Arquivo da tag: rose

Lovin Wine lança novo sabor de vinho espumante: Brut Rosé

A Lovin Wine, marca brasileira de vinhos em lata premium, lança mais um novo sabor de vinho espumante para seu cardápio: o Brut Rosé. Com uma porcentagem de 11,5% de álcool, e sem conter glúten, o Brut Rose é perfeito para os amantes de vinho deste tipo, contendo variedades Chardonnay e Pinot Noir. Ademais, o aroma de fruta, como framboesa, harmoniza perfeitamente bem com a cor no tom salmão.

Este, que é o sétimo produto da linha Lovin, é o segundo espumante, o primeiro lançamento neste perfil foi o Brut White. Com uma coloração amarela com toques esverdeados, este vinho espumante branco da Lovin que faz grande sucesso tem aroma de frutas cítricas, como o abacaxi e notas de flores brancas.

Vale ressaltar que agora os produtos da marca poderão ser comprados pelo aplicativo e entregues diretamente na casa do consumidor.

Criada em 2020, a Lovin Wine tem como missão servir vinhos de alta qualidade, porém sem abandonar a praticidade, tornando a experiência de tomar vinho mais simples e agradável. Utilizando estratégias especiais, a empresa cresceu dois dígitos por mês e vem dobrando o faturamento ano a ano.

Informações: Lovin Wine

Courmayeur lança linha premium de espumantes

Quintessencial traz as uvas ícones Chardonnay e Pinot Noir em dois extra brut varietais elaborados pelo método charmat longo com 12 meses de autólise

A Vinícola Courmayeur, localizada no Vale dos Vinhedos, se dedica todos os dias do ano a elaboração de espumantes, expertise acumulada em quase 50 anos de história. Dos 700 mil litros elaborados todos os anos pela empresa, 560 mil litros são de espumantes, ou seja, 80% da produção total. Referência em espumantes feitos pelo método charmat, a marca lança a linha premium Quintessencial nas versões Extra Brut Branco 100% Chardonnay e Extra Brut Rosé 100% Pinot Noir.

As novidades já estão no mercado em lotes limitados. São 5.845 garrafas do Quintessencial Extra Brut, com apenas 5.845 garrafas e 5.600 garrafas do Quintessencial Extra Brut Rosé. A nutricionista, sommelier e enóloga responsável da marca, Talita Nicolini Verzeletti, relata que ao lançar a linha, a Courmayeur quer compartilhar o que sabe fazer de melhor em termos de espumantes. “Nosso foco está voltado aos espumantes. Por isso, selecionamos as duas variedades ícones do espumante brasileiro, unindo tecnologia e processos para colocar no mercado espumantes diferenciados que, assim como o próprio nome diz, traz a quinta essência, ou seja, o que há de melhor neste estilo”, destaca.

Os dois espumantes são elaborados com uvas cultivadas em vinhedos próprios na Serra Gaúcha. São Extra Brut por conter apenas 5,5 gramas de açúcar por litro e ambos têm projeção de 3 anos de tempo de guarda. Elaborados pelo método Charmat Longo, com 12 meses de autoclave, são produtos que apresentam aromas mais complexos e marcantes, com acidez pronunciada e perfeito equilíbrio com o açúcar.

Para se tornar referência na elaboração de espumantes a Courmayeur vem cultivando safras de muito trabalho. Hoje, a vinícola possui 76 tanques de aço inox, sendo 16 autoclaves, com capacidades que variam de apenas 3,8 mil litros até 10 mil litros. Assim, a empresa consegue ter agilidade no processo e garantir qualidade com a elaboração de pequenos lotes, o que assegura uma entrega de espumantes mais joviais para consumo mais rápido. Com uma produção 100% charmat, a empresa engarrafa produtos jovens, frescos o ano todo, de janeiro a janeiro. São espumantes diferenciados que entregam diversos estilos para os mais variados paladares.

