Arquivo da tag: nhoque

Receita de de nhoque vegetariano para a “segunda sem carne”

Quem disse que massa precisa ser pesada? Pensando no crescimento das comidas vegetarianas e na saúde de seus clientes, o Chef Renato Vaiano ensina como preparar um nhoque de abóbora japonesa, tão saboroso e inovador quanto este nicho alimentício.

Aproveitando o dia da semana e lembrando da campanha mundial “Segunda Sem Carne”, que incentiva as pessoas a não consumirem esta proteína ao menos uma vez na semana.

“A receita pode ser saboreada da forma desta receita ou com molho de sua preferência. Todos que provam passam a amar e percebem o paladar que existe, sim, em opções vegetarianas”, finaliza o chef.

Nhoque Vegetariano

Ingredientes
500g de abóbora assada e amassada
1 ovo
100g de farinha de trigo
1 colher (de chá) de sal (rasa)
30g manteiga
Noz-moscada
Alecrim
Sal
50g Parmesão
Pimenta do reino
Alecrim

Modo de preparo
Separando estes ingredientes, basta assar a abóbora até ficar bem macia, feito isso, tire a polpa e amasse até virar um purê. “O sentido é assar a abóbora para que ela fique mais seca e não precise acrescentar tanta farinha”, orienta Vaiano. Depois, tempere com sal, noz-moscada e pimenta do reino. Na sequência, acrescente a gema e o queijo parmesão. De acordo com o Chef, após isso, misture a farinha e incorpore a massa, sem sovar, isso colabora para não liberar o glúten e deixar o nhoque duro. Preparada a massa, basta enfarinhar uma bancada e preparar os rolinhos, para isso, corte a mesma em retângulos de aproximadamente 3 cm. Uma vez pronta, aqueça água em uma panela com pitada de sal. Após levantar fervura, cozinhe os nhoques. “Uma dica para saber se estão prontos é observar quando começam a subir até a superfície da água”, aconselha Vaiano. Finalizada, reserve a massa e em uma frigideira antiaderente, derreta a manteiga com uma rama de alecrim para aromatizar. Frite o nhoque na manteiga e finalize com parmesão ralado.

Terraço Itália celebra Dia do Macarrão com menu especial

Queridinho da mesa brasileira e consumido na maioria dos lares, o macarrão tem um dia para chamar de seu, e é festejado em 25 de outubro, desde que foi criada a data, em 1995, durante o 1º Congresso Mundial da Pasta, em Roma. Por aqui, a comemoração se repete desde 2014, com restaurantes e casas de cozinha italiana criando menus para celebrar a data.

No Terraço Itália, onde a pasta é uma das peças de resistência entre os saborosos preparos do chef toscano Pasquale Mancini, foi criado um menu especial composto de carpaccio, gnocchi de mandioquinha com camarão e aspargos, e cannoncini com ricota e gelato de pistache, a R$ 150,00 por pessoa no almoço e R$ 185,00 no jantar, com direito a uma taça de vinho Caleo Primitivo di Salento.

Além do apelo de se provar uma bela massa com ingredientes frescos e escolhidos criteriosamente pelo chef, vale desfrutar também da vista deslumbrante que se divisa dos janelões de vidro da elegante Sala Nobre, com São Paulo a seus pés, a 165 metros de altura, do alto do 41o andar do complexo.

Terraço Itália: Avenida Ipiranga, 344 – 41° andar – Centro – São Paulo – SP. Reservas: (11) 2189-2929. Confira o novo horário de funcionamento:
Jantar: todos os dias (inclusive domingos) das 18h às 22h
Reservas: 18h – 19h – 20h30
Almoço: todos os dias das 12h às 16h
Reservas: 12h – 13h30 – 14h30

Gomes da Costa sugere três receitas deliciosas e especiais para Páscoa

A Páscoa é neste domingo, e a Gomes da Costa sugere três receitas deliciosas e especiais. Duas rapidíssimas: Couscous do fundo do mar e uma Salada de feijão branco, atum, rúcula e coentro. Se você estiver com mais tempo, experimente o Nhoque de mandioquinha e filé de sardinha.

