Arquivo da tag: procedimento

Procedimento de dermopigmentação possibilita camuflagem de estrias

Depois das festas de Réveillon, confraternizações de trabalho e todo exagero de comidas e bebidas que cometemos durante o fim de ano, chegou a hora de voltar a ter uma alimentação balanceada, reduzindo quantidades e fazendo uma desintoxicação para começar o ano de consciência e corpo mais leve.

Após eliminar os quilinhos adquiridos neste período, o grande lance, para muitos, é se preparar para a chegada do Carnaval. Quem não quer fazer bonito na avenida, nos bloquinhos de rua mostrando uma pele invejável ?

Sabemos que a maratona da folia de Momo é intensa, a brincadeira pede o uso de looks leves e confortáveis, pois transpiramos muito, e a alternativa é optar por aquele shorts mais curto ou barriga de fora, e se nenhum nem outro estiver legal, o jeito é cobrir o que incomoda.

Uma pele perfeita, com aparência saudável – livre de estrias, marcas ou aquelas indesejáveis manchas que incomodam – é possível, a partir de agora.

Fernada Jaffre procedimento 2

Por meio do procedimento de dermopigmentação, Fernanda Jaffre usa os métodos criados por ela, chamados de “Magik Ink” e “Camouflage Detox “. A artista trabalha com a técnica de camuflagem de estrias, cicatrizes, vitiligo e manchas, na qual traz o tom da pele semelhante à original.

“O processo traz um resultado seguro, sem riscos de mudança de cor, pois a tinta usada no processo chega somente na primeira camada da pele, não sendo profunda como de uma tatuagem comum”, explica Fernanda.

A pessoa interessada em realizar o procedimento, seja homem ou mulher, marca a consulta e faz a primeira avaliação para que sejam sanadas quaisquer dúvidas frente ao procedimento, como valores, tempo de duração etc. E também para que Fernanda veja a pele, pois existe a necessidade de se conhecer a cor original. Isso porque é necessária a mistura de cores, para que a tatuagem chegue à cor mais próxima da pele da pessoa que irá passar pelo procedimento.

“Geralmente, o procedimento dura apenas uma sessão, salvo em alguns casos nos quais se faz necessário um retoque, porém isso é muito difícil, tamanho grau de satisfação do cliente. Não existe contraindicação para o procedimento, exceto se a pessoa tem alguma alergia a algum material da tatuagem”, afirma a profissional.

E o efeito é muito satisfatório. Segundo Fernanda, o resultado é permanente: “É a mesma durabilidade de uma tatuagem, podendo ser necessário, após alguns anos, um retoque para mantê-la”.

Além do atendimento personalizado, Fernanda ministra também cursos, nos quais ensina o passo a passo da técnica em modelos reais, compartilhando todo o conhecimento proveniente de pesquisas e muito estudo.

Pioneira na técnica de camuflagem estética reparadora, Fernanda Jaffre é referência mundial na América Latina, América do Norte, Europa e Ásia.

Estúdio Magic Ink: Alameda Rio Negro, 503, Conj. 1107 – Alphaville, Barueri – SP

Novo tratamento estético ajuda na perda de gordura abdominal

Redux 360° promete acabar de vez com aquela barriguinha indesejada

A gordura abdominal é considerada uma das mais perigosas do nosso corpo, afinal, ela está associada a vários problemas de saúde. Perder medidas na região abdominal e costas não é uma tarefa das mais fáceis. Mesmo com uma rotina saudável, que inclua exercícios e alimentação balanceada, em algumas pessoas os resultados às vezes demoram para aparecer. Mas não desanime. Hoje existem métodos eficazes que podem te ajudar.

De acordo com a esteticista Ângela Coelho, o Redux 360° é um método que proporciona a perda de medidas de forma rápida e duradoura. Esse protocolo trabalha a região abdominal e as costas, transformando o corpo em apenas 30 dias. Para alcançar esse resultado, são utilizadas ações terapêuticas e nutracêuticos que auxiliam na quebra e na queima da gordura, evitando que ela se aloje novamente na região.

