Arquivo da tag: máscara de proteção

Chegaram as máscaras da Galinhas Pintadinha

Galinha Pintadinha é a primeira marca infantil a lançar uma máscara descartável para crianças com produção nacional

Com o retorno gradual às aulas presenciais, as crianças precisam se adaptar ao uso da máscara por longos períodos nas escolas. Se unirmos proteção e eficácia ao personagem favorito dos pequenos, temos um produto para ajudar nos cuidados contra a contaminação por Covid-19. É exatamente assim que são as máscaras da Galinha Pintadinha produzidas pela SP Protection, diversão e cuidado garantidos.

A marca Galinha Pintadinha já está presente na vida das famílias brasileiras de diversas maneiras, com conteúdo na internet ou mesmo nos produtos licenciados. Como estamos passando pela pandemia e o uso de máscara é obrigatório, nada melhor que utilizar os vários modelos de máscaras da Popó que, por terem nas estampas nossos queridos personagens, prometem agradar aos pequenos.

É a primeira marca infantil a lançar uma coleção de máscaras descartáveis feitas totalmente no Brasil. Há vários modelos: a de tecido branco com a estampa da Popó; e a Galinha Pintadinha versão escolar, com mais cores e o mesmo conforto e proteção.

Há também as máscaras Galinha Pintadinha Mini, Pintinho Amarelinho Mini e Borboletinha Mini. Todas elas são cirúrgicas e têm proteção tripla camada com Índice de Eficiência de Filtração de Bactérias de até 98%, ou seja, elas são eficazes contra o vírus da Covid-19. As máscaras contêm clip nasal e três pregas horizontais, que as tornam práticas e confortáveis.

Além de proteger as crianças da Covid-19, as máscaras da Galinha Pintadinha protegem contra outros vírus e bactérias que ocasionam doenças, como amigdalite, pneumonia, sarampo e tuberculose.

É fundamental que as crianças utilizem máscaras, já que a pouca idade não as impede de transmitir ou receber o coronavírus. É essencial reforçar que se trata de um vírus que circula principalmente pelo ar. Então, com o uso da máscara, as chances de infecção e transmissão vão ser reduzidas. Na volta às aulas, vamos preservar nossos pequenos e suas famílias, estando em dia com os cuidados sanitários indicados pelas autoridades. Entretanto, não é porque o uso é obrigatório que a máscara tem que ser básicas, não é mesmo? Com as máscaras da Galinha Pintadinha, as crianças ficam protegidas e charmosas, pertinho dos personagens que elas adoram.

Rever os amigos, reencontrar professores e funcionários da escola, voltar a brincar pelo pátio, as crianças estavam esperando ansiosamente por tudo isso. Com máscaras feitas especialmente pensando nelas, elas estão prontas e mais seguras para o retorno ao convívio social, respeitando o distância.

Informações: Galinha Pintadinha

Tudo que você precisa saber para cuidar da delicada pele ao redor dos olhos

Esta área sensível requer cuidados diferentes do que o resto do seu rosto. Saiba o que fazer e o que evitar nos cuidados com essa pele, além de descobrir como tratar problemas comuns, desde linhas finas e olheiras até inchaço

Nunca os olhos foram tão expressivos quanto agora. Por conta das máscaras de proteção, o olhar é o nosso maior destaque – e também nossa maior representação das emoções. Mas devemos cuidar bem da região, pois algumas alterações estéticas dão sinais que não necessariamente queremos dizer.

“Enquanto as rugas deixam a aparência mais triste, as olheiras dão um ar de cansaço. A pele ao redor dos olhos é uma das mais finas e sensíveis do corpo. Também está entre as primeiras a revelar sinais de envelhecimento precoce, como linhas finas, flacidez, rugas e olheiras”, explica Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética.

“A pele da área dos olhos não tem tantas glândulas sebáceas e colágeno quanto o resto do seu rosto e corpo, tornando-a mais propensa a secar e desenvolver sinais de envelhecimento. Um estudo publicado no periódico Clinical Anatomy concluiu que as áreas da pele com menos glândulas sebáceas (que produzem oleosidade) são menos densas e mais sujeitas a rugas, razão pela qual os pés de galinha são um problema tão grande nessa região”, acrescenta. Abaixo, a médica destaca um manual de cuidados e tratamentos para a pele ao redor dos olhos:

Três cuidados básicos:

=Comprometa-se a tratar a pele dos olhos: os cremes para os olhos são um dos produtos que os pacientes mais esquecem de usar com frequência, segundo Roberta: “Você precisa de um hidratante que possa penetrar na área para fornecer a hidratação necessária”.

=Não confie no seu hidratante facial: é um hábito comum usar o hidratante facial na área dos olhos, mas, na maioria das vezes, isso não é indicado. “É necessário um creme específico para a área dos olhos, pois ele é desenvolvido com ativos destinados a tratar essa área e na textura ideal. Além disso, alguns hidratantes faciais podem conter ingredientes ativos, como retinoides, que podem estar em uma concentração muito forte para a pele sob os olhos – o que pode causar uma grande irritação”, diz a médica.

