Arquivo da tag: micropigmentação

Mari Pedrosa: designer busca harmonia dos traços no rosto de cada pessoa

Mari Pedrosa desde sempre foi apaixonada pelo universo dos pincéis e da beleza; criteriosa e detalhista, fã de traços finos e delicados, seu olhar sempre foi apurado e requintado

Quando criança, ainda não imaginava aonde poderia chegar, contudo; suas habilidades abriram desafiadores caminhos profissionais. Mari Pedrosa participou do Congresso Internacional Boston PMU Grand Conference e do Campeonato da categoria Micropigmentation Expert Boston PMU, no qual ganhou o primeiro lugar, em 2019.

Durante sua carreira, a profissional passou por renomados salões de beleza, entre eles o de Marco Antonio de Biaggi, e o famoso 1838 nos Jardins. Nesses espaços atuava como designer de sobrancelhas, make-up artist e estética facial.

Nessa jornada, Mari se apaixonou pela arte da micropigmentação e decidiu se aprofundar e se especializar nessa área. Sua maior qualidade é a busca constante pela harmonia e pela estética de cada mulher. Por meio dessa arte, a designer cria desenhos e linhas que ressaltam o encanto de cada rosto.

Mari ao lado da atriz e cliente Gisele Itié

Mari possui em sua carteira de clientes, a ex BBB Mari Gonzales, a influencer Lara Nestruck, as atrizes Fernanda Keulla e Monique Alfradique, além de Ricardo Macchi e Reinaldo Giannechini que passaram por seus brilhantes cuidados.

Reconhecida pelos clientes como uma profissional que sabe valorizar a beleza escondida em cada linha desenhada, a designer enxerga características e significados em cada olhar.

Hoje, Mari possui um espaço moderno, exclusivo e sofisticado no coração do Morumbi, a designer conta com um equipe multidisciplinar, que a auxilia nos atendimentos em extensão de cílios, micropigmentação labial e design de sobrancelhas. Além de oferecer serviços de estética facial e corporal contará também com atendimento nutricional.

Confira alguns procedimentos oferecidos pela designer:

Lashlift: técnica de modelagem dos cílios naturais, o efeito lifting ou curvado, “abre” o olhar. O processo consiste na aplicação de produtos específicos que mudam o formato natural dos pelos, seguida de hidratação com vitaminas para que o procedimento dure mais tempo. A sessão é única e dura cerca de uma hora. O tratamento cria o efeito de alongamento da raiz até a ponta dos cílios, a técnica aumenta o comprimento e volume, sem danificar os fios. Sua duração vale durante 6 a 8 semanas.

Tintura dos cílios: a coloração de cílios demora de 30 a 45 minutos e é feita com um produto especial para a área do olhos e dermatologicamente testados. A durabilidade da tinta é de, em média, 20 dias, mas a coloração pode ser feita quando a cliente sentir necessidade. A coloração de cílios claros e loiros, normalmente associada à técnica de lashlifting torna os cílios bem escuros e brilhantes.

Micropigmentação de olhos – essa técnica valoriza e contorna a raiz dos cílios, dando expressão e profundidade ao olhar.

Micropigmentação de lábios – é a aplicação de pigmento com opções de cores variadas. A técnica é avançada e tem o intuito de melhorar o formato e assimetria dos lábios, alterar o tom da pele labial pálida ou arroxeada, além de corrigir de cicatrizes e marcas de vitiligo. Com diversas opções de cores, o tom da pele é estudado minuciosamente, e após discutir as preferências da cliente, os lábios são uniformemente coloridos.

Micropigmentação de sobrancelhas – a técnica tem por objetivo preencher as falhas e realçar o formato do design. Os procedimentos são realizados de duas formas:
*fio a fio: o efeito é natural e a técnica proporciona fios artísticos, simula o mesmo caimento dos pelos naturais, torna-o encorpado e sedoso
*ombre shadow: a técnica de sombreamento suave e em dégradé promove um preenchimento maior, e deixa as sobrancelhas mais definidas, com desenho harmonioso, equilibrado e gracioso.

