Arquivo da tag: olhos

Quarentena: saiba quando procurar um oftalmologista

Conheça 5 sintomas que são sinais de alerta

Vermelhidão nos olhos, conjuntivite, visão embaçada, manchas na visão e sensibilidade à luz são alguns dos sintomas que sinalizam que algo não está bem. Mesmo com o isolamento social, algumas doenças não dão trégua e nesse momento vem a dúvida: devo ou não procurar um especialista em época de quarentena?

No caso de problemas oculares, André Borba, oftalmologista e especialista em oculoplástica faz um alerta: “O momento é sim de ficar em casa, mas alguns sinais como conjuntivite, traumas oculares e dores nos olhos também aparecem durante a quarentena e precisam ser tratados”.

Com a liberação de consulta a distância concedida pelo Conselho Federal de Medicina é possível esclarecimento de dúvidas e também apontamento e demonstração de sintomas. “O isolamento social é inquestionável. Nos casos de baixa gravidade é possível fazer essa orientação de forma virtual, preservando a saúde do paciente e evitando que ele circule pela cidade desnecessariamente. Mas há casos que a ida ao consultório de urgência também se faz necessário para evitar que o quadro se agrave”, complementa Borba.

Segundo a Organização Mundial de Saúde cerca de 285 milhões de pessoas no mundo tem problemas relacionados à visão. Desses entre 60% e 80% dos casos podem ser evitados e tratados.

O especialista indica 5 sintomas atípicos onde a consulta com o oftalmologista é fundamental:

conjuntivite Webmd
Conjuntivite – Fonte: WebMd

=Olhos irritados, coceira e vermelhidão: infecções virais e bactérias podem deixar os olhos vermelhos. O mesmo acontece nos casos de conjuntivite. Além disso, a vermelhidão também é um dos sintomas de inflamação nas estruturas internas do globo ocular e do glaucoma. Nunca se automedique nem tome providências sem prescrição médica.
=Manchas na visão: todo tipo de mancha deve ser investigado. Pode ser um problema relacionado à idade, mas também dependendo do grau de gravidade pode estar relacionado ao descolamento de retina ou algum tipo de hemorragia vítrea.
=Lacrimejar com frequência: esse é mais um sinal de alerta. Em muitos casos o diagnóstico é o de obstrução da via lacrimal, responsável pela drenagem da lágrima e que tem como função lubrificar e proteger os olhos. O diagnóstico precoce é importante para evitar uma futura infecção por bactérias que se aproveitam do acúmulo de lágrima “parada”.
=Cílios invertidos: essa doença, conhecida como entrópio, é caracterizada pela inversão dos cílios, que causam incômodo no globo ocular, produção excessiva de lágrimas, além de sensação de corpo estranho nos olhos e perda da visão devido à ceratite.
=Alteração estética da córnea: doença ocular benigna (pterígio) que chama atenção por alterar a estética do olho. É um crescimento anormal de formato triangular na córnea. Não se trata de câncer, mas tanto a exposição solar prolongada quanto a irritação crônica causada pelos ambientes secos podem contribuir para o seu desenvolvimento.

andre borba oftalmo

Fonte: André Borba é Médico Cirurgião Oculoplástico, especialista em Cirurgia Reconstrutiva e Estética das Pálpebras e Via Lacrimal, com doutorado em Ciências Médicas pela Universidade de São Paulo (USP). Revisor científico da Pan-American Journal of Ophthalmology dos EUA. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular (SBCP) e membro titular da Sociedade Portuguesa de Medicina Estética (SPME).

Shiseido Ultimune Eye previne ressecamento, rugas e sinais de envelhecimento

Dizem que nossos olhos podem revelar nossa idade. Então, como podemos protegê-los e defendê-los contra os danos?

