Arquivo da tag: outono

Dicas para manter a pele saudável no outono

Profissional de estética cadastrada no GetNinjas ensina cuidados simples para manter em dia a saúde da pele durante a estação

O outono é o período do ano marcado pelas temperaturas amenas e pela queda da umidade relativa do ar. A mudança de estação é sentida no corpo, sobretudo na pele, que demanda alguns cuidados especiais para se manter hidratada durante o período. Pensando nisso, Vanessa de Almeida, fisioterapeuta especializada em dermatofuncional e estética que atende no Rio de Janeiro, cadastrada no GetNinjas, aplicativo de contratação de serviços, selecionou algumas dicas simples e práticas para manter a saúde da pele em dia durante a estação. Confira abaixo quais são elas:

Limpe a pele e use filtro solar diariamente

Essa é uma das dicas mais importantes. Você pode apostar em sabonetes específicos para o seu tipo de pele (mista, oleosa, seca ou normal). No entanto, para reunir várias funções em uma só e fazer uma limpeza suave e ao mesmo tempo profunda, uma boa opção é utilizar água micelar com algodão e após a higienização, uma esfoliação. Depois, para finalizar, aplique o protetor solar (FPS acima de 30), mesmo se o dia estiver nublado ou chuvoso, ou até mesmo se estiver dentro de casa na frente da tela de um computador, ele cria uma barreira de proteção contra os raios UVA e UVB, impede o surgimento de áreas escurecidas no rosto, evita o envelhecimento precoce e previne contra problemas mais sérios, como o melasma, por exemplo.

Hora do banho, que hora mais feliz

O banho é um dos momentos ideais para cuidar da pele. Isso porque o calor do chuveiro deixa os poros abertos e prontos para uma limpeza rápida e prática. Para isso, utilize sabonetes específicos para o rosto, mas lembre-se: evite passar a água quente diretamente na face.

Faça esfoliação

Pinterest

Essa dica é bem importante. A técnica remove as células mortas, desobstrui os poros e deixa a derme mais jovem. O passo a passo é bem simples: aplique o esfoliante na pele limpa e úmida, fazendo movimentos leves e circulares com a pontinha dos dedos até que o produto seque. Para saber quantas vezes deve-se investir nesse tratamento, considere o seu tipo de pele. As oleosas podem ser esfoliadas até duas vezes na semana; as secas, de 15 em 15 dias; e as normais e mistas uma única vez, a cada sete dias.

Durma com máscara de hidratação

Escolha uma máscara específica para o seu tipo de pele e a aplique massageando todo o rosto com a ponta dos dedos. Depois, se prepare para o sono de beleza e deixe o produto agir. Pela manhã, você já vai sentir sua pele bem mais hidratada, sedosa e com uma luminosidade natural que vai deixar sua maquiagem básica do dia a dia ainda mais bonita.

Atenção à região dos olhos

Uma ótima dica para evitar olheiras e inchaços na região dos olhos é fazer uso de um gel ou sérum em roll-on. Por causa da esfera metálica na ponta, ele cria uma sensação gelada que melhora as bolsas da região imediatamente, além de também contar com uma fórmula rica em ativos que tratam as linhas finas da idade e eliminam o aspecto escurecido. O passo a passo é o seguinte: aplique o produto pela manhã, depois de higienizar o rosto, passando sua esfera metálica delicadamente por toda a região dos olhos. Depois, aguarde a total absorção do gel para seguir com as demais etapas da sua rotina de cuidados.

Cuide dos lábios

Foto: BeautyLish

Não é só a pele que precisa de esfoliação: o procedimento também é indispensável para deixar os lábios livres de ressecamento e das “pelinhas” que comprometem o acabamento do batom. Reserve um domingo a cada 15 dias para investir nessa técnica com esfoliante labial. Faça leves movimentos circulares para que a boca não acabe arranhada pelas pequenas esferas esfoliantes, depois, é só finalizar com um hidratante labial e arrasar na selfie.

