Arquivo da tag: natural

Vigor lança iogurte Búlgaro, inaugurando a categoria no mercado de lácteos

Atenta às necessidades dos consumidores e sempre em busca de inovações, mais uma vez a Vigor mostra seu pioneirismo no setor de alimentos. A empresa acaba de lançar Vigor Viv Búlgaro, com textura, sabor e processo de produção únicos. Com a novidade, a companhia novamente faz história no mercado brasileiro de lácteos e inaugura mais uma categoria de iogurte no país. O feito se assemelha ao lançamento de iogurte grego no Brasil, que revolucionou o setor, segmento no qual a marca foi pioneira.

O iogurte Búlgaro da Vigor segue o conceito “feito em casa” e é produzido de maneira inovadora: é fermentado diretamente no pote, assim como os antigos iogurtes eram feitos, graças à tecnologia empregada pela empresa. O processo confere ao produto textura muito consistente e um delicioso sabor de leite. Além disso, ele conta com muitos benefícios saudáveis: teor de gordura menor do que o de um copo de leite (2 g) e baixo teor de açúcar (5,5 g).

A linha chega nos sabores Tradicional, Damasco e Blueberry & Baunilha, sendo que os dois últimos contam com calda saborosíssima de frutas, que fica concentrada no fundo do pote.

O conceito e o nome da nova categoria foram inspirados na história do iogurte. De acordo com muitos registros, um cientista búlgaro foi o primeiro a detalhar a composição do iogurte, em 1905, conferindo à Bulgária uma ligação forte com a produção desse alimento. Hoje, o iogurte búlgaro é tido como um dos melhores do mundo por sua alta qualidade, e foi nessa característica que a Vigor se inspirou para criar essa inovação única no Brasil.

A novidade faz parte da submarca recém-lançada Vigor Viv, que traz um novo olhar sobre o bem-estar e reúne produtos saudáveis. Para o lançamento de Viv, foram investidos mais de R$ 35 milhões em desenvolvimento de produtos, maquinário, pesquisas e marketing. A Diretora de Marketing da empresa, Flávia Drummond, conta que o Viv Búlgaro foi escolhido para inaugurar a marca por ser a combinação perfeita entre sabor e saudabilidade.

“Conseguimos reunir nesse produto que queremos que essa linha entregue: o prazer de um alimento gostoso e saudável. Buscamos referências em um dos iogurtes mais reconhecidos no mundo, o búlgaro, e chegamos a essa criação única. Estamos muito felizes em, mais uma vez, mostrarmos nosso pioneirismo”, conta a executiva.

As embalagens da linha seguem o mesmo conceito “feito em casa”. Em formato de leiteira antiga, são transparentes, para mostrar bem o produto, e têm selo ilustrado com desenhos de frutas, copos e jarras de leite, além de formato que se assemelha à forma caseira de cobrir potes com tecidos estampados.

A linha Vigor Viv Búlgaro já está disponível nos principais supermercados do país. O preço dos produtos é R$ 3,65.

Atum sólido em óleo e ao natural, da Robinson Crusoe, agora em packs triplos de 80 gramas cada

Embalagem com três unidades garante economia, praticidade e frescor

As prioridades da Robinson Crusoe – sabor, qualidade e praticidade – estão reproduzidas na embalagem do atum sólido, ao natural e em óleo comestível, que era oferecido em dose dupla. O produto, agora, pode ser encontrado também em dose tripla.

A novidade da Robinson Crusoe, para atender as necessidades do mercado, são os packs com três latas de 80 gramas cada. O atum oferece cinco vezes mais vitamina D e uma boa dose de ômega-3. O consumidor levará mais do melhor atum do mundo, pagará menos e conseguirá degustar o produto sem desperdícios.

O produto chega às prateleiras com a embalagem metálica que traz o exclusivo sistema easy peel e facilita a abertura. “Os clientes terão ainda mais opções em um cenário atual de pandemia, em que as pessoas ficam mais em casa e precisam se alimentar com qualidade e praticidade”, diz Douglas R. Santos, diretor comercial da Robinson Crusoe.

