Arquivo da tag: mutirão

Mutirão da audição no Largo da Batata faz testes gratuitos de audiometria

Realizado pela Cochlear, líder global em implantes auditivos, até 18 de agosto

Até o dia 18 de agosto serão feitos os testes de audiometria e otoscopia, conscientizando a população quanto aos riscos que podem levar à surdez, como infecções, uso de fone de ouvidos com som alto, e também diminuir o preconceito em relação ao uso de aparatos auditivos.

A unidade móvel e os especialistas estarão na escultura ‘Aprender Brincando’, patrocinada pela Cochlear e produzida pelo artista, Bruno Ferrari, localizada no Largo da Batata.

mutirao cochlear.png

Mutirão da Audição
Avenida Brigadeiro Faria Lima x Rua Teodoro Sampaio, Pinheiros
Data: De 3 a 18 de agosto no Largo da Batata
Horários:
De terça a quinta das 7 às 19h
Sábado e domingo das 9 às 17h

Centro Comercial Aricanduva realiza o 18° Mutirão da Catarata

As inscrições são gratuitas e vão até o dia 12 de agosto, de segunda a sábado, das 10h às 22h

WhatsApp-Image-2018-09-16-at-10.01.54.jpg

O Centro Comercial Aricanduva realiza o 18° Mutirão da Catarata. A ação é direcionada a pessoas com mais de 50 anos e com baixa visão e ocorre em parceria com o Instituto São Paulo de Ação Voluntária, com o Espaço Cultural Gilson Barreto e com a Cesmo Oftalmologia.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas entre as lojas Renner e Centauro do Shopping Aricanduva, de segunda a sábado, das 10h às 22h, até o dia 12 de agosto. Para participar é preciso levar documento com foto e comprovante de residência. Caso a inscrição seja para terceiros, o responsável deve levar seu documento pessoal junto com os documentos do paciente.

0S8A9906

Ao longo de 17 anos, o Mutirão permitiu que 260 mil pessoas fossem atendidas, com a realização de mais de 28 mil cirurgias. O evento recebeu o prêmio de melhor ação social em Shoppings Centers do Brasil, pela Fundação Getulio Vargas e pela Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) em 2005.

Centro Comercial Aricanduva – Avenida Aricanduva, 5.555 – Vila Matilde – São Paulo

Santa Casa promove mutirão sobre enxaqueca em metrôs de São Paulo

Atendimento gratuito acontece no dia 30 de março nas estações do metrô da linha 4-Amarela e trará informações sobre a doença que atinge 30 milhões de brasileiros¹

No dia 30 de março (sábado), a Santa Casa de Misericórdia, em parceria com a Novartis, promoverá ações de saúde sobre a enxaqueca, os riscos da automedicação e o impacto da doença na qualidade de vida dos pacientes. A equipe de profissionais de saúde, composta por médicos e médicos residentes, estarão nas estações de metrô Luz, Paulista e Butantã, das 8h30 às 16h30.

“O mutirão é importante porque muitos pacientes subestimam a doença que atinge 15 a cada 100 brasileiros, o que equivale a 30 milhões de pessoas no país, com impacto direto na produtividade no trabalho, na vida pessoal e familiar de quem sofre com a enxaqueca”, ressalta Renan Domingues, professor de neurologia e coordenador do setor de Cefaleias da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Durante a ação, serão feitos esclarecimentos e aconselhamentos sobre tratamentos disponíveis no Brasil, bem como distribuição de materiais educativos. Além disso, os que aderirem ao mutirão, poderão responder a um questionário sobre a prevalência das dores, escalas de impacto, entre outros aspectos. A coleta das informações será feita a partir de um aplicativo cuja funcionalidade foi desenvolvida especificamente para a realização de pesquisas em enxaqueca.

“Iniciativas como essa servem para alertar sobre a importância do tratamento preventivo (profilático), para os perigos do consumo crescente do uso de analgésicos – que pode piorar o quadro da enxaqueca -, e para as mudanças no estilo de vida que auxiliam no tratamento”, acrescenta.

A enxaqueca é um dos tipos de cefaleia (dor de cabeça) primária – que não tem causa conhecida e não pode ser explicada por meio de exames clínicos ou laboratoriais – e envolve ataques de dor de cabeça recorrentes com intensidade de moderada a severa. De característica pulsante, é acompanhada por outros sintomas como náuseas, vômitos, e sensibilidade à luz e ao som. Os sintomas de quem sofre de enxaqueca podem durar dias e a doença acaba sendo mais comum nas mulheres, em uma proporção de 2:1, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

dor cabeça mulher

Além da causa da migrânea – outro nome dado à enxaqueca – ser desconhecida, os gatilhos também não são completamente compreendidos. Entretanto, o peptídeo relacionado aos genes de calcitonina (CGRP) tem papel importante no processo desencadeador das crises de enxaqueca.

