Arquivo da tag: rio de janeiro

Maquiagens com alta tecnologia de skincare são as grandes promessas de um rosto jovem

Confira 3 dicas de produtos que trazem proteção diária

Com tantas ocupações e preocupações, esquecer dos cuidados com a pele que é exposta ao sol e ao frio do outono é um fato. A falta desse planejamento diário acaba acelerando o aparecimento das rugas, tão indesejadas por mulheres e homens.

Em dias mais ousados, é claro que dá para investir em makes criativas e coloridas, mas sempre aliadas com produtos de skincare. Max é um dos maquiadores mais procurados no Fil Hair & Experience, no RJ e que já maquiou celebridades como Gisele Bundchen, dá dicas especiais para makes com cuidados extras:

“Depois de higienizar a pele usar a base Even Better Clinical da (Clinique) que combina ácido hialurônico, salicílico e outros ativos antioxidantes em uma textura bem leve. O resultado promete uma pele hidratada e a redução de manchas com o uso contínuo”;

“Para os lábios, minha escolha é o Liquid Lips (Herrera Beauty) em acabamento cintilante, – mas existe na versão cremosa também sua fórmula enriquecida com esqualano vegetal, mix de óleos e vitamina E. O resultado são lábios ultra-hidratados e protegidos do envelhecimento precoce. Uso também o Liquid Lips nas maçãs do rosto como blush”;

“Para os olhos, a máscara de cílios Super Up (Niina Secrets para Eudora) promete até 13 vezes mais curvatura aos fios e efeito antioxidante. Como se não bastasse, ainda estimula a produção de colágeno”;

Mas, para alcançar um resultado de uma beleza reluzente e natural não basta tratar do rosto uma vez ou outra, deve haver cuidados e uso contínuo dos produtos para qualquer ocasião no dia a dia.

Para finalizar, vale lembrar da importância do bloqueador solar que contém vitamina C, afinal, os raios ultravioleta não se limitam apenas aos dias ensolarados.

Natal 2021 Brownie do Luiz tem panetones de doce de leite e creme de avelã

A marca de brownies mais famosa do Brasil, o Brownie do Luiz, traz para este Natal de 2021 seu já tradicional panetone recheado. Com embalagem especial para presentear e decorar a mesa natalina, o panetone é feito da massa fofinha e adocicada inspirada na receita original italiana, já bem conhecida e saboreada pelos brasileiros.

São duas opções de recheio dos mais pedidos no Brownie do Luiz: doce de leite ou creme de avelã; e cobertura de farofa de Brownie do Luiz (chocolate tradicional). Os panetones Brownie do Luiz já estão disponíveis nas lojas do Brownie do Luiz no Rio de Janeiro e em São Paulo e nas principais plataformas de delivery, a partir de R$ 35,00.

Panettone do Brownie do Luiz – Creme de Avelã ou Doce de Leite – R$ 35,00 (350g)

Informações: Brownie do Luiz

Lancôme terá pop-up de final de ano com experiências exclusivas no Rio de Janeiro

De 10 a 24 de dezembro, o estande localizado no Shopping Rio Sul oferecerá brindes e serviços especiais como engraving e borrifadores automáticos

Com a chegada das festas de final de ano e visando proporcionar uma experiência única para seus consumidores, a marca francesa de beleza de luxo Lancôme investe em pop-up com ações especiais como engraving e borrifadores automáticos de 10 a 24 de dezembro no Shopping Rio Sul, na cidade do Rio de Janeiro.

Para celebrar a atmosfera mágica que o Natal traz, que hoje nos faz perceber ainda mais como “cada momento juntos é um presente”, no estande da Lancôme estará disponível o serviço de engraving (gravura) em produtos da marca comprados no mês do dezembro* e também será possível experimentar as icônicas fragrâncias, como La Vie Est Belle e Idôle, utilizando os borrifadores automáticos. E, durante toda a ativação, especialistas da marca estarão presentes para auxiliar e tirar dúvidas.