=Opte por determinados ativos: só porque é uma área delicada não significa que você precise de um hidratante suave. “Um dos melhores ativos para ficar atento é o retinol, um derivado da vitamina A. Um creme para os olhos que contém retinol é diferente de um creme facial típico com retinol, por conta de textura e da concentração do ativo. Nesse caso, ele também é formulado em uma base mais emoliente (ou seja, hidratante); além disso, procure ingredientes como ácido hialurônico para aumentar a hidratação enquanto diminui o risco de irritação. Outros ativos importantes para a região são: meiyanol e ácido kójico para atuar contra olheiras, peptídeos e extratos como o de cafeína”, afirma Roberta.

Quatro dicas para lidar com problemas comuns:

Círculos escuros: embora eles estejam ligados à falta de sono, às vezes registrar consistentemente oito horas por noite não vai eliminá-los. “Isso porque há um componente genético nas olheiras também. Elas são difíceis de apagar completamente com cremes, mas existem alguns produtos tópicos interessantes que contêm cafeína ou vitamina K, que podem ajudar na circulação para clarear os círculos escuros”, diz a médica.

Shutterstock

Inchaço: “Se você acordar inchado, pode ser por causa do fluido que se acumulou sob seus olhos enquanto você dormia. “Se este for um cenário comum para você, um rolo de jade pode ajudar. Deixe na geladeira durante a noite e, de manhã, mergulhe o rolo no gel para os olhos e role suavemente sobre o inchaço, o que ajudará a drenar a região, diminuindo o inchaço. As baixas temperaturas reduzem o fluxo sanguíneo para reduzir o inchaço da área dos olhos”, afirma a médica.

Linhas finas e rugas: opte por um retinol ou um creme para os olhos cheio de peptídeos. “Enquanto o retinoide estimula a renovação das células da pele e a produção de colágeno, os peptídeos ligam-se às células para exercer diversas ações, como: antiglicante (combatendo os malefícios do açúcar), clareadora e rejuvenescedora”, explica a médica. Pela manhã, ela recomenda um creme para os olhos que contenha chá verde, um ingrediente antioxidante que protege a pele contra os estressores ambientais que contribuem para o envelhecimento. “Os polifenóis do chá verde, que são compostos antioxidantes, neutralizam os radicais livres do envelhecimento no corpo, diminuem o risco de queimaduras solares e diminuem a atividade de uma enzima que degrada o colágeno da pele. O resultado: menos danos UV e menos linhas e rugas”, afirma Roberta.

Foto: HealthStatus

Vermelhidão e irritação: “Dada a natureza fina e sensível dessa pele, pode levar mais tempo para se recuperar, então se você for sensível a um ingrediente de um de seus produtos, como fragrâncias, conservantes ou extratos naturais de plantas, os olhos costumam ser a primeira área que vai explodir em irritação, ou a irritação pode ser mais extrema. Nesse caso, consulte um médico. É melhor tratar a área imediatamente [e identificar o produto ofensivo]; caso contrário, pode levar semanas ou meses para voltar ao normal”, diz.

Que tipo de produto escolher?

Creme ou gel? Esta questão depende do seu tipo de pele ou da preocupação principal. “Se você costuma sofrer com secura na pele dessa região, então é melhor escolher um creme que contenha menos água do que um gel, permitindo uma melhor hidratação. Nesse caso, o gel por si só não é hidratante o suficiente. Por outro lado, se você está lidando com bolsas sob os olhos, um gel pode ser perfeito para você. A vantagem de muitos produtos em gel disponíveis no mercado é que eles podem ser refrigerados. Quando você aplica, qualquer inchaço desaparece imediatamente”, diz a médica.

Aplicação adequada do cosmético

Sobre como aplicar um creme ou gel para os olhos, a médica recomenda usar o dedo com o toque mais leve, geralmente o mindinho. “Bata suavemente na área sob os olhos até que esteja coberta. Isso garante que você não puxe essa pele delicada como faria se a esfregasse”, afirma.

Procedimentos médicos

Às vezes, uma solução sem receita simplesmente não resolve. Felizmente, existem soluções mais poderosas disponíveis no consultório médico. Aqui estão alguns procedimentos e tratamentos sobre os quais você deve perguntar:

Injetáveis: de acordo com um artigo publicado em janeiro de 2015 na Clinics in Plastic Surgery, a injeção de uma pequena quantidade de ácido hialurônico, um preenchedor comum, pode preencher o pequeno sulco próximo à cavidade lacrimal. “Como a pele da região é muito fina, como a pesquisa mostrou, esse procedimento deve ser feito por um profissional qualificado. Para pessoas entre 20 e 40 anos, as olheiras reagem muito bem a esse tratamento”, diz a médica. “Os tratamentos injetáveis de ácido hialurônico têm a função de preencher e restabelecer a estrutura desta região das pálpebras inferiores quando o paciente começa a perder a sustentação. É uma ótima opção para quem sofre com a hiperpigmentação da região, restaurando o volume da pálpebra inferior e reduzindo a coloração”, afirma Paolo Rubez, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS).

