Arquivo da tag: linhaça

O poder do arroz oito grãos

Adorado pelos brasileiros, o arroz é tão versátil que chega à mesa como acompanhamento, prato principal e até mesmo sobremesa. Atualmente, é o terceiro cereal mais cultivado do mundo, perdendo apenas para o milho e o trigo. O arroz integral, por exemplo, é um alimento rico, fonte de fibras, minerais e óleos essenciais, e vem sendo redescoberto em diversas versões.

Cada vez mais comum, o arroz vermelho, negro e o multigrãos têm aparecido em pratos acessíveis do dia a dia. E, para tornar as refeições mais completas em nutrientes, vitaminas e antioxidantes, o Meu Biju, uma das marcas mais tradicionais de arroz do país, apresenta sua linha de arroz 8 grãos nas versões aveia e quinoa. Confira seus diferenciais e benefícios à saúde.

Conheça os ingredientes que compõem cada um deles, e entenda suas funcionalidades:

atitude_strip_492227_0_full

Meu Biju Arroz 8 Grãos com Aveia: Arroz integral, triticale, trigo, cevada, linhaça, arroz cateto, arroz vermelho e aveia. Contém glúten | Preço sugerido: R$ 6,50

atitude_strip_492227_1_full

Meu Biju Arroz 8 grãos com quinoa: Arroz integral, trigo, arroz cateto, lentilha, arroz vermelho, linhaça, quinoa e gergelim. Contém glúten. | Preço sugerido: R$ 6,50

Arroz integral:

arroz integral Jules -Stonesoup
Foto: Jules -Stonesoup

Fornece energia e contém fibras que ajudam no funcionamento do intestino e no controle do colesterol, além de trazer saciedade, auxiliando no processo de perda de peso.

Triticale:

triticale.jpg
Grão produzido como fruto do cruzamento entre o trigo e o centeio, é um cereal nutritivo e rico em proteínas.

Trigo:

trigo quibe
Importante fonte de energia para o organismo, o trigo é um alimento rico em vitaminas do complexo B, potássio, fósforo e magnésio.

Cevada:

cevada - pixabay
Cevada – Foto: Pixabay

Rica em vitaminas e minerais, auxilia na formação e manutenção da saúde dos ossos e dentes, além de sua ação antioxidante, que atua no combate ao envelhecimento precoce.

Linhaça:

farinha-sementes-linhaça
GreenMe

Traz benefícios ao coração, intestino e na prevenção de alguns tipos de câncer. Suas fibras atuam na liberação da glicose no sangue reduzindo o acúmulo de gordura no corpo.

Arroz cateto:

ARROZ-CATETO
Uma ótima fonte de proteínas importantes para formação de tecidos do corpo, rico em fibras e vitaminas B e E, que auxiliam no funcionamento do organismo.

Arroz vermelho:

arroz-vermelho.jpg
Grão integral rico em nutrientes como ferro e fibras, que ajudam na redução do colesterol. A cor avermelhada se deve ao alto teor do antioxidante antocianina.

Aveia:

aveia
Por ser rico em fibras solúveis, o cereal reduz as taxas de LDL (colesterol ruim), previne o câncer de intestino, além de contar com diversos nutrientes como ferro, cálcio, magnésio, zinco, cobre, manganês, vitaminas e proteínas.

Lentilha:

lentilha alvimann
Foto: Alvimann/Morguefile

Contém lisina, um aminoácido essencial para o organismo, além de ser rica em fibras, ferro, vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo, potássio e magnésio.

Quinoa:

quinoa - max straeten
Foto: Max Straeten

Rica em proteínas, fibras, cálcio e ferro, ajuda no fortalecimento muscular.

Gergelim:

gergelim-agromix-in
Foto Agromix.In

Ajuda a melhorar a saúde óssea, protege contra radiação, câncer, hipertensão, diabetes e inflamação.

Fonte: Josapar

Livro mostra as vantagens de se consumir linhaça

O Poder de Cura da Linhaça é mais um livro de grande sucesso da autora Conceição Trucom

Graças ao sucesso de A importância da Linhaça na saúde, best-seller da autora, a obra está em sua segunda edição, revisada e ampliada, com novo título e ainda mais abrangente do que a primeira, com novas informações sobre essa semente “um laticínio vivo de suprema qualidade”, como destaca a autora.