A pele ao redor dos olhos é especialmente delicada. Ela facilmente demonstra o cansaço e a exaustão, começando a apresentar sinais gerais de envelhecimento por volta dos 25 anos. Sem mencionar todos os danos diários que causamos ao esfregar os olhos – seja para combater o cansaço ou a fadiga causada por telas de computador, celulares ou TV, demaquilar aquela máscara de cílios mais resistente ou devido à irritação causada pela poluição ou alergias. Esse tipo de fricção pode enfraquecer significativamente a área do contorno dos olhos.

O Ultimune Power Infusing Eye Concentrate dá suporte a esta pele frágil, combatendo os danos diários causados pela fricção e trazendo uma nova força que ajuda a prevenir o ressecamento, rugas e sinais de envelhecimento. Usado sozinho ou em combinação com outro tratamento Shiseido para potencializar seus efeitos, ele entrega uma pele mais luminosa e suave ao redor dos olhos.

Ultimune Power Infusing Eye Concentrate é o primeiro produto de tratamento específico para os olhos da Shiseido que reduz comprovadamente em 30% os danos causados pela fricção. Combinando tecnologias recém-desenvolvidas com a consagrada fórmula de Ultimune, o Ultimune Power Infusing Eye Concentrate ajuda a reduzir o atrito ao redor da área dos olhos e melhora a condição da pele. Isso neutraliza danos e sinais de envelhecimento precoce que podem ser causados pela fricção e pela remoção intensiva da maquiagem.

Uma grande inovação tecnológica. A linha Ultimune é conhecida por sua capacidade de fortalecer a pele de dentro para fora, aprimorando suas defesas internas. No coração da fórmula está a tecnologia de ImuGeneration da Shiseido, enriquecida por uma brilhante mistura de ingredientes botânicos, incluindo cogumelos Reishi e extrato de íris energizante, conhecidos por ajudarem a manter a condição ideal da pele.

O recém-lançado tratamento para os olhos também inclui Complexo Smoothing Defense, que atua como um escudo para proteger a delicada área dos olhos do impacto de atritos. Enquanto um exclusivo complexo de agentes hidratantes trabalha para aumentar a hidratação da pele e potencializar suas defesas naturais.

Defesa Invisível

15478-UTM-S-Power_Infusing_Eye_Concentrate_15ml-Shade-1812-Product_Angled-2000

O Ultimune Power Infusion Eye Concentrate desaparece quase instantaneamente, deixando apenas um véu invisível. Formulado com a mesma conceituada textura do sérum Ultimune, leve, refrescante e não pegajosa. Adere de forma bonita e sem esforço à delicada área dos olhos, criando uma sensação reconfortante de proteção imediatamente após a aplicação.

As mulheres experimentaram grandes melhorias nos cinco problemas que afetam o contorno e a aparência dos olhos: aspereza, olheiras, inchaço, rugas e flacidez.

Ultimune Power Infusion Eye Concentrate não apenas reduz os danos causados por fricção em 30%. Ele também ajuda a atenuar a aspereza, olheiras, inchaço, rugas e perda de firmeza – os cinco principais problemas que afetam o contorno e a aparência dos olhos – enquanto dá suporte às forças naturais da pele, promovendo suavidade e resiliência.

Com curvas projetadas para deslizar sem esforço na sua mão e uma perfeita tampa lisa e arredondada, até o design exclusivo da embalagem é guiado pelo conceito de Ultimune Eye. Simbolizando a nova resistência da pele aos atritos, a embalagem vermelha vibrante invoca a cor da assinatura do Ultimune, enquanto as cores em degradê sinalizam a evolução da pele e sua condição cada vez aprimorada.

Tecnologia

Esfregamos os olhos todos os dias, sem perceber os danos que estamos causando para a pele delicada da área dos olhos. Fazemos isso quando estamos cansados. Quando queremos demaquilar aquela máscara de cílios mais resistente. Quando nossos olhos se sentem pesados após longas horas na frente de uma tela de computador, celular ou TV. Quando eles se sentem irritados por alergias ou pela poluição.