Além da experiência no estande pop-up, a marca também oferece brindes exclusivos e embalagens especiais para presentes para as compras realizadas durante o mês de dezembro* na Loja Física da Sephora no Rio Sul ou via QR CODE do estande. As compras acima de 349 Reais dão direito a uma caixa de chocolate Dengo; acima de 499 Reais uma caixa de trufas premium e, já as compras incluindo produtos com volumetria de 100ml dão direito a um produto full size ou a uma vela da marca. Pensando que nenhum presente é pequeno demais e para que todos vivenciem a experiência Lancôme, todas as compras, sem valor mínimo, dão direito a wrapping (embalagem especial para presente).

Pop-up Lancôme Rio de Janeiro:
Data: de 10 a 24 de dezembro de 2021
Local: Shopping Rio Sul – Piso: L2, próximo às lojas Le Lis Blanc e Jonh John (Rua Lauro Müller, 116 – Botafogo, Rio de Janeiro)
*
Mediante comprovação de compra por nota fiscal.

O biscoitão que todos precisamos

Kathy Macedo traz uma opção saborosa e fácil para o café da manhã e os lanches da tarde

E pensando em como as nossas tardes poderiam ficar mais gostosas, a confeiteira Katherine Macedo – da Kathy Macedo Confeitaria Artesanal – traz uma receita simples e que pode conquistar – como já conquistou o de muitos – o seu coração. Famosa por cafés da manhã na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, tanto a confeitaria – quanto sua proprietária – tem se tornado nome de peso no bairro,agora expandindo suas fronteiras para outros cantos do estado.

“Torta de biscoito, ou melhor, um biscoitão simples, fácil e rápido que pode virar a sobremesa ou o lanche da tarde de um família inteira”, diz a confeiteira.

Torta de Biscoito (Torta de Cookie)

Ingredientes
100g de manteiga sem sal/ margarina gelada (equivale a mais ou menos cinco colheres de sopa cheias)
50g de açúcar mascavo
50g de açúcar cristalizado
1 ovo inteiro
200g de farinha de trigo comum
1 colher rasa – de sopa – de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
1 tampinha de essência de baunilha
100g de gotas de chocolate (branco ou preto)
300g de Nutella (ou o creme de avelã da sua preferência)

Modo de preparo:
Em uma batedeira, adicione a manteiga gelada e os açúcares, os deixe batendo por aproximadamente 5 minutos; Após isso, adicione o ovo, a essência de baunilha e o sal, batendo por mais 2 minutos. Ainda batendo, adicione gradativamente a farinha de trigo e o bicarbonato, até misturar bem. Desligando a batedeira, adicione as gotinhas de chocolate e misture na massa utilizando uma espátula de silicone. Para que a massa “assente” bem, a deixe descansando na geladeira por volta de 10 minutos antes de montar na fôrma de fundo removível. E falando na fôrma, o ideal é que ela tenha por volta de 16 centímetros de diâmetro. Depois de “descansada”, coloque a massa espalhando a mesma pelo fundo e pelos lados da mesma. Não se esqueça de deixar massa suficiente para a tampar o cookie. Adicione toda a nutella no meio e espalhe entre o fundo e as bordas da massa. Após espalhar a nutella, cubra o topo com pedacinhos de massa, quase fechando a mesma. Apenas cuidado para não encher muito, a massa tende a crescer um pouco. Posicione seu “biscoitão” no forno preaquecido à 180°C por 40 minutos, ou até dourar o topo. Sempre é bom ficar de olho, já que cada fogão tem uma “potência” diferente. Deixe esfriar antes de tentar desenformar, e após isso ela está pronta para o consumo.

Fonte: Kathy Macedo Confeitaria Artesanal – Loja: Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3180 – Parque Olímpico, Rio de Janeiro. Facebook: Kathy Macedo Confeitaria Artesanal – Instagram: @kathymacedoconfeitariaa

Programa Frutos Da Mata vai ajudar mulheres a plantar um futuro melhor

Biotrop é a primeira empresa a apoiar a iniciativa, um projeto que amparará mulheres em situação de vulnerabilidade social

A pandemia da covid-19 provocou um choque não somente nas questões de saúde pública, mas também nas relações sociais, ampliando a lacuna econômica da população. Segundo a pesquisa de Desigualdade de Impactos Trabalhistas na Pandemia, coordenada pelo diretor da Fundação Getúlio Vargas Social (FGV Social), Marcelo Neri, o impacto foi maior para os mais pobres. O estudo indicou que, na média de 2019, a proporção de pessoas com renda abaixo da linha de pobreza era de 10,97%, o que representava cerca de 23,1 milhões na pobreza. Já no primeiro trimestre de 2021, momento de suspensão do auxílio emergencial, mas devolvendo o Bolsa Família, atingiu 16,1% da população, ou 34,3 milhões de pessoas.

