Arquivo da tag: pele

Cinco dicas para cuidar da pele no inverno

Especialista dá dicas para manter a pele saudável também em dias mais frios; é importante não esquecer do filtro solar

Com a proximidade do inverno, que inicia em meados de junho, os cuidados com a saúde da pele também precisam de atenção. Desde banhos mais quentes a mitos envolvendo o protetor solar podem levar as pessoas a agirem incorretamente e até prejudicarem a derme nesse período do ano. E para não deixar que isso aconteça, a esteticista Cleide Lima, da Singu, marketplace de beleza e bem-estar, que é especialista em limpeza de pele, aponta cinco dicas preciosas para seguir nos dias mais frios do ano. Confira:

Evite banhos muito quentes

MyMedicineBox


O calor excessivo causa uma desidratação na pele, o que a faz produzir ainda mais óleo, ficando mais propícia a acnes, por exemplo. Então, em dias mais frios, além de evitar banhos muito quentes, uma dica é não lavar o rosto no chuveiro e deixar para realizar a skin care após o banho, na água fria.

O protetor solar não é feito só para dias ensolarados

Shutterstock


Esse mito já está praticamente sendo extinto, mas é sempre bom reforçar que o protetor solar também é necessário em dias frios, chuvosos e nublados. E mais: ele é necessário até mesmo sem sair de casa. Com o home office, modalidade em que muitos estão inseridos atualmente, a exposição à luz dos eletrônicos, como o computador ou notebook, também agride a pele. E nesse caso, a exigência é ainda de um protetor com base. Existem diversas texturas: creme, gel aquoso, mousse e até pó, se adaptando a diversos tipos de pele e necessidades.

Hidratação e nutrição


Em dias mais frios, a pele tende a ressecar, e por isso a necessidade de hidratação e nutrição é ainda mais forte no inverno. Mas, sempre lembrando que existem tipos diferentes de peles e, portanto, é necessário usar aquele que é ideal para a sua. Se ainda não tem um hidratante ideal, procure um dermatologista. Aqui é importante derrubar um mito: peles oleosas também precisam de hidratação, existem produtos que cumprem esse papel enquanto controlam a oleosidade.

Faça limpeza de pele com hidratação

Para manter a saúde da pele, é recomendado fazer uma limpeza mensalmente – com uma profissional, nada de tentar fazer em casa! Durante o inverno, é importante fazer o procedimento seguido de uma hidratação, de forma a não deixar a pele tão ressecada.

Reponha Vitamina C

É muito comum a necessidade de reposição de Vitamina C durante os dias mais frios do ano, isso porque o período causa mais ressecamento, fazendo com que a pele demande mais nutrição. Então, além de hidratar, é importante investir tanto em alimentação rica em vitamina C, como, principalmente, na aplicação de produtos com a vitamina como principal fonte, diretamente sobre a pele. Além de ser um importante antioxidante, a vitamina C contribui para a potencialização do protetor solar e, ainda, traz um glow saudável para a pele. Lembrando que o produto ideal sempre será aquele recomendado pelo dermatologista, de acordo com as características da sua pele.

Fonte: Singu

Dez maneiras pelas quais o processo de envelhecimento afeta o corpo

Aprenda a diferenciar o que é natural ou não conforme a idade avança; e veja dicas para quem deseja envelhecer saudavelmente

O envelhecimento do organismo é um processo natural que acontecerá com todos nós mais cedo ou mais tarde. É claro que cada pessoa sofrerá com o envelhecimento de forma diferente, mas todos nós notaremos algum tipo de alteração no organismo.

“Quando falamos de alterações causadas pelo envelhecimento, podemos dividi-las em duas categorias: senescência e senilidade. Enquadram-se como senescência todas aquelas mudanças que ocorrem devido ao processo natural de envelhecimento e que todos nós iremos apresentar, como perda de massa muscular e firmeza da pele. Já a senilidade abrange mudanças patológicas, ou seja, alterações que não são naturais do envelhecimento e podem prejudicar muito a qualidade de vida do indivíduo, ocorrendo devido a fatores como estilo de vida, genética, uso de medicamento e condições pré-existentes”, explica o médico nutrólogo e geriatra Juliano Burckhardt, membro Titular da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) e da International Colleges for Advancement of Nutrology e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Dessa forma, é importante entendermos o que é natural ou não durante o processo de envelhecimento para sabermos quando alguma alteração precisa de uma atenção extra. Para ajudar, o especialista listou as principais alterações que afetam o organismo devido ao envelhecimento natural:

Shutterstock

Sua pele enruga: a pele é uma das principais sinalizadoras do processo de envelhecimento. “Conforme envelhecemos, ocorre uma degradação das fibras de colágeno e elastina, que são responsáveis por conferir sustentação e elasticidade ao tecido cutâneo. Além disso, a pele passa a produzir menos suor e oleosidade e perde parte do tecido gorduroso que confere volume. Como resultado, podemos percebê-la menos elástica e firme e mais ressecada, enrugada, flácida, frágil e sensível”, diz o médico. “Este fenômeno é particularmente mais importante no rosto, sendo mais significativo no terço inferior e no pescoço. É nesse processo em que aparecem as rugas e flacidez”, afirma o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). “Há uma diminuição também no número dos melanócitos (células que produzem o pigmento que dá cor da pele), o que faz com que fiquemos mais suscetíveis a radiação solar e formemos manchas com mais facilidade. E todo esse processo é ainda pior para quem se expôs demais ao sol ao longo dos anos”, explica o geriatra.

Foto: Hairmag

Seus cabelos ficam brancos e fracos: assim como a pele, os cabelos também são claramente afetados pelo envelhecimento, tornando-se menos densos, sem cor e mais propensos a queda. “Conforme envelhecemos, os melanócitos, células presentes nos folículos capilares que são responsáveis por produzir o pigmento que dá cor aos fios, vão perdendo sua função e, consequentemente, diminuem a produção de melanina. Então, quando os melanócitos param de funcionar completamente, surgem os primeiros cabelos grisalhos”, explica a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Além disso, com a diminuição no metabolismo, notamos um afinamento da fibra capilar e uma desaceleração na velocidade de crescimento dos fios, o que resulta na redução da densidade do cabelo”, explica Burckhardt .