Entretanto a pele ao redor dos olhos é especialmente delicada e facilmente danificada por atrito. Depois de esfregar a pele apenas uma dúzia de vezes, o estrato córneo pode se deteriorar. Essa camada mais externa é crítica para selar a barreira da pele e proteger a epiderme.

O atrito causado pela fricção também danifica a saúde das células de Langerhans, que são conhecidas por fortalecer e melhorar as defesas internas da pele. Uma vez comprometidos, seus números diminuem significativamente. E, como resultado, estamos menos protegidos.

A pele começa a ficar mais áspera, olheiras e inchaço aparecem. O envelhecimento precoce torna-se um risco significativo.

Imunidade da pele

Dentro da pele, as células de Langerhans atuam como guardiãs da imunidade – encontrando, capturando e removendo corpos estranhos, além de suprimir quaisquer reações causadas por essas substâncias. Constantemente gerando e aprimorando as células Langerhans, este revolucionário tratamento da área dos olhos reduz os fatores indutores de danos e cria um ambiente favorável para uma pele mais radiante e forte.

Esta nova tecnologia inovadora atua como um escudo protetor para a sua pele reduzir significativamente os danos causados pelo atrito. Protege a própria superfície da pele enquanto também penetra profundamente no estrato córneo para proteger as células de cada camada individualmente e manter as defesas internas.

Três complexos Shiseido se combinam para fornecer essa proteção multinível:

Skin Shield (óleo de suavização): reduz a fricção na superfície da pele.

Protetor de células (xarope de milho com alto teor de frutose): liga-se diretamente ao estrato córneo para proteger suas reservas de hidratação e minimiza os danos.

Escudo lipídico (óleo de noz de macadâmia): mistura-se com lipídios intracelulares para proteger as células do estrato córneo para uma área dos olhos mais hidratada e radiante dos olhos.

Hidratação

Um composto poderoso, contendo extrato de manjerona e glicerina, evitam a oxidação das células de Langerhans e promovem a produção de ácido hialurônico na pele. O extrato de manjerona é conhecido por combater os radicais livres que podem danificar o suprimento de células de Langerhans pela pele.

Um tratamento específico para a área dos olhos que melhora a capacidade de autodefesa da pele contra danos causados por agressores externos e pelo atrito, promovendo pele macia, radiante e firme de dentro para fora.

Modo de Uso: Use todas as manhãs e noites após limpar e balancear a pele. Aperte o dosador apenas uma vez para toda a área dos olhos. Para ampliar sua eficácia, combine o Ultimune Power Infusing Eye Concentrate com algum creme para os olhos da Shiseido, como o Benefiance Eye Cream.

15478-UTM-S-Power_Infusing_Eye_Concentrate_15ml-Shade-1901-Product_withCase-1000

Shiseido Ultimune Power Infusing Eye Concentrate – Preço sugerido: R$ 359,00

Informações: Shiseido

Preenchedores faciais podem causar perda da visão

Atualmente, existem vários preenchedores injetáveis capazes de amenizar os efeitos do envelhecimento no rosto, como ácido hialurônico, gordura, hidroxiapatita de cálcio e até o polimetilmetacrilato (PMMA) – não recomendado, mas ainda utilizado. Porém, com a famosa “harmonização facial” e o aumento da popularidade desse tipo de procedimento, é importante ter cuidado antes de optar pela aplicação destes produtos, pois, se realizado de forma incorreta, o procedimento pode resultar em sérias complicações, como a perda parcial ou total da visão.

shutterstock botox

O oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugenio, em Brasília, teve dois casos de pacientes que perderam a visão em decorrência desses procedimentos. “A aplicação de preenchedores pode, eventualmente, obstruir uma veia da drenagem ocular ou uma artéria fina que leva até uma artéria oftálmica, causando a perda da visão”, explica, apontando que nesse tipo de situação pode ocorrer até um AVC, caso a aplicação atinja uma artéria cerebral.