Os espumantes

Courmayeur Quintessencial Extra Brut 100% Chardonnay

Com aspecto limpo e brilhante, este espumante tem coloração amarelo palha com reflexos dourados e um perlage fino e intenso. Apresenta aromas delicados de frutas cítricas como abacaxi maduro e melão, que se complementam com notas de manteiga, pão torrado e mel. Em boca é complexo, com acidez marcante e retrogosto intenso, lembrando os aromas encontrados no olfato. Ótimo para acompanhar frutos do mar, queijos de maturação média e massas com molhos brancos. Ideal ser apreciado com temperatura de 4°C a 6°C.

Courmayeur Quintessencial Extra Brut Rosé 100% Pinot Noir

Este espumante apresenta coloração rosa salmão com reflexos acobreados. Seu aspecto é limpo e brilhante com perlage fino e intenso. Os aromas são delicados e lembram frutas vermelhas como morango e ameixa em calda, com notas de manteiga, pão torrado, mel e amêndoas. No paladar, é complexo, com acidez marcante e retrogosto intenso, lembrando os aromas encontrados no olfato. Acompanha bem frutos do mar, queijos de maturação média e massas com molhos brancos. Sua temperatura ideal é de 4°C a 6°C.

Vinho que já nasce rosé no vinhedo é o brasileiro mais vendido na categoria

Ele foi eleito o melhor rosé do mundo. É considerado o vinho rosé ‘mais querido do Brasil’. Também é o rosé brasileiro mais vendido no país. Legítimo, nasce de dois vinhedos – Cabernet Sauvignon e Tempranillo -, com manejo e cultivo pensados exclusivamente para sua elaboração. Só em 2020, foram meio milhão de garrafas.

Com todo esse histórico, o Miolo Seleção Rosé chega ao mercado em sua versão 2021, acompanhado pela campanha ‘Rosé Club – Para todos que amam rosé’, numa proposta de aumentar ainda mais esta comunidade de apreciadores que valorizam o visual e que buscam um vinho leve e refrescante para momentos descomplicados.

A aposta da Miolo no rosé surgiu ainda em 2006. De lá para cá, o vinho sofreu algumas mudanças no corte, que em 2010 deixou de ter o Merlot. Mas a principal transformação veio em 2017 com a renovação do conceito do vinho, inspirado nos rosés de Provence, do Sul da França. A partir daí, toda concepção do produto partiu de um novo perfil no manejo do vinhedo. Com isso, a revitalização da roupagem veio em 2018, sempre seguindo a filosofia de cultivar um vinhedo para fazer este rosé.

Feito do corte de dois vinhos elaborados com castas tipicamente tardias, a Cabernet Sauvignon e a Tempranillo – cultivadas nos vinhedos próprios de Candiota, na Campanha Meridional -, o Miolo Seleção Rosé tem um processo próprio e, por isso, suas uvas são colhidas antecipadamente. Com isso, o teor alcoólico e o pH são mais baixos, resultando num vinho mais fresco, com mais acidez e cor mais delicada.

“Podemos dizer que tudo nasce no vinhedo A origem das uvas, os cuidados com o solo, o manejo e o cultivo do vinhedo, a maturação e o processo de elaboração são únicos, personalizados para o Miolo Seleção Rosé. Cada decisão que tomamos é particular, pensando no resultado ideal para esse perfil de vinho”, destaca o diretor superintendente da Miolo Wine Group, enólogo Adriano Miolo.

Descontraído, versátil, acessível ao bolso e com distribuição em todo o Brasil, o Miolo Seleção Rosé conquistou consumidores de diferentes estilos, principalmente os entrantes no mundo do vinho. Além dos jovens, o rótulo também ganhou apreciadores que são fãs tradicionais dos vinhos tintos, diante da tropicalidade do país.

