Arquivo da tag: olheiras

Nivea lança Luminous630 Antiolheiras

O produto traz ingrediente exclusivo que reduz visivelmente marcas escurecidas em torno dos olhos com 4 semanas com uso contínuo

Você sabia que a área ao redor dos olhos possui a pele muito mais fina e delicada em relação às outras partes do rosto e corpo? Além disso, são regiões de acúmulo de melanina, as já conhecidas por nós como olheiras.

Pensando nisso, a Nivea desenvolveu o Luminous630 Antiolheiras que atua nas marcas já existentes para equilibrar a produção de melanina e prevenir novas marcas.

Com formulação exclusiva, o produto diminui visivelmente as marcas escuras em torno dos olhos em 4 semanas de uso contínuo aplicando o produto duas vezes ao dia, indicado para todos os tipos de pele, resultando em uma pele uniforme e consequentemente uma aparência menos cansada.

O novo Luminous630 Antiolheiras age em nível celular, com tripla ação ativados por seus ingredientes na fórmula:

A Molécula exclusiva e patenteada Luminous630 atua nas marcas já existentes equilibrando a produção de melanina e também prevenindo novas marcas.
A Cafeína energizadora ajuda na redução das bolsas e atenuar o aspecto de olhar cansado.
O Ácido Hialurônico hidrata a pele ao redor dos olhos e diminui linhas finas e rugas.

Como usar


Com a pele limpa, deve-se aplicar uma gota do produto em cada região abaixo dos olhos, 2 vezes ao dia, pela manhã e à noite. Com o aplicador, fazer movimentos circulares ao redor dos olhos massageando levemente, até sua completa absorção.
Dica extra: Armazene na geladeira para um efeito de refrescância.

Resultados


Após o estudo das olheiras em dezenas de mulheres, o Luminous630 Antiolheiras teve resultados comprovados após 4 semanas de uso contínuo, duas vezes ao dia. Já o uso contínuo por 8 semanas trouxe a diminuição de 50% das olheiras. Os resultados são eficazes em todos os tons de pele.

Este lançamento vem para expandir a linha já lançada Nivea Cellular Luminous Minous 630 Antispot, que contém dois produtos que diminuem as marcas escuras da pele do rosto. Tanto a linha, quanto esse lançamento Antiolheiras possui o ativo Luminous630, que é o resultado de 10 anos de pesquisa, em que a NIVEA recriou em laboratório a enzima humana que produz a melanina e testou mais de 50 mil moléculas. A molécula de número 630 foi a que obteve o melhor resultado e deu nome ao ingrediente exclusivo patenteado Luminous630.

Nivea Luminous630 Antiolheiras – R$ 149,00

Gel-creme para área dos olhos reduz olheiras, promove ação drenante e efeito tensor imediato

Idealizado pela Età Cosmetics, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos pode promover redução instantânea de bolsas para atenuar o aspecto de cansaço e também conferir efeito tensor e preenchedor imediato para combater sinais do envelhecimento, além de ajudar a clarear olheiras e hidratar a pele

A pele da área dos olhos é a mais fina do nosso corpo, sendo assim extremamente suscetível aos danos que podem acelerar o surgimento de sinais da idade como rugas, linhas de expressão e flacidez. O aspecto envelhecido da região ainda é evidenciado pela presença de olheiras e bolsas, de forma que a genética e maus hábitos podem influenciar diretamente na presença desses sinais.

Felizmente, é possível prevenir e reverter essas alterações que surgem na área dos olhos por meio da utilização de cosméticos especificamente desenvolvidos para o tratamento da região, como é o caso do Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos, lançamento da Età Cosmetics. O produto é um creme hidratante em gel que possui mecanismo de ação multifuncional para tratamento da área dos olhos, já que pode promover redução instantânea de bolsas através de sua ação drenante e conferir efeito tensor, preenchedor e lifting imediato para combater linhas e flacidez que surgem na região, além de auxiliar no clareamento de olheiras.