O tratamento tem duração de 30 dias, com 10 sessões, e é indicado para homens e mulheres maiores de 18 anos – exceto para gestantes e lactantes. A especialista lembra, ainda, que antes de iniciar os procedimentos, é realizada uma avaliação corporal que auxilia na escolha dos nutracêuticos e do método mais indicado para cada caso.

redux 360 (3).jpg

“O tratamento é personalizado de acordo com as necessidades da pessoa e com os seus objetivos. Para potencializar ainda mais os resultados, o ideal é que a pessoas pratique alguma atividade física e mantenha uma alimentação mais equilibrada”, finaliza Ângela.

Informações: Ângela Coelho 

Beautification utiliza os padrões de proporções para embelezar o rosto – sem modificá-lo

O mundo da beleza está em constante evolução. Os estudos na área não param e, com eles, novos conceitos são criados. É o exemplo das intervenções faciais realizadas hoje, que diferem de anos atrás. A busca não é a perfeição do rosto e, sim, criar uma harmonia do todo, deixando-o com aspecto mais atraente e menos cansado.

É aí que entra o conceito de Beautification. Segundo a Merz, uma das principais empresas de estética do mundo, este termo refere-se a uma combinação de intervenções não cirúrgicas para obter equilíbrio estético e funcional da face.

De acordo com a dermatologista Bárbara Saavedra, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é possível embelezar o rosto a partir de um estudo criterioso de proporções, medidas e ângulos.

hyaluronic-acido

“A ideia é alcançar o embelezamento da face, com intervenções sutis, minimizando as assimetrias e realçando áreas que merecem destaque, sempre com naturalidade e preservando as características de cada pessoa. Para isso, é necessário um olhar individualizado e um conhecimento adequado de anatomia”, explica a médica.

Primeiro é importante fazer uma análise aprofundada dos pontos de sustentação da face. Segundo a dermatologista, é preciso dar atenção a três camadas diferentes: ossos, músculos e gordura. “Elas compõem a estrutura facial e são responsáveis por alterações que podem ocorrer ao longo do tempo. A partir daí, são definidas as áreas que devem ser melhoradas e os procedimentos adequados para cada caso – e até mesmo a combinação deles”, diz.

Muitas técnicas são usadas na abordagem de Beautification. O preenchimento à base de ácido hialurônico é uma delas. “Pode ser usado, por exemplo, para dar volume e/ou reposicionamento malar, é o caso do famoso ‘efeito blush’; melhorar o contorno do rosto e dar projeção para o queixo; e aperfeiçoar a proporção dos lábios”, explica. Neste último, é possível aplicar a Liplush Technique, um método inovador que utiliza produtos da linha Belotero, com diferentes densidades de ácido hialurônico, e atua em áreas e pontos pré-definidos para realçar a beleza dos lábios, com mudanças sutis.

Outro exemplo é a toxina botulínica. Ela é usada para melhorar o sorriso – pessoas que têm sorriso gengival ou invertido -, para suavizar rugas e modelar as sobrancelhas. “O Grid 21 é uma das grandes invenções aqui. Lançado recentemente, é uma técnica personalizada de aplicação da toxina botulínica purificada. É usado para modelar a sobrancelha e tratar a testa, funcionando como um guia de orientação para o médico”, explica Bárbara.

Por último, o bioestimulador de colágeno e o ultrassom microfocado são usados para tratar flacidez superficial e profunda e melhorar a qualidade da pele. “Muito vezes, utilizo a combinação do Ulthera e Radiesse para potencializar os resultados. Cada um atinge uma camada da pele e, juntos, estimulam uma quantidade maior de colágeno, deixando a pele mais firme e bonita”, explica.

“Além disso, em alguns casos, costumo usar o Radiesse para dar suporte para o rosto. Ele é um bioestimulador versátil e consegue atuar no contorno facial também, deixando-o mais definido. É ideal para interferências menores, nas quais o preenchedor não se faz necessário, já que a ideia não é volumizar”, acrescenta.

mulher rosto face tratamento.jpg

A médica diz que o conceito está longe de propagar padrões ideais. Não existe um nariz ou uma boca que se adaptem a todas as pessoas. O importante é fazer um tratamento que valorize a beleza de cada um. “O objetivo é que o paciente conquiste uma face mais proporcional, com ângulos e contornos definidos, uma pele bonita e com frescor, sem exageros e respeitando a sua personalidade”, finaliza.