Informações: Robinson Crusoe

Beleza consciente: você sabe escolher cosméticos sustentáveis?

Especialista explica termos e expressões para ajudar adeptas do consumo consciente na hora da compra

Muitas reflexões importantes vieram à tona no ano da pandemia, e uma delas foi o consumo consciente. Munidos de informação e postos a refletir sobre questões chave em decorrência das mudanças provocadas pela Covid-19, mais consumidores passaram a optar por produtos sustentáveis, que agridem menos o meio ambiente e também respeitem o bem estar dos animais. No mercado de beleza, sempre atento ao comportamento de compra, já se encontram produtos que atendem ao requisito, mas os rótulos ainda causam dúvidas entre o público.

Expressões como cosmético natural, orgânicos, veganos, biodinâmicos e cruelty free estão cada vez mais presentes nas embalagens, mas o que significam e o que está por trás da produção da elaboração dos produtos? Para ajudar, o especialista no assunto, Rafael Zarvos, especialista em Gestão de Resíduos Sólidos e fundador da Oceano Resíduos, criou um pequeno dicionário explicando tudo o que há para saber sobre os produtos eco-friendly. Confira!

Cosmético Natural – no Brasil não existe norma, portaria e nem diretrizes que regulamentem a classificação de “Cosmético Natural”. Adotamos aqui os conceitos da IBD, maior Certificadora da América Latina. Para que o cosmético possa receber um Selo de “Natural”, precisa utilizar matérias-primas naturais cujas substâncias sejam de origem vegetal, inorgânica-mineral ou animal (exceto vertebrados) e suas misturas. As matérias-primas derivadas do natural devem preferencialmente ser oriundas de insumos orgânicos. Insumos não naturais ou a partir de reações não permitidas a partir de uma substância natural, desqualifica seu uso em produtos cosméticos orgânicos ou naturais. São exemplos de matérias-primas proibidas: corantes sintéticos, fragrâncias sintéticas, polietilenoglicóis (PEGs), quaternários de amônio, silicones, conservantes sintéticos, dietanolamidas, derivados de petróleo etc. Os cosméticos naturais deverão destacar em seu rótulo quais ingredientes são naturais e/ou orgânicos e/ou oriundos de extrativismo certificado.

Cosméticos Orgânicos – baseado na sustentabilidade, usam produtos naturais e o seu manuseio não agride o meio ambiente. Precisam ser certificadas para receberem a denominação “Orgânico”. O cosmético a ser classificado como orgânico deve conter pelo menos 95% de matérias-primas orgânicas. Os cosméticos orgânicos devem destacar quais são os ingredientes orgânicos utilizados e deverão obrigatoriamente apresentar o selo do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SISOrg) ou então o selo “IBD Orgânico”.

Cosméticos Veganos – produção que não utiliza matéria-prima de origem animal. Além disto, a empresa que cria o produto não pode fazer o teste final em animais bem como os fornecedores dos insumos devem comprovar que os ingredientes não foram testados em animais. É preciso prestar atenção na etiqueta para ver se o fabricante não está usando substancias derivadas do petróleo. Em 2013 a Sociedade Vegetariana Brasileira (SBV) criou um selo para certificar os produtos veganos.

Cosméticos Cruelty-free – produtos desenvolvidos e que não foram testados em animais. Exige-se ainda que a empresa implemente um sistema de monitoramento da cadeia de fornecedores. Atualmente existe um selo internacional, o “Leaping Bunny”,que garante que o produto é “Cruelty-Free”.Contudo, não significa que em sua composição não haja ingrediente de origem animal.

Stocksy

Cosméticos Biodinâmicos – precursor do conceito orgânico, surgiu em 1924 na Polônia com uma abordagem holística, onde o produtor utiliza os conceitos da Homeopatia e do calendário lunar para cultivar a matéria-prima que será usada na produção. A agricultura biodinâmica utiliza os mesmos meios de produção orgânica, praticando a compostagem e utilizando substâncias vegetais e minerais para fazer a adubação. A sua produção é mais restrita. É considerado uma espécie de “Orgânico Premium”. Somente são considerados biodinâmicos se tiverem o selo “Demeter”.

