Arquivo da tag: pressão alta

Quais problemas de saúde repentinos devemos observar após os 50 anos

Supere sua idade

casal meia idade feliz

Mais de 9 em 10 adultos de meia idade ou idosos têm algum tipo de doença crônica e quase 8 em 10 têm mais de uma. Então, é provável que você tenha uma mais cedo ou mais tarde. Mas há coisas que você pode fazer para viver uma vida mais saudável.

Pressão alta

hipertensao coração pressao alta pixabay

À medida que você envelhece, seus vasos sanguíneos ficam menos flexíveis e isso pressiona o sistema que transporta sangue pelo seu corpo. Isso pode explicar porque cerca de 2 em cada 3 adultos acima de 60 anos têm pressão alta. Mas existem outras causas que você pode controlar: observe seu peso, faça exercícios, pare de fumar, encontre maneiras de lidar com o estresse e coma de forma saudável.

Diabetes

teste-de-glicemia-diabetes-tipo

Desde 1980, o número de adultos de meia-idade e mais velhos com diabetes quase dobrou. Nos Estados Unidos, já consideram a doença uma epidemia. O risco de contrair a doença aumenta após você atingir os 45 anos, e isso pode ser sério. Pode levar a doenças cardíacas, renais, cegueira e outros problemas. Converse com seu médico sobre a verificação de seu açúcar no sangue.

Doença cardíaca

mulher infarte

O acúmulo de placa nas artérias é uma das principais causas de doenças cardíacas. Começa na infância e piora com a idade. É por isso que as pessoas de 40 a 59 anos têm mais de cinco vezes mais chances de sofrer de doenças cardíacas do que as de 20 a 39 anos.

Obesidade

obesidade mulher obesa gorda pixabay
Pixabay

Se você pesa muito mais do que é saudável para a sua altura, pode ser considerado obeso – não está apenas com alguns quilos a mais. Obesidade está ligada a pelo menos 20 doenças crônicas, incluindo cardíacas, derrame, diabetes, câncer, pressão alta e artrite. A taxa mais alta entre todas as faixas etárias é em adultos com idades entre 40 e 59 anos – 41% dos quais são obesos.

Osteoartrite

joelho

Os médicos atribuíram essa doença das articulações ao desgaste da idade, e isso é um fator (37% das pessoas com 45 anos ou mais têm osteoartrite do joelho). Mas genética e estilo de vida provavelmente têm algo a ver com isso também. E lesões articulares anteriores, falta de atividade física, diabetes e excesso de peso também podem desempenhar um papel.

Osteoporose

Osteoporosis 1a

Cerca de metade das mulheres com mais de 50 anos e até 25% dos homens nessa faixa etária têm fraturas porque perderam muita massa óssea e seus corpos não a substituíram. Algumas coisas que podem ajudar: uma dieta saudável rica em cálcio e vitamina D (você precisa de ossos fortes) e exercícios regulares de sustentação de peso, como dançar, correr ou subir escadas.

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

usando bombinha asma mulher

Essa doença causa inflamação e bloqueia o ar dos pulmões. É uma doença lenta que você pode ter durante anos sem saber – os sintomas geralmente aparecem nos seus 40 ou 50 anos. Isso pode causar problemas para respirar e tossir, chiar e cuspir muco. Exercício, dieta saudável e evitar fumaça e poluição podem ajudar.

Perda de audição

surdez

Talvez nada diga “você está envelhecendo” mais do que ter que perguntar: “O que você disse?”. Cerca de 18% dos americanos de 45 a 64 anos, por exemplo, têm algum tipo de problema de audição e tende a piorar com a idade. Barulho alto, doença e seus genes desempenham um papel. Alguns medicamentos também podem causar problemas auditivos. Consulte o seu médico se você não conseguir ouvir o que costumava ouvir.

Problemas de visão

olhos glaucoma catarata

Esse borrão irritante quando você tenta ler o tipo pequeno em rótulos ou menus não é a única ameaça à sua visão à medida que envelhece. Cataratas (que ofuscam as lentes do seu olho) e glaucoma (um grupo de doenças oculares que danificam seu nervo óptico) podem prejudicar sua visão. Consulte seu oftalmologista para exames regulares.

Problemas de bexiga

agua torneira trestletech
Foto: Trestletech

Você não pode ir ao banheiro quando precisa, ou precisa ir com muita frequência, são os problemas com o controle da bexiga que tendem a acontecer à medida que envelhecemos. Eles podem ser causados por problemas nos nervos, fraqueza muscular, tecido espessado ou aumento da próstata. Exercícios e mudanças no estilo de vida – beber menos cafeína ou não levantar coisas pesadas, por exemplo – geralmente ajudam.