Fontes:

Bárbara Saavedra é médica dermatologist, membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) inscrita no Cremesp sob número 143664.

Merz: uma das principais empresas de estética do mundo e oferece um portfólio completo para tratamentos estéticos minimamente invasivos. A farmacêutica é detentora das marcas Belotero (preenchedor e volumizador à base de ácido hialurônico, consagrado em mais de 50 países em todo o mundo), Radiesse (bioestimulador de colágeno) e Xeomin (toxina botulínica A purificada). 

Dermatologista esclarece mitos e verdades sobre o botox

A toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, é um dos procedimentos estéticos não cirúrgicos mais realizados no Brasil e no mundo, e não é à toa que surjam muitas dúvidas e inverdades sobre o assunto. Tendo em vista esta realidade, o dermatologista Gustavo Saczk desmistificou algumas questões sobre essa substância que é febre no mundo da estética.

Há oito anos atuando na dermatologia, o médico é chamado o ‘mestre do botox’ e surpreende por não fazer nenhuma marcação antes da aplicação, um dom aperfeiçoado com a prática.

Mitos e verdades

Botox  pode ser usado para preencher lábios, bigode chinês ou qualquer área que precise de volume.

botox bigode chines mulher

Mito: isso é feito por meio de preenchimento. A toxina botulínica não preenche ou aumenta o volume de determinada região. Ao contrário, o botox é usado para suavizar rugas e linhas de expressão por meio do relaxamento do músculo, sem preenchimento.

O efeito do botox não é permanente

shutterstock botox

Verdade: ele dura de 4 a 6 meses. Lembrando que pacientes com muita expressão facial terão uma durabilidade menor da paralisação.

Sua expressão facial não vai ser alterada

mulher rosto

Verdade: isso se o dermatologista ou cirurgião plástico que fizer a aplicação respeitar os pontos corretos de aplicação. A ideia é diminuir as rugas sem alterar sua fisionomia.

 Cremes não substituem o botox

pele rosto mulher creme face

Verdade: eles atuam junto, buscando melhorar sua beleza. O tratamento antissinais deve ser feito de forma global, em conjunto.

Nada substitui uma plástica se o paciente tem indicação, mas o botox será usado junto, assim como os cremes

cosmetic-injectables-botulinum-toxin botox

Verdade: não adianta achar que fazendo plástica você não precisará de botox caso ainda queira melhorar as rugas. As aplicações da toxina botulínica podem postergar a necessidade de uma intervenção cirúrgica, pois, além de atenuarem as rugas de expressão, podem prevenir o surgimento de novas rugas pela reeducação da mímica facial. Este tratamento também pode ser uma opção para pacientes com receio dos procedimentos mais invasivos ou mesmo para pacientes que buscam resultados eficazes sem períodos de recuperação.

Não existe uma idade mínima para o início do tratamento

botox 2.jpg

Verdade: o mais importante é ter a indicação apropriada para o tratamento. O Botox pode ser aplicado em qualquer idade, não causando resistência ou diminuindo seu efeito com o passar do tempo, se for aplicado corretamente. Assim, ele pode funcionar como preventivo no surgimento das rugas.

Seu efeito não é imediato

mulher-rosto

Verdade: as primeiras mudanças são percebidas após 48 horas, entretanto, os efeitos podem ser notados de forma mais completa em até 15 dias após a aplicação.

Botox é diferente do preenchimento

tratamento botox

Verdade: como foi dito antes, ele faz a paralisação da musculatura no local em que é aplicado, não sendo capaz de corrigir rugas estáticas, que são mais profundas e que aparecem mesmo quando você não está movimentando o rosto. Mas pode suavizar rugas que estão começando a aparecer.

