Arquivo da tag: pescoço

Travesseiro cervical é aliado contra dores no pescoço

Desenvolvido especialmente para garantir o alinhamento da nuca ao tórax, modelo pode ser a solução para quem sofre de problemas frequentes na região cervical

Quem nunca acordou com aquela dorzinha incômoda no pescoço? Segundo dados da Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP), as dores cervicais estão entre os problemas musculoesqueléticos mais comuns em todo o planeta, afetando de 30 a 50% da população. Porém, mais do que um simples incômodo, a entidade ainda alerta que este é um fator limitante para as atividades diárias de até 14% das pessoas. E se você sofre com esse mal, saiba que um item aparentemente simples pode fazer toda a diferença na sua qualidade de vida: o travesseiro.

Segundo Fernando Cataldo, especialista em colchões da Euro Colchões, a escolha equivocada do travesseiro pode trazer uma série complicações para a saúde, como dores intensas no pescoço, torcicolo e cefaleias, Além disso, as noites mal dormidas ainda resultam em falta de atenção e afetam a capacidade de movimentação dos membros superiores.

“Caso a pessoa faça uso prolongado de um produto inadequado, há o risco de desenvolver problemas ainda mais graves, como contraturas crônicas da cervical, cifose [desvio na coluna vertebral], cervicalgia e demais inflamações na região”, esclarece.

Por isso, quem sofre com dores cervicais deve sempre manter os olhos atentos aos sinais para saber se a origem do mal pode estar na escolha do travesseiro. Isso inclui reações como travamento do pescoço, rigidez e dores de cabeça prolongadas que começam pela nuca. Uma vez identificada a raiz, deve-se providenciar a troca imediata por um item mais adequado às necessidades do usuário, como os travesseiros cervicais.

“O grande diferencial deste modelo está no encaixe do pescoço na superfície, permitindo que a cabeça repouse de forma natural. Ao alinhar a nuca ao tórax, ele faz com que a função ortopédica seja realizada de maneira ideal. Contudo, é essencial que o colchão também acompanhe esse alinhamento”, destaca Cataldo.

Lançamento Euro

Pensando em atender aqueles que buscam se livrar das dores na região do pescoço ao dormir, a Euro Colchões lança seu travesseiro cervical. O modelo, que estará disponível em 10 unidades da rede, possui espuma de viscoelástico de alta durabilidade, é hipoalergênico e conta com uma capa em malha que proporciona toque macio, aliando acabamento visual e conforto. O produto pode ser usado a partir dos 10 anos, sendo indicado tanto para quem dorme de lado quanto para aqueles que repousam de barriga para cima.

Informações: Euro Colchões

Home office improvisado pode causar danos à coluna

Especialista alerta sobre doenças da coluna que podem ser causadas pela má postura

As medidas de isolamento adotadas para conter o avanço do novo coronavírus no Brasil fizeram com que grande parte dos trabalhadores tivesse que se adaptar ao trabalho remoto. Sem mesa, cadeira e iluminação adequada, o primeiro impacto do home office improvisado foi na coluna, já que o termo “dor nas costas” bateu recorde de buscas no Google Trends no início da quarentena.

Para Cezar de Oliveira, neurocirurgião especialista em coluna do Hospital Sírio-Libanês, assim como outros problemas de saúde, os impactos da quarentena na coluna podem estar começando a surgir agora. “A má postura, quando persistente, pode causar graves lesões na coluna vertebral, principalmente nas regiões cervical e lombar”, comenta o especialista.

Além de dores, muitas vezes até incapacitante, a má postura pode causar curvaturas anormais na estrutura da coluna e desgastes dos discos intervertebrais. “Ficar diariamente em uma posição ruim pode acabar provocando a cifose da coluna, caracterizada quando há uma projeção arredondada das costas para a frente, ou até mesmo a famosa hérnia de disco em casos mais graves”, alerta o neurocirurgião.

Como cuidar da coluna no home office

E se a sua mesa não tem a altura ideal ou sua cadeira não é ajustável, é possível usar a criatividade, com almofadas e objetos para deixar o computador mais alto (de preferência na altura dos olhos). O importante é manter as costas e o pescoço em linha reta, braços relaxados ao lado do corpo, antebraços paralelos ao chão e pés apoiados no solo.

Outro ponto importante é sobre manter as atividades físicas, mesmo que esteja trabalhando de casa. “Os exercícios físicos regulares são tão importantes quanto a mobília adequada, já que ajudam no fortalecimento dos músculos da região. Além disso, lembre-se de se manter hidratado durante o dia e de fazer pequenas pausas para se alongar”, recomenda o médico.

Quando procurar ajuda

Embora ainda não tenhamos chegado ao fim da pandemia, o ideal é buscar um check-up geral da saúde assim que possível. Com medo da contaminação, muitas pessoas deixaram de realizar seus exames periódicos e, somado com os meses que passamos isolados, a saúde geral deve ser uma prioridade.