Brow Lamination: a técnica é, acima de tudo, a mais recente inovação no universo das sobrancelhas. Original da Rússia, é ideal para disfarçar falhas. Apresenta sobrancelhas com desenho mais robusto e desconectados, além de dar a impressão de estarem mais cheias, permite criar design mais estilizado ou alinhado para quem gosta de um estilo mais “certinho”.

Cílios com aspecto molhado: nova técnica que virou tendência no verão Europeu, e promete contagiar nosso verão também. São cílios bem marcados e com ligeiro volume. Essa técnica veio para recriar o efeito “Emília”, com fios alinhados para uma sensação de rímel marcante ou desconectados deixando um ar mais despojado.

Espaço Mari Pedroso: Av. Nações Unidas,14.401 / Torre Tarumã – Sala 2615 – São Paulo -mFone: 11-99262-7779

 

 

 

Micropigmentação fio a fio: preenchimento na sobrancelha virou febre, mas requer cuidados

Dermatologista Claudia Marçal explica que pacientes portadores de doenças como diabetes, ou com anemia, devem consultar um dermatologista para fazer um acompanhamento antes, durante e após o procedimento. Cuidados também valem para pacientes com tendência a queloides e a cicatriz hipertrófica

As falhas na sobrancelha são difíceis de lidar. É por isso que cresce a procura pela micropigmentação fio a fio, um procedimento que tem tido bastante aceitação até mesmo entre algumas celebridades. “Hoje em dia, temos muitos pacientes que optam pelo preenchimento fio a fio, por terem abusado do uso das pinças, da depilação com linha, ou mesmo por quadros em que desenvolveram algumas doenças como a alopécia (perda dos fios); pacientes com hipotireoidismo que também padecem do mesmo mal ou em pós-tratamentos quimioterápicos, e pelo próprio envelhecimento natural da estrutura, já que nós temos uma miniaturização dos fios da sobrancelha e uma diminuição da sua densidade e crescimento, também procuram a técnica”, explica a dermatologista Claudia Marçal, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Mas a especialista alerta: “Pessoas portadoras de doenças como diabetes, pacientes que têm tendência a queloides, a cicatriz hipertrófica, ou mesmo pessoas que estão passando por alteração hormonal ou anemia devem antes consultar um especialista para que seja feita a correção ou o acompanhamento durante e pós o procedimento”.

sobrancelha_web_

A técnica
“É um procedimento que realmente redesenha a sobrancelha e promove um resultado estético muito interessante para o rosto”, afirma a médica. No preenchimento fio a fio se utiliza um aparelho semelhante a uma caneta. “Ele é um dermógrafo e com ele é injetado, a nível epidermal (na primeira camada da pele), pigmentos que duram de seis meses a um ano — como se fosse uma tatuagem com uma característica transitória”, explica. Mas atenção: “Os pigmentos devem ser de boa qualidade, a pessoa que executa deve ter uma técnica apurada; existe uma micropigmentação que pode ser realizada em toda a sobrancelha ou só na região medial ou só na região caudal. Ou seja, para que haja uma harmonização ou muitas vezes um redesenho da sobrancelha que em alguns casos não é simétrica”.

3D
“E, além disso, existe hoje a possibilidade de fazer essa micropigmentação em 3D, o que significa trabalhar com tons diferentes entre as áreas onde há fios já presentes, fazendo a presença de uma cor um pouco mais clara para dar um pouco mais de preenchimento e em dois ou três tons para dar sombreamento, profundidade e harmonia”, destaca Claudia.

Cuidados pós-procedimento
“É um procedimento que, quando bem feito, não traz nenhum malefício dermatológico, quando a pessoa especialista que faz a aplicação for pessoa referendada. Logo após o procedimento nós indicamos o uso do ácido pantotênico, a Vitamina B5, para ser usado duas vezes ao dia para evitar a formação das casquinhas, ou seja, a formação de crostas, que podem retirar o pigmento.”

Erros
“Para complementar: o dermógrafo ou a “caneta” utilizada para o procedimento é composto de microagulhas que vão introduzindo o pigmento na epiderme. Todas as colorações, que muitas vezes a gente vê, como as colorações acinzentadas, o preto que vai para o azulado, o preto que vai para o avermelhado, são erros de técnica por mau uso da pigmentação”, diz a dermatologista.