Para tentar ajudar a reverter esse cenário desolador, a Fazenda Da Mata, grande produtora e distribuidora de alimentos orgânicos, está lançando, em parceria com outras empresas e instituições, o projeto Frutos Da Mata – mulheres que semeiam um novo amanhã, em busca de formar novas produtoras qualificadas e comprometidas.

O Projeto econômico social tem como objetivo amparar mulheres, negras em especial, sem limite de idade e que sejam residentes em Nerópolis e Terezópolis (GO) com renda familiar de até um salário-mínimo. Não é necessária experiência anterior com agricultura, o único requisito é que a candidata tenha força de vontade para crescer na vida pelos seus próprios méritos.

Segundo, Daniella Lunardelli, diretora de sustentabilidade e comunicação da Fazenda Da Mata, esse projeto propõe uma nova relação de trabalho, uma nova tecnologia social. Além de tirar essas mulheres de situações de risco, irão viabilizar uma nova profissão, capacitando-as à sua independência para que possam assumir o controle de suas vidas. “Essa iniciativa proporciona a redução das desigualdades sociais, contribui para a erradicação da pobreza e atua na igualdade de gênero, fomentando a agricultura orgânica em larga escala como um modelo viável de negócio e empreendedorismo”, diz.

O Programa vai prepará-las para produzir alimentos orgânicos de forma sustentável, em terras sem custo de arrendamento e recebendo toda a estrutura operacional necessária. A qualificação técnica conta com o apoio da Universidade Federal de Goiás, que ajudará na preparação e capacitação de como gerir seus próprios negócios, tendo postura e comportamento adequado dentro deste novo ambiente de trabalho.

As participantes também terão capacitação técnica e prática dos protocolos de produção da Fazenda Da Mata, que vai desde o plantio em canteiro passando pelo raleio e capina e colheita. Com isso serão credenciadas e inseridas no mercado de exportação de produtos orgânicos via infraestrutura da empresa, que está se preparando para vendas ao mercado externo.

O projeto está sendo montado de forma muito estruturada. Uma triagem será realizada com 100 mulheres, selecionadas por duas ONGS parceiras da região, e que já têm experiência com esse tipo de trabalho e melhores métodos de seleção. Deste total, 20 delas serão direcionadas para as etapas de qualificação na UFG e na Fazenda Da Mata. Após esse processo, uma parte delas vai preencher as vagas para atuarem na produção de orgânicos na Da Mata e as demais serão encaminhadas para outras vagas no mercado de trabalho. A estimativa é que essas mulheres selecionadas, com a nova profissão, terão acesso a uma renda mensal de R$ 2.500.

Apoio confirmado

O Programa Frutos Da Mata está em fase de captação de recursos, e ainda não foi iniciado. O conselho do programa está tendo cautela para começar as operações: a ideia é atingir 80% dos recursos necessários antes de iniciar os trabalhos. O cadastramento de empresas que querem apoiar a iniciativa é feito por meio de cartas de intenção. A primeira empresa a vestir a camisa da iniciativa e declarar apoio foi a Biotrop, que desenvolve soluções biológicas com foco em uma agricultura regenerativa, sustentável e rentável.

Segundo a engenheira agrônoma Tatiana Helena Fernandes Neves, gerente de marketing da empresa, um dos conselheiros que conhecia o projeto apresentou a iniciativa para a diretoria e todos apoiaram. Afinal, havia sinergia, já que a Biotrop tem grande atuação e um impacto muito positivo na sociedade por desenvolver soluções biológicas e naturais. Estas, além de serem sustentáveis, geram muitas oportunidades no campo a todas as categorias de produtores. “Com o nosso crescimento, sentimos que podíamos contribuir ainda mais nos aspectos social e ambiental, e esse projeto traz esses elementos no âmbito da agricultura. É uma iniciativa que tem um viés social muito forte, destaca.