“E quando a dor na coluna não vai embora em poucos dias e começa a atrapalhar as atividades do cotidiano, o recomendado é buscar ajuda especializada. Assim como a maioria dos problemas de saúde, as patologias da coluna possuem melhor tratamento com o diagnóstico precoce”, finaliza o cirurgião.

Fonte: Cezar Augusto Alves de Oliveira é neurocirurgião, especialista em coluna, chefe das equipes da neurocirurgia nos hospitais Sírio-Libanês, AACD, Hcor, Rede São Luiz, Edmundo Vasconcelos e Santa Catarina. Possui especialização pela Harvard Medical School, com Prof. Chief Peter M. Black; fez residência médica, com especialização em cirurgia da coluna, no Centro Médico da Universidade de Nova York, no Departamento de Neurocirurgia, com o Prof. Dr. Paul Cooper. É Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Flacidez no rosto e pescoço estão com os dias contados

Ultrassom microfocado, também conhecido como Ultraformer, tem efeito potencializado em 7x quando associado ao bioestimulador de colágeno

A busca pela beleza saudável cresce entre mulheres e homens em todas as faixas etárias. E a tecnologia a favor da autoestima e bem-estar avança a cada dia, com soluções cada vez mais modernas e também acessíveis.

Uma delas está entre as preferidas quando o tema é rejuvenescimento facial: o Ultrassom Microfocado, também conhecido pelo nome comercial, Ultraformer é indicado para peles maduras e também para a prevenção do envelhecimento em peles mais jovens. Como utiliza a mais nova tecnologia para flacidez do rosto e pescoço, não machuca a pele ou impede o paciente de manter sua rotina, pois não deixa marcas. Há, ainda, um protocolo especial para a região dos olhos e pálpebras para estímulo de colágeno que faz arqueamento de sobrancelha e abertura do olhar.

Como explica a médica dermatologista da rede de clínicas Meu Dermato, Pâmela Ribeiro, o Ultraformer faz micro pontos de coagulação em algumas alturas dentro da pele. “Na parte muscular faz o efeito lifting, na parte da derme profunda, ajuda na flacidez cutânea. Com as ponteiras de gordura consegue diminuir a papada, afinar o rosto. Há, inclusive, uma ponteira específica para olho para tratar a flacidez palpebral”, diz.

Com o uso do bioestimulador de colágeno associado ao Ultraformer, a formação de colágeno é potencializada em até 7x, fazendo uma ancoragem muscular, resultando em um efeito lifting natural.

O “combo” mais procurado atualmente

Conheça os procedimentos “queridinhos” daqueles que buscam melhorar a aparência – mas que quer distância das cirurgias:

• Ultraformer: o ultrassom microfocado é uma alternativa relativamente nova, com um alto poder de corrigir sinais de envelhecimento e de flacidez. Consegue chegar em determinadas camadas do rosto, desde a região da gordura, a musculatura, até onde temos a produção do colágeno. Com ele, é possível ter uma melhora na papada, na flacidez do rosto e no contorno, promovendo um lifting facial, além de promover um efeito de bichectomia like. É um tratamento que pode ser feito uma vez ao ano, com resultados ainda mais visíveis ao longo de três meses com a melhora no banco de colágeno.

• Radiesse: é um bioestimulador que atua nos mecanismos de regeneração da própria pele para a produção de colágeno novo ao longo das semanas e meses seguintes, tornando a pele mais forte e mais elástica. É bastante utilizado na correção de queixos e maxilares para uma melhor simetria. Ele é um gel produzido à base de hidroxiapatita de cálcio, que está presente em nosso organismo, por isso não há riscos de incompatibilidade ou sensibilidade ao produto.

• Toxina botulínica: é uma substância utilizada para prevenir ou amenizar rugas e linhas de expressão de algumas áreas do rosto, como ao redor dos olhos, entre sobrancelhas e testa. Estas marcas em geral, são causadas pela contração dos músculos da face e influenciadas pela má alimentação, tabagismo, exposição solar, entre outros fatores. Esse composto também é utilizado para o tratamento da hiperidrose, podendo ser aplicado nas axilas, mãos ou pés e até mesmo no couro cabeludo. Diferentemente do que muitos pensam, a toxina botulínica não é indicada somente para pacientes com idade avançada, pois possui também forte papel preventivo em pacientes jovens.

• Ácido hialurônico: tem uma função de rejuvenescimento facial, dando sustentação à pele, preenchimento e hidratação. Por isso, disfarça rugas, como o bigode chinês e também corrige olheiras e melhora a simetria e volume labial. Não tem rejeição porque é um componente da pele, considerado um hidratante natural.

Sobre a Meu Dermato

Um novo conceito em medicina dermatológica, a rede de clínicas tem como objetivo realçar a beleza, por meio de procedimentos acessíveis, seguros e modernos, realizados por uma equipe de médicos dermatologistas. Hoje conta com quatro unidades em funcionamento (Paulista, Vila Olímpia, Itaim e Moema), com forte plano de expansão nacional.

