Arquivo da tag: mindfulness

Doenças do home office: depressão, transtornos de ansiedade e burnout têm aumentando

Depois de mais de seis meses do início da quarenta vivemos o reflexo do isolamento social, provocado pela crise epidemiologia, econômica e social profunda sem precedentes – e dificilmente alguém sairá ileso dos impactos. Resultado: aumento de diagnósticos de depressão, estresse, esgotamento mental, pânico, transtornos de ansiedade. Além das dores na coluna, tendinites, agravamento de problemas circulatórios (varizes), obesidade e o próprio sedentarismo pode vir agravar a saúde como um todo.

Edwiges Parra, psicóloga, instrutora de Mindfulness MBCT-D, especialista em Recursos Humanos, nos últimos meses vivenciou o aumento por ajuda no seu consultório, com queixas de medo, ansiedade, depressão e muitas dores físicas, excesso de telas causadas pela pressão do trabalho e isso leva a um espiral de exaustão mental e o isolamento e/ou distanciamento acabam sendo agentes de gatilhos emocionais.

De acordo com os trabalhos desenvolvidos pela psicóloga em empresas, o público feminino vem apresentado aumentados níveis de estresse, na tentativa de equilibrar a vida pessoal (afazeres domésticos, cuidados com os filhos e relação conjugal) e vida profissional. Os líderes relatam sobrecarga de trabalho, maior esforço e mais tempo dedicado a realizar as tarefas da empresa. E a geração Z (nascidos após 1997) demonstra mais tédio, desânimo e insegurança com o futuro, o que é representado pelo impacto financeiro e ameaça ao desemprego.

“O medo pode se tornar um problema quando é excessivo, frequente ou quando surge em situações nas quais a maior parte das pessoas não o manifestaria. Nessas situações, ele pode se tornar exagerado ou irracional e, até patológico (desequilibrado), transformando-se em um transtorno de ansiedade ou uma ansiedade aguda, explica Parra.

Segundo a psicóloga os agentes estressores como desemprego, mudanças bruscas de condições financeiras, medo, excesso de telas, e jornadas extensivas de trabalho estão mexendo com o bem-estar mental acarretando:

Foto: Moritz320/Pixabay

Síndrome de Burnout – causado pelo excesso de trabalho. Trata-se do estado físico, emocional e mental de exaustão extrema, que resulta do acúmulo excessivo em situações de trabalho emocionalmente exigentes e principalmente estressantes, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.

Transtorno de ansiedade – pode surgir como uma angústia e desencadear para crise de pânico ou depressão e interferem na vida da pessoa a ponto de paralisar a realização de tarefas e interações e relacionamentos. Provocam sintomas como sudorese, medo, aumento da frequência cardíaca e tremores.

O que as pessoas podem fazer para manter a boa saúde mental no home office:

Estratégias funcionais e adaptativas:

Shutterstock

• Exercícios de relaxamento
• Distração temporária durante as crises
• Exercício físico
• Conectar emoções e valores maiores
• Substituir uma emoção por outra agradável ou apropriada

Foto: SelfSetFreeLiving

• Consciência plena (mindfulness)
• Aceitação
• Atividades prazerosas
• Momentos íntimos compartilhados
• Alimentar-se de bons nutrientes

Adotar uma psicologia do estilo de vida que considere a respiração, consciência, movimento e a transcendência (senso de valor e propósito de vida) como norteadores integrados para uma vida com melhor longevidade, produtividade e bem-estar.

O que as empresas podem fazer para ajudar seus colaboradores:

É recomendável que empresas adotem medidas preventivas e de apoio para o próximo ciclo que vamos enfrentar, (a quarta onda), que exigirá adaptabilidade para a retomada aos postos de trabalho.

Medidas básicas que podem ser adotadas:

• Pesquisa Interna de monitoramento do nível de estresse
• Webinars ministrados por profissionais da saúde debatendo temas de saúde mental para todos os funcionários (esta é uma boa forma de psicoeducação)
• Webinars voltados especificamente para líderes para discutir temas específicos de gestão e explicitar a importância do autocuidado.
• Rodas de conversas internas (com a devida segurança)
• Programas de meditação mindfulness
• Incentivo a terapia online (para prevenção e apoio)
• Protocolos de intervenção nos casos em que houver um prejuízo ao bem-estar mental do colaborador.

Fonte: Edwiges Parra é psicóloga Organizacional, Terapeuta Cognitiva-Comportamental, Instrutora de Mindfulness MBCT-D e Colunista Você RH

Dicas para aumentar o bem-estar durante a pandemia

Especialista ensina a estimular emoções, gerar comportamentos e utilizar técnicas de mindfulness para manter uma saúde mental positiva

A quarentena já dura meses em diversas regiões do país e, apesar da flexibilização em alguns estados e cidades, muita gente ainda sofre com os efeitos do isolamento físico. Isso é o que revela um estudo realizado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), do Rio Grande do Sul. Das 3,6 mil pessoas que participaram do levantamento, 65% dos entrevistados relataram piora na saúde mental durante a pandemia. A percepção faz parte das conclusões da primeira fase da pesquisa chamada de CovidPsiq, que começou em abril e terá duração de seis meses.