Se você tem excesso de pele nas pálpebras, o botox pode dar uma sensação de peso nos olhos

mulher rosto médico palpebras

Verdade: nesses casos, o dermatologista tem que ser criterioso na aplicação.

O tratamento tem duração, em média, de 6 meses

botox.jpg

Verdade: podendo ser mais ou menos tempo, dependendo do organismo de cada paciente. Ao término desse período é necessário procurar o dermatologista para fazer uma reaplicação.

Fonte: Gustavo Saczk é formado pela Universidade Federal do Paraná (2011), consolidou seu nome como um dos principais profissionais da área de saúde em Curitiba onde é considerado o ‘mestre do botox’ e surpreende por não fazer nenhuma marcação antes da aplicação, um dom aperfeiçoado com a prática. Também se destaca no tratamento de cicatrizes causadas pela acne. Criou o “Minuto de pele” – pílulas em vídeo de 1 minuto – onde ele fala sobre diversos assuntos da Dermatologia, seja estética, cirúrgica ou clínica. Também participa do quadro “Minuto de Pele”, uma vez por semana, na Rádio Clube FM, em Curitiba.

Três tratamentos para clarear olheiras escuras

Laser, skinbooster e preenchimento são três técnicas para acabar com as olheiras, principalmente as de origem genética

A pigmentação escura ao redor dos olhos, a famosa olheira, é uma das coisas mais difíceis de se tratar, explica Abdo Salomão, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. “As olheiras podem ser pigmentares quando são castanhas e tem origem na melanina ou vasculares cuja cor provém da hemoglobina, quando são mais avermelhadas. Existem esses dois tipos. Em uma o predomínio é vaso. Na outra o predomínio é melanina, de forma genética”, explica.

olheiras13539564941_web_

O médico lista alguns tratamentos poderosos para resolver o problema:

Laser Vektra —  é um laser que aplicado nessa região e que melhora a textura e principalmente clareia as olheiras. “Ele melhora tanto o castanho que é o pigmento de melanina quanto o pigmento férrico que é o da hemoglobina. Vektra age no melanócito impedindo a célula de liberar o pigmento para as células mais superficiais. É como se o melanócito guardasse o pigmento para ele”, explica o médico. O ideal é fazer uma sessão a cada 15 dias, num total de 4 a 6 sessões. “As sessões são rápidas, duram 10 minutos, o tratamento não dói, não fica roxo, é possível fazer e o paciente ir trabalhar na mesma hora”, afirma.

Skinbooster —  uma técnica em que é colocado ácido hialurônico de baixa concentração na camada inferior da pele, na derme profunda ou no subcutâneo. “Ele aumenta bem a hidratação dessa região, ajuda a clarear e melhora rugas finas”, explica.

Preenchimento — “Também temos o recurso do preenchimento da goteira lacrimal. Pegamos ácido hialurônico de maior densidade, preenchemos e isso melhora o ângulo da região e aquele aspecto de olho fundo, escuro; tudo isso melhora bastante em uma sessão. O paciente já vê melhora na hora.”

Em casa

creme olhos.jpg

Para usar diariamente, cremes com a combinação do MeiYanol (antiolheira) com Hydroxyprolisilane CN (regenerador) e B-White (clareador) são boas opções, segundo a farmacêutica Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

“O primeiro diminui a inflamação além de ser quelante de ferro, por isso age nas olheiras férricas também; o segundo é um regenerador que recupera a elasticidade da região; o terceiro impede a síntese de melanina e atua quando a pigmentação tem origem genética”, explica. “Mas é importante sempre consultar um dermatologista que pode personalizar a fórmula”, finaliza.

Fonte: A LMG – Laser Medical Group

Nova técnica para alcançar lábios bonitos e naturais

Lançado pela Merz Aesthetics, uma das principais empresas de estética do mundo, a Belotero Liplush Technique é um método inovador para realçar a beleza dos lábios, com resultados mais naturais. Isso é possível por meio de uma técnica exclusiva de aplicação do Belotero Balance Lidocaine e Belotero Intense Lidocaine – fórmulas de ácido hialurônico comercializadas pela Merz.