Atualmente a Biotrop tem mais de 140 pessoas técnicas a campo, assim terá a capacidade de apoiar esse projeto, principalmente com as visitas técnicas. Além disso haverá a contribuição financeira para viabilizar a iniciativa e, e ainda a doação de produtos biológicos necessários para serem utilizados na produção Da Mata.

Segundo Aramis Camargo, engenheiro agrônomo, responsável por ESG na Biotrop, a ideia é fazer uma apresentação técnica auxiliando nesses cultivos, ensinando a equipe de produção da Da Mata para seguir os protocolos e manejar a terra com os produtos biológicos. “Vamos dar um suporte completo, isso vai deste a ajuda financeira, participação no conselho, até o fornecimento de produtos”, destaca.

É muito importante que outras empresas adotem essa iniciativa, pois com esse tipo de trabalho gerarão mais riqueza, valores, e contribuição para um País melhor. “A Biotrop tem crescido muito e uma maneira de retribuir e contribuir com esse ciclo é por meio de projetos como o Frutos da Mata. Quanto mais empresas puderem entrar nessa iniciativa, que está diretamente ligada ao nosso agro, mais a sociedade terá ganhos em todas essas esferas”, finaliza a gerente de marketing da Biotrop.

Sobre as empresas

Biotrop é uma empresa brasileira, fruto da visão e empreendedorismo de um seleto grupo de profissionais apaixonados pelo agronegócio. Atua com foco em pesquisa e desenvolvimento de soluções diferenciadas e inovadoras, com o objetivo de contribuir para uma agricultura mais sustentável, saudável e regenerativa. Com escritório em Vinhedo (SP) e fábrica em Curitiba (PR), a empresa leva ao mercado o que há de melhor no mundo em soluções biológicas e naturais.

Fazenda Da Mata Orgânicos é uma empresa que acredita em um modo de produção de alimentos comprometido com a vitalidade do solo, com o equilíbrio do meio ambiente e com a saúde das pessoas. Produz alimentos orgânicos em larga escala, para oferecer produtos de qualidade a preços compatíveis com os de padrão do mercado interno e de exportação. Tem como um de seus compromissos fomentar a agricultura sustentável.

A FDM é uma Bcorp, pertencente ao grupo de empresas certificadas pelo Sistema B. Tem o selo Orgânicos do Brasil, alcançado via OIA, uma das mais criteriosas certificadoras nacionais. No momento está em processo de conclusão das certificações Global G.A.P e GRASP e certificações de selo orgânico para EUA e Europa.

Bem-estar e natureza: Spa Insólito proporciona experiências exclusivas unindo os cinco sentidos

O Insólito Boutique Hotel, localizado em Búzios, teve investimentos desde o início da pandemia e reabre o Spa seguindo o conceito bem-estar de encontro com a natureza conectado a elementos e rituais do espaço de wellness

Som do mar, brisa da praia e contato com a natureza. Um verdadeiro refúgio proporcionado pelo reinaugurado Spa Insólito, instalado no Insólito Boutique Hotel, situado na Praia da Ferradura, em Búzios (Rio de Janeiro), que traz em seu conceito o despertar das emoções por meio dos elementos naturais, aliados às últimas novidades e tratamentos de bem-estar. Em seu DNA, o espaço une a personalização e a técnica, em benefício do encontro com a natureza e do despertar dos cinco sentidos bem em frente ao mar.

A empresa Amman Consultoria, especialista em spa, foi escolhida para trazer novos ares ao Spa Insólito e proporcionar uma experiência ainda mais marcante aos visitantes. O projeto, por meio de um ambiente acolhedor e exclusivo, explora um refúgio singular, onde o bem-estar é promovido dentro da natureza. O principal diferencial do spa são as salas de tratamento que estão localizadas na encosta da Praia de Ferradura, todas envidraçadas com vista para o mar.

No Spa, é possível encontrar cerâmicas personalizadas com cores que lembram a praia, além da aplicação de folhagens em algumas peças, que relaciona-se à vegetação local. Toda a decoração do ambiente remete-se à natureza com peças em madeira natural, acessórios em tons pastéis e tecidos de algodão e linho.