“A causa da enxaqueca é desconhecida, o que se sabe é que fatores ambientais e genéticos podem desencadear as crises e um dos problemas recorrentes de quem sofre com a doença é a automedicação e a busca por um neurologista acaba postergada para quando os sintomas se tornam graves. O diagnóstico costuma ser complexo, pois os sintomas podem sugerir outras doenças”, esclarece Domingues.

Mutirão de Enxaqueca da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Data: 30/03
Horário: das 8h30 às 16h30
Locais: Estações de Metrô Luz, Paulista e Butantã (Linha 4-Amarela)

Fonte: Novartis

Mutirão de cirurgias de catarata e hérnia em São Paulo e Campinas

Nos meses de fevereiro e março a clínica de especialidades cirúrgicas Doutor Opera vai promover um mutirão para a realização de cirurgias de catarata e de hérnia, em São Paulo e em Campinas. Enquanto essas cirurgias custam cerca de R$ 10 mil na rede privada e pelo SUS é preciso aguardar até 10 anos para ser atendido, segundo estudo do CFM, os pacientes da Doutor Opera encontram atendimento rápido e sem burocracia e pagam, em média, R$ 3 mil. As cirurgias serão realizadas no Hospital Adventista de São Paulo e a expectativa é atender 200 pacientes.

Considerada um empreendimento social, a Doutor Opera tem como objetivo promover o acesso à saúde oferecendo estrutura hospitalar confortável e segura e profissionais de qualidade, sem nenhuma burocracia ou filas. Para realizar uma cirurgia através da clínica basta preencher um formulário no site ou entrar em contato com a central de agendamento pelo 0800 880 1871 ou por WhatsApp. Em seguida é agendada consulta com o médico especialista, solicitados exames e a cirurgia é marcada. Tudo resolvido em no máximo 15 dias.

“Milhares de pessoas não podem pagar por planos de saúde e a rede pública não consegue atender a demanda de pacientes e, apesar das cirurgias não serem consideradas urgentes, muitos casos se agravam devido a longa espera pela cirurgia. A Doutor Opera, com atuação nacional, chega para suprir essa necessidade. Nossa proposta é oferecer uma nova opção em realizar cirurgias eletivas para pessoas que aguardam atendimento pelo SUS, particular ou dos convênios, oferecendo estrutura hospitalar confortável e segura, profissionais de qualidade e custo acessível”, explica o cirurgião Marcelo Assis, coordenador médico da clínica.

Os pacotes cirúrgicos com redução de até 70% do valor de mercado só é possível graças ao sistema “Medical Lean”, desenvolvido pelos executivos da Doutor Opera. Trata-se de um sistema de eficiência de gestão administrativa, financeira e técnica aliado a parcerias com hospitais e médicos, otimizando espaços, reduzindo custos e ocupando tempo ociosos nos centros cirúrgicos.

Público-alvo

Mais de 900 mil pacientes esperam cerca de dez anos para realizar cirurgias eletivas pelo SUS, segundo levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em 2017. Esses pacientes junto aos mais de 3 milhões de pessoas que perderam convênio médico nos últimos quatro anos, é o público que a Doutor Opera, primeira clínica de especialidades cirúrgicas do Brasil espera atender.

Cirurgias eletivas ambulatoriais

cirurgia olhos.jpg

A clínica Doutor Opera oferece cirurgias de catarata, herniorrafias em geral, colecistectomia (vesícula), cirurgia de varizes, vasectomia, laqueadura e muitas outras das áreas de oftalmologia, cirurgia geral, urologia, ginecologia, cirurgia vascular, dermatologia, otorrinolaringologia, ortopedia e otorrinolaringologia. Um dos diferenciais do projeto é que ele também oferece suporte ao paciente desde o encaminhamento à avaliação médica, passando por exames, internação e pós-operatório, além do acesso ao suporte médico para os seus pacientes on line 24 horas por dia.

Possui unidades em funcionamento em Campinas e em São Paulo, parceria com 18 hospitais, 44 médicos e 70 profissionais envolvidos, call center e estrutura administrativa especializada.

