Arquivo da tag: peixe

Confira dicas valiosas para conservar de modo seguro a carne de peixe

O pescado é uma carne extremamente delicada que exige muita atenção em sua conservação para não ocasionar problemas de saúde. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo se preocupa desde a qualidade do peixe aos consumidores até ideias de preparo com novas receitas. O livro gratuito “Pescado: Saúde e Nutrição” traz todas as dicas que você precisa (baixe clicando aqui).

De acordo com a nutricionista Katlly Evillim Sousa, da Coordenaria de Desenvolvimento do Agronegócios (Codeagro) da Secretaria, trata-se de um alimento muito importante com baixo teor de gordura saturada e rico em ácido graxo poli-insaturado, o ômega-3, que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares e com ação anti-inflamatória. Segundo ela, “o ideal é que o peixe esteja presente na nossa alimentação por pelo menos duas vezes na semana”.

Veja abaixo as dicas:

pescado

– Se preferir o peixe fresco, sempre pegue no fim das compras, para manter a temperatura;

– As escamas devem estar brilhantes;

– O odor deve ser suave;

salmão peixe congelado pixabay

– O peixe fresco e o peixe congelado contêm os mesmos nutrientes se mantidos em temperaturas adequadas a cada tipo;

– Na hora da compra do peixe congelado prestar atenção a sua situação. Não compre se estiver com água acumulada ou cristais de gelo, pois pode significar que houve o descongelamento, prejudicando a qualidade;

– A validade de qualquer peixe fresco, se for congelar, é de três meses;

– Na hora do descongelamento sempre descongelar dentro da geladeira, pois fora pode desenvolver micro-organismos deteriorantes;

peixe cozinhando pixabay
Pixabay

– Retire o couro/pele antes de cozinhar. Todos os nutrientes do peixe estão dentro da carne;

– Evitar temperos industrializados. Use temperos naturais como a salsinha, manjericão, coentro, louro etc.

mulher comendo peixe

– Quando preparado, consumir dentro de, no máximo, 48 horas, se mantido na geladeira.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Receitas de salgados para fazer no feriado ou para a festa junina

Estamos em junho, mês em que comemoramos as festas juninas e que começa o inverno. Além disso, tem feriado de Corpus Christi amanhã. Vários motivos para fazer alguns pratos bem gostosos e aproveitar a pausa da correria diária ou mesmo para levar a uma festa. As receitas são da Gomes da Costa. Confira:

Pizzinhas de Pão de Queijo

pizzinhas-de-pao-de-queijo-brasil-desktop.jpg

Ingredientes:
· 1 pacote de pão de queijo tradicional congelado (15 unidades) (400g)
· 2 tomates médios cortados em fatias finas (300g)
· Sal a gosto
· 1 lata de Filé de Sardinha em Óleo Gomes da Costa (125g)
· 1/2 xícara (chá) de queijo de coalho ralado (60g)
· Orégano a gosto

Modo de preparo:
Asse os pães de queijo conforme recomendação da embalagem. Espere esfriar e corte-os ao meio, no sentido horizontal. Sobre cada base de pão de queijo, coloque 1 pedaço de tomate (corte o tomate em rodelas finas e depois corte-as ao meio). Salpique com sal.
Sobre o tomate distribua os Filés de Sardinha Gomes da Costa. Distribua o queijo coalho ralado sobre os pães de queijo. Salpique orégano a gosto. Leve novamente ao forno somente para derreter o queijo. Sirva em seguida.

Dica de chef: rale o queijo coalho na parte fina do ralador para que o queijo derreta mais rápido.

Variação: substitua o queijo coalho por mussarela.

Canudinhos Crocantes Recheados de Patê de Sardinha

canudinhos-crocantes-recheados-de-pate-de-sardinha-desktop.jpg

Ingredientes:
· 150g de mussarela fatiada
· 200g de massa para pastel
· 1 embalagem de Patê de Sardinha Defumado Gomes da Costa (150g)
· Óleo para fritar

Modo de Preparo:
Corte cada fatia de mussarela em quadrados de cerca de 4 cm de lado. Reserve. Corte a massa de pastel em quadrados de cerca de 10cm de lado. Espalhe no centro de cada quadrado de massa cerca de 1 colher (chá) de Patê de Sardinha Gomes da Costa. Sobre ele coloque 2 quadrados de queijo. Pensando que cada quadrado de massa se divide em 3 partes, dobre a primeira parte da massa sobre o recheio e a terceira parte sobre a primeira (formando um canudo). Aperte as extremidades fechando-as com a ajuda de um garfo. Preencha uma panela com metade de sua capacidade com óleo. Leve ao fogo alto para aquecer. Frite os canudos em óleo quente abundante até dourar, virando de vez em quando. Retire do óleo e escorra em papel toalha. Sirva quente.