Oceano Resíduos

Rafael Zarvos, 44 anos, empresário carioca e defensor do meio ambiente, fundou em junho de 2019 a Oceano Gestão de Resíduos como uma forma de ajudar a população no descarte de lixo poluente de maneira correta e contribuir com a diminuição de agentes poluentes nos mares e rios. A empresa faz a gestão de resíduos e coleta inteligente, responsável pela correta destinação do lixo produzido no dia a dia. O foco é principalmente nos chamados micropoluentes, substâncias de uso comum em nosso dia a dia que constituem uma ameaça emergente à qualidade de águas, rios, lagos, reservatórios, mares e oceanos, uma vez que inexiste tecnologia para remoção destas substâncias provenientes de esgotos sanitários e hospitais, com coleta domiciliar e planos adequados para cada necessidade.

Receitas de mingau de aveia com a nova bebida da A Tal da Castanha

A nova bebida de Aveia lançada pela A Tal da Castanha é a primeira do portfólio da marca que não leva castanhas. Diferente das demais no mercado, sua combinação de apenas quatro ingredientes é rica em cálcio e dispensa soja, lácteos, glúten, conservantes e o óleo. Tudo pensado para ser o mais natural e leve possível.

Um copo de 200ml, por exemplo, entrega 400mg de cálcio. Isso quer dizer que ingerindo uma porção é possível garantir 40% do valor diário recomendado. Por não ser de origem animal, o produto é livre de colesterol. Abaixo, duas receitas de Mingau de Aveia com Frutas da empresária Amélia Whitaker. O preparo rápido e simples para deixar o café da manhã ou o lanche da tarde ainda mais nutritivo. Confira:

Mingau de Aveia com Frutas 1

Ingredientes:
• 2 xícaras da Bebida de Aveia da A Tal da Castanha;
• 3 colheres (sopa) de açúcar de coco;
• 1 xícara de aveia em flocos;
• 1 colher (chá) de canela;
• 1 colher (sopa) de uvas-passas;
• ½ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora;
• Opcional: 1 scoop de proteína vegetal de sua preferência (sabor neutro).

Modo de preparo:
Coloque a aveia de molho em uma xícara da bebida vegetal, mexa e reserve. Aqueça o restante da bebida em uma panela e, quando começar a ferver, coloque a mistura que você reservou. Acrescente o açúcar de coco e os demais ingredientes e siga mexendo sempre em fogo baixo. Caso precise, vá adicionando mais bebida, até atingir a consistência desejada. Sirva quente com frutas vermelhas,banana, mirtilos e outros acréscimos de sua preferência.

Mingau de Aveia com Frutas 2

Foto: Alisa Farov

Ingredientes:
• 200 ml da Bebida de Aveia da A Tal da Castanha;
• 3 colheres de sopa de aveia em flocos;
• 1 colher de sopa de chia;
• 3 figos secos, picados;
• 1 pera pequena, picada;
• Adoçante, se houver necessidade.
Modo de preparo:
Deixe a chia e a aveia de molho durante a noite na bebida vegetal. Em uma panela pequena, coloque o mix da geladeira em fogo médio. Quando aquecido, adicione os figos e a pera. Cozinhe por mais um minuto ou um pouco mais, mexendo sempre. Remova do fogo, coloque em uma tigela e regue com o adoçante, caso seja necessário. Sirva quente ou morno com frutas e lascas de coco.

Fonte: A Tal da Castanha

Conheça as diferenças entre suco 100% natural, néctar e refresco

Natural One dá dicas para reconhecer cada tipo e escolher o melhor para sua saúde

O mercado de sucos no Brasil é bastante heterogêneo. Isso porque, presente em diferentes lares do país, e do mundo, nem todo suco é igual. Segundo dados da Euromonitor International, esse mercado deve movimentar R$ 19,96 bilhões em 2020 no país.

Dentro deste amplo mercado, você sabe quantos tipos de sucos existem? E como identificá-los na hora da compra? Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, o time da Natural One, líder do setor de sucos 100% naturais, explica essas e outras informações importantes na hora de escolher e adquirir a bebida. Confira:

O que significa um suco ser 100% Natural?