O risco está presente nesse tipo procedimento independente da substância preenchedora utilizada. Segundo revisão sistemática publicada no periódico científico PRS-Global Open, que analisou casos de perda de visão associados a preenchimentos faciais, de 190 casos, 47% foram causados por injeção isolada de gordura, 28% estavam relacionados a aplicação de ácido hialurônico e os outros 25% foram associados a outros tipos de preenchedores.

Recentemente, a ex-modelo americana Carol Bryan disse, em entrevista ao jornal The Independent, que teve seu rosto deformado após realizar um preenchimento facial para dar volume na testa e nas maçãs do rosto, em 2009, aos 47 anos. Ela passou a realizar uma série de procedimentos corretivos que só pioraram o quadro. Ao remover o volume extra em sua testa, um nervo óptico foi atingido e ela perdeu a visão do olho direito.

Um estudo publicado pelo JAMA Ophtalmology alerta que o preenchimento na área da testa pode causar danos irreversíveis aos olhos. A Food and Drug Administration recomenda que a injeção de gordura ou colágeno, por exemplo, seja feita apenas na área central do rosto, como ao redor da boca.

Além da testa, outra região de elevado risco é a da glabela, entre as sobrancelhas. “Este local é bastante arriscado porque contém uma série de artérias superficiais que se comunicam com as artérias da retina”, diz Medeiros.

cosmetic-injectables-botulinum-toxin botox

A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) alerta que procedimentos estéticos devem ser realizados apenas por médicos, que são profissionais habilitados para também tratar as eventuais complicações. Profissionais que não tenham a devida habilitação e autorização legal para a sua execução podem provocar risco à saúde pública da população.

Outros problemas que podem ocorrer durante o procedimento com preenchedores são: reações urticariformes (lesões na pele), cicatrizes e deformidades; choque anafilático (reação alérgica grave); sequelas como necrose e cegueira, caso os produtos sejam aplicados de forma errada e parem na circulação sanguínea.

Fonte: Clínica de Olhos Dr. João Eugenio

Carnaval requer cuidados com os olhos

Carnaval é época de cair na folia, caprichar na maquiagem e na fantasia. Mas para não encerrar a festa antes da hora é preciso tomar alguns cuidados com os olhos. Neste período, crescem os casos de inflamação e a doença mais comum é a conjuntivite, pois as aglomerações, principalmente em ambientes fechados, favorecem a proliferação de vírus.

Sprays de espuma e maquiagens também podem aumentar o risco de contaminação nos olhos por agentes biológicos e químicos, causando blefarite (inflamação das pálpebras), terçol e alergias.

conjuntivite Webmd
Conjuntivite – Fonte: WebMd

Os sintomas da conjuntivite viral ou bacteriana são pálpebras inchadas, vermelhidão, sensação de areia nos olhos e secreção. Em ambos os casos a pessoa precisará de tratamento especializado. Segundo o oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugênio, a melhor forma de evitar as conjuntivites durante o carnaval é manter as mãos limpas, evitar coçar os olhos, optar por locais arejados e não compartilhar maquiagem nem óculos.

carnaval-glityter

O excesso de maquiagem pode acarretar problemas. “Sombras com glitter ou purpurina podem arranhar o cristalino ou ainda se acomodar nas pálpebras, causando irritação”, explica o médico. O lápis de olho também pode obstruir os orifícios das glândulas de meibômio, que são responsáveis pela secreção de material gorduroso presente na composição da lágrima. Com a obstrução das glândulas, aumentam os riscos de inflamação e infecção local, causando terçol ou blefarite.

Recomenda-se utilizar maquiagem de boa qualidade e retirá-las com demaquilantes bifásicos, além de lavar bem o rosto. Respeitar o prazo de validade dos produtos é importante.

diariolanoticia spray espuma
DiarioLaNoticia

O spray de espuma, muito utilizado neste período, também é um grande risco para os olhos. “Esse tipo de spray utiliza substâncias como o poliuretano, além de gases para o efeito de spray (gás butano) que podem causar lesões nas mucosas dos olhos”, afirma Hilton Medeiros.