Para esses amantes do rosé, a campanha se desdobra em diversas ações entre redes sociais, canais próprios, relacionamento com a imprensa e influenciadores, e-commerce, delivery, sinalização e promoção em PDV, outdoor digital e inserções na TV. Além disso, o kit Rosé Club, com bolsa, camiseta, boné e, claro, o vinho, vão colorir as ações de relacionamento, imprimindo mais vida no dia a dia das pessoas.

O vinho

O Miolo Seleção Rosé é um vinho jovem, refrescante e muito versátil. Límpido e brilhante, tem coloração rosada de baixa intensidade. Apresenta perfume de frutas vermelhas como morango e cereja. É macio em boca, leve e muito agradável.

Ideal como aperitivo, acompanha comidas leves como saladas, peixes e mariscos, e de média estrutura como carnes brancas de frango ou peru, pizzas vegetarianas ou cárneas, queijos macios e embutidos com temperos leves. O rótulo pode ser encontrado no mercado com preço que varia de R$ 34,00 a R$ 39,00.

Mais sobre o Miolo Seleção

Impossível falar da trajetória da Vinícola Miolo sem falar da linha Miolo Seleção, lançada em 1994. A marca se tornou conhecida e apreciada em todo o Brasil e hoje é o vinho mais distribuído tanto no mercado interno quanto externo com presença na Alemanha, Austrália, China, França, Guatemala, Hong Kong, Japão, Nova Zelândia e Paraguai.

Os cinco rótulos, todos bi varietais, são elaborados a partir de uvas cultivadas em vinhedos próprios na Campanha Meridional (Miolo Seleção Pinot Grigio / Riesling, Miolo Seleção Tempranillo / Touriga, Miolo Seleção Chardonnay / Viognier, Miolo Seleção Cabernet Sauvignon / Merlot e Miolo Seleção Rosé – Cabernet Sauvignon / Tempranillo).

Nessas mais de 25 safras, o Miolo Seleção conquistou paladares em todo o Brasil e hoje é sinônimo da qualidade Miolo, traduzindo a expressão do vinho brasileiro. Diante de sua relevância na abertura do mercado de vinhos no país e para o próprio crescimento da empresa, a Miolo investiu em sua repaginação no ano passado, resgatando sua essência e reposicionando o produto que se tornou o vinho mais querido do Brasil.

Informações: Miolo

Voilà, o rosé queridinho de Trancoso, está de safra nova e collab com F!ve Drinks Co

Vinho francês ganha nova embalagem e identidade visual, além de uma collab com marca de coquetéis em lata eleita número um pelo jornal USA Today

Desde 2018, o vinho francês Voilà Rosé está disponível no mercado brasileiro. Presente nos mais renomados bares e restaurantes de São Paulo – como Adega Santiago e nos recém-inaugurados Beefbar e Fazenda Churrascada –, o rosé chegou ao país com sua embalagem tradicional (750ml), após um ano do lançamento apresentou sua versão Magnum (1,5l) e, agora, lança nova safra com identidade visual repaginada.

A nova safra apresenta um assemblage de três diferentes uvas e, em sua garrafa transparente de 750ml, uma aparência descontraída com o novo logotipo da raposa – simpática mascote da marca. Fresco, agradável e com uma delicada coloração cor-de-rosa pálida, esse vinho possui um nariz complexo que lembra frutas vermelhas e pêssegos maduros. É ideal para harmonizar com carnes frias, peixes grelhados, carnes brancas e refrescantes saladas ou como aperitivo.

O rótulo, que também harmoniza muito bem com clima tropical do país, ganhou ainda o título de “queridinho de Trancoso”. No vilarejo baiano, durante o período do Réveillon, teve presença garantida em restaurantes e pousadas, como Estrela D’Água, Floresta, Santo Café e Le Marche. Ainda na Bahia, circulou a collab de Voilà Tonic com F!ve Drinks Co – marca de drinques prontos para beber, que chegou ao Brasil em dezembro e escolheu Voilà Rose para unir forças e proporcionar a experiência dos bons coquetéis nas mais diversas ocasiões.

