porção: 63,5 kcal

Dip de Vegetais

dip de vegetais

Ingredientes
1 de cenoura
1 de pepino
1 talo de salsão
1 de nabo
5 de aspargos verdes
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de vinagre
Água

Molho de iogurte

Ingredientes
½ copo de iogurte desnatado
1 colher de sopa de azeite de oliva
2 colheres de sopa de mostarda dijo
Tempero verde picado a gosto

Modo de preparo
Use vegetais crus como cenoura (ou cenoura baby), pepino, salsão, nabo e aspargos verdes crus e corte em tiras, em forma de palito (exceto os aspargos, que podem ser utilizados inteiros). Deixe-os de molho numa vasilha com o sal, o vinagre e um pouquinho de água (o suficiente para cobrir) por, pelo menos, 1 hora. Escorra e disponha em um copo bonito, mergulhados no molho de iogurte, que deverá ser preparado misturando-o ao azeite de oliva, à mostarda dijon e ao tempero verde picado.

Rendimento: 5 porções
Calorias por porção: 23,5 kcal/ total 117 kcal

Salada Antioxidante

salada

Vinagrete de mirtilo
Ingredientes

½ xícara de mirtilo fresco
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
1 dente de alho picado
1 colher de sopa de cebola picada
1 colher de sopa de mel ou agave
1 colher de chá de Sal marinho
2 colheres de sopa de vinho tinto fresco

Montagem
Ingredientes

1 porção de alface frise
1 porção de radicchio rasgado
¼ de xícara de cereja desidratada
¼ de xícara de mirtilo desidratado
¼ de xícara de morangos frescos filetados
1 colher de sopa de sementes de girassol tostadas
1 bolinha de queijo de búfala
1 porção de vinagrete de mirtilo

Preparo
Mescle os verdes em uma travessa, adicione o vinagrete, as sementes de girassol, as frutas desidratadas e o morango fresco. Salpique o queijo aromatizado.

Rendimento: 10 porções
Calorias: 74 kcal do molho/136 kcal da salada

Informações: Kurotel 

Amor a quatro patas

A interação com animais estimação auxilia na promoção de relacionamentos e é importante para a saúde mental

A maior feira de exposição de animais da América Latina, a 40ª Expointer, que terminou no início deste mês em Esteio, no Rio Grande do Sul, colocou em destaque a relação do humano com seus animais de estimação.

Quem habitualmente frequenta esse tipo de evento sabe do carinho e apreço que os tutores têm pelos animais. Mas essa relação vai muito além e impacta no desenvolvimento pessoal e na saúde mental. “Na infância, por exemplo, os animais de estimação auxiliam na promoção dos relacionamentos, cuidados, limites e desenvolvimento de empatia”, explica Michael Zanchet, psicólogo do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade de Gramado.

cachorro feliz

A interação com animais de estimação, independentemente da espécie, é capaz de promover importantes benefícios à saúde mental. “Um exemplo é quando você chega em casa e seu cão ou gato está à sua espera na porta, solicitando carinho ou um passeio. Isso repercute emocionalmente no seu dono de forma positiva”, revela o especialista, incluindo todo o tipo de espécie nessa interação.

cavalo
Pixabay

Segundo Zanchet, animais como o cavalo, muito utilizados em exibições como a Expointer, denotam potência, exuberância, uma figura de poder: “O cavalo dá a sensação, para quem monta, de sentir-se livre e dominado ao mesmo tempo”. Além disso, eles são muito utilizados na equoterapia, método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar com o objetivo de promover o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas portadoras de necessidade especiais ou com alguma deficiência.

mulher e gato

Seja como for, o animal, apesar de não falar, expressa lealdade ao seu tutor e sempre está no aguardo do carinho, da brincadeira e da chegada dessa pessoa. Recurso saudavelmente utilizado por quem mora sozinho, casais que vêm seu ninho vazio, aqueles que optam em não ter filhos, os animais também são auxiliares no processo de luto e nos conflitos pessoais.

Fonte: Kurotel 

É possível viver mais e melhor?

