Arquivo da tag: restrição alimentar

Curseria lança curso sobre confeitaria saudável com Isabela Akkari

A jovem empresária irá compartilhar os principais segredos da culinária saudável por meio de curso online

Algumas pessoas acreditam ser impossível ter uma alimentação saudável incluindo doces no dia a dia, mas a Curseria, plataforma de cursos online que alia educação e entretenimento, irá desmistificar o assunto. Juntamente com Isabela Akkari, proprietária do Café et Patisserie, a primeira confeitaria saudável em São Paulo, localizada no Itaim Bibi e com uma unidade no Shopping Iguatemi, a empresa apresenta o curso “Confeitaria saudável: técnicas, bases e criação de receitas”.

Isabela Akkari é uma jovem empreendedora que decidiu largar o emprego em uma multinacional e seguir sua paixão por doces e um estilo de vida saudável. Em parceria com a Curseria, foi desenvolvido um conteúdo focado nas técnicas, bases e todo o processo de preparo dos doces, fazendo com que o aluno desenvolva autonomia e habilidade para criar as próprias receitas e ter um estilo de vida saudável. As pessoas que possuem algum tipo de restrição alimentar poderão aprender comer doces em segurança.

O curso engloba doces low carb, sem adição de açúcar, sem glúten, sem proteínas do leite animal e veganos, promovendo a inclusão no mundo da confeitaria. Outro viés importante do curso é o empreendedorismo: se o aluno tiver o sonho de abrir uma confeitaria saudável, ele vai encontrar no material as principais dicas sobre como iniciar o negócio.

São 5 horas de conteúdo divididas em 10 aulas + 1 aula extra especial sobre as influências e tendências do mercado de doces low carb. Um dos objetivos do curso é descomplicar os principais dilemas da confeitaria saudável, como substituição, proporção e função dos ingredientes, fazendo com que seja possível produzir doces sem adição de açúcares com a mesma textura e gosto de doces tradicionais.

Entender progressivamente as reações dos ingredientes e as substituições, desde o mise en place à apresentação, são os principais ganhos do material. Além disso, o curso conta com uma aula específica sobre tendências de mercado, ou seja, também foi desenhado para quem deseja abrir uma confeitaria saudável e não sabe por onde começar.

O aluno também vai descobrir as vantagens da confeitaria inclusiva e entender que é possível fazer doces saudáveis para voltar a sentir o prazer de consumir uma boa sobremesa, como é o caso dos portadores de diabetes, que muitas vezes precisam mudar radicalmente a alimentação por conta dos açúcares. Conhecer as funções e propriedades dos ingredientes para criar receitas com o mesmo sabor, textura e cor das originais é também um dos principais objetivos do curso.

“A confeitaria saudável é um desdobramento da confeitaria clássica, por isso requer muita prática, técnica e precisão. Queremos ensinar aos alunos como produzir doces com sabor, bem apresentáveis e ainda sim saudáveis, visando sempre a inclusão das pessoas que têm restrições alimentares, como é o caso dos diabéticos e celíacos. Além disso, para aqueles que buscam doces low carb, vamos ensinar como fazer seus próprios doces para fugir dos industrializados”, conta Danilo Ricchetti, cofundador da Curseria.

A Curseria se destaca por oferecer cursos online que além de ter grandes personalidades brasileiras como professores, abordam processos, técnicas e filosofias diversas que possibilitam a transformação de carreira e ampliação do conhecimento. Indo muito além do que já se conhece em EAD, a plataforma de conhecimento pode expandir o ensino com um público ilimitado, com flexibilidade de acesso e aproximando os estudantes dos profissionais renomados que ali, se tornam professores.

Informações: Curseria

Bolinha de Queijo vegana é novidade da Libre

Isento de glúten e lácteos, lançamento leva queijo NoMoo, à base de castanhas

Proporcionar a inclusão alimentar e oferecer produtos saudáveis é a proposta da Libre que está ampliando sua linha de produtos com o lançamento da Bolinha de Queijo 100% vegana, feita com massa de batata e queijo da Nomoo,que leva leite de castanhas em sua composição. O produto é resultado de uma ação de cobranding entre as duas empresas.