O efeito tensor e preenchedor proporcionado pelo produto pode ser notado após apenas 15 minutos da aplicação, podendo durar ao longo de todo o dia graças a presença de Exopolissacarídeo Marinho em sua composição. O Exopolissacarídeo Marinho age estimulando a síntese de colágeno e elastina na pele, assim aumentando a firmeza cutânea, redensificando a derme e promovendo preenchimento de rugas. Por ser formulado com Extrato de Algas Vermelhas, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos também pode promover melhora imediata das bolsas e do aspecto cansado do olhar.

O Extrato de Algas Vermelhas é um ativo de efeito drenante que atua na diminuição das bolsas infraoculares, já que possui ação osmorreguladora, o que proporciona uma drenagem rápida do líquido acumulado na região. Além disso, o produto ainda conta com Taurina Vegetal, ativo energético e anti-fadiga capaz de controlar o estresse oxidativo e melhorar a hidratação da pele, e niacinamida, que possui ação clareadora, antissinais e anti-inflamatória, sendo especialmente eficaz no combate a olheiras de diversas causas.

De textura leve, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos então pode ajudar a atenuar instantaneamente, e também de forma progressiva, os sinais de envelhecimento e de fadiga que surgem na região, além de também reforçar a reserva natural de água na epiderme para restaurar sua hidratação e assim tornar a pele da área dos olhos mais macia, elástica, firme e viçosa.

Indicado para todos os tipos de pele, o produto ainda é cruelty free, isto é, não é testado em animais, e é livre de parabenos e sulfatos. Quanto ao modo de uso, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos deve ser aplicado duas vezes ao dia, de manhã e à noite, em todo o contorno dos olhos com o auxílio do bico aplicador de porcelana, sendo espalhado de maneira suave com os dedos, sempre de dentro para fora, até completa absorção. A associação com outros produtos da Età Cosmetics, como o Gel Complex Antioleosidade e o Gel-Creme Complex Antissinais, também é recomendada para potencialização dos resultados e tratamento global da pele.

Sobre a Età Cosmetics

Marca de dermocosméticos lançada em 2021 com o objetivo de mudar a percepção que temos sobre beleza e idade, trazendo ao mercado nacional cosméticos que aliam inovação, alta qualidade e eficácia com preços descomplicados. Criados para serem usados por qualquer pessoa, independentemente do gênero, cor e idade, os cosméticos da Età foram desenvolvidos com base em inúmeras pesquisas e estudos e possuem formulações e ativos exclusivos com eficácia cientificamente comprovada no tratamento e manutenção da saúde e beleza da pele.

Tudo que você precisa saber para cuidar da delicada pele ao redor dos olhos

Esta área sensível requer cuidados diferentes do que o resto do seu rosto. Saiba o que fazer e o que evitar nos cuidados com essa pele, além de descobrir como tratar problemas comuns, desde linhas finas e olheiras até inchaço

Nunca os olhos foram tão expressivos quanto agora. Por conta das máscaras de proteção, o olhar é o nosso maior destaque – e também nossa maior representação das emoções. Mas devemos cuidar bem da região, pois algumas alterações estéticas dão sinais que não necessariamente queremos dizer.

“Enquanto as rugas deixam a aparência mais triste, as olheiras dão um ar de cansaço. A pele ao redor dos olhos é uma das mais finas e sensíveis do corpo. Também está entre as primeiras a revelar sinais de envelhecimento precoce, como linhas finas, flacidez, rugas e olheiras”, explica Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética.

“A pele da área dos olhos não tem tantas glândulas sebáceas e colágeno quanto o resto do seu rosto e corpo, tornando-a mais propensa a secar e desenvolver sinais de envelhecimento. Um estudo publicado no periódico Clinical Anatomy concluiu que as áreas da pele com menos glândulas sebáceas (que produzem oleosidade) são menos densas e mais sujeitas a rugas, razão pela qual os pés de galinha são um problema tão grande nessa região”, acrescenta. Abaixo, a médica destaca um manual de cuidados e tratamentos para a pele ao redor dos olhos:

Três cuidados básicos:

=Comprometa-se a tratar a pele dos olhos: os cremes para os olhos são um dos produtos que os pacientes mais esquecem de usar com frequência, segundo Roberta: “Você precisa de um hidratante que possa penetrar na área para fornecer a hidratação necessária”.

