Arquivo da tag: oscar

Vermelho impera nos vestidos do Oscar 2022

A noite de entrega do Oscar deste ano teria sido bem morna se não fosse uma cena que levou milhões a pensarem que se tratava de uma encenação: Will Smith se levantou de sua cadeira e subiu ao palco para dar um tapa no ator e comediante Chris Rock durante a cerimônia. Tudo porque Rock fez uma piada sobre a mulher de Smith, Jada Pinkett Smith, estar sem cabelo. A atriz tem alopecia areata, doença inflamatória que provoca a queda de cabelo. A cena, surreal, eclipsou toda a premiação, inclusive a de melhor filme, que ficou para “No Ritmo do Coração”, considerado pelos críticos de cinema uma obra menor.

Em termos de moda, não houve surpresas e o vermelho dominou a noite. Somente a maquiadora sueca Eva Von Bahr, que concorria pelo trabalho no filme Duna, usou um vestido que alguns apelidaram de museu, com direito a uma bolsa que lembrava uma estátua.

Abaixo, confira uma seleção com algumas das atrizes maduras que participaram da cerimônia. As primeiras, todas usando vermelho:

Meu preferido foi este último, de Kirsten Dunst.

Abaixo, alguns outros destaques. Meu preferido foi o verde, usado exatamente por Jada, um dos mais bonitos e impactantes da noite:

Já o mais bonito da noite, na minha opinião, com um ar de princesa angelical foi usado pela atriz Saniyya Sidney, que interpretou a tenista Vênus Williams em “king Richard: Criando Campeãs”, que rendeu a Will Smith o primeiro Oscar.

Wine indica rótulos especiais para acompanhar maior premiação do cinema

Cibele Siqueira, sommelière da Wine, traz algumas dicas de vinhos perfeitos para quem vai assistir ao espetáculo neste domingo, dia 27

A data mais aguardada por todos os cinéfilos e amantes da sétima arte é dia 27, domingos, às 22h. A cerimônia de premiação do cinema mundial é uma ótima ocasião para reunir os amigos. Pensando nisso e nos diferentes momentos que esta transmissão acaba criando, Cibele Siqueira, sommelière da Wine, maior clube de assinatura de vinhos do mundo, preparou uma lista de rótulos que são perfeitos para quem vai acompanhar a indicação dos filmes e artistas vencedores.

Filmes e Pipoca – O vinho Esteban Martín D.O.P. Cariñena Chardonnay Macabeo Blanco 2020 é um blend espanhol refrescante e de corpo leve, mas com boa acidez e untuosidade para equilibrar com a manteiga da pipoca.

Filmes e PizzaFinca Las Moras Dadá Nº 391 Art Cabernet 2020 é rótulo que tem uma pegada atrevida e irreverente, sendo perfeito para torcer para aquele filme com final surpreendente ao lado de uma boa pizza!

Cinema é arte – Brinde à arte com vinhos que trazem esta proposta, como o Vik A 2020 da Vinícola Vik. Um corte de castas bordalesas que passa 18 meses em barrica. Um vinho estruturado, que aos poucos vai revelando seus aromas em taça e de uma vinícola que se inspira na arte não somente em seus rótulos, mas também nos vinhos que ao mudarem o corte de safra para safra, expressam histórias diferentes.

O Premiado – Não poderia faltar na lista o prestigiadíssimo vinho da Wine, um vinho de gala que com certeza já está no rol de queridinhos do sócio. O Clos de Los Siete By Michel Rolland 2019 é aclamado pela crítica de vinhos. Este rótulo argentino entrou para a lista top100 da Wine Enthusiast, Wine Spectator e James Suckling com sua safra 2018.

Para impressionar – Faça aquela make de arrasar, coloque um look dramático perfeito para o red carpet e invista no Champagne Montaudon Grande Rosé, até porque os clássicos sempre são ovacionados e nunca saem de moda. Se inspire nas obras cinematográficas e desfrute de cada gole do seu vinho favorito.