Ultrassom Microfocado substitui lifting e é uma das principais opções contra a flacidez facial

Rápido, indolor, pouco invasivo, procedimento é eficaz e tem boa resposta contra flacidez e gorduras na pele

Com apenas uma sessão de no máximo uma hora, o ultrassom microfocado ganhou protagonismo, nos últimos anos, sendo considerado por médicos especialistas uma das principais tecnologias de combate à flacidez e à gordura na face e corpo. Na face, o procedimento pode tratar a região da papada, reproduzir os resultados da bichectomia (com diminuição da gordura nas maçãs do rosto e o efeito lifting) e melhorar a flacidez na região dos olhos e lábios.

O ultrassom microfocado é pouco invasivo, indolor, exige apenas uma anestesia local e, ao final de todo o processo, o paciente está liberado para retomar aos compromissos do dia. Não há o chamado downtime, ou período de repouso e inatividade. Os resultados podem ser observados imediatamente, continuam sendo melhorados durante um período de até 90 dias e perduram pelo resto da vida, sendo inclusive cumulativos.

A ação é objetiva contra a perda de colágeno, um processo natural do envelhecimento. O procedimento, realizado pelo aparelho Ultraformer, recupera o tecido facial por meio de pequenas lesões térmicas calculadas – indutoras da produção de colágeno. Basicamente, o ultrassom microfocado utiliza o calor para realizar a melhora do tecido flácido. As ondas emitidas pelo aparelho atingem as camadas com maior concentração de colágeno da cútis para uma avaliação e mapeamento de toda a estrutura da pele.

Na sequência, a inteligência da tecnologia define os pontos que precisam do tratamento e toda energia emitida fica concentrada nessas áreas, com um feixe que ocupa o espaço de pelo menos um milímetro cúbico. A temperatura aumenta, gerando pequenos pontos de coagulação térmica que chegam a uma profundidade de até cinco milímetros.

“O calor irá desencadear uma desnaturação das fibras de colágeno dos tecidos gordurosos, estimulando a contração dessas fibras e a produção de colágeno novo para o local. Com isso, haverá também uma contração dos músculos do rosto, o que causará o efeito de lifting facial logo após a sessão. E esse efeito permanece, atingindo a melhor fase em até seis meses, quando a produção de colágeno está no máximo. A redução da flacidez fica visível. O resultado é surpreendente”, explica Caroline Motta Aguiar, médica dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

O ultrassom microfocado também é recomendado para tratar rugas, elevar as sobrancelhas sem a toxina botulínica, melhorar a qualidade da pele do pescoço e até outras áreas corporais, como o umbigo, os braços e as coxas. A contraindicação só vale para pacientes grávidas ou que estejam amamentando.

Fonte: Caroline Motta Aguiar

Por causa do celular, sairemos da quarentena com mais rugas no pescoço?

Durante o isolamento, passamos quase 2/3 do dia com a cabeça inclinada para baixo olhando o celular. Você sabia que isso acelera sinais de envelhecimento no pescoço? Estudo da Universidade de Chung-Ang, da Coreia do Sul, mostrou que mulheres a partir dos 29 anos já apresentam rugas na região

Estamos cada vez mais conectados a dispositivos móveis e, com o isolamento, até nossos momentos de lazer estão no celular – seja falando com amigos, vendo uma receita nova na internet ou buscando outra distração. Muitas pessoas passam quase 2/3 do dia olhando o celular. Mas é bom que você saiba que o uso de dispositivos móveis está acelerando o processo de envelhecimento em uma região difícil de tratar com cremes: o pescoço.

De acordo com o estudo da Universidade de Chung-Ang, na Coreia do Sul, sobre nova técnica para combater rugas no pescoço, mulheres a partir dos 29 anos já apresentam vincos nessa região, enquanto o natural seria depois dos 40. “Recentemente, o número de pacientes com rugas do pescoço vem aumentando. Além disso, um número crescente de pacientes jovens apresentou essa condição, possivelmente devido ao efeito da postura que eles adotam ao olhar para baixo quando usam smartphone ou outros dispositivos”, afirma o estudo. Sairemos da quarentena com mais rugas nessa região?

pescoco dor rugas

Nos Estados Unidos, a imprensa especializada até apelidou o problema como ruga “Tech Neck”. A dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, ressalta que os movimentos repetitivos formam sulcos, como se fossem “colares cervicais”.

“A pele do pescoço é muito fina, praticamente sem glândulas sebáceas, com espessura próxima a dois milímetros, pouco hidratada e onde há grande movimentação natural pela própria dinâmica da região. A inclinação frequente da cabeça para baixo a fim de olhar o celular, tablet ou outro dispositivo, provoca sinais de envelhecimento mais rápidos”, explica a médica.