Sua memória e capacidade de raciocínio já não são mais as mesmas: de acordo com Gabriel Novaes de Rezende Batistella, médico neurologista e neuro-oncologista, membro da Society for Neuro-Oncology Latin America (SNOLA), com o processo de envelhecimento o cérebro apresenta modificações físicas e funcionais, dentre elas a diminuição da massa cerebral (que passa a perder 4,5g por ano após os 50 anos). Além disso, há uma redução da densidade neural. Tudo isso tem maior chance de causar declínios cognitivos, ainda mais se o cérebro não for estimulado, principalmente com bons hábitos de vida”, explica o neuro-oncologista. O cérebro e o sistema nervoso também são afetados pelo envelhecimento, pois há uma diminuição no número de células cerebrais, na comunicação entre os neurônios e na capacidade do organismo de criar novas conexões neuronais, o que faz com que o raciocínio fique mais lento, processar informações seja mais difícil e lapsos de memória sejam mais frequentes. “Devido às alterações no sistema nervoso, também podemos notar mudanças no equilíbrio, na percepção, na postura e na sensibilidade”, diz Burckhardt .

Você ganha peso mais facilmente: conforme envelhecemos, é comum engordarmos com mais facilidade. “Isso porque o nosso metabolismo, ou seja, a forma como o corpo consome energia, diminui com o passar da idade. E um metabolismo mais lento faz com que queimemos menos calorias mesmo com exercícios, pois as células consomem os nutrientes mais devagar e tendem a reservar gordura para casos de necessidade. Por isso, é normal ganharmos peso quando ficamos mais velhos”, destaca Burckhardt .

Daniel Reche/Pixabay

Locomover-se fica mais difícil: os ossos e músculos também sofrem alterações devido ao processo de envelhecimento. “Com a idade, há uma diminuição do tamanho e densidade dos ossos, o que faz com que se tornem mais fracos, porosos e, consequentemente, mais suscetíveis a fraturas. É por esse motivo também que algumas pessoas perdem alguns centímetros de altura ao envelhecerem”, diz Burckhardt. “Os músculos, por sua vez, perdem força, resistência, massa e flexibilidade. Todos esses fatores contribuem para a redução da mobilidade, equilíbrio, força e estabilidade.”

Seu coração passa a trabalhar mais: o processo de envelhecimento também age sobre o sistema cardiovascular. “A principal mudança no sistema cardiovascular com o passar dos anos é o enrijecimento das artérias e vasos sanguíneos, o que faz com que o coração tenha que se esforçar mais para conseguir bombear sangue por essas estruturas. Como resultado, há um aumento no risco de problemas como hipertensão e insuficiência cardíaca”, alerta o médico geriatra.

Sua vida sexual também muda: conforme envelhecem, homens e mulheres podem perceber mudanças nos órgãos genitais e na relação com os outros de formas distintas. “Devido a menopausa, a mulher sofre com uma diminuição nos níveis de estrogênio que pode fazer com que o desejo sexual diminua, o que ainda é intensificado devido a fatores comuns desse período que tornam o sexo menos prazeroso, como a diminuição da lubrificação vaginal e a atrofia da musculatura da região”, diz a ginecologista Eloisa Pinho, da Clínica GRU. “O homem, por sua vez, também apresenta uma diminuição nos níveis de testosterona, mas de forma menos repentina. Ainda assim, é possível observar uma redução da libido e da qualidade e quantidade de espermas. Além disso, a diminuição do fluxo sanguíneo pode fazer com que seja mais difícil para o homem ter ereções, que também se tornam menos rígidas e duradouras”, afirma Burckhardt .

Você torna-se mais suscetível a doenças: nossa imunidade diminui conforme envelhecemos. Então, ficamos doentes com mais facilidade. “Isso porque as células do sistema imune, que são responsáveis por identificar e destruir microrganismos estranhos para o corpo, passam a agir de forma mais devagar. Esse mecanismo é um dos motivos pelos quais cânceres e infecções são mais comuns entre idosos e resultam em morte com mais frequência. Em contrapartida, com o passar da idade, alergias tornam-se menos severas e condições autoimunes são menos comuns”, explica o geriatra.

Sua relação com o banheiro muda: controlar a bexiga pode se tornar um desafio conforme os anos passam. “Isso porque o processo de envelhecimento causa uma redução da elasticidade e, consequentemente, da reserva funcional dos rins. Além disso, os músculos da bexiga e do assoalho pélvico perdem força. Essa fatores podem fazer com que seja mais difícil eliminar toda a urina e controlar a bexiga, resultando assim em incontinência urinária”, afirma Burckhardt.

Freepik

Seus sentidos já não são mais tão confiáveis: todos os sentidos sofrem alterações causadas pelo envelhecimento. Há diminuição do olfato e alterações no paladar. Na boca pode ocorrer também perda da dentição e mudanças na deglutição. Esses fatores podem causar menor prazer e maior dificuldade na ingestão de alimentos, o que frequentemente resulta em desnutrição, problema comum entre idosos”, ressalta o médico. Burckhardt explica: “A visão e a audição também são reduzidas, tornando difícil ouvir altas frequências ou conversar em ambientes barulhentos e enxergar certos objetos dependendo da distância, além de fazer com que você fique mais sensível às luzes. Em muitos casos, pode ser necessário o uso de aparelhos auditivos e óculos”

Mas o que fazer para prevenir essas alterações? Infelizmente, quando falamos de senescência, não há meios de prevenção, afinal, é a evolução natural do organismo humano. No entanto, existem hábitos que podem ser adotados ao longo da vida que vão ajudar a promover um envelhecimento mais saudável, não apenas prevenindo a senilidade, mas também retardando o aparecimento das alterações caracterizadas como senescência.

Botswanayouth

“É indispensável, por exemplo, que o indivíduo adote uma alimentação balanceada rica principalmente em fibras, frutas, vegetais, legumes e proteínas magras. Não se esqueça também de beber bastante água. Por sua vez, evite o consumo excessivo de sal, açúcar e gorduras saturadas, que podem aumentar a incidência de condições como câncer, hipertensão, diabetes, obesidade e doenças cardiovasculares”, aconselha o geriatra.

