Arquivo da tag: podologa

Inchaço dos pés: aprenda como aliviar o problema

A condição pode estar associada a retenção de líquidos, má circulação e ao sedentarismo

Uma das principais causas de inchaço nas pernas e pés é a má circulação, que fica mais perceptível ao final do dia, especialmente em grávidas e idosos. Apesar de não doer, provoca desconforto pela sensação de peso e de líquido acumulados.

“Para reverter o quadro, é necessária a ingestão de bastante líquido e manter uma dieta rica em alimentos diuréticos, como alface, pepino, tomate, melancia, melão, abacaxi, além de evitar aqueles com muito sódio, geralmente encontrado em alimentos industrializados ou preparados com sal em excesso”, afirma Maria de Lourdes Pinheiro, podóloga e coordenadora técnica da Doctor Feet, rede especializada em serviços de podologia, manicure e venda de produtos médicos, ortopédicos, bem-estar e saúde.

A especialista ainda recomenda a prática regular de atividades físicas e sessões de drenagem linfática sempre que possível para ter ainda mais conforto e evitar novos quadros de inchaço. “Outra dica super relaxante e que traz muitos benefícios é o escalda pés, podendo ser realizado no conforto do lar, com itens que podem ser facilmente encontrados”, ressalta a podóloga. Confira o passo a passo:

-Pegue uma bacia grande, que caiba seus pés confortavelmente, com água morna suficiente para cobrir o tornozelo;
-Adicione uma colher de sopa de azeite para manter os pés macios e hidratados;
-Acrescente uma colher de sopa de sal grosso, que ajuda a drenar o excesso de líquido, evitando o inchaço;
-Coloque também cinco gotinhas de essência de hortelã, que refresca, desodoriza e estimula a circulação;
-Bolinhas de gude ajudam a massagear as plantas dos pés e ativar a circulação;
-Mantenha os pés na bacia por cerca de 15 minutos.

Se mesmo seguindo todas as recomendações os pés continuarem inchados, vale consultar um médico para que ele possa indicar os melhores exercícios, tratamentos ou meias de compressão adequadas ao caso. A rede Doctor Feet trabalha com linhas completas de meias de alta, média e baixa compressão, de várias marcas e modelos, inclusive as de meia perna para praticantes de esportes. “Elas auxiliam o retorno venoso e reduzem a possibilidade de inchaço nas pernas e pés”, finaliza.

Informações: Doctor Feet

Unhas fracas e quebradiças? Podóloga aponta soluções

Alimentação, visitas periódicas à rede de podologia de sua confiança e produtos específicos para o fortalecimento são alguns dos cuidados necessários

Ter unhas fortes e cheias de vida é o sonho de muita gente, mas é preciso tratá-las muito bem para conquistar esse resultado. Segundo Maria Lourdes Pinheiro, podóloga e coordenadora técnica da Doctor Feet, unhas fracas podem ser sintomas de algumas condições como diabetes, disfunção hormonal, estresse e até problemas de fígado, pulmão e coração.

“O ideal é cuidar das unhas com profissionais habilitados e, ao perceber que elas continuam quebrando com muita frequência, a dica é procurar um dermatologista”, alerta.

No entanto, algumas mudanças de hábito podem amenizar a quebra e deixar as unhas mais bonitas e saudáveis. Confira:

roer unhas dentes
Foto: Mouthhealthy.org

1. Evite roer as unhas ou levar as mãos à boca, pois a saliva enfraquece a unha e o mau hábito pode causar infecções causando até a perda da unha;

esmalte brilho unha
2. Invista em bases fortalecedoras e nutritivas que devem ser aplicadas sempre antes do esmalte;

freepik unhas manicure
Freepik

3. Mesmo que faça as unhas com profissionais semanalmente, não retire totalmente as cutículas já que elas ajudam na proteção contra doenças, como a micose, por exemplo;

pés unhas esmalte pixabay werby fabrik
Foto: Werby Fabrik/Pixabay

4. Não utilize produtos com formol, podem causar alergias;

frutas-citricas-limao-laranja
5. Aposte em alimentos ricos em vitamina C que fortalecem as unhas, a pele e, de quebra, favorecem o sistema imunológico;

unhas15
6. Mantenha as mãos e as cutículas sempre hidratadas;

envato-mascara luvas
7. Use luvas para realizar tarefas domésticas para proteger as unhas de produtos químicos;

mulher limpando esmalte da unha
8. Remova o esmalte com produtos específicos e que não contenham acetona, pois o componente causa danos nas unhas e resseca as cutículas;

shutterstock mulher lendo rotulo
Shutterstock

9. Atente-se aos prazos de validade de produtos como esmaltes, bases e cremes para as mãos. Não use se estiverem vencidos;

Freepik unhas
Freepik

10. E, por último, mas não menos importante. Deixe a unha respirar removendo todo o esmalte, pelo menos, dois dias antes de uma nova aplicação.

