Arquivo da tag: países

Covid-19: 18% acreditam na eficácia da hidroxicloroquina e 7% acham que alho protege

Estudo da Ipsos mediu crença dos brasileiros em diferentes teorias a respeito do novo coronavírus

Um estudo realizado pela Ipsos em 16 países avaliou o grau de aceitação da sociedade sobre diferentes teorias a respeito da transmissão do novo coronavírus. Aos participantes do levantamento, foram apresentadas nove menções a serem classificadas como verdadeiras ou falsas.

sangue coronavirus

A teoria mais aceita globalmente é a de que o vírus pode sobreviver por até três dias em superfícies. No Brasil, 61% acreditam na premissa. O Reino Unido e o Canadá, ambos com 69%, são os países cujos entrevistados mais corroboram a hipótese. Por outro lado, na China, somente 39% classificam a alegação como verdadeira.

Outra hipótese com um índice alto de aceitação é a de que a Covid-19 pode ser transmitida por pacotes e caixas enviados do exterior. Entre os ouvidos brasileiros, 45% concordam com a tese. Aqueles que mais acreditam são os indianos (54%) e os que menos, italianos (11%).

Drogas e medicinas alternativas

medicamento

Para 18% dos entrevistados no Brasil, a hidroxicloroquina é uma cura para o novo coronavírus. A Índia é o país com maior confiança na teoria: 37%. No Reino Unido, em contrapartida, só 2% creem na eficácia da droga para o tratamento da doença.

3d9ee-alho-gadini-pixabay

Passando de fármacos para medicamentos alternativos, 7% dos brasileiros acham ser verdadeira a premissa de que comer alho protege contra a infecção por Covid-19. O percentual mais alto de confiabilidade é indiano, com 34%, e o mais baixo é britânico (2%).

mulher sol praia

Além disso, dois em cada 10 ouvidos (22%) no Brasil categorizam como verdadeira a alegação de que expor-se ao sol ou a altas temperaturas previne a Covid. Pela terceira vez, é a Índia quem mais concorda (35%) e o Reino Unido é quem menos concorda (9%).

Crianças, animais e tecnologia

crianca doente febre menina

No Brasil, um em cada dez (11%) acha que crianças não podem ser contaminadas pela Covid-19. Entre os 16 países participantes do estudo, o México é aquele cujos entrevistados mais consideram a teoria verdadeira: são 17%. Já no Japão, é apenas 1%.

Ainda falando sobre imunidade, 19% dos brasileiros acreditam ser verdade que, se um teste de anticorpos mostrar que uma pessoa foi previamente exposta ao vírus, ela não corre o risco de ser contaminada novamente. Na Alemanha, 28% corroboram a alegação; no Japão, somente 4%.

5G network wireless systems and internet of things with man touching Abstract global with wireless communication network on space background .

Com relação aos métodos de propagação do coronavírus, de acordo com a pesquisa, 17% dos entrevistados no Brasil creem que animais de estimação podem transmitir Covid-19. A China é a nação que mais aceita a teoria, com 40%. Na Itália, só 6% concordam com a afirmação. Por fim, 5% dos brasileiros assumem ser verdade que a tecnologia 5G é transmissora da Covid-19. Na Índia, onde há maior adesão à hipótese, são 15%; no Reino Unido, com menor adesão, apenas 2%.

A 15ª onda da pesquisa on-line Ipsos Essentials foi realizada com 16 mil adultos de 16 países entre os dias 28 a 31 de maio de 2020. A margem de erro para o Brasil é de 3,5 p.p..

Fonte: Ipsos

Você sabe quais as nacionalidades mais apaixonadas por comida?

  • Ingleses, franceses e alemães, seguidos por americanos e australianos, mostram ser as nacionalidades mais apaixonadas por gastronomia, conforme atestam as avaliações na Booking.com
  • Mais da metade (54%) dos viajantes no mundo todo diz que seu aspecto favorito sobre viajar para um lugar novo é experimentar a comida local

O turismo gastronômico é muito popular e nenhuma viagem está completa sem provar a cozinha local e experimentar novos restaurantes. Assim como absorver a cultura local e o cenário, todos nós queremos experimentar deliciosos pratos longe de casa e o gosto de algo autêntico. A Booking.com descobriu as nacionalidades que são mais fanáticas por culinária.