A prática regular de exercícios físicos também é de extrema importância. E isso não quer dizer necessariamente ir à academia puxar peso. “Fazer alongamentos, dançar, pular corda, caminhar, correr, andar de bicicleta ou com o cachorro. Tudo isso conta como exercício físico, ajudando a prevenir a obesidade e melhorar a função cerebral e a saúde cardiovascular e musculoesquelética, além de aumentar sua disposição e bom humor e contribuir para o gerenciamento do estresse, que também pode prejudicar o organismo, principalmente o coração e a mente”, destaca o especialista.

“A atividade física tem um efeito antioxidante importante para a pele, pois melhora a circulação e o aporte de nutrientes, diminuindo principalmente o ressecamento e melhorando a função de barreira”, explica Burckhardt . A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é realizar pelo menos 150 minutos de algum tipo de atividade física leve ou moderada por semana.

Manter-se mentalmente ativo também é essencial para o envelhecimento saudável, principalmente no que diz respeito à saúde do cérebro. Por isso, invista em interações sociais e em atividades que te dão prazer, como ler, cozinhar, montar quebra-cabeças ou aprender uma nova língua ou instrumento. “Dormir bem também é muito importante para envelhecer com saúde, já que é durante o sono que o organismo passa por um processo de reparação e regeneração. O recomendado é dormir entre 7 e 8 horas por noite. Fugir desses valores é colocar a saúde em risco, pois já temos evidências que a falta de sono pode prejudicar o coração e o cérebro e diminuir a longevidade”, recomenda o médico.

Por fim, mas não menos importante, é fundamental que você se livre de hábitos ruins, como fumar ou consumir álcool em excesso. “Fumar aumenta sua frequência cardíaca e sua pressão arterial, obstrui suas artérias, danifica seus pulmões, favorece a inflamação e enfraquece seus ossos e sistema imunológico”, alerta o especialista. “Já o abuso de bebidas alcoólicas reduz o metabolismo, favorece o ganho de peso, promove desidratação e inflamação do organismo e aumenta o risco de problemas circulatórios cardiovasculares.”

E engana-se quem acredita que mudanças no estilo de vida só podem ser adotadas durante a juventude, pois estudos apontam que até mesmo octogenários podem se beneficiar da adoção de hábitos saudáveis, já que ajudam não apenas na prevenção, mas também no tratamento de muitas doenças.

“Porém, além da adotar um estilo de vida saudável, é importante que, ao alcançar uma idade avançada, o indivíduo se consulte com um geriatra regularmente, já que apenas ele poderá diferenciar corretamente as alterações de senescência e senilidade. Por exemplo, é natural que lapsos de memória se tornem mais frequentes com o passar da idade, sendo então parte da senescência do organismo. No entanto, quando essas alterações na memória causam um grande prejuízo funcional para o paciente, podendo inclusive serem indícios de doenças como o Alzheimer, já se caracterizam como senilidade. Apenas o profissional especializado poderá fazer esse diagnóstico da maneira adequada”, finaliza Burckhardt.

Savana Sá dá dicas para você escolher a melhor base Avon para sua pele

A expert em beleza ainda complementa com dicas para uma produção completa para o dia a dia

Um dos produtos favoritos na maquiagem, a base, ajuda a uniformizar o tom, corrigir imperfeições e a preparar o rosto para aplicação de outros produtos. A escolha desse item para cada tipo de pele é fundamental para um resultado satisfatório, influenciando em aspectos como durabilidade e acabamento.

Para te ajudar a encontrar a sua base ideal, a Avon convidou a vencedora do 23º Prêmio Avon de Maquiagem, na categoria de publicidade, Savana Sá, para explicar as diferenças desses produtos disponíveis no portfólio da marca e ensinar algumas dicas de make. Ela ainda aproveita a conversa e dá truques para uma produção completa.

Prepare a sua pele

O primeiro macete que a maquiadora passa é começar sempre hidratando a pele, antes de qualquer maquiagem. A sugestão da Avon é o Renew Triplo Ácido Hialurônico. Ele preenche e hidrata a cútis, e seu principal ativo é 1,5% de triplo ácido hialurônico. Exclusiva moléculas que penetra nas camadas mais profundas.

O próximo passo é a aplicação do protetor. É importante que esse cuidado seja feito todos os dias, inclusive dentro de casa. Savana indica o Protetor Facial Matte FPS50 Renew, que é matte, antioleosidade e protege contra os efeitos nocivos dos raios UVA/UVB.

Agora é hora de conhecer mais sobre as bases da Avon e escolher a sua:

Base Ultramatte

Como o próprio nome diz, esta base possui acabamento matte, sendo ideal para quem possui pele mista e oleosa, por garantir maior controle do brilho e auxiliar na durabilidade da maquiagem. Com textura fina, não marca as linhas de expressão, não transfere e possui tecnologia que disfarça os poros e Color IQ. Adapta a cor da maquiagem ao seu tom de pele. Com cobertura média, ela permite a construção de camadas. Savana compartilhou uma dica para a hora da aplicação. “Para aplicar essa base eu escolhi o Pincel Avon para Base Kabuki. Ele é ótimo, pois é bem fofinho e deixa a execução mais rápida. Existem duas formas que podemos aplicar: fazendo círculos ou dando batidinhas. Assim também controlamos o tipo de cobertura. Aplicando em círculos eu consigo um acabamento mais esfumado e natural também. Se eu quiser mais cobertura, eu posso pegar o produto no pincel e ir dando batidinhas, ficando mais concentrado.”

Base Líquida Matte Efeito Segunda Pele

Ideal para quem busca uma cobertura, acabamento matte natural, esta base é prática para a rotina do dia a dia. Ela possui FPS 15, tem cobertura média e permite a construção de camadas. Savana destaca “Esta base também tem efeito matte, mas aquele matte leve, sedoso, acetinado, que eu amo. Ela controla a oleosidade e tem acabamento sequinho. Lembrando que ao aplicar a base, comece pelo centro do rosto trazendo o produto no sentido das extremidades”.