Informações: Doutor Opera

 

Centro Comercial Aricanduva promove a 17ª edição do Mutirão da Catarata

Exames pré-operatórios e o agendamento de cirurgias são serviços oferecidos gratuitamente aos participantes do evento social

Além de gerar empregos e oferecer produtos e serviços, o Centro Comercial Aricanduva contribui ativamente para o desenvolvimento social da população da Zona Leste e adjacências. Dentre as iniciativas, se destaca o Mutirão da Catarata, maior ação de saúde ocular da região, que chega à 17ª edição neste ano. Aberto ao público, o evento acontecerá em 16 de setembro, no estacionamento do Shopping Interlar Aricanduva, a partir das 8 horas.

A ação possibilita o agendamento de cirurgias e exames pré-operatórios para pessoas acima de 50 anos, com baixa visão e, preferencialmente, com laudo médico positivo à catarata. A iniciativa conta com 600 voluntários, entre estudantes da área da saúde, médicos e enfermeiros, além de infraestrutra adequada, com cadeiras de rodas, banheiros químicos e lanches.

As inscrições podem ser realizadas até 6 de setembro na Alameda São Miguel, loja arco 427 (no corredor da Riachuelo), de segunda a sábado, das 10 às 22 horas. Para os interessados, é necessário comparecer no local munido de documento de identidade e comprovante de residência. As informações pessoais do acompanhante também deverão ser informadas no ato da inscrição.

Para garantir a eficiência no atendimento e o máximo de organização, o participante será notificado dias antes da cirurgia, com uma ligação de confirmação. Por conta da importância da ação para a região Leste de São Paulo, que possui mais de 7 milhões de moradores, o evento já foi premiado pela Fundação Getúlio Vargas e pela Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce) como melhor ação social em shopping center do Brasil.

Atualmente, a catarata afeta cerca de 46 milhões de pessoas e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a maior causa de cegueira reversível do mundo. A doença pode ser congênita ou adquirida e o único tratamento efetivo é a intervenção cirúrgica. O processo de perda de visão pode demorar anos ou meses, em um ou dois olhos. Diante deste cenário, o Centro Comercial Aricanduva reconhece a importância de atender às necessidades patológicas da população, em especial, de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Entusiasmado com o evento, que acontece há quase duas décadas, Marcos Sérgio de Oliveira Novaes, Superintendente do Centro Comercial Aricanduva, ressalta a importância do projeto: “O Mutirão da Catarata favorece o bem-estar e favorece a saúde de pessoas, que sofrem de uma doença silenciosa, como é o caso da catarata. Além disso, ajuda a identificar outras patologias, como glaucomas, retinopatias e oclusões arteriais”.

evento_201808_catarata

Centro Comercial Aricanduva – Mutirão da Catarata
Endereço: Avenida Aricanduva, 5555 – Vila Matilde. (Shopping Interlar Aricanduva)
Data: em 16 de setembro.
Horário: a partir das 8h.
Estacionamento Gratuito.

 

São Paulo recebe mutirão sobre AVC neste sábado

Em função do Dia Mundial do AVC, celebrado em 29 de outubro,os estudantes da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa, com o apoio da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), realizarão no sábado, 28, o VII Mutirão do AVC, que acontece anualmente em São Paulo.

O evento terá início às 8h30 e as ações serão realizadas nas estações do metrô Sé, Barra Funda e Tatuapé, além do Parque da Água Branca.

“A condição é a mais incapacitante do mundo e a segunda maior causa de mortes no Brasil, por isso, é muito importante que estes eventos de cunho social sejam realizados, uma vez que oferecem informações fundamentais para a prevenção e tratamento. O tema deste ano é a prevenção, pois sabe-se que o acidente vascular cerebral pode deixar graves sequelas, embora tenha grande possibilidade de prevenção”, afirma Rubens Gagliardi, diretor científico da ABN e um dos organizadores do evento.

avc

Durante o mutirão serão distribuídos folders informativos, além de faixas chamando atenção ao problema. Estarão presentes 120 médicos e estudantes disponíveis para esclarecimento de possíveis dúvidas. “Acompanhamos o evento ano a ano, e tais encontros têm entregado bons resultados sobre como a população lida e sabe mais a respeito do AVC”, finaliza Gagliardi.

 

Mutirão de saúde atende idosos, mulheres e crianças carentes

209 pacientes atendidos, 259 consultas realizadas, 32 médicos e 58 voluntários. Esses são os números do último Mutirão da Saúde. O evento beneficente, que acontece no próximo sábado, dia 23 de setembro, no Centro Médico Berrini, é organizado por médicos e tem objetivo de atender idosos, mulheres e crianças carentes em mais de 20 especialidades diferentes.

“O Mutirão da Saúde funciona como mecanismo eficiente de medicina preventiva e triagem, além de tratamento de patologias diagnosticadas, já que o tratamento é acompanhado posteriormente pelos médicos da clínica”, afirma Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e uma das organizadoras do mutirão, que já está na sua 12ª edição. Atualmente, 11 casas são atendidas pelo Mutirão da Saúde.