Ao preencher esse espaço, ele muda a forma como a luz é refletida nessa área, fazendo com que os olhos pareçam cada vez mais claros. Com um anestésico tópico, as injeções produzem o mínimo de dor e duram de 9 a 12 meses. Uma abordagem diferente pode ser garantida para pessoas na casa dos 45 anos, diz a médica. “Frequentemente, ocorrem alterações ósseas, bem como escorregamento de almofadas de gordura profundas devido à perda de gordura e colágeno, que servem de suporte para a área”, diz a médica. Para tratar essas alterações, a lipoenxertia pode ser indicada. “Nesse caso, utilizamos a gordura do próprio corpo para rejuvenescer a pele, então, a técnica é biocompatível e não há os riscos de rejeição. E, mesmo sabendo que cerca de 50% do material enxertado pode ser absorvido pelo organismo, a quantidade restante é repleta de células-tronco capazes de melhorar a qualidade e o aspecto da pele”, afirma Rubez

“O primeiro passo é retirar a gordura de outra região, que pode ser dos culotes, partes internas ou externas das coxas, costas ou abdômen — sendo que esta última área é a mais comum. O procedimento é feito através de uma cânula que fará a lipoaspiração do material, levando-o para um recipiente separado. Nele, o médico eliminará partes desnecessárias para que a gordura fique limpa e pronta para ser enxertada no local desejado”, completa o médico. Logo após, a gordura é injetada na região facial com o objetivo de trazer efeito volumizador, tratando problemas como olheiras profundas.

Tratamento a laser: para linhas finas ou olheiras, experimente um tratamento a laser. “Existem tecnologias não ablativas que aquecem as camadas mais profundas da derme sem danificar a superfície da pele e melhoram vários sinais de envelhecimento de uma só vez, usando o calor direcionado para desencadear uma resposta de tratamento da pele enrugada”, diz a médica. “Essa resposta estimula a produção de colágeno, o que ajuda a firmar a pele ao longo do tempo. Os lasers não apenas reduzem as linhas, mas também melhoram a aparência das olheiras, manchas escuras e textura”, explica.

Cirurgia de blefaroplastia: “Com a perda de colágeno com o envelhecimento da pele, a camada de gordura ao redor do olho pode escorregar, criando uma protuberância que as pessoas percebem como bolsas ao redor dos olhos”, afirma Roberta. Indicada para fins estéticos e também funcionais, visto que a flacidez excessiva das pálpebras pode atrapalhar a visão de algumas pessoas, a cirurgia de blefaroplastia tem como objetivo rejuvenescer a área periorbital por meio da retirada do excesso de pele e bolsas de gordura presentes nas pálpebras superiores e inferiores, com a possibilidade do reposicionamento dessas estruturas ou preenchimento de sulcos na região quando o médico julgar necessário.

“Em alguns pacientes pode ser realizada também enxertia de gordura para preencher a perda dos tecidos locais, visto que o resultado da cirurgia se torna mais natural quando há certo volume de tecido ao redor dos olhos”, afirma Rubez. “Feito sob anestesia local com sedação ou geral, a cirurgia, que dura entre uma e duas horas, também pode ser realizada em conjunto ao lifting do terço superior da face, quando o excesso de tecido nas pálpebras é causado também pela queda dos supercílios”.

De acordo com o especialista, a recuperação do procedimento é tranquila e indolor, sendo que nos primeiros dias após a cirurgia o paciente pode apresentar inchaço e hematomas no local, sintomas que se resolvem dentro de algumas semanas e podem ser aliviados com a ajuda de repouso e compressas frias sobre os olhos. Os cuidados pós-operatórios são semelhantes aos da cirurgia de correção de ptose palpebral e o resultado definitivo é notado em torno de 3 a 6 meses.

Por fim, a médica lembra que maus hábitos de saúde, principalmente o fumo, podem contribuir para problemas sob os olhos: “O consumo excessivo de álcool pode causar bolsas e olheiras, além de afetar a qualidade do seu sono. Por falar em sono, certifique-se de que está dormindo bem entre sete e nove horas recomendadas por noite. Beber bastante água, reduzir o sal na dieta e aumentar o consumo de vegetais folhosos e frutas, ambos alimentos ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes, também é um bom caminho para ajudar a pele dessa região”.

Fontes:
Roberta Padovan é médica pós-graduada em Dermatologia. Graduada em Medicina pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) e especialista em Medicina Estética e Dermatologia pela Incisa. Com participação regular em congressos, jornadas e cursos nacionais e internacionais, é proprietária de duas clínicas, no Maranhão e em São Paulo, com diversos tratamentos para saúde e beleza da pele. Além disso, atuou como médica residente no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
Paolo Rubez é cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (Isaps), Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina da Unifesp. O médico é especialista em Cirurgia de Enxaqueca pela Case Western University, com o Dr Bahman Guyuron (em Cleveland – EUA) e em Rinoplastia Estética e Reparadora, pela mesma Universidade, e pela Escola Paulista de Medicina/Unifesp.

Make para olhos: confira dicas que destacam o olhar mesmo com o uso da máscara de proteção

Lanossi Beauty & Care destaca produções que dão expressividade aos olhos

Menos batons, blushes ou bases. Com a necessidade do uso de máscaras durante a pandemia da Covid-19, produtos como delineador, sombra e rímel se tornaram indispensáveis na hora de se maquiar. Pensando nisso, Lanossi Beauty & Care separou três dicas que fazem os olhos expressarem com destaque o que não é possível pelas demais feições no momento.

Combinação curvex e rímel

Você já pensou em dar uma chance ao curvex antes da aplicação do rímel? O utensílio age alongando os fios próximos à pálpebra e pode ter seu efeito potencializado se aquecido um pouco com secador. Na sequência, basta pressioná-lo por alguns segundos na linha dos cílios.