Base Compacta 3 em 1

Ideal para peles normais a secas, está base possui um acabamento mais glow e luminoso. Ela pode ser aplicada tanto com esponja como pincel. Um item 3 em 1 (base, corretivo e pó), ajudando a disfarçar manchas e olheiras. A maquiadora compartilha “Eu já usei essa base por muitos anos, ela se adapta muito bem para o meu tipo de pele que é seco. Eu acho lindo esse acabamento e ela é super prática também para usar no dia a dia, a aplicação dela é super fácil”. Com FPS 15, ela possui a tecnologia Invisiblend que deixa a luz passar através do produto refletindo o tom natural da pele, que faz com que a base a se adapte e fique com uma aparência natural.

Aplique um pó facial

 O próximo passo da maquiagem, que a Savana está nos ensinando, é a aplicação do Pó Compacto Facial Matte da Avon. Com FPS 35, ele ajuda na durabilidade da make, possui textura fina, não acumula nas linhas ou craquela. Para aplicar, vencedora do prêmio Avon utilizou o Pincel Avon para Pó Kabuki e destacou “Ele é bem fofinho, o que é ótimo pois ele é gentil com a pele e a gente consegue dosar a quantidade de produto que quer aplicar! Eu pego o produto no pincel e vou pressionando bem de leve, assim não arrastamos a base que está embaixo”

Finalize com um toque de cor

Para terminar e dar cor a maquiagem, Savana aplicou nas bochechas o 2 em 1 Batom e Blush Cushion Rosé e usou nos lábios o produto Ultragloss nas cores Nude Sutil e Toque Coral. Aproveitando que esses itens estão em alta e dando um ar trendy a essa make rapidinha.

Pincéis sugeridos:

Pincel para Base Avon – R$ 39,99

 O pincel para base da Avon te ajuda a espalhar a base líquida no rosto com precisão garantindo um acabamento lindo e natural para a sua pele! Aplique o produto diretamente no rosto e depois utilize o pincel para espalhar a base. Material: Nylon, alumínio e madeira.

Pincel para Pó Kabuki Avon – R$ 34,99

O pincel Kabuki para pó da Avon é perfeito para levar com você para qualquer lugar! Ideal para finalizar a sua make, depositando a quantidade certa de produto para garantir um look incrível. Material: Nylon e alumínio.

Todos os produtos Avon podem ser adquiridos por meio das revendedoras Avon ou pelo e-commerce

SAC: 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h

Retinol é o novo integrante da família Renew Avon

Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro é inspirado pelos tratamentos e procedimentos profissionais, e marca fase de renovação da Avon

Renew, a marca pioneira em tecnologia e inovação nos cuidados com a pele, está presente no ritual de beleza dos brasileiros todos os dias. Sempre conectada às últimas tendências do mercado e às necessidades da pele de todas, a marca lança um novo sérum que traz um dos ingredientes mais recomendados pelos dermatologistas por seu potencial antienvelhecimento: o Renew Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro.

O produto chega para completar o portfólio de séruns da marca, que já conta com dois favoritos dos consumidores:  Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante e Renew Clinical Concentrado Facial Preenchedor de Rugas – que ganharam novas embalagens para marcar essa fase de renovação da Avon em todos os seus segmentos, chamada #OlhadeNovo.

Confira abaixo mais informações sobre este poderoso trio de séruns Renew:

Lançamento – Renew Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro

Um tratamento cosmético intensivo desenvolvido com exclusividade pela Avon, o novo Renew Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro, combina Oxa Diacid com retinol puro, ingrediente recomendado por dermatologistas, que ajuda a preencher as rugas existentes e prevenir a formação de novas. Inspirado em procedimentos profissionais de dermatologistas para ajudar o rosto a ficar mais preenchido e jovem, o tratamento deixa a região mais lisa e aumenta a regeneração celular, estimulando e reparando o colágeno para aumentar a elasticidade. Com textura leve, rende até 300 aplicações e é indicado para todos os tipos de pele e dermatologicamente testado. 100% das mulheres tiveram melhora nas linhas de expressão e rugas em apenas 2 semanas.

Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante

Um dos best-sellers da marca, agora em nova embalagem. Desenvolvido com uma tecnologia inovadora e exclusiva para fornecer vitamina C pura que permanece ativa da primeira até a última gota, Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante promove uma pele iluminada, com aparência mais jovem e linhas de expressão reduzidas. Ele contém uma potente dose de 10% de Vitamina C, um poderoso antioxidante antienvelhecimento que ajuda a neutralizar os radicais livres e a reparar os danos da pele, para uma aparência mais fresca, saudável e revitalizada. Melhora a textura da pele e deixa um viço radiante.

Renew Preenchedor Triplo Ácido Hialurônico

Também com nova embalagem, o Renew Preenchedor Triplo Ácido Hialurônico combina triplo ácido hialurônico, ingrediente recomendado por dermatologistas, com Oxa Diacid e Arginina para restaurar a jovialidade da pele e preencher as rugas.  É ideal para suavizar a superfície da pele já no primeiro uso e proporcionar um preenchimento de longo prazo. Com textura em gel, rende até 300 aplicações e é facilmente absorvido pelo rosto. 89% das mulheres concordam que este produto oferece uma aparência mais preenchida e 9 entre 10 mulheres concordam que as linhas e rugas ficam com uma aparência menos profunda.

Modo de uso dos produtos:

Renew Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro: Pela manhã e à noite, aplique sobre a pele do rosto limpa e seca com movimentos de dentro para fora e de baixo para cima. Para melhores resultados siga o ritual completo Renew: 1. Limpeza, 2. Sérum e 3. Creme Dia ou Noite. Algumas pessoas podem sentir desconforto usando o produto. Use com moderação ou com menor frequência até que sua pele se acostume.

Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante: Aplique pela manhã ou à noite sobre a pele limpa e seca. Dispense de 1 a 2 porções do sérum na palma da mão. Com as pontas dos dedos, espalhe suavemente no rosto em movimentos de baixo para cima e de dentro para fora, evitando a área dos olhos. Espere o produto ser completamente absorvido antes de usar seu creme diurno ou noturno.

Renew Preenchedor Triplo Ácido Hialurônico: Aplique duas vezes ao dia, pela manhã e à noite sobre a pele limpa e seca. Dispense 1 gota do gel na palma da mão. Com as pontas dos dedos, espalhe suavemente no rosto em movimentos de baixo para cima e de dentro para fora, evitando a área dos olhos.