Para 46,6% do total, a saúde mental “piorou um pouco” com as restrições à circulação e, para 18,4%, “piorou muito”. Segundo os pesquisadores, quem estava em confinamento apresentou mais sintomas de estresse, ansiedade, depressão e estresse pós-traumático.

Dados como esse chamam a atenção a respeito dos cuidados necessários para elevar o bem-estar, que não é apenas um conceito – é uma ciência. “É o estudo empírico de tudo aquilo que contribui para que as pessoas floresçam”, diz a mestre em psicologia positiva aplicada pela Universidade da Pensilvânia, Flora Victoria.

A especialista conta que essa ciência, aliás, está recebendo um destaque cada vez maior em virtude da sua importância justamente para a saúde mental positiva. Não à toa, a própria Organização Mundial da Saúde (OMS) a define como: “um estado de bem-estar no qual o indivíduo desenvolve suas habilidades, consegue lidar com o estresse do dia a dia, trabalha de modo produtivo e é capaz de dar uma contribuição à sociedade”.

Mas, afinal, o que é bem-estar? “É uma combinação de sentir-se bem e funcionar de modo otimizado. Sentir-se bem se refere a experimentar emoções positivas regularmente. Já funcionamento otimizado é ter controle sobre a sua vida, desenvolver seu potencial, ter um propósito e desfrutar de relacionamentos saudáveis”, explica Flora, que também é Embaixadora da Felicidade no Brasil pela World Happiness Summit.

Manter uma saúde mental positiva, portanto, significa equilibrar as diversas dimensões do bem-estar (físico, emocional, social, intelectual, espiritual, ambiental e profissional) que estão ligadas às diferentes áreas da vida.

Seis dicas para otimizar o bem-estar

De acordo com Flora Victoria, existem alguns comportamentos que podem ser colocados em prática para elevar a qualidade de vida:

pexels mulher colocando tirando mascara
Pexels

• Priorize: faça de você a sua prioridade. Assuma total responsabilidade por sua saúde e seu bem-estar.

relogio triste tempo mulher
• Organize: uma boa gestão do tempo é essencial para que você possa priorizar seus objetivos de bem-estar. Rotinas caóticas não são compatíveis com uma boa qualidade de vida.

mulher dançando
• Energize: estabeleça objetivos que lhe tragam prazer, motivação e entusiasmo. Permita-se ser feliz!

mulher trabalho computador home office
• Otimize: reavalie suas escolhas a partir do seguinte princípio: “estou investindo minhas energias em coisas que me dão o máximo retorno?”.

mão flor gratidao pixabay
Pixabay

• Valorize: inclua mais apreciação e gratidão em sua existência. Saber valorizar os bons momentos da vida aumenta seu bem-estar e sua satisfação.

freegreatpicture-mulher-agenda
• Realize: monte sua própria agenda de atividades diárias e coloque-a em prática imediatamente. Sem ação não há realização.

Mindfulness é um grande aliado

Já ouviu falar em mindfulness? Em tradução livre, essa palavra significa atenção plena.

“O mindfulness nada mais é do que um estado de consciência total no momento presente”, conta Flora. “Ele contribui para diminuir o estresse, elevar a inteligência emocional e o autoconhecimento, além de proporcionar mais calma e tranquilidade, gerar maior equilíbrio entre corpo e mente, aumentar a satisfação e o bem-estar”, completa.

Embora o mindfulness seja geralmente associado à meditação, segundo a especialista em psicologia positiva, existem várias outras formas de desenvolver a atenção plena:

psicologiamindfulnesspixabay

Atividades: qualquer atividade que você realiza pode se transformar em uma prática de mindfulness. Basta que você fique totalmente focado no que está fazendo.

mulher ouvindo musica na cama fone de ouvido

Sons: ouça conscientemente os sons de seu ambiente. Se estiver escutando uma canção, concentre-se no ritmo. Um estudo do Centro de Pesquisa de Acústica em Música da Universidade de Stanford mostrou que a música pode estimular as ondas cerebrais para ressoar em sincronia com a batida. As rápidas trazem uma concentração mais nítida e um pensamento de alerta. Já um ritmo lento promove calma e leva a um estado meditativo.

chuveiro banho mulher rosto

Sensações: as sensações físicas podem oferecer outra oportunidade para a consciência plena. Preste atenção em suas sensações, tanto físicas quanto emocionais. Embora isso possa ser feito em qualquer lugar, uma técnica adicional para focar a sensação é praticar a atenção plena no banho. Sinta o prazer de estar aqui e agora em meio à água.

comer mastigar boca garfo mulher

Paladar: comer de forma consciente tem sido usado de modo eficaz por pessoas que tentam emagrecer e querem sentir melhor o sabor da comida. Experimente saborear cada mordida, gole ou colherada. Coma devagar e sem pensar em mais nada, prestando total atenção no gosto, na textura e no aroma.

mulher limpando tapete diy network
Foto: DIY Network

Pensamentos: um dos principais obstáculos que as pessoas experimentam quando tentam focar o presente é a dificuldade de limpar a mente, isto é, não se perder no constante fluxo de pensamentos. Para lidar com isso, você pode deixar os pensamentos irem e virem, sem se envolver com eles. Outro modo é realizar alguma atividade cotidiana, como limpar a casa ou cuidar do jardim, colocando o foco nas ações que você realiza – e não no que se passa em sua mente.

mulher dor peito respiracao healthline

Respiração: colocar a consciência na forma como você respira é uma técnica eficaz de mindfulness. Inspirar e expirar devagar, sentindo cada movimento, contribui para o relaxamento físico, mental e emocional.