Fonte: Doctor Feet

Cuidados ao fazer as unhas fora de casa: veja dicas de como evitar contaminação

Especialista da Doctor Feet ensina dicas para proteger a saúde ao frequentar salões e esmalterias para cuidar das mãos e dos pés

Quem não quer as unhas sempre bem-feitas e bonitas? A praticidade dos serviços de manicure faz com que muitas pessoas busquem regularmente salões e esmalterias para este fim, porém, deve-se levar em consideração os riscos de contaminação ao realizar o procedimento sem checar os cuidados com a higiene e manipulação dos produtos utilizados.

Segundo Cristina Lopes, podóloga e coordenadora técnica da rede Doctor Feet, algumas medidas, fiscalizadas antes do atendimento, podem evitar qualquer problema. “A remoção da cutícula cria pequenas aberturas por onde existe a chance de contaminação. Essas lesões são a principal porta de entrada para vírus e bactérias, além de outros riscos relacionados a técnica, como o enfraquecimento das unhas, micoses e a descamação”, comenta.

A especialista dá algumas cuidados para prevenir doenças e evitar fungos e bactérias. Veja abaixo:

– Atente-se sobre a esterilização dos instrumentos

esterelizador manicure aliexpress
AliExpress

Verifique se no local existe uma autoclave e veja como os instrumentos são manipulados. Se estiverem embalados em plástico é um bom sinal. Apesar da obrigação de esterilizar todos os instrumentos, é possível que você não conheça a procedência do estabelecimento na primeira visita. Segundo Cristina, um instrumento infectado pode transmitir doenças como, micoses bactérias e até mesmo hepatite B e C.

– Levar o seu próprio material não garante que ele esteja estéril

manicure-unhas

É comum ouvir a orientação de levar os próprios instrumentos, porém, isso não garante que ele esteja estéril e livre de contaminação. A autoclave, que funciona através da esterilização por vapor, é o principal meio de garantir a assepsia dos alicates e espátulas.

– Verifique se alguns itens são descartados

manicure dedo unhas píxabay

Lixas, palitos de unha e saquinhos devem ser descartados e substituídos após cada uso. Veja se a profissional utiliza novos itens antes de começar. Os vasilhames para imergir as mãos e os pés também devem estar cobertos com plástico, que devem ser trocados a cada atendimento.

– Não utilize separadores de dedo

separador de dedos pés.jpg

Muitas profissionais usam separadores de dedo de E.V.A e outros materiais. No mesmo local onde eles são posicionados ocorrem as frieiras e outras infecções por vírus e fungos, que podem ser transmitidas de uma pessoa para outra. O correto é utilizar algodão ou papel entre os dedos.

– Veja se a profissional usa acessórios de segurança

manicure- unhas beleza pixabay

O uso de instrumentos cortantes exige que a profissional use luvas descartáveis e máscara para proteger a sua própria saúde e a do cliente. “Na Doctor Feet existe o procedimento de entregar um equipamento de proteção individual as podologas, para que, desta forma, nossos clientes estejam totalmente protegidos.” comenta a especialista.

– Toalhas devem ser de papel

freepik unhas manicure
Freepik

O uso da toalha de algodão para secar as mãos ou tirar o resíduo de creme é comum, porém, pode ser perigoso. O melhor é que a manicure use apenas papel toalha ou produtos semelhantes descartáveis. Mesmo quando individual, essas toalhas precisam ser lavadas em água quente e com produtos específicos para que não haja contaminação, o que não ocorre normalmente.

– Busque um médico no caso de inflamação por longo período

medico-consulta

Lesões nas cutículas são comuns durante o processo, porém, se elas permanecerem por mais de 5 dias, procure um dermatologista para evitar grandes complicações.

Fonte: Doctor Feet

Carnaval – dicas para aproveitar as festas sem ter problemas com os pés

Bloquinhos de rua, desfiles e muito samba no pé – e haja pé para tantos dias de folia. A curtição do carnaval exige alguns cuidados básicos com esses dois protagonistas, que serão responsáveis por sustentar o corpo por horas a fio sem descanso. Segundo Valéria Vieira, podóloga e coordenadora técnica da rede Doctor Feet, o principal risco está relacionado a pisões e colisões, já que o contato com multidões nesses eventos é comum.

Além desses, outros riscos, como a fascite plantar e bolhas por atrito, podem ocorrer se não tomadas algumas medidas de prevenção. A especialista lista alguma dicas para evitar qualquer tipo de problema, confira:

mulher tenis rua pixabay
Pixabay

=Escolha sapatos fechados com absorção de impactos, como os tênis
=Não use chinelos, sandálias ou sapatilhas e não fique descalço em grandes multidões
=Use palmilhas ou calcanheiras se for ficar muito tempo em pé

saltocarnav_133719153
=Se usar salto, evite as bolhas usando protetores de dedo feitos de silicone, gel e adesivo, assim como o calcanhar
=Beba muita água para evitar a desidratação
=Em caso de dores, use um massageador específico para os pés ou mergulhe-os em uma bacia com água gelada por 30 minutos

escalda pés healthextremist
Foto: HealthExtremist

= Faça um escalda pé com óleos essenciais ou ervas para relaxar
=Coloque os pés para cima depois da folia e, se possível, durma com eles assim
=Ah, e outra dica muito importante: sexo só com camisinha! Seguindo esses e outros conselhos você poderá curtir as festas sem preocupação.

Fonte: Doctor Feet