A partir de alguns parâmetros, como proporções faciais e anatomia da região dos lábios e do terço inferior da face, o procedimento foi divido em quatro etapas, com áreas e pontos pré-definidos de aplicação. Primeiro, usa-se o Belotero Balance (indicado para tratar áreas mais superficiais e altamente móveis) para melhorar o contorno dos lábios e, logo após, aplica-se o Belotero Intense (usado para dar projeção) para aumentar e criar volume do corpo do lábio e realçar os cantos da boca.

“As etapas funcionam como guias, nos dando uma segurança maior na aplicação. Ou seja, conseguimos definir os pontos certos a serem trabalhados e as doses exatas dos produtos, permitindo alcançar uma maior precisão do tratamento”, afirma a dermatologista Bhertha Tamura, uma das precursoras da técnica no Brasil.

rosto boca mulher jovem.jpg

Adicionalmente, o uso do Belotero combinado à técnica, traz melhores resultados. Segundo Basste Hadjab, cientista que participou do desenvolvimento do produto, “Belotero tem ácido hialurônico de alto e baixo peso molecular em sua composição, garantindo uma aparência mais natural e uma longa durabilidade, além de ter uma capacidade de coesão muito maior do que os outros preenchedores, evitando, assim, a formação de grumos nas áreas aplicadas.”

Fonte: Merz Aesthetics

Malefícios do álcool para a pele, em especial após procedimento estético

Álcool pode envelhecer a pele e é completamente contraindicado após a realização de um procedimento estético, principalmente no caso dos invasivos

Você já deve ter percebido que, após o consumo excessivo de álcool, sua pele fica naturalmente mais desidratada. Se isso acontece com frequência, há uma piora da qualidade da pele, que acelera o envelhecimento cutâneo.

“Quem ingere álcool em excesso, sente muita sede, principalmente no dia seguinte. Isso acontece porque o organismo precisa de água para metabolizar o álcool. No entanto, se não houver água suficiente, o organismo busca nos tecidos periféricos a água para realizar o seu trabalho. E esse é o grande problema, pois a perda d’água afeta a pele, diminuindo o viço e colaborando para o ressecamento e a descamação”, explica Paolo Rubez, cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

mulher bebendo

“Além disso, o álcool é especialmente maléfico após a realização de um procedimento estético, afetando na recuperação e até mesmo nos resultados”, acrescenta. Segundo o médico, quanto mais elevado o teor alcoólico da bebida, mais difícil a recuperação da pele ou mais intenso o dano causado.

“A exceção é o vinho tinto, que contém altos níveis de polifenóis antioxidantes, dentre eles o resveratrol, e pode ser consumido moderadamente, com cerca de meia taça por dia. Ele traz benefícios para a pele”, afirma.

Abaixo, o especialista explica três razões para se afastar do álcool após os procedimentos estéticos:

Aumenta o inchaço – “O álcool dilata os vasos sanguíneos e o resultado disso é o inchaço do corpo. Como a desidratação também é uma consequência do álcool, isso faz com que o corpo retenha o máximo de água possível, piorando a sensação de inchaço. Uma área extremamente susceptível é o nariz, então o paciente deve redobrar atenção após rinoplastias.”

Aumenta o sangramento – “Em procedimentos que demandam tempo de recuperação, como as cirurgias invasivas, o álcool é especialmente maléfico, pois ele afina o sangue e aumenta o risco de pacientes terem sangramento e prolongando a recuperação.”

mulher-bebendo
Foto: Emilysimagery/Morguefile

Resseca a pele – álcool aumenta a perda de água no corpo e causa desidratação da pele (e nem sempre beber água serve como medida para combater isso). “Para resultados otimizados, os cirurgiões podem recomendar a suspensão do consumo duas semanas antes e depois da cirurgia plástica – o tempo pode variar de acordo com o procedimento a ser realizado”, finaliza.