Namu oferece aulas on-line de mindfulness sem custo para acalmar a mente

Plataforma cria página com dicas, atualizações sobre a pandemia do coronavírus e acesso grátis as aulas de mindfulness

Medo, ansiedade, angústia. Sentimentos como esses podem afetar a todos diante do cenário que o mundo vive hoje. Mas é importante encontrar maneiras de manter a calma. Como se sabe, o estresse contribui para enfraquecer o sistema imunológico e é preciso estar forte para enfrentar esse desafio.

Pensando nisso, o Namu, primeira plataforma de videoaulas voltadas exclusivamente para o bem-estar, liberou gratuitamente por um mês aulas completas do curso Mindfulness: Meditação em Movimento.

A meditação é uma ótima ferramenta para aliviar os sentimentos negativos e proporciona vários benefícios, tais como concentração, equilíbrio, foco, calma. E o Mindfulness: Meditação em Movimento vai além da prática habitual, uma vez que também se estende ao corpo.

Desenvolvida e ministrada pela neurocientista e psicóloga clínica britânica Tamara Russell, a prática ajuda a ter mais controle sobre as emoções, pensamentos e movimentos do corpo.

namu

Como ter acesso às aulas

O Namu colocou no ar uma página na qual fornece informações e dicas para lidar da melhor maneira com o coronavírus, além do acesso às aulas grátis. Basta clicar aqui para saber mais. Com calma e equilíbrio vamos vencer esse desafio. Juntos somos fortes!

Quer praticar mindfulness? Veja por onde começar

Temos ouvido muito sobre o impacto positivo da meditação (mindfulness) em nossas vidas. Como prática contemplativa e de aquietamento da mente, o mindfulness oferece, de maneira focada, tempo para relaxamento e conscientização de nosso estado.

Ele proporciona recursos internos para lidar com ansiedade e estresse, cujos sentidos são muitas vezes alterados e influenciados negativamente. “Com a prática, o mindfulness tem o potencial não somente de trazer alívio temporário do estresse, mas de transformar nossa maneira de interagir com o mundo”, afirma Vivian Wolff, coach especialista em desenvolvimento humano e mindfulness pelo Integrated Coaching Institute (ICI).

Benefícios

mindfulness- mulher meia idade
Aumento da calma e da sensação de relaxamento interno, melhoria da energia e do entusiasmo pela vida, redução do risco de estresse, depressão e ansiedade, e ajuda no controle das emoções. Estudos mostram que entre 8 e 12 semanas de práticas formais diárias já trazem mudanças psicológicas positivas. Se incluída de forma habitual, os resultados se ampliam. “A prática regular do mindfulness nos treina a focar a atenção em uma coisa só, no presente, sem julgar ou reagir. Por isso a técnica, além de aumentar a concentração e a eficiência, torna as pessoas mais receptivas e menos reativas. Pense no mindfulness como um mastro segurando a bandeira de nossos pensamentos e fazendo um contraponto positivo ao nosso caos mental e distração contínua”, reforça a coach.

Quem pode fazer

banner_Meditacao
A meditação pode ser praticada por qualquer pessoa de qualquer idade. Até crianças podem meditar. “É importante ter em conta que durante a prática do minfulness pode surgir um aumento das sensações físicas ou emocionais. Portanto, caso você esteja em tratamento de alguma enfermidade, é recomendado avisar o instrutor, para que ele possa gerenciar melhor as suas necessidades, se surgirem”, alerta Vivian.

Como iniciar

mindfulness instrutor ioga coach
Segundo a especialista, introduzir o mindfuness no cotidiano é como começar a ir à academia. Requer motivação, tempo para si e disciplina. O ideal é ser apresentado à pratica por meio de um curso com um instrutor. “Durante as aulas, é possível aprender técnicas variadas que vão ajudar a escolher a que melhor se adapte ao seu estilo de vida”. Em geral, os cursos duram 8 semanas. Depois, já é possível seguir sozinho. A meditação deve ser introduzida aos poucos. “No início, uma prática diária de 5-10 minutos pode ser uma boa maneira de começar e se auto motivar. À medida que vamos nos aprofundando na técnica, podemos aumentar nosso tempo. O recomendado, considerando nossos afazeres e ritmo de vida, é entre 20-45 minutos diários”, pontua Vivian.

Qual a frequência ideal

mulher meditacao mindfulness selfsetfreeliving
Foto: SelfSetFreeLiving

A recomendação é que a frequência da meditação seja diária. Com o mindfulness, é possível também fazer exercícios de pausas ao longo do dia, propiciando ao praticante o treino e a tomada de consciência no presente, onde quer que você esteja, quantas vezes por dia desejar.

Qual o melhor horário

mulher descansando meditando pixabay
Pixabay

“Não importa se é de manhã, à tarde ou à noite. O horário para realizar a atividade deve ser o que melhor funciona para você. O fundamental é a regularidade, pois realizar as práticas de maneira diária e sistemática é o que vai produzir os maiores benefícios”.