=Não confie no seu hidratante facial: é um hábito comum usar o hidratante facial na área dos olhos, mas, na maioria das vezes, isso não é indicado. “É necessário um creme específico para a área dos olhos, pois ele é desenvolvido com ativos destinados a tratar essa área e na textura ideal. Além disso, alguns hidratantes faciais podem conter ingredientes ativos, como retinoides, que podem estar em uma concentração muito forte para a pele sob os olhos – o que pode causar uma grande irritação”, diz a médica.

=Opte por determinados ativos: só porque é uma área delicada não significa que você precise de um hidratante suave. “Um dos melhores ativos para ficar atento é o retinol, um derivado da vitamina A. Um creme para os olhos que contém retinol é diferente de um creme facial típico com retinol, por conta de textura e da concentração do ativo. Nesse caso, ele também é formulado em uma base mais emoliente (ou seja, hidratante); além disso, procure ingredientes como ácido hialurônico para aumentar a hidratação enquanto diminui o risco de irritação. Outros ativos importantes para a região são: meiyanol e ácido kójico para atuar contra olheiras, peptídeos e extratos como o de cafeína”, afirma Roberta.

Quatro dicas para lidar com problemas comuns:

Círculos escuros: embora eles estejam ligados à falta de sono, às vezes registrar consistentemente oito horas por noite não vai eliminá-los. “Isso porque há um componente genético nas olheiras também. Elas são difíceis de apagar completamente com cremes, mas existem alguns produtos tópicos interessantes que contêm cafeína ou vitamina K, que podem ajudar na circulação para clarear os círculos escuros”, diz a médica.

Shutterstock

Inchaço: “Se você acordar inchado, pode ser por causa do fluido que se acumulou sob seus olhos enquanto você dormia. “Se este for um cenário comum para você, um rolo de jade pode ajudar. Deixe na geladeira durante a noite e, de manhã, mergulhe o rolo no gel para os olhos e role suavemente sobre o inchaço, o que ajudará a drenar a região, diminuindo o inchaço. As baixas temperaturas reduzem o fluxo sanguíneo para reduzir o inchaço da área dos olhos”, afirma a médica.

Linhas finas e rugas: opte por um retinol ou um creme para os olhos cheio de peptídeos. “Enquanto o retinoide estimula a renovação das células da pele e a produção de colágeno, os peptídeos ligam-se às células para exercer diversas ações, como: antiglicante (combatendo os malefícios do açúcar), clareadora e rejuvenescedora”, explica a médica. Pela manhã, ela recomenda um creme para os olhos que contenha chá verde, um ingrediente antioxidante que protege a pele contra os estressores ambientais que contribuem para o envelhecimento. “Os polifenóis do chá verde, que são compostos antioxidantes, neutralizam os radicais livres do envelhecimento no corpo, diminuem o risco de queimaduras solares e diminuem a atividade de uma enzima que degrada o colágeno da pele. O resultado: menos danos UV e menos linhas e rugas”, afirma Roberta.

Foto: HealthStatus

Vermelhidão e irritação: “Dada a natureza fina e sensível dessa pele, pode levar mais tempo para se recuperar, então se você for sensível a um ingrediente de um de seus produtos, como fragrâncias, conservantes ou extratos naturais de plantas, os olhos costumam ser a primeira área que vai explodir em irritação, ou a irritação pode ser mais extrema. Nesse caso, consulte um médico. É melhor tratar a área imediatamente [e identificar o produto ofensivo]; caso contrário, pode levar semanas ou meses para voltar ao normal”, diz.

Que tipo de produto escolher?

Creme ou gel? Esta questão depende do seu tipo de pele ou da preocupação principal. “Se você costuma sofrer com secura na pele dessa região, então é melhor escolher um creme que contenha menos água do que um gel, permitindo uma melhor hidratação. Nesse caso, o gel por si só não é hidratante o suficiente. Por outro lado, se você está lidando com bolsas sob os olhos, um gel pode ser perfeito para você. A vantagem de muitos produtos em gel disponíveis no mercado é que eles podem ser refrigerados. Quando você aplica, qualquer inchaço desaparece imediatamente”, diz a médica.

Aplicação adequada do cosmético

Sobre como aplicar um creme ou gel para os olhos, a médica recomenda usar o dedo com o toque mais leve, geralmente o mindinho. “Bata suavemente na área sob os olhos até que esteja coberta. Isso garante que você não puxe essa pele delicada como faria se a esfregasse”, afirma.