Ainda para 2021, a nova aposta de Voilá será em uma lojinha própria do Instagram, com o intuito de oferecer ao público, cada vez mais, diferentes opções de itens de raposas – como baldes de gelo, bowls, boias infláveis e fox patchworks (bonecas de tecido e retalhos feitas à mão em formato de raposa).

Os vinhos estão disponíveis no e-commerce Voilà Rosé e via delivery (11) 96647-1111. A collab pode ser encontrada em F!ve Drinks Co.

Vinvino recebe vinho preferido da Madonna

O Villa Francioni Rosé, produzido na serra catarinense, é um vinho leve, delicado e fresco que agrada a todos os paladares com suas notas equilibradas e envolventes

Em 2009, em sua passagem pelo Brasil, Madonna foi apresentada ao Villa Francioni Rosé pelo sommelier de um renomado restaurante brasileiro. A diva pop gostou tanto da sugestão que, já no primeiro gole, questionou onde poderia comprar outra garrafa. Nascia assim a fama internacional do vinho rosé produzido pela vinícola catarinense.

Criado pelo enólogo Orgalindo Bettú, o vinho é um composto das uvas Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Sangiovese, Syrah, Petit Verdot e Pinot Noir. A embalagem foi desenvolvida por um designer francês que, ao provar o vinho, desenvolveu a embalagem exclusiva, longa e esguia para fazer jus às virtudes do rosé de Santa Catarina.

O vinho de coloração rosa salmão claro, produzido em São Joaquim, possui um aroma complexo de frutas, que lembra romã, pêssego e goiaba, floral com destaque para rosas, avivados por um leve toque cítrico. Ele é bastante equilibrado e envolvente e pode ser degustado com ostra, camarão grelhado e peixes com molhos delicados. Além disso, harmoniza muito bem com canapés em momentos descontraídos e festivos, principalmente em dias quentes.

O Villa Francioni Rosé tem teor Alcoólico de 13,2 %, o tempo de guarda é 3 a 5 anos e deve ser consumido preferencialmente de 8ºC a 10ºC. Na Vinvino, o Villa Francioni Rosé 750ml pode ser adquirido por R$ 95,98.

Informações:  além do site da VinVino, também é possível fazer a compra via WhatsApp (41) 98725-6329. O frete é grátis para Curitiba e região.

 

 

Inverno cor de rosa: vinhos rosés podem ser uma excelente opção para variar os sabores

No inverno, os vinhos tintos acabam ganhando um maior espaço nas adegas e mesas dos brasileiros por terem características mais fortes. Porém, ao redor do mundo, as pessoas estão descobrindo, na versatilidade dos vinhos rosés, uma grande oportunidade de ampliar os sabores de pratos típicos da temporada como fondues e estrogonofe.

“Só beber vinho rosé no verão é como dizer que só se pode beber vinho tinto depois do anoitecer. O rosé é como todos os outros tipos de vinhos, você deve beber quando quiser”, explica Hildebrando Lacerda, diretor comercial da Vinovalie do Brasil.

A empresa é a distribuidora de cerca de 100 rótulos de vinhos, entre brancos, tintos, espumantes e rosés, originários da Espanha, Itália, França e Chile. Outra proposta da empresa é apresentar novidades e tendências como foi o caso da marca Rosé Piscine, que hoje conta com três produtos Rosé Piscine Stripes, para ser apreciado com duas pedras de gelo; SeaSun, para ser degustado apenas refrigerado e a espumante Freez, também para ser servido com gelo.

A linha Rosé Piscine é o nosso carro-chefe, justamente pela versatilidade que a bebida oferece. Tanto que o Rosé Piscine Stripes, que é o principal produto da marca, foi o vinho Rosé Francês mais vendido no Brasil por dois anos seguidos, em 2018 e 2019”, completa Lacerda.