“A semente da linhaça pode ser considerada um suplemento alimentar natural, necessário para a conquista do equilíbrio hormonal, da maior capacidade de ter energia e de se defender das agressões metabólicas da vida moderna”, aponta a autora.

Além disso, Conceição ressalta na obra a importância da linhaça na cosmética natural e caseira. “Quando a linhaça desencadeia seu leite, nos traz um laticínio vivo de suprema qualidade que, como todo alimento sagrado, é muito mais gostoso, muito mais apreciado se estiver acompanhado de outras sementes, frutas, legumes, ervas secas ou frescas, enfim uma infinidade de saborizantes que, vão complementar, com essa semente, receitas maravilhosas e inimagináveis”.

Outro ponto forte do livro é quanto ao uso da linhaça na cosmética natural. Conceição aponta na obra uma série de formas de usar essa semente que vão surpreender o leitor, quando comparado a qualquer linha de cosméticos industrializados. “A linhaça é um verdadeiro spa caseiro”, ressalta a autora.

farinha-sementes-linhaça
GreenMe

Seus preparos culinário, desde os muito simples aos mais gourmets, proporcionam os muitos benefícios da linhaça:

· Regula o funcionamento dos intestinos
· Trata problemas digestivos
· Trata problemas de pele
· Trata e regula a Diabetes
· Rica fonte de lipoproteínas, trata e previne problemas de concentração e memória
· Trata problemas respiratórios e urinários
· Previne e trata o câncer
· Excelente para regular os hormônios do feminino
· Excelente para tratar e prevenir problemas cardiovasculares
· Excelente para tonificar e fortalecer o sistema imunológico

Além disso, Conceição fala sobre o elevado efeito desintoxicante da linhaça, de suas várias propriedades detox e oferece várias receitas práticas e saborosas com essa semente.

Até o final do estoque desta edição vale uma promoção. Quem comprar o livro por R$ 30,00, leva grátis um coador de voil, fundamental para o preparo dos leites e géis, e não paga frete. Para comprar, clique aqui. E neste mês, Conceição Trucom lançará um curso online sobre o uso da Linhaça. Para participar, clique aqui.

Sobre a autora

conceicao.jpg

Conceição Trucom é química, formada pela UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro – cientista, escritora sobre alimentação natural e qualidade de vida. Estudiosa dedicada aos assuntos do corpo e da mente, participa de cursos de formação em técnicas de alimentação natural e ministra oficinas e workshops sobre alimentação saudável. Autora de vários livros, dentre eles: O poder de cura da linhaça, O poder de cura do Limão, Alimentação Desintoxicante, além dos lançamentos de 2019: Sal da Vida, Cadê o leite que estava aqui? e Amo Abacate (editora Doce Limão).

Idealizou e organizou, ao lado da chef Leila D, a Casa Panc Para TI, que estreou este ano na Flip 2019, em Paraty, no Rio de Janeiro. Trata-se de um evento itinerante, que vai levar conhecimento sobre os preparos com plantas comestíveis não convencionais e ministrar workshops com experts sobre esse e outros assuntos, ligados a saúde e ao bem-estar. Mantém o portal Doce Limão com informações sobre alimentação natural para uma vida saudável.

linhaça.png

O Poder de Cura da Linhaça
Autora: Conceição Trucom
Páginas: 174
Formato: 14 x 21 cm (brochura com orelhas)
Editora: Alaúde
Preço: R$ 30,00

 

Alimentos que são ainda melhores juntos

A combinação desses elementos pode favorecer ainda mais o seu organismo

Que uma alimentação balanceada faz bem para o nosso organismo, todo mundo já sabe. Mas você sabia que ao unir alguns alimentos, eles trazem ainda mais benefícios a nossa saúde? Segundo a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak, existem alimentos que, quando consumidos juntos, acabam potencializando suas propriedades, e essa sinergia – combinação – faz muito bem para o nosso corpo. Abaixo, uma lista com alimentos que são ainda melhores juntos do que separados, para que você possa inserir no seu dia a dia.

1) Cúrcuma e Pimenta do Reino

curcuma.jpg

A curcumina presente na cúrcuma (açafrão da terra) é um dos anti-inflamatórios naturais mais poderosos que existem. Mas o infelizmente o nosso corpo não consegue absorver. E para isso precisa da piperina, encontrada na pimenta do reino, para potencializar sua absorção em mais de 1000x. Além disso, a melhor proporção para esse efeito é 3:1 (a cada 3 medidas de cúrcuma, uma de pimenta do reino).