Dica de chef: dê preferência para massa de pastel de rolo. Se usar a redonda, corte as bordas para formar um quadrado. Neste caso frite as bordas e sirva polvilhada com açúcar e canela.

Variação: depois de fritos, envolva os pastéis numa mistura de queijo parmesão ralado e orégano.

Folhadinhos de Sardinha com Limão

folhadinhos-de-sardinha-com-limao-desktop.jpg

Ingredientes:
· 1 lata de Sardinha com Limão Gomes da Costa
· Meio pacote de massa folhada laminada, descongelada (150g)
· Gema para pincelar

Modo de preparo:
Com o auxilio de um garfo, amasse a Sardinhas Gomes com o molho de limão, de maneira a formar uma pasta. Desenrole-a, para obter um retângulo com cerca de 12,5cm x 40cm.Corte a massa ao meio no sentido do comprimento, formando 2 tiras de cerca de 6,5cm x 40cm. Distribua no centro de cada tira de massa metade da pasta de sardinha (faça uma fileira com a pasta no meio da tira).  Feche a massa dobrando-a sobre o recheio. Não é necessário enrolar a massa, basta uni-las. Corte cada tira recheada em 10 pedaços (cerca de 2,5cm cada). Proceda da mesma forma com toda a massa.  Distribua os folhadinhos numa assadeira (deixando um pequeno espaço entre eles). Cubra a assadeira com papel alumínio e leve ao congelador ou freezer por cerca de 20 minutos.  Retire o papel alumínio, pincele a gema pela superfície da massa e leve ao forno preaquecido (180ºC), por cerca de 15 minutos ou até folhar e dourar.  Sirva morno ou frio. Tempo de Congelador/freezer: 20 minutos

Dica de chef: você pode deixar os folhadinhos prontos no freezer/congelador e assar no momento em que for consumir.

Variação: salpique castanha de caju picada sobre a gema.

Fonte: Gomes da Costa

 

Receita de moqueca de peixe

O chef Ivan Lopes, do Mukeka Cozinha Brasileira, de Curitiba (PR), preparou uma receita especial e saborosa de moqueca de peixe. Confira:

Moqueca de Peixe pelo Chef Ivan Lopes

Ingredientes
1 kg de peixe de carne firme (exemplo: cação, badejo, garoupa e pescada amarela)
2 tomates sem semente cortados em cubos
1 cebola roxa costada em cubos
1 pimentão verde cortado em cubos
1 pimentão vermelho cortado em cubos
300 ml de leite de coco
sal e pimenta-do-reino a gosto
óleo de milho ou soja a gosto
folhas de coentro picada grosseira a gosto
cebolinha bem picada a gosto

Ingredientes base da Moqueca
2 litros de caldo de peixe
1 pimentão vermelho sem semente bem picado
1 cebola cortada em cubos
1 pimentão verde sem semente bem picado
3 dentes de alho bem picados
1 Pimenta dedo-de-moça bem picada
4 tomates bem picados
200 ml de azeite de dendê
raiz de coentro bem picada a gosto

Modo de preparo da base da moqueca:
aqueça uma panela e adicione o azeite de dendê. Refogue a cebola, o alho e a raiz de coentro durante 5 minutos. Adicione os demais legumes e deixe refogar mais um pouco. Coloque o caldo de peixe e deixe cozinhar por mais 10 minutos. Bata tudo liquidificador e reserve.