De acordo com a médica, o mutirão permite que vários pacientes sejam atendidos por diversos profissionais e submetidos a exames de rotina num mesmo dia, otimizando e permitindo a medicina preventiva. “São feitos exames laboratoriais, anatomia patológica e de imagem como USG, Raio X, mamografia e ecocardiograma. Os pacientes que necessitam de acompanhamento após o Mutirão são agendados nas agendas de consultas de rotina de nossos médicos, de forma a completar o tratamento iniciado neste dia”, afirma.

Ao chegar, todos os pacientes são cadastrados em um sistema e passam para a triagem. “Neste local, pressão arterial, peso e glicemia são aferidos. Alguns casos são encaminhados ao laboratório para coleta de exames de rotina como hemograma e colesterol, e por vezes, exames já solicitados por colegas da rede pública e ainda não realizados”, afirma. A partir daí, os voluntários encaminham os pacientes às salas de atendimento médico.

“Durante a espera é oferecido almoço, bolos, sucos e refrigerantes fornecidos e executados por parceiros e voluntários.” Após o atendimento os pacientes são liberados, encaminhados a outros profissionais, exames complementares, ou ainda retorno futuro com o próprio profissional para acompanhamento se necessário.

Ao longo das onze edições do mutirão, foram feitos diagnósticos de casos de tuberculose, leishmaniose, câncer de próstata, cardiopatias, vasculites, câncer de mama, além de diabetes e hipertensão. “Os casos cirúrgicos foram encaminhados a centros hospitalares já com toda a avaliação pré-operatória pronta”, conta. “Nosso objetivo é manter o atendimento das comunidades de idosos, ampliando o número de instituições atendidas”, finaliza.

mutirao saude exame

Casas Atendidas Atualmente no Mutirão da Saúde

Sociedade de Beneficência e Assistência Social – Lar das Mãezinhas
Rua Julio Colaço, 179 – Vila Aricanduva – São Paulo/SP

Lar Vivencia Feliz
Av. Jabaquara, 2.180 – Jabaquara – São Paulo/SP

Casa dos Velhos Irmã Alice.
Rodovia Presidente Dutra Km 207 – Avenida Ladislau Kardos, 94 – Jardim Aracília – Guarulhos/ SP

Centro Promocional Dino Bueno
Rua Dino Bueno, 643 – Campos Elíseos – São Paulo/SP

Assistência Vicentina da Vila Mascote
Rua Araquém, 84 – Vila Mascote – São Paulo/ SP

Cepim
Rua Isabel de Sória Mainardes, 75, Jd. Maria Helena – Taboão da Serra/SP

Lar do Ancião de Diadema
Rua Tapuias, 166 – Conceição – Diadema/SP

Pousada Luz Divina
Rua Irmã Maria Lourença 36 – Grajaú São Paulo/SP

Casa Maria Maria
Rua Comendador Nestor Pereira, 77 – fundos Canindé

Gotas de Flor com Amor
Rua Vicente Leporace, 495 – Brooklin

Toca de Assis
Rua Conselheiro Nébias, 1355 – Campos Elíseos

Semana Pet Feliz terá valor do banho revertido para ONG e mutirão de saúde

Rede de pet shop promove 2ª edição de evento com série de ações sociais, de 8 a 12 de maio, para incentivar doações e ajudar instituições parceiras que cuidam de pets abandonados

Além de cuidar de seu bichinho de estimação, o cliente da Petz poderá também ajudar os animais abandonados. De 8 a 12 de maio, a rede de pet shop promove a 2ª edição da Semana Pet Feliz, com uma série de ações para incentivar a doação e a arrecadação de donativos às ONGs parceiras, que buscam um novo lar para os pets resgatados das ruas.

Neste ano, o programa também vai ajudar 35 cães por meio da visita de profissionais e veterinários da Petz a um abrigo, fazendo a avaliação e o atendimento dos pets do local. Outra promoção vai reverter o valor de todos os banhos realizados no dia 10, nas lojas da rede, para ONGs parceiras.

petz2

Na sexta-feira (12), das 9 às 17 horas, um mutirão de saúde será realizado no Centro Veterinário Petz, na Avenida Pacaembu, com orientação gratuita, corte de unhas e limpeza de orelhas para todos os pets que forem levados ao local.

As ações de cunho social fazem parte da Semana do Voluntariado, do fundo de investimentos Warburg Pincus, que controla a Petz. Veja a seguir o calendário da campanha Semana Pet Feliz.