Consumo recomendado: 1 colher de chá por dia de cúrcuma para efeitos medicinais dessa raiz.

2) Banana e Nozes

banana

A banana é a queridinha das frutas: prática, simples, docinha e com preço acessível. Ela é muito importante para a saúde do coração e da musculatura, é um importante para o pré-treino, por dar energia, além do fósforo que auxilia no condicionamento cardiorrespiratório. Porém, sozinha a banana tem pontuação inflamatória no nosso corpo. “Não significa que ela cause mal; como falamos, ela tem muitos benefícios. A orientação é não comer ela sozinha. A melhor opção nesse caso, é consumi-la com nozes, devido ao seu poder anti-inflamatório e a concentração de ômega 3. Assim, melhora a performance dos praticantes de atividades e a proteção do coração da população em geral”, explica Aline.

Consumo recomendado: 1 banana + 3 nozes

3) Beterraba e Laranja

beterraba.jpg

Você já deve ter ouvido que beterraba tem grandes quantidades de ferro, e é verdade. Se você tem anemia ou é vegano, saiba que o ferro da beterraba é chamado de “ferro não heme”, ou seja, um ferro não ativado. Por isso, quando adicionamos vitamina C, vinda da laranja ou do limão (se fizer suco use a laranja, se fizer salada opte pelo limão), ativamos o ferro que, aí sim, é absorvido pelo nosso organismo

Consumo recomendado: Para cada 50g de beterraba, 10g de suco de laranja ou limão.

4) Cacau e frutas vermelhas

frutas vermelhas
Foto: Max Straeten

Esses são dois alimentos que sozinhos já trariam muitos benefícios. Mas você sabia que quando unimos os antioxidantes do cacau com o ácido elágico das frutas vermelhas (morango, amora, mirtilo, framboesa), temos uma proteção potente para o tratamento do câncer de mama? “Por regular o estrogênio, essa combinação é ótima para mulheres com TPM intensificada”, lembra a nutricionista.

Consumo recomendado: 100g de morango + 20g de chocolate 70% cacau

5) Damascos ou tâmara e coco

damasco.jpg

Tanto o damasco quanto as tâmaras possuem um nível elevado de potássio e vitamina A. Quando unimos potássio + vitamina A + o TCM – que é a gordura do coco -, ativamos as sinapses dos neurônios, melhorando a memória, o foco e a concentração.

Consumo recomendado: 2 damascos secos/tâmaras +20g de coco seco

6) Shitake, Shimeji e Tomate Cereja

shimeji

Os cogumelos têm as suas particularidades nutricionais, já que ele possui certos antioxidantes que não são encontrados em outros alimentos. O problema é que nem sempre conseguimos absorver essa quantidade de nutrientes. Para isso, unimos a eles a quercetina associada e licopeno do tomate cereja, que conseguem transportar nutrientes do shitake e Shimeji para o cérebro e para o coração. Para isso acontecer, eles precisam ser refogados por pelo menos 8 min.

Consumo recomendado: 1 xícara de chá (metade cogumelos, metade tomate cereja).

7) Acerola e Melão

acerola.jpg

Acerola é a fruta mais anti-inflamatória existente no Brasil. Sozinha, é poderosa aliada no tratamento de doenças como artrite, artrose, câncer (que não seja de estômago), depressão e até Alzheimer. Quando juntamos essa fruta ao melão, temos o efeito anti-inflamatório prolongado, graças a glutationa.

Consumo recomendado: consumir as frutas de duas a três vezes na semana, para que elas tenham seu efeito durante a semana toda.

8) Café e Óleo de coco filtrado (TCM)

café getimage

O óleo de coco extravirgem possui, entre outras substâncias, uma gordura chamada TCM (triglicerídeos de cadeia média); quando o filtramos (Lotus de Coco), temos apenas o TCM isolado. Essa gordura é a única que não passa pelo fígado para ser metabolizado, passando direto para o sistema nervoso central. Por isso, quando unimos o TCM com a cafeína do café, ele carrega a carrega direto para o cérebro, dando energia rápida para quem consome a mistura. “Essa não é uma mistura termogênica como muitos acreditam, é uma mistura para aumentar o rendimento nos treinos ou dar um ‘up’ em quem está cansado”, alerta.

