Arquivo da tag: olheiras

Saiba qual é o seu tipo de olheira e quais tratamentos podem ser adotados

Sabe aquelas manchas escuras, que aparecem embaixo dos olhos e tanto incomodam homens e mulheres quando o assunto é beleza facial? Agora não é mais preciso conviver com elas. As temidas e indesejadas olheiras podem ser tratadas e amenizadas por meio de uma série de técnicas, que vão desde a aplicação de cosméticos a um procedimento estético minimamente invasivo realizado em consultório.

A dermatologista e speaker da Sinclair Pharma, Jaciara Hunnicutt , alerta, no entanto, que antes de adotar qualquer tipo de tratamento, é importante conhecer a origem do problema. Segundo a especialista, existem quatro tipos de olheiras, que podem se manifestar pelos mais diversos motivos, como genética, exposição excessiva ao sol, noites mal dormidas, entre outros.

Confira agora os tipos de olheiras existentes e os tratamentos recomendados:

1. Olheiras vasculares:

olheiras

As olheiras vasculares são aquelas que apresentam coloração arroxeada, azulada ou até algo avermelhada. Também podem deixar a região abaixo dos olhos mais inchada em algumas circunstâncias. As principais causas são distúrbio do sistema circulatório, aumento dos vasos sanguíneos e pele muito fina na região. Retenção de líquidos, estresse, noites mal dormidas ou cansaço pioram a situação. O tratamento pode ser realizado com laser, drenagem linfática, dermocosméticos com cafeína, entre outros. “Laser e Luz pulsada são excelentes opções de tratamento”, explica Jaciara.

2. Olheiras pigmentares:

olhos olheiras

As olheiras pigmentares possuem coloração amarronzada ou marrom-acinzentada, podendo ter a tonalidade parecida com outras manchas da face, como o melasma, por exemplo. São causadas pelo acúmulo de pigmentos na pele fina dos olhos. Geralmente, são mais comuns em pessoas que possuem a pele morenas a negra ou que tenham rinite. Segundo a dermatologista, o tratamento ideal depende do tipo de pigmento, que pode ser melanina ou hemossiderina, mas de forma geral, dermocosméticos despigmentantes, peelings e procedimentos a laser fazem parte do tratamento. Já a exposição solar pode piorar o aspecto das manchas ao longo do tempo.

3. Olheiras estruturais ou profundas:

olheiras13539564941_web_

De coloração castanha ou marrom-acinzentada, as olheiras profundas costumam dar um ar de constante cansaço em quem as possui e, curiosamente, de todas as olheiras essas são as menos influenciadas pelos hábitos de vida do paciente. Na verdade, essas olheiras, que são como sombras na face, estão intimamente ligadas à estrutura do rosto; acontecem devido a maior profundidade do sulco nasojugal (goteira lacrimal) e, às vezes, do sulco palpebromalar. A boa notícia é que podem ser facilmente tratadas com preenchimento.

De acordo com a médica, os preenchimentos têm se mostrado bastante efetivos para estes casos. “Eu indico a linha Perfectha, uma geração de preenchedores de ácido hialurônico da Sinclair Pharma, empresa internacional de dermatologia. Entre as quatro apresentações do produto, voltadas para o tratamento de diferentes áreas do rosto e das mãos, a Perfectha Finelines, desenvolvida exclusivamente para a região dos olhos (pés de galinha e olheiras), apresenta um resultado realmente espetacular”, enfatiza.

perfectha_product-min-1.png

Jaciara ainda ressalta que, aplicado por um profissional capacitado e na medida certa, o preenchedor possui poucas contraindicações. “O produto traz em sua fórmula o acido hialurônico, um componente natural do nosso organismo, que promove sustentação, brilho e hidratação da pele. O Perfectha devolve ao paciente uma expressão realmente mais jovem e saudável”, finaliza.

4. Olheiras mistas

olheiras-fundas-2

Acontecem quando dois ou mais tipos se associam. Nesse caso, as olheiras apresentam características combinadas e, normalmente, exigem também tratamentos combinados.

Fonte: Sinclair

Olhos: cuidados gerais para evitar aspecto cansado, com bolsas, olheiras e rugas

A pele mais fina do corpo fica 6% ainda mais fina a cada dez anos e isso contribui para deixar a região ainda mais suscetível ao aparecimento de bolsas, olheiras e rugas. Confira o que fazer para tratar e controlar os problemas dessa região

Com cerca de 0,33 mm de espessura, a pele ao redor dos olhos é de três a cinco vezes mais fina que a do resto do rosto. Essa é só uma de uma série de características fisiológicas que fazem com que essa região seja mais suscetível aos sinais do envelhecimento: “Essa pele é bastante sensível e delicada, com característica e estrutura epidérmica diferenciada. A área também conta com a fragilidade das fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação dessa pele”, explica o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

“Também é uma área pobre em glândulas sebáceas e sudoríparas, tem sua lubrificação natural de sebo e suor reduzida em até 60%, em comparação com outras partes do rosto. Portanto, está mais sujeita ao ressecamento e à flacidez, o que facilita a instalação de linhas de expressão no local”, acrescenta.