Os tratamentos são divididos entre as Prática de Boas-Vindas, que inclui escalda-pés, purificação e uma vivência auditiva com música e interação da terapeuta. Em seguida, é realizada a Prática Inicial, uma experiência olfativa com óleos essenciais e tátil, além de massagem para reconhecimento corporal. Na Prática Final é iniciado um ritual de encerramento e prática gustativa com chás ou água aromatizada. Elementos como a areia rosa, natural da região, rica em minerais, para promover a esfoliação e difusores elétricos com óleos essenciais são utilizados nos procedimentos, contemplando as experiências.

Mais sobre Insólito Boutique Hotel

Unindo conforto, cultura, comprometimento social e com o meio ambiente, a fim de oferecer uma experiência memorável, o Insólito Boutique Hotel, conta com localização privilegiada, na praia da Ferradura, em Búzios. O hotel é uma celebração à cultura brasileira. São exclusivamente 24 quartos decorados com diferentes temas, relacionados a arte e cultura do país. O hotel tem acesso exclusivo a praia e lindas vistas do pôr do sol. Além disso, conta com serviços singulares desde uma gastronomia diferenciada e serviço de excelência, experiências de bem-estar e lazer com o Spa Insólito e beach club e até heliponto.

Insólito Boutique Hotel: Rua E1, Lote 2 e 4, Praia Da Ferradura – Búzios Horários de Funcionamento: aberto diariamente. Reservas: 22-26232172 @insolitohotel

Pousada do Sandi ensina a preparar Blood Mary

Quer aproveitar a gastronomia da Pousada do Sandi em sua casa? Aprenda a fazer o delicioso “Blood Mary”, um clássico da coquetelaria mundial.

Confira a seguir o passo a passo:

Blood Mary

Ingredientes:
50 ml de vodca
1 colher de suco de limão
100 ml de suco de tomate
1 colher (rasa) de sal
1 colher (chá) de molho inglês
4 gotas de pimenta Tabasco
Pimenta-do-reino a gosto
1 limão Siciliano
1 talo de salsão

Modo de preparo:
Em um copo, coloque o suco de limão, molho inglês, o sal e o Tabasco. Complete com gelo, coloque a vodca, o suco de tomate e mexa. Tempere com a pimenta-do-reino e decore com um talo de salsão e uma rodela de limão siciliano. Sirva com canudo.

Fonte: Pousada do Sandi

Aprenda a fazer o Aperol Spritz servido na Pousada do Sandi

Quer aproveitar a gastronomia da Pousada do Sandi em sua casa? Aprenda a fazer o delicioso “Aperol Spritz” ideal para os dias mais quentes. Confira a seguir o passo a passo:

Aperol Spritz

Ingredientes:
• 60 ml de Aperol
• 20 ml de água com gás
• 90 ml de espumante Prosecco
• 1 fatia de laranja
• Gelo a gosto

Modo de preparo:
• Em um copo largo com gelo, misture os ingredientes e decore com 1 fatia de laranja

Fonte: Pousada do Sandi

Velhofobia se tornou uma realidade cruel ainda maior nesta pandemia, diz pesquisadora

O idoso ficou mais vulnerável psicológica e socialmente durante a pandemia. Por ser do grupo de risco, essa parte da população sofreu forte impacto na saúde mental ao se ver mais sozinha e sem interação social ou contato com parentes e amigos. Mas, segundo a antropóloga Mirian Goldenberg, uma parcela dessa população está buscando e encontrando formas criativas de se adaptar à nova realidade.

“Tenho acompanhado diariamente cerca de 20 nonagenários que tiveram muita dificuldade no início da pandemia. Agora, estão buscando formas criativas de se adaptar à nova realidade. Eles se sentem úteis, importantes e fazendo algo de significativo, mesmo dentro de suas casas”, comenta a antropóloga.

Apesar desse cenário, a pesquisadora afirma que a grande maioria dos idosos está sofrendo violência física, verbal, psicológica, abuso financeiro e xingamentos durante a quarentena: “A velhofobia se tornou uma realidade cruel ainda maior nesta pandemia”.