Confira abaixo o passo a passo do preparo de cada prato:

Couscous do Fundo do Mar

couscous-do-fundo-do-mar (002)

Ingredientes:
• Meia xícara (chá) de couscous (sêmola de trigo duro) (100g)
• Meia xícara (chá) de água ou caldo de legumes fervente
• 1 lata de Sardinha em Óleo Gomes da Costa (125g)
• 1 lata de Mexilhões em Óleo de Girassol Gomes da Costa (111g)
• 1 cebola pequena cortada em cubos pequenos (60g)
• 1 batata pequena cozida e cortada em cubos de cerca de 1cm (80g)
• Meio chuchu pequeno cozido e cortado em cubos de 1cm (80g)
• Meio tomate , sem semente, cortado em cubos pequenos (40g)
• 2 colheres (sopa) de palmito cortado em cubos pequenos (40g)
• 2 colheres (sopa) de azeitona verde picada (26g)
• 2 colheres (sopa) de alcaparras (20g)
• 2 colheres (sopa) de pimentão vermelho cortado em cubos pequenos (20g)
• Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo:
Numa tigela coloque o couscous e despeje por cima o líquido fervente. Misture, tampe a tigela e deixe descansando por cerca de 5 minutos. Numa panela aqueça o Óleo da Sardinha e dos Mexilhões Gomes da Costa. Junte a cebola e refogue somente até ficar transparente. Retire do fogo e junte o couscous reservado. Acrescente a batata, o chuchu, o tomate, o palmito, a azeitona, a alcaparra e o pimentão. Acrescente a Sardinha Gomes da Costa cortada em pedaços e os Mexilhões Gomes da Costa. Misture com cuidado para que a Sardinha e os Mexilhões não quebrem. Tempere com sal se necessário e pimenta do reino a gosto. Sirva fria.

Rendimento: 5 a 6 porções
Tempo total: 15 minutos
Cozimento: 5 minutos
Preparo: 10 minutos

Salada de Feijão Branco, Atum, Rúcula e Coentro

salada-de-feijao-branco-atum-rucula-e-coentro (002)

Ingredientes:
• 2 xícaras (chá) de feijão branco cozido e escorrido (400g)
• 1 lata de Atum Sólido em Óleo Baixo em Sódio Gomes da Costa (170g)
• 2 xícaras (chá) de rúcula rasgada
• Coentro fresco picado a gosto

Modo de Preparo:
Numa tigela junte o feijão e o Atum Gomes da Costa com seu óleo. Misture bem e deixe tomando gosto por cerca de 1 hora. No momento de servir acrescente a rúcula e o coentro. Misture bem.

Dica de chefe
A rúcula deve ser acrescentada à salada no momento de servir para que não murche.
Duas xícaras (chá) de feijão branco cozido corresponde a uma xícara (chá) de feijão branco cru. De véspera deixe o feijão de molho em água. No dia seguinte escorra e cozinhe em água fervente abundante.

Variação: o coentro pode ser substituído por hortelã.
Rendimento: 3 porções
Tempo total: 5 minutos
Preparo: 5 minutos

Nhoque de Mandioquinha e Filé de Sardinha

nhoque-de-mandioquinha-e-file-de-sardinha (002)

Ingredientes:

Nhoque:
• 500g de mandioquinha
• Meia colher (sopa) de margarina
• Cerca de 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
• Sal a gosto

Molho:
• 1 lata de Filé de Sardinha em Molho de Tomate Gomes da Costa (125g)
• 1 xícara (chá) de creme de leite fresco (240ml)
• Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo:

Nhoque:
Descasque as mandioquinhas e cozinhe-as inteiras cobertas em água até ficarem macias. Escorra e passe-as pelo espremedor. Junte a margarina e a farinha de trigo. Misture bem. Leve a panela ao fogo brando e cozinhe mexendo sempre até obter uma massa que solte do fundo da panela. Espere esfriar. Sobre uma superfície enfarinhada, faça cordões com a massa e corte-os em pedaços com cerca de 3 cm. Cozinhe em água fervente abundante temperada com sal. Quando os nhoques subirem à superfície, retire-os com uma escumadeira.

Molho:
Em uma panela junte o creme de leite e o molho dos Filés de Sardinha Gomes da Costa. Cozinhe em fogo brando, por cerca de 5 minutos após o início da fervura, mexendo de vez em quando. Junte os Filés de Sardinha e tempere o molho com sal e pimenta se necessário. Sirva o molho sobre os nhoques quentes.

