Arquivo da tag: saúde

Cardiologista explica a relação entre infarto e doenças respiratórias

Com alta incidência nesta época do ano, pneumonia, bronquite e até a gripe podem ser gatilhos para complicações do coração em adultos, principalmente em idosos

É só o tempo mudar para a rinite, a sinusite e outras inflamações aparecerem. As infecções respiratórias – garganta inflamada, tosse, febre e dor facial -, típicas desta época do ano, afetam quase metade da população brasileira. Agravadas pelo tempo frio e seco, elas podem aumentar o risco de doenças cardíacas, como o infarto, por exemplo, principalmente para quem já passou dos 60 anos. A gripe é o principal fator de risco para as complicações.

A relação entre estas doenças esquenta a discussão sobre o aumento do número de ataques cardíacos no inverno. Ela pode ser explicada pelo fato de que esse tipo de quadro favorece a formação de coágulos sanguíneos, de inflamações, alterações no fluxo do sangue e de toxinas que danificam os vasos. “Ocorrem determinadas alterações agudas na parede arterial da artéria coronária, responsável por irrigar o músculo cardíaco. Esse processo provoca a obstrução da artéria, levando ao infarto”, explica Leopoldo Piegas, cardiologista e coordenador do Programa de Cuidados Clínicos de Infarto Agudo do Miocárdio do HCor.

coração pulsação pixabay
Ilustração: Pixabay

Embora o risco absoluto seja baixo, segundo Piegas, é importante ter ciência de que uma infecção respiratória pode, sim, ocasionar um infarto. “Não há motivos para alardes. Além de fatores muito mais poderosos para o aparecimento do infarto do que uma gripe, há um grupo de risco mais suscetível, que são pessoas com doença coronariana pré-existente, as que já sofreram infarto e aquelas acima de 60 anos”, ressalta.

Prevenção

A boa notícia é que há métodos preventivos que ajudam a ficar longe das doenças respiratórias, como a vacinação antigripal. A imunização é capaz de reduzir o risco em 30% de sofrer um ataque cardíaco. “Além disso, atitudes simples, como lavar bem as mãos e evitar locais aglomerados são estratégias preventivas importantes. E, acima de tudo, não ignorar os sintomas que podem indicar um ataque cardíaco”, orienta Piegas.

Sinais de infarto

mulher infarte

Alguns sintomas podem ser notados previamente. Conhecê-los ajuda no diagnóstico precoce e garante boas chances de recuperação. Confira:

Mal-estar
Tontura seguida de enjoo
Sensação grave de indigestão e de obstrução na garganta
Suor frio
Falta de ar e dificuldade para respirar
Dor nas costas.

Fonte: HCor

Máscara para cílios: como usar da maneira correta

Dermatologista da Clínica Karla Assed Curitiba dá dicas para não ter complicações com o uso do rímel

Ele dá volume e alonga os cílios, além de realça o olhar. Por isso, o rímel é um dos itens de beleza preferido das mulheres – e indispensável em qualquer maquiagem. Mas seu uso exige alguns cuidados. Já parou para pensar que a embalagem da máscara de cílios é um ambiente úmido, ideal para o desenvolvimento de fungos, bactérias e outros micro-organismos que podem causar a queda dos cílios, além de inflamações nos olhos, terçol e até mesmo caspa nos fios?

Por isto, é preciso ficar muito atenta à data de validade do rímel. “Após aberta, a máscara deve ser utilizada por três meses e depois descartada”, alerta a médica dermatologista Mayara Bravo, da Clínica Karla Assed Curitiba.

“Evite também guardar o rímel e outras maquiagens no banheiro, pois a umidade e a temperatura do local contribuem para a proliferação de fungos. Se possível, mantenha estes itens em ambientes frescos e secos, longe do calor e da luz excessivos”.

Outras dicas da especialista:

cílios máscara rimel olhos beleza maquiagem

=Aplique a máscara com carinho e cuidado, pois os cílios são sensíveis e você pode acabar quebrando os fios;

=Evite o uso de rímel à prova d’água no dia a dia, pois eles são mais difíceis de remover e podem danificar os fios;

=Procure passar o rímel sempre de dentro para fora, evitando chegar muito próximo à raiz;

mulher olhos olheira maquiagem

=Não compartilhe sua máscara com outras pessoas, pois este hábito pode transmitir conjuntivite e outras infecções bacterianas e virais;

=Nunca durma sem retirar a maquiagem. Opte por demaquilantes bifásicos para remover o rímel, cuidando para não esfregar demais os cílios e atenta para não deixar resíduos;

thumbnail coceira olhos
Thumbnail

=Em qualquer sinal de complicações, suspenda imediatamente o uso da máscara e procure um dermatologista.