O suco natural é a bebida obtida na hora, espremendo a fruta ou utilizando a polpa da fruta. Já o suco 100% Natural da Natural One é a bebida obtida da fruta por meio de um processo tecnológico. Dessa forma, não possui corantes, nem aromatizantes artificiais ou adição de açúcares. Além disso é produzida sem adição de água.

Qual a diferença entre o suco 100% natural e os classificados como néctar ou refresco?

O chamado néctar é obtido a partir da diluição do suco da fruta com água e adição de açúcares. Pode conter, ainda, aromas, corantes, espessantes e estabilizantes. Já o refresco reúne o suco de fruta, polpa ou extrato vegetal diluídos em água potável. Dessa forma, o percentual de suco, de fato, da fruta fica abaixo de 100%.

Qual o prazo de validade de um suco 100% natural? E qual processo o faz durar tanto tempo?

Todos os nossos produtos possuem oito meses da validade. Na Natural One, utilizamos uma tecnologia especial de pasteurização onde garantimos que o processo de aquecimento e resfriamento do produto seja feito o mais rápido possível, de forma a garantir a eficácia do tratamento térmico sem afetar o sabor do produto. Após a pasteurização o produto está isento de microrganismos que poderiam levar a deterioração do produto e problemas de saúde. Na sequência, o produto é envasado em máquinas assépticas, que não adicionam nenhuma contaminação no produto.

Quais os cuidados e formas ideias para manutenção do produto depois de aberto?

O mais importante é, depois de aberto, manter o suco sempre refrigerado. Após ser aberto ocorre o contato do produto com o ar externo, que possui naturalmente contaminação por bolores e tem presença de oxigênio. Esses bolores (presentes naturalmente no ar ambiente) ao entrarem em contato com o suco podem encontrar ambiente propício para seu desenvolvimento e podem levar a deterioração da bebida. Além disso, o ar ambiente possui oxigênio que acelerar o processo oxidativo do suco.

Todos os sabores Natural One estão disponíveis no e-commerce da marca, em seu clube de assinatura e nos principais pontos de venda do país.

Tônico energético natural promete aumentar energia

O cansaço é uma realidade da maioria dos brasileiros, em especial na população feminina. Quem é mulher sabe que, muitas vezes, os dias parecem ter bem mais de 24 horas e as semanas parecem meses. Conciliar família, carreira, afazeres domésticos, enfim, diversas responsabilidades, resulta em uma carga física e mental que geram cansaço acima da média.

De acordo com uma pesquisa feita pela organização espanhola Malasmadres, 86% das mulheres estão se sentindo desmotivadas e tristes, principalmente devido à quarentena, com o aumento do acúmulo de tarefas com a presença das crianças em casa sem escola, falta de ajuda de terceiros em função do isolamento, entre outros fatores.

Além disso, cansaço em excesso pode não ser apenas acúmulo de tarefas, mas também a falta de alguns nutrientes e vitaminas que por algum motivo (entre eles estresse) não estão sendo desenvolvidos pelo organismo.

Manter uma alimentação saudável e balanceada; recorrer a práticas esportivas; ter um tempo para si são atitudes fundamentais que devem ser incorporadas à rotina. Mas nem sempre e, ás vezes, nem todo dia, isso é possível. É preciso dar um “empurrãozinho” com suplementos especializados em aumentar a imunidade e os níveis de energia.

Shot energético natural

Com a proposta de fazer a diferença na vida das pessoas, utilizando recursos da natureza em prol do bem-estar, a plataforma MaDi Welness tem entre suas principais linhas de produtos o MaDi Boost. Trata-se de um tônico feito a partir de recursos naturais – extrato de própolis, mel, ginseng, guaraná, gengibre, hibiscos e acerola – que atua de forma sinérgica, fazendo deste produto uma fonte de energia natural diária para inibir a fadiga, estimular o sistema imunológico, cognitivo e favorecer o equilíbrio de corpo e mente.

