Arquivo da tag: musicoterapia

Como funciona e quais são os benefícios da musicoterapia?

A música tem uma grande influência na vida das pessoas, podendo ajudar na saúde mental

Quando estamos felizes, procuramos escutar canções animadas. Em momentos de tristezas, escolhemos as que cantam letras mais melancólicas. O som ativa diversas áreas do cérebro, mexendo com as emoções, os comportamentos e até mesmo a saúde mental. Ele tem um poder terapêutico que pode ajudar as pessoas com ansiedade ou depressão.

Ana Cláudia Alexandre, doutoranda em Psicologia Clínica e coordenadora do curso de Psicologia da Uninassau Olinda, explica que a musicoterapia é um método bastante indicado pelos profissionais da área.

“A canção deve ser escolhida de acordo com a situação do paciente. O objetivo é fazer com que a melodia acalme a pessoa, trazendo uma sensação de conforto e bem-estar. Se a insônia for um dos sintomas, a dica é que ela coloque uma música mais suave durante a noite com o intuito de relaxar o corpo”, detalha. A psicóloga reforça que esse é um tratamento adicional, ou seja, deve ser acompanhado por medicamentos prescritos.

Escrever os pensamentos em forma de música também é algo trabalhado na musicoterapia. “Muitas vezes, as pessoas não conseguem falar o que sentem, mas têm uma facilidade em colocar os sentimentos em um papel. Durante as sessões, o paciente ainda pode procurar melodias e ir criando, aos poucos, sua própria canção”, afirma Ana Cláudia.

A coordenadora reforça que ouvir músicas é uma ótima forma de lidar com os próprios sentimentos e ainda permite que as pessoas se comuniquem por meio delas. Esse tratamento vem ganhando espaço e trazendo bons resultados. Por isso, sempre que possível, é indicado separar um tempo para as canções com o objetivo de estimular o seu corpo.

Fonte: Uninassau Olinda

A importância da musicoterapia para a saúde mental

Como a música pode ajudar no tratamento e qualidade da saúde mental

Quem nunca ouviu que, para começar bem o dia, é importante ouvir uma música bem animada logo de manhã? Apesar de ter se tornado até mesmo senso comum, a raiz desse ditado é científica. Ouvir a música preferida tem grande influência sobre o humor e qualidade de vida. Por isso, com inúmeros benefícios para o nosso bem-estar, a música, além de lazer, “também pode ser utilizada como método terapêutico”, afirma o psicólogo e musicista Alessandro Scaranto.

Depois de um dia estressante no trabalho ou cansado no trânsito, ouvir uma música pode, sem dúvida, mudar o nosso humor. Isso porque “a música evoca em nós emoções e sentimentos diferentes”, afirma o especialista em saúde mental. Com determinadas emoções ativadas, a música consegue melhorar a nossa criatividade, humor, concentração e bem-estar.

Fora do dia a dia comum, a arte dos sons também pode ser usada como forma terapêutica. Isso porque, a música ajuda a expor problemas internos de uma forma tranquila, que não se priva somente à utilização das palavras para expressar as emoções sentidas.

“Há músicas que contêm memórias de momentos vividos. Trazem-nos de volta um passado. Lembramo-nos de lugares, objetos, rostos, gestos, sentimentos. (…) Mas há músicas que nos fazem retornar a um passado que nunca aconteceu”, afirma Rubem Alves, psicanalista e educador. Ao complementar a citação de Alves, Scaranto afirma que há músicas que nos direcionam a um futuro que pode acontecer.

Desse modo, por meio da musicoterapia é possível sentir, compreender, expressar e perceber sentimentos e emoções difíceis de expor. A raiva, o medo, a tristeza e a preocupação são sentimentos que, por meio dos sons, são colocados para fora e, assim, se tornam mais fáceis de serem tratados.

“Cantar, ouvir ou tocar uma música tem um grande poder sobre as emoções das pessoas”, atesta Scaranto. Mesmo quando não é você quem está cantando, a música, pela letra ou pela melodia, faz você entrar em uma nova realidade que te tira de toda a aura em que se encontra. “Desse modo, de acordo com a sonoridade ouvida, o paciente consegue sentir as suas emoções representadas, mesmo que a letra não retrate exatamente a realidade em que ele vive”, completa.

Nos consultórios, a música pode ser ouvida, cantada, ou até mesmo tocada. Sempre de acordo com a realidade do paciente, também é possível a utilização de karaokês para a expressão das emoções. Assim, mesmo fora da sala de consulta, o paciente consegue também utilizar no seu dia a dia a música como uma válvula de escape. Para finalizar, Scaranto explica que a musicoterapia ajuda na melhora do humor, da criatividade e em questões físicas, como na regularização da frequência e respiratória em pacientes com doenças arteriais ou coronárias.