Informações sobre a contratação de serviços, acesse o site ou aplicativo do GetNinjas.

Outono: conheça frutas, verduras e legumes da estação

A vitamina C presente nos alimentos da época fortalecem o sistema imunológico contra gripes e resfriados

É preciso ter atenção especial com a alimentação durante todo o ano, mas em algumas épocas, como outono, o organismo precisa de nutrientes diferenciados e alimentos que fortalecem o sistema imunológico contra gripes e resfriados por conta das temperaturas mais baixas. Uma forma de atingir esse objetivo é investir em alimentos da estação com a presença de vitamina C, que vão aumentar as defesas do corpo. Além dos benefícios para a saúde, o cliente ganha em qualidade e sabor, já que os alimentos quando colhidos no auge de sua produção têm um gosto mais acentuado.

A Boa Terra selecionou alguns alimentos da estação de outono para você incluir na sua dispensa, confira:

Silverstylus/Pixabay

Abacate: a fruta é repleta de nutrientes, além de ter fibras, potássio, magnésio e vitaminas do complexo B, K e C, ideias para o bom funcionamento do organismo. O abacate também apresenta um aminoácido chamado triptofano que ajuda na produção de serotonina, responsável pela sensação de bem-estar no corpo.

Laranja: é rica em vitamina C, cálcio, fósforo e ferro que vai melhorar a imunidade. Os antioxidantes presentes ajudam a diminuir o colesterol, além de bloquear células cancerígenas. As fibras presentes também auxiliam na diminuição de problemas intestinais.

Banana: muito comum em todo o Brasil, é um alimento rico em vitaminas do complexo B, como B1, B2, B6 e B12 que auxiliam diretamente no sistema nervoso. A presença de ferro estimula a produção de hemoglobina, sendo indicada para o combate de anemia.

Maçã: famosa por diminuir o índice glicêmico, a fruta é rica em fibras solúveis que eliminam impurezas pelo intestino. A florizina, substância encontrada na maçã, protege o fígado contra a ação dos radicais livres, incentivando que ele elimine toxinas e excesso de gordura.

Shutterbug75/Pixabay

Limão: o suco da fruta já é conhecido por suas propriedades alcalinas e digestivas, que facilitam a desintoxicação do organismo. O limão também é rico em vitamina C e minerais como cálcio, ferro e magnésio que são importantes para a manutenção da saúde.

Gengibre: ingrediente sempre presente em chás e sucos, a especiaria ajuda a acelerar o metabolismo. Suas propriedades anti-inflamatórias e digestivas, melhoram a limpeza do intestino e a digestão de gorduras, o que facilita o trabalho do fígado.

Espinafre: as folhas apresentam boas doses de ferro, cálcio, fósforo, potássio, magnésio, fibras, proteínas, carboidratos, além de vitaminas A, K e B2. O consumo regular contribui para a saúde dos olhos e pode prevenir doenças cardiovasculares. Para a absorção de todos os minerais, é recomendado ingerir a hortaliça com alimentos ricos em vitamina C, tais como laranja, abacaxi ou acerola.

Agrião: de sabor marcante, o agrião é rico em cálcio, ferro, potássio e vitaminas A e C. A vitamina C, aliás, atua na prevenção e combate de problemas respiratórios, resfriados e gripes graças a sua ação expectorante e descongestionante. O alimento pode ser consumido como salada e também usado como complemento em carnes refogadas, sopas e caldos.

Pepino: o pepino não é somente bom para a pele, ele é rico em vitamina C, B5, potássio, magnésio, folato, fibras e antioxidantes. Composto de 90% de água, o vegetal apresenta 24% de proteína que podem beneficiar os músculos.

Além desses alimentos acima, compõem a estação: abóbora, abobrinha brasileira, ameixa estrangeira, atemoia, batata-doce, beringela, canjica, caqui, cará, carambola, cebola, chuchu, cupuaçu, ervilha-torta, figo, graviola, inhame, jiló, kiwi, lima-da-pérsia, louro, mamão, mandioca, mandioquinha, mexerica, milho, pera, pinhão, pitaya, rabanete, salsa, tangerina, tomate e uva.