Procedimentos médicos

Às vezes, uma solução sem receita simplesmente não resolve. Felizmente, existem soluções mais poderosas disponíveis no consultório médico. Aqui estão alguns procedimentos e tratamentos sobre os quais você deve perguntar:

Injetáveis: de acordo com um artigo publicado em janeiro de 2015 na Clinics in Plastic Surgery, a injeção de uma pequena quantidade de ácido hialurônico, um preenchedor comum, pode preencher o pequeno sulco próximo à cavidade lacrimal. “Como a pele da região é muito fina, como a pesquisa mostrou, esse procedimento deve ser feito por um profissional qualificado. Para pessoas entre 20 e 40 anos, as olheiras reagem muito bem a esse tratamento”, diz a médica. “Os tratamentos injetáveis de ácido hialurônico têm a função de preencher e restabelecer a estrutura desta região das pálpebras inferiores quando o paciente começa a perder a sustentação. É uma ótima opção para quem sofre com a hiperpigmentação da região, restaurando o volume da pálpebra inferior e reduzindo a coloração”, afirma Paolo Rubez, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS).

Ao preencher esse espaço, ele muda a forma como a luz é refletida nessa área, fazendo com que os olhos pareçam cada vez mais claros. Com um anestésico tópico, as injeções produzem o mínimo de dor e duram de 9 a 12 meses. Uma abordagem diferente pode ser garantida para pessoas na casa dos 45 anos, diz a médica. “Frequentemente, ocorrem alterações ósseas, bem como escorregamento de almofadas de gordura profundas devido à perda de gordura e colágeno, que servem de suporte para a área”, diz a médica. Para tratar essas alterações, a lipoenxertia pode ser indicada. “Nesse caso, utilizamos a gordura do próprio corpo para rejuvenescer a pele, então, a técnica é biocompatível e não há os riscos de rejeição. E, mesmo sabendo que cerca de 50% do material enxertado pode ser absorvido pelo organismo, a quantidade restante é repleta de células-tronco capazes de melhorar a qualidade e o aspecto da pele”, afirma Rubez

“O primeiro passo é retirar a gordura de outra região, que pode ser dos culotes, partes internas ou externas das coxas, costas ou abdômen — sendo que esta última área é a mais comum. O procedimento é feito através de uma cânula que fará a lipoaspiração do material, levando-o para um recipiente separado. Nele, o médico eliminará partes desnecessárias para que a gordura fique limpa e pronta para ser enxertada no local desejado”, completa o médico. Logo após, a gordura é injetada na região facial com o objetivo de trazer efeito volumizador, tratando problemas como olheiras profundas.

Tratamento a laser: para linhas finas ou olheiras, experimente um tratamento a laser. “Existem tecnologias não ablativas que aquecem as camadas mais profundas da derme sem danificar a superfície da pele e melhoram vários sinais de envelhecimento de uma só vez, usando o calor direcionado para desencadear uma resposta de tratamento da pele enrugada”, diz a médica. “Essa resposta estimula a produção de colágeno, o que ajuda a firmar a pele ao longo do tempo. Os lasers não apenas reduzem as linhas, mas também melhoram a aparência das olheiras, manchas escuras e textura”, explica.

Cirurgia de blefaroplastia: “Com a perda de colágeno com o envelhecimento da pele, a camada de gordura ao redor do olho pode escorregar, criando uma protuberância que as pessoas percebem como bolsas ao redor dos olhos”, afirma Roberta. Indicada para fins estéticos e também funcionais, visto que a flacidez excessiva das pálpebras pode atrapalhar a visão de algumas pessoas, a cirurgia de blefaroplastia tem como objetivo rejuvenescer a área periorbital por meio da retirada do excesso de pele e bolsas de gordura presentes nas pálpebras superiores e inferiores, com a possibilidade do reposicionamento dessas estruturas ou preenchimento de sulcos na região quando o médico julgar necessário.