Vinho-Piscine-1

Produzido na região sudoeste da França, em uma das vinhas mais famosas da região, a bebida tem em sua composição a uva 100% negrete e o paladar é de um vinho rosé de mesa suave, de aroma levemente frutado que traz notas de pêssego, limão e morango, com um toque especial de lichia que dá um toque exótico. “O Rosé Piscine Stripes traz uma concentração de açúcar que exige que ele seja degustado com 2 ou 3 pedras de gelo deixando-o mais equilibrado, mas sem perder o sabor”, explica o executivo.

Rose-Piscine-Freez-avec-reflet

“A ideia de que o rosé só é apreciado em clima quente está felizmente ficando defasada. As pessoas estão entendendo que é possível trazer a energia e o calor de uma bebida até então tida como típica do calor, para o inverno… acredito até que esse conceito faça um bem para a nossa cabeça, hehehe” finaliza.

Informações: Rosé Piscine

Dia da Pizza: dicas para harmonizar pizza com vinho (que vão além do óbvio)

Brasileiro gosta tanto de pizza que até instituiu um dia para celebrá-la: 10 de julho. A data nasceu em 1985 e até hoje continua sendo um ótimo pretexto para se deliciar com uma boa pizza. E como este ano a data cai em uma sexta-feira, que tal escolher um vinhozinho para acompanhar?

A especialista em vinhos Paula Daidone explica que para uma escolha mais acertada temos que levar em consideração dois pontos: o estilo da pizza e o ingrediente em evidência. “Muita gente se preocupa apenas com o sabor da pizza. Mas o estilo interfere diretamente nessa decisão”, explica Paula.

Se a escolha for por uma pizza ao estilo italiano, por exemplo, como a Napoleta, que está na moda, é necessário levar o molho de tomate em consideração. “Na Itália, o molho de tomate é considerado um ingrediente principal e só vai em receitas que fazem sentido. Não é como aqui, que ele é base, como a massa”, explica Paula. Nesse caso, como o molho de tomate puro e fresco está em evidência, não é indicado consumir vinho tinto.

vinho taça tinto

“Os taninos do vinho tinto podem acentuar ainda mais a acidez do molho e criar um sabor desagradável no paladar. De acordo com as regras italianas de harmonização, só podemos colocar vinho tinto quando o molho de tomate é recheado, como um ragu ou bolonhesa. E isso vale inclusive para uma macarronada”, revela a especialista. A escolha certeira é o vinho branco e aí vale principalmente as uvas italianas, como Greco di Tufo, Vermentino, Verdicchio, Glera e Pinot Grigio. “Não precisamos ficar presos aos vinhos italianos. Há ótimos exemplares de vinhos com uvas autóctones italianas sendo elaborados no Brasil”, revela.

As pizzas tradicionais brasileiras são muito diferentes. Levam cobertura generosa, mistura de ingredientes e o molho é quase imperceptível. Nesse caso, o ingrediente mais aparente é o que pautará a escolha do vinho. “Normalmente, a pizza leva até o nome desse ingrediente, como Calabresa, Rúcula, Palmito, Atum. E aí a gente deve aplicar as regrinhas que usamos para o tal ingrediente em outras receitas”.

Para pizzas com embutidos, como calabresa ou pepperoni, é opção é um vinho com sabor mais intenso e tânico, para limpar a gordura oriunda da proteína animal. Vinhos das uvas Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Tempranillo e Touriga Nacional vão muito bem. Pizzas que tem queijo como ingrediente principal, como Margherita, muçarela e 4 queijos precisam de um vinho com mais acidez, para limpar a gordura, e aromático, para neutralizar o aroma do queijo. Boas opções: Torrontés, Alvarinho, Chardonnay e espumantes brut ou nature.

vinho rose kaboompics pixabay
Foto: Kaboompics/Pixabay

Pizzas que levam proteínas brancas, como frango e peixe, podem ir com vinho branco mais estruturado ou então um rosé, frango com Catupiry com Chardonnay e atum com um rosé de cor mais escura. Pizzas com verduras vão bem com brancos aromáticos, como pizza de rúcula um Chenin Blanc ou palmito com Sauvignon Blanc. E as de legumes ou cogumelos podem transitar entre branco e tinto. Por exemplo, berinjela e cogumelo vão muito bem com Pinot Noir.