Ao analisar seus dados de avaliações, incluindo a análise das mais de 118 milhões de comentários de viajantes reais no site, a Booking.com revela ingleses, franceses e alemães como os mais apaixonados por gastronomia, mencionando comida em seus comentários mais do que qualquer outra nacionalidade. Mas não são apenas os europeus que têm um apetite por iguarias mundiais enquanto viajam – os americanos e australianos estão logo atrás.

As 30 principais nacionalidades que mais mencionam comida nas avaliações

1

Inglesa

16

Emirati

2

Francesa

17

Birmanesa

3

Alemã

18

Singapuriana

4

Americana

19

Sul Africana

5

Australiana

20

Argentina

6

Italiana

21

Polonesa

7

Espanhola

22

Mexicana

8

Holandesa

23

Romena

9

Suíça

24

Árabe-saudita

10

Belga

25

Tailandesa

11

Canadense

26

Russa

12

Austríaca

27

Sueca

13

Irlandesa

28

Israelense

14

Neozelandesa

29

Chinesa

15

Indiana

30

Hong Konguesa

fish and chips pinterest
Fish and chips (peixe e batata frita) com cerveja, um dos pratos mais queridos dos ingleses – Foto: Pinterest
indian food pinterest
Comida indiana – Foto: Pinterest
paella espanha
Paella espanhola – Foto: Pinterest

De assado na Argentina a frutos do mar na Espanha, viajar para novos lugares e degustar pratos deliciosos não só aguça o paladar, mas cria memórias e cheiros que podem levá-lo de volta para aquele momento de sua viagem. Para mais de um terço (36%) dos viajantes no mundo todo, a comida é o que mais os lembra da primeira vez que viajaram, e mais da metade (54%) dos viajantes mundiais diz que o aspecto favorito sobre viajar para um destino pela primeira vez é provar a comida local[1].

As avaliações podem oferecer dicas inestimáveis sobre gastronomia, com uma em cada quatro pessoas (26%) admitindo que procuram on-line pelas avaliações de restaurantes locais no primeiro dia que chegam em um destino e mais da metade (54%) fazem isso menos de uma hora depois de chegar lá[2].

Pepijn Rijvers, Diretor de Marketing da Booking.com comenta: “De refeições gourmet de três pratos a delícias de rua, a comida é um componente essencial de qualquer viagem e permite que você realmente experimente outra cultura. E não há maneira melhor de descobrir as joias da culinária local do que ouvindo outros viajantes que estiveram lá e provaram a culinária. Nossas milhões de avaliações reais e recomendações de viagem ajudam você a identificar os melhores lugares para ficar nas melhores localizações gastronômicas, e com mais de 1.2 milhões de acomodações únicas, de casas na árvore a pousadas, apartamentos na cidade e hospedagens em fazendas, é fácil encontrar qualquer tipo de experiência gastronômica que você esteja procurando na Booking.com”.

[1]Pesquisas encomendadas pela Booking.com e realizadas de forma independente entre uma amostra representativa nacional de 1.000 entrevistados dos Estados Unidos, Brasil, Reino Unido, França, Itália, Espanha, Rússia, Alemanha, China, Índia e 500 entrevistados dos Países Baixos, Croácia, Canadá, Japão, Nova Zelândia, Austrália, Tailândia, Dinamarca, Bélgica e Suécia. No total, foram coletados dados de 15.077 entrevistados (maiores de 18 anos) de 11 de janeiro a 30 de janeiro de 2017.

[2] 18.496 entrevistados responderam a uma pesquisa on-line entre 27 de abril e 15 de maio de 2017 pela Research Now (mais de 1.000 pessoas do Reino Unido, EUA, Brasil, China, Alemanha, Itália, Espanha, França, Índia e Rússia e mais de mais de 500 de Austrália, Argentina e Bélgica , Canadá, Dinamarca, Hong Kong, Croácia, Indonésia, Japão, México, Países Baixos, Nova Zelândia, Suécia, Tailândia e Taiwan).

Informações: Booking.com