Arquivo da tag: mercy for animals

Refeição à base de vegetais sai até 60% mais barata do que com ingredientes de origem animal

Diante da escalada da inflação da carne, pratos mais saudáveis economizam renda familiar, aponta levantamento da Mercy For Animals em capitais

A diferença do custo de preparar pratos tradicionais contendo carne bovina e utilizando apenas vegetais – mantendo as mesmas características nutricionais – pode chegar a até 60%.

MCStudio79/Pixabay

Este é o resultado de um levantamento feito pelo programa Alimentação Consciente Brasil (ACB), promovido pela ONG Mercy for Animals (MFA) no Brasil, com base em comparativos nas capitais São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife.

A pesquisa analisou os valores de uma refeição tradicional que inclui feijão carioca, arroz branco, cenoura com abobrinha, salada de alface, tomate e beterraba, e sobremesa (laranja). A única diferença foi a substituição da carne moída por hambúrguer de feijão.

Na capital pernambucana, por exemplo, uma refeição tradicional com carne moída, que custaria R$ 5,17 para ser preparada, cai para R$ 3,15 se tiver apenas produtos vegetais no seu preparo, numa economia de 39%. Na tabela a seguir, veja a diferença em cada capital:

Para efeito de comparação, a substituição de uma refeição tradicional por um prato à base de produtos 100% vegetais, durante um mês (30 dias), geraria economia total no orçamento individual de R$ 141,30 em Belo Horizonte, R$ 140,10 em São Paulo, R$ 108,30 no Rio de Janeiro e R$ 60,60 no Recife, conforme a pesquisa.

“A substituição da carne bovina por feijão ou outras leguminosas, como lentilha, grão-de-bico, entre outras, é uma saída mais em conta e mais saudável para as pessoas continuarem a ter um consumo de proteína e ferro adequados”, explica Bruna Nascimento, nutricionista e Especialista Sênior em Políticas Alimentares da MFA.

Versatilidade

Segundo Bruna, o feijão é uma ótima fonte desses nutrientes, assim como de fibras. Um pedaço de 100g de carne pode ser substituído, por exemplo, por sete colheres de sopa de feijão ou uma concha grande. Ela acrescenta que o feijão pode ser preparado cozido ou em outros formatos, como hambúrguer, almôndega e patê.

“Ao fazer essa substituição, também vale a pena atentar ao consumo de algum alimento rico em vitamina C junto ou logo após as refeições. Isso ajuda a aumentar a absorção do ferro presente nos feijões”, alerta a nutricionista, citando o consumo de frutas e suco natural.

Alimentação consciente

Foto: Pablo Merchan Montes/Unsplash

O programa Alimentação Consciente Brasil (ACB) tem o objetivo de incentivar o aumento do consumo de alimentos de origem vegetal, como frutas, legumes, verduras e grãos, que devem ser a base de uma alimentação saudável e sustentável, de acordo com as principais autoridades mundiais relacionadas à saúde e ao meio ambiente.

Em seus cinco anos de existência, o programa já contribuiu para que mais de 15 milhões de refeições à base de vegetais fossem servidas em instituições parceiras do poder público, oferecendo uma consultoria inteiramente gratuita para adaptação de cardápio, treinamentos teóricos em educação nutricional e ambiental para nutricionistas e equipes pedagógicas e treinamentos práticos em cozinha vegetal para equipes de cozinha.

“Fazendo essa inclusão no cardápio de instituições que servem refeições em larga escala, como escolas e restaurantes populares, conseguimos contribuir significativamente para uma mudança sistêmica na cultura alimentar. Apesar de não ser um objetivo do programa, a otimização de recursos em instituições do poder público é uma consequência que possibilita um reinvestimento em uma maior diversidade de alimentos de origem vegetal nos cardápios ou até no fomento de formas mais justas de produção, como a agricultura familiar”, diz Alice Martins, Gerente Sênior de Políticas Alimentares do ACB.

Fonte: Mercy For Animals

De napolitano a chocolate com amendoim: como fazer ovo de Páscoa vegano em casa com apenas R$ 15

Em parceria com a Mercy For Animals, influenciadora digital ensina passo a passo para celebrar a data com muito sabor e sem usar ingredientes de origem animal

Que tal preparar em casa ovos de Páscoa deliciosos e veganos com apenas R$ 15? As receitas fáceis de fazer – nos sabores bentô napolitano e chocolate com amendoim e caramelo salgado – são sugestão da influenciadora digital Maria Clara Paludetto, do Vixe Virei Vegana (@vixevireivegana), em parceria com a Mercy For Animals (MFA).