Dica de chefe:
Prefira as mandioquinhas menores para que possam ser cozidas inteiras, para que não fiquem encharcadas.

Variação: substitua a mandioquinha por batata doce.
Rendimento: 3 a 4 porções
Tempo total: 50 minutos
Cozimento: 30 minutos
Preparo: 20 minutos

Fonte: Gomes da Costa

Receita fácil e saborosa de Nhoque de Mandioquinha

Nhoque é uma daquelas receitas que a gente só come em restaurantes, por parecer difícil de preparar, não é? Mas você está enganado! A Delícia separou o passo a passo de Nhoque de mandioquinha super fácil e rápido de se fazer. Confira:

Nhoque de Mandioquinha

Ingredientes
6 dentes de alho (30g)
1 1/3 xícara (chá) de leite (300g)
2 colheres (sopa) Margarina Delícia Supreme com sal (40g)
2 colheres (sopa) de farinha de trigo (40g)
Sal e pimenta-do-reino

Modo de Preparo
Em uma panela leve os dentes de alho para cozinhar no leite até que fiquem macios.
Retire os alhos, passe por peneira fina, retorne-os à panela, acrescente a Margarina Delícia Supreme e deixe que derreta. Junte a farinha e misture. Aos poucos, coloque o leite, mexendo sempre até obtenção de creme liso. Retire e da panela, leve ao liquidificador e bata até obter um creme liso e homogêneo. Sirva com espetos de legumes ou carne.nhoque de mandioquinha - baixa

Rendimento: 5 a 6 poções
Tempo de Preparo: 30 minutos

Fonte: Bunge

Lellis Trattoria aposta no clássico reinventado

Com 38 anos de tradição, o Lellis Trattoria aposta no clássico italiano reinventado. Isso explica porque os pratos do cardápio do Lellis tanto ocupam status de clássicos quanto são os mais pedidos pelos frequentadores.

Basta conhecer o tradicional couvert da casa, composto por pão italiano, manteiga, sardela, azeitonas pretas e berinjela, para ser arrebatado pela cozinha da trattoria. Na categoria prato principal opções para todos os gostos, destaques para: Gnocchi à moda do Lellis, Lasagna al forno e Fuzilli com Braciolla, além de pratos já consagrados como Salmão a Bela Munierer e o Abadejo a Moda Lellis.

Lellis Trattoria
Gnocchi a moda do LellisLellis TrattoriaLellis Trattoria
Fuzilli com Braciolla
Lellis Trattoria São Paulo: Rua Bela Cintra, 1849. Horário de atendimento: de segunda a quinta-feira, das 11h30 às 16h e das 19h à 1h. Sexta e feriados, das 11h30 à 1h. Sábado até às 2 horas, e domingo aberto até às 24h.

Nhoque de banana verde ao molho de tomate e melancia

A chef Iracema Bertoco, do Centro Europeu, principal escola de gastronomia do Brasil, preparou uma receita saudável e deliciosa: Nhoque de Banana Verde ao Molho de Tomate e Melancia.

Além de ser livre de glúten e lactose, o preparo oferece diversos benefícios para o organismo, como a biomassa de banana verde, que colabora com o controle da glicemia e colesterol, melhora o funcionamento intestinal, e ajuda na redução de peso. E também com a semente de melancia que é rica em proteína e boa fonte de vitaminas e minerais e possui altos níveis de um notável antioxidante, chamado licopeno, que é responsável por manter o coração jovem e evitar os danos feitos por radicais livres.

Nhoque de Banana Verde ao molho de Tomate e Melancia 

Ingredientes do nhoque:
– 300g de biomassa de banana verde (fria)
– 1 colher de azeite
– Farinha de arroz até dar ponto (mais ou menos 100g)
– Sal a gosto

Modo de preparo:
Em um bowl colocar a biomassa, o azeite e o sal, misturar bem e ir adicionando a farinha aos poucos até a massa soltar das mãos. Fazer rolinhos com espessura de 1cm e cortar os nhoques. Cozinhar em água e sal como o nhoque tradicional.