Desta forma, os fios já ficarão com um comprimento mais longo. Mas – para ter maior destaque – é interessante fazer o uso também de uma boa máscara de cílios. Naturalmente, a máscara já dará um up no olhar, mas fazer misturas com diferentes tipos do produto garantirá fios mais volumosos, alongados e curvados. Na primeira camada, aposte em máscara mais fluídas para pentear os fios e preencher levemente os cílios; em seguida, vá aplicando máscaras mais densas, para alcançar maior volume e alongamento.

Efeito de olhos iluminados

Esta técnica pode ser feita tanto com corretivo, como com iluminador, se aplicados de forma correta em pontos estratégicos. Com o corretivo, no momento em que utilizá-lo para esconder olheiras, passe um pouco do produto também nas pálpebras, isso dará uma uniformizada no tom da pele, além de iluminar. Já com o iluminador, a dica para ter um glow é aplicá-lo, no mesmo tom utilizada na pele, no canto interno dos olhos, como uma sombra. Desta forma, os olhos vão parecer maiores e a maquiagem mais harmônica.

Sobrancelhas, a moldura dos olhos

Preencher as sobrancelhas e mantê-las alinhadas também são alternativas para evidenciar o olhar. Para garantir isso, preencha os fios com um lápis para sobrancelhas ou uma sombra amarronzada e, em seguida, contorne-as com corretivo ou passe um pouco de iluminador na parte externa delas para destacar.

Indicações de Lanossi Beauty & Care

A Lanossi Beauty & Care possui um incrível portfólio com mais de 180 itens desde cuidados pessoais, quanto produtos que auxiliam no bem-estar, evidenciando a beleza única de cada mulher. Dentre eles, pincéis de diferentes materiais e formatos, desenvolvidos pensando nas demais necessidades e efeitos desejados na hora de produzir uma maquiagem.

Lanossi Pincel para Sobrancelhas e Cílios Preço: R$ 18,90

Este pincel possui pontas duplas, sendo um lado ideal para pentear e separar os cílios, e o outro perfeito para alinhar e escovar as sobrancelhas. Assim como os demais itens da linha Lanossi Rose Black tem acabamento delicado neste tom, mesclando com preto, e é produzido em madeira e metal.

Lanossi Kit Sobrancelha Preço: R$ 32,85

O Lanossi Kit Sobrancelha é ideal para o cuidado completo tanto das sobrancelhas quanto dos cílios, uma vez que possui itens para alinhar, modelar e aparar os fios. Composto por pinça, pente para sobrancelhas, espelho e tesoura, todos os itens são confeccionados em metal e aço, o que lhes garante resistência. Além disso é super prático pois reuniu todos os produtos para uma sobrancelha perfeita!

Lanossi Pincel para Corretivo Preço: R$ 14,05

Com formato língua de gato, é perfeito para aplicação de corretivos líquidos e cremosos com alta precisão no canto dos olhos, pálpebra e nariz. Possui cabo em madeira, o que garante alta durabilidade e resistência. Além de ter esse detalhe metálico em rose que vai deixar sua penteadeira ainda mais linda!

Onde encontrar: Lanossi Beauty & Care na Amazon

Informações: SAC – Lanossi Beauty & Care – 0800 006 8071 | sac@lanossi.com.br

Vacina está chegando, mas a pandemia não acabou; mantenha os cuidados

A vacinação contra o novo coronavírus teve início em alguns países (e esperamos que logo comece no Brasil). Porém, isso não pode ser brecha para o afrouxamento das medidas de prevenção contra a disseminação da Covid-19. Com a chegada das festas de fim de ano, a movimentação em estabelecimentos comerciais, como lojas e restaurantes, além das tradicionais reuniões familiares, eleva o risco de contaminação.

Neste sentido, o Conselho Federal de Química (CFQ) reforça o lembrete: a pandemia não acabou, fique alerta! É hora de redobrar a atenção.

O CFQ trabalha, desde o início da pandemia, para combater a desinformação e orientar a população sobre as medidas eficazes de prevenção, como lavar sempre as mãos com água e sabonete, escolher corretamente o álcool em gel, saber utilizar a água sanitária para desinfecção de objetos e superfícies, e manter o distanciamento social.

Para evitar a propagação do vírus, as medidas sanitárias precisam ser mantidas e seguidas. Por isso, o CFQ listou conteúdos úteis para ajudar a população. Confira:

Ivabalk/Pixabay

#1 Use máscara e não esqueça de higienizar corretamente quando voltar para casa. Confira o vídeo do CFQ ensinando o processo.

Pixabay

#2 Higienize as mãos com água e sabão e/ou com álcool em gel. Confira os vídeos que o CFQ preparou sobre o tema.

A maneira correta de usar o álcool gel

O que observar no rótulo do produto

Saiba qual álcool usar

#3 Confira os vídeos (animações) explicando o passo a passo da aplicação da solução diluída de água sanitária.

Solução caseira para prevenir que o novo coronavírus chegue em sua casa

Como higienizar alimentos e suas embalagens?

#4 Não utilize túneis/cabines de desinfecção. Não há garantia de que esses equipamentos sejam um método que realmente funcione, o que pode gerar uma falsa sensação de segurança, ou seja, a pessoa passar pelo túnel, achar que está protegida e relaxar nos demais cuidados. Além disso, as substâncias usadas nos túneis/cabines podem causar irritação na pele, olhos e mucosas, além de alergias e problemas respiratórios.