Maria Clara, que tem 18 anos, conta que criou o perfil de receitas nas redes sociais para quem busca uma transição para o veganismo. Segundo ela, a iniciativa mostra que é possível se alimentar com qualidade, sabor e sem deixar de celebrar as datas comemorativas tradicionais por falta de opções sem ingredientes de origem animal. Confira aqui o vídeo com a receita.

“Sou amante e aprendiz da culinária à base de plantas e busco descomplicar a cozinha vegetal, ensinando receitas práticas, acessíveis e deliciosas para todas as pessoas. Minha intenção é promover o consumo consciente em prol do planeta Terra, dos animais e dos seres humanos”, afirma a jovem.

Natural de Araçatuba, no interior de São Paulo, a estudante de Publicidade e Propaganda conta que decidiu mudar sua alimentação pelo bem dos animais, e que a Mercy For Animals foi uma grande inspiração para essa decisão.

“Encontrei no veganismo os valores que acreditava, de que a minha existência não deve causar nenhum tipo de violência e exploração sobre as outras espécies. Compreendi que os animais possuem direito à vida e que isso deve ser respeitado. E, de brinde, entendi que, sendo vegana, posso viver de maneira mais sustentável, igualitária e benéfica para a minha saúde e do planeta”, finaliza.

Ovo Bentô Napolitano

Ingredientes

Para a base dos 3 recheios:
1 xícara de água
1 xícara de leite vegetal (usei o de coco)
1 xícara de castanha-de-caju demolhada
1 xícara de açúcar
1 colher de sopa de óleo de coco
Pitada de sal

Para o brigadeiro preto:
1/3 dessa base
50g de chocolate em barra
1 colher de sopa de cacau em pó

Para o brigadeiro branco:
1/3 dessa base
1 colher de chá de essência de baunilha

Para o brigadeiro de morango:
1/3 dessa base
100g de morango
Um pedaço pequeno de beterraba para colorir

Para finalização:
15g de chocolate
Granulado colorido

Modo de preparo:
O primeiro passo é derreter o chocolate, colocar na forma do ovo junto com as outras peças e levar à geladeira até endurecer e/ou ficar esbranquiçado por fora.
Para a base dos recheios, coloque no liquidificador a água, o leite vegetal, a castanha, o óleo de coco, o açúcar e a pitada de sal, e bata bem até ficar tudo homogêneo.
Separe esse creme em três partes iguais.
Para o brigadeiro preto, junte 1/3 dessa base com o chocolate em barra e o cacau em pó. Para o brigadeiro branco, junte 1/3 dessa base com a essência de baunilha. Para o brigadeiro de morango, bata os morangos e a beterraba com o 1/3 dessa base e despeje na panela.
Cozinhe todos os brigadeiros até o ponto “de colher”, ou seja, desgrudando da panela.
Transfira-os para um recipiente, deixe-os esfriar e leve-os para geladeira.
Para montagem, coloque primeiro o brigadeiro preto no fundo, depois o brigadeiro de morango e, por último, o brigadeiro branco.
Derreta o chocolate e coloque dentro de um saquinho de confeitar ou em algum outro limpo, escreva o que quiser, e finalize com granulado colorido.

Ovo de Chocolate com Amendoim e Caramelo Salgado

Ingredientes

Para a casca do ovo de 350g:
130g de chocolate

Para o leite de amendoim:
1 xícara de água
2 colheres de sopa de pasta de amendoim

Para o caramelo:
1/2 xícara de açúcar para caramelizar
1/2 xícara (cerca de 90g) de leite de amendoim
1/2 colher de chá de Sal
1 colher de sopa de óleo de coco
1/2 xícara de amendoim torrado

Para a ganache:
80g de chocolate
3 colheres de sopa de leite de coco (ou algum outro que seja cremoso)
Amendoim para decorar

Modo de preparar:
A primeira etapa é derreter o chocolate, despejar na forma do ovo, colocar as outras peças e levar para geladeira até endurecer e/ou estiver esbranquiçado por fora.
Para o caramelo, faça um leite de amendoim batendo no liquidificador a água e a pasta de amendoim. Depois, derreta o açúcar, junte esse leite na panela e cozinhe até desgrudar do fundo da panela (como mostrado no vídeo). Desligue o fogo, acrescente o sal e o óleo de coco, e transfira para outro recipiente. Quando estiver em temperatura ambiente, leve à geladeira e depois misture o amendoim torrado.
Para a ganache, junte o chocolate e o leite de coco em um recipiente e leve ao micro-ondas de 30 em 30 segundos até derreter tudo. Coloque na geladeira para endurecer e ficar no ponto de bico.
Para a montagem, coloque todo o caramelo dentro do ovo, decore fazendo bicos com a ganache e finalize com amendoim no meio e chocolate derretido, usando uma colher para riscá-lo por cima.