Beleza no Oscar 2021: algumas das melhores maquiagens do tapete vermelho

Higor Piccoli, maquiador parceiro Dailus, adianta as tendências de make usadas pelas famosas no evento

Na noite de ontem, 25, aconteceu a cerimônia do Oscar 2021, principal premiação mundial da indústria do cinema. O evento, que transborda glamour, é sempre uma oportunidade especial para babarmos nos looks das celebridades e entendermos as tendências de beauty que recriaremos nos próximos meses, e, com algumas adaptações, até mesmo, no nosso dia a dia.

Então, vamos mergulhar nas makes que brilharam no red carpet do Oscar 2021? Para te ajudar, o profissional Higor Piccoli, maquiador parceiro Dailus, reuniu as tendências mais inspiradoras da noite que podem render muitos makes nos próximos meses:

Maria Bakalova

De fato, o olhar marcado foi a principal tendência do Oscar 2021. Concorrendo a melhor atriz coadjuvante, Maria Bakalova, conseguiu expressar a tendência de maneira muito delicada. Com uma lapiseira de olhos marrom em toda área dos olhos, é possível recriar o look em poucos minutos. Para complementar o olhar, muitas camadas de máscaras para cílios, garantindo mais volume a eles. O toque clássico, veio com um batom vinho matte, que, mesmo com o olhar marcado, ficou muito chique!

Regina King

Regina King, sempre deslumbrante, e seu vestido de 62 mil paetês, não foram sozinhos nessa premiação. Estavam muito bem acompanhados de um make belíssimo. No cotidiano, um lápis preto, fácil de esfumar, recria com facilidade o look. Essencial para o make de diva, o gel para sobrancelhas garante que os pelinhos fiquem “no lugar” o dia inteiro! E para brilhar tanto quanto o vestido, um ponto de luz no canto interno dos olhos fez a diferença.

Andra Day

Getty Images

Concorrendo ao prêmio de melhor atriz em Estados Unidos x Billie Holiday, Andra Day apostou em uma maquiagem natural, tendência que está crescendo cada vez mais. Mesmo com um visual “básico”, os detalhes são essenciais. Os lábios contornados e com muito gloss, garantiram um efeito fresh! Simples, mas bem marcado, o olhar ganhou destaque com cílios longos e curvados. Ótimo para recriar naquele dia corrido, né?

Zendaya


A Zendaya sempre traz informações de moda em seus visuais, até mesmo em sua beleza! As sobrancelhas penteadas para cima deixaram o look moderno e atual. Com um gel para sobrancelhas, penteando os pelinhos para cima, e preenchendo as pequenas falinhas com uma lapiseira própria, fica fácil de aderir. Quem já quer usar? Nos lábios um tom delicado de rosa e muito gloss para arrematar o look!

Viola Davis

O look dramático de Viola Davis pediu um olhar bem definido e marcado. Tendência nos próximos meses, ele é prático de ser copiado. Basta aplicar um lápis preto, delineando todo o contorno dos olhos! Bora destacar esses olhinhos, hein? Para os lábios, apostou em um batom mais sutil, o tom rosado fechado traz uma linda delicadeza para o visual.

Fonte: Dailus




Oscar 2021 trouxe poucas surpresas e uma moda mais sóbria

E ontem (25) foi realizada a 93ª cerimônia de entrega dos Academy Awards, ou Oscars 2021, apresentada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e homenageou os melhores filmes lançados entre 1º de janeiro de 2020 e 28 de fevereiro de 2021.

A maioria dos prêmios não causou surpresa, exceto o último. Produzida pelo diretor Steven Soderbergh (Sexo, Mentiras e Videotapes / Onze Homens e um Segredo / Contágio), a apresentação prometia ser diferente, remetendo a um filme. E foi diferente mesmo. Os concorrentes estavam espalhados em várias partes do mundo, claro, por causa da pandemia. Ao invés de ser apresentada no famoso Dolby Theater,  onde a cerimônia ocorre tradicionalmente, a maior parte da premiação foi realizada na Union Station, uma estação antiga e charmosa em Los Angeles.