De acordo com a dermatologista, os movimentos musculares do pescoço realizados a todo o instante sejam voluntários como a laterização, extensão, inclinação para baixo ou mesmo na mastigação e fala produzem inicialmente pequenas linhas, que com o passar do tempo vão se acentuando. “Elas adquirem o status de rugas e sulcos bastante marcados como verdadeiros colares cervicais horizontais”, afirma.

O termo já vinha se tornando uma das preocupações mundiais em skincare, pois o constante dobramento da pele em movimentos repetitivos, característico da era das selfies, aumentou a procura por tratamentos preventivos e corretivos das rugas e linhas do pescoço. Há poucos anos, a marca de luxo Yves Saint Laurent, por exemplo, desenvolveu pesquisas que também vinculam o uso do celular com a aceleração do envelhecimento dessa pele, e criou um creme concentrado com ação antirrugas para a região do pescoço.

No Brasil, a Biotec Dermocosméticos – responsável por distribuir matéria prima dermo e nutricosmética para farmácias de manipulação – criou uma bala e um creme Tech Neck, com função de estimular o colágeno da região e melhorar o aspecto dessas rugas. Enquanto a bala traz três poderosos ativos (Exsynutriment, Glycoxil e Incell) para atuar na síntese de colágeno e proteção da pele por via oral, o creme diminui a degradação de colágeno e tem ação preenchedora, por conta do ativo SWT-7.

A dermatologista acrescenta que a área é quase sempre esquecida, mesmo para quem tem o hábito de cuidar do rosto. “A própria característica local somada às agressões ambientais como água quente, frio, poluição, ar condicionado, sol, vento e o uso de perfumes contendo álcool e bijuterias (que podem causar hipersensibilidade local e alergias), podem provocar ainda mais ressecamento, vermelhidão e mudança da textura da região”, conta.

Prevenção

shutterstock mulher usando celular

De acordo com a dermatologista, uma dica importante é, mesmo quando mexer nos dispositivos, manter a cabeça ereta, sem inclinações, e a postura alinhada: o celular deve ser erguido na direção dos olhos. Com relação aos cuidados diários, a médica indica sabonetes neutros ou loções de limpeza à base de ativos calmantes. “As loções tônicas vêm na sequência e vão preparar a pele para receber o sérum tensor que pode conter Hyaxel, ácido hialurônico de baixo peso molecular, antioxidantes, vitaminas e glicosaminoglicanas, além de substâncias que recuperem a volumetria da região como Adipofill e Sculptessence”, conta.

O protetor solar deve ter FPS 30 no mínimo e ser reaplicado após quatro horas no dia a dia. “À noite, a região, após a higienização, pode receber água termal em jatos e após alguns minutos, usar vitamina C na forma de sérum, emulsão ou espuma associada a outras vitaminas como B5, E, F e alfa hidroxiácidos, alternando com nutritivos”, explica.

Tratamentos

Além da toxina botulínica, muitos tratamentos podem ser feitos na região para tratar as rugas tech neck. Uma das novidades é o Ultrassom 3D Solon, que permite ajustar exatamente a profundidade onde o aparelho vai agir e o tamanho do dano térmico. Com isso, o tratamento causa menos dor e reduz as rugas de maneira poderosa. “Do ponto de vista clínico, o tratamento é menos dolorido e muito mais homogêneo. Ele estimula mais colágeno e traz resultados na hora. O paciente pode imediatamente voltar às atividades de rotina”, afirma o dermatologista Salomão.

Outra tecnologia para esse fim é o plasma de baixa temperatura Surgical Derm. Indicado para rugas profundas, principalmente no pescoço, Surgical Derm é um plasma endodérmico que penetra na pele por meio de pequenos orifícios chegando até a derme e promovendo contração.

papada pescoço mulher meia idade

“Uma sessão do plasma traz mais resultado que 4 sessões de laser CO2, que é um procedimento extremamente dolorido. Ele é um plasma que faz a sublimação (passagem direta de uma substância do estado sólido para o estado gasoso) da pele, que não carboniza: isso é o grande diferencial. Existem outros plasmas, usados por esteticistas, que carbonizam, furam e queimam a pele. O Surgical Derm é um plasma frio que entra na pele com um orifício muito fino e se espalha na derme”, afirma o médico. Com isso, há uma grande contração da pele, que reduz de forma eficaz as rugas com resultado percebido já na primeira sessão.

Fontes:
*Abdo Salomão Jr é doutor em Dermatologia pela USP (Universidade de São Paulo). É sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Membro da American Academy of Dermatology (AAD), Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e do Colégio Ibero Latino Americano de Dermatologia. Professor universitário e diretor da Clínica Dermatológica de mesmo nome.
*Claudia Marçal é médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.