Para facilitar a semana e ter sempre alimentos fresquinhos na dispensa, A Boa Terra, empresa pioneira na produção e comercialização de produtos orgânicos, entrega cestas com frutas, verduras e legumes fresquinhos na porta de casa. O cliente ainda pode personalizar ou escolher a sugestão do sítio (R$ 36,00 a R$ 124,00) – assinaturas semanais custam de R$ 50,00 a R$ 163,00. As encomendas podem ser feitas diretamente no site.

Fonte: A Boa Terra

Início do outono chama atenção para doenças do trato respiratório

Com a pandemia da Covid-19, os cuidados com a saúde devem ser redobrados

As doenças do trato respiratório são enfermidades que demandam atenção, principalmente, pela complexidade e a forma em que podem se apresentar nos seres humanos. Todo este cenário pode ser ainda mais forte com o início do Outono, estação iniciada no dia 20 de março. O período dura até o dia 20 de junho e é caracterizado por ser a estação do ano que sucede o verão e antecede o inverno. Além disso, nas regiões de clima temperado ou subtropical, o outono apresenta uma queda gradativa na temperatura e, além do amarelar, é início da frequente queda das folhas das árvores, considerado como principal indicador de início da estação.

Nesse sentido, as doenças do trato respiratório, tais como rinite, bronquite, sinusite, asma, resfriado, gripe, pneumonia e, neste momento pandêmico, o novo coronavírus, tornaram-se enfermidades que recebem grande atenção, pois, muitas delas, se não tratadas devidamente, são capazes de levar uma pessoa a óbito.

Um dos principais agravamentos para estas doenças durante a estação do outono se dá, principalmente, pela mudança de temperatura e pela chegada do frio que, por si só, é prejudicial às vias aéreas. Além disso, também é um período marcado pela redução da umidade do ar, ocasionando um grande acúmulo de poluentes na atmosfera e, assim, o aumento de casos destas doenças no período.

As doenças mais comuns neste período

As principais doenças respiratórias que podem se manifestar neste período do outono são:

Rinite: caracterizada pela inflamação interna do nariz e estruturas próximas, ocasionada pela exposição aos agentes alérgicos, tais como poeira e mofo, principalmente. Seus principais sintomas são: obstrução nasal, coriza, espirros, irritação ocular e coceira nasal.
Bronquite: é a inflamação dos brônquios – dutos que levam o oxigênio aos pulmões. Os principais sintomas são falta de ar, chiado no peito, dor no peito, tosse seca e febre.
Sinusite: é uma inflamação das mucosas da face, localizadas ao redor do nariz. Possui sintomas similares à rinite, especificamente, dor de cabeça, congestão nasal, coriza, tosse e, em alguns casos, pode apresentar febre.


Asma: geralmente, ocorre quando os pequenos dutos pulmonares, chamados bronquíolos, são estreitados por um processo inflamatório, dificultando a respiração.
Resfriado: é uma infecção viral que afeta o sistema respiratório, podendo ser causada por diversos tipos de vírus. Um ser humano infectado por um vírus que lhe provoque resfriado, geralmente, se recupera em um período de 7 a 10 dias após o início dos sintomas.
Gripe: assim como o resfriado, a gripe é causada por um vírus, o Influenza. Neste caso, os sintomas se apresentam de forma mais intensa, tais como: tosse, dor de garganta, febre, indisposição e dores nas articulações.
Pneumonia: é uma infecção no pulmão causada por um vírus ou bactéria, normalmente desencadeada por uma gripe ou um resfriado mal cuidado. Os sintomas que se apresentam frequentemente em um quadro de pneumonia são dor no peito para respirar, tosse com catarro, fadiga, febre, calafrios, náusea e dificuldade para respirar.

Pinterest


Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica: considerada como um problema progressivo e irreversível, a DPOC afeta diretamente os pulmões, destruindo os alvéolos pulmonares.