Pizza doce também pode e deve ser acompanhada por um vinho. Os espumantes doces e os vinhos de sobremesa são perfeitos para essas receitas. Pizza de chocolate e um vinho do Porto Ruby jovem, chocolate brando e colheita tardia, ou pizza de banana com um espumante moscatel. “Mas se a ideia é inovar, aconselho provar com um vinho tranquilo. Tente um Merlot para acompanhar pizza com chocolate ao leite, Riesling para chocolate branco e Chardonnay com frutas. É uma experiência surpreendente”, finaliza Paula.

dia da pizza paula daidone (002)

Para facilitar a compreensão sobre o tema, Paula preparou um conteúdo completo, que inclui vídeo no canal do Reserva85 no Youtube e dois artigos no site do Reserva85, para ler, clique aqui e aqui.

World Wine sugere cinco opções de vinhos para degustar no verão

Com as altas temperaturas, a estação mais quente do ano pede bebidas que refrescam, e para os amantes de vinho, os que se destacam são os rosés, brancos ou até mesmo os tintos mais leves e frutados, além do famoso espumante que também é uma ótima opção para curtir um dia de sol na beira do mar ou relaxar na piscina.

Pensando nisso, a World Wine, uma das maiores referências na curadoria do vinho no Brasil, sugere 5 opções de rótulos para esses dias mais relax e especiais.

Confira as opções:

Val-da-Ucha-Vinho-Verde-2017

Para aqueles que estão curtindo o verão na praia e ouvindo os sons do mar, a pedida é o Val da Ucha Vinho Verde Branco (R$ 54,00). Refrescante, com sutil doçura residual equilibrada pela ótima acidez, é um vinho ideal para harmonizar com entradas leves ou petiscos, como os deliciosos bolinhos de bacalhau.

Garzon-Estate-Pinot-Noir-Rose

Já para os que não perdem um lindo pôr do sol no fim da tarde, a sugestão é o Garzón Estate Pinot Noir Rosé (R$ 80,00). Caracterizado aromaticamente por seu frescor e delicadeza, se destacam as notas de cereja e morango. Em boca é elegante, com marcada acidez e um final mineral que permite expressar a autenticidade de seu terroir.

Vinho_Branco_Le_Sorbole_Bianco_IGT_2016_Vinosia_Campania

E para um dia mais relax, como em um piquenique no parque, o Le Sorbole Bianco IGT (R$ 72,00) é perfeito. Vinho branco, refrescante e aromático, revela agradável frescor e se destaca por notas de maçãs verdes, peras e pêssegos. Harmoniza com saladas frias, preparações a base de pescados e queijos de massa mole.

Tous-a-la-Mer-Rose

Para um dia rodeado de amigos na beira da piscina, o rosé Tous a la Mer Rosé 2018 (R$ 82,80), torna esse momento ainda mais especial. Elaborado a partir da sutil e frutada Cinsault, este vinho foi fermentado em tanques de aço inoxidável, e mantém ainda agradável doçura da própria uva, tornando-o um vinho perfeito para acompanhar aperitivos, gastronomia japonesa ou ainda uma salada de frutas.

Espumante_Veuve_Ambal_Blanc_de_Blancs_Brut_Veuve_Ambal_Airen

E para aqueles que preferem uma bebida mais elegante e sofisticada para curtir o verão, o espumante Veuve Ambal Blanc de Blancs Brut (R$ 66,00), é ideal para se ter a mão em todos os momentos. Fácil e fresco, no nariz revela bom leque de aromas, destacando-se por frutas brancas, como peras, pêssegos e maçãs que se mesclam a notas de limão e toques florais.