Fonte: Alessandro Scaranto – Psicólogo – Especialista em Saúde Pública e Saúde da família
Acupunturista

ComportPet é pioneira em musicoterapia para pets no Brasil

Equipe especializada em comportamento animal trouxe ao país técnica que ajuda a relaxar cães, gatos e aves, e auxilia no bom funcionamento do sistema imunológico dos bichinhos

A ComportPet, equipe especializada em comportamento animal, foi a primeira a aplicar no Brasil a musicoterapia voltada para pets. A técnica visa promover o relaxamento de cães, aves e gatos e auxilia até mesmo no tratamento de doenças.

“A musicoterapia é bastante utilizada nos Estados Unidos e ainda pouco difundida e aplicada no Brasil” explica Cleber Santos, da ComportPet, especializada em comportamento animal. “Em 2012 , morei nos Estados Unidos, conheci a musicoterapia para pets e decidi trazê-la ao Brasil, para oferecer aos pets uma técnica útil para sua felicidade e bem-estar, e que serve como coadjuvante nos tratamentos de questões físicas e comportamentais”, ele explica. “É uma excelente terapia para acalmar cães e gatos. Ela realmente serve para relaxar um animal estressado”, complementa.

Como funciona

De acordo com o especialista da ComportPet, a musicoterapia usa a música e diversos elementos (melodia, som, ritmo e harmonia) para promover mudanças positivas nos pets, físicas, mentais, sociais, cognitivas e de comportamento.

Através de sessões da técnica da musicoterapia, é possível diminuir o nível de estresse de um animal, fazer com que ele relaxe e responda melhor a um tratamento no processo de cura de uma doença. Mas ele alerta: a técnica deve sempre ser aplicada com a supervisão de um profissional especializado. “Antes de mais nada, é preciso diagnosticar o animal, e isso somente um especialista em comportamento animal pode fazer. Caso seja aplicada de forma inadequada, a musicoterapia poderá ser ineficaz ou até mesmo agravar o quadro apresentado”.

gato-piano-abc-net
Foto:ABC.NET

Quais são os benefícios?

Cleber Santos lista os benefícios proporcionados pela musicoterapia:

Relaxamento – a exposição frequente à música harmônica tem efeito relaxante, antiestresse, sonífero e tranquilizante sobre os animais. Por isso, ela pode deixar o animal mais tranquilo, fazendo com que ele se sinta mais confortável. Os sons de fundo durante as sessões são escolhidos a partir de uma série de estudos que mostram quais notas são mais confortáveis para os cães.

Benefícios Físicos – a música atinge diversos órgãos e sistemas dos animais: cérebro, pulmões, aparelho digestivo, sangue e sistema circulatório, pele e mucosas, músculos e sistema imunológico. “Pesquisas científicas comprovam que a musicoterapia promove efeito analgésico, além de manter o equilíbrio do sistema circulatório e do metabolismo profundo”, afirma.

dog listening to music with headphones isolated on white backgro

Benefícios Comportamentais – a técnica tem efeito regulador sobre o sistema psicossomático dos pets. Doenças emocionais como a depressão, a hiperatividade, a agressividade e a carência afetiva podem ser combatidas com este tipo de tratamento.

Informações: ComportPet

Inauguração de creche para pets em São Paulo com musicoterapia

A equipe de profissionais especializados em adestramento e comportamento animal liderada pelo adestrador Cleber Santos inaugurará, neste próximo sábado (29/10), em São Paulo, o Hotel Creche Comport Pet, que inclui um centro completo de treinamento e recreação, adestramento e clínica de psicologia e comportamental canino.

O empreendimento oferecerá ainda o serviço de musicoterapia, que é reconhecidamente um excelente tratamento para animais que sofrem de transtornos ou passam por dificuldades emocionais ou de comportamento. O espaço é totalmente voltado para o cuidado dos pets. ♥

O coquetel de inauguração contará com um violinista para demonstrar aos tutores de pets a musicoterapia animal, além de diversas atividades, como apresentações, demonstrações de adestramento, degustação, sorteio de brindes, brinquedos e pista recreativa, entre outros.

Tutores de animais de estimação sabem o quanto é difícil manter o bem-estar dos bichinhos quando se está fora de casa. Muitas vezes os pets ficam sozinhos em casa, ansiosos pela volta dos tutores. Por isso, cada vez mais pessoas hoje optam por deixar o cãozinho de estimação aos cuidados de uma creche especializada, onde ele pode passar o dia se divertindo, se exercitando e convivendo com outros pets.

comport pet.jpg

Inauguração do Hotel e Creche ComportPet
Data: sábado – 29 de outubro de 2016
Horário: A partir das 15 horas
Local: Rua Getúlio Vargas Filho, 41 – Jabaquara – São Paulo – SP

Como utilizar a musicoterapia com seu pet

Você sabia que a música pode ser uma grande aliada para ajudar seu animal de estimação a relaxar, se curar de uma doença, e até mesmo para tratar alguns problemas de comportamento? A musicoterapia utiliza as vibrações calmantes e seus diversos elementos (melodia, som, ritmo e harmonia) para promover mudanças sutis positivas nos pets – especialmente as mentais, sociais e de comportamento.