Vale destacar que os sintomas apresentados em um resfriado e, principalmente, na gripe são muito parecidos com os da Covid-19, por isso, é muito importante que o paciente busque o tratamento médico mais adequado possível. “Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a febre, tosse seca, dor de garganta e a falta de ar foram considerados os principais indicadores de que uma pessoa possa estar contaminada pela Covid-19. Porém, os sintomas são semelhantes nos casos de gripe e resfriado, por isso, buscar ajuda médica nestes casos é fundamental”, afirma Milton Monteiro Júnior, enfermeiro infectologista SCIH do Hospital HSANP.

As principais formas de tratamento

Sick Asian woman using a tissue to sneeze and blowing her nose in winter at home. Her getting sick with flu and cold.

Após o atendimento médico adequado, grande parte das doenças respiratórias podem ser tratadas por meio de medicamentos como antibióticos, corticoides e broncodilatadores, além de fisioterapia. Lavar bem as mãos, não fumar, ingerir bastante água e ter uma boa alimentação também podem auxiliar no tratamento. Importante saber que, no caso da gripe, principalmente, já existem vacinas capazes de imunizar e proteger o ser humano contra o vírus Influenza.

A vacinação pode ajudar?

iStock

A vacinação pode ser uma grande aliada na prevenção e imunização para doenças como gripe e, atualmente, o novo coronavírus. Na última semana, o Governo Federal anunciou o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe), entre o período de 12 de abril a 9 de julho. Entretanto, vale destacar que, por se tratar de uma campanha a ser realizada simultaneamente à de imunização da Covid-19, o indivíduo precisa se atentar ao tomar as vacinas. Segundo recomendações do Ministério da Saúde, o cidadão brasileiro precisa priorizar a vacinação da Covid-19 e, além disso, respeitar um intervalo mínimo de 14 dias entre tomar a vacina do novo coronavírus e a de gripe, devido à falta de estudos sobre a coadministração dos imunizantes. “É muito importante que as pessoas se conscientizem da importância das vacinas e, principalmente, quanto ela pode salvar vidas. Respeitar esse período apresentado pelo Ministério da Saúde é essencial para a imunização em massa da população diante do cenário tão grave que o nosso país se encontra”, conclui Milton.

Fonte: HSANP

Asma: a importância de manter o controle de uma doença grave

Se a asma não for tratada corretamente, pode acarretar complicações mais sérias, levando ao óbito

Considerada um problema de saúde pública, a asma afeta pessoas de todas as faixas etárias, provocando falta de ar e chiado no peito. Ela não tem cura, mas é possível manter o controle e levar uma vida normal. A falta de cuidado adequado pode causar danos à saúde e comprometer a qualidade de vida, além de elevar os custos financeiros diretos e indiretos à população.

Com o objetivo de analisar o impacto econômico da asma em uma operadora de plano de saúde de autogestão, a Capesesp (Caixa de Previdência e Assistência aos Servidores da Fundação Nacional de Saúde) realizou um estudo que identificou uma maior utilização do plano de saúde por indivíduos asmáticos, resultando em aumento de quase 26% nos gastos assistenciais.

“Os dados coletados são utilizados na Capesesp para orientar as ações de prevenção, manutenção e promoção da saúde e da qualidade de vida, além de auxiliar no redimensionamento da rede credenciada”, afirma o médico e Diretor-Presidente da Capesesp, João Paulo dos Reis Neto.

De acordo com o médico, as doenças crônicas não transmissíveis interferem na qualidade de vida das pessoas, além de causarem impacto econômico para a sociedade e nos sistemas de saúde, por isso é imprescindível manter o controle da enfermidade, ressalta João Paulo.