Fonte: Paolo Rubez é cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (Isaps), Dr. Paolo Rubez é Mestre em Cirurgia Plástica pela Escola Paulista de Medicina da Unifesp. O médico é especialista em Cirurgia de Enxaqueca pela Case Western University, com Bahman Guyuron (em Cleveland – EUA) e em Rinoplastia Estética e Reparadora, pela mesma Universidade e pela Escola Paulista de Medicina/Unifesp.

Tendências em cirurgia plástica: procedimentos para quem quer repaginar a face

Cirurgiã Plástica  Beatriz Lassance apontou as principais tendências no que diz respeito a cirurgias faciais para quem quer realizar os procedimentos e começar o próximo ano de cara nova

Com dezembro cada vez mais próximo, chega também a temporada de festas e as pessoas começam a se preparar para ela. Com isso, os consultórios dermatológicos e de cirurgia plástica começam a encher. Afinal, quem não quer começar o próximo ano de cara nova? Para ajudar quem ainda está em dúvida sobre quais são os melhores procedimentos para repaginar a face e arrasar nas festas de fim de ano, Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, listou as principais tendências faciais em cirurgia plástica e explicou como cada uma delas funciona. Confira:

rosto procedimento tratamento

– Rinoplastia:  procedimento que altera a estética do nariz por meio da manipulação de estruturas como cartilagem, osso e pele, visando proporcionar um aspecto natural e conferir harmonia à face. Com a rinoplastia é possível alterar o tamanho ou formato do nariz, mudar a largura das narinas, realinhar o ângulo entre o nariz e o lábio superior e até mesmo resolver problemas respiratórios.

“Devido às estruturas delicadas do nariz, a rinoplastia é um procedimento extremamente complexo e pode durar de uma a três horas. Feita sob anestesia geral, a rinoplastia pode ser realizada de duas maneiras: aberta ou fechada, sendo que ambas as técnicas envolvem incisões na região interna da narina e a decisão de qual técnica vai ser utilizada depende da complexidade da cirurgia”, explica a cirurgiã.

“Após a cirurgia é comum o surgimento de inchaço na região, por esse motivo só é possível visualizar o resultado definitivo depois de um ano da cirurgia, mas parte do resultado é visível após um mês da cirurgia.” O tempo de recuperação da cirurgia também vai depender da técnica, mas, normalmente, o downtime é de duas semanas e durante este período você deve permanecer em repouso, evitar exercícios físicos e o tabagismo.

botox_preventivo rosto mulher

– Preenchimento facial: procedimento que utiliza substâncias como o ácido hialurônico para dar estrutura ao rosto, conferir volume aos compartimentos de gordura que perderam seu conteúdo com o tempo ou até mesmo preencher pequenas rugas. Segundo a especialista, o ácido hialurônico é o mais seguro dos preenchedores injetáveis, pois é uma substância produzida naturalmente pelo organismo e tratada com um processo de crosslink que dificulta sua absorção, deixando o gel por mais tempo no local em que é aplicado.

“As sessões demoram cerca de uma hora e, na maioria dos casos, o ideal é que o preenchimento seja realizado gradativamente e em mais de uma sessão, para que não haja o risco de hipercorreção”, completa. “O preenchimento não deixa cicatrizes e seu resultado é imediato, porém, devido aos edemas e inchaços comuns neste procedimento, o resultado definitivo pode levar alguns dias para aparecer.” Como as substâncias utilizadas normalmente são absorvíveis, o preenchimento não é permanente e dura cerca de 12 a 18 meses. Após esse período, o procedimento pode ser feito novamente de acordo com a vontade e necessidade do paciente.

mulher rosto

– Lifting: também conhecido como ritidoplastia, é a técnica que pode ser realizada no terço superior, médio ou inferior da face, reposicionando tecidos como ligamentos, musculatura e pele, para tratar flacidez de grau moderado ou grave, o que ameniza rugas e vincos e recupera os contornos faciais. O objetivo é deixar o rosto com aspecto mais descansado, saudável e o mais natural possível, sem parecer que foi operado.