Fonte: Karla Assed

Outono pede cuidados especiais com a pele e cabelos

Menor umidade do ar tende a deixar a pele mais ressecada; dermatologista dá algumas dicas para minimizar os efeitos da estação

Com temperaturas mais baixas e menor umidade do ar, típicas do outono/inverno, tanto a pele quanto os cabelos podem sofrer alterações, trazendo desconforto e reclamações. Até o começo da primavera, a tendência é de um ressecamento cada vez maior, de acordo com o dermatologista José Jabur da Cunha, da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo.

“Nesta época do ano, muita gente se queixa de ressecamento na pele e do pouco brilho ou queda de cabelos. Por isso, manter a hidratação é fundamental. A tendência é a pele ficar mesmo mais ressecada. Não deixe de passar hidratantes (melhor se indicados para peles secas), principalmente em áreas como pernas, joelhos e cotovelos”, orienta o dermatologista. Já em relação aos cabelos, o especialista destaca alguns cuidados importantes: “Evite lavar o cabelo com água muito quente e à noite; e não durma com o cabelo molhado ou preso”, explica.

Algumas doenças de pele também costumam ficar mais acentuadas durante o outono, como a Psoríase, a Dermatite Seborreica e a Dermatite Atópica. E há maior incidência de parasitoses (piolho e sarna). “A consulta a um dermatologista é fundamental para o tratamento adequado”, frisa o médico.

Então, se você quer manter a pele e os cabelos bem cuidados nos dias mais frios de outono e inverno, preste atenção às orientações de Jabur:

mulher bebendo água ibbl

Beba muita água – se você não costuma beber muita água, comece a andar com uma garrafinha a tiracolo diariamente. No outono e inverno, ingerir pelo menos 1,5 litro de água por dia ajuda a hidratar ainda mais e evita problemas na pele causados pelo clima.

mulher corpo creme hidratação pinterest
Pinterest

Hidratação do corpo – se você usa um tipo específico de hidratante, saiba que muitas vezes não é preciso trocá-lo, basta intensificar o cuidado com a pele, aplicando-o diariamente e em quantidades generosas. Já para quem tem pele mais seca, a dica é investir em hidratantes mais específicos. Procure seu dermatologista para uma avaliação, mas de modo geral hidratantes sem perfume, de consistência mais grossa, com ureia ou ceramidas são bem indicados.

lábios boca

Cuidado com os lábios – para não deixar que os lábios sofram com a ação do ar seco e frio, que pode causar rachaduras e até lesões, use sempre um protetor hidratante labial.

freegreatpicture-mulher-banho

Atenção à temperatura do chuveiro – banhos quentes são muito comuns no inverno. Mas apesar de bastante relaxantes, eles deixam a pele ressecada, o que pode piorar com as temperaturas baixas e o clima seco da estação.

aire acondicionado para casa Hasta Importante El mejor aire acondicionado que puedes prar para una casa peque±a Proyecto

Evite o ar condicionado – como ele costuma ressecar a pele, procure usá-lo somente no verão ou quando o tempo estiver bem quente.

esponja de banho pixabay
Pixabay

Fuja do uso contínuo de buchas – usar bucha no banho acaba removendo a camada de proteção da pele que ajuda a mantê-la hidratada naturalmente. Além disso, o uso excessivo de sabonetes também pode ter esse efeito. No inverno os banhos são mais demorados e muitas vezes são um vilão da pele seca. Prefira banhos mais rápidos e sem exageros.

umidificador 2

Umidifique o ar – para deixar o ambiente da casa ou do escritório mais úmido, coloque um vaporizador ou uma bacia com água. Se escolher a segunda opção, não se esqueça de trocar a água da bacia diariamente.

mulher protetor solar

Protetor solar – o uso do protetor solar é importante mesmo em dias com sol fraco, dias nublados ou com chuva. Para quem preferir, algumas marcas de protetor solar já costumam vir com o FPS associado a hidratantes.

mulher lavando o rosto

Lave o rosto antes de dormir – o rosto acumula impurezas durante o dia. Para desobstruir os poros e deixar a pele limpinha, procure sempre higienizar o rosto antes de dormir para, em seguida, aplicar um hidratante.