O preço sugerido para o Renew Preenchedor Triplo Ácido Hialurônico é de R$ 119,90, para o Renew Vitamina C Superconcentrado Antioxidante é de R$ 99,90 e para o Renew Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro é de R$ 135,90.

Todos os produtos Avon podem ser adquiridos por meio das revendedoras Avon ou pelo e-commerce

SAC: 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h

Mucormicose: SBD esclarece como esta doença oportunista afeta pacientes com Covid-19

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) divulgou nota de esclarecimento à população sobre fungo causador de micoses que, de acordo com relatos clínicos científicos, podem afetar pacientes de Covid-19 com problemas respiratórios e na pele. Segundo o Departamento de Micoses da SBD, a mucormicose – erroneamente chamada de fungo negro – é uma doença oportunista que, em geral, não tem potencial patogênico. Ou seja, pessoas sadias entram em contato com os fungos, mas não ficam doentes. Contudo, organismos debilitados ficam suscetíveis a maiores complicações.

“O conhecimento da doença e dos fatores predisponentes, como o descontrole da glicemia e da cetoacidose, facilitam o diagnóstico e o tratamento precoces da mucormicose. Esse é o principal aliado para salvar vidas, pois essa micose oportunista tem progressão rápida e é muitas vezes fatal, com mortalidade em 40%-50% dos casos. No Brasil, outras doenças do mesmo tipo, como a aspergilose invasiva e a candidíase sistêmica, são mais comuns do que a mucormicose nos pacientes com Covd-19, sendo que também exigem atenção semelhante”, disse a coordenadora do Departamento de Micoses da SBD, Rosane Orofino.

Grupo de risco

Os indivíduos mais vulneráveis à mucormicose são portadores de diabetes melito descompensado ou com cetoacidose. No grupo de risco, ainda estão usuários de corticoides de forma prolongada, além de pacientes com alguns tipos de câncer, queimados graves, portadores de feridas abertas e transplantados de órgãos sólidos. O aumento do ferro sérico e a diminuição dos linfócitos, que ocorrem na covid-19, também são fatores que predispõem a essa micose oportunista.

“Há algum tempo a Índia vem relatando aumento dos números da mucormicose e, curiosamente, é também o segundo país em casos de diabetes melito do mundo, o que pode ser fator de predisposição ao seu surgimento. Dos 101 casos dessa micose oportunista relacionados à Covid-19 descritos recentemente, 82 deles aconteceram na Índia”, lembrou Rosane Orofino.

A apresentação clínica mais frequente da mucormicose é rino-ocular. Começa com edema (inchaço) e endurecimento da região nasal ou em volta dos olhos, dor na face e secreção nasal sanguinolenta. Essa doença pode rapidamente progredir para lesão cerebral e morte, se não houver diagnóstico e tratamento precoces. Os fungos entram nos vasos sanguíneos, causam embolia e infarto, levando à necrose tecidual. A maioria dos casos que chegam a acometer o cérebro são fatais. Pode ainda ter acometimento pulmonar ou de outros órgãos.

Sintomas

Quando acomete os pulmões, os sintomas da mucormicose são parecidos com os da Covid-19 (febre, tosse e falta de ar). O uso de corticoides, usados para diminuir a inflamação intensa em pacientes com o coronavírus, também pode ser um dos fatores envolvidos no aparecimento dessa micose oportunista.

Sobre o tratamento, a SBD explica que ele consiste na retirada cirúrgica do tecido necrosado e infectado (desbridamento), o que ajuda na melhoria da cicatrização e na diminuição de secreções. Ainda é recomendado o emprego de antifúngicos sistêmicos em ambiente hospitalar, como anfotericina B, posaconazol e isavuconazol.

Os fungos da Ordem Mucorales são adquiridos pela inalação de conídios (esporos). Estão presentes no ar, solo, material orgânico em decomposição e contaminam alimentos como frutas, pães etc. Os principais são Rhizopus sp, Mucor sp, Lichtheimia sp, Rhizomucor sp, entre outros, que não são pretos, como vem sendo divulgado pelos meios de comunicação.

“Talvez a cor escura da lesão da pele e mucosa decorrente da necrose do tecido tenha levado a esse termo equivocado”, ressaltou a coordenadora do Departamento de Micoses da SBD.

Fonte: SBD

Derm Deep C com vitamina C encapsulada em silício promete maior penetração e eficácia na pele

Formulado com Niacinamida e vitamina C encapsulada em sílicio orgânico biocompatível, Derm Deep C, da Be Belle, é capaz de penetrar profundamente na pele para conferir ação hidratante, antioxidante, clareadora, preenchedora, protetora e rejuvenescedora.

A Vitamina C é um dos ativos mais populares entre os aficionados por beleza devido ao seu alto poder antioxidante, ajudando assim a combater a formação e a ação dos radicais livres, moléculas danosas que figuram entre os principais causadores do envelhecimento da pele. No entanto, a Vitamina C é muito suscetível à oxidação causada por fatores como exposição à luz e ao ar, o que pode fazer com que a substância pare de fazer efeito. Então, pensando em uma forma de garantir que a Vitamina C alcance o alvo do tratamento e atue de maneira eficaz, a Be Belle apresenta o Derm Deep C, um sérum clareador, antioxidante e rejuvenescedor formulado com vitamina C encapsulada em permeadores biocompatíveis de silício orgânico.

“Dessa forma, o Derm Deep C é capaz de fazer com que os ativos penetrem profundamente na pele, conferindo assim ação hidratante, antioxidante, clareadora, preenchedora, protetora e rejuvenescedora. Além disso, por ser encapsulada em sílicio orgânico, a vitamina C presente no produto não oxida, o que garante eficácia prolongada e resultados mais rápidos”, explica a cosmetóloga Ludmila Bonelli, CEO da Be Belle.