Onde fazer

mindfullness meditacao pixabay
Foto: Pixabay

A recomendação é praticar em um lugar tranquilo e silencioso. “Ruídos como vozes, música ou sirenes podem captar nossa atenção e distrair nossa mente. Uma boa dica é meditar sempre no mesmo lugar. Isso ajuda a criar uma rotina e a manter o hábito”, aconselha Vivian. A coach afirma que a partir do momento em que a prática já estiver estabelecida e consolidada, é possível experimentar diferentes tipos de estímulos durante sua meditação. Quanto à posição, o praticante pode meditar sentado no chão, em uma cadeira ou almofada, deitado e até mesmo em pé. “O importante é se sentir estável e confortável durante a atividade”.

Que roupa usar

meditação pin terest
Foto: Pinterest

“Já meditei com pessoas de terno e vestido curto. Desde que você esteja à vontade, não existe um traje específico. A sugestão é que seja uma roupa que te permita ficar parado por um longo período, sem incomodar, causar calor ou frio, e que seja de tecido agradável ao toque, como malha ou algodão”.

Sozinho ou acompanhado

shutterstock mindfulness
Shutterstock

Segundo a especialista, uma companhia para meditar é sempre melhor, pois gera motivação e troca de experiências. “Durante as aulas de mindfulness em um curso formal, a rede de apoio do grupo promove mais energia, mais estímulo e resulta em grandes transformações positivas”, finaliza Vivian.

Quatro dicas para conciliar carreira de sucesso e boa qualidade de vida

Vivemos em uma era de muita competição no mundo corporativo, fazendo com que as pessoas abdiquem de suas vidas pessoais para produzir mais, ganhar destaque em suas carreiras e garantir o conforto de suas famílias. Mas de que adianta tanto tempo de trabalho se a pessoa mal consegue usufruir da “boa vida” que oferece à família?

Este dilema carrega um conceito que desafia a todas as pessoas que trabalham – estejam elas conscientes desse desafio ou não. Quando o tempo que precisamos dedicar à vida profissional “invade” o tempo da vida pessoal, surge a necessidade de conciliar esses dois aspectos, desenvolvendo estratégias que acomodem o equilíbrio entre ambas. É difícil, mas não impossível.

Não existe uma fórmula universal que funcione para todas as pessoas, afinal, cada indivíduo é único e tem recursos e situações particulares. A única coisa certa é que um dia tem apenas 24 horas. Como e onde você dedica esse tempo é uma questão de prioridade e disciplina.

É preciso aceitar que essa situação existe e precisa de atenção, porque ela tem um impacto na sua vida pessoal e profissional (e nas vidas das pessoas que dividem esses espaços com você). O mais importante é conhecer a você mesmo em profundidade, para poder elencar suas prioridades e fazer escolhas certas, sem correr riscos mal calculados em nenhuma das esferas de sua vida.

Definição de prioridades

indecisao-mulher-duvida

A primeira pergunta a ser respondida é: o que eu quero alcançar na minha vida profissional e pessoal? A segunda é: quais são as atividades que eu desempenho diariamente na minha rotina profissional e pessoal?

Responder às questões propostas não é simples e nem mesmo rápido, e exige que o indivíduo esteja disposto a ir fundo nessa atividade. Liste as coisas que faz, os papéis que desempenha e analise sua agenda de compromissos para identificar onde seu tempo está, de fato, sendo empregado.

Sem essa base de informações precisas fica muito difícil estabelecer as prioridades, porque, para isso, é preciso separar suas atividades em três grupos:

(1) Atividades que podem ser desempenhadas por outras pessoas e que devem ser atribuídas a outras pessoas;
(2) Atividades que sejam puros “ladrões de tempo” e que devem ser eliminadas;
(3) Atividades que só podem ser realizadas pelo próprio indivíduo.

A partir dessa seleção, basta organizar as atividades do grupo 3 em ordem de importância. Pode-se até atribuir uma nota de acordo com a importância da atividade, para ficar bem clara a ordem de prioridade. Por fim, é necessário confrontar os dois outros grupos, alinhando o que pode ser descartado da sua rotina e o que pode ser delegado a outras pessoas. É preciso reforçar que esse exercício exige coragem e disciplina, como qualquer processo de mudança que desejamos implementar em nossas vidas pessoais e profissionais.

Como evitar que a tecnologia nos isole do mundo real

iphone celular smartphone pc tech magazine

A dimensão que a tecnologia ocupa no mundo atual torna essa separação cada vez mais difícil. Os smartphones e os aplicativos facilitaram tarefas, encurtaram distâncias, mas, por outro lado, nos tornaram disponíveis o tempo todo, e em qualquer lugar. É necessário delimitar espaço e tempo em que estejamos off-line, para que possamos nos dedicar à presença e atenção requeridas, seja da família ou de amigos.