Fonte: José Jabur da Cunha é dermatologista da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo

19 de Maio é Dia da Cefaleia: descubra maneiras de viver sem dor

Embora bastante debilitante é possível conviver com a enxaqueca crônica e manter a qualidade de vida

Em dia 19 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate à Cefaleia, doença que se apresenta com mais de 150 tipos diferentes de dores de cabeça, entre elas a enxaqueca crônica, considerada uma das mais incapacitantes, com interferência direta em atividades sociais e laborativas de quem convive com ela.

Como explica a neurologista chefe do setor de cefaleias na Unifesp,  Thais Villa, “a enxaqueca crônica debilita tanto pela intensidade da dor como pelos demais sintomas atrelados à doença, como náusea, sensibilidade à luz, cheiro forte, e movimentos bruscos, que seguem em uma periodicidade continua, muitas vezes diária”.

Mas a especialista tranquiliza que ainda que a doença não tenha cura, tem possibilidade de controle desde que o paciente seja corretamente diagnosticado e conduzido para um programa multidisciplinar que contemple medicações e outras terapias adjuvantes, além de mudanças de hábitos. “Cada paciente precisa ser analisado em sua individualidade, dentro de sua rotina, para a identificação dos gatilhos de suas crises de dor e da composição das condutas adequadas a serem trabalhadas com ele”, relata a neurologista.

Dentre alguns dos hábitos a serem manejados, destacam-se:

remedios medicamentos pilulas

Uso excessivo de medicações: um dos principais fatores para a cronicidade das dores de cabeça é o uso indiscriminado de analgésicos, que em longo prazo, com a necessidade cada vez maior de uso para surtirem efeito, geram o chamado “efeito rebote” da dor.

mulher domindo cama sono c_scott pixabay
Foto: C_Scott/Pìxabay

Higiene do sono: manter uma rotina de horário para acordar e para dormir e ter um período de sono de 7 a 8 horas por dia é essencial para quem sofre de enxaqueca crônica.

salsicha e embutidos pixabay

Alimentação: comer de forma equilibrada e saudável, evitando períodos longos de jejum, é a regra para qualquer pessoa se manter bem, mas no caso dos enxaquecosos ainda é preciso evitar alguns alimentos que possuem ingredientes desencadeantes de crise. Embora eles possam variar de pessoa para pessoa, alguns são mais comumente associados às crises dolorosas, tais como: álcool, cafeína e embutidos em geral.

cama mulher relaxar
Pixabay

Estresse e ansiedade: organizar adequadamente a carga de trabalho, evitando o acúmulo de tarefas, especialmente de levá-las para casa, são importantes para o melhor manejo das emoções. Investir em hobbies e atividades relaxantes também soma neste processo.

mulher exercicios
Foto: Morguefile/Bonnie Henderson

Atividades físicas: realizar atividades aeróbicas leves regularmente (mínimo 3 vezes por semana) ajuda a liberar endorfinas, analgésico natural do organismo, beneficiando as medidas preventivas para o tratamento da enxaqueca crônica.

Dentre as linhas medicamentosas que devem ser seguidas mediante a prescrição direta do médico neurologista que acompanha pessoalmente o paciente, estão as drogas que agem tanto na prevenção quanto no tratamento das crises. “São princípios de atuação totalmente diferentes, que precisam ser tomados na dose e no momento certo tanto para evitar como para abortar um quadro de dor”, explica Thais, completando que mesmo para os casos mais severos, há caminho para a cessão das crises.

dor cabeça mulher

A profissional explica que ao dar atenção para as ações preventivas, se ganha com menos necessidade de tratamento da crise. Neste contexto, um aliado das medicações orais é a aplicação injetável da toxina botulínica A. Aplicada em até 31 pontos específicos da cabeça e ombros, a cada três meses, as injeções agem inibindo as vias neurais de transmissão da dor no sistema nervoso. “Há casos em que não apenas ela auxilia na redução das medicações, como até na extinção delas”, finaliza.

Fonte: Thais Villa é fundadora e diretora clínica do Headache Center Brasil. Graduada em medicina PUC- Campinas (2002), residência Médica pela Unifesp (2006). Doutorado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Pós-Doutorado/ Fellowship pela Universidade da Califórnia Los Angeles (Ucla) nos Estados Unidos | Professora de Neurologia e Chefe do Setor de Cefaleias na Unifesp. Membro Diretor da Sociedade Brasileira de Cefaleia. Membro Titular da Academia Brasileira de Neurologia. Membro do Conselho Consultivo do Comitê de Cefaleias na Infância e Adolescência da International Headache Society

 

Ação #RelaxaACabeça promove conscientização no Parque Ibirapuera

Em alusão ao Dia Nacional da Cefaleia, 19 de maio, a Abraces (Associação Brasileira de Cefaleias e Enxaqueca), com o apoio da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBC) e da Novartis, promoverá ação de mindfulness, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Na ocasião, o público presente poderá desfrutar de atividades de relaxamento e alongamento com o mote ‘relaxa a cabeça’.