Raquel D’Alpino, diretora de operações de uma agência de comunicação, sabe bem como é conviver com a doença. “Desde criança tenho rinite e sinusite e, há seis anos, fui diagnosticada com asma após passar por uma forte crise. Acordei de madrugada sem conseguir respirar, tive que ir às pressas ao hospital. Desde então, faço acompanhamento e tratamento diário com medicações para prevenir as crises de asma, sempre evitando ambientes empoeirados e poluentes, que são os agentes que estimulam as minhas crises. Acredito que o problema seja hereditário, pois minha mãe e meus irmãos também têm essa doença,” comenta.

A asma é uma condição sensível. É importante prevenir e tratar precocemente o estado agudo e controlar a enfermidade crônica. Essa doença está entre os principais motivos de procura por atendimento na Atenção Primaria à Saúde (APS), assim como em consultas, ambulatório e serviços de urgência.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), existem cerca de 235 milhões de pessoas no mundo com asma. No Brasil, a quarta causa de internações no país. Muitos desses óbitos poderiam ser evitados se os pacientes não negligenciassem o tratamento.

Fonte: Capesesp

Wickbold apresenta receita ideal para saborear no outono

Prática, rápida e quentinha, preparo de Maçã Grelhada com Caramelo é uma ótima opção para apreciar nos dias frios que estão por vir

Com o outono chegam os dias com temperaturas mais baixas. Para aqueles que estão no conforto de casa durante a quarentena, que tal se aventurar na cozinha? Para contribuir com os consumidores dispostos a encarar o delicioso desafio, a Wickbold apresenta a receita Maçã Grelhada com Caramelo, perfeita para esta época do ano.

Para a elaboração do passo a passo, utilize o pão de forma Grão Sabor Maçã, Canela e Passas Wickbold, que traz um sabor diferenciado para o dia a dia dos consumidores. O produto tem a combinação perfeita da maçã com uvas-passas e sementes de girassol, além de um toque especial de canela. Juntos, os ingredientes são uma ótima maneira de deixar o preparo com um gostinho único.

Com rendimento de uma porção, essa receita prática fica pronta em apenas 15 minutos. Ela é ideal para quem quer um lanche rápido, doce e quentinho. Vale lembrar que também é ótima para ser compartilhada.

Maçã Grelhada com Caramelo

Ingredientes:
● 2 fatias de pão de forma Grão Sabor Wickbold Maçã, Canela e Passas
● 1 maçã cortada em cubos
● 1 xícara (chá) de açúcar refinado
● ¼ xícara (chá) de água
● 1 xícara (chá) de creme de leite
● 3 colheres (sopa) de manteiga
● Tomilho (opcional)

Modo de preparo:
Passe manteiga nas fatias do pão de forma Grão Sabor Wickbold Maçã, Canela e Passas Wickbold e toste-as em uma frigideira. Na mesma, junte o restante da manteiga e grelhe as maçãs até ganharem cor e ficarem macias. Reserve. Em uma panela pequena, junte o açúcar e a água, leve à fervura até que fique um caramelo. Acrescente aos poucos o creme de leite, mexendo para que fique homogêneo. Deixe esfriar. Coloque a maçã grelhada por cima da fatia e despeje o caramelo por cima. Feche o sanduíche e sirva.

maçã-grelhada2

Tempo de preparo: 15 minutos
Rendimento: 1 porção

Fonte:Wickbold

Conheça os tubérculos, verduras e legumes que estão na época

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo desenvolve, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), um trabalho de incentivo ao consumo de alimentos da época, os quais estão mais maduros, nutritivos e apresentam um melhor custo-benefício.

Saiba quais são os tubérculos, verduras e legumes que estão na época em maio:

batata doce szafirek
Foto: Szafirek/Morguefile

Batata-doce: possui um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, o que significa que sua absorção é mais lenta, ou seja, não eleva rapidamente os níveis de glicose no sangue. Dessa forma, fornece uma energia prolongada ao organismo, o que é bastante vantajoso, principalmente para praticantes de atividades físicas. Rica em fibras, ela também é fonte de ferro e potássio, além de conter vitaminas E, C e A.