Consumo recomendado: Para cada xícara (80ml) uma colher de café (5ml). Não recomendado para quem sofre de ansiedade.

9) Linhaça e semente de abóbora

semente de abobora.jpg

As sementes são uma estratégia usada pelos nutricionistas para regular o ciclo da mulher. A linhaça já é uma “superfood”, mas quando consumimos junto com a semente de abóbora, ela cria um equilíbrio entre progesterona e estrogênio para melhorar o humor e disposição no início do ciclo de menstruação.

Consumo recomendado: 1 Colher de sopa de cada, do primeiro ao 15 dia, a partir do início da menstruação.

Conheça cinco alimentos que beneficiam o corpo da mulher

A lista foi feita pela nutricionista da academia Bio Ritmo que, ensinou a melhor de consumir os alimentos, e explicou quais são os principais ativos de cada item

Que uma alimentação equilibrada faz toda a diferença na vida do ser humano nós já sabemos, mas, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, comemorado neste mês, Fúlvia Gomes Hazarabedian, nutricionista da academia Bio Ritmo, preparou uma lista especial de itens que podem fortalecer, prevenir doenças e deixar ainda mais bonitas as mulheres que os consomem, confira:

1 – Aveia

aveia.png
Rica em fibras e minerais, a aveia é uma verdadeira fonte de energia que também garante o fluxo intestinal e promove a sensação de saciedade. Para as mulheres que estão na dieta, a aveia é uma ótima pedida com frutas, iogurtes, shakes e em preparações diversas, substituindo farinhas, por exemplo.

2 – Uva

uva.jpg
Refrescante, a uva possui ação antioxidante e rejuvenescedora, excelente para quem quer ficar em dia com a pele. A fruta pode ser consumida junto com saladas, como sobremesa ou lanche intermediário.

3 – Grão de bico

grao de bico
Minerais é com ele mesmo! Se você é o tipo de mulher que tem uma vida agitada e não tem tempo para ficar doente, consuma o grão de bico. Isso porque ele é um bom fornecedor de ferro, cálcio e zinco, que auxilia na nossa imunidade. Para as grávidas, por exemplo, o alimento é ótimo devido ao ácido fólico, mas também contém grandes quantidade de vitaminas C, E, e do complexo B. Pode ser consumido como salada fria, substituindo o feijão ou leguminosas em geral, acompanhando torradas e vegetais em forma de patê, pasta ou até assado, como snack.

4 – Linhaça

linhaça
Riquíssima em ômega 3, a semente de linhaça também contém muito minerais, mas é fortemente conhecida por ser anti-inflamatória. Indica-se consumir de forma triturada logo após a o processo, acompanhada por sucos, vitaminas, shakes, cereais, frutas, e até inserido em pães, tortas e outras preparações.

5 – Ovo

ovos.jpg
Simples de fazer e de comer, o ovo é uma fonte de proteínas de alto valor biológico, com ferro, magnésio e colina, que ajuda na manutenção muscular, no transporte de oxigênio e na ativação enzimática. Acompanha bem refeições principais substituindo carnes em geral, mas poder ser uma boa opção também para o café da manhã.

Fonte: Bio Ritmo

Alimentação balanceada e exercícios físicos, os verdadeiros segredos da beleza

Uma pesquisa realizada pela Universidade McMaster, em Ontário (Canadá), reuniu voluntários na faixa dos 60 anos com uma pele considerada normal para a idade. O grupo passou por um programa de treinamento de resistência bastante simples. Eles precisavam, duas vezes por semana, correr ou andar de bicicleta em um ritmo moderadamente extenuante. Após novos testes, o resultado foi surpreendente. Os voluntários passaram a ter peles com características iguais as verificadas em pessoas entre 20 e 40 anos.

Como os exercícios alteram a composição da pele ainda não está completamente claro. Porém, os cientistas puderam verificar alterações nos níveis de miosina, proteína natural do corpo que ao entrar na corrente sanguínea provoca mudanças até nas células mais distantes dos músculos. Após o exercício, os pesquisadores encontraram nas amostras de pele dos voluntários um aumento de quase 50% de uma miosina em especial: a chamada IL-15.

mulher praia alongamento.jpg

“Depois dos 40 anos a maioria das pessoas passa a experimentar um espessamento do chamado estrato córneo, a camada mais externa da pele. Composta principalmente de células mortas e colágeno, ela se torna mais seca, quebradiça e densa. Ao mesmo tempo, a camada abaixo da epiderme (a derme) começa a ficar mais fina e perde elasticidade, resultando numa aparência mais translúcida e sem vigor”, comenta a Luciana Maluf, dermatologista e consultora de Beleza da Condor.