A enxaqueca atinge 15 a cada 100 brasileiros, o que equivale a 30 milhões de pessoas no país. “Trata-se de uma doença complexa que envolve várias áreas do cérebro e tem como manifestação predominante a dor de cabeça. Pode variar em gravidade, com sintomas que vão desde dores de cabeça até náuseas, vômitos, sensibilidade à luz e odores”, explica Mario Peres, médico neurologista da Sociedade Brasileira de Cefaleia. O médico alerta ainda que o paciente com enxaqueca deve ser tratado com drogas profiláticas e específicas.

Além disso, Peres estará presente na ocasião, para alertar a população sobre os sintomas, causas, diagnóstico e importância da adesão ao tratamento mais adequado, ponderando que é possível sim minimizar os impactos da doença na qualidade de vida do paciente, quando devidamente tratada.

psicologiamindfulnesspixabay

#RelaxaACabeça
Data: 19 de maio
Horário: das 8h às 12h
Local: Parque Ibirapuera, São Paulo
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana, São Paulo – SP

Remédios naturais: alimentos que nutrem e auxiliam no combate de doenças

Ana Lucia Hoefel, Professora do curso de Nutrição da FSG, listou 18 alimentos que servem como remédios naturais para o organismo

Em meio a rotina tão corrida que milhões de brasileiros levam todos os dias, ter uma alimentação rica em frutas, verduras, plantas, cereais e saladas está se tornando algo raro, resultando em diversos problemas de saúde, como a obesidade, diabetes, doença renal crônica, retinopatia, doenças neurológicas e até mesmo psiquiátricas.

A adoção de hábitos saudáveis no dia a dia é capaz de prevenir doenças e promover a saúde, fazendo dos alimentos o próprio remédio para o corpo. Pensando nisso, a professora Ana Lucia Hoefel, do curso de Nutrição do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG), listou 18 alimentos cuja capacidade é promover saúde ao corpo e a mente. Confira:

maçã

Maçã: alimento riquíssimo em nutrientes, possui polifenóis, flavonoides, procianidinas, antocianinas, chalconas e taninos. Tem ação diurética, atua protegendo o aparelho digestivo e regulando o intestino, é anti-inflamatória e antioxidante.

aRomã: está entre os frutos mais saudáveis da terra, que contém centenas de sementes comestíveis. Rica em fibras, vitaminas, minerais e compostos bioativos ou fitoquímicos com efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes que os cientistas afirmam que são únicos na romã.

Abacate: incrivelmente nutritivo, contêm mais potássio do que bananas. Também é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que auxiliam a manter os níveis de colesterol dentro das faixas adequadas.

azeite-oliva

Azeite de oliva: outro alimento que contém gordura monoinsaturada, sendo também amigo do coração. Além disso, o azeite de oliva extra virgem, prensado a frio, contém mais de 800 substâncias com capacidade antioxidante. Ele apresenta potente propriedades anti-inflamatórias. Pode auxiliar na prevenção de acidentes vasculares cerebrais.

Canela: é uma das especiarias mais deliciosas e saudáveis do planeta. Estudos mostraram que ela é capaz de auxiliar no controle da glicemia. Além de possuir efeito termogênico podendo auxiliar no controle do peso corporal.

Cravo da Índia: tempero bastante utilizado na culinária popular, tem ação antimicrobiana e antifúngica. Pode ser usado para prevenção de cáries e também melhora o hálito.

farinha-sementes-linhaça
GreenMe

Linhaça:  possui quantidade apreciáveis de ácido graxo poli-insaturado do tipo W3, chamada gordura “boa”, que demonstraram ter efeitos saudáveis para o coração. Cada colher de sopa de semente de linhaça moída contém cerca de 1,8 gramas de ômega-3. Além disso, a linhaça possui lignanas, substâncias que podem ser convertidas, dentro no nosso organismo, em substâncias muito semelhantes ao estrogênio, hormônio feminino.

Cranberry: uma das mais importantes fontes dos fitoquímicos quercetina e miricetina da natureza, ambos são potentes antioxidantes e melhoram a circulação sanguínea. Auxilia como coadjuvante no tratamento de infecções do trato urinário, principalmente se causados pela bactéria Escherichia coli.