Fonte: Conselho Federal de Química (CFQ)



Avon dá dicas de como evitar a mascne, acne causada pelo uso de máscaras

A chegada do novo coronavírus alterou completamente a nossa rotina e estilo de vida. Entre tantas mudanças incorporadas por nós, está a essencial proteção facial, através do uso obrigatório de máscaras. Entretanto, com o passar do tempo, ao adotarem este hábito, muitas pessoas têm sentido algumas reações na pele. Uma delas é a mascne, a formação de acnes em decorrência do uso de máscaras. Como a pele não está acostumada com o atrito do tecido e com a sensação provocada por ele, como o abafamento, é muito comum ela se sentir agredida e ocorrerem reações na sua superfície.

Assim, neste período é mais importante do que nunca escutar a nossa pele, ouvir os seus sinais e as suas demandas, com especial atenção para a região que fica sob ao tecido da máscara. Também é necessário redobrar os cuidados, já que a adoção de alguns hábitos simples no ritual de skincare podem fazer toda a diferença, minimizando as suas reações e problemas diante do uso destes acessórios protetores indispensáveis.

A Avon preparou uma rotina simples de skincare com os seus produtos para você adotar nestes tempos, mostrando como o cuidado com a pele pode te ajudar a evitar as reações causadas pelas máscaras.

  1. Primeiro passo: limpeza.

Como primeiro passo de todo ritual de skincare, a limpeza é uma etapa fundamental para retirar todas as impurezas da pele, e ajudar na posterior absorção dos produtos. Deve-se sempre utilizar um sabonete específico para a região do rosto. Inicie o seu ritual com o Renew Sabonete Gel de Limpeza Facial. Especialmente formulado com ingredientes antioxidantes e carvão, ele ajuda a eliminar as impurezas, a oleosidade e a maquiagem da pele, sem agredi-la ou ressecá-la.

  1. Segundo passo: tratamento específico com Vitamina C.

O segundo passo do ritual de skincare é composto pela aplicação da vitamina C, proporcionando um tratamento específico para a pele. A vitamina C é um poderoso antioxidante que combate os radicais livres. Ela ajuda a prevenir futuras manchas na pele causadas pelo uso da máscara.

 Você pode utilizar nesta etapa o Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante, produto formulado com uma concentração de 10% de vitamina C pura, potente e estável, quantidade equivalente à encontrada em 30 laranjas. Ele auxilia na prevenção do envelhecimento e na uniformização do tom da pele. Além disso ele garante mais viço e luminosidade para a pele, deixando-a com aparência mais saudável e revitalizada, com um glow radiante. Lembre-se de aplicar o produto tanto no rosto, como na região do colo e do pescoço.

  1. Terceiro passo: proteção.

O terceiro e último passo do ritual de skincare é a proteção da pele, através da aplicação do protetor solar. É muito importante que ele seja usado mesmo dentro de casa, visto que a nossa pele ainda fica exposta a luz. Assim, finalize o seu ritual de skincare com a aplicação do Protetor Solar Facial Renew Advance Matte Anti-Idade FPS50. Ele possui a exclusiva tecnologia Avon RepairShield, para proteger contra os raios solares UVB/UVA e reparar os danos da pele causados pelo sol. Além disso, ele conta com uma fórmula não oleosa, leve, de rápida absorção, que deixa a pele com toque seco e efeito matte o dia todo*. Lembre-se também de aplicar o produto tanto no rosto como na região do colo e do pescoço.

*Baseado em estudo de percepção com consumidores.

A simples adoção destes três passos no seu ritual de skincare podem fazer toda a diferença e ajudar a sua pele a se prevenir contra a mascne e outras possíveis reações ao uso de máscaras. Caso tenha interesse, você também pode utilizar máscaras faciais que ajudam no combate a cravos e espinhas, como a Máscara Facial Removedora de Cravos Clearskin. Ela é formulada com Argila Branca e auxilia na remoção de cravos e de sujeira na pele, deixando uma sensação de suavidade. Além desta máscara facial, a linha Clearskin também possui outros produtos de tratamento completo para o controle de brilho e poros, o combate a espinhas e a limpeza de cravos. Lembre-se de consultar um dermatologista.

O preço sugerido para o Renew Vitamina C Super Concentrado Antioxidante é de R$ 99,90, para o Sabonete Gel de Limpeza Facial 150g é de R$ 31,90, para o Protetor Solar Facial Renew Advance Matte Anti-Idade FPS50 é de R$ 46,90 e para a Máscara Facial Removedora de Cravos Clearskin é de R$ 17,99.

Modo de uso

Renew Sabonete Gel de Limpeza Facial: Use diariamente pela manhã e à noite, massageando suavemente sobre o rosto úmido, enxague com água morna e seque suavemente com uma toalha. Sua pele estará pronta para continuar com o seu ritual de tratamento cosmético Renew.

Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante: Aplique Renew Vitamina C pela manhã ou à noite, na pele limpa e seca. Dispense de 2 a 3 gotas do super concentrado na palma das mãos e, com as pontas dos dedos, espalhe suavemente no rosto, com movimentos de baixo para cima e de dentro para fora, evitando a área dos olhos. Deixe absorver completamente antes de aplicar seus produtos diurnos ou noturnos.

Protetor Solar Facial Renew Advance Matte Anti-Idade FPS50: Aplicar de manhã na pele limpa e seca uma pequena quantidade de loção na palma da sua mão, e espalhar suavemente pelo rosto, colo e pescoço em movimentos para cima e para fora, evitando a área dos olhos.