Novo Renew Clinical Lift & Firmeza para tratamento da pele do rosto, colo e pescoço

Com textura em creme e enriquecido com aminoácidos e vitamina B3, ele é ideal para fortalecer, sustentar e hidratar a região tratada

No skincare, além dos cuidados com o rosto, você lembra de tratar o pescoço e o colo? Estas regiões, muitas vezes, esquecidas no ritual de beleza, também merecem cuidados especiais. Sendo assim, pensando em tratar tanto a pele do rosto quanto do pescoço e colo, a Avon apresenta o sérum facial Renew Clinical Lift & Firmeza: sua solução para levantar, sustentar e fortalecer a pele. Inspirada nos famosos resultados de procedimentos dermatológicos, o tratamento conta com a Tecnologia Polypeptide-2X para proporcionar hidratação intensiva e instantaneamente preencher a pele.

A fórmula foi desenvolvida para ajudar a reconstruir a estrutura de suporte da pele do rosto – que contém colágeno, elastina e fibronectina – para uma sensação e aspecto de firmeza. O creme, ao entrar em contato com o calor do corpo, torna-se líquido e libera ativos como Vitamina B3 (Niacinamide) e aminoácidos (Tetrapeptide-4), que penetram rapidamente.

Após a primeira aplicação já é possível sentir a pele mais fortalecida e iluminada; em uma semana de uso, proporciona uma melhora notável na aparência do rosto, pescoço e colo; e depois de três semanas, deixa a região tratada mais firme, tonificada e com aparência mais jovem – aquele efeito lift!

Modo de uso: duas vezes por dia, aplique a quantidade desejada no rosto, pescoço e colo limpos.

renew clinical serum.png

Preço sugerido para o Renew Clinical Lift & Firmeza: R$ 81,90

Onde encontrar: por meio das revendedoras da Avon pelo Brasil e também no site. SAC: 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h.

Caminhada no Ibirapuera e Café Científico para prevenção do câncer de cabeça e pescoço

Dia 28 parque terá ações de conscientização sobre tumor, que já é o 2º mais comum entre os homens e 4º entre as mulheres no Brasil, com aula de yoga, orientações mindfulness e canto. Ação multidisciplinar será no dia 26

Informação é a melhor arma contra o câncer de cabeça e pescoço, que já é o segundo mais comum entre os homens e o quarto mais incidente entre as mulheres no Brasil. A cada ano, surgem cerca de 43 mil novos casos da doença no país e são registradas mais de 10 mil mortes decorrentes destes tipos de tumores que se originam nas vias aerodigestivas e atingem boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago, tireoide e seios paranasais.

Para chamar atenção para esses tumores será realizada a Caminhada do Câncer de Cabeça e Pescoço, dia 28, das 8h ao meio-dia, no Parque do Ibirapuera, na Arena de Eventos. Organizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, a ação faz parte de campanha Julho Verde, realizada pela Associação de Câncer de Boca e Garganta – ACBG Brasil.

Quem estiver pelo parque vai receber orientações sobre como detectar os primeiros sinais da doença, além de informações para prevenção e direcionamento para o tratamento. Os tumores de cabeça e pescoço têm como fatores de risco hábitos como excesso de tabaco, bebida, sexo desprotegido, má alimentação e falta de atividades físicas.

Como a mudança de hábitos é essencial para prevenção, para incentivar ações de prevenção, além da caminhada serão realizadas inúmeras atividades no Ibirapuera: aula de yoga, orientações mindfulness, cantar com o projeto Amor na Prática, entre outras. A iniciativa cont a com a parceria de instituições como Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), Santa Casa, HC, AC Camargo, entre outras.

No dia 26 será promovido o Café Científico – Ação Multidisciplinar no Cuidado à Pessoa com Câncer de Cabeça e Pescoço. O evento será realizado das 8h45 às 11h45 , no Coren Educação (Rua Dona Veridiana, 298, Higienópolis, São Paulo), aberto ao público. A programação terá palestras sobre assistência do enfermeiro estomaterapeuta, do nutricionista, do psicólogo e do fonoaudiólogo junto à pessoa com traqueostomia e laringectomia (programação completa no final).

Este foi o mês escolhido para abordar a doença pois  27 de julho foi instituído como Dia Mundial de Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço, em um congresso realizado pela Federação Internacional das Sociedades Oncológicas

Desafios dos tumores de cabeça e pescoço

mulher garganta pescoço tireoide

Estima-se que a cada quatro novos casos, três sejam diagnosticados no estágio avançado da doença, dificultando as chances de cura. Muitas das pessoas que passam pelo tratamento ainda enfrentam sequelas físicas, funcionais e psicológicas.

Neste #JulhoVerde, mês de conscientização e prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço, a Associação de Câncer de Boca e Garganta – ACBG Brasil escolheu o tema “O câncer tá na cara, mas às vezes você não vê” para alertar sobre os sinais da doença e a importância do diagnóstico precoce. A campanha #JulhoVerde tem o objetivo de levar informação sobre a doença para garantir, também, tratamento e reabilitação adequados, chamando atenção aos fatores de risco que estão presentes no dia a dia.