Uva: riquíssima em nutrientes, a uva é um alimento que deveria ser consumido diariamente. Riquíssima em vitamina C e potássio, sua casca possui ação antioxidante e anti-inflamatória. Além disso, protege contra certos tipos de câncer e doenças crônicas.

couve
Foto: Jorgeyu / Morguefile

Couve:  está entre os alimentos mais nutritivos da terra. Tem antioxidantes poderosos como a quercetina e Kempferol, fonte de vitamina C e potássio.

Gengibre: muito utilizado na atualidade, principalmente por sua ação termogênica. O gengibre tem ação anti-hemética, ou seja, auxilia na melhora de náuseas.

Alho: consumir alho diariamente ajuda a baixar os níveis de colesterol devido às propriedades anti-oxidantes do fitoquímico alicina. Estudos mostraram que o alho é imensamente benéfico para regular a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue.

curcuma pixabay
Foto: Pixabay

Açafrão da terra (cúrcuma longa): tem ação antidepressiva, estudos científicos mostraram que o uso de suplementos de cúrcuma, promove melhora nos sintomas depressivos. Além disso, tem ação antioxidante, anti-inflamatória e imunoestimulatória.

Nozes: são excepcionalmente nutritivas, possuem atividade antioxidante e ácidos graxos ômega-3. Esta riqueza de nutrientes contribui para os efeitos benéficos das nozes para a saúde, entre eles a redução da inflamação e a melhora dos fatores de risco para doenças cardíacas.

Salsa: possui ação anti-inflamatória e é riquíssima em vitamina C. Podemos destacar, que a vitamina C é uma vitamina capaz de deter radicais livres, além de ajudar na imunidade.

Manjericão: um tempero que não pode faltar à mesa, possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Como antioxidante ajuda a combater radicais livres, que são sustâncias que estão por trás do surgimento de diversas patologias.

salvia creative commons
Foto: CreativeCommons

Sálvia: tempero muito utilizado no Sul para temperar frango. Possui propriedades incríveis tais como reduzir flatulência gástrica e intestinal, efeito anti-inflamatório, antimicrobiano, anticarcinogênico. Estudos científicos já mostraram que, em pacientes com depressão auxilia na melhora do humor e também melhora a função cognitiva.

Orégano: tem efeito antifúngico, antioxidante, antimicrobiano e bactericida. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados ao usá-lo em preparações. Ele deve ser sempre adicionado no final da preparação, não deve ser fervido e nem levado ao forno, pois, suas propriedades antioxidantes são perdidas.

Fonte: FSG é o Centro Universitário da Serra Gaúcha. Reconhecida há 20 anos pelo seu protagonismo no desenvolvimento de propostas educacionais instigadoras, é referência no cenário da educação superior.

Higienização de ambientes compartilhados evita doenças*

Corrimões, botões de elevadores e maçanetas das portas, balcões de portaria, entre outros locais, com grande circulação de pessoas, precisam de uma higiene cuidadosa e constante.

O outono já chegou e as temperaturas já começam a cair e o clima fica mais seco, o que propicia a incidência de doenças, como gripes e alergias comuns nas estações frias. A transmissão de vírus normalmente acontece através de tosse ou espirros das pessoas infectadas ou ao passar as mãos em superfícies que estejam contaminadas e em seguida tocar os olhos, o nariz ou a boca.

Quarto_Gêmeos_2016126115931

Tanto no outono quanto no inverno é muito comum as pessoas preferirem os locais fechados e evitarem a friagem, o que resulta em aglomerações e, consequentemente, o contágio por vírus. Para evitar isso, a higiene deve ser redobrada, mas não somente a pessoal é suficiente para combater os monstros invisíveis. Nos condomínios residenciais e comerciais, por exemplo, há grande circulação de pessoas em todas as áreas úteis e comuns aos frequentadores, usuários e moradores. Com isso, aumenta a probabilidade de contaminação de algumas doenças.

mulher espirro

Outra reclamação comum nas estações outono e  inverno está relacionada às alergias respiratórias (irritação das vias aéreas). Isso também porque as pessoas ficam mais dentro dos ambientes, seja casa ou apartamento, que ficam mais tempo fechados por causa do frio, impedindo maior circulação de ar. Um dos fatores que provoca a alergia é a poeira, provocada por ácaros que gostam de locais escuros, úmidos e quentes. Os especialistas garantem que independe de época do ano, a limpeza diminui a incidência dessa doença, já que elimina a poeira e as contaminações.

Mas, como viver tranquilamente, sem medo de contrair um vírus ao tocar em corrimões, botões de elevadores e maçanetas das portas dos condomínios? E como confiar a limpeza de um local extenso e de trânsito alto de pessoas a quem não é especializado nesse tipo de trabalho?