leite_inhame

Cará e inhame: são tubérculos que, além de serem uma excelente fonte de energia, contêm proteínas e são ricos em fibras e minerais, como fósforo e potássio. Destacam-se ainda por apresentar vitaminas do complexo B. Alguns estudos apontam que o inhame é um alimento com diversas propriedades funcionais, podendo agir como antioxidante, anti-inflamatório, regulador hormonal e estimulante do sistema imunológico.

mandioca

Mandioca: é uma excelente fonte de carboidratos, rica em amido, tornando-se assim um alimento altamente energético, contendo ainda razoáveis quantidades de vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio e fósforo. É um alimento muito reconhecido no Brasil por representar sua cultura, principalmente no Nordeste, e é usada como farinha, polvilho e tapioca, além de marcar presença em algumas preparações como baião de dois.

mandioquinha

Mandioquinha: é um alimento fonte de energia, por conter carboidratos. Apresenta alto teor de vitaminas do complexo B e vitamina C, o que auxilia no fortalecimento do sistema imune. Na culinária, tem grande versatilidade, podendo ser assada ou cozida e, ainda, utilizada em preparações como bolos, pães, caldos, entre outros.

alface pixabay
Pixabay

Alface: é cultivada no mundo inteiro e apresenta diversas variedades de folhas, cores, formas e texturas. É uma das verduras mais consumidas devido à suavidade no sabor. Entre as variedades mais comuns, encontram-se a alface-crespa e a alface-americana. Dentre os nutrientes mais abundantes neste vegetal, encontram-se o potássio, cálcio, fósforo e vitaminas do complexo B.

chicoria pixabay
Pixabay

Chicória: rica em antioxidantes, que combatem o envelhecimento precoce, a chicória ainda é rica em vitamina K e minerais como o zinco, que auxiliam no sistema imune.

espinafre

Espinafre: é uma verdura de cor verde-escura, muito rica em minerais como ferro, fósforo e cálcio e em vitamina A, além de apresentar algumas vitaminas do complexo B e uma grande quantidade de fibras, que são responsáveis por melhorar o trânsito intestinal. Dessa forma, seu consumo é bastante recomendado para idosos.

salada de repolho

Repolho: é bastante utilizado em saladas, refogados e assados. É rico em vitaminas no complexo B, vitaminas A e C, que auxiliam na saúde da visão e do sistema imune, respectivamente, além de ser fonte abundante de fibras, que ajudam no bom funcionamento intestinal.

abobora

Abóbora: é rica em betacaroteno, um precursor da vitamina A, importante antioxidante, que tem como função neutralizar radicais livres, prevenir doenças cardíacas e reforçar o sistema imunológico. Além disso, suas sementes são boas fontes de fibras; proteínas; vitaminas do complexo B; magnésio, que regula as contrações musculares; e ômega 3 e 9, ácidos graxos monoinsaturados, que ajudam a controlar os níveis de colesterol no sangue e previnem doenças cardiovasculares.

chuchu
Pixabay

Chuchu: é rico em água, ajuda na reposição de líquidos corporais, além de conter minerais como cálcio, que favorece a saúde dos ossos e dentes, e ferro, que atua no combate à anemia ferropriva.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Colorama lança linha Cores do Oriente para o outono/inverno 2020

Inspirada nas paisagens e nas lendas do Oriente Médio, coleção traz esmaltes em tons terrosos, arroxeados e esverdeados

Há mais de 70 anos presente nas mãos das mulheres brasileiras com esmaltes de cores que vão do clássico ao moderno, Colorama apresenta a coleção Cores do Oriente para a temporada outono inverno. Seguindo a tendência vista nas passarelas internacionais, a cartela traz tons quentes, terrosos e arroxeados, e um esverdeado.

A coleção de esmaltes de longa duração ganha seis cores inéditas: Dunas de Areia, Sol do Oriente, Terracota do Deserto, Arabescos, Sherazade e Mil e Uma Noites, inspiradas nas tonalidades mais características dos principais pontos turísticos e lendas do Oriente Médio.