De acordo com a especialista, enquanto o sílicio orgânico estimula a produção das fibras de colágeno e elastina para oferecer ação rejuvenescedora e preenchedora, a vitamina C auxilia na proteção da pele contra os danos causados pelos raios UV, a poluição e radicais livres. “A vitamina C também age como um inibidor de melanina, pigmento que dá cor à pele, sendo assim um excelente clareador de manchas”, destaca. Indicada para todos os tipos e fototipos de pele, a vitamina C utilizada no produto ainda é pura, não contendo corantes e, assim, possuindo uma coloração esbranquiçada natural.

“A ação do Derm Deep C também é potencializada pela presença de Niacinamida em sua composição, uma vitamina essencial do complexo B capaz de fortalecer a barreira da pele para reduzir o ressecamento, combater os sinais do envelhecimento, melhorar a textura, amenizar a aparência de manchas e diminuir a inflamação”, diz a CEO da Be Belle.

Então, através da sinergia entre os ativos, o Derm Deep C é capaz de reduzir a degradação do colágeno enquanto estimula sua produção, proteger a pele contra agressões externas, combater a ação dos radicais livres, reduzir manchas, linhas finas e poros dilatados e melhorar a tonalidade, luminosidade e textura da pele para promover um tratamento global do tecido cutâneo. “Livre de parabenos e glúten, o Derm Deep C foi dermatologicamente e clinicamente testado, mostrando, após 28 dias de uso, ser capaz de clarear em 90% as manchas já existentes e tornar o tom da pele 93,3% mais uniforme”, afirma Ludmila Bonelli.

Quanto ao modo de uso, a cosmetóloga explica que devem ser aplicadas 3 gotas do produto sobre o rosto previamente limpo e seco, espalhando-o com movimentos leves e circulares até completa absorção. “Podendo ser utilizado também na pele corporal, o Derm Deep C deve ser aplicado duas vezes por dia: pela manhã antes do protetor solar, e também à noite”, finaliza.

Derm Deep C – Preço: R$ 215,00

Sobre a Be Belle

Be Belle é uma marca de dermocosméticos que se baseia na ciência e tecnologia para oferecer uma ampla gama de produtos faciais e corporais para as mais diversas finalidades. Desenvolvidos a partir de anos de estudo e prática clínica, os cosméticos da marca combinam nanotecnologia e alta concentração de ativos para conferir máxima penetração, efeitos cosméticos imediatos e alta eficácia no tratamento do tecido cutâneo. Com composição inteligente e biocompatível, os produtos da Be Belle são capazes de oferecer tudo o que a pele precisa para permanecer jovem, bonita e saudável.

Informação: Be Belle / SAC: contato@bebellecosmeticos.com

Estudo aponta o esmalte de unha como responsável pela maioria dos casos de alergia facial

Um estudo feito por pesquisadores brasileiros, publicado no final de 2020, apontou que os esmaltes usados para pintar as unhas são responsáveis por cerca de 30% dos casos de dermatite alérgica de contato. Em relação ao local da alergia, a região facial é a mais afetada em 26% dos casos, especialmente área das pálpebras.

Segundo a oftalmologista Tatiana Nahas, especialista em cirurgia plástica ocular e doenças das pálpebras, a pesquisa corrobora o que acontece na prática clínica. “É muito comum receber pacientes, na maioria das vezes mulheres, com reações alérgicas importantes na região das pálpebras. Quase sempre, essa alergia é desencadeada por produtos cosméticos, em especial esmaltes, tinturas de cabelo e cremes para o rosto”.

Outro dado levantado pela pesquisa é que, em média, as mulheres usam 12 produtos cosméticos por dia, colocando cerca de 168 diferentes componentes químicos em contato com a pele. No ranking do estudo, logo após o esmalte de unha, os produtos que mais causam alergia são as tinturas para cabelo, perfumes e fragrâncias, shampoos e cremes para o corpo.

Investimento na face

O mercado de produtos de higiene pessoal e cosméticos é um dos que mais crescem no Brasil. Mesmo em um ano de pandemia, com queda de renda e perda de empregos, o setor cresceu 5,8% em 2020, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Os produtos para a pele tiveram um crescimento ainda mais robusto: 21,8%. E se você acha que é muito, prepare-se: máscaras e tratamentos faciais cresceram 91% em 2020.

O fator de risco mais importante para desenvolver a dermatite de contato é justamente o aumento do uso de cosméticos. As mulheres, entre 20 e 55 anos, são as mais afetadas.

Sinais e sintomas

Healthline

Tatiana explica que há duas formas da dermatite de contato: a irritativa e a alérgica. “A forma irritativa costuma ocorrer no primeiro contato com a substância. As lesões ficam restritas a área em que o produto foi aplicado, causando muita ardência, queimação ou coceira”.

Já a dermatite de contato alérgica, em geral, aparece após o uso frequente e prolongado de um produto. “Pode demorar anos para aparecer. Surgem erupções na pele, especialmente onde houve contato com a substância. Essas lesões podem inchar, ficar vermelhas, formar bolhas ou crostas e dar a sensação de rubor (calor)”, explica a especialista.

Procure seu médico

A principal recomendação ao perceber que houve uma reação alérgica é lavar com água, de forma abundante. Caso não melhore, o ideal é procurar o médico.

“Quando a pessoa identifica qual foi o produto, fica mais fácil evitar recorrência do problema. Isso para os casos das dermatites irritantes. Entretanto, as dermatites alérgicas podem demandar uma investigação mais apurada para descobrir qual ou quais produtos têm causado a alergia”

De olho na validade

A oftalmologista alerta: é preciso controlar a data de validade dos produtos. “Em geral, as mulheres não se preocupam muito com o vencimento das maquiagens. E produtos fora do prazo de duração têm um potencial maior para causar alergias. Isso vale para qualquer cosmético”, reforça Tatiana.  

Alergia ocular

A reação alérgica pode afetar tanto a pele das pálpebras quanto o globo ocular. Nesses casos, a atitude é a mesma: lavar com água de forma abundante e procurar o oftalmologista, se não houver melhora. Não use nenhum tipo de colírio ou outra substância.

Por fim, a médica faz um alerta: “Nos últimos anos, o uso dos óleos essenciais se tornou mais frequente no Brasil. Entretanto, esses produtos são bastante concentrados. Assim, deve-se evitar o uso desses óleos na região facial, especialmente em volta e nas pálpebras”, finaliza a medica.