Ingredientes Biomassa de Banana Verde:
– 4 bananas da terra bem verdes
– Água para o cozimento

Modo de preparo:
Lavar bem as bananas e cozinhar com a casca em panela de pressão cobertas com água quente por 10 minutos. Tirar a pressão e processar sem a casca. Se precisar use um pouco de água quente limpa para ajudar no processamento. Reservar.

Ingredientes molho de tomate e melancia
– 1 kg de polpa de melancia (parte vermelha com sementes)
– 200g de tomate pelati triturados (ou molho de tomate caseiro)
– 50g de cebola
– 1 de dente de alho
– 20ml de azeite
– Azeite de oliva
– Sal e pimenta a gosto
– Óregano
– Manjericão fresco

Modo de preparo
Bater a polpa de melancia no liquidificador até triturar bem as sementes. Levar ao fogo até reduzir em ¼ e reservar. Dourar a cebola e o alho e azeite, adicionar a redução de melancia, o tomate pelati e temperar a gosto. Com o fogo desligado acrescentar o azeite de oliva e o manjericão fresco.

Nhoque de Banana Verde ao molho de Tomate e Melancia

Rendimento: 2 porções

Fonte: Centro Europeu

Massa sem glúten: aprenda a substituir o ingrediente sem prejudicar o sabor

Namu Cursos em parceria com a chef Renata Monteiro lança curso que ensina receitas de deliciosas massas sem glúten

O glúten é uma proteína encontrada no trigo e em alguns cereais, como a cevada, centeio, bulgur, espelta e kamut. Ele está presente em muitos alimentos do nosso dia a dia, inclusive na preparação das diferentes massas que consumimos.

Muitas pessoas, no entanto, têm optado pela sua retirada do cardápio, seja por restrições alimentares ou mesmo por estilo de vida. A doença celíaca é um dos exemplos. Ela corresponde a um distúrbio autoimune inflamatório do intestino delgado, causando uma série de desconfortos que impede a pessoa de consumi-lo.

Pensando nessas pessoas, o Namu Cursos, plataforma de videoaulas voltada exclusivamente para o bem-estar, convidou a chef Renata Monteiro para desenvolver o curso “Massas frescas sem glúten”, no qual mostra que a vida sem glúten é possível e pode ser deliciosa.

De acordo com Renata, quando se trabalha com alimentos livres de glúten, é preciso lançar mão de estratégias, técnicas e combinações de ingredientes que proporcionem elasticidade e homogeneidade à massa. “O ideal é procurar aprender mais sobre farinhas, como usar gomas da forma correta e, sem dúvida, testar em casa diferentes receitas. A cozinha sem glúten é um laboratório, como qualquer outra. A dificuldade está na adaptação do paladar e de entender quais são os melhores ingredientes e técnicas para fazer as substituições”, explica.

Segundo a chef, para uma correta substituição, é necessário utilizar ingredientes com uma estrutura física e química semelhantes ao glúten. “É o caso das gomas xantana e guar. Quando queremos resultados mais delicados, usamos a goma xantana. Já, quando desejamos uma base mais consistente, como as de pães, massas frescas e massas que precisam ser esticadas, optamos por combinar as duas gomas. Nestes casos, os resultados finais são mais interessantes quando as gomas são misturadas e isso é comprovado quimicamente”, explica Renata.

No curso “Massas frescas sem glúten”, a professora ensina desde o conceito de restrições alimentares e a diferença entre elas até dicas de substituições, seleção farinhas sem glúten, como escolher cada uma para diferentes receitas e como evitar contaminações cruzadas. Além disso, a chef ensina receitas de diferentes tipos de massas para serem preparadas no dia a dia. O curso sai por R$ 286,00 a vista ou em até 12 parcelas de R$ 23,83 no cartão. 