O quanto você tem investido para viver por mais tempo, com qualidade, saúde e esbanjando vitalidade e dinamismo? É fato: a população idosa no Brasil vem crescendo significativamente e, junto a esse aumento, a probabilidade de doenças. Embora seja um processo biológico natural do ser humano, é possível viver mais e melhor, sem declínio cognitivo, levando uma vida independente e sem o desenvolvimento de doenças esperadas para a idade, como Parkinson ou Alzheimer, com a adoção de um estilo de vida em que os hábitos saudáveis sejam a regra, não a exceção.

O Programa Longevidade Saudável do Kurotel – Centro Médico e Spa oferece práticas que contribuem para o envelhecimento com qualidade por meio de mudanças em direção à uma vida mais ativa e saudável. Recomendado para um perfil de público a partir de 60 anos, o Programa Longevidade Saudável tem duração mínima de uma semana, podendo chegar a duas ou três semanas para melhores resultados. Mais que tratamentos e terapias de saúde e estética, o que se vivencia em uma semana de imersão é uma verdadeira reciclagem de hábitos.

kurotel

Toda a equipe transdisciplinar de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, professores de educação física, massagistas e demais profissionais de saúde do Kur ensinam que é possível, sim, adotar pequenas atitudes que fazem total diferença e impactam diretamente na melhora do sono, da atenção, da memória, da imunidade e dos sintomas relacionados à ansiedade e depressão. Além disso, as práticas promovem a redução do cansaço e fadiga, de dores crônicas, dos riscos de desenvolver hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e da utilização de medicamentos em alguns casos.

A proposta de atividades personalizadas a serem realizadas durante o período de imersão é sugerida após a realização de uma série de avaliações, entre elas, a geriátrica, fisioterápica, nutricional, física, psicológica e óssea, a fim de compreender a capacidade funcional e emocional de forma global.

Informações: Kurotel

 

 

Sete maneiras de potencializar o combate à celulite

Predisposição genética, sedentarismo, tabagismo e problemas circulatórios estão entre os principais fatores causadores da celulite, afetando de 85% a 95% das mulheres. Após o início da puberdade, a ação dos hormônios femininos contribui de forma significativa na sua formação.

Para combatê-la, é importante uma alimentação saudável associada à atividade física e ingestão adequada de líquidos. Em paralelo, a utilização de recursos estéticos auxilia bastante, mas é importante que sejam realizados com segurança. Por isso, o primeiro passo é consultar um dermatologista para analisar o melhor procedimento para a resolução do caso.

Diversos procedimentos podem ser adotados, entre eles estão:

drenagem linfatica sbbti
Foto: SBBTI

* Drenagem linfática
Massagem que visa a eliminar o excesso de líquidos e toxinas retidos nos tecidos. Executada com as mãos, a massagem é feita de maneira a levar os líquidos acumulados para a circulação linfática com o objetivo que sejam eliminados. A técnica também estimula o funcionamento circulatório e aumento do metabólico.

* Radiofrequência
Emite ondas eletromagnéticas que penetram mais profundamente na pele sem queimar, promovendo um aquecimento das camadas mais profundas e, consequentemente, a formação de colágeno e a firmeza da pele, com melhora visível do aspecto.

* Ultrassom
Técnica geralmente indolor que emite ondas que induzem o aquecimento das camadas inferiores da pele e, secundariamente, lipólise (quebra das células de gordura). Também melhora a permeabilidade dos vasos e oxigenação dos tecidos e favorece a drenagem de líquidos.

* Laser
Feito com anestesia local, pequenas incisões são feitas para a inserção de cânulas com a fibra ótica do aparelho. Por meio delas é que se aplica o laser que elimina a gordura localizada e quebra os septos fibrosos. O processo também estimula a formação de colágeno, deixando a pele mais firme.

* Subcisão
É uma técnica cirúrgica recomendada para correção de graus mais avançados de celulite. Através de uma agulha especial, é realizada a quebra das traves fibrosas sob anestesia local. O resultado é um hematoma no local que regride em alguns dias minimizando, ou mesmo, fazendo desaparecer a celulite, através do estímulo de colágeno.

celulite-tratamento-velashape-II-foto-reproducao.jpg

* Combinação de tecnologias
Equipamentos como o Velashape, que combinam manipulação mecânica, pressão negativa, infravermelho e radiofrequência proporciona, em casos selecionados, excelentes resultados para o tratamento da celulite.

Celulite 2

* Cremes
Combinações de cremes com ingredientes específicos auxiliam na quebra de gorduras e melhoram o aspecto da pele.

Fonte: Kurotel