O médico explica que se a substância entrar nos olhos, deve ser lavada com água corrente e nenhuma medicação deve ser aplicada no local. “Nada de colírios, pomadas, isso só vai agravar o problema. Se após a lavagem ainda houver dor ou sensação de areia nos olhos ou ainda uma piora da visão, é imprescindível procurar a ajuda de um oftalmologista”, diz o especialista.

carnaval mulher

Objetos estranhos, como os variados tipos de serpentinas, confetes e outros artifícios que são empregados em festas de carnaval, podem lesionar os olhos. Por isso, durante o dia procure usar óculos com proteção UVA e UVB, pois além de proteger os olhos dos raios ultravioleta, vão protegê-los desses objetos. À noite, redobre a atenção.

Fonte: Clínica de Olhos Dr. João Eugênio

Conjuntivite é muito comum no verão; veja como evitá-la

Incidência da doença nesta época pode chegar a 80%; porém, medidas simples e eficazes podem ajudar a evitar esse e outros problemas oculares

Chapéus e óculos escuros. Esses adereços tornam-se muito presentes em épocas de férias, como no início do ano, mas a utilidade deles vai muito além do estilo. Quem quer prevenir doenças oculares deve levar tais itens na mala, sem pensar duas vezes. O uso de óculos escuros de qualidade, certificado por profissionais, aliado ao chapéu, ajuda — e muito -, a proteger a visão de vários problemas, como a conjuntivite.

-stock-photo mulher praia chapeu oculos

“No verão a incidência dessa doença chega a 80%, por isso é importante prevenir”, explica o oftalmologista do Hospital CEMA, Omar Assae.

A conjuntivite ocorre quando há uma inflamação da conjuntiva, membrana que recobre o olho. A mais comum delas, a infecciosa, pode ser bacteriana ou viral, e é altamente contagiosa. Existem vários tipos da doença, como a conjuntivite alérgica, fúngica e a tóxica, porém as virais são as mais comuns.

Além do uso do chapéu e dos óculos escuros, é importante também adotar medidas de higiene, que podem fazer toda a diferença e deixar a conjuntivite bem longe. “Evite coçar os olhos, principalmente se as mãos estiverem sujas e se estiver em ambientes aglomerados. Só esse cuidado já previne boa parte dos casos”, detalha o médico. Já no caso do cloro das piscinas e do sal do mar, embora não causem doenças diretamente, podem provocar alergias ou irritações.

conjuntivite Webmd
Conjuntivite – Fonte: WebMd

Por fim, nada de tratamentos caseiros para tratar a vermelhidão ocular, coceira ou outros sintomas correlatos. Sentiu que algo não vai bem nos olhos, procure um oftalmologista, pois medidas caseiras podem agravar ainda mais o quadro. Além de conjuntivite, outras enfermidades que podem aparecer no verão são as ceratites, alergias, catarata precoce, tumores, pterígio, entre outras.

Fonte: Cema

Especialista dá dicas de como cuidar da saúde dos olhos durante o verão

Óculos de sol, viseiras e lubrificantes oculares são importantes para evitar o ressecamento dos olhos e o contato direto com o Sol

O Verão é uma das épocas mais esperadas pelos brasileiros, mas também uma das mais perigosas para nossa saúde, já que a exposição solar excessiva pode provocar queimaduras de pele, por isso, todo cuidado é pouco, inclusive com a saúde dos olhos.