Daniel Grande, CEO e um dos sócios-fundadores da MaDi Wellness, é ciente de que está entrando em um terreno disputado e que a oferta desses produtos é bem grande no mercado. “Mas quem já fez uso, assim como eu, das bebidas energéticas ou encapsulados a base de cafeína, sabe muito bem que a grande maioria deles está carregado de açúcar, estabilizantes, corantes e outras substâncias nocivas e, por vezes, acaba gerando efeitos indesejados como palpitações e o efeito rebote, justamente contrário ao de aumento de energia e bem estar físico e mental esperado”, destaca.

Foi por isso que a MaDi Wellness, por meio de seu time de especialistas, recorreu a estudos, pesquisas e recursos totalmente naturais para elaborar um produto que não trouxesse todos aqueles sintomas ruins como palpitação e outros efeitos, comuns no uso de energizantes. Nossa proposta é a de um boost natural, equilibrado e eficiente, que gere bem-estar sem efeitos colaterais”.

Ficha técnica Madi Boost

Auxilia para
=Aumentar a disposição para estudar, participar de uma reunião ou até mesmo para curtir um momento de lazer;
=Inibir a fadiga mental e física, aumentando a resistência ao estresse do dia a dia;
=Dar um “gás” para a prática de atividades físicas.

Valor – R$ 69,90 (6 unidades)

Sobre a MaDi
MaDi – Make a Difference. Somos uma plataforma de wellness que nasceu com o propósito de fazer a diferença na saúde e na qualidade de vida das pessoas através da comercialização de suplementos e alimentos com componentes provenientes direto da natureza, sendo puros, livres de contaminações e ricos em nutrientes.

Informações: MaDi

Mais natureza e menos plástico: árvore de Natal natural é alternativa elegante e sustentável

Opção para substituir as árvores artificiais, os pinheirinhos naturais trazem beleza e complementam o ambiente na data mais especial e aguardada do ano

Tuia

Decorar a casa com temas natalinos é sem dúvida uma das tradições mais importantes e divertidas durante o período de festas de final de ano. Em meio às luzes e itens que remetem ao Papai Noel não há adorno mais representativo e simbólico do que a árvore de natal. Atração principal na composição para a data tão especial, montar e ornamentar os pinheirinhos é um costume disseminado no mundo todo e, também, entre os brasileiros. Porém, diferente dos países da Europa e da América do Norte por exemplo, que priorizam as espécies naturais, no Brasil foram as opções artificiais que se popularizaram.

Mas que tal adotar novos hábitos e apostar em uma versão natural da árvore de natal? “Aos poucos, as espécies plantadas tem ganhado espaço na casa dos brasileiros. Sabendo dos benefícios de ter qualquer planta ornamental incrementando, purificando e agregando graciosidade ao ambiente é fácil pontuar as vantagens em relação a utilização das opções sintéticas. Além disso, são sustentáveis e podem permanecer com a família por meses além do Natal”, comenta Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores, maior rede de floriculturas do Brasil, que anualmente prepara um estoque exclusivo de espécies naturais com tamanhos e preços variados.

Bonitas e sofisticadas, as opções de árvores de natal naturais agregam leveza e requinte a qualquer espaço. A Tuia Holandesa é a opção mais popular e pode ser encontrada em diversas dimensões. Na Esalflores, há opções com tamanhos entre 30 centímetros a 2 metros de altura, com preços que variam entre R$ 15,90 e R$ 89,90. Outras possibilidades são as Kaizucas e os Ciprestes, mas, independente da escolha, é preciso estar atento aos cuidados para mantê-las saudáveis e duradouras.

“A Tuia dura cerca de um a dois meses, dificilmente vai durar de um ano para o outro, mas é ideal para o período das festas de Natal e ano novo”, explica o diretor. “Para mantê-la saudável é preciso muita água e luz. Com relação aos enfeites, não há restrição. Assim como as árvores artificiais, os galhos suportam vários modelos de enfeites e combinam bem com os mais variados tipos de adereços natalinos. Já as luzes devem ser preferencialmente de LED, pois não esquentam e, portanto, não representam perigo para a planta”, completa.