E começou com a atriz e diretora Regina King caminhando pela estação até o palco, para dar início ao show. Para evitar aglomerações, cada indicado pôde levar um acompanhante. Ninguém usou máscara, mas todos foram testados várias vezes antes do encontro. O tapete vermelho ficou menor, mas foi possível notar algumas tendências, como a predileção pelo vermelho e pelo branco nos vestidos.

Eu gostei muito dos vestidos de Regina King, Viola Davis, Angela Bassett e Halle Berry, entre as atrizes maduras.

Pontos altos da noite, na minha opinião:

A coreana Youn Yuh-jung, levando o prêmio de atriz coadjuvante por Minari, se tornou a primeira asiática a ganhar um Oscar. E ela realizou o sonho de milhões ao receber o troféu das mãos de Brad Pitt, que, aliás, errou a pronuncia do nome dela. Ela comentou que muitos erram mesmo, mas antes, falou, como sempre espontaneamente: “Sr. Pitt, finalmente! Aonde o senhor estava enquanto eu filmava, suando, em Tulsa?”. Também elogiou a colega concorrente Glenn Close. Melhor momento e melhor discurso.

Outro grande momento, a atriz Glenn Close, a eterna esnobada, mostrando que não ficou chateada ao perder, de novo, arrancando gargalhadas ao dançar e rebolar sob o som do funk Da Butt, que Spike Lee usou em Revolução Estudantil (1988).

Vale destaque também o fato de que, pela primeira vez nos 93 anos dos Oscar, duas mulheres concorreram ao Oscar de melhor direção, Emerald Fennell, por Bela Vingança, e Chloé Zhao, por Nomadland. Chloé levou e se tornou a segunda mulher a ganhar, além de ser a primeira asiática. Emerald levou o Oscar pelo melhor roteiro original.

Soderbergh inverteu a ordem clássica das entregas do prêmio. O Oscar de melhor filme, que sempre fecha a noite, foi entregue no penúltimo bloco, e foi para Nomadland, o que era previsível. E a última premiação foi a de melhor ator. Como ninguém sabe quem ganha as categorias antes do envelope ser aberto, creio que Soderbergh acreditou que daria o que todos esperavam, o Oscar póstumo para Chadwick Boseman, e deixou a entrega deste prêmio por último, como uma homenagem.

Porém, quem ganhou foi o veterano ator britânico Anthony Hopkins, que, aos 83 anos, não compareceu à cerimônia. Não vi Meu Pai, mas por mais extraordinário que seja Sir Anthony Hopkins, fiquei triste que Chadwick Boseman não levou. Enfim, esta categoria deve ter feito muita gente perder o bolão.

Confira as atrizes, e a cantora italiana Laura Pausini, e seus vestidos lindos:

Oscar 2020 surpreendeu na premiação, mas na moda prevaleceu o clássico

Na noite de ontem (9) foi realizada a 92ª premiação do Oscar, em Los Angeles, Estados Unidos. A noite mais glamorosa do cinema não trouxe arroubos fashion e nenhuma cor ou estilo se sobrepôs aos demais. A maioria dos presentes estava bem elegante, e as mulheres esbanjaram mesmo nas joias.

A grande surpresa foi mesmo o Oscar de Melhor Filme ir para o longa-metragem sul-coreano Parasita, que levou também como melhor filme estrangeiro, melhor roteiro e melhor diretor. Ou seja, foi o mais premiado da noite, um marco na premiação, pois, até então, nenhum filme falado em outra língua que não o inglês havia alcançado tal façanha.

Photo by Amy Sussman--Getty Images
Getty Images

Na parte das premiações de atuação, não houve surpresas, os mais cotados levaram. Renée Zellweger ganhou seu segundo Oscar (o primeiro foi por Cold Mountain), agora como Melhor Atriz, pelo papel principal em Judy: Muito Além do Arco-íris. Ela usou um vestido de uma manga, em formato de ampulheta Armani Prive reluzente, no melhor estilo clássico hollywoodiano.