Livre de glúten e lácteos, a novidade não possui conservantes, corantes e óleo. Disponível em embalagens de 300g com 12 unidades, as Bolinhas de Queijo Libre vêm congeladas e são de fácil preparo. Basta aquecê-las em forno convencional a 180º C por 20 minutos para ficarem prontas.

A Bolinha de Queijo Libre já está disponível em empórios, lojas especializadas e nas redes Pão de Açúcar e Mundo Verde pelo preço médio de R$ 25,90.

Bolinhade-queijo

A Libre oferece uma ampla linha de salgados e doces feitos artesanalmente para alérgicos, público fitness, vegetarianos e veganos, atendendo principalmente pessoas com restrições alimentares.

Informações: Libre

Flormel lança caixas personalizadas para público com restrição alimentar

A Flormel começou a vender em seu e-commerce, para todo o país, quatro caixas temáticas visando satisfazer necessidades específicas cada vez mais comuns entre os consumidores: zero adição de açúcares (Doces Momentos), sem glúten (Delícias Sem Glúten), sem lactose (Lac Zero) e vegetariano (Vida Veg).

O lançamento comercial integra o projeto Flormel do Meu Jeito, que reforça o zelo cultivado pela empresa para com seus públicos, desta vez oferecendo caixas de produtos selecionados pela equipe de nutricionistas para atender as demandas de quem tem restrição alimentar e, assim, facilitar a escolha e a compra.

“Este segmento de mercado é tendência no mundo e o Brasil vê essa demanda crescer a cada ano. Alguns fatores ajudam como a maior preocupação com o consumo consciente, a popularização do conceito clean label e o boom do estilo de vida saudável que reflete imediatamente na alimentação”, avalia Alexandra Casoni, CEO da empresa que é líder nacional em sobremesas sem adição de açúcares.

6 - BOX VEGETARIANO
Box Vegetariano

2 - BOX 0 ACUCAR
Box Zero Açúcar

8 - BOX ZERO GLUTEN 1
Box Zero Glúten

 

4 - BOX LACTOSE
Box Zero Lactose

As novas caixas custarão R$ 129,90 e são compostas de produtos que conquistaram o paladar de crianças, adultos e idosos, tais como chocolates, cremes de avelã, doces tradicionais, bombom, chips de coco, crispy de ervilha, crispy de grão de bico, barras de castanha e bananada. Além do mix selecionado, os 50 primeiros compradores ganharão uma lancheira exclusiva da Flormel.

Tendências do Mercado de Alimentação Saudável

• Segundo dados da pesquisa Q.Trends, realizada em 2017 pela consultoria Equilibrium, 49% dos brasileiros se mostram preocupados em consumir produtos mais saudáveis, embora o sabor ainda seja o fator determinante para a escolha. A mudança de comportamento também foi impulsionada pelos “processados do bem”, produtos com ingredientes mais naturais e inovadores contendo rótulo com comunicação mais transparente (clean label).

• Segundo dados da Euromonitor Internacional, as vendas de produtos naturais, orgânicos e funcionais movimentaram R$ 93,9 bilhões no Brasil em 2018, com um crescimento médio de 8,8% ao ano.

• Em 2015, a mesma Euromonitor mostrou que o Brasil ocupava o 5º lugar no ranking de vendas para o mercado de saudáveis, com crescimento de 98% entre 2009 e 2014.

• As soluções customizadas também decorrem de um maior nível de conhecimento do consumidor sobre valor nutricional, funcionalidade, saudabilidade e sustentabilidade, além de o consumo ser cada vez mais uma maneira de fortalecer a identidade cultural pessoal e tribal.

• Segundo pesquisa do Ibope Inteligência e da Sociedade Vegetariana Brasileira, realizada em 2018, cerca de 30 milhões de pessoas ou 14% da população brasileira declaram-se adeptas ao vegetarianismo, o que justifica a notoriedade crescente de entidades como a SVB. A pesquisa ainda diz que 55% dos entrevistados consumiriam mais produtos veganos se estivessem indicados na embalagem.