Ione Alexim, coordenadora do Serviço de Oftalmologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, alerta para o uso de lentes de contato em dias de praia e piscinas, por exemplo. Por se tratar de um produto de base aquosa e muito sensível, as lentes de contato estão facilmente suscetíveis a contaminações por bactérias, como a Pseudomonas aeruginosa.

lentes de contato - Foto J. Durham
Foto: J. Durham/MorgueFile

“Esse tipo de bactéria é geralmente encontrada na água do mar e piscinas e pode causar úlceras de córnea”, diz a especialista. Cerca de 50% dos pacientes que apresentam algum tipo de infecção bactéria na córnea, pode acabar com algum tipo de sequela. “As bactérias e a areia impregnam as lentes e, mesmo descartando o material após o uso, o contato com os olhos e a exposição às bactérias já aconteceu”.

A médica também ressalta que um diagnóstico muito comum é a conjuntivite química causada pelo cloro da piscina, inclusive em pacientes que não têm nenhum tipo de problema oftalmológico, uma vez que a exposição pode ocorrer com qualquer pessoa. Alguns cuidados, como não compartilhar toalhas, travesseiros e óculos escuros e ter o hábito de sempre lavar as mãos pode ajudar na prevenção de doenças oculares.

Como evitar o desconforto do tempo seco?

olho lacrimejando

O tempo seco comum nos dias de altas temperaturas também é um problema, já que isso aumenta o ressecamento dos olhos. Uma forma de evitar o desconforto é o uso frequente de lubrificantes oculares, com preferência para os sem conservantes. “A tendência é que as lágrimas naturais evaporem ainda mais rápido durante o calor, causando a sensação do olho seco ou a piora da queixa”, comenta.

A especialista explica que isso acontece muito no dia a dia, principalmente, para quem trabalha ou passa muito tempo conectado aos eletrônicos, pois piscamos com menos frequência nesses períodos. “O ideal é fazer pausas ao longo do dia para lubrificar os olhos e evitar exposição direta a saídas de fluxo do ar nos aparelhos de ar condicionado”, ressalta. A oleosidade da pele também ajuda no ressecamento dos olhos. “Nesses casos, é recomendável lavar a região dos olhos com xampu neutro”.

shutterstock mulher 50 praia
Shutterstock

Segundo a médica, o uso de óculos de sol e de viseiras é essencial para evitar o contato direto com o Sol e o ressecamento dos olhos. Outro ponto que a especialista destaca, é a importância de checar a qualidade e a autenticidade das lentes dos óculos de sol. “Não podemos afirmar que os óculos vendidos nas ruas ou até mesmo por ambulantes na praia têm proteção ultravioleta,” diz a médica. A preferência deve ser sempre por produtos adquiridos em lojas que ofereçam certificados de garantia para o produto.

Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Dieta equilibrada faz bem aos olhos e evita doenças

Há uma relação intrínseca entre alimentação e saúde. Uma dieta rica e bem dosada contribui para uma vida mais saudável, organismo equilibrado e maior disposição no dia a dia. Como partes fundamentais do corpo, os olhos seguem a mesma regra e podem ser beneficiados por uma série de nutrientes.

Alimentos que contêm vitaminas A, C e E, ômega 3, zinco, entre outros, devem fazer parte das refeições. A frequência, contudo, vai depender da substância e do tipo de deficiência que o indivíduo possui. “É importante ressaltar que, em determinadas condições, a quantidade de nutrientes necessários pode ser elevada. Nestes casos, é recomendado o uso de suplementação com comprimidos”, explica Ibraim Vieira, oftalmologista do H.Olhos – Hospital de Olhos.

Abaixo, o médico traz uma lista dos principais nutrientes e de suas fontes alimentícias.

Retinol ou vitamina A – trata-se do nutriente mais importante para a visão. É essencial no ciclo dos fotorreceptores, células da retina que possibilitam a visão. Sua deficiência no organismo pode levar à xeroftalmia (olho seco), redução da visão no escuro e, nos piores casos, à cegueira.

damasco
Onde encontrar: cenoura, abóbora, ovos, damasco e fígado.