Máscara Facial Removedora de Cravos Clearskin: Aplique uma camada do produto sobre a Zona T (testa, nariz e queixo), e evite a área dos olhos, sobrancelhas e cabelo. Deixe secar e puxe delicadamente a máscara começando pelos cantos em direção ao centro do rosto. Enxague bem para retirar qualquer vestígio da máscara.

Todos os produtos Avon podem ser adquiridos por meio das revendedoras Avon ou pelo e-commerce. SAC: 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h.

A máscara de proteção pode danificar os lábios? Quais cuidados devemos ter?

Definitivamente é hora de investir no que vem sendo chamado de Lipcare – cuidado com a pele dos lábios. Eles podem ficar escondidos por mais tempo do que visíveis, mas precisam, agora, mais do que nunca, de uma boa dose de hidratação, pois também sofrem o efeito da máscara

Maskne, Mask Mouth… realmente, a máscara de proteção para evitar o contágio por Covid-19 tem alguns efeitos negativos na pele (ressecamento) e na boca (mau hálito e cárie), mas a semimucosa dos lábios (uma transição da mucosa oral para a pele ao redor da boca) também pode ser afetada pelo uso constante da máscara.

“O motivo é simples: os lábios são uma das partes mais sensíveis do corpo, contando com apenas de três a cinco camadas de células em comparação com a pele do rosto, que pode chegar a 16 camadas. Consequentemente, sua pele, mais delicada, também sofre o efeito do microclima criado pela máscara. Os lábios secam e até racham com mais frequência. Nessas circunstâncias, é necessário, mais do que nunca, o uso de cuidados hidratantes, nutritivos e suavizantes para protegê-los do ressecamento e irritação causados pelas máscaras”, explica a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O problema tem aparecido com frequência também em mulheres, já que muitas abandonaram o uso dos batons (que formam um filme hidratante), por conta das máscaras.

Porém, é claro que a máscara (cujo uso é indiscutível e necessário) não é a única culpada: existem outros fatores que afetam a saúde e a beleza dos lábios. Morder ou lamber os lábios com frequência é um dos principais hábitos que danificam a região, no momento. “Lamber ou morder os lábios pode gerar sensação de queimação, infecções, dor, inchaço, ressecamento e sangramento”, afirma a médica.

O sol, obviamente, também é um desses agressores. “Ele agride a pele, então é claro que danifica também os lábios, que são bem mais finos. Por isso é importante usar protetor solar labial com FPS 30, no mínimo. O ideal é usar durante todo o ano, mas principalmente sempre que estivermos expostos ao sol”, afirma a médica. E cuidado: não confie na máscara, pois ela não vai proteger da radiação ultravioleta.

O que você provavelmente não sabia é que outra causa que age contra a beleza dos lábios é o consumo de cafeína. “Beber muito café pode desidratar e quando as células perdem a hidratação ficam mais suscetíveis ao aparecimento de rugas, também nos lábios. Portanto, devemos tentar evitar o excesso de cafeína”, diz a médica.

O cigarro, então, nem precisa falar, não é? Fumar não só seca os lábios, sem falar no aparecimento precoce do código de barras, como causa pequenas rachaduras e rugas, além de, também, alterar seu tom rosado natural. “Por um lado, eles ficam mais pálidos devido à falta de oxigênio, o que é particularmente perceptível nas membranas mucosas. Ao parar de fumar, a pele recupera sua oxigenação em questão de dias. Da mesma forma, a fumaça e as substâncias dos cigarros também causam escurecimento dos lábios (como acontece nos dentes ou nas unhas)”, diz a médica.

Foto: BeautyLish

Lipcare – alguns cuidados, tão simples quanto eficazes, podem ajudar a aliviar todos os efeitos e manter o frescor e a juventude dos lábios. O primeiro passo é esfoliar, retirando as células mortas (por favor, suavemente, sem esfregar e com produtos específicos). “Essa esfoliação labial não deve ser diária, podendo ser feita a cada 15 dias. Não esqueça da hidratação imediata após a esfoliação, usando produtos na textura de bálsamos, manteigas, óleos, gloss hidratantes e máscaras labiais. Eles devem ter FPS de no mínimo 30, a fim de manter a região hidratada e protegida. Evite, também, passar a língua, já que a saliva dá uma falsa sensação de umedecimento em um primeiro momento, mas agrava o ressecamento depois”, finaliza a médica.

Fonte: Paola Pomerantzeff é dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Máscara não é desculpa para mau hálito

São várias as causas do mau cheiro na boca. Saiba como agir para resolver o problema de uma vez por todas

As máscaras têm sido nossas aliadas na prevenção do coronavírus e o acessório deve permanecer por mais algum tempo como medida de segurança, bem como o afastamento físico. Mas nem o distanciamento entre as pessoas e o uso do EPI é desculpa para descuidar dos hábitos de higiene.

De acordo com a Associação Brasileira de Pesquisas dos Odores Bucais, quatro em cada dez brasileiros têm halitose e a dúvida que fica é: o que causa o mau hálito? Paulo Zahr, dentista e presidente da OdontoCompany, explica como surge o problema e quais os hábitos devemos manter para nos livrar deste incômodo.