Comer bem

Uma alimentação equilibrada e que evita elementos prejudiciais (frituras, industrializados, açúcar em excesso etc) é a primeira regra para a saúde da pele. Neles estão os chamados antioxidantes não enzimáticos, que oferecem uma fonte extra para nutrientes essenciais, como a vitamina C e a vitamina E, além do betacaroteno.

Nesse grupo de alimento estão:

abacate-avocado-org
Foto: Avocado.org

Abacate – a fruta contém óleos essenciais e vitaminas do complexo B. Uma delas em especial, a B3 ou niacina, é a que faz bem à pele. Uma unidade contém cerca de 27% da necessidade diária dessa vitamina.

manga

Manga – além de deliciosa e refrescante, a manga fornece mais de 80% da necessidade diária de vitamina A, fundamental para a boa saúde da pele. O elemento ajuda na renovação celular e evita o ressecamento.

amendoas JasonGillman
Foto: Morguefile/Jason Gillman

Amêndoas – ricas em vitamina E, uma porção de amêndoas oferece mais de 50% da necessidade diária dessa vitamina conhecida por ajudar a combater o envelhecimento precoce.

quijo cottage leite pixabay
Pixabay

Queijo tipo cottage – além do cálcio, benéfico à saúde dos ossos, o queijo cottage também contém selênio, que combate os radicais livres, ajudando a prevenir o envelhecimento. Fora que o cottage é o “magrinho” da família.

acerola kamuelaboy
Foto: Kamuela/MorgueFile

Acerola – ela já é conhecida por ser poderosa aliadas contra o envelhecimento precoce. A acerola fornece a quantidade total de vitamina C necessária para um dia. E ainda previne contra rugas precoces e auxilia na produção de colágeno.

batata assada pixabay

Batatas assadas – apenas uma unidade fornece cerca de 75% da necessidade diária de cobre, mineral que, em parceria com a vitamina C e o zinco, produz elastina. É a deficiência desse mineral que deixa a pele rígida e sem vida.

mushroom cogumelo

Cogumelos – também oferecem boas quantidades de vitamina B. A chamada riboflavina é responsável pela manutenção e reparação da pele, ajudando a evitar problemas como a rosácea, por exemplo.

linhaça

Linhaça – as sementes estão entre as principais fornecedoras de ômega 3, uma gordura essencial e que mantém a pele saudável.

É fundamental, no entanto, antes de começar a mudança nos hábitos alimentares, consultar um profissional especializado.

Fonte: Condor

Sete alimentos para cuidar da pele no verão

Nutricionista do GetNinjas explica o benefício de cada um deles para manter a saúde durante os dias mais quentes

O verão chegou com tudo e os termômetros já passam dos 30ºC na maioria das cidades brasileiras. Passar protetor solar regularmente e ingerir bastante água são alguns dos cuidados básicos para manter a pele saudável durante essa época. O hábito alimentar, porém, é ainda mais importante para nutrir as células do corpo.

Pensando nisso, Cleonice Pereira, nutricionista que atende pelo GetNinjas, maior plataforma de contratação de serviços da América Latina, separou sete alimentos para cuidar da pele durante os dias mais quentes. “Se fizermos apenas algumas mudanças simples na dieta, podemos melhorar muito a condição da pele e postergar o aparecimento de sinais causados pela idade”, explica.

abacate vitamina

Abacate: fonte de vitaminas E, C e antioxidantes, o abacate ajuda na hidratação e brilho da pele;

melancia

Melancia: rica em vitamina e minerais, como A, C e B6, fósforo, potássio, cálcio, magnésio e ferro, contribui também para a hidratação de todos os órgãos. Lembrando que a pele é o maior órgão do corpo;

amora-laura-musikanski
Foto: Laura Musikanski/Morguefile

Amora: a fruta devolve o aspecto sadio da pele, pois é riquíssima em antioxidantes que combatem os radicais livres – responsáveis por danificar as células e causar sinais de envelhecimento;