“Em alguns pacientes pode ser realizada também enxertia de gordura para preencher a perda dos tecidos locais, visto que o resultado da cirurgia se torna mais natural quando há certo volume de tecido ao redor dos olhos”, afirma Rubez. “Feito sob anestesia local com sedação ou geral, a cirurgia, que dura entre uma e duas horas, também pode ser realizada em conjunto ao lifting do terço superior da face, quando o excesso de tecido nas pálpebras é causado também pela queda dos supercílios”.

De acordo com o especialista, a recuperação do procedimento é tranquila e indolor, sendo que nos primeiros dias após a cirurgia o paciente pode apresentar inchaço e hematomas no local, sintomas que se resolvem dentro de algumas semanas e podem ser aliviados com a ajuda de repouso e compressas frias sobre os olhos. Os cuidados pós-operatórios são semelhantes aos da cirurgia de correção de ptose palpebral e o resultado definitivo é notado em torno de 3 a 6 meses.

Por fim, a médica lembra que maus hábitos de saúde, principalmente o fumo, podem contribuir para problemas sob os olhos: “O consumo excessivo de álcool pode causar bolsas e olheiras, além de afetar a qualidade do seu sono. Por falar em sono, certifique-se de que está dormindo bem entre sete e nove horas recomendadas por noite. Beber bastante água, reduzir o sal na dieta e aumentar o consumo de vegetais folhosos e frutas, ambos alimentos ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes, também é um bom caminho para ajudar a pele dessa região”.

Fontes:
Roberta Padovan é médica pós-graduada em Dermatologia. Graduada em Medicina pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) e especialista em Medicina Estética e Dermatologia pela Incisa. Com participação regular em congressos, jornadas e cursos nacionais e internacionais, é proprietária de duas clínicas, no Maranhão e em São Paulo, com diversos tratamentos para saúde e beleza da pele. Além disso, atuou como médica residente no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.
Paolo Rubez é cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (Isaps), Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina da Unifesp. O médico é especialista em Cirurgia de Enxaqueca pela Case Western University, com o Dr Bahman Guyuron (em Cleveland – EUA) e em Rinoplastia Estética e Reparadora, pela mesma Universidade, e pela Escola Paulista de Medicina/Unifesp.

Saiba qual é o seu tipo de olheira e quais tratamentos podem ser adotados

Sabe aquelas manchas escuras, que aparecem embaixo dos olhos e tanto incomodam homens e mulheres quando o assunto é beleza facial? Agora não é mais preciso conviver com elas. As temidas e indesejadas olheiras podem ser tratadas e amenizadas por meio de uma série de técnicas, que vão desde a aplicação de cosméticos a um procedimento estético minimamente invasivo realizado em consultório.

A dermatologista e speaker da Sinclair Pharma, Jaciara Hunnicutt , alerta, no entanto, que antes de adotar qualquer tipo de tratamento, é importante conhecer a origem do problema. Segundo a especialista, existem quatro tipos de olheiras, que podem se manifestar pelos mais diversos motivos, como genética, exposição excessiva ao sol, noites mal dormidas, entre outros.

Confira agora os tipos de olheiras existentes e os tratamentos recomendados:

1. Olheiras vasculares:

olheiras

As olheiras vasculares são aquelas que apresentam coloração arroxeada, azulada ou até algo avermelhada. Também podem deixar a região abaixo dos olhos mais inchada em algumas circunstâncias. As principais causas são distúrbio do sistema circulatório, aumento dos vasos sanguíneos e pele muito fina na região. Retenção de líquidos, estresse, noites mal dormidas ou cansaço pioram a situação. O tratamento pode ser realizado com laser, drenagem linfática, dermocosméticos com cafeína, entre outros. “Laser e Luz pulsada são excelentes opções de tratamento”, explica Jaciara.

2. Olheiras pigmentares:

olhos olheiras

As olheiras pigmentares possuem coloração amarronzada ou marrom-acinzentada, podendo ter a tonalidade parecida com outras manchas da face, como o melasma, por exemplo. São causadas pelo acúmulo de pigmentos na pele fina dos olhos. Geralmente, são mais comuns em pessoas que possuem a pele morenas a negra ou que tenham rinite. Segundo a dermatologista, o tratamento ideal depende do tipo de pigmento, que pode ser melanina ou hemossiderina, mas de forma geral, dermocosméticos despigmentantes, peelings e procedimentos a laser fazem parte do tratamento. Já a exposição solar pode piorar o aspecto das manchas ao longo do tempo.