Informações: World Wine

Vinho em lata: versão rosé do Vivant está disponível no site e aplicativo da Evino

Evino, referência nacional em vendas online de vinhos, tem uma grande novidade. A partir deste mês de outubro, os consumidores encontram, tanto no site como no aplicativo da companhia, o vinho em lata Vivant, na versão rosé.

vivant.jpg

De acordo com o cofundador e coceo da Evino, Ari Gorenstein, o Vivant é um produto que tem o perfil da empresa, cujo propósito é democratizar, desmistificar e descomplicar o consumo da bebida. “Gostamos de quebrar tabus na Evino”, afirma o executivo. “E quer ruptura maior do que beber vinho em lata?”, questiona Gorenstein.

O Vivant rosé é feito com as uvas Syrah e Pinot Noir, tem aromas sutis de flores e frutas vermelhas e é refrescante, leve e fácil de beber. Com 269 ml, o vinho é ideal para quem não quer se preocupar em esquecer a garrafa na geladeira ou deseja consumidor a bebida sozinho.

Gorenstein ainda conta que a Evino também trouxe o vinho tinto em lata para os consumidores, mas a procura foi tanta que o produto esgotou em apenas cinco horas. “O vinho em lata pode ser consumido em qualquer lugar, em casa, em uma festa e na balada, por exemplo. Por isso, o sucesso entre nossos clientes”, comenta. “E, em breve, teremos outras opções de vinho tinto em lata no nosso site e no nosso aplicativo”, finaliza.

vinhoemlata.png

O Vivant rosé está disponível no site e aplicativo da Evino por R$ 14,90 a lata e por R$ 23,80 para quem adquirir duas latas.

 

Páscoa e vinhos: uma combinação perfeita

Saiba como harmonizar pratos típicos do feriado com vinhos selecionados

Páscoa é um dos feriados favoritos do ano para reunir a família em torno de uma bela mesa para o almoço. Os pratos típicos a base de frutos do mar e o celebrado chocolate pedem bons vinhos para a harmonização perfeita durante a refeição. Cada vez mais difundidos no Brasil, os vinhos passaram a fazer parte das mais variadas comemorações.

A mais famosa e aclamada opção na mesa dos brasileiros durante a Páscoa é o Bacalhau à Gomes de Sá, versão da receita onde o peixe é acompanhado por batatas, ovos e azeitonas. A harmonização perfeita para o prato é um vinho branco, seco e com boa acidez.

Verão_ Vinho branco

Uma excelente escolha é o Pionero Mundi, rótulo espanhol da vinícola Viña Almirante, feito com a emblemática uva Albariño tradicional da região Rías Baixas. “O Pionero Mundi traz complexidade nos aromas e no paladar, e isso é o resultado do contato das cascas da uva com o líquido”, explica Nicole Negrão Gomes, sommelière da Garage Vinhos, loja conceito da Bodegas Wine na cidade de Curitiba.

vinho taça rose.jpg

O Risoto de Camarão é um dos principais acompanhamentos escolhidos para compor a mesa durante o almoço do feriado. A receita prática e saborosa harmoniza muito bem com vinhos brancos e rosé. “O BIS Rosé, rótulo da vinícola portuguesa Encostas de Estremoz, é leve, frutado e com um bom final e acompanha perfeitamente um risoto de camarão, bem como saladas e mariscos”, complementa a especialista.

vinho tinto

Como não poderia faltar, a troca de chocolates é o momento mais aguardado da Páscoa e muito se engana quem acha que bons vinhos não fazem parte desse momento. Para Nicole, o Insensato, vinho tinto da Bodegas D. Mateos, harmoniza perfeitamente com chocolates amargos. “O rótulo é saboroso, com taninos macios, frutado e elegante. Além disso, ele harmoniza muito bem com um mix de queijos curados”, completa a especialista.

Fonte: Garage Vinhos