Para locais de grande circulação, como nos condomínios, é recomendável a contratação de serviços profissionais, em que as pessoas encarregadas da limpeza tenham conhecimento sobre a melhor forma de higienização e qual frequência ideal para o serviço.

Para isso, o mais indicado é a contratação de empresas especializadas, que trabalham com terceirização do serviço e oferecem serviços de limpeza para pequenos, médios e grandes condomínios tanto residenciais como comerciais. Empresas confiáveis possuem funcionários treinados especificamente para este tipo de trabalho, como os auxiliares de limpeza e auxiliares de serviços gerais.

Esses profissionais recebem um treinamento com instruções teóricas e práticas sobre atendimento a clientes, postura profissional, cronograma das atividades diárias e programadas, tipos de produtos e suas finalidades e, principalmente, conhecem técnicas de higienizar ambientes. E para garantir o bom resultado, esses profissionais possuem encarregados que fiscalizam se o trabalho está sendo desenvolvendo de acordo com as instruções.

aedes

De qualquer forma, cuidar da limpeza é crucial em todos os lugares. Ter um ambiente sempre limpo e bem cuidado mantém uma boa aparência, como também afasta insetos e também evita o perigoso Aedys aegypti – que transmite, além da dengue, a febre chikungunya e o vírus zica – que não tem época restrita para se proliferar, já que nosso país é tropical.

Entre as recomendações está colocar o lixo fora no mínimo uma vez por dia, lavar cestos e latas de lixo sempre que possível e eliminar locais propícios ao acumulo de água parada. Medidas como essas afastam o mau cheiro e evitam que ratos e insetos se proliferem nas áreas condominiais. É recomendada ainda a limpeza de áreas de lazer, como salões de festas, parquinhos e playgrounds.

limpeza carpete sun cline cleaning
Foto: Sun Cline Cleaning

O síndico e os responsáveis pela manutenção do condomínio devem ficar atentos às áreas mais necessitadas de limpeza, porém também é dever de todos os condôminos contribuir com a organização e a higiene, tanto de seus apartamentos quanto das áreas sociais para que o local esteja limpo e bem apresentável.

*Amilton Saraiva é especialista em condomínios da GS Terceirização

Salvar

Cinco benefícios das frutas vermelhas

Especialista fala sobre as propriedades desses alimentos e elenca as vantagens de inclui-los na dieta

Amora, morango, framboesa, mirtilo e cereja. Além dos tons avermelhados e o sabor marcante, essas frutas têm em comum algumas propriedades nutritivas como vitaminas, minerais e fitoquímicos, que desempenham funções antioxidantes para organismo, fortalecendo o sistema imunológico.

Também conhecidas como berries, essas frutas podem fazer parte das refeições diárias por meio de receitas, sucos, geleias ou in natura, trazendo benefícios para a saúde e praticidade para o dia a dia. Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, lista cinco benefícios das frutas vermelhas:

Beneficiam a visão

frutas vermelhas
Foto: Max Straeten

Por terem grandes quantidades de vitamina C, fósforo, cálcio e vitaminas do complexo B, as frutas vermelhas são aliadas à saúde dos olhos, melhorando a capacidade visual diurna e noturna.

Têm ação anticancerígena e desintoxicante

frutas-vermelhas

Essas frutas são ricas em antocianinas, substância responsável pela coloração avermelhada/arroxeada desses alimentos, que combatem a inflamação e a ação dos radicais livres, sendo, portanto, anticancerígenas e antioxidantes. “Elas proporcionam maior proteção aos órgãos e aos tecidos do corpo, retardando a temida ação do tempo sobre todas as células, como as da pele, por exemplo“, conta.

São ricas em fibras

frutas vermelhas skyangel

A grande quantidade de fibras presente nas berries é ótima para quem procura melhorar o trabalho do sistema digestório. “É bom lembrar que além de beneficiar o intestino, as fibras são aliadas de quem quer reduzir os níveis de colesterol e glicose no sangue”, destaca.

Aumentam a saciedade

frutas vermelhas pixabay
Mais uma vez as fibras desses alimentos caem no gosto de quem quer ficar em dia com a balança. A alta quantidade da substância nas frutas vermelhas dá uma sensação de maior saciedade quando elas são ingeridas, diminuindo a vontade por doces ou snacks pouco saudáveis nos intervalos das refeições principais.

Combatem a anemia

frutas vermelhas

Frutas desse grupo quando consumidas com algum alimento rico em ferro, auxiliam e promovem uma maior absorção do mineral no organismo. “Por apresentarem bastante vitamina C, que facilita a assimilação do ferro no corpo, são ideais para quem sofre de anemia ou ainda para quem quer evitá-la”, pontua.