Sobre a MFA
Mercy For Animals é uma das maiores organizações sem fins lucrativos do mundo dedicada ao fim da exploração animal em fazendas industriais e na indústria da pesca. Fundada há 21 anos nos EUA e presente no Brasil desde 2016, a MFA atua em outros países da América Latina, no Canadá, na Índia e está expandindo operações no leste e sudeste asiático, para construir um sistema alimentar mais justo e sustentável.

Aprenda duas receitas deliciosas de Ovo de Páscoa vegano

Brigadeiro de colher no ovo de chocolate

Aprenda como fazer um delicioso brigadeiro vegano para saborear de colher nesta Páscoa. A dica é da empresária Amélia Whitaker que usou meio ovo de chocolate para incluir o recheio e presentear pessoas especiais.

O leite de castanhas que foi utilizado na receita é um produto que possui apenas dois ingredientes: castanha-de-caju e água. As oleaginosas são responsáveis pela entrega de nutrientes, sabor, cor e pelo aspecto cremoso do doce. Elas possuem proteínas de alta qualidade e são uma ótima fonte de boas gorduras e minerais. O alimento não apresenta aditivos, sal ou açúcar. Vamos à receita?

Brigadeiro Vegano

Ingredientes:
150 g de Castanha de Caju da A Tal da Castanha;
150g de chocolate vegano;
3 colheres (sopa) de mel orgânico;
½ copo de leite Original da A Tal da Castanha.

Modo de preparo:
Bata as castanhas no liquidificador até virar uma pasta e reserve. Em uma panela de fundo grosso e em fogo baixo, derreta o chocolate com o leite vegetal e junte as castanhas batidas.
Acrescente o mel e bata novamente no liquidificador até obter uma massa homogênea. Se necessário acrescente mais leite vegetal. Sirva dentro de meio ovo de Páscoa ou em copinhos individuais.

Fonte: A Tal da Castanha

Mercy For Animals ensina a fazer ovo de Páscoa vegano em casa

Em parceria com a Mercy For Animals, influenciadora digital ensina passo a passo para celebrar a data com muito sabor e sem usar ingredientes de origem animal

Que tal preparar em casa um ovo de Páscoa delicioso e vegano com apenas R$ 15? A receita fácil de fazer, que une chocolate, amendoim e caramelo salgado, é uma sugestão da influenciadora digital Maria Clara Paludetto, do perfil Vixe Virei Vegana (@vixevireivegana), em parceria com a Mercy For Animals (MFA). Confira o vídeo!

Maria Clara, que tem 18 anos, conta que criou o perfil de receitas nas redes sociais para quem busca uma transição para o veganismo. Segundo ela, a iniciativa mostra que é possível se alimentar com qualidade, sabor e sem deixar de celebrar as datas comemorativas tradicionais por falta de opções sem ingredientes de origem animal. Confira aqui o vídeo com a receita.

“Sou amante e aprendiz da culinária à base de plantas e busco descomplicar a cozinha vegetal, ensinando receitas práticas, acessíveis e deliciosas para todas as pessoas. Minha intenção é promover o consumo consciente em prol do Planeta Terra, dos animais e dos seres humanos”, afirma a jovem.

Natural de Araçatuba, no interior de São Paulo, a estudante de Publicidade e Propaganda conta que decidiu mudar sua alimentação pelo bem dos animais, e que a Mercy For Animals foi uma grande inspiração para essa decisão.

“Encontrei no veganismo os valores que acreditava, de que a minha existência não deve causar nenhum tipo de violência e exploração sobre as outras espécies. Compreendi que os animais possuem direito à vida e que isso deve ser respeitado. E, de brinde, entendi que, sendo vegana, posso viver de maneira mais sustentável, igualitária e benéfica para a minha saúde e do planeta”, finaliza.