• A Q.TRends 2017-2018 também aponta outras tendências: em alguns países estrangeiros como os Estados Unidos tem crescido a inclusão de etiquetas veganas nos produtos; e o mercado se prepara para o desafio de atender os chamados flexitarians, as pessoas que substituem parcialmente o consumo de produtos de origem animal por alternativas mais naturais ou veganas.

• Já a versão 2018-2019 da Q.TRends indica que a categoria snack industrializado tem a maior taxa de crescimento da indústria alimentícia e abre espaço para a criatividade e inovação. Dentre os entrevistados, 97% haviam consumido ao menos um produto deste tipo no último mês; 21% haviam ingerido mais snacks que o ano anterior, número que sobe para 32% entre os jovens.

Informações: Flormel

Brigadeiros para pessoas com restrições alimentares

A recém-lançada 22 Brigaderia Gourmet traz brigadeiros sem glúten, lactose, açúcar e veganos

A 22 Brigaderia Gourmet chegou para satisfazer aqueles que amam o bom e velho docinho, mas que são condicionados a se privarem de comê-lo. Pensada tanto para pessoas com restrições alimentares, quanto para quem deseja comer de modo mais saudável – sem perder o prazer de apreciar um doce gostoso –, a loja, localizada na Av. Paulista, oferece brigadeiros artesanais sem glúten, lactose e açúcar. E não para por aí: a 22 também conta com brigadeiros veganos.

O objetivo é atender, além do público geral, pessoas com intolerância ou em dieta. É importante ressaltar que os brigadeiros não são indicados para quem tem alergia, que é diferente de intolerância. A intolerância à lactose ocorre pela redução da lactase – enzima responsável pela digestão desse açúcar. Já a alergia à proteína do leite de vaca (APLV) se dá por reação imune do organismo contra a respectiva proteína.

brigaderia2

“A necessidade gerou oportunidade”: é assim que Ana Helena Rocha, cofundadora, define o surgimento da brigaderia. Após receber diagnóstico de intolerância à lactose, Ana, 23 anos, iniciou a busca por opções que atendessem à sua necessidade de comer algo saboroso e que não afetasse a saúde.

A falta de boas opções, somada ao desejo de abrir o próprio negócio, fez com que a administradora fechasse uma parceria com o também administrador Bruno Druzeic, 23 anos, para pensar nas outras tantas pessoas que sofrem com o mesmo problema e similares. “Estima-se que ao menos 40% da população brasileira reaja mal aos derivados do leite”, aponta Ana Helena.

brigadeiro pistache

Feitos com carinho, os doces artesanais apresentam um sabor parecido com o do brigadeiro convencional, afinal a ideia é consumir algo gostoso, mesmo com restrições. Ana desenvolveu suas próprias receitas, testando todas para proporcionar prazer e satisfação ao paladar de quem também busca comer bem.

Tipos de brigadeiro

Todos os brigadeiros são isentos de glúten e se dividem entre os que não têm açúcar, para os focados na dieta e os diabéticos; os que não têm lactose, para os intolerantes; e os veganos, voltados a quem não consome nada de origem animal. Os docinhos sem lactose ou veganos chegam nos sabores tradicional, nozes, amêndoas, cranberry, pistache e paçoca. Já os isentos de açúcar vêm nas opções cacau, nozes, cranberry, pistache e paçoca diet.

brigaderia 3brigadeiros

Preços

Brigadeiros sem lactose são vendidos a R$ 3,80, enquanto veganos e sem açúcar podem ser comprados a R$ 4,50.

Serviço
Além de atender na loja física, a 22 faz encomendas para buffets, estabelecimentos e empresas. Também são vendidos cafés, chás, combos e caixinhas com 4, 6 e 12 unidades de brigadeiros.

22 brigaderia

22 Brigaderia Gourmet: Av. Paulista, 1499 – Loja 62 – 2º piso (Galeria Trianon)
Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 11h às 19h