Qual é a importância de saber relaxar e descansar

mulher cachorro bicicleta

Voltando ao fato inquestionável de que o dia só tem 24 horas, é preciso lembrar que esse é o tempo bruto de que dispomos. O tempo líquido deve ser o que sobra ao descontarmos dessas 24 horas o tempo que deve ser dedicado à atenção de nossas necessidades fisiológicas e de saúde e bem-estar. E o conceito de bem-estar integra as dimensões física, mental, social e intelectual, bem como o propósito de vida de um indivíduo.

Por isso, é imprescindível incluir, na lista de prioridades, atividades que atendam a essas dimensões da saúde, tais como sono, alimentação, exercícios físicos, encontros com amigos e pessoas queridas, boas leituras, música, cinema, lazer. A meditação desempenha um papel importante no equilíbrio pessoal e contribui para o relaxamento e o descanso em um nível mais profundo.

Algumas modalidades de meditação, como a atenção plena ou mindfulness, podem ser aprendidas e praticadas pelo indivíduo em sua casa, até mesmo numa pausa do trabalho, e vêm apresentando resultados comprovados cientificamente.

A importância de definir metas

mulher executiva

Mais importante do que definir as metas, é estabelecer objetivos e selecionar atividades que conduzam a eles e que possam ser implementadas de forma realista na agenda do profissional. Quando falamos de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, é comum o indivíduo, ao perceber que precisa fazer mudanças nesse sentido, fazer planos como acordar mais cedo, fazer ginástica, cozinhar alimentos saudáveis em casa, sair do trabalho mais cedo, ficar com a família, ler um bom livro e estar na cama a tempo de dormir, pelo menos, 8 horas por noite.

Tudo isso pode parecer ideal, mas dificilmente é possível implementar um plano tão perfeito de uma vez e fazê-lo funcionar. Sempre há imprevistos, como uma viagem a trabalho, um atraso motivado pelo trânsito ou algo que desmorona a estrutura toda. Daí vem a desmotivação, e a mudança não acontece.

Num processo de mudança sustentável, a análise cuidadosa das alternativas de ações acaba por constituir um Plano de Ação que vai ser implementado aos poucos, através da experiência e da reflexão sobre os resultados da experiência realizada. As experiências bem-sucedidas vão sendo inseridas pouco a pouco na rotina e tendem a ser implementadas definitivamente aquelas que melhor se adequam à vida real e aos recursos disponíveis que o indivíduo possui.

Definir um número semanal de horas de exercícios físicos permite uma distribuição flexível e mais realista do que matricular-se na aula de spinning das 19h30 todos os dias, por exemplo. O importante é avaliar constantemente o que está sendo feito versus objetivos e prioridades estabelecidos.

vivian wolff.jpg

Por Vivian Wolff, Coach de Vida e Carreira pelo Integrated Coaching Institute (ICI); formada em Mindfulness pela Georgetown University Institute for Transformational Leadership, Washington DC; com MBA em Marketing Estratégico pela University de Catalunya, Barcelona

Ação #RelaxaACabeça promove conscientização no Parque Ibirapuera

Em alusão ao Dia Nacional da Cefaleia, 19 de maio, a Abraces (Associação Brasileira de Cefaleias e Enxaqueca), com o apoio da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC) e da Novartis, promoverá ação de mindfulness, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Na ocasião, o público presente poderá desfrutar de atividades de relaxamento e alongamento com o mote ‘relaxa a cabeça’.

A enxaqueca atinge 15 a cada 100 brasileiros, o que equivale a 30 milhões de pessoas no país. “Trata-se de uma doença complexa que envolve várias áreas do cérebro e tem como manifestação predominante a dor de cabeça. Pode variar em gravidade, com sintomas que vão desde dores de cabeça até náuseas, vômitos, sensibilidade à luz e odores”, explica Mario Peres, médico neurologista da Sociedade Brasileira de Cefaleia. O médico alerta ainda que o paciente com enxaqueca deve ser tratado com drogas profiláticas e específicas.

Além disso, Peres estará presente na ocasião, para alertar a população sobre os sintomas, causas, diagnóstico e importância da adesão ao tratamento mais adequado, ponderando que é possível sim minimizar os impactos da doença na qualidade de vida do paciente, quando devidamente tratada.

psicologiamindfulnesspixabay

#RelaxaACabeça
Data: 19 de maio
Horário: das 8h às 12h
Local: Parque Ibirapuera, São Paulo
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana, São Paulo – SP

Sensação de que o tempo “voa” pode indicar falha de atenção

Se você achou que o ano de 2018 passou muito rápido é provável que não tenha vivenciado plenamente cada etapa da sua própria vida no período. E se não quer que essa percepção de tempo acelerado se repita em 2019, é preciso apenas prestar atenção. Essa mudança pode manter uma série de distúrbios distantes da sua cabeça e melhorar sua performance em tudo.

Para a instrutora e diretora da escola do DeRose Method Cambuí, Vanise Perez, atualmente é comum vivermos no que ela chama de “realidades paralelas”. Que atire a primeira pedra quem nunca conferiu os e-mails ou mensagens de texto durante uma refeição. Achamos que ganhamos tempo unindo duas ações, quando na realidade, não executamos nenhuma delas direito.

“Fazemos uma coisa pensando que poderíamos estar fazendo outra. Isso gera muito conflito interno e perda de energia”, explica Vanise. Entre os problemas atribuídos ao hábito de não estar presente estão agitação e ansiedade, dificuldade de relaxar, de aprender coisas novas ou de mudar o mindset, muito cansaço e até sensação de esgotamento.