Ovo Vegano

Ingredientes

Para a casca do ovo de 350g:
130g de chocolate

Para o leite de amendoim:
1 xícara de água
2 colheres de sopa de pasta de amendoim

Para o caramelo:
1/2 xícara de açúcar para caramelizar
1/2 xícara de Leite de amendoim (aproximadamente 90g)
1/2 colher de chá de Sal
1 colher de sopa de óleo de coco
1/2 xícara de amendoim torrado

Para a ganache:
80g de chocolate
3 colheres de sopa de leite de coco (ou algum outro que seja cremoso)
Amendoim para decorar

Como fazer:
A primeira etapa é derreter o chocolate, despejar na forma do ovo, colocar as outras peças e levar para geladeira até endurecer e/ou estiver esbranquiçado por fora.

Caramelo: faça um leite de amendoim batendo no liquidificador a água e a pasta de amendoim. Depois, derreta o açúcar, junte esse leite na panela e cozinhe até desgrudar do fundo da panela (como mostrado no vídeo). Desligue o fogo, acrescente o sal e o óleo de coco, e transfira para outro recipiente. Quando estiver em temperatura ambiente, leve à geladeira e depois misture o amendoim torrado.

Ganache: junte o chocolate e o leite de coco em um recipiente e leve ao micro-ondas de 30 em 30 segundos até derreter tudo. Coloque na geladeira para endurecer e ficar no ponto de bico.

Montagem: coloque todo o caramelo dentro do ovo, decore fazendo bicos com a ganache e finalize com amendoim no meio e chocolate derretido, usando uma colher para riscá-lo por cima.

Fonte: Mercy For Animals

Receitas para uma ceia deliciosa, saudável e vegana

Mercy For Animals lança e-book com sugestões de receitas para o Natal e o Ano-Novo livres de produtos de origem animal

O Natal chegou, época de confraternizações, encontros e reuniões de família, que geralmente são acompanhados de mesa farta e pratos caprichados. Para facilitar a vida de quem já está pensando no que fazer para as ceias natalina e de Ano-Novo, a organização Mercy For Animals (MFA) lançou um e-book especial com 12 receitas deliciosas, preparadas sem produtos de origem animal.

Além de muito fáceis de fazer, as sugestões de entrada, prato principal e sobremesa levam ingredientes fresquinhos, naturais e de baixo custo.

Destaque para o cuscuz marroquino, com “bacon” de coco, tâmaras e damasco;

O quiche de brócolis com alho-poró; o bobó de cogumentos;

E o crumble de maçã. As receitas exclusivas foram todas desenvolvidas pela nutricionista Bruna Nascimento, consultora em alimentação vegetariana da MFA.

Cada receita também conta com dicas de ingredientes para adicionar ou substituir. As sugestões são perfeitas não só para quem busca diminuir ou eliminar o consumo de proteína animal, mas também para quem é intolerante à glúten ou está em busca de receitas mais saudáveis e nutritivas. 

Confira o e-book completo clicando aqui.

Fonte: Mercy For Animals 

Mercy For Animals estimula consumo de comida saudável e desmistifica veganismo

Ingredientes farão parte da campanha que será lançada nas redes da MFA amanhã, 16 de outubro, quando se comemora o Dia Mundial da Alimentação

O feijão com arroz, combinação perfeita da culinária brasileira, é o protagonista da nova campanha da Mercy For Animals (MFA) para estimular a adesão da população a um cardápio mais saudável, com uso exclusivo de ingredientes vegetais e de fácil preparo. A campanha foi lançada nas redes sociais da MFA em 16 de outubro, data em que se comemora o Dia Mundial de Alimentação, com vídeo manifesto, uma websérie chamada “Comé que faz”, com dicas de preparo de arroz, leguminosas, verduras e vegetais, estrelada pela influenciadora digital Luiza Allan (@naocomosoalface), e o site Feijão com Arroz.

“O nosso propósito é mostrar que é possível fazer a transição para uma dieta vegetal de forma simples, descomplicada e acessível, fornecendo as informações nutricionais dos ingredientes e dando dicas de preparo para apoiar os processos na cozinha de casa ou do estabelecimento”, ensina Lucas Alvarenga, vice-presidente sênior da Mercy For Animals. A MFA é considerada uma das maiores organizações do mundo focada na proteção e defesa de animais considerados de consumo e também na transformação do atual sistema alimentar para que garanta um futuro melhor para o planeta e para todos que o compartilham.