“Fundada há 4 anos, a ACBG Brasil vem trabalhando ativamente pautas que visam dar acesso à reabilitação dos pacientes que foram laringectomizados em virtude do câncer de laringe e perderam a voz”, avisa a presidente da entidade, Melissa Ribeiro. “Realizamos ações de advocacy, que culminaram na incorporação do equipamento eletrolaringe em março de 2019, como outros temas que envolvem as muitas necessidades dos pacientes de com câncer de cabeça e pescoço como as próteses bucomaxilofacial, as fonatórias, os imunoterápicos, acesso a biópsia mais precocemente, ou seja, ACBG Brasil precisa ser a voz de brasileiros que não tem”.

Projeto de Lei do Julho Verde avança

hashtag-julho-verde-2018-705x235-1.png

A Comissão de Educação do Senado aprovou no dia 02/07 o Projeto de Lei que institui julho como mês de conscientização sobre o câncer de cabeça e de pescoço. A proposta determina que os órgãos do poder público elaborem campanhas no Julho Verde, que visem à disseminação de informações sobre os riscos, os danos, as formas de prevenção, os fatores de risco, as causas de desenvolvimento e os tratamentos disponíveis.

O projeto também é uma demanda da Associação de Câncer de Boca e Garganta – ACBG Brasil, que trabalha em prol dos pacientes e seus familiares em todo o Brasil. O texto segue para votação no plenário do Senado.

Programação – Café Científico Ação Multidisciplinar no Cuidado à Pessoa com Câncer de Cabeça e Pescoço

Dia: 26/7/19
Horário: 8h45 às 11h45
Local: Coren Educação
Endereço: Rua Dona Veridiana, 298,Higienópolis – São Paulo – SP
8h45 – Abertura com a enfermeira estomaterapeuta Drª Maria Angela Bocarra de Paula – presidente da Sobest, e Melissa do Amaral R. de Medeiros – presidente da ACBG
9h15 – Assistência do enfermeiro estomaterapeuta junto à pessoa com traqueostomia e laringectomia Adriane C. Faresin – Icesp e Sobest
9h45 – Atuação do nutricionista na assistência à pessoa com traqueostomia ou laringectomia Mariele Marcatto – IBCC
10h15 – intervalo
10h45 – Assistência psicológica à pessoa com traqueostomia ou laringectomia Stela Pinto – Icesp
11h15 – Reabilitação fonoaudiológica da pessoa com traqueostomia ou laringectomia Luciana Dall’Agnol – AC Camargo – ACBG
11h45 – Encerramento

Uso excessivo do celular causa papada e flacidez na região do pescoço

Edy Guimarães, expert em estética com mais de 30 anos de carreira dá dicas de como evitar o problema e aponta os tratamentos mais eficazes para combatê-lo

A papada, também conhecida como “queixo duplo”, é um problema que acomete milhares de brasileiros, homens e mulheres, e que pode causar muito incômodo. As causas são as mais diversas, da disposição genética à flacidez facial, passando pelo excesso de pele e acúmulo de gordura.

Se você sofre desse mal, mas não apresenta nenhum dos fatores citados acima, o problema pode estar no uso excessivo do celular e de outros componentes eletrônicos, como o tablet e computador. Isso mesmo! A tech neck é a papada que aparece como resultado da postura incorreta do pescoço.

“Usar o celular com muita frequência não só prejudica a saúde, mas também o visual. Passar horas navegando pelas redes sociais com o aparelho na mão e o pescoço inclinado para baixo acelera o envelhecimento da região, propiciando o aparecimento de rugas, que, com o passar do tempo, vão aumentando até resultarem em papada”, explica a esteticista Edy Guimarães.

mulher celular cama

Além disso, a inclinação da cabeça leva à flacidez entre o queixo e o pescoço e à deformação do tecido adiposo na região, o que acaba contribuindo para o problema. Para se ter uma ideia, a cabeça humana, que pesa, em média, sete quilos, passa a ter mais de 25 quando o pescoço se inclina a cerca de 60º, ocasionando a tech neck, mas também a outros problemas na cabeça e na coluna.

Como evitar

O primeiro passo é manter a postura correta. “O pescoço e o maxilar devem permanecer sempre a 90º, ou seja, formar um ângulo reto. Precisamos sempre nos policiar para manter o celular na altura dos olhos, para que olhemos sempre para frente. O mesmo vale para os tablets e comutadores. Usar suportes para levantar as telas é a melhor opção”, explica Edy.

shutterstock mulher usando celular.jpg
Shutterstock

A expert recomenda ainda exercícios para fortalecer a musculatura dos ombros e pescoço. “Alongamento é essencial e atividades, como caminhada, pilates e ioga são excelentes”, recomenda. Se houver dores na lombar, ombros e pescoço, o ideal é procurar a ajuda de médicos ortopedistas para uma avaliação mais profunda e, se for o caso, sessões de fisioterapia.