3. Olheiras estruturais ou profundas:

olheiras13539564941_web_

De coloração castanha ou marrom-acinzentada, as olheiras profundas costumam dar um ar de constante cansaço em quem as possui e, curiosamente, de todas as olheiras essas são as menos influenciadas pelos hábitos de vida do paciente. Na verdade, essas olheiras, que são como sombras na face, estão intimamente ligadas à estrutura do rosto; acontecem devido a maior profundidade do sulco nasojugal (goteira lacrimal) e, às vezes, do sulco palpebromalar. A boa notícia é que podem ser facilmente tratadas com preenchimento.

De acordo com a médica, os preenchimentos têm se mostrado bastante efetivos para estes casos. “Eu indico a linha Perfectha, uma geração de preenchedores de ácido hialurônico da Sinclair Pharma, empresa internacional de dermatologia. Entre as quatro apresentações do produto, voltadas para o tratamento de diferentes áreas do rosto e das mãos, a Perfectha Finelines, desenvolvida exclusivamente para a região dos olhos (pés de galinha e olheiras), apresenta um resultado realmente espetacular”, enfatiza.

perfectha_product-min-1.png

Jaciara ainda ressalta que, aplicado por um profissional capacitado e na medida certa, o preenchedor possui poucas contraindicações. “O produto traz em sua fórmula o acido hialurônico, um componente natural do nosso organismo, que promove sustentação, brilho e hidratação da pele. O Perfectha devolve ao paciente uma expressão realmente mais jovem e saudável”, finaliza.

4. Olheiras mistas

olheiras-fundas-2

Acontecem quando dois ou mais tipos se associam. Nesse caso, as olheiras apresentam características combinadas e, normalmente, exigem também tratamentos combinados.

Fonte: Sinclair

Olhos: cuidados gerais para evitar aspecto cansado, com bolsas, olheiras e rugas

A pele mais fina do corpo fica 6% ainda mais fina a cada dez anos e isso contribui para deixar a região ainda mais suscetível ao aparecimento de bolsas, olheiras e rugas. Confira o que fazer para tratar e controlar os problemas dessa região

Com cerca de 0,33 mm de espessura, a pele ao redor dos olhos é de três a cinco vezes mais fina que a do resto do rosto. Essa é só uma de uma série de características fisiológicas que fazem com que essa região seja mais suscetível aos sinais do envelhecimento: “Essa pele é bastante sensível e delicada, com característica e estrutura epidérmica diferenciada. A área também conta com a fragilidade das fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação dessa pele”, explica o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

“Também é uma área pobre em glândulas sebáceas e sudoríparas, tem sua lubrificação natural de sebo e suor reduzida em até 60%, em comparação com outras partes do rosto. Portanto, está mais sujeita ao ressecamento e à flacidez, o que facilita a instalação de linhas de expressão no local”, acrescenta.

Responsável por conferir aspecto cansado ao rosto, problemas como rugas, formação dos pés-de-galinha e de bolsas são comuns nessa região. “A susceptibilidade desse tecido também colabora para o aparecimento das olheiras. Essas alterações são causadas muitas vezes por mudança no estilo de vida, estresse, excesso de sol, álcool, cigarro e noites mal dormidas, mas a genética é um fator preponderante”, comenta.

mulher meia idade creme

A dermatologista Claudia Marçal, membro da SBD, acrescenta que as olheiras genéticas ou hereditárias precisam de controle a vida toda: “Este depósito aumentado de pigmento na região ocular é um marcador genético ou étnico que não desaparecerá espontaneamente e exige tratamentos realizados pelo dermatologista para controlar o quadro posteriormente”, explica.

A dermatologista explica que é fundamental usar creme específico para área dos olhos. “Esses cremes contêm em sua formulação ingredientes na concentração e na textura ideais para tratar de forma não irritativa a área dos olhos, resolvendo muitas vezes problemas de rugas, bolsas, flacidez e o controle das olheiras. Quanto aos ativos, eles devem estimular os fibroblastos, responsáveis pela síntese de novas fibras de colágeno e elastina, tonificar os vasos e prover ação drenante e despigmentante”, indica.