Foto: Goodiegodmother

No vídeo manifesto, a MFA deixa claro que cozinhar é um ato de transformação e revolução, a partir da simplicidade do preparo e do uso de ingredientes que podem ser encontrados em feiras livres, diretamente com produtores e cultivados em espaços urbanos. “Comida honesta vem da terra, vem da feira, do pequeno produtor. Se puder escolher, prefira comida de verdade, a comida que faz bem sem olhar a quem”, recomenda.

Com a websérie “Comé Que Faz”, a influenciadora de Aracaju Luiza Allan quer mostrar que o veganismo não é uma prática elitista. Adepta há quatro anos, primeiro do vegetarianismo e depois do veganismo, Luiza criou o perfil no Instagram @naocomosoalface para ensinar que é possível fazer uma comida saudável, com ingredientes frescos e facilmente encontrados. Na série, ela ensina a fazer arroz, depois o feijão, verduras e vegetais, os dois últimos preparados de quatro formas.

Prato feito campeão

O Brasil é o maior produtor mundial de feijão comum, com uma produção anual de 3 milhões de toneladas e o cultivo de 13 diferentes tipos. Os estados do Paraná, Minas Gerais e Bahia são os principais produtores. Além disso, é um dos 10 maiores produtores de arroz do mundo, com produção estimada de 1,5 milhão de toneladas, sendo que o Rio Grande do Sul é o que mais produz, seguido do Mato Grosso.

Feijão e arroz são dois importantes ingredientes da refeição do brasileiro, devido ao alto valor nutricional em função da quantidade de carboidratos, proteínas, fibra alimentar, minerais, vitaminas, entre outros componentes. Associados com verduras e vegetais preparados na água, no forno ou a vapor formam a combinação perfeita para uma comida saudável e cheia de sabor, com teor nutritivo que dispensa o uso de proteína animal.

“Esse é um hábito muito saudável, pois os ingredientes nutrem e fornecem todas as propriedades típicas de um alimento funcional”, afirma Bruna Nascimento, nutricionista formada pela Universidade Federal do Paraná e especialista em Políticas Alimentares no programa Alimentação Consciente Brasil, da Mercy For Animals. Bruna faz uma ressalva importante sobre o preparo das leguminosas (feijão, grão-de-bico, lentilha, entre outras): é necessário deixá-las de molho por um período de 12 horas.

Segundo Bruna, essa etapa é muito importante para melhorar o aproveitamento dos minerais, como ferro, cálcio e zinco, e melhorar a função digestiva, evitando a produção de gases e sensação de estufamento que algumas pessoas podem ter ao consumir leguminosas. “Ao deixar os grãos de molho, parte do ácido fítico, que é um composto naturalmente presente nas plantas para sua proteção, vai para a água e é descartada. Esse processo também ajuda na diminuição da rafinose e estaquiose, que são oligossacarídeos (carboidratos) presentes nos feijões e que podem causar flatulência e sensação de desconforto após o consumo”, explicou.

Sobre a Mercy For Animals

Fundada há mais de 20 anos nos Estados Unidos e presente no Brasil desde 2015, a Mercy For Animals (MFA) é uma das principais organizações sem fins lucrativos do mundo dedicada a combater a exploração de animais para consumo, especialmente em fazendas industriais e na indústria da pesca. A MFA trabalha para transformar o atual sistema alimentar e substituí-lo por um modelo que seja mais compassivo com os animais e garanta um futuro melhor para o planeta e todos que o habitam. Atualmente, a Mercy For Animals também opera em outros países da América Latina, no Canadá e na Índia.

Vendas dos dias 27 e 29 do Charity Pot da Lush irão para Mercy For Animals

Entre os dias 27 e 29 de outubro, toda a verba arrecadada com a venda da loção corporal Charity Pot, da Lush, será revertida para a Mercy For Animals no Brasil. No período, representantes da ONG estarão presentes nas lojas para inspirar os clientes a adotarem uma dieta vegetariana e para apresentar vídeos sobre o trabalho de proteção animal. A campanha será realizada em comemoração ao Dia do Veganismo, celebrado em todo o mundo no dia 1º de novembro.

Lush - Charity Pot - R$ 3300 (45g) ou R$ 12500 (240g)

As doações serão feitas sobre as compras realizadas em qualquer uma das lojas físicas (são cinco unidades, quatro em São Paulo capital e uma em Campinas) além de vendas online, com entregas para todo o Brasil.

Lush - Charity Pot - R$ 33 (45g) ou R$ 125 (240g) (2)

O pote de 45g custa R$ 33,00 e o de 240g custa R$ 125,00 e o valor integral, exceto impostos, será doado para a Mercy for Animals.

MFA+Lush