Modo de preparo da moqueca:
Aqueça bem uma panela de barro. Coloque um fio de óleo e adicione os legumes (menos o tomate). Tempere o peixe com sal e pimenta, e coloque por cima dos legumes. Cubra com a base da moqueca e deixe o peixe cozinhar. Finalize com os tomates, coentro e leite de coco. Ajuste o sal e sirva com arroz branco, farofa e pirão.

moqueca de peixe.jpg

Rendimento: 8 pessoas

Fonte: Mukeka Cozinha Brasileira

Receitinhas para comemorar o Dia de São Jorge

Hoje é o Dia de São Jorge, mas você não vai precisar matar nenhum dragão para preparar a janta de hoje. Nessa batalha, o Santo Guerreiro tem a ajuda da Gomes da Costa para sair vencedor. Para te ajudar a preparar uma comidinha deliciosa para o Santo,  três receitas maravilhosas, saudáveis e que cabem no seu bolso.

Batata Assada com Atum

batata assada

Ingredientes:
· 4 batatas médias (cerca de 600g)
· 1 cabeça média de alho
· Sal a gosto
· 1 lata de atum sólido em óleo Gomes da Costa (170g)
· 2 ovos cozidos cortados em 4

Modo de Preparo:
Distribua as batatas e a cabeça de alho numa assadeira. Leve ao forno médio (180ºc) preaquecido, por cerca de 60 minutos ou até que enfiando-se um garfo na batata, este entre sem dificuldade. O alho fica pronto mais rápido (cerca de 30 minutos ou até começar a ficar murcho).Corte cada batata ao meio, sem chegar até o fim, salpique sal no seu interior e distribua o atum Gomes da Costa com seu óleo. Sirva acompanhado dos ovos cozidos e dos dentes de alho assados.

Fish N’Chips Empanados de Peixe

fish

Ingredientes

Peixe:
1 lata de Filé de Atum em Azeite Gomes da Costa (125g)
Meia xícara (chá) de farinha de rosca (80g)
Meia xícara (chá) de cerveja clara (120ml)
1 clara batida em neve (cerca de 30g)
Sal a gosto
Óleo para fritar

Para acompanhar:
6 batatas pequenas com casca (cerca de 200g)
Sal a gosto
Azeite do Filé de Atum Gomes da Costa
1 xícara (chá) de maionese (250g)

Modo de Preparo

Peixe:
Com uma faca bem afiada, corte cada Filé de Atum Gomes da Costa em cerca de 5 pedaços. Reserve. Numa tigela junte a farinha e a cerveja. Acrescente a clara, o sal e misture. Na base de uma colher coloque um pouco da mistura, no centro coloque um pedaço do Filé de Atum Gomes da Costa e com o auxílio de outra colher coloque mais um pouco da mistura. Modele. Frite os pedaços em imersão em óleo quente, até dourar.
Retire do óleo com a ajuda de uma escumadeira e escorra em papel toalha.

Batata:
Cozinhe as batatas: coloque-as submersas em água fria temperada com sal. Leve ao fogo, panela tampada, até a água ferver e as batatas ficarem macias. Corte as batatas em gomos. Numa frigideira antiaderente, aqueça o azeite do Filé de Atum Gomes da Costa. Junte os gomos de batata e frite-os virando de vez em quando até dourarem. Reserve. Sirva o peixe com a batata acompanhados pela maionese.

Dica de chef: se você preferir fazer a maionese em casa: numa tigela coloque 1 gema e misture com o auxílio de um batedor de arame .Tempere com sal e pimenta do reino a gosto e bata até ficar lisa e clara (cerca de 3 minutos). Junte aos poucos cerca de 2 colheres (sopa) de suco de suco de limão, sem parar de bater. Acrescente 180ml de óleo aos poucos em fio fino sempre batendo até atingir a consistência de maionese.

Variação: tempere a maionese com picles picados.

Suflê Couve-Flor e Sardinha com Azeite

soufle

Ingredientes:
1 lata de Filé de Sardinha em Azeite Gomes da Costa (125g)
1 colher (sopa) de margarina
1 cebola média picada
2 xícaras (chá) de couve-flor cozida e picada grosseiramente (250g)
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 e meia xícara (chá) de leite
2 ovos
Sal a gosto
1 colher (sopa) de queijo tipo parmesão ralado

Modo de Preparo
Numa panela, aqueça o óleo da Sardinha e doure aí a cebola. Junte a couve-flor e refogue demoradamente, para que fique com bastante sabor do refogado. Acrescente a farinha dissolvida no leite e as gemas. Cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, até obter um creme encorpado. Retire do fogo, acrescente os filés de sardinha e espere amornar. Junte as claras batidas em neve, mexendo delicadamente para que não percam volume. Despeje a preparação num refratário alto (com cerca de 18cm de diâmetro e 15 cm de altura) untado. Salpique a preparação com o queijo parmesão.
Leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 40 minutos ou até que a superfície esteja dourada e a preparação firme. Sirva em seguida.