Quanto as regas e crescimento, a maioria das espécies com perfil para árvores de natal naturais exigem regas em dias intercalados e adubação mensal com substâncias especificas encontradas em lojas especializadas. “Lembrando que é sempre importante estar atento ao aspecto da planta, checando a umidade da terra e os sinais que a aparência dos galhos e folhas oferecem”, sugere o profissional.

“Após o período de festas, basta retirar os enfeites e adornos da planta e manter os cuidados. Caso necessário, é possível transportá-la para um vaso maior para incentivar o crescimento”, finaliza Esperança.

Informações: Esalflores

Naturalidade é tendência de beleza para 2021

O que Marina Ruy Barbosa, Gisele Bündchen, Giovanna Ewbank e Bruna Lombardi entre outras celebridades, têm em comum além da fama? Todas exibem uma beleza natural, sem exageros, o que se torna uma tendência entre famosas e anônimas para os próximos anos.

Pinterest

Segundo a cirurgiã plástica e especialista em laser, Ana Carolina Chociai, a busca agora é pela beleza natural e proporcionalidade, sem um padrão que deixe todos os rostos iguais. “As pessoas são bonitas como são e querem envelhecer bem e com naturalidade, o que não significa ficar sem nenhum cuidado mas sim buscar um resultado natural”, explica.

De acordo com a especialista, o tratamento facial está em evidência e a busca por tratamentos que melhorem o aspecto do rosto em alta desde que as pessoas foram forçadas a aumentar o volume de reuniões por videoconferência devido à pandemia.

“Trabalhando em casa, as pessoas estão se enxergando muito mais. É como se estivessem de frente para o espelho o tempo todo e isso faz com que observem coisas que antes não as incomodava”, comenta a especialista.

Para quem busca rejuvenescimento facial, a cirurgiã destaca que os procedimentos com laser de ultraperformance são o que há de mais moderno e podem ser utilizados para potencializar outros tratamentos como bioestimuladores de colágeno, aplicações de ácido hialurônico, entre outros.

Especificamente para a região dos olhos, Ana Carolina explica que é possível tratar a flacidez das pálpebras sem cirurgia e postergar uma blefaroplastia. A cirurgiã, que atua em Curitiba, é também pesquisadora e precursora de uma técnica lançada neste ano que busca o rejuvenescimento dessa região da face. O estudo apresentado e publicado na revista científica Lasers in Surgery and Medicine servirá como base em todo o mundo para aplicação da técnica que recebeu o nome de Eyelift.

“O tratamento da região periorbitária também é uma tendência porque com o uso das máscaras isso está em muita evidência no dia a dia e temos uma grande procura de tratamento para o terço superior. O procedimento prevê uma abordagem completa dos tecidos moles periorbitários (olheiras) tratando além da pele, músculos e ligamentos que também perdem a elasticidade e a firmeza durante o processo de envelhecimento”, explica a especialista.

Tratamento confiável

Seja na aplicação de injetáveis ou no uso de tecnologias como o laser, o paciente deve sempre procurar por um profissional de confiança, que tenha estudado e se certificado para estes serviços. Com a demanda crescente deste mercado passam a surgir opções mais baratas e que, apesar de parecem bons negócios à primeira vista, podem trazer complicações.

“O paciente deve buscar o profissional que está apto para orientá-lo sobre a correta indicação daquele procedimento, buscando um alinhamento da expectativa. O profissional também deve estar disponível e ser capacitado”, finaliza Ana Carolina.

Fonte: Ana Carolina Chociai é Graduada em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – Curitiba PR. Residência Médica em Cirurgia Geral pelo Hospital Regional Hans Dieter Schmidt – Joinville SC. Residência Médica em Cirurgia Plástica pelo Hospital Universitário Cajuru e Hospital Santa Casa de Curitiba – PR. Membro Especialista certificada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Associação Médica Brasileira.