Responsável por conferir aspecto cansado ao rosto, problemas como rugas, formação dos pés-de-galinha e de bolsas são comuns nessa região. “A susceptibilidade desse tecido também colabora para o aparecimento das olheiras. Essas alterações são causadas muitas vezes por mudança no estilo de vida, estresse, excesso de sol, álcool, cigarro e noites mal dormidas, mas a genética é um fator preponderante”, comenta.

mulher meia idade creme

A dermatologista Claudia Marçal, membro da SBD, acrescenta que as olheiras genéticas ou hereditárias precisam de controle a vida toda: “Este depósito aumentado de pigmento na região ocular é um marcador genético ou étnico que não desaparecerá espontaneamente e exige tratamentos realizados pelo dermatologista para controlar o quadro posteriormente”, explica.

A dermatologista explica que é fundamental usar creme específico para área dos olhos. “Esses cremes contêm em sua formulação ingredientes na concentração e na textura ideais para tratar de forma não irritativa a área dos olhos, resolvendo muitas vezes problemas de rugas, bolsas, flacidez e o controle das olheiras. Quanto aos ativos, eles devem estimular os fibroblastos, responsáveis pela síntese de novas fibras de colágeno e elastina, tonificar os vasos e prover ação drenante e despigmentante”, indica.

De modo geral, no período noturno esses cremes podem conter retinoides e alfahidroxiácidos em concentrações baixas, e durante o dia é necessário utilizar vitaminas antioxidantes e hidratantes. “Além disso, é muito importante ter higienização adequada e tirar toda a maquiagem, principalmente na área dos olhos, para evitar olheiras e envelhecimento. O acúmulo de pigmentos pode manchar a região”, comenta.

Abaixo, os dermatologistas explicam como surgem as principais alterações dessa região:

rugas

Rugas — O dermatologista Jardis Volpe explica que as principais causas são: falta de hidratação, vícios de expressão (trejeitos repetidos e constantes), alimentação inadequada e sobretudo a exposição demasiada ao sol. “Os cremes com retinol em lipossomas são excelentes opções por promover efeito de renovação celular e devem ser usados à noite, juntamente com ácido hialurônico Hyaxel, que dá a sensação de preenchimento nas camadas mais profundas”, indica. A fórmula, de acordo com o dermatologista, pode mesclar vários pesos moleculares do ácido hialurônico, usando também o DSH CN que atua na camada mais superficial. “Durante o dia, são indicados antioxidantes como Vitamina C e E e consequente uso do fotoprotetor e os óculos de sol que também ajudam a proteger a área”, explica.

olhos olheiras

Olheiras — Além das características genéticas, as olheiras pioram com a alimentação rica em açúcar e sal pois, assim como o álcool, torna a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente. “As olheiras mais violáceas ou mesmo as mistas com tons acastanhados e arroxeados podem surgir por noites maldormidas, por excesso de bebida alcoólica, tabagismo, na TPM, entre outras causas”, comenta Claudia Marçal. “O tratamento pode e deve ser realizado com o uso de hidratantes específicos com peptídeos, ácido hialurônico, silício, antioxidantes associados a retinol ou alfa-hidroxiácidos, meiyanol, cafeína, chá verde, ácido kójico, em associação via oral com fotoproteção imunológica com Polypodium Leucotomos, Picnogenol e Exsynutriment”. Já na clínica, os lasers podem ser indicados.

bolsa olhos.jpg

Bolsas — Estruturalmente, segundo o dermatologista, a região ao redor dos olhos possui duas bolsas de gordura nas pálpebras inferior e superior que incham com facilidade por causa da circulação deficiente que provoca a retenção de líquido. “Sono atrasado, choro, gripe, ingestão de bebida alcoólica ou alimentos condimentados e fase pré-menstrual agravam esse problema”, comenta. Para a sua diminuição, é aconselhável usar cremes à base de vitamina K, cafeína, extratos de castanha da índia, que estimulam a drenagem dos vasos e diminuem o inchaço e a inflamação, além do uso da Vitamina C antioxidante. “Uma dica é deixar os cremes na geladeira, com a temperatura fria eles refrescam e descongestionam os olhos. As versões em roll-on ‘geladinhas’ trazem alívio e ajudam a drenar”, explica o dermatologista Jardis. “Cremes tensores também são ótimos aliados para combater as bolsas, pois esticam a pele e diminuem o inchaço. Mas se o acúmulo de gordura e pele for muito grande, os cremes e tratamentos tópicos, sozinhos, não irão funcionar completamente, aí é necessário o uso de tecnologias como radiofrequência ou Fotona”.