Doutora em Antropologia Social, Mirian Goldenberg fará na próxima quinta, dia 22, a partir das 19 horas, a palestra online da Casa do Saber Rio “A invenção de uma bela velhice: projetos de vida e busca de significado”. Aqui, ela analisa o tema. Confira:

Quando se fica velho?
Mirian: Culturalmente, ficamos velhos muito cedo no Brasil, principalmente as mulheres. Com 30 anos, minhas pesquisadas já estão em pânico com as rugas, cabelos brancos, dificuldade para emagrecer. Começam a ter medo de não casarem e não terem filhos. Subjetivamente, envelhecemos muito cedo aqui porque existe uma velhofobia no Brasil: preconceitos e violências contra os mais velhos, dentro e fora de nossas casas. Ficamos velhos aqui porque o pânico de envelhecer é enorme. Em outras culturas não é assim.

É mais fácil envelhecer hoje que no tempo dos nossos avós? O que mudou?

Mirian: É um paradoxo: é mais fácil e mais difícil. Mais fácil porque temos exemplos de muitos homens e mulheres que têm mais de 90 e são produtivos, ativos, independentes. Mais difícil porque a cultura da juventude, da beleza e do corpo perfeito, é cada vez mais disseminada no país.

É possível a eterna juventude, não na questão física, mas do ponto de vista emocional?

Landscape

Mirian: Não acredito que ser jovem é melhor do que ser velho, pois como digo em todos os meus cursos, palestras e textos: todos nós somos velhos, hoje ou amanhã. Falar de ser eternamente jovem é alimentar a ideia de que a juventude é melhor do que a velhice, mais bela, mais produtiva, mais rica. Acho exatamente o contrário: só acreditando que todos são velhos, inclusive os jovens, iremos mudar a nossa representação sobre a velhice. Então, em vez de eterna juventude, não seria melhor falar de eterna velhice?

Em tempos de pandemia, em que os idosos, por serem grupo de risco, precisam ficar em casa, com pouco contato com o mundo externo, envelhecer está mais difícil?

Mirian: Tenho acompanhado diariamente cerca de 20 nonagenários, que tiveram muita dificuldade no início da pandemia. Agora, estão buscando formas criativas de se adaptar à nova realidade. Juntos, estamos fazendo uma série de atividades: grupo de estudos sobre “Os Lusíadas” de Camões, jogos de palavras, lives, tocando piano, leitura de autores como Clarice Lispector e Fernando Pessoa, por exemplo. Eles se sentem úteis, importantes e fazendo algo de significativo, mesmo dentro de suas casas. Mas a grande maioria dos velhos está sofrendo violência física, verbal, psicológica, abuso financeiro, xingamentos. A velhofobia se tornou uma realidade cruel ainda maior nesta pandemia.

Como cuidar da saúde mental dos mais velhos para não surtarem durante o isolamento social e continuarem se reinventando?

Mirian: Escutando, conversando, estando junto deles – mesmo que não fisicamente -, compartilhando atividades, respeitando seus desejos e limites. É o que tenho feito 24 horas do meu dia, desde 15 de março. Nunca estive tão próxima deles, nunca senti e recebi tanto amor como agora.

Como as mulheres têm encarado o envelhecimento nos dias de hoje? A sociedade ainda impõe a elas uma cobrança maior que aos homens?

Shutterstock

Mirian: Em todos os países em que estive, são as mulheres as maiores responsáveis por cuidar de todos na família, da casa, no trabalho, dos amigos. As mulheres cuidam de todos, mas não têm tempo para cuidar delas mesmas. Elas se sentem exaustas, deprimidas, insatisfeitas, frustradas por não terem tempo para elas. O fato de cuidarem de todos e não terem tempo para elas faz com que se sintam invisíveis, transparentes, sem o reconhecimento que elas tanto desejam. Elas dedicam todo o tempo para cuidar dos outros e não recebem o menor reconhecimento ou agradecimento por isso. É como se fosse apenas uma obrigação que elas devem cumprir por serem mulheres. Elas não cuidam de si mesmas, não têm tempo para si, não têm liberdade para serem elas mesmas. Liberdade social e liberdade interior. As mulheres são cobradas para terem uma vida muito mais controlada sexualmente, amorosamente, profissionalmente e em todas as áreas da vida. Por isso elas invejam tanto a liberdade dos homens. Elas querem ser mais livres em todos os sentidos, inclusive livres para poderem realizar todo o seu potencial amoroso, sexual, criativo, produtivo. As mulheres não são livres para serem elas mesmas.