E, para finalizar, o Namu Cursos separou uma receita retirada do curso para mostrar que a vida sem glúten pode ser descomplicada e muito deliciosa:

Nhoque tradicional

nhoque

Ingredientes
– 500g de purê de batata
– 2 ovos
– 100g de farinha de arroz
– 2 colheres de sopa de azeite
– 1 colher de chá de sal

Modo de preparo
1. O purê de batata deve descansar até todo o vapor sair;
2. Despeje o purê, os ovos, o sal, o azeite em uma vasilha e misture levemente;
3. Coloque a farinha de arroz na mistura e volte a mexer;
4. Polvilhe a bancada com um pouco de farinha e despeje a massa em cima;
5. Misture a massa com as mãos até chegar ao ponto final (acrescente mais farinha, se necessário);
6. Lave as mãos para remover o que restou da massa e continue a preparação;
7. Corte um pedaço da massa e enrole até chegar na espessura do nhoque ideal;
8. Caso prefira, arredonde o nhoque levemente com as mãos.
9. Coloque os nhoques em uma forma (levemente untada com farinha de arroz) e cubra-os para que não ressequem;
10. Leve uma panela com água e sal ao fogo. Após iniciar fervura, coloque os nhoques e deixe-os cozinhar por 2 a 3 minutos.

Molho pesto

Ingredientes
– 300g de manjericão fresco
– 1/2 dente de alho
– 200g de nozes pecã
– Azeite
– 50g de parmesão ralado
– 200g de nhoque para 100g de molho

Modo de preparo
1. Coloque o manjericão, as nozes, o alho, o parmesão e o azeite no liquidificador e bata bem;
2. Caso os ingredientes estejam com dificuldade de se misturar no liquidificador, mexa com uma colher e, se necessário, despeje mais azeite;
3. Quando a mistura estiver homogênea, coloque uma pitada de sal e volte a bater;
4. Reserve o molho;
5. Para finalizar, coloque o molho por cima do nhoque.

Sobre Renata Monteiro

banner_massas.jpg
Mestre em gastronomia formada pela FCT/UNL Lisboa e especialista em cozinha inclusiva pelo ICIF Itália. Foi uma das participantes da edição do Masterchef Portugal 2015 e é mãe de três crianças alérgicas a leite, ovos e trigo.

Sobre o Namu Cursos
Namu Cursos é uma startup com foco em qualidade de vida. É a primeira plataforma de videoaulas voltada exclusivamente para o bem-estar. O objetivo da empresa é contribuir para a evolução das pessoas por meio de conteúdos para uma vida mais equilibrada. Os cursos são completos e contam com os melhores professores de yoga, pilates, fitness e alimentação saudável. São adquiridos por meio do site e podem ser acessados pelo computador, celular ou tablet.

Receitas de pratos que fazem sucesso no inverno

Para quem vive em algumas regiões do Brasil, só agora pode-se dizer “bem-vindo, inverno!” Para aquecer os dias frios que chegaram, uma seleção de receitas que vão nos lembrar que o inverno também pode ser muito gostoso na cozinha, com pratos deliciosos e quentinhos.

A Bunge Brasil apresenta: sopa de abóbora com cogumelos frescos, nhoque de mandioquinha e ricota ao sugo, minichurros.

Sopa de Abóbora com Cogumelos Frescos

sopa de abobora

Ingredientes
– Alho poró picado 100 g
– Cebola picada 100 g
– Azeite Cardeal Extra Virgem 150 ml
– Abóbora tipo cabotiá picada 600 g
– Tomate maduro picado sem pele e sem sementes 150 g
– Folha de louro 1 unidade
– Água 2 litros
– Pimenta preta moída quanto baste
– Sal quanto baste
– Cogumelos Paris frescos laminados 200 g
– Salsinha picada quanto baste
– Queijo parmesão ralado quanto baste

Modo de preparo
Refogue o alho poró e a cebola com metade do Azeite Cardeal Extra Virgem. Junte a abóbora, o tomate e a folha de louro, refogue para dourar levemente. Junte a água e cozinhe até a abóbora desmanchar. Tempere com sal e pimenta e bata no liquidificador. Reserve. Refogue os cogumelos no azeite restante e junte a salsinha picada. Junte metade dos cogumelos refogados à sopa. Sirva quente e decore com os cogumelos restantes e o queijo parmesão.

Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 50 min
Grau de dificuldade: fácil

 

Fonte: Cardeal – Bunge Brasil

Nhoque de Mandioquinha e Ricota ao Sugo

nhoque de mandioquinha

Ingredientes
– 8 colheres de Sopa de Óleo de soja Soya
– 1 ½ xícara de farinha de trigo
– 350 gramas Porções de mandioquinha
– 500 gramas de ricota amassada
– 1 ovo grande
– ½ xícara de queijo parmesão ralado
– Farinha de trigo para polvilhar
– 7 tomates grandes, lavados
– 2 cebolas médias
– 3 dentes de alho
– 3 colheres de Sopa de sal
– Manjericão fresco a gosto
– Porções de queijo parmesão a gosto para polvilhar

Modo de preparo

Molho: em uma panela, coloque os tomates, 1 cebola, 2 dentes de alho, o sal e a água para cozinhar por 30 minutos. Retire do fogo, leve para bater e passe pela peneira. Em uma panela leve o Óleo de soja Soya, o alho e a cebola para dourar. Junte os tomates batidos, folhas de manjericão e leve para cozinhar em fogo baixo até que encorpe.

Nhoque: Descasque as mandioquinhas e leve para cozinhar em pouca água, com sal e panela tampada. Esprema as mandioquinhas ainda quentes. Espere amornar, junte a ricota e misture bem. Adicione os demais ingredientes e amasse até formar uma massa homogênea. Em mesa enfarinha, modele a massa em rolinhos, corte em pequenas porções e leve para cozinhar em água fervente com sal até que subam. Sirva o nhoque com o molho de tomate, folhas de manjericão fresco e queijo parmesão ralado.

Rendimento: 5 porções
Tempo de preparo: 70 min
Grau de dificuldade: fácil

Fonte: Soya – Bunge Brasil

Minichurros

minichurros.jpg

Ingredientes

Massa
– 1 xícara (chá) de leite (240 g)
– 1 xícara (chá) de água (240 g)
– 1 colher (chá) de Óleo de Milho Salada (10 g)
– 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (240 g)
– 1 colher (sopa) de açúcar (12 g)
– ½ colher (café) de sal (0,5 g)
– 1 xícara (chá) de coco seco ralado (100 g)

Acompanhamentos
– Doce de leite a gosto
– Trufa de chocolate:
– ¾ xícara (chá) de chocolate ao leite picado (150 g)
– ½ caixinha de creme de leite (100 g)

Finalização
– Óleo de Milho Salada para fritar
– Açúcar e canela em pó para polvilhar

Modo de preparo

Massa: a uma panela leve o leite, a água, o Óleo de Milho Salada e o sal para aquecer. Quando o leite ferver, adicione a farinha de trigo, açúcar e o coco, misturando a massa, vigorosamente, sem parar, até que comece a soltar do fundo da panela. Retire a panela do fogo e leve à batedeira, velocidade média, para bater por 5 minutos. Em um saco de confeiteiro bem resistente coloque um bico pitanga. Adicione a massa e reserve.

Trufa de chocolate: a uma vasilha leve o chocolate picado e para derreter em micro-ondas, parando de vez em quando, para misturar. Retire do forno, adicione o creme de leite, misture bem e reserve.

Finalização: a uma panela média, leve o Óleo de Milho Salada para aquecer, até que fique bem quente. Feche bem a manga de confeiteiro e com o bico em pé sobre a panela, aperte a massa com o comprimento que desejar e corte-a com uma tesoura. Frite de 3 a 4 churros por vez, em fogo médio-alto, virando-os de todos os lados para que cozinhem por dentro e dourem por fora. Coloque-os sobre papel absorvente. Repita a operação até que toda a massa tenha sido frita. Polvilhe açúcar e canela e sirva com doce de leite e trufa de chocolate.

Rendimento: 50 porções de8g
Tempo de preparo: 50 min
Grau de dificuldade: fácil

Fonte: Salada – Bunge Brasil

 

 

 

Casa DiPaolo traz para São Paulo a culinária italiana da nona

Ontem à noite (25) fui conhecer a Casa DiPaolo São Paulo, que fica na Avenida Bandeirantes, zona sul da cidade. A rede, que investe na culinária típica italiana da Serra Gaúcha, é muito conhecida na região sul do país, onde tem 11 casas, e chegou a São Paulo em setembro do ano passado.

dipaolo7

E, em apenas sete meses, já é um sucesso, especialmente aos sábados e domingos, quando a casa fica lotada. Em virtude disso, a rede já pensa em abrir mais unidades na cidade, em bairros como Jardins e Perdizes.

dipaolo9dipaolo10dipaolo4polentasobremesasgaletos

No cardápio:  sopa de capeletti, pão caseiro, galeto al primo canto, massas (spaghetti, tortéi e nhoque), molhos (tradicional, tomate seco, funghi, quatro queijos e alho e óleo), polenta na chapa, polenta frita, queijo à dorê, salada de batata com maionese, radicci com bacon, salada de folhas e sobremesas da casa, o famoso sagu com creme ou o pudim de leite condensado.