“A musicoterapia é reconhecidamente um excelente tratamento para animais que sofrem de transtornos psicológicos, e hoje é utilizada criteriosamente para acalmar cães e gatos que passam por dificuldades emocionais. Trata-se de uma técnica interessante para relaxar um animal estressado, e até mesmo para auxiliar no tratamento de distúrbios físicos ou psicológicas dos pets”, explica o especialista em comportamento animal Cleber Santos, que está à frente da equipe da Comport Pet.

Cleber atua como profissional especializado em comportamento canino e felino desde seus 16 anos, tendo, desde então, estudado e conquistado mais de 50 certificados de cursos nacionais e internacionais – entre eles o do Curso de Adestramento e Emprego de cães de guerra (Ministério da defesa Exercito Brasileiro), Curso de Comportamento Canino (Dante Dog Works) e Curso de Comportamento e Estratégias (EUA Canine Tactical School).

Ele também trabalhou no adestramento militar de cães de 2008 a 2013. Segundo ele, os estímulos sonoros são capazes de produzir efeitos tanto positivos como negativos nos animais, levando a um estado de calma e relaxamento, ou deixando o pet mais estressado. “Por isso, é muito importante prestar atenção ao tipo de estímulo auditivo ao qual seu pet é exposto no dia a dia, já que eles produzem efeitos nos bichinhos”, complementa.

Shih tzu dog with guitar

Confira os benefícios da musicoterapia para os pets, de acordo com o especialista:

Bem-estar e relaxamento– O preceito principal da atividade é deixar o animal tranquilo, em um ambiente onde ele se sinta confortável. Os sons de fundo durante as sessões são escolhidos a partir de uma série de estudos que mostram quais notas são mais confortáveis para os cães. De acordo com Santos, diversos estudos sobre comportamento animal comprovam que a exposição frequente à música harmônica tem sobre os animais efeito relaxante, antiestresse, sonífero e tranquilizante. Consulte um especialista para encontrar as melhores músicas para utilizar com seu animalzinho e saber os melhores horários e como aplicar.

Benefícios físicos– A música atinge diversos órgãos e sistemas dos animais: cérebro, pulmões, aparelho digestivo, sangue e sistema circulatório, pele e mucosas, músculos e sistema imunológico. “Pesquisas científicas comprovam que a musicoterapia promove efeito analgésico, além de manter o equilíbrio do sistema cardiovascular e do metabolismo”, afirma.

Benefícios comportamentais- Vários estudos indicam que animais domésticos submetidos a sessões de musicoterapia são mais dóceis e alegres do que os demais. Além disso, a técnica tem efeito regulador sobre o sistema psicossomático dos pets. Doenças emocionais como depressão, hiperatividade, agressividade e carência afetiva podem ter neste tipo de tratamento em adjuvante. “O animal que tenha sofrido maus-tratos ou passado por situação de abandono e posteriormente tenha sido adotado por uma família, pode ser tratado com musicoterapia para ajudar a resolver alguns traumas que possam ter ficado na vida dos cães”, explica Santos.

Sobre a Comport Pet

A Comport Pet utiliza uma metodologia de trabalho com os animais baseada em quatro pilares: carinho, atividade física e mental, disciplina e sociabilização. Seu lema é: Queremos que você e seu animal de estimação tenham uma convivência saudável e feliz. A equipe, amplamente treinada em comportamento animal e dirigida pelo experiente adestrador Cleber Santos, oferece uma gama de serviços que inclui desde a adaptação de filhotes e adestramento de animais adultos, até passeios em matilha para sociabilização, hospedagem, musicoterapia, condicionamento e consultoria para proprietários e pet shops.

 

 

 

Inscrições gratuitas para o “Projeto Musicoterapia e Bem-Estar”

A Clínica-Escola de Musicoterapia do Complexo Educacional FMU, integrante da rede internacional de universidades Laureate, está com inscrições abertas para o projeto “Musicoterapia e Bem-Estar”. O programa tem por objetivo propagar os benefícios que a música pode trazer para a saúde por meio das práticas musicoterapêuticas, além de trazer aos participantes autoconhecimento e qualidade de vida.

O atendimento é gratuito e aberto a toda a população a partir de 18 anos de idade. Os inscritos, que não precisam ter conhecimento musical para as atividades propostas, participarão de sessões semanais entre os meses de setembro e novembro.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 17 de setembro pessoalmente na Avenida Santo Amaro, 1.239, por telefone (3040-3400 – ramal: 2313) ou e-mail (musicoterapia@fmu.br) de segunda a sexta-feira das 11 às 18h30 e aos sábados das 9 ás 13 horas.

4337

Serviço:
“Projeto Musicoterapia e Bem-Estar” – Complexo Educacional FMU
Inscrições: de segunda à sexta das 11h às 18h30 e sábados das 09h às 13h.
Endereço: Av. Santo Amaro, 1239 – 4º andar – Clínica-Escola de Musicoterapia.
Tel.: 3040-3400 – ramal: 2313
e-mail: musicoterapia@fmu.br
Prazo de inscrição até 17/09