Programação

De 08 a 13 – Arrecadação de roupinhas e acessórios para o inverno nas lojas Marginal Tietê, Limão, Morumbi, Bandeirantes e Guarulhos.

Dia 10/05 – O valor de todos os banhos pet realizados nas lojas da rede será revertido para ONGs parceiras.

Dia 12/05 – Mutirão da saúde com orientação gratuita, corte de unhas e limpeza de orelhas no Centro Veterinário 24h (Avenida Pacaembu, 1.140, São Paulo). Das 9 às 17 horas.

Informações: Petz

Hemocentro e hemonúcleos de SP realizam mutirão para conscientização sobre sobrecarga de ferro

Ação em 10 Centros de Transfusão do Estado de São Paulo oferece informações e orientação ao paciente adulto e infantil

Durante todo o mês de setembro, acontece em 10 hemocentros e hemonúcleos do Estado de São Paulo um mutirão para conscientização e detecção da sobrecarga de ferro em adultos e crianças. O objetivo é identificar entre os pacientes do hemocentro que recebem transfusão regularmente aqueles que são acometidos por esta doença.

A ação será promovida pelo hemocentro com o apoio da Divisão de Oncologia da farmacêutica Novartis. Todos os pacientes do Centro de Transfusão poderão fazer o exame de ferritina gratuitamente, além de tirar dúvidas sobre a importância do monitoramento e cuidado contínuo em relação à sobrecarga de ferro.

Bastante comum em pacientes com anemia falciforme e talassemia, essa sobrecarga é ocasionada pelo acúmulo de ferro no sangue e tecidos devido a frequentes transfusões sanguíneas ao longo da vida. Os pacientes com essas doenças necessitam de constantes transfusões de sangue, pois o organismo não consegue produzir quantidades suficientes de hemácias. Como o ferro se liga à hemoglobina, em cada transfusão de sangue o paciente acumula ferro.

Cada unidade de sangue transfundida carrega consigo de 200 a 250 mg de ferro. Um indivíduo em terapia transfusional chega a absorver de 8 a 16 mg de ferro/dia, enquanto um indivíduo que não se submete à terapia transfusional absorve de 1 a 2 mg/dia. O alto nível de ferro pode se tornar tóxico. Esse quadro oferece risco à vida do paciente, com danos ao fígado, coração e glândulas endócrinas, podendo inclusive levar o paciente à morte.

SERVIÇO:
Evento: Mutirão para conscientização sobre a sobrecarga de ferro
Período: 31 de agosto a 30 de setembro

Locais:
São Paulo (SP)
Hospital das Clínicas – FMUSP – Hematologia Adulto
Santa Casa de São Paulo – Hematologia Pediátrica e Adulto
Hospital Infantil Darcy Vargas
Hospital Santa Marcelina
IAMSPE

Presidente Prudente (SP)
Núcleo de Hemoterapia de Presidente Prudente

Franca (SP)
Núcleo de Hemoterapia de Franca

Sorocaba (SP)
Hemonúcleo de Sorocaba

Taubaté (SP)
Hemonúcleo de Taubaté

Santos (SP)
Hospital Guilherme Álvaro

Sobre as doenças com sobrecarga de ferro

Anemia Falciforme: caracteriza-se por sintomas como dor nas articulações, palidez, pele e olhos amarelados, problemas de crescimento, feridas nas pernas, cansaço intenso, problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais. Isso acontece porque os glóbulos vermelhos do sangue perdem sua forma arredondada e adquirem um aspecto de foice; daí o nome falciforme. Além disso, eles se tornam mais rígidos, dificultando a passagem do sangue pelos vasos e a oxigenação dos tecidos. O tratamento é focado na prevenção das crises, no alívio das dores e na prevenção de complicações. Porém, quando o paciente entra em crise e apresenta piora da anemia ou é acometido por infecções mais graves, as transfusões de sangue podem ser necessárias para que o paciente se recupere. A terapia transfusional, além de atenuar os sintomas de anemia, também diminui a proporção de glóbulos vermelhos defeituosos, levando à melhora do transporte de oxigênio aos tecidos.

Talassemia: é uma desordem hereditária que pode causar anemia. Causada por uma falha genética, que leva a uma má formação da hemoglobina. As talassemias são conhecidas como “anemias do mediterrâneo”, pois a maioria dos casos inicialmente identificados foi em famílias residentes em locais próximos ao Mar Mediterrâneo, como Itália, Grécia, Turquia e Líbano. O nome se origina do grego “thalassa” (mar). Com a globalização, migração e miscigenação entre os povos, casos passaram a ser relatados em todo o mundo.