“Feito sob anestesia, o procedimento, que pode durar de três a seis horas, é realizado a partir de incisões que vão ser feitas de acordo com o tipo de lifting ideal para cada paciente. E como os pacientes não querem que ninguém note que eles foram submetidos a um lifting facial, as cicatrizes são posicionadas de forma que fiquem perceptíveis. e os resultados naturais”, afirma a médica.

No pós-operatório o tempo de internação é de aproximadamente 24 horas, podendo ser maior dependendo da necessidade do paciente, e há um período de inchaço que tende a melhorar após uma semana do procedimento, quando os resultados ficam visíveis. Durante esse período é recomendado que o paciente não faça esforços físicos e evite a exposição solar.

Fonte: Beatriz Lassance é cirurgiã plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery.

BB Blow: técnica gera dúvidas entre especialistas

Uns afirmam que é tratamento. Outros, “nanomaquiagem”. O fato é que o procedimento gera dúvidas entre especialistas em estética e dermatologistas. Ter uma pele lisinha, iluminada e sem marcas é o desejo de dez em dez mulheres. Porém, a que custo elas estariam dispostas a conseguir isso?

Vinda da Coreia do Sul, uma técnica chamada BB Glow chegou ao Brasil e vem causando verdadeiro frisson entre elas. A definição do procedimento varia de profissional para profissional, ou de clínica para clínica. Uns o definem como tratamento. Outros, como “nanomaquiagem” ou BB Cream de longa duração.

Os séruns são aplicados sobre a camada mais superficial da pele, por meio da técnica de microagulhamento e podem conter vitaminas, células-tronco, partículas de ouro 24k, ativos pigmentares, dentre outros componentes. É dito que não se trata de maquiagem definitiva, nem de camuflagem, mas que resolve vários tipos de imperfeições, como poros dilatados, sinais de envelhecimentos, cicatriz de acne, manchas etc.

BBGlowadvertising6.jpg.9222ea84

Mas, afinal, a nova técnica pode trazer algum tipo de prejuízo à pele? Especialistas em estética e dermatologistas ainda têm muitas dúvidas a respeito. Lívia Camargo, fisioterapeuta com pós-graduação em estética, proprietária de clínicas especializadas nas cidades de Sorocaba (SP) e São Paulo, não aderiu à técnica: “Não existem estudos científicos que comprovem que os ativos utilizados no BB Glow não oxidem ou apresentem qualquer outra reação indesejada”, destaca.

Além disso, diz ela, uma pele que já recebeu o BB Glow não tem indicação para realizar outros tipos de procedimentos para o rejuvenescimento facial, como o laser e a luz pulsada, por exemplo. “Não há garantia de que o calor emitido por esses procedimentos não reaja desfavoravelmente com os ativos do BB Glow”, relata a fisioterapeuta dermatofuncional e esteticista.

A médica dermatologista Milena Lopes, reforça a ausência de estudos e normativas que regulamentem o método e indiquem possíveis reações adversas. “A Sociedade Brasileira de Dermatologia não reconhece nenhuma técnica específica do procedimento, que acaba sendo feita de uma forma diferente em cada local. De qualquer forma, as técnicas que envolvem pigmento podem, sim, prejudicar a identificação posterior de uma possível doença de pele, que pode ser mascarada”, afirma.

Nesse caso, ela orienta que se seja realizada uma consulta prévia com um dermatologista. “O médico precisa verificar a saúde da pele e se não existe nenhuma contraindicação para o procedimento”, conclui.

Lívia complementa dizendo que prefere apostar em outros métodos estéticos avançados, que, na sua avaliação, promovem o tratamento das imperfeições na causa do problema, e não nos efeitos. “Prefiro seguir a linha dos cuidados estéticos de ‘dentro para fora’, isto é, que vão atuar no tratamento do problema em si, como auxiliar na produção de colágeno, hidratação da pele, correção de manchas e marcas de cicatriz, dentre outros”.

Lívia Camargo fisioterapeuta dermatofuncional e esteticista com clínicas especializadas nas cidades de Sorocaba (SP) e São Paulo (2)
Lívia Camargo

Informações: Clínica Lívia Camargo

Cremesp alerta sobre procedimentos estéticos que podem colocar em risco a saúde

De acordo com o último relatório publicado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, o Brasil ocupa o 2º lugar no ranking de procedimentos estéticos no mundo. Sete, em cada 10 brasileiros, encaram os cuidados com a beleza como uma necessidade. Quem lidera a lista na busca pela “boa aparência” são os Estados Unidos.