Sujeira na língua

Pixabay

A maior parte dos problemas de mau hálito se associa à sujeira na língua, região onde o acúmulo de bactérias produz uma cor esbranquiçada ou amarelada, além do odor característico. Para tratar essa causa, a pessoa deve usar um limpador específico, que consegue remover os restos de alimento ao pressionar o órgão responsável pelo paladar em movimentos de trás para frente.

Cáries

Doenças na boca também podem provocar mau cheiro, como é o caso de cáries, gengivite, placas bacterianas e até periodontite (infecção na gengiva que pode destruir o osso maxilar). O principal motivo são as bactérias, que, ao se desenvolverem, produzem o odor estranho. O tratamento depende do diagnóstico do dentista, mas também pode envolver cuidados com a higiene bucal.

Má alimentação

Se você não tem horários bem regulados para se alimentar, corre maior risco de ter halitose. Pessoas que ficam sem comer por um período superior a cinco horas, tendem apresentar o odor, motivo que justifica o mau hálito ao acordar. Para contornar a situação, não deixe de fazer uma refeição no período entre três e quatro horas e mantenha-se hidratado. “Alguns alimentos, como a couve galega, couve-flor e brócolis ajudam a formar enxofre no organismo, substância que favorece a eliminação de gás pela boca. Mastigar alho e cebola também podem deixar um forte odor no local. Então, se tiver alguma reunião presencial ou um encontro, uma sugestão é evitar esse consumo no dia”, avisa Zahr.

O hábito de fumar

Thinkstock

Uma das consequência do uso do cigarro é a secura que causa na boca, que ocorre devido a diminuição da produção normal de saliva. O resultado é que, sua função de proteger e limpar a microflora bucal é afetada, incidindo diretamente no odor.

Condições médicas

Foto: MD-Health

Em decorrência da gastrite ou má digestão, problemas no estômago provocam comumente a eructação, cujos gases chegam à boca e contribuem para o mau hálito. Outro motivo que leva ao odor é a diabetes, pois um dos sintomas da doença é o hálito cetônico, que provém da formação indevida de corpos cetônicos em alta quantidade no organismo. “O mal-estar pode ser causado, ainda, por infecções na garganta e sinusite. Se esse for o caso, fazer gargarejos com água e sal são uma indicação para remover o pus e diminuir o incômodo”, recomenda o especialista.

Como tratar?

O primeiro passo é recorrer a boa higiene bucal, com a escovação de duas a três vezes por dia ou sempre após as refeições e uso de fio dental, que elimina restos de comida e acaba com a formação de placa bacteriana, e do enxaguante bucal apropriado. Se ainda insistir os sintomas, vale recorrer ao dentista, que poderá indicar um tratamento específico. “Com o acompanhamento clínico, você pode usar enxaguante bucal antisséptico específico para acabar com os germes do mau hálito, principalmente se os vilões forem a sujeira na língua e os restos de alimento na boca”, afirma o profissional, que também sugere o aumento na ingestão de água, redução no consumo de álcool, café e bebidas ácidas.

Fonte: OdontoCompany

Vai caminhar ou correr na rua? Médico dá dicas sobre como se prevenir de doenças graves

Além da máscara de proteção contra o novo coronavírus, especialista recomenda o uso de acessórios de compressão graduada em práticas como caminhadas e corridas de rua

Desde março, com o agravamento da pandemia do novo coronavírus e a orientação das autoridades sanitárias sobre a necessidade de se cumprir o isolamento social, muitas pessoas que costumavam fazer atividades físicas ao ar livre deixaram de praticar exercícios ou começaram a improvisar algumas atividades em casa.

No entanto, com o afrouxamento de algumas medidas de isolamento social em diversas cidades do país, muitos atletas amadores ou pessoas que gostam de praticar exercícios ao ar livre estão voltando a frequentar parques e praças para caminhar ou correr, por exemplo. Desde março, com o agravamento da pandemia do novo coronavírus e a orientação das autoridades sanitárias sobre a necessidade de se cumprir o isolamento social, muitas pessoas que costumavam fazer atividades físicas ao ar livre deixaram de praticar exercícios ou começaram a improvisar algumas atividades em casa.

O médico cirurgião vascular e membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Gustavo Solano, parceiro da Sigvaris Group — empresa suíça líder no mercado de acessórios de compressão graduada –, explica que fazer exercícios ao ar livre é muito saudável, mas o praticante deve se atentar a algumas dicas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Além disso, o especialista recomenda alguns cuidados extras que podem melhorar, inclusive, a performance dos praticantes:

Dreamstime

=Mantenha distância das outras pessoas: um estudo feito pela Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, e pela Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda, mostra que a distância segura entre as pessoas durante a prática de exercícios é de pelo menos 20 metros, uma vez que quanto mais intensa é a respiração, maior a velocidade e a distância que as gotículas percorrem no ambiente.

Foto: Health Magazine

=Use máscaras de proteção: além do distanciamento, é necessário usar máscaras com tecido duplo e que, de preferência, tenham espaço para inserir filtros de papel. Dessa forma, reduz-se as chances de o vírus se espalhar no ambiente e contaminar outras pessoas. “O filtro de papel é fundamental também para evitar que se acumule umidade no tecido da máscara, o que permite que o usuário use o acessório sem perder o efeito protetor. É importante apenas se lembrar de trocar o filtro a cada duas horas”, diz o médico.