Photo by Amy Sussman-Getty Images-=-

Laura Dern ficou com o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por História de um Casamento. O vestido da atriz, Armani Prive, não agradou muito a maioria, por causa da franja, que um site afirmou “remeter a um bordel e parecer barato”.

Brad Pitt levou a primeira estatueta por atuação, pois já havia ganhado como produtor do filme 12 Anos de Escravidão. Ele foi premiado com o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por Era Uma Vez em… Hollywood. Joaquin Phoenix confirmou o favoritismo e ficou com o Oscar de Melhor Ator por seu papel em Coringa.

O que achei bem interessante é que três dos quatro atores já passaram dos 50 anos, e o quarto, Phoenix, está chegando lá, fará 46 neste ano. Muito bom ver esta valorização.

Os modelos da noite

Photo by Amy Sussman-Getty Images-=

Como sempre faço, escolhi alguns modelos das atrizes que passaram dos 40. Como sempre há exceções, as deste ano são a cantora e atriz Janelle Monáe, que abriu a premiação cantando. Ela chegou em um ousado vestido com capuz assinado por Ralph Lauren e composto por mais de 17.000 cristais. Alguns internautas brincaram que ela havia descido de uma nave-mãe.

florencepugh-getty images
Getty Images

Já a jovem atriz Florence Pugh usou um modelo Louis Vuitton com camadas azul-turquesa e uma bainha assimétrica. O vestido levou dez dias para ser feito por seis costureiras. Os sapatos de cetim também eram LV. Florence, indicada ao Oscar de Atriz Coadjuvante pelo papel em Adoráveis Mulheres, trabalhou com a estilista Rebecca Corbin-Murray. Chamava atenção também a gargantilha de diamantes deslumbrante com uma pedra preciosa em forma de lágrima, da coleção “Riders of the Knight” da LV High Jewelry.

Sandra Oh, Maya Rudolph e Salma Hayek também foram criticadas pelas escolhas. Eu, particularmente gostei do modelo da última, que remetia à Grécia. Mas por ser branco, o taxaram de nupcial.

Das demais, gostei muito do modelo da atriz Regina King, em um vestido rosa estonteante da Versace. Maravilhoso!

geena davis getty images

Já Geena Davis, que andava sumida, recebeu o o Prêmio Humanitário Jean Hersholt deste ano. Ela chegou à cerimônia de domingo no Dolby Theatre em um vestido preto sexy, com um decote profundo e bolsos, feito pela estilista Romona Keveža. A atriz, que tem incríveis 64 anos, exibia um corpete com decote em V de lantejoulas e uma saia bordada com treliça de rede francesa.

Confira os demais abaixo:

gettyimages-1199768248
Jane Fonda sobe ao palco para entregar um Oscar usando um modelo que vestiu no Festival de Cannes de 2914 do estilista Ellie Saab coberto de cristais

Profissionais comentam makes e penteados da cerimônia do Oscar

Na noite de premiações, o look dos famosos foi alvo de elogios entre os profissionais do Marcos Proença Cabeleireiros. Além de comentar os destaques da noite, cabeleireiros e maquiadores deram dicas para obter o mesmo resultado de quem passou pelo tapete vermelho.

cliente_marconis___penteado_oscar
Cliente do cabeleireiro Marconis Soares com um penteado digno do red carpet do Oscar

Muitas famosas optaram por makes com peles naturais: Amandla Stenberg, Rosie Huntington-Whiteley e Jennifer Lopez foram algumas das que optaram por deixar o destaque para os olhos.

amandla_stenberg.jpeg

Sobre Amandla, a maquiadora Jessica Camargo desvenda: “uma pele bem feita e um delineador delicado, e ela estava impecável. Uma sombra marrom pra dar um fundo na pálpebra, uma sombra levemente iluminada na parte interna dos olhos, e um delineado gatinho com traço bem fino! Nas bochechas um blush mais bronze e nos lábios um batom com um fundo marrom e gloss! Linda”.