Com tanto destaque dado à aparência física, por meio da moda, das produções cinematográficas e da indústria de cosméticos, a procura por procedimentos não-cirúrgicos, também chamados de minimamente invasivos, vem crescendo. Às ofertas do mercado soma-se a tecnologia, que vem lançando equipamentos e produtos capazes de promover resultados em apenas uma sessão.

Neste universo da beleza circulam dentistas e biomédicos, entre outros, famosos por ofertar “as transformações”. Muitos destes nomes utilizam as redes sociais para impulsionar suas atividades e atrair interessados. Atento a esta movimentação, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) chama a atenção da população para a importância em buscar informações sobre o médico que fará o procedimento desejado.

No caso de procedimentos estéticos invasivos, o ideal é que se consulte um dermatologista ou um cirurgião plástico, dependendo do procedimento a ser realizado. Além disso, é preciso checar se o médico em questão possui o Registro de Qualificação de Especialidade (RQE) que é um número diferente do CRM, as pequisas podem ser realizadas no site do CRM.

“Profissionais, como dentistas e biomédicos, vêm atuando com procedimentos que devem ser tratados por médicos. Esses profissionais, por terem um código de ética menos rigoroso, acabam por expor os pacientes, aumentando os riscos de complicações, até mesmo em procedimentos aparentemente simples. Um preenchimento mal sucedido pode, por exemplo, levar à morte dos tecidos e até mesmo à cegueira”, explica a dermatologista e Conselheira do Cremesp, Juliana Takiguti Toma.

De acordo com a lei do Ato Médico, estão entre as ações privativas do médico indicação da execução e execução de procedimentos invasivos, sejam diagnósticos, terapêuticos ou estéticos, incluindo os acessos vasculares profundos, as biópsias e as endoscopias.

Desta forma, procedimentos estéticos envolvendo técnicas cirúrgicas, agulhamentos, anestesias e demais protocolos invasivos (ainda que minimamente) –incluindo a manipulação e/ou inserção de materiais em estruturas mais profundas da pele, próximo de vasos sanguíneos e nervos, o que aumenta o risco de complicações graves–, devem ser ministrados por um médico especializado e registrado em especialidade adequada para o procedimento a ser realizado.

Outro alerta que o Cremesp faz à população é que sempre desconfiem de anúncios sensacionalistas, promessas de resultado, imagens de antes e depois, além de checar se o estabelecimento onde será realizado o atendimento/procedimento segue as normas sanitárias e obedece aos critérios da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Médicos que fazem procedimentos estéticos também devem estar atentos ao que diz o Código de Ética Médica. São os limites da publicidade que também precisam ser seguidos pelos médicos profissionais cujas orientações podem ser encontradas nas Resoluções 1974/11 e 2126/15 do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Harmonização Orofacial

preenchimento

Recentemente, o Cremesp oficiou o Conselho Federal de Odontologia (CFO) a respeito de portaria que permite pedidos de registro para a especialidade de Harmonização Orofacial. No documento, o Conselho solicitou a suspensão da portaria CFO-SEC-86, de 12 de junho de 2019, que cria a Comissão para o julgamento da titulação. Caso não obtenha sucesso, o Conselho adotará as medidas judiciais cabíveis, como tem feito nesta gestão a garantir a segurança do paciente, as boas práticas médicas e visando preservar as atribuições inerentes ao exercício da Medicina.

Segurança em debate

Para tratar deste assunto, no próximo dia 10 de agosto, o Cremesp promoverá o Fórum Segurança do Paciente. A programação abordará temas como o panorama dos procedimentos médicos injetáveis no Brasil e no mundo, complicações em preenchimentos faciais e defesa profissional. O evento é gratuito.

Informações e inscrições por e-mail: credenciamento@cremesp.org.br