Os tratamentos

hifu tratamento rosto healthline

HIFU – Foto: HealthLine

Além dos cuidados para prevenir a tech nech, existem diversas opções de tratamentos estéticos para revertê-lo. Entre eles, podemos citar:

– Intradermoterapia – tratamento indicado para pequenas partes do corpo, como a região do queixo, e que consiste na aplicação de enzimas na pele, ou abaixo dela, para absorver a gordura localizada. O tratamento é rápido, praticamente indolor e os resultados são visíveis logo após a primeira aplicação.
– Lifting com Fios de PDO – promove a suspensão dos tecidos da face por meio do uso de fios 100% absorvíveis, compostos de polidioxanoma (PDO), que também estimulam a produção de colágeno.
– Criofrequencia – técnica que reduz a gordura localizada utilizando uma base ultracongeladora que esfria a epiderme a 10ºC negativos e sob radiofrequência de aproximadamente 55ºC. O choque térmico promove a contração das fibras de colágeno, promovendo maior firmeza à pele.
– Bioestimuladores injetáveis – substâncias que, ao serem injetadas na pele, estimulam a produção de colágeno natural do corpo, reduzindo a flacidez da pele. Atualmente existem dois produtos com essa função, o ácido polilático (Sculptra) e a hidroxiapatita de cálcio (Radiesse), O Sculptra apresenta um efeito progressivo e duradouro (25 meses), com resultados que aparecem gradualmente. Já o Radiesse é um bioestimulador que, além do efeito de preenchimento imediato, estimula a produção natural de colágeno e com recupera a firmeza e a elasticidade da pele. Seu efeito dura entre 18 e 24 meses.
– Ultrassom Microfocado (HIFU) – tratamento desenvolvido para proporcionar efeito de lifting facial de forma não-invasiva e não-cirúrgica. Essa tecnologia utiliza o calor para promover a melhora da flacidez, já que as ondas do ultrassom conseguem atingir e aquecer as camadas mais profundas da pele, nas quais a contração do colágeno começa a ocorrer.

“Vale lembrar que todos os efeitos dos tratamentos utilizados no combate à tech neck devem ser associados com hidratações e lifting cosmetológicos para que os resultados sejam ainda mais satisfatórios”, finaliza Edy.

Edy Guimarães

Com mais de 30 anos de profissão, a expert é uma das maiores referências em tratamentos estéticos no Brasil, sendo a maior influenciadora digital do segmento (@edybeleza), com mais de 62 mil seguidores diretos e quase 40 milhões em suas conexões. Acaba de inaugurar sua nova clínica, localizada na região da Faria Lima, um dos bairros mais nobres da capital paulista, onde oferece não só os mais modernos e eficazes tratamentos estéticos, mas também os serviços de dermatologistas, endocrinologistas e nutricionistas.

Seis áreas esquecidas durante a rotina diária de cuidados com a pele

Dermatologista Kédima Nassif explica como prevenir o envelhecimento precoce de regiões como pescoço, colo e pálpebras, que geralmente não recebem a atenção e os cuidados que necessitam

Na hora da rotina de beleza diária da pele, muitas pessoas tendem a concentrar-se no rosto, afinal é a região onde surgem os sinais de envelhecimento mais evidentes, como rugas e linhas de expressão. Porém, outras regiões do corpo, como joelhos e cotovelos, também sofrem igualmente, e as vezes até mais (por conta das características da pele da região), com os danos externos que levam ao processo de envelhecimento precoce. Logo, necessitam de cuidados tanto quanto o rosto.

Então, para ajudar você a manter estas regiões saudáveis, a dermatologista e tricologista Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, apontou as áreas geralmente esquecidas durante a rotina diária de cuidados com a pele e explicou como tratar de cada uma delas. Confira:

cotovelo pele cuidados.png

– Joelhos e cotovelos: são áreas com poucas glândulas sebáceas, sendo naturalmente mais secas, além de serem regiões de dobra e atrito, o que faz com que fiquem endurecidas e ásperas. Por isso, os cuidados mais importantes com estas partes do corpo são a esfoliação e a hidratação. “A esfoliação dos cotovelos e joelhos deve ser realizada uma vez por semana com produtos formulados com partículas esfoliantes maiores, como a semente de apricot, e ativos como ureia em alta concentração, entre 15 a 20%. Isso vai fazer com que o tecido fique mais macio, pois a pele que estava por baixo, coberta pelas células mortas, é mais jovem e com maior poder de hidratação”, explica a médica. “Já com relação a hidratação, esta deve ser feita duas vezes ao dia, de preferência logo após o banho, para proteger as regiões contra a desidratação e os atritos que elas sofrem. O ideal é que estes produtos sejam formulados com substâncias que melhoram a textura e nutrição da pele corporal, como as vitaminas E e C e os óleos naturais de amêndoas, maracujá, framboesa ou girassol”. Quando essas áreas, além de ásperas e desidratadas, também estão acinzentadas, a médica sugere o uso de hidratantes com ácido salicílico, que possui um maior poder de penetração nessa região onde os poros estão mais fechados.