A dica da especialista em alta performance para manter tudo isso bem longe é o mindfullness, a ciência do desenvolvimento da consciência, que numa tradução literal significa “atenção plena”: estar presente em tudo o que faz. Apesar de parecer algo simples, o conceito demanda treino, mas os resultados compensam.

Comece agora

mindfulness- mulher meia idade

De acordo com a neurocientista e também instrutora do DeRose Method, Renata Coura, estudos da área mostram que de 96% a 98% das nossas ações cotidianas são executadas de forma automática, com comportamentos condicionados. Para quebrar esse padrão, é necessário oferecer um estímulo diferente ao cérebro, exercitá-lo assim como exercitamos o corpo quando fazemos qualquer atividade física. E uma forte aliada nessa hora é a meditação.

Vanise conta que aumentar e manter a consciência sobre os pensamentos, sentimentos, hábitos e ações já nos tira do modo automático de funcionamento. Segundo ela, o estado meditativo é difícil de se conquistar, de fato, mas o treinamento da meditação é bem simples!

“Pode-se treinar a meditação focando o pensamento numa única imagem, como um pôr-do-sol ou uma flor, ou em um som por um tempo que, no início, pode variar de 1 a 5 minutos. Fazendo uns minutinhos todos os dias, esse treinamento começa a limpar a mente dos excessos e promove um impacto poderoso no dia a dia. Certamente, você passará a se sentir mais consciente e presente em suas ações”.

mulher meditacao mindfulness selfsetfreeliving
Foto: SelfSetFreeLiving

Outra técnica para manter o foco no momento presente é a respiração. Um treinamento que pode ser feito no dia a dia é o da chamada “respiração baixa”, feita com o abdômen. Para executá-la, deite-se ou sente-se com as costas eretas, coloque as mãos no baixo ventre e inspire sentindo sua barriga ser projetada para frente sem forçar. Expire contraindo o abdômen para dentro. Faça diversos ciclos.

“Essa respiração abdominal representa 60% da nossa capacidade pulmonar e é a que menos utilizamos. Ao treiná-la, passamos a vivenciar mais o presente e, de quebra, aumentamos a nossa vitalidade e disposição”, ensina Vanise.

Desfrute e evolua

Business woman meditating

Segundo Vanise, o treinamento do mindfullness auxilia na conquista de mudanças duradouras de comportamento. Isso porque a prática promove alterações estruturais no cérebro, o que permite que o indivíduo refaça escolhas para chegar exatamente à vida que almeja e que, consequentemente, atinja o aumento de performance pessoal e profissional.

Grandes empresas, como a Vivo e o Google, já perceberam o quanto seus funcionários ficam mais produtivos quando dedicam alguns minutos do dia para silenciar a mente e disponibilizam salas ou atividades próprias para isso dentro dos escritórios.

vanise perez
Vanice Perez

Body&Soul: jornadas de autonhecimento, meditação, bem-estar e saúde

A Iguatemi Empresa de Shopping Centers preparou um projeto especial para os shoppings Iguatemi São Paulo e JK Iguatemi, o Body&Soul, que tem como foco jornadas de autoconhecimento, meditação, bem-estar e saúde.

Em parceria com a Dharma Academy, o Body&Soul traz Flavio Passos para abrir o Dharma Talks, no Shopping JK Iguatemi. Para esse primeiro encontro, o fundador e diretor da PuraVida ministrará o painel “Alimentação, Consciência e Longevidade”. Flavio Passos é pesquisador de saúde, nutrição, gastronomia, mentor de mais de 600 eventos presenciais – entre palestras, retiros e cursos, e também criador de treinamentos online “Coma Fora da Caixa” e “Alimentação Essencial” que focam na transformação da saúde por meio da alimentação. ,

“A proposta do Dharma Talks vem ao encontro ao que a nossa sociedade mais precisa neste momento tão crítico: a oportunidade de expandir sua compreensão sobre a vida, ampliar seu conhecimento e, a partir disso, se inspirar para uma transformação verdadeira. Para uma nova forma de viver, com menos ilusões e mais coração”, conta Passos.

dharma.jpg

O Dharma Talks acontecerá uma vez por mês, com duração entre três e quatro horas, com especialistas em temas distintos, tendo sempre como fio condutor a evolução da consciência e vidas com mais propósito.

Body&Soul apresenta DharmaTalks

Período: uma vez por mês, de julho a dezembro de 2018

Programação:
18h30 às 19h30 – Prática corporal (yoga, dança, artes marciais, entre outras)
19h30 às 19h40 – Abertura oficial / Boas-vindas
19h40 às 20h10 – Música
20h10 às 20h30 – Meditação conduzida (mindfulness)
20h30 às 21h45 – Talk com convidado (com tempo para perguntas e respostas)
21h45 às 22h30 – Encerramento com degustação de comidinhas saudáveis

Convidados:
Julho – Flávio Passos (Alimentação, consciência e longevidade)
Agosto – Dr. Ruguê (Sistemas ancestrais de cura e auto-realização)
Setembro – Eduardo Mufarej e outros nomes a confirmar (Consciência e Renovação Política)
Outubro – a confirmar
Novembro – Amit Goswami (Ativismo Quântico)
Dezembro – Sri Prem Baba

