Arquivo da tag: remoção

Os cuidados necessários para manter unhas fortes e bonitas

É ótima a sensação de sair do salão com as unhas feitas, mas é preciso ter em mente que a estética não é tudo. Por baixo das cores e texturas dos esmaltes, existe a necessidade de maiores cuidados, como deixá-las sempre hidratadas e optar por produtos menos agressivos

Esmaltes da moda, cutículas feitas e unhas sempre lixadas não são o suficiente para deixá-las bonitas e saudáveis. A estética também está ligada à saúde e pode ser comprometida se a rotina de cuidados não estiver em dia.

De acordo com a instrutora do curso de Manicure e Pedicure, do Instituto Embelleze, Cida Silva, da unidade de Taboão da Serra, é de extrema importância manter uma série de cuidados para evitar problemas, como micoses, enfraquecimento e quebras constantes.

Pensando nisso, Cida separou diversas dicas para quem deseja exibir as unhas fortes e belas. Confira:

1) Alimentação

suplemento omega 3

Problemas na saúde do corpo, como falta de vitaminas, proteínas e sais mineiras também são refletidos nas unhas. Percebê-las mais fracas e quebradiças pode ser um alerta para repensar a alimentação. “Nem tudo o que acontece nas unhas só diz respeito a elas, o corpo dá sinais quando sente falta de algum nutriente e essa pode ser apenas a maneira que ele encontrou de pedir suplementação”. afirma a profissional.

2) Tempo para respirar

unhass

“Existe um grande mito de que é preciso intercalar as idas a manicure com um tempo para as unhas respirarem sem quaisquer produtos, mas a frequência não faz nenhum mal se a saúde das unhas estiver perfeita”, aponta a instrutora do Instituto Embelleze. Portanto, o ideal é que seja constante o uso de hidratantes e fortificadores para unhas e cutículas, em conjunto com os produtos utilizados nos salões de beleza.

3) Para a hora da remoção do esmalte

unhas14

Um dos produtos mais comuns no mundo para retirar o esmalte é a acetona, porém o seu teor de álcool é um dos grandes culpados por causar danificações nas unhas. Além de proporcionar ressecamento e deixá-las esbranquiçadas, o produto ainda pode ser o motivo de quebras recorrentes. “Já existe no mercado opções de removedores de esmalte sem acetona, que não só oferecem uma fuga desse problema, como também são ótimos hidrantes”, indica Cida.

4) Umidade

mulher corpo perna mao joelho

É importante secar completamente os pés e as mãos após o banho, porque a concentração de umidade é o ponto inicial para o desenvolvimento de micoses. “A infecção é conhecida por deixar as unhas amarelas, deformadas e grossas e é indicado procurar um dermatologista que indique o melhor tratamento para remoção”, explica.

5) Cutículas

unhas2

A proteção natural das unhas contra bactérias e fungos é a cutícula, portanto a sua completa remoção não é indicada. “Sabemos que há quem não considere as unhas feitas se as cutículas não forem retiradas. Mas, pelo bem da saúde das unhas, é preferível deixá-las aonde estão”, finaliza.

Fonte: Instituto Embelleze

 

Conheça alguns mitos e verdades sobre remoção de tatuagem

Tatuar-se continua em alta. E na mesma medida em que cresce a adesão às tatuagens, cresce também a busca para remoção dos desenhos. Nem sempre o resultado de uma tattoo sai como desejado – em outros casos, bate o arrependimento. No passado, arrepender-se de ter feito uma tatuagem significava ter de conviver com ela para sempre, mesmo que a contragosto.

As mais jovens talvez não se lembrem, mas na época em que Johnny Depp namorou Winona Ryder. O ator, conhecido por Piratas do Caribe, fez uma tatuagem em homenagem à atriz de Garota Interrompida: Winona Forever. Bom, como todos sabem, o namoro não durou para sempre. E Depp acabou fazendo uma tattoo sobre a primeira. Porém, hoje em dia, felizmente, a tecnologia avançou e há modernos aparelhos de laser capazes de contornar o problema de maneira simples e segura. Assim, dá para se apagar os resquícios de um amor que não deu certo, ao menos na pele. .

Segundo um estudo realizado pela IBISWorld, a procura pelo procedimento de remoção aumentou 440% nos Estados Unidos nos últimos dez anos, principalmente em virtude do aperfeiçoamento e da acessibilidade da técnica e da disseminação de informação sobre o sucesso do laser. No entanto, ainda existem alguns mitos sobre a remoção de tatuagem. Adriana Benito, médica-chefe da Pró-Corpo Estética Avançada, com pós-graduação em Dermatologia, esclarece os principais:

· É possível remover completamente a tatuagem com laser. VERDADE!

O laser “quebra” a tinta em micropartículas, que, depois, são naturalmente eliminadas pelo corpo. Ao longo das sessões, os traços vão ficando mais finos e claros, até a completa extinção da tatuagem. Aspectos como cor e localização do desenho, tom da pele e cicatrização de cada um devem ser considerados para determinar a quantidade de sessões.

· Tatuagens pequenas podem ser removidas com apenas uma sessão. MITO!

O número de sessões depende da qualidade e coloração da tinta usada como também da profundidade do pigmento na pele. O número de sessões pode variar entre 4 a 12 sessões com intervalo mínimo de 60 dias.

· Retirar a tatuagem pouco tempo depois de ser feita prejudica a pele. MITO!

Pelo contrário, isso pode ser uma vantagem, já que a tinta ainda não está bem penetrada na pele. O procedimento só poderá ser iniciado após cicatrização total da pele, num prazo médio de 45 dias após realização do desenho.

· Tatuagens coloridas são mais difíceis de serem removidas. VERDADE!

Como o laser tem mais afinidade com cores escuras, as tatuagens coloridas são mais difíceis de sair, especialmente se o preenchimento foi realizado com cores como o amarelo e o azul. O tipo de pigmento utilizado também é um fator determinante, pois cada um reage de forma diferente ao laser. No decorrer das sessões, é possível analisar como será a evolução do tratamento.

· A remoção é mais eficiente em algumas partes do corpo do que em outras. VERDADE!

Regiões como braços, pés e mãos tendem a ser mais difíceis por estarem mais expostas ao sol. Quanto maior o contraste entre a cor da pele e o pigmento, melhor o resultado. Por isso, peles bronzeadas são mais resistentes ao laser.

· É possível fazer uma tatuagem no mesmo local do corpo que passou por um processo de remoção. VERDADE!

Muitos tatuadores, inclusive, aconselham seus clientes a passarem por algumas sessões de remoção para clarear o desenho. É preciso apenas que a pele se recupere completamente da sessão de laser antes de submetê-la a uma sessão de tatuagem.

Informações: Pró-Corpo Estética Avançada