Câncer

cancer de mama

A idade é o maior fator de risco para o câncer. A doença também afeta os jovens, mas suas chances de tê-la mais que dobram entre 45 e 54 anos. Você não pode controlar sua idade ou seus genes, mas pode ter algo a dizer em coisas como fumar ou passar muito tempo tomando sol.

Depressão

mulher pensando depressao grisalha

Pessoas entre 40 e 59 anos têm uma taxa mais alta de depressão do que qualquer outra faixa etária. Muitas pessoas caem à medida que surgem problemas de saúde, perdem ou se afastam de entes queridos e outras mudanças na vida acontecem. No entanto, após 59, os números caem para apenas 7% das mulheres e 5% dos homens.

Dor nas costas

dor nas costas

Quanto mais velho você fica, mais comum essa dor se torna. Muitas coisas podem torná-lo mais propenso a tê-lo: estar acima do peso, fumar, não fazer exercícios suficientes ou ter doenças como artrite e câncer. Observe seu peso, exercite-se e obtenha bastante vitamina D e cálcio para manter seus ossos fortes. E fortaleça os músculos das costas – você precisará deles.

Demência

alzheimer-ebook

A doença de Alzheimer, uma forma de demência, geralmente não aparece até os 65 anos. Uma em cada nove pessoas nessa faixa, ou mais, tem Alzheimer, mas a taxa sobe para 1 em cada 3 para as idades de 85 anos ou mais. Alguns fatores de risco (como idade e hereditariedade) são incontroláveis. Mas as evidências sugerem que uma dieta saudável para o coração e observar sua pressão e açúcar no sangue podem ajudar.

Fonte: WebMD

Tem pressão alta? Veja alimentos para adicionar à sua dieta

por Michelle Guerrere

Ouvimos sobre a pressão alta com bastante frequência, mas é provável que muitos de nós não saibam o que realmente isso implica. Aqui está o básico: pressão sanguínea é a força do nosso sangue empurrando nossas artérias para que elas possam viajar para outras áreas do corpo de nosso coração (a força aumenta e diminui ao longo do dia; mas quando permanece alta, é quando torna-se hipertensão arterial). Quando sua pressão arterial está alta, pode causar doenças cardíacas e, potencialmente, levar a um derrame.

Além disso, um em cada três norte-americanos com mais de 20 anos tem pressão alta, de acordo com a American Heart Association. A boa notícia é que, se você tem pressão alta, uma dieta saudável, cheia de certos alimentos, manterá seus níveis sob controle. A maioria dos alimentos “estrela de ouro” para pessoas com pressão alta é rica em potássio, magnésio e cálcio (todos os minerais que ajudam no relaxamento dos vasos sanguíneos). Confira abaixo um plano de refeição saudável que irá manter a sua pressão arterial na zona de segurança durante todo o dia.

Para o café da manhã:

cookie com grãos half baked harvest.jpg
Foto: Half Baked Harvest

Os médicos não conseguem identificar exatamente o que na semente de linhaça reduz a pressão arterial, mas um estudo mostrou que as pessoas que a consumiram durante um período de seis meses viram uma diminuição na pressão sanguínea. Quinoa contém potássio, magnésio e cálcio, além de chocolate amargo também é benéfico (vamos falar sobre isso mais tarde).

Para o lanche:

smoothie minimalist baker
Foto: Minimalist Baker

Suco de romã é um all-star quando se trata de combater a pressão arterial elevada (um estudo descobriu que beber mais do que uma xícara todos os dias durante um mês causou uma queda na pressão arterial). Bananas e couve são ricas em potássio, magnésio e cálcio.

Para o almoço:

salada de graos, frutas e noezes foodie crush
Foto: Foodie Crush

Um novo estudo mostra que o pistache é a melhor oleaginosa quando se trata de baixar a pressão arterial elevada em adultos.

Para o jantar:

tilapia pinch of yum
Foto: Pinch of Yum

Tilápia é rica em magnésio e potássio, além disso, um estudo de 2012 provou que as mulheres que consumiam azeite tinham pressão arterial mais baixa (especialmente aquelas que naturalmente tinham pressão arterial mais alta para começar).

Para sobremesa:

cookie com grãos half baked harvest
Foto: Half Baked Harvest

Os flavonóis (nutrientes à base de plantas) que estão no chocolate escuro estão ligados à produção de ácido nítrico, que é conhecido por expandir os vasos sanguíneos e, portanto, diminuir a pressão arterial.

Fonte: My Domaine