Dica de chef: as gemas devem cozinhar em fogo baixo, para não se coagularem.Leia mais

Variação: substitua a couve-flor por brócolis.

Fonte: Gomes da Costa

 

Dez dicas para comer bem e barato

O país vem passando por uma séria crise econômica, o que impede muitos brasileiros de viver adequadamente. No quesito alimentação, as pessoas tendem a pensar que a falta de dinheiro pode ser um impeditivo para se comer de maneira saudável, haja visto que o senso comum acredita que apenas alimentos caros compõem uma dieta que visa à boa saúde.

Rodrigo Polesso, idealizador do site Emagrecer de Vez, especialista em emagrecimento e certificado em Nutrição Otimizada e Saúde e Bem-estar pela Universidade Estadual de San Diego, contesta essa tese e sugere dez dicas para quem deseja manter o peso de forma saudável ou emagrecer corretamente sem gastar muito dinheiro.

Antes das sugestões, deve-se lembrar que Polesso é adepto do conceito de “Alimentação Forte”, que defende, entre outras coisas, que as pessoas consumam “alimentos de verdade” (carnes, legumes, folhas, gorduras naturais etc) e não aquilo que ele chama de “substâncias comestíveis”, ou seja, refinados, processados e industrializados, tais como açúcares, adoçantes artificiais, farináceos, massas e óleos vegetais. Nesse sentido, as indicações do especialista em emagrecimento são de alimentos naturais, de alto teor nutritivo, mas com o preço que caiba na maioria dos bolsos.

batatas e figado.jpg
Pixabay

Órgãos de animais. Esta é a primeira dica oferecida por Polesso. Entre eles: fígado, coração, rim e moela. “Muita gente torce o nariz para esse tipo de alimento, mas órgãos vêm sendo aproveitados por nós seres humanos ao longo da história e são muito baratos. Além disso, são muito nutritivos e eficazes para quem deseja emagrecer. Fígado, por exemplo, é o alimento de maior densidade nutricional existente e muita gente não sabe”, explica.

carne moida pixabay.jpg
Pixabay

Outra dica de alimento nutritivo cujo preço não pesa no orçamento é a carne moída. “Você pode escolher o tipo que de sua preferência”, diz Polesso. Carnes de cortes mais duros também são boas sugestões para quem deseja se alimentar de maneira saudável sem gastar muito. “Basta um esforço maior para cozinhar a carne de forma apropriada a fim de ‘derrete-la’ e aproveitar o sabor e a nutrição”, recomenda.

frango coxa assada
Pixabay

Para quem não gosta de carne bovina, o frango é uma ótima opção, segundo Polesso. “E nem me refiro ao peito, que é a parte mais cara e, na minha opinião, a mais seca e menos saborosa. Asa, coxa e sobrecoxa são mais baratas e deliciosas”, afirma. A carne de porco é outra excelente alternativa para quem não é muito fã de carne bovina. E não precisa ser o pernil. “Alguns cortes de porco, que são menos nobres, como a costelinha de porco, são extremamente saborosos e mais fáceis de preparar”, destaca o especialista.

Em relação à procedência da carne, Polesso afirma que não é preciso, necessariamente, procurar alimentos com certificações. Segundo o especialista, entre carnes “premium” e normais não há uma grande diferença nutricional e o preço de uma é bem mais caro do que da outra. Sem falar que o Brasil é um país de sorte, pois a maioria das carnes bovinas são de pasto e não confinadas, o que, em tese, as torna mais seguras para o consumo, já que os animais são criados mais livres e de forma mais natural, sem tantos hormônios ou antibióticos.