linhaça

Linhaça: a ação positiva que a linhaça causa na saúde intestinal afeta diretamente a pele. Além disso, o ômega 3 presente no alimento é um forte colaborador na sustentação da pele e do sistema imunitário. “O consumo regular dessa semente maravilhosa, rica fonte de ômega 3, deixa a pele mais hidratada, suave e com um tônus firme”, explica Cleonice;

macas 732x549-thumbnail
Thumbnail

Maçã: além de ser um alimento quase completo, que cuida da saúde ocular e previne várias patologias, inclusive vários tipos de câncer, ela também é excelente para ajudar as células na restauração e proteção contra o envelhecimento precoce;

cenouras Scarletina
Foto: Scarletina/Morguefile

Cenoura: além de ser um dos alimentos mais ricos em betacaroteno – potente antioxidante responsável por sua cor alaranjada -, a cenoura é fonte poderosa de fibras e minerais, como fósforo, potássio, cálcio e sódio, vitamina A, B2, B3 e C. Todos esses nutrientes são responsáveis por manter o bom estado da pele e das mucosas e contribui para a cor saudável da pele, podendo ser usada de várias formas: cruas, cozidas ou em sucos.

manga  michelle
Foto: Michelle Bulgaria/Morguefile

Manga: responsável pelo rejuvenescimento, a fruta é fonte de vitamina e também é rica em antioxidantes. Além de combater os radicais livres, a manga é capaz de regenerar a cútis, evitando rugas, linhas de expressão e remover as toxinas existentes no organismo.

oleaginosas castanhas
Pixabay

Além desses sete alimentos, Cleonice reforça a importância das oleaginosas, como castanha-de-caju, amêndoas, coco e castanha-do-pará, que são um bom suporte de minerais e boas gorduras, melhoram a elasticidade e combatem infecções, além de fornecerem colágeno de forma mais biodisponível para a pele.

Fonte: GetNinjas

Cinco oleaginosas para incluir nas refeições

Fonte de fibras, minerais, vitaminas e gorduras boas – monoinsaturadas e poli-insaturadas –, que protegem o coração e têm efeito anti-inflamatório, as oleaginosas atuam na prevenção de doenças como o câncer e o Alzheimer. Além de contribuírem para o aumento do colesterol HDL, conhecido como “colesterol bom”.

Inclui-las no cardápio diário é fácil e prático, uma vez que podem ser adicionadas a receitas ou consumidas cruas. Para auxiliar na escolha, Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, lista cinco oleaginosas e seus benefícios:

Amêndoas

amendoas JasonGillman
Foto: Morguefile/Jason Gillman

Ricas em vitamina E, fósforo, cálcio e magnésio, as populares amêndoas são ótimas para prevenção de queda de cabelo e doenças degenerativas. Também são fortes aliadas para o bom funcionamento do cérebro e do coração. É possível consumi-las in natura ou combiná-las em saladas e massas integrais.

Castanha-do-pará

castanha do brasil
Fonte de selênio, comer duas unidades por dia já é o suficiente para equilibrar os níveis do mineral, que é responsável pelo combate ao câncer, desenvolvimento cognitivo e pela saúde capilar e das unhas.

Nozes

nozes
Altamente nutritivas, as nozes auxiliam na prevenção do câncer de próstata, mama e cólon. Além disso, são ricas em ômega 3 e 6, responsáveis pelo controle do colesterol e pelo bom funcionamento do sistema cardiovascular.

Linhaça

linhaça
Fontes de fibra solúveis, ômega 3 e proteínas, a inclusão de uma colher de sopa da semente oleaginosa na dieta pode ser benéfica no controle da pressão arterial. São ótimas para serem consumidas com frutas ou sucos.

Castanha-de-caju

castanha de caju pixabay
Pixabay

Além de ser rica em ômega 3, vitaminas e minerais, a castanha contribui para amenizar os sintomas da TPM e da menopausa, pois auxilia no relaxamento, induz o bom humor e contribui para um sono de melhor qualidade.

Sugestões de produtos

superbom.jpg

Empanados Vegan sabor Legumes: empanados multigrãos da Superbom são feitos à base de proteína de ervilha e possuem linhaça na composição, além de serem enriquecidos com vitaminas A, B9 e B12, e dos minerais ferro e zinco.

granola.jpg

Granola Premium da Superbom: um mix de cereais composta por frutas secas, grãos, oleaginosas como amêndoas e adoçantes naturais. Disponível na versão de 500 gramas e 1 quilo.