=Use meias ou canelitos de compressão graduada: em práticas como caminhadas e corridas, que têm um impacto maior sobre as pernas e pés, uma dica muito importante é o uso de meias ou canelitos de compressão graduada durante e depois do exercício. Os acessórios de compressão graduada agem favorecendo a circulação sanguínea e evitando a formação dos coágulos que provocam dores, inchaços e doenças venosas. Além disso, auxiliam na firmeza e recuperação muscular e promovem conforto durante e depois do exercício.

=Mantenha-se hidratada e tenha uma alimentação leve: durante e após a prática de exercícios, é necessário beber bastante água, a fim de manter a hidratação e auxiliar no bom funcionamento do organismo. A alimentação deve ser leve e balanceada, evitando-se gorduras e doces. Além disso, deve-se evitar o fumo e a ingestão de bebidas alcoólicas ou outras substâncias tóxicas ao organismo.

=Use filtro solar: muitas pessoas só usam filtro solar quando vão à praia ou a clubes, mas é importante o uso diário desse produto, pois ele impede a ação nociva da radiação ultravioleta do sol e previne doenças como o câncer de pele.

Visando auxiliar no combate ao coronavírus, a Sigvaris lançou a máscara reutilizável antiviral Sigvaris Care, feita de poliamida e elastano e com reservatório de filtro de papel. A máscara está disponível nos tamanhos P, M e G e nas cores verde, branca e preta. Além da versão tradicional (com alças que se encaixam atrás da orelha), a companhia lançou a Sigvaris Care Plus, com fechamento atrás do pescoço, para diminuir as chances de o acessório escorregar do rosto. Ambas contam com a tecnologia Amni Virus-BAC, um agente antiviral e antibacteriano capaz de bloquear a contaminação cruzada de vírus e bactérias, o que desativa a ação do novo coronavírus. Além disso, o tecido retém pouca umidade e tem ação antimicrobiana, o que inibe a proliferação de fungos.

Informações: Sigvaris Group

Produto promete higienizar máscaras de proteção para uso prolongado

Durante a quarentena, o uso de máscaras de proteção tornou-se essencial para a prevenção contra a Covid-19 e sua propagação. E o que antes era facultativo, agora tornou-se obrigatório e seu uso deverá ser mantido por um longo período.

O Ministério da Saúde recomenda a troca das máscaras de proteção a cada duas horas de uso para manter a efetividade e segurança. Pensando nisso, o Limpmask foi desenvolvido para facilitar a vida das pessoas que estão se adaptando a essa nova realidade, sendo um produto prático e versátil para higienizar máscaras de tecido e TNT, eliminando 99,9% de fungos, bactérias e vírus, incluindo o da Covid-19.

O Limpmask pode ser utilizado em qualquer momento e lugar, prolongando o uso da máscara antes da lavagem, mantendo a segurança das pessoas durante todo o dia. O processo é simples e rápido. A cada duas horas de uso contínuo, com as mãos limpas, basta borrifar 2 vezes o produto na parte interna da máscara e aguardar de 3 a 5 minutos para reutilizar a máscara. O Limpmask é aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com teste de eficácia e segurança, além de ser dermatologicamente testado.

A responsabilidade social está integrada na missão do Limpmask, que irá reverter parte da renda para o movimento Gerando Falcões, que é responsável por uma rede de ONGs conveniadas e idôneas, que fazem a distribuição de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade.

Informações e vendas: Limpsmask pelo valor de R$ 29,90.

Sigvaris lança máscaras reutilizáveis produzidas com fios que inativam ação do novo coronavírus

Fios de poliamida Amni Virus-Bac foram desenvolvidos pela Rhodia e contam com agente antiviral e antibacteriano que ajuda a bloquear a contaminação cruzada de vírus e bactérias

Visando auxiliar no combate à proliferação do novo coronavírus, a Sigvaris Group, empresa suíça líder no mercado de acessórios de compressão graduada, lança a máscara de proteção reutilizável Sigvaris Care, feita com a nova tecnologia Amni Virus-Bac, um agente antiviral e antibacteriano capaz de bloquear a contaminação cruzada de vírus e bactérias. Além disso, o tecido retém pouca umidade e tem ação antimicrobiana, o que inibe a proliferação de fungos.

Além de outros vírus, o fio de poliamida Amni Virus-Bac inativa a ação da influenza e do novo coronavírus e elimina bactérias, impedindo que o tecido da máscara seja um meio de propagação de agentes contaminantes. Essa tecnologia rompe a capsula protetora do vírus, impossibilitando que ela “sobreviva” no ambiente da máscara. O efeito é permanente e resiste a inúmeras lavagens. Além disso, a máscara Sigvaris Care promove conforto térmico, seca rapidamente e não precisa passar.

Para os estudantes, a empresa oferece a Sigvaris Care Plus, com fechamento atrás do pescoço para evitar que escorregue do rosto durante as atividades escolares, visando promover maior segurança no retorno às aulas.

A Sigvaris Care e a Sigvaris Care Plus contam, também, com bolso interno para a colocação de filtro de papel ou outro material que crie uma barreira de proteção ainda maior, caso o usuário deseje. As máscaras estão disponíveis nos tamanhos P, M e G e nas cores verde, branca e preta. A venda é feita pelo e-commerce e em casas cirúrgicas.

Cada embalagem vem com duas máscaras (R$ 25,49) e há a opção de comprar kits com 10 e 25 pares de máscaras.

Informações: Sigvaris Group