Pigmento que não pega
“E quando o pigmento não ‘pega’ é porque, com certeza, existe um processo de má nutrição da região, da pele local, ou seja, não existe uma microcirculação adequada com oxigenação e trazendo os micronutrientes suficientes à boa nutrição e cicatrização da área. No caso de dúvidas: se o paciente realmente tem um problema de cicatrização, ou ele tem uma doença pré-existente de base, ou está passando por alguma alteração hormonal importante, está em uso de alguma substância quimioterápica, ou tem uma doença autoimune, ele deve primeiro buscar a orientação do dermatologista para realizar o procedimento”, finaliza.

Claudia Marçal é dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School.

Boca mais sensual, com volume e desenho perfeitos

Micropigmentação é ideal para mulheres com lábios pequenos ou que desejam mais cor na região

Que mulher já não desejou ter lábios volumosos e perfeitos? Uma nova técnica para desenhar e proporcionar mais cor à boca começa a conquistar as mulheres brasileiras, a micropigmentação de lábios. O procedimento que já é febre no exterior, tem efeito natural e é ideal para quem quer uma boca com desenho perfeito ou pretende dar mais cor à região.

A técnica consiste em depositar pigmentos da cor escolhida nos lábios da paciente, tanto para proporcionar mais cor à boca, quanto para contorná-la, criando um ar mais saudável, além de simetria à região. “É ideal para a mulher moderna, que já quer acordar linda e maquiada todos os dias”, comenta Vanessa Silveira, mestre em micropigmentação e fundadora da rede de clínicas que leva o seu nome.

A especialista explica ainda que o procedimento além de colorir a boca, proporciona rejuvenescimento à região. “Além de pigmentar os lábios, o uso do dermógrafo, aparelho com agulha que utilizamos durante a realização da técnica, estimula a produção de colágeno”.

labial

Preço

O valor de uma sessão de micropigmentação de lábios é de R$ 900,00 e engloba o retoque que deve ser feito após 20 dias. “Essa opção é dada à cliente, caso haja descascamento ou necessidade de acrescentar um pouco mais de cor”, explica Vanessa Silveira. A sessão dura cerca de uma hora e meia.

Recomendações

Não existem contraindicações para a micropigmentação de lábios, pois o pigmento utilizado durante o procedimento é hipoalergênico, a base de glicerina, portanto pode ser realizado por qualquer pessoa. De acordo com a especialista, as únicas recomendações após a realização da técnica são lavar a boca após as refeições e utilizar bepantol líquido na região até a completa cicatrização.

Fonte: Clínica Vanessa Silveira

Como camuflar as manchas do vitiligo com micropigmentação? Por Rafaela Camargo*

O vitiligo é um problema de pele que nem sempre fácil de se identificar. Podendo ocorrer em homens ou mulheres de todas as idades, a doença se manifesta apresentando manchas claras em várias partes do corpo, ocasionadas pela perda de pigmentação e melanina do organismo. Apesar dessas manchas não doerem, nem coçarem e também não manifestarem nenhum sintoma, seus efeitos mais sérios estão relacionados ao convívio social e a autoestima.

Pesquisadores ainda não sabem dizer ao certo as causas da doença, mas tudo indica que esteja ligada a fenômenos autoimunes, responsáveis por destruir as células da melanina em regiões específicas do corpo. Muitas vezes, o estresse pode ser o gatilho da patologia em pessoas que já possuem uma predisposição. Também é comum que problemas emocionais, como traumas, estejam relacionados ao aparecimento das manchas. Médicos têm constatado muitos casos de depressão em pessoas com vitiligo e, atualmente, a doença atinge de 0,5% a 2% da população mundial. Por isso, é difícil definir qual o tratamento considerado mais apropriado e eficaz.

Aqueles que desenvolvem o vitiligo muitas vezes procuram esconder as regiões afetadas, por se sentirem feios ou para evitar chamar a atenção dos curiosos. Contudo, um método tem propiciado uma melhora significativa na autoestima dessas pessoas, principalmente no caso das mulheres, trata-se da micropigmentação paramédica. Utilizada para camuflar manchas, a técnica permite disfarçar a diferença de tons causada pela doença e a aplicação desses pigmentos no tom mais próximo possível da pele proporciona excelentes resultados na harmonia da coloração dos tecidos.