Fontes:
Claudia Marçal é médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.
Jardis Volpe é dermatologista; Diretor Clínico da Clínica Volpe (São Paulo). Formado pela Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Membro da Sociedade Americana de Laser, da SBD e da Academia Americana de Dermatologia; Pós-graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC; Atualização em Laser pela Harvard Medical School.

Três tratamentos para clarear olheiras escuras

Laser, skinbooster e preenchimento são três técnicas para acabar com as olheiras, principalmente as de origem genética

A pigmentação escura ao redor dos olhos, a famosa olheira, é uma das coisas mais difíceis de se tratar, explica Abdo Salomão, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “As olheiras podem ser pigmentares quando são castanhas e tem origem na melanina ou vasculares cuja cor provém da hemoglobina, quando são mais avermelhadas. Existem esses dois tipos. Em uma o predomínio é vaso. Na outra o predomínio é melanina, de forma genética”, explica.

olheiras13539564941_web_

O médico lista alguns tratamentos poderosos para resolver o problema:

Laser Vektra —  é um laser que aplicado nessa região e que melhora a textura e principalmente clareia as olheiras. “Ele melhora tanto o castanho que é o pigmento de melanina quanto o pigmento férrico que é o da hemoglobina. Vektra age no melanócito impedindo a célula de liberar o pigmento para as células mais superficiais. É como se o melanócito guardasse o pigmento para ele”, explica o médico. O ideal é fazer uma sessão a cada 15 dias, num total de 4 a 6 sessões. “As sessões são rápidas, duram 10 minutos, o tratamento não dói, não fica roxo, é possível fazer e o paciente ir trabalhar na mesma hora”, afirma.

Skinbooster —  uma técnica em que é colocado ácido hialurônico de baixa concentração na camada inferior da pele, na derme profunda ou no subcutâneo. “Ele aumenta bem a hidratação dessa região, ajuda a clarear e melhora rugas finas”, explica.

Preenchimento — “Também temos o recurso do preenchimento da goteira lacrimal. Pegamos ácido hialurônico de maior densidade, preenchemos e isso melhora o ângulo da região e aquele aspecto de olho fundo, escuro; tudo isso melhora bastante em uma sessão. O paciente já vê melhora na hora.”

Em casa

creme olhos.jpg

Para usar diariamente, cremes com a combinação do MeiYanol (antiolheira) com Hydroxyprolisilane CN (regenerador) e B-White (clareador) são boas opções, segundo a farmacêutica Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

“O primeiro diminui a inflamação além de ser quelante de ferro, por isso age nas olheiras férricas também; o segundo é um regenerador que recupera a elasticidade da região; o terceiro impede a síntese de melanina e atua quando a pigmentação tem origem genética”, explica. “Mas é importante sempre consultar um dermatologista que pode personalizar a fórmula”, finaliza.

Fonte: A LMG – Laser Medical Group

Booster anti-idade Prev-Aging Eyes previne e trata olheiras, bolsas e rugas

Parte da linha Prev-Aging, da Pharmapele, Prev-Aging Eyes possui alta concentração de ativos para combater os sinais de envelhecimento na região dos olhos e hidratar e proteger a pele dessa área, além de contar com embalagem exclusiva que facilita a aplicação.

Com uma alta concentração de ativos e embalagem exclusiva em formato de seringa, que garante facilidade na aplicação e conservação prolongada do produto, Prev-Aging Eyes é um booster anti-idade para prevenção e tratamento completo da área dos olhos, sendo assim ideal para reduzir rugas e linhas de expressão da região, combater olheiras e bolsas e promover hidratação prolongada, além de conferir ação antipoluição, anti-inchaço e efeito lifting à pele.

Parte da linha Prev-Aging da Pharmapele, que já conta com as versões Day (diurna), Night (noturna) e Mask (maquiagem), o produto contém poderosos ativos em sua composição, como a Vitamina C nano (antioxidante e clareador), o Glyco-Repair (acelera a reparação da pele danificada e ajuda na reconstrução da derme), o Granactive Retinoid (promove renovação celular, o aumento da síntese de colágeno e o preenchimento de rugas e linhas de expressão) e o Liftonin-XPress (suaviza o microrrelevo da pele, reduz rugas, ajuda na síntese de colágeno e confere efeito tensor imediato e prolongado na pele).

Formulado com substâncias naturais que proporcionam conforto e suavidade na aplicação, como derivados da oliva, cera de abelha e jojoba, o produto também conta com o Complexo 3D de AH em sua composição, que une ácido hialurônico de alto, baixo e baixíssimo peso molecular para melhorar a textura, elasticidade e hidratação da pele, conferir ação calmante, reduzir rugas e poros e ainda estimular a produção natural de ácido hialurônico pelo organismo.

Indicação: ação antienvelhecimento e hidratante para área dos olhos; rugas, bolsas e flacidez na região dos olhos, além de olheiras.

prev_aging_eyes.png

Prev-Aging Eyes – Preço: R$ 90,00

Informações: Pharmapele – Site – SAC: 81 3202-2000