Sugestão de produtos

Geleias

geleia superbom

As geleias da Superbom são saborosas e ricas em nutrientes como vitaminas D, E, ferro e cálcio, opção ideal para rechear pães e torradas. Disponíveis nos sabores: morango com chia, amora, frutas vermelhas com chia, e uva.

Suco Antiox

Suco-Antiox-1L

Suco 100% fruta com misto de maçã, blueberry, cranberry, romã e cenoura roxa, frutas com alto poder antioxidante. São diversos flavonoides e polifenóis que auxiliam na prevenção do envelhecimento celular causado pela oxidação natural do organismo.

Fonte: Superbom

Os benefícios dos iogurtes vegetais

A procura por alimentos mais saudáveis e que substituem os de origem animal têm sido cada vez maior. A população brasileira está mais consciente da necessidade da diminuição da exploração dos animais e dos benefícios que uma alimentação vegana traz à saúde e ao meio ambiente.

Entre os alimentos mais consumidos quando falamos de alimentação de origem animal, estão o leite e seus derivados. Felizmente o mercado vegano para esses produtos também está crescendo e é possível achá-los com facilidade.

Além dos vegetarianos e veganos, que fazem suas escolhas com base em uma visão que vai além da saúde, existe o grupo de pessoas que não consomem leite nem seus derivados devido à intolerância à lactose e alergia à proteína do leite.

A qualidade dos nutrientes presentes em iogurtes vegetais é muito grande e são sim, muito saborosos, nutritivos e benéficos para a sua saúde.

O que o iogurte vegetal tem de bom?

Os Iogurtes Vida Veg, por exemplo, tem como base em sua composição, o coco, amêndoa e soja. Cada um deles tem características específicas carregados de nutrientes que só fazem bem ao nosso corpo, prezando pelo uso de ingredientes naturais, saudáveis e agradáveis ao paladar.

Iogurte vegetal de coco

iogurte coco

=Rico em vitaminas (c, b, a) e minerais (sódio, potássio, cálcio, manganês, magnésio, fósforo, cobre e ferro).
=Aumento dos níveis do considerado “bom colesterol” (HDL) e redução do “mau colesterol” (LDL), auxiliando assim na prevenção de doenças cardiovasculares.
=Exerce função antioxidante prevenindo contra a ação dos radicais livres.
=Possui ação diurética, evitando retenção de líquidos e inchaço.
=Fonte de energia rápida. Importante na dieta de praticantes de atividade física, pois a polpa concentra um aporte maior de potássio (principal mineral perdido no suor) que participa da contração e relaxamento dos músculos.

Iogurte vegetal de amêndoa

iogurte amendoa

=Aumento dos níveis do considerado “bom colesterol” (HDL) e redução do “mau colesterol” (LDL), auxiliando assim na prevenção de doenças cardiovasculares.
=Alto teor de antioxidantes, Vitamina E e B2.
=Boa quantidade de magnésio e potássio.

Iogurte vegetal de soja

iogurte soja

=Rico em proteínas e boa fonte de minerais (cálcio, magnésio, zinco, potássio e fósforo);
=Ajuda a elevar os níveis do “bom colesterol” (HDL) e a reduzir o “mau colesterol” (LDL), atuando na prevenção de doenças cardiovasculares;
=Possui isoflavonas, substâncias que ajudam a atenuar os efeitos da menopausa nas mulheres;
=Ajuda a fortalecer os ossos e aumentar a densidade óssea;
=Rico em ômega-3 e ômega-6;
=No iogurte da Vida Veg a soja é fermentada e não transgênica, forma indicada para o consumo. Para se obter a matéria-prima, a soja é submetida a um tratamento térmico adequado para inativação dos fatores antinutricionais e microbiológicos, tornando-se um ingrediente funcional, de alto valor nutritivos.

Os iogurtes vegetais são ricos em nutrientes e muito importantes na manutenção da saúde do corpo. Não é preciso consumir produtos de origem animal para se manter saudável. Os vegetais oferecem tudo que nosso organismo precisa, basta manter a dieta equilibrada e o prato bem colorido.

Fonte: Vida Veg

Salvar

Laser de picossegundos é novidade para tratar manchas da pele

Muitas pessoas procuram os consultórios dermatológicos para tratar as manchas na pele, especialmente no rosto. Os pacientes estão em busca de procedimentos que causem menos desconforto e sejam mais modernos e eficientes. E, uma das principais novidades em tratamentos é o uso do Laser Alexandrite (755nm), do equipamento Picosure, com pulsos de picossegundos, que produz um impacto fotomecânico na pele, com pulsos ultrarrápidos, de curtíssima duração (trilionésimos de segundos).