organicos legumes

Da mesma maneira, de acordo com Polesso, os legumes e folhas consumidos em uma dieta nutritiva e de baixo custo não precisam ser orgânicos, certificados, hidropônicos ou de estufa. “Tente priorizar na sua feira os alimentos que estão em oferta. Nesse sentido, fique de olho na estação atual de verduras, legumes e frutas”, recomenda. Se a preocupação com o uso de produtos químicos nos alimentos é um obstáculo intransponível, o especialista sugere a procura por itens cuja produção dispensa agrotóxicos, como: cogumelos, abacate, abacaxi etc.

salmao

Caso carne bovina, suína ou de frango não satisfaçam as necessidades e peixes e frutos do mar sejam imprescindíveis para a dieta, é possível garimpar alimentos mais baratos do que aquele camarão pistola ou salmão selvagem. “O salmão de fazenda, por exemplo, além de ter um custo mais acessível, apresenta quase o mesmo perfil lipídico do que o salmão selvagem assim como outros peixes menos nobres e frescos da área”, explica Polesso.

ovos

Ovos também não podem faltar na mesa de quem pretende se alimentar de modo saudável e gastando pouco. “Tudo bem, hoje em dia existem uma imensa variedade de ovos, – gourmet, orgânicos, certificados – mas não é preciso comprar esses tipos. Se o impacto no orçamento for alto, adquira os normais, de granja mesmo.”, afirma Polesso, destacando que o ovo é uma fonte completa de proteínas e de gorduras essenciais.

azeite-oliva

A última dica apresentada por Polesso refere-se à gordura utilizada para cozinhar os alimentos. Não é preciso comprar um óleo de coco virgem para se manter saudável. O azeite de oliva é suficiente e nem precisa ser o mais caro, conforme o especialista. Outra boa alternativa é a banha de porco ou o sebo da vaca. “Fuja apenas dos itens mais baratos como os óleos vegetais (canola, soja, milho, semente de algodão etc.). São todos proinflamatórios, oxidando facilmente quando você cozinha”, diz

Polesso reitera que comer barato não significa comer mal. “Veja, a alternativa ao filé mignon e ao salmão selvagem não é o biscoito recheado e nem o sanduíche de bauru com presunto.”, brinca. Conforme o especialista em emagrecimento, alimentos mais densos nutricionalmente geram maior saciedade, o que, por sua vez, fazem a pessoa comer em menor quantidade e gastar menos. Por fim, Polesso afirma que comer de maneira saudável não é caro. “O que é caro é viver mal, viver doente, viver acima do peso”, conclui.

Salvar

Páscoa e vinhos: uma combinação perfeita

Saiba como harmonizar pratos típicos do feriado com vinhos selecionados

Páscoa é um dos feriados favoritos do ano para reunir a família em torno de uma bela mesa para o almoço. Os pratos típicos a base de frutos do mar e o celebrado chocolate pedem bons vinhos para a harmonização perfeita durante a refeição. Cada vez mais difundidos no Brasil, os vinhos passaram a fazer parte das mais variadas comemorações.

A mais famosa e aclamada opção na mesa dos brasileiros durante a Páscoa é o Bacalhau à Gomes de Sá, versão da receita onde o peixe é acompanhado por batatas, ovos e azeitonas. A harmonização perfeita para o prato é um vinho branco, seco e com boa acidez.

Verão_ Vinho branco

Uma excelente escolha é o Pionero Mundi, rótulo espanhol da vinícola Viña Almirante, feito com a emblemática uva Albariño tradicional da região Rías Baixas. “O Pionero Mundi traz complexidade nos aromas e no paladar, e isso é o resultado do contato das cascas da uva com o líquido”, explica Nicole Negrão Gomes, sommelière da Garage Vinhos, loja conceito da Bodegas Wine na cidade de Curitiba.

vinho taça rose.jpg

O Risoto de Camarão é um dos principais acompanhamentos escolhidos para compor a mesa durante o almoço do feriado. A receita prática e saborosa harmoniza muito bem com vinhos brancos e rosé. “O BIS Rosé, rótulo da vinícola portuguesa Encostas de Estremoz, é leve, frutado e com um bom final e acompanha perfeitamente um risoto de camarão, bem como saladas e mariscos”, complementa a especialista.

vinho tinto

Como não poderia faltar, a troca de chocolates é o momento mais aguardado da Páscoa e muito se engana quem acha que bons vinhos não fazem parte desse momento. Para Nicole, o Insensato, vinho tinto da Bodegas D. Mateos, harmoniza perfeitamente com chocolates amargos. “O rótulo é saboroso, com taninos macios, frutado e elegante. Além disso, ele harmoniza muito bem com um mix de queijos curados”, completa a especialista.