Carotenoides (zeaxantina e luteína) – são as substâncias responsáveis pelos tons entre amarelados e avermelhados na natureza. “Primos” da vitamina A, sua ausência aumenta o risco de DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade), doença que ocorre em uma parte da retina chamada mácula e que leva à perda progressiva da visão central.

milho espigas
Onde encontrar: milho, pequi, couve e na maioria dos vegetais amarelos, alaranjados, vermelhos e verdes.

Ômega 3 – o aumento do consumo deste tipo de gordura pode ajudar nos sintomas de olhos seco e blefarite (inflamação da parte externa das pálpebras).

tartar de salmao
Onde encontrar: salmão, sardinha, atum, linhaça e chia.

Vitaminas C e E – sua ingestão também reduz o risco de DMRI.

GOIABA
Onde encontrar: limão, laranja, goiaba, brócolis (vitamina C); vegetais verde-escuros, castanhas, amêndoas, gema de ovo e fígado (vitamina E).

Zinco – mais uma substância que reduz o risco de DMRI.

freegreatpicture-frango
Onde encontrar: carne de vaca, frango, peixes, feijão, grão-de-bico e castanhas.

O outro lado

Por outro lado, existem dietas que podem prejudicar a saúde dos olhos, sobretudo quando associadas à ingestão em exagero ou em pacientes com doenças prévias.

diabetes-alimentacao

Segundo Vieira, a retinopatia diabética é uma das principais causas de cegueira no mundo. O desenvolvimento da doença está intimamente ligado ao consumo de determinados alimentos: “Para pessoas com diabetes, a ingestão de açúcares e carboidratos em grandes quantidades tende a gerar alterações retinianas que, em longo prazo, podem prejudicar a visão e até cegar”.

O consumo de álcool em excesso também pode levar a problemas oftalmológicos, como a neuropatia tóxica, que ataca os nervos periféricos. A subnutrição, presente em muitos casos de alcoolismo, também aumenta o risco de doenças na retina. O abuso de bebidas alcoólicas durante a gravidez coloca em risco a formação dos olhos do bebê.

“A ingestão exagerada de algumas vitaminas e suplementos também está relacionada ao aumento de patologias. Por isso, deve-se priorizar uma dieta sensata. Em caso de dúvidas ou de deficiência de nutrientes, a melhor solução é sempre conversar com um médico ou nutricionista”, adverte.

Fonte: Grupo H.Olhos

Urban Decay lança máscara de cílios à prova d’água Perversion

Reforçando o conceito da marca em trazer para seus consumidores produtos inovadores, de alto poder de fixação e durabilidade, características primordiais para atender o cotidiano corrido e dinâmico de todos, a Urban Decay apresenta a máscara de cílios Perversion na versão à prova d’água.

As preocupações em ficar com os olhos borrados durante os exercícios, seja dentro ou fora d’àgua, ou dias mais intensos acabaram.  A máscara de cílios superintensa, mais preta que o preto, agora é à prova d’água, saindo apenas quando você quiser, e 100% cruelty free.

O aplicador todo recheado de cerdas, é ideal para quem quer volume e cílios dramáticos, a make-up artist de Urban Decay, Gabi Pinheiro, ainda dá uma dica para hora de aplicar “faça movimentos zig-zag da raiz dos fios até as pontas para conquistar um look de arrasar”.

Sua fórmula fluida, que alonga e dá volume aos cílios, impede que os fios fiquem grudados e empelotados, mesmo você aplicando mais de uma camada. Para ficar ainda mais incrível, a Perversion à prova d’água conta com uma mistura de proteínas nutritivas, aminoácidos e extrato de mel em sua fórmula, promovendo cílios maiores, mais pretos e saudáveis.

urban perversion 2

A máscara de cílios Perversion Waterproof estará disponível nos e-commerce da Sephora, e nas lojas físicas da Sephora em novembro com preço sugerido ao consumidor de R$ 149,00.