O que é velhofobia? Acha que ela aumentou em tempos de pandemia?

Mirian: A calamidade que estamos enfrentando evidenciou a face mais perversa de alguns políticos e empresários: a velhofobia. Estamos assistindo horrorizados a discursos sórdidos, recheados de estigmas, preconceitos e violências contra os mais velhos. “Vamos todos nos contaminar para criar imunidade e esta epidemia acabar logo. Só irão morrer alguns velhinhos doentes”. “Deixem os jovens trabalharem. Não vamos parar a economia para salvar a vida de velhinhos”. “Só velhinhos irão morrer, eles iriam morrer mesmo, mais cedo ou mais tarde”.

Esse tipo de discurso revela uma situação dramática que já existia antes da pandemia. Os velhos são considerados inúteis, desnecessários e invisíveis. Homens e mulheres mais velhos, que já experimentam uma espécie de morte simbólica, ficam desesperados ao constatar que são considerados um peso para a sociedade. No entanto, a forte reação contra esses sociopatas prova que os mais velhos são muito valiosos e importantes para os brasileiros. Faremos tudo o que for necessário para demonstrar que os nossos velhos não são um peso, muito pelo contrário. São eles que estão nos ajudando a encontrar força e coragem para sobreviver física e mentalmente. São eles que estão nos ensinando a ser pessoas mais amorosas e generosas. São eles que estão cuidando de nós, como fizeram durante toda a vida.

Muitos dos que disseminam o discurso de ódio e de extermínio dos mais velhos já passaram dos 60 anos. É urgente que eles aprendam uma lição importante: a única categoria social que une todo mundo é o ser velho. A criança e o jovem de hoje serão os velhos de amanhã. Os velhofóbicos estão construindo o seu próprio destino como velhos, e também o destino dos seus filhos e netos: os velhos de amanhã. Será que estes genocidas serão tão amados e protegidos como são os nossos velhos ou serão tratados como “velhinhos descartáveis”?

Fonte: Casa do Saber

Olhos de raposa (foxy eyes): a maquiagem tendência da quarentena

Em alta, os foxy eyes, olhos de raposa na tradução, eram tendência nos anos 1970. Quem acompanha a internet viu que esta maquiagem voltou com uma releitura, e está fazendo o maior sucesso nas redes sociais. Além disso, famosas, como Sandy, Bella Hadid e Kendall Jenner, também apareceram usando o visual que promete alongar o olhar, ideal para quem tem olhos naturalmente oblíquos.

Andressa maquiadora
A maquiadora Andressa Nascimento

A maquiadora Andressa Nascimento, do Agatha França Estética e Beleza (RJ), diz que a tendência serve para quem quer um olho mais sensual. O efeito pode ser conquistado com apenas três sombras e um delineador.

“Essa técnica ajuda a alongar e levantar os olhos. Está em alta a sombra marrom com ou sem delineador preto. Mas vale também o colorido”, explica a especialista. O truque para deixar o olho bem delineado é usar uma fita crepe transparente para ajudar a fazer o esfumado dos olhos e o traçado com o delineador.

A make é democrática e pode ser usada tanto no dia a dia quanto para futuros eventos especiais à noite. É só saber escolher as cores ideais para cada ocasião. Lembrando que, agora com o uso obrigatório da máscara protetora, por causa da pandemia, os olhos são a parte do rosto que mais ficam em evidência.

sandy
Sandy – Reprodução Instagram

Para criar este olhão é necessário fazer um delineado com as pontinhas bem angulosas. O cantinho interno deve ser realçado, como é feito no delineado egípcio. Já no cantinho externo, deve-se criar aquele traço bem longo. Muitas mulheres estão apostando na versão esfumada, mas também vale criar um traço bem sólido.