Informações: Superbom

 

 

 

Tem pressão alta? Veja alimentos para adicionar à sua dieta

por Michelle Guerrere

Ouvimos sobre a pressão alta com bastante frequência, mas é provável que muitos de nós não saibam o que realmente isso implica. Aqui está o básico: pressão sanguínea é a força do nosso sangue empurrando nossas artérias para que elas possam viajar para outras áreas do corpo de nosso coração (a força aumenta e diminui ao longo do dia; mas quando permanece alta, é quando torna-se hipertensão arterial). Quando sua pressão arterial está alta, pode causar doenças cardíacas e, potencialmente, levar a um derrame.

Além disso, um em cada três norte-americanos com mais de 20 anos tem pressão alta, de acordo com a American Heart Association. A boa notícia é que, se você tem pressão alta, uma dieta saudável, cheia de certos alimentos, manterá seus níveis sob controle. A maioria dos alimentos “estrela de ouro” para pessoas com pressão alta é rica em potássio, magnésio e cálcio (todos os minerais que ajudam no relaxamento dos vasos sanguíneos). Confira abaixo um plano de refeição saudável que irá manter a sua pressão arterial na zona de segurança durante todo o dia.

Para o café da manhã:

cookie com grãos half baked harvest.jpg
Foto: Half Baked Harvest

Os médicos não conseguem identificar exatamente o que na semente de linhaça reduz a pressão arterial, mas um estudo mostrou que as pessoas que a consumiram durante um período de seis meses viram uma diminuição na pressão sanguínea. Quinoa contém potássio, magnésio e cálcio, além de chocolate amargo também é benéfico (vamos falar sobre isso mais tarde).

Para o lanche:

smoothie minimalist baker
Foto: Minimalist Baker

Suco de romã é um all-star quando se trata de combater a pressão arterial elevada (um estudo descobriu que beber mais do que uma xícara todos os dias durante um mês causou uma queda na pressão arterial). Bananas e couve são ricas em potássio, magnésio e cálcio.

Para o almoço:

salada de graos, frutas e noezes foodie crush
Foto: Foodie Crush

Um novo estudo mostra que o pistache é a melhor oleaginosa quando se trata de baixar a pressão arterial elevada em adultos.

Para o jantar:

tilapia pinch of yum
Foto: Pinch of Yum

Tilápia é rica em magnésio e potássio, além disso, um estudo de 2012 provou que as mulheres que consumiam azeite tinham pressão arterial mais baixa (especialmente aquelas que naturalmente tinham pressão arterial mais alta para começar).

Para sobremesa:

cookie com grãos half baked harvest
Foto: Half Baked Harvest

Os flavonóis (nutrientes à base de plantas) que estão no chocolate escuro estão ligados à produção de ácido nítrico, que é conhecido por expandir os vasos sanguíneos e, portanto, diminuir a pressão arterial.

Fonte: My Domaine

 

 

Native renova linha de cookies orgânicos e lança três novos produtos

Os cookies orgânicos com cereais integrais são os novos produtos da marca Native. Os biscoitos – disponíveis nos sabores: cacau, mel e maçã com canela – são preparados com os melhores ingredientes orgânicos e incluem em sua composição aveia, quinoa, trigo e linhaça.

Além dos novos integrantes da linha, a empresa também reformulou as embalagens dos biscoitos nos sabores chocolate e baunilha, já conhecidos do público. A idéia foi atualizar a apresentação desses itens, trazendo um design mais moderno e que acompanha a identidade visual dos novos cookies.

Houve ainda uma mudança na nomenclatura das bolachas que já compunham o portfólio. Elas não sofreram alteração de tamanho, mas como são menores do que as que estão sendo lançadas passaram a ser chamadas de minicookies.

novos-cookies

A prática embalagem unitária de 40 gramas dos biscoitos mantém o alimento muito mais fresquinho e serve, por exemplo, para compor o lanche da criançada ou como uma opção para carregar na bolsa e comer nos intervalos das refeições.

Há também, para os sabores baunilha e chocolate, as caixas com 120g que são ideais para dividir com a família e os amigos. Essa embalagem teve uma redução de 40% no uso do papel cartão e, além disso, esse cartucho que continha três embalagens unitárias de 40g, agora vem com uma única embalagem de 120g interna. Muito menos recurso utilizado e conseqüentemente um menor impacto ambiental. .