rosie_huntington_whiteley.jpeg

Para conseguir uma make como a da supermodelo Rosie Huntington-Whiteley , a maquiadora dá a dica: esfume uma sombra marrom por toda a pálpebra, e aplique uma sombra mais iluminada por cima (em algumas fotos da make o brilho da sombra parece ser prateado, mas cada um pode adaptar a um tom que goste mais), na sequência passe lápis preto bem rente aos cílios superiores e esfume, é ele quem dá o efeito mais marcadinho. Complete com muita máscara de cílios”.

regina king oscar de la rentaregina king

O maquiador Carlos Pompeio também elogia e destaca Regina King, vencedora do prêmio de melhor atriz coadjuvante: “Olho puxado para cima, pele bem natural, tudo muito leve. Deslumbrante”. A atriz também chamou atenção do cabeleireiro Canon Carvalho, que a elegeu como favorita’. “LongBob curto na altura dos ombros, que podemos usar tanto liso quanto cacheados. Além do acabamento liso com esse corte podemos brincar com as texturas deixando os fios mais ‘bagunçadinhos’”, explica.

charlize_theron.jpeg

Na mesma linha de cabelos curtos, Charlize Theron mostrou que hair de Oscar pode funcionar também para o dia a dia. De acordo com o cabeleireiro, o microbob com linha reta e levemente desfiado usado pela atriz é chique e uma ótima opção para os dias de verão.

hailee_steinfeld.jpg

Sempre antenado nas tendências, o cabeleireiro Marconis Soares fez há pouco tempo em uma cliente um penteado igual ao usado pela atriz Hailee Steinfeld durante a premiação. E ainda ensina: um babyliss largo, bem polido, para trás, a parte da frente dividida ao meio e amarrada embaixo com elástico.

355649_861410_ladygagatiffany3
Divulgação/Tiffany’s

Vencedora do Oscar por melhor canção original, Lady Gaga brilhou com a performance e com as escolhas do look. A cabeleireira Ale Carvalho destacou as referências: “ ela usou o mesmo diamante amarelo icônico da Tiffany usado por Audrey Hepburn e, para completar o look, fez referência à personagem Holly Golightly no penteado também, usando o seus fios superplatinados em um coque alto, que foi preso formando faixas no topo da cabeça”.

A maquiadora Nádia Tambasco elogiou também a make “O delineador prata ficou coerente de delicado, o que mostra que podemos usar o que quisermos, desde que saibamos ornar”.

 

Angela Bassett veste Vitor Zerbinato em evento pós-Oscar

A atriz e cantora Angela Bassett, de 60 anos, continua deslumbrante. Ela, que é conhecida por ter interpretado a cantora Tina Turner na biografia Tina, recentemente esteve nas séries American Horror Story e 9-1-1 e no filme Pantera Negra, escolheu um modelo Vitor Zerbinato para vestir na festa pós-Oscar da revista Vanity Fair, em Los Angeles.

O deslumbrante macacão preto em crepe, com bordados em cristal, franjas de vidrilho e decote em ‘V’ profundo é da coleção Circus, de Inverno 2019 do estilista brasileiro.

Vitor Zerbinato

A marca autoral de Vitor Zerbinato é conhecida pela elegância, o luxo com linhas assimétricas e a prévia das novas tendências em suas criações. Com modelagem impecável, silhuetas requintadas e estamparia rica em cores, o estilista se tornou o favorito de diversas celebridades no Brasil e no mundo.

Coleções exuberantes que combinam vestidos prontos para vestir com peças de alta costura, Vitor Zerbinato cria peças exclusivas com cores brilhantes, luxo e perfeição em todos os detalhes. Vitor Zerbinato já vestiu diversas celebridades em tapetes vermelhos internacionais, como Sharon Stone, Felicity Huffman, Laverne Cox e outros grandes nomes.

angela_basset_1_.png

O look está disponível por R$ 6.700,00.