O forte, e que também é o diferencial da casa, é seu galeto al primo canto, um franguinho assado na brasa, que antigamente seria uma codorna ou mesmo passarinho. Além disso, a casa vende os vários tipos de massa que oferece, como capelete, fidelini, ravioli e nhoque, por exemplo.

dipaolo14

dipaolo15
Sagu sem e com creme

dipaolo13

Como boa neta de italianos, não foi difícil me identificar com a fartura da mesa e com pratos como a sopa, a polenta e o sagu de sobremesa. Memórias de infância brotam e remetem à comida da nona ou da mãe. Sem saudosismo, mas com ares de comfort food. E tudo isso brindado com um delicioso espumante da Casa Valduga (também do sul do país) e um vinho tinto chileno cabernet sauvignon Carmen, meu nome.

Vale a pena conhecer!

dipaolo12
Uma parede de espigas de milho para lembrar o alimento do galeto e o principal ingrediente da polenta

dipaolo16
A adega climatizada pode ser vista graças às portas de vidro

sao-paulo-3dipaolo5

Fotos: Ricardo Botelho e divulgação

Casa DiPaolo São Paulo – Av. dos Bandeirantes, 1663 – Vila Olímpia. Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 11h30 às 16h; das 18h30 às 23h30. Sábado: das 11h30 às 23h30. Domingos e feriados: das 11h30 às 22h

 

 

 

Aprenda a fazer o nhoque do Zena Caffè

Carlos Bertolazzi, chef da casa, ensina a receita e garante que o prato, além de agradar a todos, é uma ótima sugestão para as festas de fim de ano

Eleito o melhor nhoque da cidade pelas mídias especializadas, o prato do Zena Caffè é reconhecido por sua receita tradicional italiana: molho de tomate fresco, manjericão e queijo stracchino (vendidos na casa por R$ 38,00, pequeno; e o grande por R$ 54,00).

O Chef da casa, Carlos Bertolazzi, separou a receita nas devidas porções, para que seus clientes possam fazê-la em casa, inclusive nas festas de fim de ano. E, vale lembrar, hoje é dia 29, em que muitos fazem o nhoque da sorte. Confira a receita:

Ingredientes massa 
500 g de Batata Asterix
100 g de parmesão ralado
100 g de farinha de trigo
Sal, pimenta e noz moscada a gosto

Ingredientes molho
1 kg de tomates maduros
1 cebola média picada
2 dentes de alho picados
1 folha de louro
1L de água quente
1/4 xícara (chá) de azeite de oliva
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Ingredientes do Stracchino
200 g de stracchino
50 ml de leite
1 colher de manteiga
sal a gosto

Modo de Preparo

Nhoque
Cozinhe as batatas descascadas e reserve em água fria. Depois, misture com todos os outros ingredientes. Misture, solve a massa, pegue um pedaço da massa e faça uma cobrinha até o ponto desejado e corte em pedaços. Se quiser, passe em volta do garfo. Cozinhe.

Molho
Retire a pele e as sementes do tomate, cozinhe com os outros ingredientes. Em seguida, bata no liquidificador.

Fonduta de Stracchino
Misture tudo na panela.

Finalização do prato
Misture o molho com o nhoque, coloque no prato fazendo um buraco no meio. Coloque a fonduta no buraco. Decore com folhas de manjericão e sirva.

Gnocchi al Pomodoro con Fonduta di Stracchino do Zena Caffè helena de castro

Quem quiser saber mais ou provar a receita do Carlos Bertolazzi no próprio Zena Caffè, o restaurante estará aberto no dia 31 de dezembro, das 12 às 17 horas; e no dia 1º de janeiro, das 12 horas às 22 horas.

Informações: Zenna Caffé