pescoço

– Pescoço e colo: de acordo com a dermatologista, a pele do pescoço e colo é muito fina e sensível devido à menor quantidade de glândulas sebáceas, por isso envelhece mais rápido do que em outras áreas do corpo. Dessa forma, manter alguns cuidados diários com essa região é fundamental para evitar o envelhecimento precoce. “Deve-se começar sempre pela limpeza, utilizando um sabonete líquido ou óleo de banho. Após isso, recomendo aplicar um creme hidratante com ativos antioxidantes, como vitamina C e Alistin. Clareadores e cremes estimuladores de colágeno, como o Densiskin e Hyaxel, também ajudam a manter a pele do colo mais jovem”, afirma. “Para finalizar, é essencial a aplicação de um fotoprotetor com FPS 30, que deve ser reaplicado a cada duas horas, principalmente se você estiver utilizando roupas decotadas.”

orelha rosto ouvido.jpg

– Atrás das orelhas: “Pessoas que possuem a pele e os cabelos oleosos tendem a apresentar descamação da pele atrás das orelhas, o que pode indicar doenças, como a dermatite seborreica, que, ao contrário do que muitos pensam, não atinge apenas o couro cabeludo. Da mesma forma, quem tem a pele mais seca também pode apresentar desidratação nessa região, que também deve ser fotoprotegida – assim como a orelha em si. Também é fundamental investir nos cuidados com esta região, lavando o local de uma a duas vezes por dia com um sabonete à base de extratos de alecrim, camomila e zinco ou até mesmo com o shampoo para cabelos oleosos que você utiliza. Em seguida, utilize um cotonete para aplicar um pouco de tônico adstringente na região.”

olho

– Pálpebras: o principal problema que afeta as pálpebras é a flacidez que surge na região com o passar dos anos. Porém, é possível retardar o aparecimento da alteração através do uso de cremes específico para a área dos olhos, que devem conter ativos que não agridem a pele e são menos propensos a causarem irritações, além de possuírem propriedades tensoras, antioxidantes e hidratantes, como a vitamine C, A e E. “Além disso, é fundamental o uso de um fotoprotetor, visto que, nos últimos anos, a incidência de câncer de pele aumentou em 10% nas pálpebras. O ideal então é que este produto seja hipoalergênico e oftalmologicamente testado, pois a área dos olhos é muito sensível e suscetível a irritação. No dia a dia, vale a pena apostar nos óculos escuros com proteção UV, para garantir que a pele dessa região não seja agredida”, finaliza a dermatologista.

Kédima Nassif é dermatologista e tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui Residência Médica em Dermatologia também pela UFMG; realizou complementação em Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal, transplante capilar pela FMABC e em Cosmiatria e Laser pela FMABC. Além disso, atuou como voluntária no ensino de Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. 

Já é possível eliminar a papada sem cirurgia

A dermatologista Sumaya Mahon explica a eficácia do procedimento que elimina a gordura local por meio do congelamento

Temida por muitos, a papada pode ser provocada por acúmulo de gordura e, muitas vezes, não é eliminada apenas com o emagrecimento. O que muita gente ainda não sabe é que há uma alternativa não cirúrgica segura para tratar a área, o Coolsculpting.

“São muitas as vantagens de realizar o procedimento com Coolsculpting. A marca possui uma ponteira exclusiva para a região, ou seja, permite maior controle sobre a área tratada e resultado mais eficaz. Além disso, é um procedimento não invasivo, seguro, que permite que o paciente retome suas atividades no mesmo dia, sem a necessidade de repouso e cuidados especiais”, explica a dermatologista Sumaya Mahon.

Segundo a especialista, apenas uma sessão, com duração entre 35 e 60 minutos, já elimina cerca de 20% a 25% de tecido adiposo. Durante o procedimento, as células de gordura da área tratada são congeladas de forma controlada e eliminadas em um período de até 90 dias, quando é possível perceber um resultado significativo. Alguns pacientes precisam de mais sessões, mas isso será determinado em conjunto com o médico especialista, que sempre deve fazer uma avaliação prévia e oferecer as melhores possibilidades de tratamento.

papada pescoço mulher meia idade.jpg

A médica alerta ainda para outra vantagem do Coolsculpting: “uma vez tratada, a área não terá mais acúmulo de gordura. No entanto, é preciso que o paciente mantenha uma dieta equilibrada e pratique exercícios regularmente”, destaca.

Sobre as sensações causadas pelo congelamento, a dermatologista esclarece que é normal que a região tratada fique sensível durante alguns dias ou semanas. No entanto, o desconforto é considerado bastante tolerável. O procedimento com Coolsculpting não é indicado para gestantes, lactantes e pacientes com intolerância ao frio.

Fonte: Allergan