Assim como todos os produtos da marca, a nova coleção foi testada dermatologicamente e conta com fórmula livre dos principais ingredientes potencialmente alergênicos: formaldeído, dibutilftalato, resina de formaldeído e cânfora.

colorama

Preço sugerido: R$ 5,20

Informações: Colorama – SAC 0800 701 0114

Fisiologista do HCor aponta benefícios da atividade física em dias frios

Queda das temperaturas aumenta a queima de calorias, pois acelera o metabolismo para manter o corpo aquecido

Com a queda das temperaturas nas estações de outono e inverno muitas pessoas deixam a atividade física de lado, seja pelo clima mais gelado ou pela falta de motivação para encarar o frio. O que poucos sabem é que estas estações são ideais para se exercitar, pois há um aumento da queima de calorias para que o corpo fique aquecido.

“Para manter a temperatura do organismo o metabolismo acelera seu funcionamento o que, consequentemente, aumenta também o apetite. É importante destacar que os resultados podem variar muito de acordo com cada pessoa, pois dependem da quantidade e da intensidade dos exercícios”, explica o fisiologista do esporte do HCor, Diego Leite de Barros.

Outros fatores importantes são a alimentação adequada e também as roupas utilizadas. “Mesmo na prática de atividades ao ar livre é importante usar roupas leves de tecido como a poliamida, por exemplo. Muitas roupas podem abafar o corpo o que irá acarretar na perda de sais minerais em excesso, o que não é recomendado”, salienta o fisiologista do HCor.

Sem parar

Em média, a aptidão cardiorrespiratória diminui cerca de 20%, entre um e dois meses, caso seja interrompida a frequência da prática de atividade física. Para evitar que isso aconteça o fisiologista do HCor tem algumas dicas.

Stocksy mulher exercicio inverno

1- Preparação – é preciso redobrar atenção. Aquecimento e alongamento devem ser mais demorados, pois o corpo levará mais tempo para atingir a temperatura ideal para a atividade física.

mulher meia idade tomando agua

2- Hidratação – fundamental antes, durante e depois dos exercícios, pois o corpo perde líquido com a transpiração, mesmo em dias mais frios.

treino corrida inverno3333333

3- Proteção – use roupas e calçados adequados e confortáveis para o clima frio, que não prejudiquem a mobilidade e consigam manter o corpo aquecido. Uma das grandes preocupações é evitar a hipotermia, quando o corpo perde calor em excesso.

shutterstock mulher corrida inverno
Shutterstock

4- Ar livre – verifique as condições do vento e temperatura antes de sair para um ambiente externo. O ideal é escolher um horário com sol e se não for possível quando a temperatura do dia estiver mais quente para estimular os músculos durante o exercício.

corrida caminhada inverno

5- Escolha – cada pessoa tem preferência por uma determinada atividade, mas o ideal é manter a regularidade. Nos dias frios, caminhada, corrida e futebol são ótimas opções.

Fonte: HCor

Outono no Suri tem pratos para aquecer os paladares

Ainda que timidamente, caem as temperaturas lá fora, e entram em cena ingredientes que aquecem paladares outonais, sem contudo perder-se o encanto que ronda a cozinha latino-americana e suas ricas vertentes. No Suri Ceviche Bar, os ceviches cedem a vez a preparos mais robustos e substanciais como os arrozes, a parrillada e seus acompanhamentos, entre outros.

A proposta culinária da casa continua farta e saborosa, com receitas que remetem à cozinha conforto – aquelas preparadas de geração em geração e que suscitam lembranças afetivas capazes de provocar saudades e vontade de voltar no tempo para provar tudo outra vez.

É nessa toada que chegam à mesa do Suri pratos como a Parrillada Altamar, a tainha Galápagos, e as Costellitas de porco.

parrila

A Parrillada Altamar (R$ 107) leva polvo, lula e salmão ou corvina, grelhados com batatas, salada quente de espinafre e molho de coalhada seca.

galapagos

A tainha batizada de “Galapagos” é servida grelhada com vinagrete de manga e pimenta biquinho, acompanhada de farofa crocante de banana e bacon, batatas assadas e coentro (R$ 46,50).

costillitas

Já as Costillitas Cuira (R$ 44), no capítulo das carnes, dão nome à costelinhas de porco com calda de figo, arroz criollo e mandioca frita.