Por causa disso, ele garante eficiência, sem esquentar diretamente a pele por fototermólise, o que ocorria em todos os lasers anteriores. O Picosure foi o primeiro laser do mundo a ter picossegundos, sendo o precursor da tecnologia de ondas de choque (pressurewave), sem o uso de fototermólise (calor).

A ação fotomecânica do laser de picossegundos diminui consideravelmente a vermelhidão (eritema) após o procedimento e o risco de queimaduras, tornando estes equipamentos muito mais seguros para pacientes e médicos. Além disso, a tecnologia elimina a necessidade do paciente se afastar das atividades do dia a dia (downtime) – nada de pele descamando, com edemas ou sensibilizada.

A médica Eveline Bartels explica sobre o uso do Laser Alexandrite (755nm) com pulsos de picossegundos para minimizar melasmas, melanoses solares e hipercromias pós-inflamatória, além de abordar a relação entre os tipos de manchas e os fototipos (cor da pele). Confira:

manchas-pele-sol-mulher

Quais os principais tipos de manchas que podem ser tratadas com o laser de picossegundos?
Eveline Bartels – Praticamente todos os tipos de manchas podem ser tratadas com o laser de picossegundos. As mais frequentes são: os melasmas, que são manchas acastanhadas mal delimitadas que podem surgir na face e, até mesmo, no colo e braços. Tem origem genética, mas podem ser precipitadas e/ou exacerbadas pela exposição excessiva ao sol, após uma gestação ou até mesmo pelo uso de anticoncepcionais. Temos ainda as melanoses solares, que são pequenas manchas de sol, habitualmente amarronzadas e redondas que se apresentam nas mãos, colo e rosto. São muito comuns em pacientes acima de 50 anos. Devemos citar também as hipercromias pós-inflamatórias, que são manchas que aparecem após a cicatrização de um machucado ou inflamação da pele, como acne, por exemplo. Surgem por causa da exposição da ferida ao sol, sendo mais comum em peles morenas.

PicoSure

Pode explicar o protocolo de tratamento com o laser de picossegundos para cada uma destas manchas e quantas sessões, em média, devem ser realizadas?
EB – O protocolo de tratamento é variável. Para o melasma, o tratamento é proposto com quatro sessões iniciais, com intervalo de 30 dias entre cada sessão. Na fase de manutenção, as sessões são realizadas em intervalos variáveis, de acordo com a evolução clínica e remissão do melasma. Preconiza-se a indicação de pelo menos uma sessão a cada seis meses. Para o rejuvenescimento, são indicadas três sessões em intervalos mensais. No caso de melanoses solares e hipercromias pós-inflamatórias, que são manchas isoladas e escuras, o protocolo pode variar de uma a três sessões, e o tratamento pode ser associado a um peeling para melhorar a textura da pele também. É importante ressaltar que esta nova tecnologia se diferencia por não afastar os pacientes das suas atividades habituais. O período de recuperação é mínimo e os resultados já começam a ser visíveis depois da primeira semana.

melasma

Existe algum tipo de relação entre tipo de mancha e fototipos? (manchas mais comuns em peles claras, escuras etc).
EB – O melasma pode acometer tanto as peles mais claras quanto as mais escuras, principalmente pela miscigenação étnica que ocorre no Brasil. As pacientes mais branquinhas costumam se incomodar mais, pois o contraste com a mancha fica mais acentuado. Por outro lado, os melasmas em peles mais morenas, normalmente, são de controle mais difícil. Já as hipercromias pós-inflamatórias são muito mais comuns em pacientes morenas, sendo frequente a busca por um tratamento que seja eficiente e seguro para este tipo de pele.

mulher usando protetor solar

Quais os principais cuidados com a pele após o tratamento, de acordo com o tipo de mancha?
EB – Durante o tratamento das manchas é fundamental o cuidado com a proteção solar rigorosa. Qualquer tipo de mancha tem predisposição a piorar quando é exposta ao sol. O tratamento com o laser de picossegundos é bem gentil, e não machuca a pele. O resultado disso é um tempo de recuperação bem curto (em geral apenas algumas horas), o que permite que as pacientes se tratem sem a necessidade de se afastarem de suas atividades. Uma vez que o melasma não tem cura, é fundamental o uso de produtos à base de ácidos e clareadores para que se mantenham os resultados do procedimento a laser.

Fonte: Medpro