Antes de realizar a camuflagem do vitiligo alguns cuidados devem ser tomados. Primeiramente, a pele deve ser analisada e testes de cor realizados para alcançar um tom ideal, que encubra as manchas da forma mais natural possível. No caso de pacientes que ainda estão tratando da doença com medicamentos, o uso deste deve ser suspenso, por pelo menos trinta dias, antes de se submeter ao procedimento de micropigmentação. Além disso, o vitiligo tem que estar estacionado, ou seja, a pessoa tem que estar com as lesões estabilizadas por, no mínimo, seis meses.

vitiligovitiligo1

Os resultados são visíveis já na primeira aplicação. Com as manchas totalmente preenchidas, já é possível garantir uma melhor aparência na região. Muitas pessoas relatam que depois do tratamento recuperaram a autoconfiança e sentem-se infinitamente melhor quando se olham no espelho. Então, não se desespere, se você tem lesões na pele causadas pelo vitiligo, a micropigmentação pode ser uma excelente solução para o seu problema.

*Rafaela Camargo é especialista em micropigmentação e fundadora da Clínica Rafaela Camargo

Micropigmentação e os cuidados essenciais de higiene

A técnica de micropigmentação, umas das mais procuradas pelo público feminino, requer olhar atento, a escolha de um bom profissional e cuidados importantes antes, durante e depois da aplicação

Sentir-se bonita todos os dias, sem ter que retocar a maquiagem a cada hora, é um desejo quase universal. A técnica de micropigmentação, também conhecida como maquiagem definitiva, tem sido um dos métodos mais eficazes e procurados por mulheres e homens que desejam preencher falhas e manter a estética sempre em dia.

No entanto, é necessário tomar uma série de cuidados que, por serem fundamentais durante o período de tratamento, fazem toda a diferença no resultado final, além de eliminarem possíveis rejeições do organismo e outros problemas de saúde.

“Micropigmentação é o depósito de pigmentos na camada subepidérmica da pele com o auxilio de um dermógrafo e agulhas apropriadas. O pigmento é introduzido na camada superficial, que sofrerá um desgaste juntamente com a camada córnea. Sendo assim, sua permanência será temporária”, explica a especialista em micropigmentação Bruna Mara.

Na hora de escolher um profissional, é preciso observar alguns detalhes que vão além da higiene do espaço propriamente dito. Segundo Bruna, há formas de identificar outros requisitos primordiais na hora de iniciar o processo da micropigmentação: “Deve ser observada a assepsia das mãos do profissional e do cliente no local onde será realizada a técnica. O profissional deve estar paramentado com touca, máscara, luvas e avental, além da esterilização de materiais como pinças, tesouras, suportes e ponteiras, que hoje em dia já são descartáveis e não reutilizáveis”.

O descarte de materiais contaminados, como é o caso das agulhas, deve ser feito no lixo perfuro-cortante, que é uma embalagem amarela descarpack. Outros materiais contaminantes precisam ser descartados em lixo infectante (hospitalar). Já os equipamentos não esterilizáveis precisam conter papel filme antes de cada procedimento e, após as sessões, receber uma limpeza com álcool 70%.

9150_1022491204476763_6559006059694161442_n

A técnica de micropigmentação pode ser utilizada em diversas partes do corpo, tanto para tratamento estético quanto para a “reconstrução” de áreas danificadas, como é o caso da auréola dos seios, indicado para quem deseja redesenhar a mama. O procedimento é normalmente aplicado nas sobrancelhas, boca e olhos. Além disso, homens que desejam disfarçar a calvice também podem optar pela micropigmentação fio a fio.

Apesar de ser um procedimento simples e seguro, existem algumas restrições. É recomendado que pessoas alérgicas, sensíveis ao pigmento ou a qualquer material utilizado durante a micropigmentação não a realizem.

Pessoas com tendência a formar queloides ou em tratamento médico, também devem ter cuidado. Nestes casos específicos, uma prévia avaliação médica pode ser solicitada.

A permanência do pigmento na pele varia de pessoa para pessoa e também do local onde a aplicação foi realizada. Em média, o resultado tende a durar entre dois e cinco anos.

bruna

Fonte: Bruna Mara