Local: Espaço de Eventos JK (3º piso)
Endereço: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041 – Vila Olimpia
Informação e ingressos: Dharma Talks 
Capacidade: 500 lugares
Valores e ingresso: R$ 80,00 ou membership para 6 DharmaTalks R$ 420,00 

Mindful Eating: alimentação consciente

Técnica, que alia meditação à boa alimentação e emagrecimento, propõe autoconhecimento e vivência do presente no ato da nutrição, experimentando sabores, texturas e aromas

A alimentação é um ato instintivo e caracterizado, sob o ponto de vista biológico, como a simples ingestão de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Entretanto, a relação humana com a comida ultrapassa a mera satisfação de uma necessidade. “Comer virou sinônimo de deleite e emoção: traz conforto, bem-estar e, muitas vezes, até culpa”, articula o médico e nutrólogo Lucas Penchel.

Estabelecer uma relação saudável com a comida é a proposta do Mindful Eating que, em tradução livre, significa alimentação consciente. A prática – que não é uma dieta – está presente em todos os programas das técnicas meditativas orientais como o mindfulness. Este se caracteriza por estado mental de atenção plena, onde se controla a capacidade de concentração em atividades, experiências e sensações do presente.

De acordo com médico, o ato de se alimentar conscientemente é um processo educativo que, além de poder ajudar a sanar desordens alimentares como a compulsão, induz o indivíduo a fazer escolhas saudáveis que sejam prazerosas e satisfaçam suas necessidades físicas e psicológicas. Ele dá algumas dicas de Mindful Eating para quem deseja despertar o alimentar consciente:

mulher alimentação 3

. Esteja no presente: primeira fase do processo – com ou sem comida –, consiste em perceber pensamentos, sensações e sentimentos. A respiração funciona como âncora para vivenciar o agora;

ventre barriga mulher

. Entre em sintonia com seu corpo: o corpo fala por sinais. Observá-los ajuda a diferenciar a fome fisiológica da emocional. A barriga ronca ou você está ansioso? Sintonize-se com você mesmo;

comida boca garfo mulher
Pixabay

. Saboreie: perceba o aroma e a textura. Ouça os sons e diferencie sabores. A consciência do que estamos comendo consente percepções mais aguçadas que relacionam enorme prazer ao ato;

Pesquisa AccorHotels - alimentação saudável

. Viva o momento: quando for se alimentar, esteja completamente presente somente nisto. Desligue-se das distrações – celular, TV, jornal, computador, entre outros – e evite multitarefas. Isto ajuda a prestar atenção na comida;

mulher alimentação 2

. Se aceite sem julgamentos: dialogue consigo mesmo com compaixão, gentileza e ternura. Críticas ficam registradas em forma de energia negativa no corpo. Evite regras severas e dieta milagrosas. Ouça o seu corpo. O processo é gradual. Fique atento ao dia a dia e aprenderá cada vez mais os sinais que ele dá;

mindful-eating- mente alimentação.jpg

. Abra o coração e conduza as transformações: quando for abordado por pensamentos incômodos, não brigue com eles. Direcione-os, gentilmente, para a prática e o intuito de mudar sua relação com mente, corpo e alimentos.

mindful-eating

Fonte: Lucas Penchel é médico generalista (Unifenas – BH). Membro do International Colleges for the Advancement of Nutrology. Membro da American Society for Nutrition. Membro da Sociedade Brasileira de Fisiologia. Membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Membro da Sociedade Brasileira de Nutrologia. Membro da Associação Brasileira de Medicina Antienvelhecimento. Membro da Associação Brasileira do Estudo sobre Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso).

Atenção plena é tema de evento do Dia Mundial da Saúde no Parque do Povo

Experiências sensoriais com alimentos, workshop e práticas corporais de atenção plena, exames gratuitos e orientações de profissionais de saúde são as principais atrações

 

Sábado, 7 de abril, é o Dia Mundial da Saúde e, para comemorar a data, o Hospital Santa Paula realizará a 11ª edição do evento “Cuide-se, Viva a Vida Melhor”, das 9h às 15h, no Parque do Povo – zona sul de São Paulo. O tema deste ano é Estar presente é o melhor presente que você pode dar à sua saúde, em referência à técnica de mindfulness, traduzido para o português como atenção plena.

Uma estrutura com 210 m² será montada para receber os visitantes para uma série de exames de saúde gratuitos como avaliação de risco cardiovascular, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, teste de colesterol, avaliação de massa corpórea (IMC) e bioimpedância.

Haverá ainda orientação sobre AVC (sinais, tratamento e reabilitação), dicas de prevenção ao câncer de pele e orientações de assistência básica ao paciente com parada cardiorespiratória em ambientes públicos. Para isso, o hospital contará com uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, nutricionistas, fisioterapeutas e educadores físicos à disposição da população durante todo o evento.

comida boca garfo mulher
Pixabay

Para que o público passe por uma experiência sensorial completa, o evento contará com a Tenda dos Sentidos, um espaço de contato com os alimentos para acionar os cinco sentidos do corpo:

– Audição: degustação de alimentos crocantes em frente a um tablet com fones de ouvido e, depois, sem interferência sonora alguma.