Home office: como as luzes dos aparelhos eletrônicos danificam a pele

Dermaticista explica sobre os danos causados pela luz visível e infravermelho e quais alternativas para manter a pele saudável

Com muitos escritórios fechados devido a pandemia, o contato com as telas de celulares, computadores e tablets aumentou durante o home office. A luz emitida pelos aparelhos certamente prejudica a visão, mas o que poucas pessoas sabem é que ela também danifica a saúde da pele.

“Ela é capaz de gerar radicais livres na pele dando início ao envelhecimento precoce, pode desencadear hipercromias (manchas de pele) e deixar a pele mais sensível. Tudo isso devido a constante proximidade com a luz visível. Em específico uma das mais nociva é a luz “azul” devido seu comprimento de onda e o infravermelho que gera calor e também é emitido pelos aparelhos”, explica a dermaticista Patrícia Elias. Estudos comprovam que a luz visível em abundância pode ocasionar o crescimento de enzimas que destroem o colágeno e a elastina, provocando a inflamação do tecido.

Há alguns anos, os fotoprotetores eram utilizados apenas para proteger a pele dos efeitos prejudiciais causados pelo sol. “Hoje em dia, com o avanço da tecnologia, parte dos protetores solares entrou para o time de dermocosméticos, que são completos fotoprotetores, e alguns até protegem a pele das ondas eletromagnéticas emitidas pelos aparelhos eletrônicos”, esclarece a especialista.

Proteção

Shutterstock

Atualmente existem fotoprotetores desenvolvidos com antioxidantes, vitaminas e substâncias específicas para proteção contra luz visível e infravermelho ou até mesmo pigmentos de alta cobertura para promoverem essa proteção. “A ideia de usar protetor solar dentro de casa ou durante a noite pode parecer estranha, mas é um dos efeitos que o novo normal exige para manter em dia a saúde e o bem-estar da pele”, afirma Patrícia.

Para manter o cuidado com a pele entre uma reunião virtual e outra, Patrícia aconselha a começar o dia limpando o rosto e aplicando os produtos matinais de skincare normalmente e, ao longo do dia, aplicar o protetor solar para garantir que a pele fique protegida enquanto realiza suas atividades. “Para manter o clico de precaução é fundamental beber bastante água e manter um olhar atento para a alimentação que acaba sofrendo com o home office”, finaliza.

Para manter o cuidado com a pele entre uma reunião virtual e outra, Patrícia aconselha a começar o dia limpando o rosto e aplicando os produtos matinais de skincare normalmente e, ao longo do dia, reaplicar o protetor solar para garantir que a pele fique protegida enquanto realiza suas atividades. “Para manter o ciclo de precaução, também é fundamental beber bastante água e manter um olhar atento para a alimentação que acaba sofrendo com o home office”, complementa.

Dicas

Hoje em dia com a tecnologia avançada, alguns smartphones e computadores já oferecem proteção contra luz. Caso não tenha esses aparelhos, também existe a opção de usar uma película de proteção contra luz no computador ou celular.

“Usar um bom fotoprotetor no dia a dia faz toda a diferença para ter uma pele saudável. Mas eles também são ótimos coadjuvantes para quem está fazendo tratamento de hipercromias (Manchas de pele), pois eles potencializam o tratamento. Neste caso, a recomendação é a utilização, também, do protetor solar de uso oral, por conter substâncias com alto poder antioxidante que protegem as células das radiações UV, para aumentar ainda mais a proteção da pele, já que durante o tratamento a pele fica muito mais sensível e precisa de uma proteção extra que age de dentro para fora”, finaliza a profissional.

Fonte: Patrícia Elias é dermaticista e cosmetóloga. Pós-graduada em Dermaticista pela Faculdade IBECO, bacharel em Estética e Cosmetologia na Universidade Anhembi Morumbi. Comanda a Clínica Patrícia Elias. Especialista em Tratamento de Hipercromias, Flacidez Cutânea, Saúde da Pele entre outros, com dezenas de cursos de especialização.

Cinco pontos para melhorar e dar uma nova vida à pele

Modificar seus hábitos e até introduzir uma nova rotina de cuidados podem fazer muito pela sua pele

O seu estilo de vida dita muita coisa na sua vida. Ele é o responsável por melhorar ou piorar sua saúde, inflamar ou curar o seu corpo, e até embelezar ou prejudicar sua aparência. Se você sente que a sua beleza está precisando de uma ajudinha, talvez seja melhor rever alguns hábitos – que podem ter relação com a rotina skincare ou até mesmo com alimentação e controle do estresse. Consultamos especialistas para indicar os 5 pontos prioritários para melhorar a qualidade da pele:

Proteja a pele: o protetor solar deve ser parte de sua rotina matinal como escovar os dentes – até mesmo no inverno e em dias encobertos, uma vez que as nuvens não conseguem bloquear os raios. “A exposição solar exacerbada de maneira aguda acaba provocando queimaduras e insolação, de forma que também imunodeprime a pele, favorecendo infecções como herpes simples. Já a exposição crônica ao sol acelera o envelhecimento cutâneo, representado pela flacidez e perda de viço da pele e provoca manchas brancas e marrons nas áreas expostas. Antes de nos preocuparmos com uma rotina que contenha ácidos e antioxidantes, devemos ter o hábito do uso regular do filtro solar: ele é o creme antienvelhecimento mais importante”, explica Daniel Cassiano, dermatologista da Clínica GRU Saúde e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Evite excessos: lavar a pele demais. Está aí um problema que vem preocupando dermatologistas, já que o hábito, praticado geralmente por quem tem pele oleosa, retira o manto de proteção da pele, deixando-a mais susceptível às ameaças externas, que podem desencadear acne, aumento de oleosidade por efeito rebote (de compensação) e até dermatites. Lavar o rosto em excesso pode ser tão problemático quanto não lavar o rosto o suficiente. “A nossa pele possui um manto lipídico, que é como se fosse uma ‘película lubrificante’ formada por água e óleo na sua superfície. Esse manto lipídico tem função de proteção e de preservar a hidratação e a saúde da pele. Limpar demais essa pele, sem repor a umidade, pode causar um ressecamento em um primeiro momento e depois a produção rebote de mais oleosidade. Além disso, nossa pele conta com um microbioma, uma ‘população’ de bactérias boas que nos protegem contra doenças e outros problemas, como ressecamento e sensibilidade da pele. A presença desses microrganismos mantém o pH da pele em equilíbrio. Mas usar sabonetes e cosméticos que reduzem demais essas bactérias pode deixar a pele desprotegida e suscetível a doenças de pele como a dermatite atópica e acne”, afirma Cassiano.