Para acompanhar, uma vasta seleção de drinques autorais ou a boa carta de vinhos da casa, com rótulos variados, entre branco, tintos e rosés de ótima relação preço / qualidade.

Muito além de um novo cardápio

Ainda mais atrativo, o Suri passou recentemente por um processo de ampla renovação que vai além das novidades em pratos. Os ambientes foram repaginados e concebidos de forma a trazer mais autenticidade para esta que é considerada a “queridinha” das cevicherias da cidade.

Assim, o vermelho de antes dá lugar a uma nova paleta de cores que traz mais leveza e frescor. Na área externa, foram adicionados mais lugares para o desfrute de uma atmosfera agradável e convidativa. No segundo andar, foi criado um novo espaço exclusivo para amigos se reunirem em atmosfera charmosa e intimista.

suri ceviche

Suri Ceviche Bar: Rua Mateus Grou, 488 – Pinheiros. Horário de funcionamento: terça a sábado, das 19h às 24h e de sexta a domingo, das 11h às 16h

Chegada do outono pode favorecer tratamentos estéticos para a pele

A chegada das baixas temperaturas também significa a aproximação da época que mais beneficia os tratamentos estéticos para a pele e a recuperação da derme, que na maioria das vezes se encontra manchada, lesionada ou mesmo desidratada pela alta exposição aos raios solares durante o verão.

No outono, a temperatura mais amena e com menos sol faz com que a pele exposta fique menos frágil e oleosa. De acordo com a dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Teresa Noviello, um outro benefício da diminuição da incidência solar é a menor exposição aos raios ultravioletas. Essa mudança climática oferece melhores condições para a realização de procedimentos de pele.

laser estetica rosto mulher

“Nessa época também são reduzidos os riscos de surgimento de manchas ou lesões ao longo e após os tratamentos. Este fator faz com que o outono seja o melhor momento para quem quer iniciar ou retomar terapêuticas estéticas na pele do corpo e da face”, ressalta.

Antes de tudo, é preciso deixar claro que alguns tratamentos não são recomendados para todas as pessoas nesse período. “Algumas carregam resquícios do bronzeado ainda no começo do outono. Essa resposta fisiológica à exposição solar pode deixar a pele fina e sensível e, assim, a aplicação de métodos como o uso de lasers e luz pulsada, pode não ser o mais recomendado”, explica.

Para cuidar da pele no outono, o ideal é que, primeiramente, as pessoas procurem pelas orientações de um dermatologista para saber qual é o seu tipo de pele e quais são as suas necessidades terapêuticas. Tendo essas informações, o profissional poderá indicar os produtos adequados e definir o método de tratamento indicado para o tipo de pele do paciente.

microagulhamento-pele

Segundo Teresa, os tratamentos estéticos que são bastante favorecidos pela estação são os peelings químicos, as depilações definitivas, a realização de sessões com o uso do laser de CO² fracionado e microagulhamento, dentre outros que atingem as camadas mais profundas da pele.

Para quem já faz uso de cremes faciais, a temporada de outono é um ótimo momento para introduzir produtos que tenham ácidos noturnos em suas fórmulas, pois os mesmos irão ajudar na renovação das células da pele. “Quando esses cosméticos são associados a clareadores, a combinação proporciona a remoção e suavização de manchas, também ajudando no preparo da pele para a realização de procedimentos futuros. Em casos de manchas mais severas, ainda pode ser incluído o tratamento com o uso de lasers”, aconselha.

Por fim, é necessário lembrar que cada estação do ano tem suas particularidades e peculiaridades, mas para se obter uma pele viçosa e saudável, é essencial que ela receba cuidados o ano todo.