– Visão: experimentação de chips de alimentos para desconstruir a sua forma natural. Muitas vezes, criamos uma ideia de que algo é ruim ou gostoso pela aparência, sem nos darmos a chance de provar. Nos chips, os alimentos ficam todos padronizados e com uma aparência única.

– Paladar: degustação de olhos vendados com atenção total no sabor.

– Olfato: os alimentos ficarão escondidos em caixas escuras e o público terá que adivinhar pelo cheiro.

– Tato: tocando no alimento sem vê-lo, a pessoa terá que descobrir o que é pela textura.

Para estimular o público a parar e exercitar a atenção plena no momento presente, a Tenda dos Sentidos contará com uma intervenção artística com estátuas vivas, uma experiência lúdica para promover a reflexão e incentivar as pessoas a conhecerem as práticas de mindfulness e mindful eating.

Por falar em exercitar a atenção plena, as práticas corporais são fundamentais para manter a saúde em ordem. Pensando nisso, a personal trainer das famosas, Cau Saad, vai levar para o parque o circuito Alongue seu corpo, sua alma e sua mente com técnicas de conscientização do corpo. Qualquer pessoa pode participar gratuitamente da atividade.

Para quem tiver interesse em conhecer melhor o grande tema do evento, das 12h30 às 13h30, haverá um workshop gratuito com Marcelo Demarzo sobre mindfulness e mindful eating. Um dos maiores nomes da área no Brasil, Marcelo é médico da família, fundador e coordenador do Mente Aberta – Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde da Universidade Federal de São Paulo.

Encontradas em diversas tradições culturais e filosóficas, as práticas de mindfulness têm sido cada vez mais integradas na prática clínica contemporânea, principalmente na psicologia e medicina. Resumidamente, trata-se de um estado mental baseado na experiência direta do momento presente, com consciência plena, atitude aberta e não-julgadora a cada instante.

Vários estudos comprovam a eficácia do mindfulness para a promoção da saúde, incluindo pessoas com diagnósticos de câncer, ansiedade, depressão, dor crônica, cardiopatias e transtornos relacionados ao estresse.

Para a coordenadora do Instituto de Neurologia do Hospital Santa Paula, Renata Simm, o assunto tem ganhado cada vez mais visibilidade nos congressos de neurologia por atuar como um elemento coadjuvante na prevenção e tratamento de pacientes com transtornos de ansiedade, estresse e depressão.

“Estudos recentes mostram que os programas de mindfulness são eficazes na regulação emocional, fazendo com que as pessoas lidem melhor com seus sentimentos e emoções. Os resultados apontam para a melhora de diversos quadros associados a esses problemas como a qualidade do sono, dificuldades interpessoais, transtornos alimentares, etc. Cientificamente também tem se mostrado eficiente como coadjuvante no tratamento de problemas orgânicos, como cardiopatias e alergias”, explica a neurologista.

exercicio emagrecer saude zuzyusa pixabay

Já o mindful eating é a prática da técnica de mindfulness adaptada ao momento das refeições. O propósito é estar atento ao que se come utilizando todos os sentidos, não apenas o paladar, para aumentar a consciência da escolha de cada alimento.

Nesta prática, o ideal é que a pessoa faça as refeições sem interrupções (TV, rádio, smartphone etc) e preste atenção em cada alimento, cada degustação, cada cheiro. Para os especialistas, o mindful eating promove o autocuidado e a consciência do momento presente, verificando a experiência atual, desejos, fome física e saciedade reconhecendo cada experiência alimentar como única.

“A compreensão que temos do mundo é sempre mediada pelo cérebro, portanto, olhos, boca, ouvidos, nariz e pele são ferramentas na construção da realidade. Aromas, sons, texturas, tudo é objeto de reflexão. A relação entre essas sensações passa obrigatoriamente pela memória. É ela que vai classificar e registrar as vivências como boas ou más lembranças. É por isso que quando vemos um determinado alimento ou sentimos seu cheiro nosso cérebro reage com a famosa sensação de água na boca ou um arrepio de aversão”, explica Renata.

Agenda

9h às 15h: Tenda dos Sentidos e circuito de exames com orientações de profissionais de saúde

11h às 12h: Circuito Alongue seu corpo, sua alma e sua mente com Cau Saad

12h30 às 13h30: Workshop sobre mindfulness e mindful eating com Marcelo Demarzo

Apoio

O evento recebe apoio da multinacional francesa Sodexo, que está presente no mercado há mais de 50 anos e é responsável pela área de nutrição e dietética do Hospital Santa Paula. A empresa irá realizar atendimento nutricional aos participantes do circuito, além de ser a responsável pelos alimentos e brindes ao final do evento com o promover a alimentação saudável.

saude primeiros socorros cruz pixabay

11ª edição do evento “Cuide-se, Viva a Vida Melhor”
Data: sábado, 7 de abril de 2018
Horário: das 9h às 15h
Local: Parque do Povo
Endereço: Av. Henrique Chamma, 420 – Vila Olímpia, São Paulo
Evento gratuito.
Facebook

Fonte: Hospital Santa Paula