Foto: Pixabay

Coma com equilíbrio: a alimentação influencia muito na saúde da pele como um todo. “Uma dieta desequilibrada, com consumo excessivo de gorduras não saudáveis presentes em alimentos ultraprocessados, gorduras vegetais modificadas, gorduras saturadas de origem animal, frituras de imersão, alimentos pró-inflamatórios como açúcares em geral, doces em excesso, farinhas brancas e refinadas e ainda ingredientes alergênicos como os corantes, aromatizantes e conservantes artificiais, desequilibram o organismo aumentando o perfil inflamatório, também da pele, o que geralmente resulta em maior estímulo das glândulas sebáceas”, afirma a médica nutróloga Marcella Garcez, diretora e professora da Associação Brasileira de Nutrologia. “O desequilíbrio metabólico do organismo, por causa da alimentação inadequada além de aumento no perfil inflamatório, resulta também em aumento do estresse oxidativo”, completa. “O excesso de doces e açúcares na dieta, além da inflamação subclínica que atinge a pele, também é responsável por um processo chamado glicação, que é a formação de produtos de glicação avançada, que nada mais é que a glicose excessiva que se liga às proteínas que dão estrutura à derme, alterando suas funções e seu aspecto”, diz a médica. “Com isso, essas proteínas perdem a questão da maleabilidade, da flexibilidade, da sustentação e ancoragem da pele. O açúcar também está ligado, segundo estudos, ao aparecimento de manchas”, afirma o dermatologista Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Esse envelhecimento induzido pela alimentação pode ser revertido com ajuda de procedimentos estéticos, como Pico Ultra 300, um laser de picossegundos que trata a pele de maneira global para clarear e rejuvenescer, combatendo flacidez, textura e rugas.

Pixabay

Controle o estresse: estresse também afeta nossa pele de maneira importante, segundo o dermatologista. “Uma pele que vive sobre descargas constantes de adrenalina e outros hormônios como cortisol e prolactina, pelo desequilíbrio em cascata, tem seu estado inflamatório persistente potencializado, já que esses hormônios fazem com que nossas células tenham um tempo de vida e atividade diminuídas, acarretando perda da longevidade. A acne também é uma manifestação comum ocasionada pelo estresse e seus fatores associados, que além disso provocam a aceleração do envelhecimento biológico”, diz o médico.

Livre-se dos vícios: consumo de cigarro induz ao envelhecimento, já que as substâncias tóxicas presentes estão associadas à vasoconstrição periférica por um período de dez minutos, o que diminui o fluxo sanguíneo para o tecido cutâneo e cabelos. “O consumo de álcool prejudica o organismo através de surtos imediatos e efeitos a longo prazo do envelhecimento, e deve ser evitado”, diz a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida. “Quem ingere álcool em excesso, sente muita sede, principalmente no dia seguinte. Isso acontece porque o organismo precisa de água para metabolizar o álcool. No entanto, se não houver água suficiente, o organismo busca nos tecidos periféricos a água para realizar o seu trabalho. E esse é o grande problema, pois a perda d’água afeta muitos órgãos, inclusive a pele, diminuindo o viço e colaborando para o ressecamento e a descamação”, explica. O álcool aumenta o inchaço e sangramento, além de ressecar a pele e piorar a qualidade do sono – o que também interfere na capacidade de reparo da pele.

Mudar os hábitos é uma boa estratégia, mas para conseguir tratar e reverter os efeitos do envelhecimento, quando eles são mais intensos, é necessário consultar o médico. Apenas ele poderá realizar uma avaliação de sua pele e indicar a melhor rotina de cuidados para te ajudar as alterações por meio dos cuidados skincare e tratamentos em consultório. “Além disso, podem ser indicadas algumas substâncias via orais, como FC Oral, que tem ação anti-inflamatória importante, e outros nutrientes como Vitamina C, Resveratrol e InCell para melhorar o aspecto da pele”, finaliza a nutricionista Luisa Wolpe Simas, consultora de nutrição integrada da Biotec Dermocosméticos.

Dermatologista ensina a usar a quantidade correta de produtos para cuidar melhor da pele

Nem muito, nem tão pouco. Sem desperdício e nem malefícios, a médica Adriana Vilarinho, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da AAD – Academia Americana de Dermatologia, explica qual a quantidade exata de produtos para serem utilizados na rotina de skincare .

Tudo em exagero faz mal, por isso, a especialista alerta para a quantidade adequada de cada aplicação para que tenham mais efetividade. “Em excesso, os produtos podem causar irritação, alergia e até oclusão dos poros, o que leva à acne. Usar menos produto que o necessário é igualmente ruim, já que quantidades insuficientes podem não surtir efeito ou levar um tempo maior de tratamento para alcançar os objetivos desejados”, afirma a especialista.

Para ajudar a entender melhor, a médica revela as quantidades ideais:

Hidratantes faciais: correspondente a uma moeda de 50 centavos

Cremes de tratamento: moeda de 10 centavos

Cremes para a região dos olhos: um grão de arroz por pálpebra

Sérum e produtos em gel: um grão de ervilha

Protetor solar: uma colher de chá por região

Solução adstringente/ água micelar: o suficiente para deixar o algodão úmido

Pinterest

Hidratante corporal: uma colher de sopa para cada perna e uma colher de sopa para os braços e para o tronco.

Fonte: Adriana Vilarinho é dermatologista, graduada em Medicina e Residência Médica em Dermatologia pela Faculdade de Medicina do ABC – São Paulo. Título de Especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).
Preceptora do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina do ABC – 1993 a 2003.
Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD – e regional de São Paulo. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica – SBCD. Membro da American Academy of Dermatology – AAD. Autora do livro Beleza à Flor da Pele.