Informações: Victor Zerbinato

USK participa de evento pré-Oscar com celebridades de Hollywood

A Under Skin foi a única marca de dermocosméticos a participar na sexta (23) e sábado (24) do Pre-Oscars Luxury Lounge, evento que antecede a cerimônia de entrega das estatuetas. Na ocasião, a marca teve uma grade de impacto escalonada para cerca de 15 top celebridades (incluindo premiadas estrelas de Hollywood), 30 pessoas influentes na comunicação impressa e televisiva, séries de TV, além de cerca de 30 influenciadores de moda, beleza e comportamento.

Dentre os nomes de expressão e impacto para o mercado americano, estiveram presentes: Viola Davis (vencedora do Oscar de Melhor Atriz em 2017 no filme Um Limite Entre Nós); Eugenio Caballero (indicado ao prêmio de Melhor Diretor de Arte em 2019 por Roma); Rebecca Field (do filme A Star Is Born); Leon Russom (ator americano de diferentes séries de TV como Law & Order, Seinfeld, Prison Brake); Jérémy Comte (cineasta canadense do filme Fauve indicado para o Oscar de Melhor Curta-Metragem de Ficção); Taylor Cole (atriz e modelo americana que participou de episódios de Heroes e CSI Miami); Tara Reid (atriz americana conhecida pelo papel de Vicky em American Pie); Nicky Whelan (atriz australiana anunciada esse mês para participar do filme Trauma Center com Bruce Willis); Jake Austin (ator americano conhecido pela série Os Feiticeiros de Waverly Place da Disney Channel); e Mindy Sterling (atriz americana que participou da série de filmes de comédia de Austin Powers).

tara_reid
A atriz Tara Reid, famosa pela personagem Vicky em American Pie, e a dermatologista Jill Fichtel

viola_davis
Viola Davis, que ganhou o Oscar de nelhor atriz coadjuvante em 2017 por Um Limite Entre Nós, conhecendo os produtos

A dermatologista americana especialista em cosmética Jill Fichtel esteve no local fazendo consultas com as celebridades e influenciadores para entender qual o produto ideal para a pele desse paciente. “A Under Skin foi a primeira marca brasileira de dermocosméticos a desembarcar em solo americano em 2017, com investimentos nos principais eventos de Dermatologia, como o AAD. Agora, com esse evento, a U.SK expande ainda mais sua participação nos Estados Unidos”, afirma Luiz Felipe Stehling, International Marketing da Under Skin.

Oscar não traz muitas surpresas na premiação nem na moda

E ontem (24) foi realizada em Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos, a 91ª Academy Award, mais conhecida como a Festa do Oscar. E a premiação não causou muitas surpresas, a principal foi o prêmio de melhor atriz, que todos acreditavam que iria para Glenn Close, não tanto pelo papel em A Esposa, mas pela carreira.

Porém, a britânica Olivia Colman, de A Favorita, levou, com direito a pedido de desculpas a Glenn em um discurso meio que improvisado (nem ela achava que ganharia). Quem viu os dois filmes, disse que Olivia realmente merecia. Uma pena, pois Glenn compete há muitos anos, e nunca levou.

Para mim, uma injustiça foi Spike Lee não levar como diretor, o premiado foi Alfonso Cuarón, por Roma. O mexicano já havia levado o mesmo prêmio por Gravidade. Lee levou o Oscar de melhor roteiro adaptado por Infiltrado na Klan. E o diretor não disfarçou seu descontentamento ao ver Green Book ganhar como melhor filme.

Aliás, dizem que a academia perdeu a chance de fazer história premiando Pantera Negra, um filme com elenco e produção praticamente toda composta por afro-americanos. Ou com Roma, que seria o primeiro filme falado em espanhol a levar a estatueta. Sem contar o aspecto político, já que o presidente norte-americano Donald Trump não desiste da ideia de construir um muro na fronteira entre os dois países.