Fonte: Garage Vinhos

Little Tokyo traz tendências da cozinha japonesa para São Caetano do Sul

Restaurante localizado no ParkShoppingSãoCaetano reformula menu e apresenta pratos com proposta fusion, além de opções vegetarianas

O Little Tokyo traz uma proposta contemporânea de gastronomia japonesa em seu novo menu, já disponível na unidade do ParkShoppingSãoCaetano, em São Caetano do Sul. Inspirado pela cultura de Tóquio e mesclando técnicas orientais e ocidentais, o cardápio revela ingredientes sofisticados, frescos e cheios de novos sabores.

Entre as principais novidades estão o arroz crocante com tartar de salmão e azeite trufado; uramaki de camarão a milanesa e maionese spicy, e o tempurá de folha de shissô, uma erva aromática usada na China e Japão, com tartar de salmão ou atum.

O novo menu conta também com pratos vegetarianos para atender cada vez mais os clientes que não abrem mão da gastronomia japonesa, mas não comem peixes ou carnes. Entre as opções está o domburi vegetariano de moyashi e cogumelo shitake e o uramaki vegetariano, composto por uma fina fatia de avocado, arroz gohan e recheado com shimeji, farinha panko e cream cheese, entre outros pratos, entradas e acompanhamentos.

“Chegamos nesse cardápio para atender com mais qualidade e opções os nossos clientes. O Little Tokyo trabalha apenas no sistema a la carte e traz ingredientes de primeira linha, peixes frescos, muito sabor e opções com valores acessíveis”, conta Chen Rue sócio-proprietário do restaurante. A inspiração da cozinha fusion vem de grandes mestres, como o chef japonês Nobuyuki Matsuhisa, e de pesquisas por restaurantes ao redor do mundo.

Festivais Little Tokyo

www.tbfoto.com.br
LITTLE TOKYO - SP/SP - 16/10/2018
Foto: Tadeuwww.tbfoto.com.br
LITTLE TOKYO - SP/SP - 16/10/2018
Foto: Tadeuwww.tbfoto.com.br
LITTLE TOKYO - SP/SP - 26/03/2018
Foto: Tadeu

Além dos diversos pratos disponíveis, o Little Tokyo oferece três opções de festivais: Individual, Completo e Especial – esse último serve duas pessoas. Na escolha de um dos festivais, o cliente consome os principais pratos da casa, algumas novidades do cardápio, além dos tradicionais shimeji, sushis e temakis. As opções dentro de cada festival são variadas, fartas e servem como ótima opção para quem quer comer muito bem, com variedade e ótimo preço.

Bebidas e Sobremesas

www.tbfoto.com.br
LITTLE TOKYO - SP/SP - 18/10/2018
Foto: Tadeu
O cardápio de bebidas do Little Tokyo é amplo. Os clientes podem escolher entre água, refrigerantes, sucos e o chá verde gelado aromatizado com essências e também frutas frescas, destaque na categoria sem álcool. Cervejas, caipirinhas de frutas com vodka ou saquê (nacionais e importados), ou cachaça, além de doses de diversas variedades de bebidas. Para os clientes que não abrem mão de um doce após a refeição, o restaurante conta com deliciosas sobremesas: o Volcano, Petit Gateau, Harumaki de Nutella e sorvetes completam o cardápio da casa.

Little Tokyo – ParkShoppingSãoCaetano – Alameda Terracota, 545, 1002, 1002 / 1002A / 1003 – Cerâmica, São Caetano do Sul – Horário de funcionamento: de segundas a sexta-feira: almoço das 12h às 15h / jantar 18h às 22h30. Sábados e feriados – das 12h às 23h. Domingo – das 12h às 21h30

Confira receita de tilápia no cartucho

A chef Ana Spengler, da Smart, desenvolveu um prato especial e de fácil preparo: Tilápia no cartucho. Além de prática, a receita é extremamente saudável e saborosa, ideal para quem precisa de uma refeição leve e proteica.