Óleo de Rosa Mosqueta: aliado da pele seca e ressecada

Essa composição ajuda a atenuar estrias, manchas na pele e previne o envelhecimento

No mercado, encontramos diversos tratamentos para clarear a pele, sendo o fisioterapeuta dermatofuncional e o dermatologista o profissional mais indicado para recomendar o melhor tratamento. No entanto, qualquer que seja o método escolhido para clarear a pele, é importante destacar e adotar alguns cuidados como, aplicar protetor solar todos os dias e evitar ficar muito tempo exposto ao sol.

A busca pela pele linda e com viço é um desejo tanto de homens quanto mulheres. E um dos itens que vem ganhando os holofotes na rotina de beleza são os óleos essenciais e vegetais. Apesar de já ser bastante difundido e conhecido em outros continentes há muitos anos, o público brasileiro começou a dar destaque muito recentemente.

Uma das opções que tem grande notoriedade por seus benefícios é o Óleo de Rosa Mosqueta. Ou também conhecido como rosa rubiginosa, cientificamente, é de origem oriental e nasce em clima frio e chuvoso. A sua extração é feita com auxílio de uma prensa e sua composição é rica em ácidos graxos insaturados como: ácido oleico, linoleico e linolênico, também chamados de ômega 9 e ômega 6. Possui também vitamina A, B, C, E e K, além de conter muitos minerais como o potássio, ferro, cálcio, magnésio, e fósforo.

Trata-se de um arbusto que pertence à família das rosáceas, com flores brancas, rosadas ou avermelhadas. Quando as flores caem nasce um fruto na planta, dentro do qual estão as sementes que dão origem ao Óleo de Rosa Mosqueta.

Annette Meyer/Pixabay

Por ser um óleo rico em ácidos e vitaminas essenciais para a nossa pele, sua ação é anti-inflamatória, antioxidante e hidratante. Todos elementos que beneficiam a barreira lipídica do corpo e rosto, principalmente quando se trata de peles ressecadas, promovendo uma ação regeneradora e cicatrizante. Pode ser utilizado em situações como: queimaduras e assaduras; cicatrizações de feridas; tratamento de cicatrizes; minimização de estrias e celulite; psoríase e outras doenças de pele; hidratação da pele; rejuvenescimento da cútis; suavização das rugas e linhas de expressão.

Para pessoas que sofrem com cabelos e unhas quebradiças, o Óleo de Rosa Mosqueta também é uma excelente saída. Ele ajuda a repor os nutrientes perdidos e a dar mais força para essas partes do corpo. Cabelos secos ou danificados por excesso de química também contam a hidratação promovida pelo óleo. Para esse tratamento você pode usá-lo puro, aplicando diretamente sobre os fios, ou ainda através de cremes e xampus de tratamento capilar.

A Use Orgânico, loja multimarcas referência no mercado de produtos saudáveis e sustentáveis, selecionou através de sua criteriosa curadoria óleos de rosa mosqueta de marcas confiáveis.

• Óleo Vegetal Seleção Exclusiva Rosa Mosqueta da WNF


Indicado para peles secas ou ressecadas e é contraindicado em peles oleosas, mistas e acneicas. Produto 100% natural, vegano, contém embalagem de vidro âmbar com conta gotas. É rico em ácidos graxos – como ácido oleico, linoleico e linolênico – além de vitamina A e alguns compostos cetônicos. Pode ser utilizado diretamente na pele em áreas ressecadas, como pés, mãos, rosto, cicatrizes, manchas e pontos específicos com ressecamento. É um excelente protetor labial, além de ajudar a atenuar estrias, queloides, cicatrizes e rugas e linhas de expressão na pele, possuindo um potente efeito regenerador e emoliente sobre a pele. Serve também para diluir Óleos Essenciais.

• Óleo de Rosa Mosqueta da By Samia


Indicado peles ressecadas e com sinais de envelhecimento. Produto 100% puro e natural, se destaca pela sua composição rica em 80% de ácidos graxos essenciais (linoleico e linolênico), além de ácido graxo oléico, vitaminas A e C, possuindo excelente propriedade regeneradora celular, atuando na redução de cicatrizes causadas por feridas, queimaduras ou acnes, manchas de sol e do envelhecimento, linhas de expressão e estrias. Tem ótima ação hidratante, formando uma barreira contra a perda de água transepidérmica. Sendo assim, é um óleo extremamente nutritivo, cicatrizante e antioxidante usado tanto na prevenção e tratamento de manchas, cicatrizes e rugas. Pode ser usado puro no corpo e rosto ou diluído com Óleos Essenciais.

• Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta da Arte dos Aromas


Ele é totalmente puro, vegano e prensado à frio. Sua fórmula não contém aditivos ou conservantes. Muito usado para auxiliar no tratamento de rugas, estrias e manchas, é um poderoso regenerador, clareador e rejuvenescedor para a pele, sendo ainda ótimo para dar brilho aos cabelos. É indicado para tratar estrias, rugas, manchas na pele causadas pelo sol ou idade e cicatrizes. Contraindicado o uso em peles oleosas, mistas e acneicas.
Para atenuar manchas, estrias e cicatrizes: aplique o Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta na pele preferencialmente à noite e massageie até ser absorvido. Pela manhã, lave o rosto com sabonete e aplique protetor solar. Não exponha a pele ao sol utilizando o produto.
Para o tratamento e prevenção de rugas: aplique o Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta no rosto, pescoço e colo à noite e lave pela manhã.
Como carreador para Óleos Essenciais: utilize uma colher de sopa de Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta para cada 5 gotas de Óleo Essencial de sua preferência.

Sobre Uso Orgânico:

A Use Orgânico é referência no mercado por ser transparente na sua operação em todos os momentos. O cuidado se dá na seleção dos produtos, na verificação dos certificados e selos dos fabricantes, na gestão sustentável da empresa e no compartilhamento de conhecimento, para que todos os dias mais e mais pessoas possam fazer melhores escolhas, alicerçadas na educação e no autocuidado.

Informações: Use Orgânico – SAC 11 4200-7780

 

A Tal da Castanha lança bebida ideal para tomar com café

Tal da Castanha, marca brasileira pioneira em bebidas naturais de origem vegetal, está aumentando a família com seu oitavo lançamento. Sempre apostando na inovação e seguindo novas tendências de mercado, a marca lançou em maio a bebida Barista. Desenvolvida exclusivamente para ser agregada ao café em diversas receitas e formas de preparo, a bebida chega para estabelecer um novo paradigma no mercado: a substituição do leite animal por uma bebida mais sustentável, com sabor e cremosidade inigualável.

Barista segue a mesma filosofia das demais bebidas da marca: é preparada de forma natural, sem soja, lácteos, glúten, conservantes, gomas, ou qualquer outro aditivo artificial. Com aromas naturais que remete à um delicado sabor de leite, não tem adição de açúcares e foi pensada e desenvolvida para ser a melhor opção para bebidas com café. Vaporizada, faz uma espuma perfeita para criar desenhos e servir, ou impressionar amigos ou clientes.

Com essa inovação, A Tal da Castanha traça uma entrada relevante no setor de food service por meio de uma distribuição focada em bares, cafés, hotéis e restaurantes, que usarão a bebida vegetal como opção para clientes em busca de mais saúde, bem-estar e sustentabilidade. “Barista não é sobre uma alternativa ao leite, ele foi feito para ser a melhor opção para bebidas à base de café. Nosso objetivo com ele é mostrar como uma bebida de base vegetal pode ser uma escolha fácil e responsável levando não só sabor e experiência, mas também um impacto positivo para as pessoas e o planeta”, afirma Felipe Carvalho, cofundador da marca.

Com apenas cinco ingredientes (água, aveia, amêndoa de castanha-de-cajú, sal marinho e aroma natural), a bebida desafia todas as características do leite animal e oferece com excelência o resultado que um bom café com leite precisa: espuma densa e cremosa. Embora seu grande potencial seja explorado por um barista profissional, qualquer pessoa pode usar e vaporizar com um espumador manual ou elétrico.

barista

Por ser totalmente vegetal, a bebida contribui para a redução do desmatamento, uso de água potável e emissão de gases de efeito estufa. Barista é um produto brasileiro com ingredientes provenientes de uma cadeia justa e responsável, gerando renda para pequenos agricultores brasileiros.

Informações: A Tal da Castanha