 

Chegada da primavera pede cuidados para evitar doenças respiratórias

A baixa umidade do ar está entre os causadores de infecções e crises alérgicas. Conselho de Medicina recomenda adoção de ações preventivas e a consulta a um médico

Com a chegada da primavera, que começa oficialmente nesta segunda (23), o tempo seco e a disseminação do pólen das flores ajudam a aumentar o número das chamadas ‘doenças da primavera’. São as crises alérgicas e os problemas respiratórios motivados pelas características da estação e que afetam principalmente crianças e idosos.

mulher espirro

Em setembro, o conhecido mês das flores, as doenças sazonais mais comuns são: asma, catapora, caxumba, rinite e conjuntivite alérgica. As reincidências de crises de rinite alérgica podem desencadear sinusite, amigdalite, faringite e otites repetidas. Os sintomas mais habituais das alergias e doenças respiratórias provenientes desta época são tosse, espirros, obstrução nasal, coriza, coceira e irritação nos olhos.

mulher limpando tapete diy network
Foto: DIY Network

De acordo com a médica otorrinolaringologista e conselheira do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Regina Marquezini, medidas simples podem ajudar a evitar essa lista de incômodos. Entre eles estão: higienização de aparelhos de ar-condicionado; limpeza de tapetes, colchões, travesseiros, cortinas, objetos revestidos de pelúcias e outros materiais que possam acumular ácaros e poeira; manutenção de ambientes limpos e arejados e hidratação.

gripe espirro rinite

“É muito importante que se evite medicamentos caseiros ou a automedicação. Caso surjam esses ou outros sintomas, recomendamos sempre que um médico seja consultado para orientar sobre o melhor tratamento e os medicamentos mais adequados”, acrescentou a médica.

Fonte: Cremesp

Sarampo pode ocasionar sérias complicações na visão

Nos últimos meses, o Brasil registrou 3.339 casos de sarampo em 16 estados, com quatro mortes, segundo balanço do Ministério da Saúde divulgado na última sexta-feira (13). Neste período, o Distrito Federal registrou três casos. Causado por um vírus transmitido pelas secreções respiratórias, o sarampo é uma doença infectocontagiosa aguda grave e provoca inflamação generalizada nos vasos sanguíneos. Além de manchas na pele, febre e mal-estar, a doença pode causar graves lesões nos olhos.

“A infecção pode causar desde um quadro leve de conjuntivite ou ceratite, até complicações mais sérias como úlcera de córnea com risco de desenvolver cicatrizes corneanas ou perfurações, entre outros casos, podendo evoluir para cegueira”, explica o oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugenio.

Recomenda-se a avaliação oftalmológica caso a pessoa acometida pelo sarampo apresente hiperemia, irritação ocular, fotofobia, lacrimejamento, ardor e embaçamento visual.

olho lacrimejando.jpg

Mulheres que não foram vacinadas e contraem o sarampo durante a gravidez, apresentam risco de transmissão ao feto por meio da placenta, podendo o bebê sofrer alterações da retina, catarata e nervo óptico com potencial de cegueira. “Nestes casos, é comum o bebê nascer com catarata congênita, doença que é responsável por 4 em cada 10 casos de perda da visão na infância”, afirma o especialista.

A única forma de prevenir o sarampo é a vacinação. Não existe um tratamento específico para a doença. O tratamento profilático (preventivo) com antibióticos é contraindicado.

Nos casos sem complicações, o ideal é manter a pessoa bem hidratada e alimentada e combater a febre. Os sintomas podem demorar até oito semanas para desaparecerem.

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo vai ocorrer de 7 a 25 de outubro e o público-alvo são crianças de 6 meses a menores de 5 anos. Já a segunda etapa, de 18 a 30 de novembro, o foco é a população de 20 a 29 anos.

Oftalmologista Hilton Medeiros
Oftalmologista Hilton Medeiros

Fonte: Clínica de Olhos Dr. João Eugenio