Tilápia no cartucho

Ingredientes
– 1 filet de tilápia
– 4 tomates cereja
– 1/2 talo de alho poró
– 1 batata salsa
– azeite
– Tempero para Frutos do Mar Smart
– Sal Marinho Smart

Preparo
Temperar o peixe com tempero para Frutos do Mar Smart e reservar por 15 minutos. Descascar a batata e cortar em cubos. Temperar a batata com o Sal Marinho e cozinhar em água, deixando ao dente. Em uma folha de papel manteiga, coloque as batatas, o alho poró cortado em rodelas e o peixe. Sobre o peixe, coloque os tomatinhos e regue com um fio de azeite. Dobre o papel formando um cartucho e leve ao forno preaquecido em 180°C por 25 minutos. Sirva o cartucho no prato e abra na hora do consumo.

tilapianocartucho.png

Sugestão: servir com limão.

Porção: 1 pessoa.

Fonte: Smart Alimentos

 

Taj Bar apresenta novo menu aos amantes da culinária japonesa

Taj Bar Curitiba apresenta um novo cardápio de sushi com elementos para deixar o menu ainda melhor. A casa é muito conhecida por sua inspiração na gastronomia asiática e trará muitas novidades este ano.

O chef Edson Suzuki trabalhou elementos sofisticados para o novo menu do Taj, criado com base em um estudo da população curitibana. Vieiras, azeite e salsa trufada, derivados das trufas negras são alguns dos novos ingredientes utilizados para incrementar os pratos e deixá-los mais aromáticos.

São diversas opções como carpaccio de polvo, feito com fatias finas de polvo com molho de azeitonas negras, tomate seco, azeite de oliva, limão siciliano, pangrattato e flor de sal; e o Asama Masago, composto por fatias de salmão recheado com camarão, kanikama e cream cheese, finalizado com salsa tartufada, ovas de masago e cebolete. O chef Suzuki ainda apresenta o Niguiri Especial do Chef, um combinado com seis tipos de sushi (Niguiri de Unagui, Vieira Masago, St. Peter Lemon, Tako Olivo e Truffle Tamago).

taj1taj2taj3taj4taj5taj6

O cardápio de pratos quentes também ganhou atualizações. De acordo com o chef Bruno Heller Mylla, a atualização do menu tem como principal objetivo dar ênfase às técnicas, montagem e roupagem contemporânea, além de permanecer com a influência asiática, agregando novas culturas. Dumplings tostados de carne de porco com molho ponzu, o Steak Truffled Risotto (um risoto de cubos de mignon com mix de cogumelos ao perfume de azeite de trufas) e Pistachio Crème Brûleé são alguns dos novos e saborosos pratos ofertados pela casa.

Taj Bar – Rua Bispo Dom José, 2302, Batel – Curitiba-Paraná. Aberto todos os dias, das 17h30 às 02h

Coqueiro entra no segmento gourmet com filés de sardinha e atum

Desde outubro, os consumidores de Coqueiro encontram novidades nas gôndolas. A marca ampliou o portfólio no segmento gourmet, e apresenta quatro novas variedades: filé de sardinha com azeite, filé de sardinha com azeitonas verdes, filé de atum em azeite extravirgem, e filé de atum em azeite com alcaparras.

Com produção artesanal a linha aposta no azeite para enriquecer ainda mais o sabor dos filés, e traz inovação ao mercado com as versões de alcaparras (filé de atum) e azeitonas verdes (filé de sardinha). Ricos em ômega 3, vitamina D e fonte de proteínas, os filés de sardinha não possuem pele nem espinhas e os de atum vêm de um corte especial do lombo.

O processo de produção, assim como em todos os outros produtos da marca, garante segurança alimentar por meio de cocção em altas temperaturas. Com isso, tanto o atum, quanto a sardinha conservam seus nutrientes e apresentam maior durabilidade sem a necessidade de conservantes.

Preços sugeridos:

File_de_atum_com_Azeite_Coqueiro_125gFile_de_Sardinha_com_Azeite_azeitona verde

Filés de Sardinha (125g) – R$ 6,90

File_de_Sardinha_com_Azeite_Coqueiro_125g (3)File_de_atum_com_Azeite_alcaparras Coqueiro_125g (4)

Filés de Atum (125g) – R$ 9,70

Informações: Coqueiro