De modo geral, no período noturno esses cremes podem conter retinoides e alfahidroxiácidos em concentrações baixas, e durante o dia é necessário utilizar vitaminas antioxidantes e hidratantes. “Além disso, é muito importante ter higienização adequada e tirar toda a maquiagem, principalmente na área dos olhos, para evitar olheiras e envelhecimento. O acúmulo de pigmentos pode manchar a região”, comenta.

Abaixo, os dermatologistas explicam como surgem as principais alterações dessa região:

rugas

Rugas — O dermatologista Jardis Volpe explica que as principais causas são: falta de hidratação, vícios de expressão (trejeitos repetidos e constantes), alimentação inadequada e sobretudo a exposição demasiada ao sol. “Os cremes com retinol em lipossomas são excelentes opções por promover efeito de renovação celular e devem ser usados à noite, juntamente com ácido hialurônico Hyaxel, que dá a sensação de preenchimento nas camadas mais profundas”, indica. A fórmula, de acordo com o dermatologista, pode mesclar vários pesos moleculares do ácido hialurônico, usando também o DSH CN que atua na camada mais superficial. “Durante o dia, são indicados antioxidantes como Vitamina C e E e consequente uso do fotoprotetor e os óculos de sol que também ajudam a proteger a área”, explica.

olhos olheiras

Olheiras — Além das características genéticas, as olheiras pioram com a alimentação rica em açúcar e sal pois, assim como o álcool, torna a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente. “As olheiras mais violáceas ou mesmo as mistas com tons acastanhados e arroxeados podem surgir por noites maldormidas, por excesso de bebida alcoólica, tabagismo, na TPM, entre outras causas”, comenta Claudia Marçal. “O tratamento pode e deve ser realizado com o uso de hidratantes específicos com peptídeos, ácido hialurônico, silício, antioxidantes associados a retinol ou alfa-hidroxiácidos, meiyanol, cafeína, chá verde, ácido kójico, em associação via oral com fotoproteção imunológica com Polypodium Leucotomos, Picnogenol e Exsynutriment”. Já na clínica, os lasers podem ser indicados.

bolsa olhos.jpg

Bolsas — Estruturalmente, segundo o dermatologista, a região ao redor dos olhos possui duas bolsas de gordura nas pálpebras inferior e superior que incham com facilidade por causa da circulação deficiente que provoca a retenção de líquido. “Sono atrasado, choro, gripe, ingestão de bebida alcoólica ou alimentos condimentados e fase pré-menstrual agravam esse problema”, comenta. Para a sua diminuição, é aconselhável usar cremes à base de vitamina K, cafeína, extratos de castanha da índia, que estimulam a drenagem dos vasos e diminuem o inchaço e a inflamação, além do uso da Vitamina C antioxidante. “Uma dica é deixar os cremes na geladeira, com a temperatura fria eles refrescam e descongestionam os olhos. As versões em roll-on ‘geladinhas’ trazem alívio e ajudam a drenar”, explica o dermatologista Jardis. “Cremes tensores também são ótimos aliados para combater as bolsas, pois esticam a pele e diminuem o inchaço. Mas se o acúmulo de gordura e pele for muito grande, os cremes e tratamentos tópicos, sozinhos, não irão funcionar completamente, aí é necessário o uso de tecnologias como radiofrequência ou Fotona”.

Fontes:
Claudia Marçal é médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.
Jardis Volpe é dermatologista; Diretor Clínico da Clínica Volpe (São Paulo). Formado pela Universidade de São Paulo (USP); Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia; Membro da Sociedade Americana de Laser, da SBD e da Academia Americana de Dermatologia; Pós-graduação em Dermatocosmiatria pela FMABC; Atualização em Laser pela Harvard Medical School.