Os produtos estão de acordo com a regulamentação de orgânicos brasileira e recebem a certificação da Ecocert, agência credenciada pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) que inspeciona e garante todos os ingredientes e etapas do processo de produção.

Informações: Native

Dez alimentos para turbinar o cérebro

Você sabia que o ovo pode fazer bem para a memória? Confira os nutrientes que você deve incluir na dieta para manter mente e corpo saudáveis

Diariamente os jornais, revistas e programas de televisão anunciam as orientações de especialistas da área da saúde para a manutenção de uma vida saudável. Falam sobre exercícios físicos, alimentação saudável… E o cérebro?

Este poderoso órgão possui uma capacidade de armazenamento e aprendizado incrível. O cérebro precisa de energia para funcionar e consome 20% da energia de todo nosso corpo. Podemos, inclusive, gastar 30 calorias por hora somente pensando! Mas para que ele funcione no máximo de sua potencialidade, é preciso receber alguns cuidados.

cerebro e comida

Além de exercitar o cérebro, praticar atividades físicas, ter boas noites de sono e interações sociais de qualidade, a alimentação também contribui para o seu bom funcionamento e pode até ajudar a estimular determinadas habilidades.

“Algumas substâncias que estão presentes nos alimentos, como Ômega3 e licopeno, favorecem a cognição e são muito importantes para o aprendizado. Essas substâncias estão presentes nas frutas, verduras, legumes, peixe, ovos, azeite de oliva”, conta a nutricionista clínica Silvia Calil, especializada em alimentos para o cérebro e consultora do Método Supera.

O licopeno é uma substância carotenoide caracterizada pela cor avermelhada e, portanto, está presente no tomate, na melancia, morango entre outros vegetais sendo que, quanto mais intensa for a cor vermelha, maior a quantidade da substância. O que chama atenção é que é um antioxidante que combate os radicais livres e retarda o envelhecimento.

“O ovo, que por muito tempo foi visto como um vilão da dieta, é essencial para manter o funcionamento da memória, por meio da colina, nutriente presente na gema”, complementa a especialista.

Adotar uma dieta saudável ajuda a prevenir desde pequenos lapsos de memória até graves doenças neurológicas degenerativas.

Confira abaixo uma lista de alimentos com nutrientes que fazem bem para o cérebro:

sardinha em oleo
Foto: Max Straeten / Morguefile

1) Peixes – principalmente os de água fria (salmão, anchova, sardinha, atum, arenque), são fontes de ácidos graxos ômega 3, poderoso antioxidante.

manga

2) Frutas e vegetais amarelos – mamão, manga, pêssego, cenoura, abóbora. São alimentos fontes de betacaroteno, antioxidante que combate o envelhecimento celular.

Morangos

3) Frutas vermelhas – morango, cereja, framboesa, amora, pitanga, melancia e tomate, também possuem pigmentos antioxidantes que combate os radicais livres e ajudam a memória.

oleaginosas castanhas
Pixabay

4) Oleaginosas – castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, amendoim. Ricas em vitamina E e selênio, também fontes de antioxidantes.

CampCarne

5) Carnes, aves, grãos integrais, leguminosas, leite e derivados – esses alimentos são fontes de vitaminas do complexo B. Ajudam a regular a transmissão entre os neurônios. Na carne vermelha você encontra também o ferro que pode colaborar com a boa memória.

blueberry-mirtilo

6) Blueberry – ameniza os efeitos de doenças do cérebro relacionadas à idade, melhora a capacidade de aprendizagem, melhora a memória e a concentração, estimula o fluxo de sangue e oxigênio para o cérebro.

banana

7) Banana – fornece energia e eletrólitos para o cérebro, melhora as funções cognitivas, protege o cérebro de danos oxidativos, ajudam a melhorar o humor e a manter o equilíbrio.

amendoas-jasongillman

8) Amêndoa – ajuda a prevenir declínio cognitivo relacionado à idade, melhora a memória e o aprendizado, aumenta a atenção.

canela jmiltenburg
Foto: J.Milternburg / Morguefile

9) Canela – aumenta a atividade do cérebro, alivia a tensão nervosa e evita perda de memória, reduz riscos de doença do Alzheimer.

linhaça

10) Linhaça – rica em gorduras do cérebro saudável, constrói e protege os neurônios, regula o ambiente do cérebro, e melhora as funções cognitivas.

Fonte: Método Supera