E, já que estamos falando em injustiças, Amy Adams, sempre indicada, desta vez como atriz coadjuvante, por Vice, não ganhou. Regina King, merecidamente, ficou com a estatueta pelo desempenho em Se A Rua Beale Falasse. De resto, Bohemian Rhapsody levou quatro estatuetas, incluindo melhor ator para Rami Malek; Pantera Negra ficou com três, assim como Roma (fotografia e filme estrangeiro).

bjork 2001 getty
A cantora Björk e o famoso vestido cisne, no Oscar de 2001   Foto: Getty Images

cher oscar 1986 rex features
Cher no Oscar de 1986 – Foto: Rex Features

Em termos de moda, ninguém ousou, todo mundo muito comportado, elegante e usando grifes conhecidas. Dá até um pouco de saudades da Cher, ou de alguém usando um vestido de cisne, como a Björk. Destaque para o colar usado por Lady Gaga. Trata-se do icônico diamante amarelo da Tiffany’s , raríssima peça de 128 quilates que foi usado antes apenas por outras duas mulheres: a atriz Audrey Hepburn e pela socialite Mary Whitehouse. A peça está avaliada em US$ 30 milhões, cerca de R$ 113 milhões. Gaga, que concorria a melhor atriz, levou o Oscar por canção original com Shallow.

Charlize Theron também acabou chamando a atenção, mas por outro motivo: apareceu com o cabelo escuro. Creio que seja por causa de alguma personagem que esteja fazendo.

Se um tom se sobressaiu na premiação foi o rosa. Várias atrizes usaram vestidos nesta cor, indo do pink ao lavanda. Confira abaixo alguns dos looks da noite, dei preferência às mulheres acima dos 40.

 

Fotos: Getty Images/WhoWhatWear

The Blue Pub transmitirá o Oscar

Serão dois telões e nove aparelhos de televisão espalhados pelo pub para assistir à premiação. Não haverá cobrança de entrada

Que tal assistir ao Oscar com amigos, tomando uma boa cerveja e comendo deliciosos petiscos? O The Blue Pub – típico pub inglês localizado a dois quarteirões da avenida Paulista – fará a transmissão da mais importante e conhecida premiação dos profissionais da indústria cinematográfica do mundo. Trata-se da cerimônia anual da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, fundada em Los Angeles (Califórnia) em 1927.

A cerimônia será apresentada por Jimmy Kimmel pela segunda vez seguida. Antes do Oscar, vale acompanhar o tapete vermelho do evento, quando as estrelas da noite dão entrevistas.

Serão dois telões e nove aparelhos de televisão espalhados pelo pub, sintonizados no TNT. A transmissão do tapete vermelho começa às 20h30, com apresentação de Carol Ribeiro e Hugo Gloss. O canal transmitirá a cerimônia na íntegra, a partir das 22 horas (horário de Brasília), com comentários de Rubens Ewald Filho e Domingas Person.

jameson foto yordyminderhoud

O happy hour da casa aos domingos é das 11h às 23h50 e nesse horário o The Blue Pub normalmente tem boas pedidas a preços convidativos, como 3 pints de Heineken, por R$ 35; ½ pint de Heineken, a R$ 7; 3 long necks de Heineken, R$ 26; 2 pints Paulaner, por R$ 47; Caipirinha de Smirnoff com limão, a R$ 15 e Caipirinha de Saquê com uva, R$ 17. No domingo não há cobrança de entrada.

The Blue Pub

Impossível entrar no The Blue Pub e não se sentir num típico pub inglês.  Os inúmeros tipos de cervejas, originárias de cerca de 13 países diferentes (Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Escócia, EUA, Holanda, Inglaterra, Jamaica, México, República Tcheca e Rússia) reunidos em um mesmo lugar é o sonho de consumo de qualquer bom apreciador da bebida.

Com 11 anos de existência e localizado em um sobrado a dois quarteirões da avenida Paulista, o pub tem sinuca, música ao vivo que passeia entre o rock e pop nacional e internacional e nove tevês e dois telões sempre ligados em canais de esportes.

Para comer, variedade de porções, hambúrgueres, pratos e sobremesas. A partir das 11h, ainda serve almoço.

chope

The Blue Pub – Alameda Ribeirão Preto, 384 – Bela Vista – São Paulo. Horário de funcionamento: domingo a quarta, das 11h às 2h, quinta a sábado, das 11h às 3h