Três tratamentos para clarear olheiras escuras

Laser, skinbooster e preenchimento são três técnicas para acabar com as olheiras, principalmente as de origem genética

A pigmentação escura ao redor dos olhos, a famosa olheira, é uma das coisas mais difíceis de se tratar, explica Abdo Salomão, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “As olheiras podem ser pigmentares quando são castanhas e tem origem na melanina ou vasculares cuja cor provém da hemoglobina, quando são mais avermelhadas. Existem esses dois tipos. Em uma o predomínio é vaso. Na outra o predomínio é melanina, de forma genética”, explica.

olheiras13539564941_web_

O médico lista alguns tratamentos poderosos para resolver o problema:

Laser Vektra —  é um laser que aplicado nessa região e que melhora a textura e principalmente clareia as olheiras. “Ele melhora tanto o castanho que é o pigmento de melanina quanto o pigmento férrico que é o da hemoglobina. Vektra age no melanócito impedindo a célula de liberar o pigmento para as células mais superficiais. É como se o melanócito guardasse o pigmento para ele”, explica o médico. O ideal é fazer uma sessão a cada 15 dias, num total de 4 a 6 sessões. “As sessões são rápidas, duram 10 minutos, o tratamento não dói, não fica roxo, é possível fazer e o paciente ir trabalhar na mesma hora”, afirma.

Skinbooster —  uma técnica em que é colocado ácido hialurônico de baixa concentração na camada inferior da pele, na derme profunda ou no subcutâneo. “Ele aumenta bem a hidratação dessa região, ajuda a clarear e melhora rugas finas”, explica.

Preenchimento — “Também temos o recurso do preenchimento da goteira lacrimal. Pegamos ácido hialurônico de maior densidade, preenchemos e isso melhora o ângulo da região e aquele aspecto de olho fundo, escuro; tudo isso melhora bastante em uma sessão. O paciente já vê melhora na hora.”

Em casa

creme olhos.jpg

Para usar diariamente, cremes com a combinação do MeiYanol (antiolheira) com Hydroxyprolisilane CN (regenerador) e B-White (clareador) são boas opções, segundo a farmacêutica Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

“O primeiro diminui a inflamação além de ser quelante de ferro, por isso age nas olheiras férricas também; o segundo é um regenerador que recupera a elasticidade da região; o terceiro impede a síntese de melanina e atua quando a pigmentação tem origem genética”, explica. “Mas é importante sempre consultar um dermatologista que pode personalizar a fórmula”, finaliza.

Fonte: A LMG – Laser Medical Group

Booster anti-idade Prev-Aging Eyes previne e trata olheiras, bolsas e rugas

Parte da linha Prev-Aging, da Pharmapele, Prev-Aging Eyes possui alta concentração de ativos para combater os sinais de envelhecimento na região dos olhos e hidratar e proteger a pele dessa área, além de contar com embalagem exclusiva que facilita a aplicação.

Com uma alta concentração de ativos e embalagem exclusiva em formato de seringa, que garante facilidade na aplicação e conservação prolongada do produto, Prev-Aging Eyes é um booster anti-idade para prevenção e tratamento completo da área dos olhos, sendo assim ideal para reduzir rugas e linhas de expressão da região, combater olheiras e bolsas e promover hidratação prolongada, além de conferir ação antipoluição, anti-inchaço e efeito lifting à pele.

Parte da linha Prev-Aging da Pharmapele, que já conta com as versões Day (diurna), Night (noturna) e Mask (maquiagem), o produto contém poderosos ativos em sua composição, como a Vitamina C nano (antioxidante e clareador), o Glyco-Repair (acelera a reparação da pele danificada e ajuda na reconstrução da derme), o Granactive Retinoid (promove renovação celular, o aumento da síntese de colágeno e o preenchimento de rugas e linhas de expressão) e o Liftonin-XPress (suaviza o microrrelevo da pele, reduz rugas, ajuda na síntese de colágeno e confere efeito tensor imediato e prolongado na pele).

Formulado com substâncias naturais que proporcionam conforto e suavidade na aplicação, como derivados da oliva, cera de abelha e jojoba, o produto também conta com o Complexo 3D de AH em sua composição, que une ácido hialurônico de alto, baixo e baixíssimo peso molecular para melhorar a textura, elasticidade e hidratação da pele, conferir ação calmante, reduzir rugas e poros e ainda estimular a produção natural de ácido hialurônico pelo organismo.

Indicação: ação antienvelhecimento e hidratante para área dos olhos; rugas, bolsas e flacidez na região dos olhos, além de olheiras.

prev_aging_eyes.png

Prev-Aging Eyes – Preço: R$ 90,00

Informações: Pharmapele – Site – SAC: 81 3202-2000